Retorta para destilação de mercúrio em amálgamas com ouro

  • Número do pedido da patente:
  • PI 9102953-8 A2
  • Data do depósito:
  • 11/07/1991
  • Data da publicação:
  • 05/11/1991
Inventores:
  • Classificação:
  • B01L 3/16
    Recipientes ou utens?lios para uso em laborat?rio, p. ex. vidros de laborat?rio; Conta-gotas; / Retortas;
    ;

Página de 1

Documento

1

Relatório Descritivo da Patente de Invenção " RETORTA PARA DESTILAÇÃO DE MERCÜRIO EM AMÁLGAMAS COM OURO".

Trata-se a presente invenção de uma retorta 5 para destilação de mercúrio de amalgamas com ouro do tipo que compreende um cadinho de evaporação com cor -respondente condensador, um queimador inferior isolado por material refratãrio, refletores de calor laterais e superior e correspondente suporte para sua utiliza -10 ção em campo.

Este tipo de retorta ê utilizada para a vo-latilização do mercúrio e sua posterior recuperação quando amalgamado com ouro, o qual permanece livre no cadinho de pirõlise.

15    Neste sistema o mercúrio volatilizado flui

através do condensador fixo à tampa do cadinho, sendo então condensado novamente para a sua forma metálica e desta forma recuperado para nova reutilização.

São fatores notáveis na presente retorta 20 ser estanque para vazamentos de mercúrio, alta durabilidade, elevada eficiência de recuperação e seu dese -nho adequado para uma simples utilização em trabalhos

» *• »4

it m

•• 1 a • (

• »

%

|

*

•••

; • • •

•••

9

• * i *

••

4

••

de campo, mesmo em condições adversas

As dificuldades apresentadas por sistemas similares, tais como vazamentos, distribuição desuniforme de calor, baixa recuperação do metal, foram aqui contornados através das devidas alterações globais em seu desenvolví -mento.

A retorta consiste de um equipamento de destila çio onde um queimador aquece um cadinho de destilação, no qual a tampa se associa a uma salda para um condensador. Todo o sistema se embute dentro de úm cilindro de ferro fundido em torno do queimador,' sendo que em sua base e acondicionado material refratãrio. Logo acima do queima -dor se apoia a cuba inferior do cadinho, que como ele todo é torneado em ferro fundido branco. A cuba superior (tampa) tem em sua parte mais elevada uma saída direta para o condensador, este com refrigeração através de um reservatõ rio d'água onde os vapores de Hg são liquefeitos para posterior coleta em um recipiente com ãgua (de preferência, de vidro para se poder visualizar as gotas de Hg sendo recuperadas).. Para evitar refluxo da ãgua foi confeccionado e adaptado um sistema semi-permeãvel ao ar embebido em ãgua. 0 encaixe entre as duas cubas ê cônico de passe cur to sendo as duas fixas através de um parafuso longo cen -trai rosqueado acima da cuba superior num refletor de ca -lor ai encaixado. Este refletor superior também de ferro fundido tende a fechar a câmara de queima, oxide se encon -tra o cadinho isolando-o termicamente do ambiente, tendo em sua superfície cilíndrica lateral orifícios para salda

•    ••••    •    •    • •    • *    •

•    • •    i    •    ■    *«    • o*    *

•••    *    *    •    * •    • •    »    ■

•    •    •    •    i    ■    »i *

• •«i    ••    ••• d mi ii ui ii

3

dos gases queimados, 0 tamanho destes.orifícios ê determi nado, assim como sua posição em relação ao'encaixe das cubas. Estas características e posicionamento servem para que no interior da câmara crie-se uma pressão positiva, e que a salda dos gases não favoreça um efeito venturi    na

junção das cubas o que poder ia favorecer uma sucção de Hg em caso de uma eventual mã vedação entre as cubas. A pres são positiva na câmara também contribui para que em caso de eventual mã vedação vapores de queima tendam a entrar no cadinho e não permitirem a salda de Hg.

A operação de queima apresenta simplicidade sen do realizada ppr qualquer passos apõs um treinamento com observação orientada. Consiste em colocar a amalgama dentro do cadinho (ate - 800 gramas}, fechar o sistema, colocar agua no condensador, e no recipiente de coleta do Hg (observando que o nível da agua neste nunca supere o final do tubo metálico do condensador, devendo este ficar, pelo menos, 1 cm abaixo do tubo a fim de permanecer com o tecido anti-refluxo- mergulhado na ãgua. Acende-se o fogo e em 30 minutos o processo estã terminado, com a separação do Hg no frasco coletor, inclusive limpo de impurezas que po£ sam diminuir sua eficiência numa utilização posterior.

Apõs um período de esfriamento do sistema o cadinho pode ser aberto e o ouro retirado praticamente livre de Hg.

A recuperação observada em todos os testes realizados atê agora foi superior a 95% do' Hg introduzido.

A invenção estã descrita com referência ao dese nho apenso, que mostra uma realização preferida da mesma.

• •••

• •

«

• « • •

• • ••

• •

* •

• •

* • 1 I

• •

• ■ •

• ••

*

• •••

O desenho mostra o cadinho de ferro fundido bran co 1 com sua respectiva tampa 2 com encaixe sob forma de chanfro fixo ao. sistema de condensação 11/ no qual são apre sentadas a entrada de agua para resfriamento 12 e sua res -pectiva salda 13.

No entorno do cadinho encontram-se os refletores de calor laterais fixos ao sistema 4 assim como, o superior movei para abertura do sistema 3. Estes refletores de ca -lor em função de sua posição servem adicionalmente para que no interior da câmara crie-se uma pressão positiva e que a salda dos gases não favoreça um efeito venturi na junção do cadinho e sua tampa o que evitará a sucção de vapores de Hg para o exterior. O conjunto é selado através da alça de fi xação 15 e um parafuso 16 que retêm ao mesmo tempo o refletor superior 3 assim como/ a tampa do cadinho 2 com o seu correspondente condensador 11. A ligação entre a tampa do cadinho e o condensador é efetuada através do tubo 10,    o

qual mantêm o condensador distante o suficiente da ãrea de aquecimento, a fim de que não haja interferências mutuas.

Na sua parte inferior está colocado um queimador convencional para gás propano 7 cuja .chama atravessa um cin turão de material refratãrio 5 a fim de concentrar o calor da câmara onde se encontra o cadinho 1 e 2.    0 volume de

gãs ê regulado por um registro de vazão 9 situado abaixo do queimador.

Ò sistema todo ê suportado por uma chapa de ferro fundido 6, â qual estão apensos encaixes para a fixação de pês de suporte convencionais 8.

•• • ■■ •• *■ *•••11*1 •    • • I M ■ I ■    1 I ■ I    *

• « « 1 111 «

*•«    «    •    1 I *11    I    I

I I 1    •    •    I    I • I

5

No condensador esta fixado um braço de suporte 14 em cuja extremidade encontra-se uma plataforma para o assentamento do recipiente de coleta do mercúrio condensa do 17.

1

REIVINDICAÇÕES

1.    Retorta para destilação de mercúrio em amálgamas com ouro, caracterizada pelo fato de ser constituída por um cadinho (1) com sua respectiva tampa (2)

5 encaixada com um condensador (11) do qual se projetam verticalmente a entrada (12) e a saida (13) para fluido de resfriamento, o cadinho (2) tendo, em torno de si, refletores de calor, laterais (4) e superior móvel (3), para abertura do alojamento envolvente do sistema, a tampa (2) do 10 cadinho (1) sendo ligada ao condensador (11) através de um tubo (10), um queimador (7) estando disposto na parte inferior do alojamento do cadinho (1) e a sua chama atravessa um cinturão (5) de material refratário, o sistema sendo suportado por uma chapa metálica (6) e, do condensador 15 projeta-se para baixo um braço de suporte (14) em cuja extremidade é fixada uma plataforma (17) para assentamento de um coletor de mercúrio condensado.

2.    Retorta de acordo com a reivindicação 1, caracterizada pelo fato de que o volume de gás no queimador

20    (7) é regulado por um registro de vazão (9), situado abaixo

do mesmo.

3.    Retorta de acordo com a reivindicação 1, caracterizada pelo fato de ser selada mediante uma alça de

rfv.l

4

t *

V J

Al «A

*

W A

• V

• *

0

4

V 4

• v

*

A

k

• •

ú

à

»

A

A A

*

• ••

m

m

Il4

«

9

<L

)

1

A

•i

* «

■ *• A

49

* * ■

2

fixação (15) e um parafuso (16) que retem ao mesmo tempo o refletor superior (3) e a tampa (2) do cadinho (1) com o seu correspondente condensador (11).

4. Retorta de acordo com a reivindicação 1, 5 caracterizada pelo fato de que pés de suporte (8) são encaixados em locais apropriados na chapa metálica (6).

to

(


••••

*

• •

M »*

• • ■

• ••

m

• ••

9

*

• •

* *



1

RESUMO

Patente de Invenção "RETORTA PARA DESTILAÇÃO DE MERCÚRIO EM AMÁLGAMAS COM OURO"

A invenção se refere a uma retorta para 5    destilação de    mercúrio em amálgamas com ouro,    constituída

por um cadinho (1) com sua respectiva tampa (2) encaixada com um condensador (11) do qual se projetam verticalmente a entrada (12) e a saída (13) para fluido de resfriamento, o cadinho (2) tendo, em torno de si, refletores de calor, 10    laterais    (4)    e superior móvel (3),    para    abertura do

alojamento envolvente do sistema, a tampa (2) do cadinho (1) sendo ligada ao condensador (11) através de um tubo (10), um queimador (7)    estando disposto na parte inferior do

alojamento do cadinho (1) e a sua chama atravessa um 15    cinturão    (5)    de material refratário,    o sistema sendo

suportado    por    uma chapa metálica (6)    e, do    condensador

projeta-se para baixo um braço de suporte (1'4) em cuja extremidade é fixada uma plataforma (17) para assentamento de um coletor de mercúrio condensado,