Diário Oficial do Estado de São Paulo 27/10/2020 | DOESP

Legislativo

Diário Oficial

Estado de São Paulo

Poder

Legislativo

Diário da Assembleia Legislativa - 19a Legislatura

imprensaoficial

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

Cauê Macris Presidente Gilmaci Santos 1° Vice-Presidente Barros Munhoz 4° Vice-Presidente

Enio Tatto 1° Secretário Ricardo Madalena 2° Vice-Presidente Bruno Ganem 3° Secretário

Milton Leite Filho 2° Secretário Coronel Telhada 3° Vice-Presidente Léo Oliveira 4° Secretário

Palácio 9 de Julho • Av. Pedro Álvares Cabral, 201 • Ibirapuera • São Paulo • CEP 04097-900 • Tel. 11 3886-6000 www.al.sp.gov.br

Volume 130 • Número 199 • São Paulo, terça-feira, 27 de outubro de 2020 www.imprensaoficial.com.br

Orçamento para 2021 e ação policial contra violência urbana são assuntos no plenário

Regras para o processo de remoção dos servidores de apoio escolar também são debatidas

MAURICIA FIGUEIRA

FOTO: SERGIO GALDINO

Remoção do quadro de apoio escolar e reação de policial a tentativa de assalto foram alguns dos assuntos tratados na tribuna da Alesp na tarde desta segunda-feira (26/10).

O deputado Carlos Gian-nazi (PSOL) iniciou o Pequeno Expediente informando que protocolou representação junto ao Ministério Público estadual contra a Portaria 8, de 2020, da Secretaria de Educação. A portaria aborda os critérios e prazos para remoção dos servidores do quadro de apoio escolar. Segundo Giannazi, “os servidores não tiveram remoção no ano passado, não estão tendo neste ano e não terão no ano que vem pois, pela portaria, a remoção só vai acontecer em 2022”.

Em seguida, o deputado Coronel Telhada (Progressistas) comentou o caso de uma policial militar do 38° BPM que reagiu a tentativa de assalto na semana passada. “A soldado Denise estava de folga, indo para casa, quando foi atacada por dois motociclistas. Ela foi obrigada

a reagir. Estava armada, acabou baleando um dos vagabundos”. De acordo com Telhada, o comandante interino do 38° BPM havia proibido soldados de segunda classe andarem armados. “Tão logo soube dessa ordem absurda, entrei em contato com o comandante-geral, coronel Alencar, que de imediato mandou revogar a ordem. Quero agradecer ao comandante- geral, graças à ação rápida dele impediu que ela fosse estuprada, morta, ou no mínimo roubada naquela situação. Essa policial estava armada, pôde reagir à altura”, observou Telhada.

O deputado Gil Diniz (sem partido) também considerou positiva a ação da policial. “Parabéns à soldado Denise que prontamente reagiu àquele assalto. Um vagabundo faleceu no local, outro saiu mancando, tomara que pelo menos seja preso”.

O deputado Carlos Gian-nazi voltou à tribuna para manifestar apoio à greve dos trabalhadores da Bayer, em São José dos Campos, anunciada na manhã de hoje. “Essa multinacional alemã está ameaçando demissão em massa, em plena

governo estadual encaminhados à Assembleia Legislativa nos últimos anos são antipopu-lares, limitando investimento nas áreas sociais, só que essa extrapolou. Mais de 800 milhões de reais foram retirados do SUS, da saúde pública, em plena pandemia”.

Mire a câmera do celular e assista ao vivo a Rede Alesp

Sessão ordinária desta segunda-feira

pandemia, cortando 20% de seus trabalhadores”.

Finalizando a sessão, Giannazi expressou discordância quanto a valores da Peça Orçamentária para 2021. “Estamos chocados com os cortes que estão ocorrendo nas áreas sociais. Todos os orçamentos do

Alesp se ilumina em apoio à luta pelos direitos das pessoas com doença falciforme

BARBARA MOREIRA

O Dia Nacional de Luta pelos Direitos das Pessoas com Doença Falciforme, celebrado nesta terça-feira (27/10), tem o propósito de chamar a atenção e tornar a população mais ciente sobre esta que é a enfermidade genética e hereditária mais comum no país com cerca de 60 mil casos, segundo o Ministério da Saúde. A pedido da deputada Leci Brandão (PCdoB), a fachada do Palácio 9 de Julho permanecerá iluminada de vermelho durante toda a semana como

forma de apoiar a causa.

No Estado de São Paulo, um em cada quatro mil nascidos possui traços falciformes. Apesar de registrar maior incidência na população preta e parda, a doença também atinge pessoas brancas. Esses indivíduos apresentam modificações nos glóbulos vermelhos, fator prejudicial à circulação de oxigênio.

Anemia crônica, icterícia e inchaço nos pés e nas mãos são alguns sintomas da doença, que pode causar também fortes dores nos músculos, ossos e articulações, infec

ções, crises no fígado, nos rins e, até mesmo, infarto ou derrame pela possibilidade de obstrução de artérias.

É possível detectar a doença ainda nos primeiros dias de vida da criança através do teste do pezinho, que pode ser realizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS). No Brasil, também há a Política Nacional de Atenção Integral às Pessoas com Doença Falciforme (PNAI-PDF). No entanto, entidades representativas apontam a baixa quantidade de alternativas disponíveis para tratamento.

A IMPRENSA OFICIAL DO ESTADO SA garante a autenticidade deste documento

quando visualizado diretamente no portal www.imprensaoficial.com.br

terça-feira, 27 de outubro de 2020 às 00:18:40.

Imagem de arquivo (Foto: Vera Massaro)