Chinelo para pés com necessidades especiais

  • Número do pedido da patente:
  • MU 8901253-4 U2
  • Data do depósito:
  • 08/06/2009
  • Data da publicação:
  • 22/02/2011
Inventores:
  • Classificação:
  • A43B 3/10
    Cal?ados caracterizados pelo formato ou o uso; / Cal?ados baixos; Chinelos;
    ;
    A43B 3/12
    Cal?ados caracterizados pelo formato ou o uso; / Sand?lias; Guias de correias nas mesmas;
    ;

CHINELO PARA PÉS COM NECESSIDADES ESPECIAIS, descreve-se a presente patente de utilidade como um chinelo para pés com necessidades especiais que, de acordo com as suas características, propicia a formação de um chinelo (1) em estrutura monobloco própria e específica do tipo ortopédica e baseada em uma leve protuberância súpero-lateral (3) interna ou externa para aplicação diretamente em pés com necessidades especiais do tipo pés plano ou cavo, com vistas a possibilitar de forma extremamente prática, segura e precisa o tratamento ou descanso de pés do tipo plano ou cavo, aliado a completa eliminação dos sintomas estando ou não em tratamento com as costumeiras palmilhas posturais e, tendo como base, um chinelo (1) com grande resistência, segurança e versatilidade facilmente adaptável a uma vasta gama de pés com necessidades especiais, usuáriose locais em geral.

Página de 2

Documento

MU8901253 -4

"CHINELO PARA PÉS COM NECESSIDADES ESPECIAIS"

Refere-se a presente patente de modelo de utilidade a calçados especiais em geral, mais especificamente a um chinelo para pés com necessidades especiais que, de acordo com as suas características gerais, possui como princípio básico propiciar a formação de um chinelo em estrutura monobloco própria e específica do tipo ortopédica e baseada em uma leve protuberância súpero-lateral interna ou externa para aplicação diretamente em pés com necessidades especiais do tipo pés plano ou cavo, com vistas a possibilitar de forma extremamente prática, segura e precisa o tratamento ou descanso de pés do tipo plano ou cavo, aliado a completa eliminação dos sintomas estando ou não em tratamento com as costumeiras palmilhas posturais e, tendo como base, um chinelo com grande resistência, segurança e versatilidade. Com design e formato específico e de fácil acesso para melhor adaptação e segurança dos usuários, características de praticidade no manuseio e funcionalidade, de custos bastante acessíveis e, devido as suas características gerais e dimensões, facilmente adaptável a uma vasta gama de pés com necessidades especiais, usuários e locais em geral, independentes das características que apresentem.

Nos dias atuais, são amplamente conhecidos três tipos de curvaturas de pés em seres humanos, sendo a normal, comumente encontrada e sem qualquer tipo de efeito colateral, e as plano e cavo, encontrada com menor freqüência e com ocorrência de efeitos colaterais indesejáveis como fortes dores. Atualmente, os portadores de pés cavo ou plano usam palmilhas do tipo posturais que são colocadas simetricamente dentro dos sapatos e tênis entre outros tipos de calçados em geral, com o intuito de aliviar os incômodos e possibilitar um tratamento localizado. Porém, quando não estão utilizando esses calçados com as palmilhas do tipo posturais na parte interna como, por exemplo, quando estão em suas residências, os sintomas (dores) reaparecem, pois não existe uma continuidade no tratamento, inclusive retardando uma melhora no quadro geral das pessoas.

Cabe ressaltar que, as curvaturas dos pés, sua ausência ou seu exagero poderão ocasionar inúmeros e indesejáveis tipos de distúrbios futuros como, por

exemplo, escoliose, dores na coluna, esporão de calcâneo, metatarsalgias, neuroma de Morton, periostite, fratura de estresse, tendinite e diferença de comprimentos dos membros entre outros.

Desta forma, a concepção geral do presente chinelo para pés com necessidades especiais, objeto da presente patente, é baseada totalmente na sua estruturação simples e robusta com um mínimo necessário de componentes e aplicação extremamente simplificada, segura e ergonômica, aliado aos procedimentos de manufatura bastante práticos, de modo a gerar um chinelo de elevada praticidade e eficiência capaz de manter um tratamento continuado em pés do tipo plano (chato) ou cavo (côncavo), ou seja, em direta substituição as tradicionais palmilhas posturais que são colocadas dentro dos calçados em geral, possibilitando uma continuidade no tratamento, com uma melhora bastante rápida e também sem as dores que aparecem quando estão sem estas palmilhas.

A patente em apreço caracteriza-se por reunir componentes e processos em uma concepção diferenciada, a qual atenderá as diversas exigências que a natureza da utilização demanda, ou seja, tratamento continuado de pés do tipo plano ou cavo em geral. Concepção esta que garante um chinelo de grande eficiência, funcionalidade, resistência, durabilidade, segurança, versatilidade, precisão, ergonomia e higiene em razão das excelentes qualidades técnicas agregadas, o que proporciona vantagens e melhoras nos procedimentos de tratamento de pés do tipo plano ou cavo em geral e, cujas características gerais, diferem das demais formas e modelos de chinelos amplamente conhecidos pelo atual estado da técnica.

A presente patente consiste no emprego de um moderno, eficiente, seguro e funcional sensor formado por um chinelo para pés com necessidades especiais de soluções ortopédicas corretamente incorporadas, compondo um chinelo completo e diferenciado com design exclusivo, detalhes de ótimo acabamento, belo aspecto estético e características próprias, que incorpora uma estrutura própria e específica do tipo ortopédica, de elevada durabilidade e resistência, formato geral retangular e contendo perfeitamente integrados e simetricamente dispostos entre si um chinelo base como elemento de estruturação do conjunto e uma saliência como elemento de protuberância interno ou externo sob a região plana ou cava, de modo a viabilizar a formação de um conjunto único, completo e seguro, cujas formas e disposições internas e externas possibilitam a perfeita adaptação a uma vasta gama de pés do tipo plano ou cavo em geral, sendo especialmente projetado para estes fins.

O presente chinelo baseia-se na aplicação de componentes e processos em uma concepção diferenciada, sem, no entanto, atingir um alto grau de sofisticação e complexibilidade, tomando possível solucionar alguns dos principais inconvenientes das demais formas e modelos conhecidos pelo atual estado da técnica e empregados no tratamento de pés do tipo plano ou cavo em geral, que se situam em uma faixa de trabalho na qual as dificuldades de utilização e aplicação, a baixa eficiência e performance e os acidentes são muito freqüentes e as formas e/ou modelos ou são baseadas em simples adaptações, sendo desta forma de elevada insegurança, grande deterioração e fragilidade, pouquíssima durabilidade e resistência, baixíssima versatilidade, totalmente imprecisa, trabalhosa na aplicação, baixíssimo rendimento, irrisória performance, pouca ou nenhuma ergonomia, baixa higiene, elevados custos e grande desperdício de tempo.

Os objetivos, vantagens e demais características importantes da patente em apreço poderão ser mais facilmente compreendidas quando lidas em conjunto com as figuras em anexo, nas quais:

A figura IA representa uma vista em perspectiva do chinelo para pés com necessidades especiais na configuração para pés planos.

A figura 1B representa uma vista lateral externa do chinelo para pés com necessidades especiais na configuração para pés planos.

A figura 1C representa uma vista superior do chinelo para pés com necessidades especiais na configuração para pés planos.

A figura 1D representa uma vista lateral interna do chinelo para pés com necessidades especiais na configuração para pés planos.

A figura 1E representa uma vista frontal do chinelo para pés com

necessidades especiais na configuração para pés planos.

A figura 1F representa uma vista posterior do chinelo para pés com necessidades especiais na configuração para pés planos.

A figura 2 representa uma vista em perspectiva do chinelo para pés com necessidades especiais na configuração para pés cavos.

A figura 3 representa uma vista em perspectiva do chinelo para pés com necessidades especiais na configuração para pés cavos varos.

A figura 4 representa uma vista em perspectiva do chinelo para pés com necessidades especiais na configuração para pés planos valgos.

A figura 5 representa uma vista em perspectiva do chinelo para pés com necessidades especiais na configuração para pés com metatarsalgias.

Como se infere nas figuras em anexo que ilustram e integram o presente relatório descritivo da patente de modelo de utilidade de "Chinelo para Pés com Necessidades Especiais", na figura (IA) é apresentado o mesmo de um modo geral na configuração para pés planos, compreendido por um chinelo (1) completo e de características próprias, que incorpora uma estrutura própria e específica do tipo ortopédica, de elevada durabilidade e resistência, formato geral retangular, formas e disposições internas e externas que se adaptam a uma vasta gama de pés do tipo plano em geral e contendo perfeitamente integrados e simetricamente dispostos entre si um chinelo base (2) dos mais diversos formatos gerais, com a função primordial de estruturação do conjunto como um todo; e uma saliência súpero-lateral (3) de formato geral semicircular e seção convexa e disposta simetricamente em elevação desde a parte central da face superior do chinelo base (2) até a extremidade lateral interna da face superior do chinelo base (2), de modo a alinhar-se superiormente em toda a extensão da curvatura da face lateral interna do chinelo base (2), com a função primordial de gerar uma protuberância sob a região plana dos pés do tipo plano.

O chinelo para pés com necessidades especiais, como demonstra a figura (2) na configuração para pés cavos, é compreendido por a saliência súpero-lateral (3) ser disposta simetricamente em elevação desde a parte central da face

superior do chinelo base (2) até a extremidade lateral interna da face superior do chinelo base (2) e limitando-se posteriormente a extremidade posterior da tira interna do chinelo base (2), de modo a alinhar-se superiormente a parte ffonto-medial da curvatura da face lateral interna do chinelo base (2); mantendo todas as 5 demais características gerais.

O chinelo para pés com necessidades especiais, como demonstra a figura (3) na configuração para pés cavos varos, é compreendido por a saliência súpero-lateral (3) ser disposta simetricamente em elevação desde a parte central da face superior do chinelo base (2) até a extremidade lateral interna da face superior 10 do chinelo base (2) e limitando-se posteriormente a extremidade posterior da tira interna do chinelo base (2), de modo a alinhar-se superiormente a parte fronto-medial da curvatura da face lateral interna do chinelo base (2); e uma saliência póstero-lateral (4) de formato geral similar a um feijão e seção convexa e disposta simetricamente em elevação ao longo de toda a extensão da parte póstero-lateral 15 externa da face superior do chinelo base (2), de modo a alinhar-se superiormente a toda a extensão da parte póstero-lateral externa da face póstero-lateral externa do chinelo base (2); mantendo todas as demais características gerais.

O chinelo para pés com necessidades especiais, como demonstra a figura (4) na configuração para pés planos valgos, é compreendido por a saliência 20 súpero-lateral (3) ser disposta simetricamente em elevação desde a parte central da face superior do chinelo base (2) até a extremidade lateral interna da face superior do chinelo base (2), de modo a alinhar-se superiormente em toda a extensão da curvatura da face lateral interna do chinelo base (2); e uma saliência póstero-lateral (5) de formato geral similar a um feijão e seção convexa e disposta simetricamente 25 em elevação ao longo de toda a extensão da parte póstero-lateral interna da face superior do chinelo base (2), de modo a alinhar-se superiormente a toda a extensão da parte póstero-lateral interna da face póstero-lateral interna do chinelo base (2) e adjacente a extremidade posterior da saliência súpero-lateral (3); mantendo todas as demais características gerais.

30    O chinelo para pés com necessidades especiais, como demonstra a

figura (5) na configuração para pés com metatarsalgias, é compreendido por a saliência súpero-lateral (3) ser disposta simetricamente em elevação desde a parte central da face superior do chinelo base (2) até a extremidade lateral interna da face superior do chinelo base (2) e limitando-se posteriormente a extremidade posterior da tira interna do chinelo base (2), de modo a alinhar-se superiormente a parte ffonto-medial da curvatura da face lateral interna do chinelo base (2); uma reentrância frontal (6) de formato geral retangular e seção côncava e disposta simetricamente centrada em rebaixo na parte frontal da face superior do chinelo base (2); e uma saliência retro-capital (7) de formato geral oblonga e disposta horizontalmente e simetricamente adjacente a saliência súpero-lateral (3) e a reentrância frontal (6); mantendo todas as demais características gerais.

O chinelo para pés com necessidades especiais, por possuir os seus componentes totalmente integrados entre si e aos pés dos usuários, nada se desprega e nada tem para quebrar, entortar ou rasgar, alcança-se um alto índice de desempenho e eficiência, aliado a alta durabilidade e absoluta segurança. Depois de totalmente integrados entre si e as partes interna e externa dos pés dos usuários, os componentes ficam presos e coesos, impedindo desta maneira que se soltem sozinhos quando em uso, ficando o conjunto totalmente disponível para os procedimentos de tratamento dos pés tipo plano ou cavo em geral. Desta maneira, o chinelo (1) pode ser utilizado sem preocupação de quaisquer naturezas, principalmente quanto à durabilidade e segurança dos seus componentes e dos usuários.

Pelo tudo que foi exposto trata-se de um calçado que será bem recebido pelos portadores de pés especiais em geral, pois o chinelo para pés com necessidades especiais apresenta inúmeras vantagens, tais como: grande segurança, confiabilidade e agilidade na aplicação; grande rendimento e performance na sua aplicação em virtude de sua concepção geral; elevado conforto, comodidade e segurança aos usuários; altíssima resistência e durabilidade geral, aliado a um baixo ou nenhum desgaste do conjunto como um todo; custos totalmente acessíveis o que possibilita uma ótima relação custo/beneficio; prática e segura utilização por

qualquer usuário; grande faixa de alcance; perfeita e direta adaptação aos mais diversos pés do tipo plano ou cavo em geral; excelente continuidade no tratamento dos pés do tipo plano ou cavo em geral; elevada higiene; grande mobilidade e flexibilidade do conjunto; indicado para tratamento de pés cavo (côncavo) ou plano 5 (chato); excelente ergonomia; e a certeza de se ter um calçado que atenda plenamente as legislações e normas vigentes e as condições básicas necessárias a sua aplicação como um todo.

Todos estes atributos permitem classificar o chinelo para pés com necessidades especiais, como um meio totalmente versátil, eficiente, prático e 10 seguro para os procedimentos de tratamento continuado de uma vasta gama de pés do tipo plano ou cavo em geral, dos mais diversos tipos de usuários e nos mais diversos locais em geral, independente das características gerais que estes possam apresentar, sendo ainda de grande facilidade de aplicação e manuseio, aliada a grande performance e excelentes características gerais; contudo as medidas, 15 dimensões e quantidades podem variar de acordo com as necessidades de cada aplicação.

REIVINDICAÇÕES

1. )"CHINELO PARA PÉS COM NECESSIDADES ESPECIAIS", caracterizado por ser compreendido na configuração para pés planos por um chinelo (1) que incorpora uma estrutura própria e específica do tipo ortopédica, de formato geral retangular, formas e disposições internas e externas que se adaptam a uma vasta gama de pés do tipo plano em geral e contendo integrados e simetricamente dispostos entre si um chinelo base (2) dos mais diversos formatos gerais; e uma saliência súpero-lateral (3) de formato geral semicircular e seção convexa e disposta simetricamente em elevação desde a parte central da face superior do chinelo base (2) até a extremidade lateral interna da face superior do chinelo base (2), de modo a alinhar-se superiormente em toda a extensão da curvatura da face lateral interna do chinelo base (2).