Microlaboratório para a análise de fluidos biológicos usando luz branca como fonte de emissão

  • Número do pedido da patente:
  • PI 0513018-2 A2
  • Data do depósito:
  • 01/07/2005
  • Data da publicação:
  • 22/04/2008
  • Prioridade unionista:
  • País Número Data
    PORTUGAL PORTUGAL 103159 05/07/2004
Inventores:
  • Classificação:
  • B01L 3/00
    Recipientes ou utens?lios para uso em laborat?rio, p. ex. vidros de laborat?rio; Conta-gotas;
    ;
    G01N 33/487
    Investiga??o ou an?lise de materiais por m?todos espec?ficos n?o abrangidos pelos grupos ; / Material biol?gico, p. ex. sangue, urina; Hemocitr?metros; / An?lise f?sica de material biol?gico; / de material biol?gico l?quido;
    ;
    G01N 21/05
    Investiga??o ou an?lise de materiais pelo uso de meios ?pticos, i.e. usando raios infravermelhos, vis?veis ou ultravioletas; / Disposi??es ou aparelhos para facilitar a investiga??o ?ptica; / Constru??es em cubetas; / cubetas de fluxo direto;
    ;
    G01N 21/31
    Investiga??o ou an?lise de materiais pelo uso de meios ?pticos, i.e. usando raios infravermelhos, vis?veis ou ultravioletas; / Sistemas nos quais a luz incidente ? modificada em concord?ncia com as propriedades do material investigado; / Cor; Propriedades espectrais, i.e. compara??o do material sobre a luz em dois ou mais comprimentos de ondas diferentes ou faixas de comprimento de ondas; / Investiga??o das propriedades do material com rela??o a comprimentos de ondas caracter?sticos de elementos ou mol?culas espec?ficas, p. ex. espectrometria de absor??o at?mica;
    ;
  • Início da fase nacional:
  • 05/01/2007
  • PCT:
  • Número: IB2005052200 Data:01/07/2005
  • WO:
  • Número: 2006/006113 Data: 19/01/2006

MICROLABORATÓRIO PARA ANÁLISE DE FLUIDOS BIOLÓGICOS USANDO LUZ BRANCA COMO FONTE DE EMISSÃO A presente invenção diz respeito a um micro-sistema laboratorial portátil para análise, em tempo real, de fluidos biológicos, em especial a medição da concentração de biomoléculas nesses fluidos, para aplicação em análises clínicas. Este dispositivo combina num único micro-sistema os microcanais, os filtros ópticos, os detectores e a eletrônica de leitura, ficando habilitado para quantificar a concentração de biomoléculas usando a luz branca como fonte de luz, evitando assim o recurso a uma fonte de luz monocromática específica vinda de um laser, por exemplo. O princípio de funcionamento baseia-se na detecção colorimétrica por absorção óptica. Um feixe de luz branca é direcionado para a câmara de detecção, na qual se encontra a mistura a analisar. Esse feixe é filtrado por um filtro óptico de banda estreita no comprimento de onda adequado. A intensidade da luz transmitida através da mistura, proporcional à concentração da biomolécula em análise, é medida por um fotodetector colocado por baixo da câmara de detecção.