Solução limpadora de lentes contato

  • Número do pedido da patente:
  • PI 1107166-4 A2
  • Data do depósito:
  • 17/10/2011
  • Data da publicação:
  • 26/11/2013
Inventores:
  • Classificação:
  • C11D 3/30
    Outros ingredientes de composições detergentes abrangidas no grupo ; / Compostos orgânicos; / contendo nitrog?nio; / Aminas; Aminas substitu?das;
    ;
    C11D 1/62
    Composições detergentes baseadas essencialmente em compostos tensoativos; Uso desses compostos como detergentes; / Compostos cati?nicos; / Compostos de am?nio quatern?rio;
    ;
    C11D 1/722
    Composições detergentes baseadas essencialmente em compostos tensoativos; Uso desses compostos como detergentes; / Compostos n?o i?nicos; / ?teres de polioxialquilenos tendo grupos oxialquileno misturados;
    ;
    A61L 12/14
    M?todos ou aparelhos para desinfec??o ou esteriliza??o de lentes de contato; Acessórios dos mesmos; / usando substâncias qu?micas; / Compostos orgânicos n?o abrangidos pelos grupos ou ;
    ;

SOLUÇÃO LIMPADORA DE LENTES CONTATO. A invenção apresenta compostos para limpeza de lentes de contato contendo D- limoneno como agente biocida e desengordurante, contendo ainda outros agentes biocidas e surfactantes auxiliares bem como agentes de controle de pH,viscosidade e conservantes. A presente invenção promove a redução de quantidade bacteriana total de um log em uma hora.

Página de 1

Documento

SOLUÇÃO LIMPADORA DE LENTES CONTATO CAMPO DE APLICAÇÃO

A presente invenção refere-se a uma solução de ação múltipla de lentes de contato, para produção industrial, tendo como elemento principal o    l-metil-4-

isopropenilcilohex-l-eno, ou D-limoneno, como agente de limpeza e desinfecção, combinado com outros produtos adjuvantes.

ESTADO DA ARTE

O uso crescente de lentes de contato, tanto lentes rígidas como lentes denominadas descartáveis exige crescente cuidado com estes dispositivos. É dado corrente que as lentes de contato exigem limpeza frequente, e, em especial, que estes procedimentos de limpeza não afetem a higidez ótica dos dispositivos, bem como não propiciem aumento acentuado    da    retenção    de ' micro-organismos

prejudiciais ao órgão ocular.

As lentes de contato hidrofílicas podem apresentar contaminação por vários tipos bacterianos, especialmente Serratua marscences, Staphicoccus epidermidis, Pseudomonas aeruginosa, Candida albicans, bem como outras bactérias e fungos. Vários métodos têm sido descritos para processos de desinfecção de lentes de contato, como as patentes americanas US4,407,791 e US4,525,346 que revelaram o uso de amônio poliquaternãrio, a patente européia EP 89810455.3 que revelou o brometo de amônio, e a patente 1134,029,817 que revelou o cloreto de amônio trietanol.

Os produtos disponíveis no mercado não acrescentam as atividades biocidas e propriedades desengordurantes. Existe a necessidade de agentes de limpeza de amplo espectro, efetivos contra grande variedade de fungos e bactérias, que, ao mesmo tempo, exerçam papel desengordurante. As composições que exerçam funções múltiplas podem ser denominadas de soluções limpadoras de ação múltipla, em conjunto com outros componentes.

Idealmente estes agentes devem ser biodegradáveis, não irritantes da mucosa ocular e facilitar a preservação da integridade física dos dispositivos, em ação de limpeza conhecida sem fricção.

DESCRIÇÃO DA INVENÇÃO

As composições reveladas na presente invenção são soluções múltiplas â base de D-limoneno, em conjunto com outros produtos com o objetivo de promover a limpeza sem fricção prévia, conservando a integridade dos dispositivos ou lentes.

O D-limoneno ê utilizado em concentração efetiva para desinfecção e igualmente efetiva como agente desengordurante. O D-limoneno pode ser usado em conjunto com outros sistemas de desinfecção como sistemas de desinfecção oxidativos e não-oxidativos, com surfactantes e outros produtos úteis para a conservação e produção industrial.

A solução, objeto da presente invenção, pode ser usada com todas as lentes de contato como as lentes convencionais rígidas, lentes flexíveis, lentes de silicone, permeáveis a gases e especialmente para as lentes moles preparadas como hidrogel a base de hidroxiletil metacrilato, hidroximetil metacrilato, vinilpirrolidona, glicerol metacrilato, ácido metacrílico, ou todas as lentes que absorvem água entre 20 e 80% de seu peso.

O D-limoneno é especialmente útil por apresentar atividades anti-bacterianas, anti-fúngicas e anti-algas e é obtido a partir de óleos de frutas cítricas. Anke et al., Planta Med. 57: 344-345 (1991), e Atzori et al. , Antimicrobial Agents and Chemotherapy 37 (No. 7): 1492-1496 (1993) descrevem vários produtos similares, como isoveleral, poligodial, metil marasmato e bilobalida.

Produtos similares são descritos ainda por Anke et al. , Fd. Chem. Toxic. 27 (No. 6) : 393-397 (1989) (lactaroviolina, deterrol) ; Anke et al. , J. Antibiotics 42 (No.5) : 738-744 (1989) (merulidial) ; Didry et al., Pharmazie, April 1993, 48(4): 301-304 (cinnamaldeído); Gundidza et al. , Cent. Afr. J. Med., July 1992, 38(7); 290293 (Zimbabwe) e Himejima et al., J. Nat. Prod. 55(5): 620625 (May 1992) (extrato de Licaria puchuri).

Derivados do D-limoneno, como compostos acetilados ou metilados, são igualmente úteis, de acordo com a presente invenção. Um derivado tem um ou mais subst ituintes como grupos alquil, grupos carboxil, grupos hidroxil. Preferencialmente estes grupamentos não diminuem a efetividade do D-limoneno como desinfetante e ou desingordurante como descrito por Meshnick et al. , Antimicrobial Agents and Chemotherapy, May 1993, pp. 11081114, cujo conteúdo é aqui incorporado por referência.

O D-limoneno pode ser usado isoladamente ou em combinação, com outros agentes biocidas. Agentes apropriados para aplicações oftãlmicas são, mas não limitado a, sais de amônio quaternário como poliquaternium.

O Poliquaternarium ou poliquaternãrio é um conjunto de polímeros policatiônicos, com a presença de amônio quaternário no centro do polímero. Compreende diversos polímeros, designados por um número após o nome "poliquaternãrio". Os polímeros poliquaternãrios de 1 a 47 podem ser usados como biocidas, em adição a outros componentes do composto.

Amidoaminas ou ãlcoois de amidoaminas podem ser usados para potencializar os efeitos da composição aqui descritas. As amidoaminas preferidas são miristamidopropil dimetilamina, e compostos relacionados, descritas na patente U.S. Pat. Wo. 5,631,005 (Dassanayake, et al.) .

Poloxamers são copolímeros de triblocos compostos de cadeia hidrofóbica de polipropileno conjugada com cadeias hidrofílicas de polioxietileno. 0 termo poloxamer foi cunhado pelo inventor Irving Schmolka em 1973 e é conhecido também pelo nome comercial de Pluronics.

Como os blocos de polímeros podem ser customizados, existem muitos diferentes poloxamers, denominados com a letra P seguido de três dígitos, sendo que os dois primeiros X 100 indicam o peso molecular aproximado e o último indica a percentam de polioxipropileno. Para a denominação Pluronics a letra inicial define o estado físico, o primeiro dígito X 300 o peso molecular do hidrófobo e o último X 10 indica a porcentagem de polioxietileno.

Como são anfifílicos os poloxamers possuem propriedades surfactantes, aumentando a solubilidade aquosa de substâncias oleosas.

O polihexametileno biguanida (PHMB) é um biocida efetivo em baixas concentrações contra bactérias Gram + e Gram sendo também um virucida de largo espectro. Interage com a superfície das bactérias, transferindo-se para o citoplasma e causando a morte celular.

EDTA {do inglês Ethylenediamine tetraacetic acid) ácido etilenodiamino tetra-acético é um composto orgânico que age como agente quelante, formando complexos muito estáveis com diversos íons metálicos, entre eles estão o magnésio e o cálcio, em valores de pH acima de 7 e manganês, ferro(II), ferro(III), zinco, cobalto, cobre{II), chumbo e níquel em valores de pH abaixo de 7. O EDTA é um ácido que atua como ligante hexadentado, ou seja, pode complexar o íon metálico através de seis posições de coordenação, que são elas: através de quatro ânions carboxilato (-COO-), após a saída dos 4H+ dos grupos carboxílicos, e também através dos dois N. EDTA é predominantemente sintetizado do 1,2-diaminoetano (etilenodiamina), formaldexdo {metanal), água e cianeto de sódio. O trabalho pioneiro sobre o desenvolvimento do EDTA foi realizado por Gerold Schwarzenbach nos anos 1940.

Outros compostos podem ser usados em formulações de limpeza de lentes, como polihidroxietil metacrilato, carboximetil celulose, surfactantes não-ionicos como sorbitan, polivinilpirrolidona, polivinil álcool, hidroxipropilmetilcelulose e misturas dos anteriores, com a finalidade de melhorias de viscosidade final do produto ou ajuste de pH,

Os compostos preferenciais são aqueles solúveis em água como carboximetilcelulose de sódio, surfactantes não-ionicos como polioxietileno sorbitan monooleato, conhecido como Tween 80. A carboximetil celulose ê uma celulose sintética contendo 0.4 a 1.5 grupos de carboximetil por unidade de glicose na celulose.

A adição combinada de agentes biocidas, agentes desengordurantes e quelantes, bem como componentes para regulação de viscosidade, densidade e pH bem como a adição de conservantes permite a composição final ser usada como agente de limpeza de lentes de contato, sem a necessidade de fricção prévia, conservando a estrutura física e a integridade do dispositivo.

Agentes redutores são úteis para estabilização do produto final, sendo usados preferencialmente tióis, acetilcisteína, ácidos carboxílicos orgânicos, aminas, glutatione, homocisteína, cisteíne, bisulfato de sódio, metabissulfito de sódio, sulfetos e pirosulfetos.

A remoção de depósitos proteinãceos evita afetar a clareza das lentes, que reduz substancialmente sua vida útil.

O D-limoneno, empregado de acordo com a presente invenção, e ainda com combinação de outros agentes biocidas, é empregado em concentração efetiva. Uma concentração desinfetante efetiva é tal que reduz a população de microorganismos total do objeto alvo da desinfecção.

Tipicamente a concentração de D-limoneno ê de 0.00001% (peso/volume) a 1,5% (peso/volume), preferencialmente de 0,001% a 0,5%.

Composições solúveis em água, incorporando D-limoneno, podem receber outros agentes, e sua combinação ê altamente efetiva. Assim, podem ser incorporados como agente biocida secundário polímeros catiônicos com quaternário de amônio, conhecidos como poliquaternários, compreendendo os poliquaternãrios de 1 a 47 na concentração de 0.0001 a 1%. Podem ainda incorporar como agente biocida suplementar e agente anti-aderente o dimetilamino miristamidopropil na concentração de 0.0001 a 1,0%.

Suplementarmente podem conter o agente biocida a polihexametileno biguanida na concentração de 0.0001 a 1,0% e como agente surfactante blenda polimérica de polioxipropileno e polioxietileno, na concentração de 0.0001 a 0,1%, e ainda como agente quelante o EDTA (ácido etilenodiamino tetra-acético) na concentração de 0.0001 a 1,0%.

A forma líquida, solução aquosa, é a forma preferencial desta composição, incluindo ou não agentes conservantes e agentes para regulação do pH e viscosidade da composição final. Os conservantes são usados no intervalo de 0,0001 a 0,05% em peso.

As composições são em forma aquosa, necessitando de ajustes de viscosidade, como hidroxipropil metil celulose e outros derivados da celulose, agentes de tonicidade, como cloreto de sódio e manítol, agentes de ajuste de pH como boratos, citratos, fosfatos e carbonatos.

A solução assim preparada é efetiva de acordo contra aderência de bactérias Staphylococcus aureus 239, Pseudomonas aeruginosa 111 e Staphylococcus epidermidis 9142.

0 protocolo de teste seguiu a ISSO 14729. Brevemente , lentes de contato 30 foram inoculadas com 100 microlitros de inõculos, em cada lado da lente, obtendose uma concentração de bactérias de pelo menos 5 X 105 CFUs por pelo menos 10 minutos. Cada lente foi transferida para uma placa de cultura com 24 poços e aplicado o desinfetante, sendo que este foi neutralizado após este procedimento com 50 mL de DENB.

Cada lente foi centrifugada por 1 minuto para remoção das bactérias remanescentes aderidas e o material incubado por 48h a 35° C.

Os resultados foram assim obtidos expressos em log de redução de unidades (CFUs).

Lente

Conteúdo de água

S

epidermidis

S aureus

P.

aeruginosa

Purevision

36%

2.45

3.38

4.55

Focus

Night and Day

24%

2.38

4.15

5.13

Acuvue 2

Acuvue 2

58%

3.15

2.79

4.88

A presente invenção deve ser utilizada de acordo com procedimentos comuns de limpeza deste tipo de dispositivo. Assim, as lentes devem ser inicialmente removidos dos olhos e imersas na solução aquosa contendo biocidas, surfactantes, quelantes, agentes de pH, agentes de viscosidade, conservantes, oxidantes e demais componentes da composição por tempo suficiente para desinfecção das lentes.

Normalmente este período é de 6 a 8 horas, normalmente usado durante a noite para maior conforto do usuário.

As lentes são então lavadas em água corrente ou solução estéril de lavagem antes de seu uso.

A presente invenção tem efeito na limpeza de lentes de contato. Assim os compostos efetivamente removem os depósitos tipicamente acumulados pelo uso humano.

Os depósitos de debris variam de indivíduo para indivíduo, mas tipicamente incluem proteínas, lipídeos, polissacárideos e misturas destes produtos. Os compostos exibem efeito de limpeza quando concentrações típicas destes produtos são removidas.

Preferencialmente uma concentração desinfetante efetiva reduz a população de micro-organismos na ordem de dois logs em quatro horas. Mais preferencialmente a redução é da ordem de um log em uma hora para todos micro-organismos com exceção do A. fumigatus. Mais preferencialmente que esta redução ocorra em lentes de contato.

Um exemplo de composição da presente invenção segue a seguinte fórmula:

D-limoneno - 0,1%

Poliquartenarium 1 - 0,001%

Miristamidopropil dimetilamina - 0,0005% Polihexametileno biguanida - 0,001%

Poloxamer - 0,001%

Conservante - 0,1%

Água estéril - q.s.p

Esta mistura deve ser feita em reatores apropriados, em ambiente estéril, em área de produção farmacêutica industrial.

A solução aquosa deve ser misturada em temperatura ambiente,por pelo menos 30 minutos e envasada em condições estéreis, de acordo com a legislação vigente.

REINVIDICAÇÕES

1-    Solução limpadora múltipla para lentes de contato caracterizada por conter como agente principal o l-metil-4-isopropenilcilohex-l-eno em concentração de 0,00001% (peso/volume) a 1,5% {peso volume), preferencialmente de 0,001% a 0,5%.

2-    Solução limpadora múltipla para lentes de contato, de acordo com a reivindicação 1, caracterizada por conter como agente secundário antibacteriano polímeros catiônicos com quaternário de amônio, compreendendo os poliquaternários de 1 a 47 na concentração de 0,0001 a 1%.

3-    Solução limpadora múltipla para lentes de contato, de acordo com a reivindicação 1, caracterizada por conter como agente secundário antibacteriano e agente anti-aderente o dimetilamino miristamidopropil na concentração de 0,0001 a 1,0%.

4-    Solução limpadora múltipla para lentes de contato, de acordo com a reivindicação 1, caracterizada por conter como agente secundário antibacteriano o polihexametileno biguanida na concentração de 0,0001 a 1,0%.

5-    Solução limpadora múltipla para lentes de contato, de acordo com a reivindicação 1, caracterizada por conter como agente surfactante blenda polimérica de polioxipropileno e polioxietileno, na concentração de 0,0001 a 0,1%.

6-    Solução limpadora múltipla para lentes de contato, de acordo com a reivindicação 1, caracterizada por conter como agente quelante o EDTA (ácido etilenodiamino tetra-acético) na concentração de 0,0001 a 1,0%.

7-    Solução limpadora múltipla para lentes de contato, de acordo com a reivindicação 1, caracterizada por ser na forma de solução aquosa.

RESUMO

SOLUÇÃO LIMPADORA DE LENTES CONTATO

A invenção apresenta compostos para limpeza de lentes de contato contendo D-limoneno como agente biocida e 5 desengordurante, contendo ainda outros agentes biocidas e surfactantes auxiliares bem como agentes de controle de pH, viscosidade e conservantes. A presente invenção promove a redução de quantidade bacteríana total de um log em uma hora.