Modificação de fibras vegetais para melhoria das propriedades mecnicas na formação de compósitos

  • Número do pedido da patente:
  • BR 10 2013 007219 2 A2
  • Data do depósito:
  • 11/03/2013
  • Data da publicação:
  • 16/06/2015
Inventores:
  • Classificação:
  • B32B 27/00
    Produtos em camadas compreendendo, essencialmente, resina sint?tica;
    ;
    C08K 9/00
    Emprego de ingredientes pr?-tratados;
    ;

MODIFICAÇÃO DE FIBRAS VEGETAIS PARA MELHORIA DAS PROPRIEDADES MECNICAS NA FORMAÇÃO DE COMPÓSITOS. Consiste na formação de uma delegada camada de material polimérico que é impregnada sobre fibras vegetais. O processo de impregnação consiste em depositar as fibras em uma solução ou emulsão polimérica e após um determinado tempo separar as fibras e seca-las. A solução ou emulsão pode ser constituída de um único polímero totalmente ou parcialmente solubilizado ou emulsionado no solvente ou emulsão ou por uma mistura de polímeros. Ainda a solução ou emulsão pode ser aditivada com agentes químicos do tipo, peróxidos, reticulantes por irradiação ou oxidantes. A fibra impregnada então com a solução é posteriormente separada do líquido que formou a solução ou emulsão, utilizando-se para isto calor, ar forçado, pressão ou condições atmosférica normais. As fibras então tratadas e assim secas, apresentarão uma camada de polímero sobre si de forma a serem cobertas totalmente ou parcialmente. As fibras tratadas serão então utilizadas para a formação de compósitos poliméricos por processos convencionais do tipo, mistura e vulcanização, extrução, injeção, sopro, derramamento ou outro processo qualquer utilizado para termoplásticos, termofíxos ou elastômeros.