Diario de Justiça do Estado de São Paulo 16/01/2019 | DJSP

Administrativo

caderno 1
ADMINISTRATIVO

Presidente:

Manoel de Queiroz Pereira Calças

PODER JUDICIÁRIO

ENTENDA A

COMPLEXIDADE

ADMINISTRATIVA

DO TJSP

Chave da organização está na definição das áreas de competência

Tido como um tribunal de grande porte - o maior do Brasil -, com cerca de 20 milhões de ações em andamento, o Tribunal de Justiça de São Paulo conta com uma estrutura organizacional complexa para atender a uma demanda que corresponde a 25% do total de processos em trâmite no Brasil.

Com 1.745 unidades judiciárias e aproximadamente 2,6 mil magistrados e 43 mil servidores, a delimitação do território do Estado em 319 comarcas, divididas em 56 Circunscrições Judiciárias (CJs), organiza e define a área de competência onde os juízes exercem suas funções. Cada comarca pode contar com vários magistrados nas diversas varas instaladas, ou apenas um, que terá, nesse caso, todas as competências destinadas à prestação judiciária de primeiro grau, chamadas de varas cumulativas. As CJs, por sua vez, são agrupadas em dez Regiões Administrativas Judiciárias (RAJs), tendo, em

cada, um juiz diretor responsável (veja mapa).

As atribuições das RAJs consistem em gerir a rede de suprimentos; atender as demandas de reformas pontuais; contratar, mediante autorização, projetos, obras e serviços de manutenção predial dos fóruns; administrar a verba da Ata de Registro de Preços; coordenar, regionalmente, o concurso de ingresso de servidores; conferir apoio institucional aos magistrados no tocante à segurança e defesa de suas prerrogativas; coordenar a entrega de armas de fogo e munições para destruição; gerenciar a brigada de incêndio e os contratos de motoristas das comarcas; acompanhar as inscrições do plantão judiciário; e capacitar servidores no uso de sistemas eletrônicos do TJSP.

Foi a Resolução nº 560/12 que instituiu as RAJs, medida que trouxe ganho de eficiência por concentrar as deliberações da Presidência do TJSP com representantes das dez RAJs, em substituição ao contato com as 56 CJs.

Levantamento feito em dezembro de 2018 pela 1ª RAJ/ Daraj 1 evidencia a complexidade do trabalho de administração da primeira instância. Com 719 prédios e 1.126.341,68 m² de área construída em todo o Estado, as dez RAJs administram o equivalente a

158 campos de futebol oficiais.

A 1ª RAJ, a maior do Estado, abrange a Capital e a Grande São Paulo, reunindo 30 comarcas. Sob sua administração está 41% da área construída de fóruns, 47% do número de juízes e 34% dos servidores. A 4ª RAJ, a segunda em complexidade, abriga 128 edifícios (14%). Em terceiro lugar está a 6ª RAJ, com 107

prédios (9% da área total).■

Comentários, críticas e sugestões de pauta para reportagens no DJE, entre em contato com a Diretoria de Comunicação Social do TJSP

(alexandrebezerra@tjsp.jus.br / 11 3117-2586)

Comunicação Social TJSP - AL (texto) / DG (layout)