Informações do processo 1001839-34.2015.8.26.0223

  • Movimentações
  • 9
  • Data
  • 26/03/2015 a 04/10/2016
  • Estado
  • São Paulo

Movimentações 2016 2015

04/10/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: JUÍZO DE DIREITO DA 1ª VARA CÍVEL
Tipo: Consignação em Pagamento
expedi mandado de levantamento sob numero cartório 744 e 745/2016 podendo a parte interessada retira-lo no dia 04/10/2016 a partir das 14:00 horas.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 1

27/09/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: JUÍZO DE DIREITO DA 1a VARA CÍVEL
Tipo: Consignação em Pagamento
Vistos.Expeça-se mandado em favor da advogada da autora para levantamento dos depósito de fls. 23 e 94.Oportunamente, nada mais havendo a ser decidido, arquivem-se os autos, anotando- se a extinção.Intimem-se.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 1

12/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: JUÍZO DE DIREITO DA 1ª VARA CÍVEL
Tipo: Consignação em Pagamento
Com efeito, se o próprio condomínio alegou que não enviou o boleto para pagamento, tempestivamente, é certo ter o mesmo dado causa à demanda, razão pela qual não pode tencionar o não pagamento dos ônus sucumbenciais.Ademais, nítido o caráter puramente infringente dos embargos.Nego provimento, assim, ao recurso interposto.Intime-se.Guaruja, 10 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 1

06/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: GUARUJÁ
Tipo: Consignação em Pagamento
1. Relato.CANTINA BELLAPASTA LTDA, devidamente qualificada e representada nos autos, ingressou com ação de consignação em pagamento em face do CONDOMINIO EDIFICIO MARANELLO e SÓLIDA DE PIRACICABA CONSTRUTORA E INCORPORADORA, aduzindo, em suma, que possui contrato de locação verbal do imóvel discriminado a fls.01 com os requeridos e que, desde janeiro de 2014, vem tentando acordar/ajustar um novo contrato para a manutenção/disponibilidades das caixas d'águas, haja vista estarem presentes dentro da área do imóvel locado. A fim de evitar problemas e para continuar com o imóvel, a requerente continuou efetuando o pagamento normalmente até que a nova avença fosse entabulada. Todavia, em fevereiro de 2015, a autora não recebeu o boleto do aluguel do mês de março. Deste modo, ingressou com a presente demanda, pedindo o depósito em juízo do aluguel referido, bem como a declaração de extinção da obrigação. (fls.1/4).Autorizado o depósito da quantia nos autos, o condomínio foi citado e manifestou concordância com este, requerendo a expedição de mandado de levantamento do valor consignado e posterior arquivamento do feito.Embora a demandada Sólida de Piracicaba Construtora e Incorporadora não tenha sido citada, a autora dispensou sua citação. (Fls.79/80).2. Fundamento e Decido.No mérito, de rigor a procedência da ação.Com efeito, o condomínio concordou com o valor consignado (fls. 38), admitindo ainda, a fls. 46, que não havia encaminhado tempestivamente o boleto para a demandante.Possível, ademais, em face da ausência de citação, o pleito de desistência formulado em relação à corré Sólida de Piracicabana.Posto isso, excluo do polo passivo Sólida Piracicaba Construtora e Incorporadora e, em relação ao condomínio edifício Maranello, JULGO PROCEDENTE o pedido, declarando a extinção da obrigação objeto da consignação e autorizando o levantamento do montante depositado.Pela sucumbência, condeno também o condomínio ao pagamento das custas, despesas processuais e verba honorária, ora arbitrada em R$ 1.000,00, nos termos do artigo 85, parágrafo 8°, do Código de Processo Civil.P. R. I. // Valor do Preparo: 05 UFESPS.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 1