Novos compostos derivados de 4-anilinoquinazolinas com propriedade inibidora de adenosina-cinases

  • Número do pedido da patente:
  • PI 0400869-3 A2
  • Data do depósito:
  • 02/03/2004
  • Data da publicação:
  • 07/03/2006
Inventores:
  • Classificação:
  • A61P 37/00
    F?rmacos para o tratamento de dist?rbios imunol?gicos ou al?rgicos;
    ;
    A61P 9/10
    F?rmacos para o tratamento de dist?rbios do sistema cardiovascular; / para tratamento de doen?as isqu?micas ou ateroscler?ticas, p. ex. f?rmacos antianginais, vasodilatadores coron?rios, f?rmacos para enfarte do mioc?rdio, retinopatia; insufici?ncia cerebrovascular, arteriosclerose renal;
    ;
    A61P 43/00
    F?rmacos para fins espec?ficos, n?o previstos nos grupos ;
    ;
    A61K 31/517
    Prepara??es medicinais contendo ingredientes ativos orgânicos; / Compostos heteroc?clicos; / tendo nitrog?nio como hetero?tomo do anel, p. ex. guanetidina, rifamicinas; / tendo an?is de seis membros com dois ?tomos de nitrog?nio como os ?nicos hetero?tomos de um anel, p. ex. piperazinas; / Pirimidinas; Pirimidinas hidrogenadas, p. ex. trimetoprim; / orto- ou peri-condensadas com sistemas de an?is carboc?clicos, p. ex. quinazolina, perimidina;
    ;
    C07D 239/94
    Compostos heteroc?clicos contendo an?is 1,3-diazina ou 1,3-diazina hidrogenada; / condensados com an?is carboc?clicos ou com sistemas de an?is carboc?clicos; / Quinazolinas; Quinazolinas hidrogenadas; / com hetero?tomos diretamente ligados na posi??o 4; / ?tomos de nitrog?nio;
    ;
    A61P 41/00
    F?rmacos usadas em m?todos cir?rgicos, p. ex. coadjuvantes de cirurgia para prevenir a ader?ncia ou para substitui??o v?trea;
    ;

"NOVOS COMPOSTOS DERIVADOS DE 4-ANILINOQUINAZOLINAS COM PROPRIEDADE INIBIDORA DE ADENOSINACINASES". A presente invenção apresenta compostos que são inibidores de adenosinacinases. É proporcionado um processo de proteger tecidos e órgãos como coração, cérebro e rins atingidos por isquemia e tratar insuficiência cardíaca, infarto do miocárdio, arritmias, hipertensão arterial, aterosclerose, re-estenose de artéria coronária após a angioplastia, insuficiência renal crônica, acidente vascular cerebral, doenças inflamatórias crônicas (e.g. artrite reumatóide). Também proporcionado é o efeito inibidor de adenosina-cinases de compostos derivados de quinazolinas previamente conhecidos como inibidores reversíveis de tirosina-cinases da família de receptores do fator de crescimento epidérmico (EGFR).