Peptídeos marcadores das fases clínicas da neurocisticercose

  • Número do pedido da patente:
  • PI 1006638-1 A2
  • Data do depósito:
  • 22/11/2010
  • Data da publicação:
  • 12/03/2013
Inventores:
  • Classificação:
  • C12N 15/11
    Muta??o ou engenharia gen?tica; DNA ou RNA concernentes ? engenharia gen?tica, vetores, p. ex. plasm?deos ou seu isolamento, preparação ou purifica??o; Uso de seus hospedeiros; / Tecnologia do DNA recombinante; / Fragmentos de DNA ou RNA; Suas formas modificadas;
    ;
    G01N 33/53
    Investiga??o ou an?lise de materiais por m?todos espec?ficos n?o abrangidos pelos grupos ; / Material biol?gico, p. ex. sangue, urina; Hemocitr?metros; / An?lise qu?mica de material biol?gico, p. ex. sangue, urina; Testes por m?todos envolvendo a forma??o liga??es bioespec?ficas de ligantes; Testes imunol?gicos; / Imuno-ensaio; Ensaios envolvendo ligantes bioespec?ficos; Materiais para os mesmos;
    ;
    C07K 14/435
    Pept?deos tendo mais de 20 amino?cidos; Gastrinas; Somatoestatinas; Melanotropinas; Derivados dos mesmos; / de animais; de seres humanos;
    ;

PEPTÍDEOS MARCADORES DAS FASES CLÍNICAS DA NEUROCISTICERCOSE. A presente invenção refere-se á utilização de novos peptídeos miméticos e motivos protéicos que tenham interações com anticorpos ou imunoglobulinas G específicas á neurocisticercose no diagnóstico imunológico desta doença, em especial a fase inativa. Para tanto, foram selecionados peptídeos expressos em fagos ligantes á imunoglobulina IgY do soro de galinhas White Leghorn imunizadas com extrato salino total de metacestódeos de Taenia solium. Os peptídeos que se ligaram especificamente a lgY dos animais imunizados foram selecionados e utilizados para detecção de lgG em soro de pacientes humanos com neurocisticercose através do teste imunológico ELISA (enzyme-Iinked immuno assay). Dentre esses pacientes, parte apresentava a forma ativa da doença, com cisticercos viáveis e parte a forma inativa, com cisticercos calcificados. O nosso teste com os peptídeos expressos em fago resultou em um diagnóstico de fases da neurocisticercose bem preciso, obtido de forma prática pelo teste ELISA. Devido à capacidade de ligação em proteínas sorológicas específicas á doença, esses peptídeos podem ser potencialmente ser utilizados em Kits de imunodiagnóstico para diferenciação das fases da neurocisticercose.