Informações do processo 0000237-02.2021.5.13.0005

  • Movimentações
  • 7
  • Data
  • 19/04/2021 a 21/07/2021
  • Estado
  • Paraíba

Movimentações Ano de 2021

21/07/2021

Movimentação bloqueada

Seção: xx xxxx xx xxxxxxxx xx xxxx xxxxxx
xxxxxxxxxxx: xxxxxxxx(x)/xxxxxx(x): - xxxxxxxxx xxx xxxxxxxxxx xx xxxxxxxx xx xxxx xxxxxx xxxxx xxxxxxxxxx xxxxxxx xx xxxxxxxxx xxxx x. xx. xxxxxxxx xxxx xxxxx xxxxxxx xx xxxxxxxx xx xxxxxxx xxxxxxxxx xxx xxxxx, xxxx xxxxxxxxxxx xxxxxx x xxxxxx: xxxxxxxx xx xxxxxxxx xx xxxxxxxxxx x – xxxxxxxxx: xxxxxxxx xxxxxxxxxxxxx, xxxxxxx xxxx xxxxxxx xxxxxxxx xxxx, xxxxxxxxx xxx xxxx xxxxxxxxxxx xxxxxxx xx xxxxxxx, xx xxxxxx xxx xxxxxxxx. xxxxx xxx xxx x xxxxxxxxxxx xxx xxxxxxxx. x xxxxx xxxxxxx xxxxxxxxxx-xx (xx. xxxxxx ). xx xxxxxxx x x xxxxxxxxx. xx – xxxxxxxxxxxxx xxxxxxx xxx xxxxxxxx xxxxxxxxx xxxxxxxxxxx x xxx xxxxxxxxxxxxx. xxxxx xxxxx, xxxxx x xxxxxxx: xx xxxxxxxx xx xxxxxxxxxx xxx xxxxxxxxxxx xx xxxxxxxxxxxxxxx xx xxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxx x xxxxxxxxxx xxxxxxx xxxxxxxxxx xxx xxxxx xxxxx xxxxxxxx, xxxxxxxxxxxx, xxxxxxxxxxxx xx xxxxxxxx xxxx xxxxxxxx xx xxxxxxxx xxxxxxx xxxxxxxx, xxxxxxxxx xxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxx x xxxx xx xxx xxxxxxxxx x xxx. x.xxx xx xxxx xxxxxx xx xxxxxxxx xxxxx. xxxxx x xxxxx xxxxxxxxxx/xxxxxxxxx, xx xxxxxxx, xxxx xxxxxxxx xx xxxxx xxxxxxxxxxx xx xxxxxxx (xx. xxxxxxx ), xx xxxxxxx x xxxxxxxxxxxxxxxx xxxx xxxxxxxxx xxx xxxxxx xxxxxxxxxxx. xxxx-xx xxx x xxxxxxxxxxx x xxxxxxxxxx x xxxxxxxxx xxx xxxxxxxx xx xx xx xxxxxxxxx xxxxxxxxxxxx, xx xxxxx xx xxxxxxx, xx xxxx, x xxxxxx xx xxxxxxxx xxxxx xx xxxxxxxxxx xxxxxxxx xx xxxxxxxx xx xxxxx xxxxx x x xxxxx xxxxxxxxxxx. xxxxxxxxxx x xxxxxxx xxxxxxxxxxx, xxxxxxxx-xx xxx xxxxxxxxx xxxxx xxxxxxxxxxx xxxxxx x xxxxxxxxxxxxxxxx xxxx xxxxxxxxx xxx xxxxxx xxxxxxxxxxx, xx xxxxxxx x xxxxxxxxxxxxx x xxxxx xxxxxxxxxxx. xxxxx xxx xxxxxxx. xxxxxxxx, xxxxxx xxxxxxxxxxx xxx xxxxxxxx, xxxx xxxxx x xxxx xxxxxxxx xxxxxxxx, x xxxxxxx-xx xxx xxxxxx xx xxx. xxx, x xx xxx, xxxxxxxxxxxx xxx, xxxx xx xx : “xxxxxx xxxx xxxxxxxxx xx xxxxx xx x$xx,xx xxxxxxxxxx xxxxx x$ x.xxx,xx, xxxxx xx xxxxxxxxxx xxxx xxxx xx xxxxxxx. " xxxx-xx: “xxxxxx xxxx xxxxx xxxxxx xx xxxxx xx x$xx,xx xxxxxxxxxx xxxxx x$ x.xxx,xx, xxxxx xx xxxxxxxxxx xxxx xxxx xx xxxxxxx. “, xxxxxxxxx xx xxxxx xxxxxxxxxxx xx xxxxxxx xxxxxxxxxxx. xxx - xxxxxxxxxxx xxxx x xxxxxxx, x xxx xxxx xxxx xxx xxx xxxxx xxxxxx, xxxxxx xx xxxxxxxx xxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxx xxxx xxxxxxx xxxxxxxx xxxx , xxxx xxxxxxx x xxxx xxxxxxxx xxxxxxxx, xxxxxxxxxxxx xxx, xxxx xx xx: “ xxxx xx xx : “xxxxxx xxxx xxxxxxxxx xx xxxxx xx x$xx,xx xxxxxxxxxx xxxxx x$ x.xxx,xx, xxxxx xx xxxxxxxxxx xxxx xxxx xx xxxxxxx. " xxxx-xx: “xxxxxx xxxx xxxxx xxxxxx xx xxxxx xx x$xx,xx xxxxxxxxxx xxxxx x$ x.xxx,xx, xxxxx xx xxxxxxxxxx xxxx xxxx xx xxxxxxx. “, xxxxxxxxx xx xxxxx xxxxxxxxxxx xx xxxxxxx xxxxxxxxxxx, xxxxxxxx-xx xx xxxxxx xx xxxxxxx xxxxxxxxx xxxxxx xxxx. xxxx xxxxxxx xxxxx x xxx xxxxx xxxxxxxxxx xxxxxxx (xx. xxxxxxx ). xxxxxxxxxx xxxxxxx. xxxxxxx xxxxxxx xxxxxxxx xxxx xx xxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx: xxxxxxxx(x)/xxxxxx(x): - xxxxxxx xxxxxxxx xxxx xxxxx xxxxxxxxxx xxxxxxx xx xxxxxxxxx xxxx x. xx. xxxxxxxx xxxx xxxxx xxxxxxx xx xxxxxxxx xx xxxxxxx xxxxxxxxx xxx xxxxx, xxxx xxxxxxxxxxx xxxxxx x xxxxxx: xxxxxxxx xx xxxxxxxx xx xxxxxxxxxx x – xxxxxxxxx: xxxxxxxx xxxxxxxxxxxxx, xxxxxxx xxxx xxxxxxx xxxxxxxx xxxx, xxxxxxxxx xxx xxxx xxxxxxxxxxx xxxxxxx xx xxxxxxx, xx xxxxxx xxx xxxxxxxx. xxxxx xxx xxx x xxxxxxxxxxx xxx xxxxxxxx. x xxxxx xxxxxxx xxxxxxxxxx-xx (xx. xxxxxx ). xx xxxxxxx x x xxxxxxxxx. xx – xxxxxxxxxxxxx xxxxxxx xxx xxxxxxxx xxxxxxxxx xxxxxxxxxxx x xxx xxxxxxxxxxxxx. xxxxx xxxxx, xxxxx x xxxxxxx: xx xxxxxxxx xx xxxxxxxxxx xxx xxxxxxxxxxx xx xxxxxxxxxxxxxxx xx xxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxx x xxxxxxxxxx xxxxxxx xxxxxxxxxx xxx xxxxx xxxxx xxxxxxxx, xxxxxxxxxxxx, xxxxxxxxxxxx xx xxxxxxxx xxxx xxxxxxxx xx xxxxxxxx xxxxxxx xxxxxxxx, xxxxxxxxx xxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxx x xxxx xx xxx xxxxxxxxx x xxx. x.xxx xx xxxx xxxxxx xx xxxxxxxx xxxxx. xxxxx x xxxxx xxxxxxxxxx/xxxxxxxxx, xx xxxxxxx, xxxx xxxxxxxx xx xxxxx xxxxxxxxxxx xx xxxxxxx (xx. xxxxxxx ), xx xxxxxxx x xxxxxxxxxxxxxxxx xxxx xxxxxxxxx xxx xxxxxx xxxxxxxxxxx. xxxx-xx xxx x xxxxxxxxxxx x xxxxxxxxxx x xxxxxxxxx xxx xxxxxxxx xx xx xx xxxxxxxxx xxxxxxxxxxxx, xx xxxxx xx xxxxxxx, xx xxxx, x xxxxxx xx xxxxxxxx xxxxx xx xxxxxxxxxx xxxxxxxx xx xxxxxxxx xx xxxxx xxxxx x x xxxxx xxxxxxxxxxx. xxxxxxxxxx x xxxxxxx xxxxxxxxxxx, xxxxxxxx-xx xxx xxxxxxxxx xxxxx xxxxxxxxxxx xxxxxx x xxxxxxxxxxxxxxxx xxxx xxxxxxxxx xxx xxxxxx xxxxxxxxxxx, xx xxxxxxx x xxxxxxxxxxxxx x xxxxx xxxxxxxxxxx. xxxxx xxx xxxxxxx. xxxxxxxx, xxxxxx xxxxxxxxxxx xxx xxxxxxxx, xxxx xxxxx x xxxx xxxxxxxx xxxxxxxx, x xxxxxxx-xx xxx xxxxxx xx xxx. xxx, x xx xxx, xxxxxxxxxxxx xxx, xxxx xx xx : “xxxxxx xxxx xxxxxxxxx xx xxxxx xx x$xx,xx xxxxxxxxxx xxxxx x$ x.xxx,xx, xxxxx xx xxxxxxxxxx xxxx xxxx xx xxxxxxx. " xxxx-xx: “xxxxxx xxxx xxxxx xxxxxx xx xxxxx xx x$xx,xx xxxxxxxxxx xxxxx x$ x.xxx,xx, xxxxx xx xxxxxxxxxx xxxx xxxx xx xxxxxxx. “, xxxxxxxxx xx xxxxx xxxxxxxxxxx xx xxxxxxx xxxxxxxxxxx. xxx - xxxxxxxxxxx xxxx x xxxxxxx, x xxx xxxx xxxx xxx xxx xxxxx xxxxxx, xxxxxx xx xxxxxxxx xxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxx xxxx xxxxxxx xxxxxxxx xxxx , xxxx xxxxxxx x xxxx xxxxxxxx xxxxxxxx, xxxxxxxxxxxx xxx, xxxx xx xx: “ xxxx xx xx : “xxxxxx xxxx xxxxxxxxx xx xxxxx xx x$xx,xx xxxxxxxxxx xxxxx x$ x.xxx,xx, xxxxx xx xxxxxxxxxx xxxx xxxx xx xxxxxxx. " xxxx-xx: “xxxxxx xxxx xxxxx xxxxxx xx xxxxx xx x$xx,xx xxxxxxxxxx xxxxx x$ x.xxx,xx, xxxxx xx xxxxxxxxxx xxxx xxxx xx xxxxxxx. “, xxxxxxxxx xx xxxxx xxxxxxxxxxx xx xxxxxxx xxxxxxxxxxx, xxxxxxxx-xx xx xxxxxx xx xxxxxxx xxxxxxxxx xxxxxx xxxx. xxxx xxxxxxx xxxxx x xxx xxxxx xxxxxxxxxx xxxxxxx (xx. xxxxxxx ). xxxxxxxxxx xxxxxxx. xxxxxxx xxxxxxx xxxxxxxx xxxx xx xxxxxxxx (...) Ver conteúdo completo

15/07/2021 Visualizar PDF

Seção: 5ª Vara do Trabalho de João Pessoa

complemento:

Intimado(s)/Citado(s):

- SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMERCIO DE JOAO
PESSOA

PODER JUDICIÁRIO

JUSTIÇA DO

INTIMAÇÃO

Fica V. Sa. intimado para tomar ciência do Despacho ID a14a52f
proferido nos autos.

Rh

Antevendo-se a possibilidade de se imprimir efeitos modificativos, e
com o fito de evitar nulidade processual e consequente prejuízo aos
litigantes, manifeste-se, querendo, o embargado, a respeito dos
Embargos Declaratórios em 05 dias.

JOAO PESSOA/PB, 12 de julho de 2021.

MARCELO RODRIGO CARNIATO

Juiz do Trabalho Substituto


Retirado da página 474 do TRT da 13ª Região (Paraíba) - Judiciário

12/07/2021 Visualizar PDF

Seção: 5ª Vara do Trabalho de João Pessoa

complemento:

Intimado(s)/Citado(s):

- ANTUNES PALMEIRA LTDA

PODER JUDICIÁRIO

JUSTIÇA DO

INTIMAÇÃO

Fica V. Sa. intimado para tomar ciência do Despacho ID a14a52f
proferido nos autos.

Rh

Antevendo-se a possibilidade de se imprimir efeitos modificativos, e
com o fito de evitar nulidade processual e consequente prejuízo aos
litigantes, manifeste-se, querendo, o embargado, a respeito dos
Embargos Declaratórios em 05 dias.

JOAO PESSOA/PB, 12 de julho de 2021.

MARCELO RODRIGO CARNIATO

Juiz do Trabalho Substituto


Retirado da página 187 do TRT da 13ª Região (Paraíba) - Judiciário

12/07/2021 Visualizar PDF

Seção: 5ª Vara do Trabalho de João Pessoa

complemento:

Intimado(s)/Citado(s):

- SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMERCIO DE JOAO
PESSOA

PODER JUDICIÁRIO

JUSTIÇA DO

INTIMAÇÃO

Fica V. Sa. intimado para tomar ciência do Despacho ID a14a52f
proferido nos autos.

Rh

Antevendo-se a possibilidade de se imprimir efeitos modificativos, e
com o fito de evitar nulidade processual e consequente prejuízo aos
litigantes, manifeste-se, querendo, o embargado, a respeito dos
Embargos Declaratórios em 05 dias.

JOAO PESSOA/PB, 12 de julho de 2021.

MARCELO RODRIGO CARNIATO

Juiz do Trabalho Substituto


Retirado da página 191 do TRT da 13ª Região (Paraíba) - Judiciário

05/07/2021 Visualizar PDF

Seção: 5ª Vara do Trabalho de João Pessoa

complemento:

Intimado(s)/Citado(s):

- SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMERCIO DE JOAO
PESSOA

PODER JUDICIÁRIO

JUSTIÇA DO

INTIMAÇÃO

Fica V. Sa. intimado para tomar ciência da Sentença ID b1c9d89
proferida nos autos, cujo dispositivo consta a seguir:
SENTENÇA

I – RELATÓRIO

Cuida-se de ação de cumprimento proposta pela representação
sindical da categoria dos comerciários SINDICATO DOS
EMPREGADOS NO COMERCIO DE JOÃO PESSOA em face de
ANTUNES PALMEIRA LTDA , ambos já qualificados, onde
postulante afirma que a parte ré não cumpriu uma parcela dos
termos das normas coletivas negociadas aplicáveis aos
trabalhadores da categoria no estado da Paraíba no período

compreendido entre 2019/2020 e 2002/2021. Pleiteia o
cumprimento pela parte ré das diversas cláusulas constantes na
CCT.

Devidamente notificada, a parte reclamada compareceu à audiência
una designada e apresentou contestação escrita pugnando pelo
indeferimento da reclamatória.

As partes apresentaram documentos.

Prejudicadas as tentativas conciliatórias.

É o que se tem a relatar . Decide-se.

II – FUNDAMENTOS

II.1 Da legitimidade ativa do autor

O sindicato autor postula o deferimento da tutela jurisdicional
voltada à condenação da parte ré na efetivação das cláusulas das
convenções coletivas de trabalho firmadas entre ele e a
representação da entidade sindical a qual a parte ré é vinculada.
A demandada invoca a ilegitimidade ad causumdo autor.

Com efeito, a Constituição Federal de 1988, em seu art. 8º, III,
estabelece que: "ao sindicato cabe a defesa dos direitos e
interesses coletivos ou individuais da categoria, inclusive em
questões judiciais ou administrativas;(...). Desse modo, o texto
constitucional confere aos sindicatos a prerrogativa de defender em
juízo os direitos e interesses coletivos ou individuais da categoria
que representa.

Sendo assim, na qualidade de substituto processual, o sindicato
pode propor ação visando a tutela de interesses individuais
homogêneos, que atingem o universo dos trabalhadores
substituídos.

No plano infraconstitucional, o Código de Defesa do Consumidor
define os direitos transindividuais, referindo-se aos individuais
homogêneos como sendo os decorrentes de origem comum (art. 81,
III).

Na hipótese dos autos se verifica que a parte autora propõe
demanda voltada ao cumprimento de cláusulas de normas coletivas
aplicáveis aos substituídos, o que denota a existência de interesses
comuns entre eles e legitima a atuação do autor nos termos do art.
8º, III, da CF, 81, III do CDC e do art. 872 da CLT.

Desse modo, mostrou-se patente a legitimidade do autor para a
defesa dos interesses individuais homogêneos dos empregados
substituídos.

Preliminar que se repele.

II. 2 Da inépcia da petição inicial

Não prospera a preliminar invocada pela ré.

Com efeito, a parte autora cumpriu os requisitos estabelecidos pelo
§1º do art. 840 da CLT na medida que deduziu adequadamente os

pedidos de forma líquida e embasados pela causa de pedir próxima
e remota.

Preliminar que se repele.

II.3Das questões envolvendo o cumprimento das convenções
coletivas

A parte autora alega que o réu descumpriu algumas cláusulas da
convenção coletiva de trabalho firmada com o sindicato patronal no
período de 2019/2020, bem como o aditivo de 2020/2021.

Diante da alegação de fato no sentido do adimplemento da norma
coletiva por parte do réu, caberia a ele demonstrar a veracidade das
alegações extintivas da pretensão do autor (art. 818, II, da CLT).

A parte autora sustenta que o réu não observou a cláusula 18ª da
CCT que assegura a assistência odontológica aos empregados da
parte ré.

Compulsando os autos, verifica-se que a parte ré cumpre a
obrigação estabelecida pela norma coletiva, na medida em que
constam nos autos alguns recibos de pagamento indicando o
desconto para fins de viabilização do acesso ao plano odontológico,
o que provavelmente se destina ao custeio do plano aos
dependentes do empregado substituído conforme autorizado pela
própria norma coletiva, o que indica a existência do custeio em
relação à totalidade dos empregados da empresa ré.

A parte autora alega que o réu descumpre o disposto na cláusula
20ª da CCT, que assim estabelece:

CLÁUSULA VIGÉSIMA - DO SEGURO DE VIDA E ACIDENTES
PESSOAIS

As empresas pagarão integralmente para todos os seus
funcionários, um seguro de vida e acidentes pessoais, conforme
proposta apresentada pela Federação dos Trabalhadores no
Comércio de Bens e Serviços dos estados da Paraíba e Rio Grande
do Norte, em caráter de livre escolha da seguradora pelo
empregador, no valor de até R$ 4,70 (Quatro reais e setenta
centavos), mensalmente, por empregado, ficando pactuado que as
Garantias e Capitais Segurados mínimos são as que seguem:
A prova documental apresentada pela empresa revela que foi a
parte ré aderiu à proposta estipulada pela Federação sindical
obreira, além de ter sido comprovado o pagamento respectivo
(a59a38a - Pág. 13).

Nada a deferir, portanto.

O autor alega ainda que a parte ré não cumpre a cláusula 41ª da
CCT que assim dispõe:

CLÁUSULA QUADRAGÉSIMA PRIMEIRA - TAXA
ASSISTENCIAL - EMPREGADO

Os empregados abrangidos por esta Convenção Coletiva de
Trabalho, em conformidade com a deliberação da Assembleia Geral

do dia 24 de maio de 2019, autorizam as empresas a descontarem
em folha de pagamento, contracheque ou assemelhado,
excepcionalmente no mês de novembro de 2019, o valor de R$
37,00 (trinta e sete reais) das suas respectivas remunerações.
Razão não assiste ao autor.

É sempre relevante lembrar que a negociação coletiva, como toda
relação contratual, encontra balizas estabelecidas pela ordem
jurídica. Na hipótese dos autos, a referida estipulação violou
frontalmente o disposto no art. 8º, caput e V da Constituição Federal
de 1998, na medida em que impôs a contribuição compulsória em
face de empregados mesmo que não filiados à entidade sindical.
Cumpre salientar que pouco importa a nomenclatura estabelecida
pela norma coletiva, o importante, em verdade, é essência ilícita da
cláusula normativa que assume um viés de sindicalização forçada
incompatível com o modelo de liberdade sindical construído pelo
constituinte de 1988.

No mesmo sentido, segue a jurisprudência do Tribunal Superior do
Trabalho. Vejamos:

CONTRIBUIÇÃO ASSISTENCIAL AO SINDICATO
PROFISSIONAL. DESCONTO EXTENSÍVEL A TODOS OS
TRABALHADORES INTEGRANTES DA CATEGORIA
PROFISSIONAL. IMPOSSIBILIDADE, SEGUNDO
ENTENDIMENTO DA JURISPRUDÊNCIA DOMINANTE DA SDC
DO TST .Esta SDC/TST firmou o entendimento de que cláusula de
instrumento normativo autônomo que cria contribuição assistencial
(ou negocial) extensível aos empregados não filiados ao sindicato
não é válida, ainda que a norma coletiva tenha sido criada sob a
égide da Lei 13.467/2017 e confira o direito de oposição individual
contra a cobrança. A maioria dos membros desta Seção (vencido,
na época, este Relator) manifestou-se no sentido de que cláusula
dessa espécie fere o princípio da liberdade sindical, sob a ótica de
sua dimensão individual negativa, bem como viola o art. 545 da CLT
(com a redação conferida pela Lei 13.467/2017), que exige a
autorização prévia e expressa do trabalhador para o desconto.
Destaca-se, ainda, que a jurisprudência dominante desta Corte e do
STF, formada no período anterior à Lei da Reforma Trabalhista (Lei
13.467/2017), também reputa inválida a contribuição assistencial
quando dirigida a trabalhadores não sindicalizados, na esteira do
que também se compreende com relação à contribuição
confederativa (OJ 17/SDC/TST, PN 119/SDC, Súmula 666/STF e
Súmula Vinculante nº40/STF) - sempre com a ressalva de
entendimento deste Relator. Seguindo essa linha jurisprudencial
dominante - ressalvado oentendimento pessoal deste Relator -, tem
-se que, no caso concreto , a Cláusula 32ª do acordo celebrado
entre as Partes no curso do processo, homologado pelo TRT,
merece sofrer adequação, uma vez que prevê o desconto da

contribuição assistencial a todos os trabalhadores da respectiva
categoria profissional. Nesse contexto, dá-se provimento ao recurso
ordinário para limitar o desconto a título de contribuição assistencial
apenas aos trabalhadores filiados ao Sindicato Suscitante. Fica
ressalvado o entendimento pessoal deste Relator, no corpo do voto
, no sentido de que o atual e novo contexto jurídico positivado
permite a exegese de que é regular a criação de contribuição
assistencial extensível a todos os trabalhadores abrangidos pelo
instrumento normativo negociado, desde que: a) a cláusula esteja
amparada em norma coletiva autônoma; b) seja criada no contexto
da inexistência de financiamento compulsório, ou seja, após a Lei
da Reforma Trabalhista; c) o montante fixado não seja abusivo; d) e
exista, no instrumento normativo, a previsão do direito de oposição
individual do trabalhador não filiado ao desconto . Recurso ordinário
provido" (RO-22247-12.2018.5.04.0000, Seção Especializada em
Dissídios Coletivos, Relator Ministro Mauricio Godinho Delgado,
DEJT 26/10/2020).

Desse modo, indefiro o pleito de recolhimento da taxa assistencial
diante da sua patente incompatibilidade com a ordem
constitucional.

Sem respaldo o pleito envolvendo o pagamento das multas
previstas na convenção coletiva, uma vez que não foi verificado
qualquer descumprimento pela parte ré.

Não concedo os benefícios da justiça gratuita ao autor, tendo em
vista que não demonstrou a condição de miserabilidade.

Honorários de sucumbência pela parte autora no montante de 10%
sobre o valor atribuído à atribuído à causa.

III – DISPOSITIVO

Ante o exposto e considerando mais o que nos autos consta,
resolve este juízo:

JULGAR IMPROCEDENTE a AÇÃO DE CUMPRIMENTO proposta
pelo SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMERCIO DE JOÃO
PESSOA em face de ANTUNES PALMEIRA LTDA.

Os honorários advocatícios sucumbenciais no importe de 10%
serão suportados pela parte autora.

Custas pela reclamada no valor de R$23,10 calculados sobre
R$ 1.155,00, valor da condenação para fins de direito.

Tudo em conformidade com a fundamentação supra que passa a
integrar o presente dispositivo como se nele estivesse transcrito.
Intimem-se as partes.

Nada mais.

MARCELO RODRIGO CARNIATO

Juiz do Trabalho Substituto

complemento:

Intimado(s)/Citado(s):

- ANTUNES PALMEIRA LTDA

PODER JUDICIÁRIO

JUSTIÇA DO

INTIMAÇÃO

Fica V. Sa. intimado para tomar ciência da Sentença ID b1c9d89
proferida nos autos, cujo dispositivo consta a seguir:

SENTENÇA

I – RELATÓRIO

Cuida-se de ação de cumprimento proposta pela representação
sindical da categoria dos comerciários SINDICATO DOS
EMPREGADOS NO COMERCIO DE JOÃO PESSOA em face de
ANTUNES PALMEIRA LTDA , ambos já qualificados, onde
postulante afirma que a parte ré não cumpriu uma parcela dos
termos das normas coletivas negociadas aplicáveis aos
trabalhadores da categoria no estado da Paraíba no período
compreendido entre 2019/2020 e 2002/2021. Pleiteia o
cumprimento pela parte ré das diversas cláusulas constantes na
CCT.

Devidamente notificada, a parte reclamada compareceu à audiência
una designada e apresentou contestação escrita pugnando pelo
indeferimento da reclamatória.

As partes apresentaram documentos.
Prejudicadas as tentativas conciliatórias.
É o que se tem a relatar . Decide-se.

II – FUNDAMENTOS

II.1 Da legitimidade ativa do autor

O sindicato autor postula o deferimento da tutela jurisdicional
voltada à condenação da parte ré na efetivação das cláusulas das
convenções coletivas de trabalho firmadas entre ele e a
representação da entidade sindical a qual a parte ré é vinculada.

A demandada invoca a ilegitimidade ad causumdo autor.

Com efeito, a Constituição Federal de 1988, em seu art. 8º, III,
estabelece que: "ao sindicato cabe a defesa dos direitos e
interesses coletivos ou individuais da categoria, inclusive em
questões judiciais ou administrativas;(...). Desse modo, o texto
constitucional confere aos sindicatos a prerrogativa de defender em
juízo os direitos e interesses coletivos ou individuais da categoria
que representa.

Sendo assim, na qualidade de substituto processual, o sindicato
pode propor ação visando a tutela de interesses individuais
homogêneos, que atingem o universo dos trabalhadores
substituídos.

No plano infraconstitucional, o Código de Defesa do Consumidor
define os direitos transindividuais, referindo-se aos individuais
homogêneos como sendo os decorrentes de origem comum (art. 81,
III).

Na hipótese dos autos se verifica que a parte autora propõe
demanda voltada ao cumprimento de cláusulas de normas coletivas
aplicáveis aos substituídos, o que denota a existência de interesses
comuns entre eles e legitima a atuação do autor nos termos do art.
8º, III, da CF, 81, III do CDC e do art. 872 da CLT.

Desse modo, mostrou-se patente a legitimidade do autor para a
defesa dos interesses individuais homogêneos dos empregados
substituídos.

Preliminar que se repele.

II. 2 Da inépcia da petição inicial

Não prospera a preliminar invocada pela ré.

Com efeito, a parte autora cumpriu os requisitos estabelecidos pelo
§1º do art. 840 da CLT na medida que deduziu adequadamente os
pedidos de forma líquida e embasados pela causa de pedir próxima
e remota.

Preliminar que se repele.

II.3Das questões envolvendo o cumprimento das convenções
coletivas

A parte autora alega que o réu descumpriu algumas cláusulas da
convenção coletiva de trabalho firmada com o sindicato patronal no
período de 2019/2020, bem como o aditivo de 2020/2021.

Diante da alegação de fato no sentido do adimplemento da norma
coletiva por parte do réu, caberia a ele demonstrar a veracidade das
alegações extintivas da pretensão do autor (art. 818, II, da CLT).

A parte autora sustenta que o réu não observou a cláusula 18ª da
CCT que assegura a assistência odontológica aos empregados da
parte ré.

Compulsando os autos, verifica-se que a parte ré cumpre a

obrigação estabelecida pela norma coletiva, na medida em que
constam nos autos alguns recibos de pagamento indicando o
desconto para fins de viabilização do acesso ao plano odontológico,
o que provavelmente se destina ao custeio do plano aos
dependentes do empregado substituído conforme autorizado pela
própria norma coletiva, o que indica a existência do custeio em
relação à totalidade dos empregados da empresa ré.

A parte autora alega que o réu descumpre o disposto na cláusula
20ª da CCT, que assim estabelece:

CLÁUSULA VIGÉSIMA - DO SEGURO DE VIDA E ACIDENTES
PESSOAIS

As empresas pagarão integralmente para todos os seus
funcionários, um seguro de vida e acidentes pessoais, conforme
proposta apresentada pela Federação dos Trabalhadores no
Comércio de Bens e Serviços dos estados da Paraíba e Rio Grande
do Norte, em caráter de livre escolha da seguradora pelo
empregador, no valor de até R$ 4,70 (Quatro reais e

(...) Ver conteúdo completo

Retirado da página 281 do TRT da 13ª Região (Paraíba) - Judiciário

19/04/2021 Visualizar PDF

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 5 ê Vara do Trabalho de João Pessoa

complemento:

Intimado(s)/Citado(s):

- SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMERCIO DE JOAO
PESSOA

PODER JUDICIÁRIO

JUSTIÇA DO

INTIMAÇÃO

Fica V. Sa. intimado para tomar ciência do Despacho ID 0891753
proferido nos autos.

V.

Considerando as peculiaridades que estamos
vivenciando em relação à pandemia da COVID-19,bem como os
normativos do TST e TRT que regem a matéria, DESIGNA-SE
AUDIÊNCIA INICIAL TELEPRESENCIAL A REALIZAR-SE NO DIA
19/05/2021 às 15:45 HORAS visando a promoção de tentativa
conciliatória e, caso infrutífera, o recebimento da defesa, a
resolução de questões pendentes e a designação, se for o caso, de
audiência de instrução.

A ausência do(a) reclamante ao ato acarretará no
arquivamento da demanda e a ausência do(a)reclamado(a)
importará em revelia, ambos na forma da lei (CLT, arts. 843 e 844).

Recomenda-se que a defesa e documentos que
acompanham sejam acostados aos autos em respeito ao disposto
no art. 22, § 1°, da Resolução CSJT 185/2017, com as alterações
da Res.CSJT 274/2020, podendo ser juntada em caráter sigiloso.
Tome a Secretaria as providências necessárias ao envio
as partes do link para a sala virtual.

Intime-se o(a) reclamante.

Cite-se o(a) reclamado(a).

Publique-se

JOAO PESSOA/PB, 19 de abril de 2021.

FRANCISCO DE ASSIS BARBOSA JUNIOR
Juiz do Trabalho Substituto


Retirado da página 394 do TRT da 13ª Região (Paraíba) - Judiciário

19/04/2021 Visualizar PDF

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 5 ê Vara do Trabalho de João Pessoa

complemento:

Intimado(s)/Citado(s):

- SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMERCIO DE JOAO
PESSOA

PODER JUDICIÁRIO

JUSTIÇA DO

DE ORDEM

Fica a parte reclamante, por seu(s) advogado(s), cientificada a
participar da AUDIÊNCIA INICIAL do processo em epígrafe,
agendada para o dia

19/05/2021 às 16:00 audiência será

realizada na modalidade TELEPRESENCIAL, por vídeoconferêcia,
mediante a plataforma Google Meet, e reduzida a termo no PJe.

A ausência do(a) reclamante ao ato acarretará no arquivamento da
demanda e a ausência do(a)reclamado(a) importará em revelia,
ambos na forma da lei (CLT, arts. 843 e 844).

Entrar na reunião Zoom htt ps://trt13-jus-

br.zoom.us/j/81682446536?pwd=bS9FVkQ4dlZQZWtSUHpLaWti

WU0rQT09

ID da reunião: 816 8244 6536

Senha de acesso: 028014

JOAO PESSOA/PB, 19 de abril de 2021.

MARIA DAS GRACAS PEREIRA VILAR

Diretor de Secretaria


Retirado da página 397 do TRT da 13ª Região (Paraíba) - Judiciário