Diário de Justiça do Estado de São Paulo 03/03/2015 | DJSP

Segunda Instancia

Número de movimentações: 19078

Despacho (fls. 418/419): “Vistos. Apesar do acordo formulado pelas partes às fls. 391/392, o fato é que, logo em seguida, antes que tal composição fosse chancelada por este Juízo, as próprias partes já ingressaram espontaneamente nos autos para apontar divergências em relação àquele avença, como se vê em suas petições de fls. 400/409 e 414/417. Tal comportamento adotado pelas partes demonstra a inexistência de consenso entre elas, o que impede este Juízo de proceder à homologação do acordo noticiado anteriormente, cuja consequência seria a determinação de devolução à parte do valor já depositado por ela nos autos e a restituição do feito ao gabinete do I. Desembargador relator para prosseguimento do julgamento. Assim, como última oportunidade, concedo às partes o derradeiro prazo de 05 dias para que informem se não há realmente consenso entre elas quanto à conclusão da avença. Caso persista tal divergência, a composição amigável estará prejudicada, devendo a Serventia providenciar a expedição do competente mandado de levantamento em favor do apelante/depositante, devendo, em seguida, os autos serem remetidos ao Acervo do Direito Privado 3, aguardando-se a ordem cronológica de julgamento do recurso. Intimem-se. São Paulo, 27 de fevereiro de 2015.” (a) ARTUR MARQUES DA SILVA FILHO - Presidente da Seção de Direito Privado