TRT da 1ª Região 20/04/2015 | TRT-1

Judiciário

Número de movimentações: 3034

Tomar ciência do ID 89d582a: "... CONHECER os recursos interpostos pelo banco reclamado e pela reclamante e, no mérito, DAR PARCIAL PROVIMENTO ao recurso do banco reclamado , apenas para afastar a indenização de 40% do FGTS sobre os valores deferidas, e DAR PARCIAL PROVIMENTO ao recurso da reclamante , para: a)condenar o banco ao pagamento de horas extras, assim consideradas aquelas trabalhadas após a sexta hora diária, por todo o período imprescrito, considerando a jornada descrita na inicial, de segunda a sexta-feira, das 8h às 19h30, com 30 minutos de intervalo intrajornada; b)determinar a utilização do Divisor 150; c)determinar que o sábado seja considerado como dia de repouso semanal remunerado para os fins de cálculo das horas extras; e d)acrescer à condenação em suplementares, o pagamento de quinze minutos diários, referentes ao intervalo previsto no artigo 384 da CLT, a ser apurado com mesmo adicional e demais reflexos já determinados, na forma da fundamentação supra. Custas majoradas, pelo reclamado, no valor de R$ 1.000,00 (hum mil reais), calculadas sobre R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais), valor atribuído à condenação por este órgão recursal".