Informações do processo 0000816-68.2012.5.24.0001

  • Numeração alternativa
  • 00816/2012-000-00-00.0
  • Movimentações
  • 29
  • Data
  • 24/01/2013 a 24/10/2016
  • Estado
  • Mato Grosso do Sul
Envolvidos da última movimentação:

Movimentações 2016 2015 2014 2013

24/10/2016

Seção: 1a Vara do Trabalho de Campo Grande
Tipo: Notificações / Intimações

Fica V.Sa intimada da transferência do saldo remanescente no valor
de R$ 106,38, em 18/10/2016, para a conta informada nos autos.


Retirado do TRT da 24ª Região (Mato Grosso do Sul) - Judiciário

13/10/2016

Seção: 1a Vara do Trabalho de Campo Grande
Tipo: Notificações / Intimações

Fica V.Sa intimada a retirar guia de crédito no prazo de 05 dias.


Retirado do TRT da 24ª Região (Mato Grosso do Sul) - Judiciário

14/06/2016

Seção: 1a Vara do Trabalho de Campo Grande
Tipo: Despacho

Homologo a atualização de fls. 713/715 para fixar os créditos abaixo
elencados, atualizados até 30/06/2016, nos seguintes valores:


- Crédito do reclamante (remanescente): R$9.546,83;


- Contribuições previdenciárias/cota obreira: R$ 134,11 (
descontado o valor retido fl 569);


- Contribuições previdenciárias/cota patronal: R$ 7.357,17;


- Honorários periciais: R$ 1.103,40;


- Custas de embargos: R$ 46,49;


- Custas de impugnação: R$ 56,55.


Cite-se a reclamada na pessoa de seu procurador (C.F., art. 5°,
LXXVIII), para fins do art. 884 da CLT, porquanto já garantida a
execução com os depósitos recursal e judicial às fls. 711/712
Decorrido o prazo sem apresentação de embargos, certifique-se e
libere-se a quem de direito, observadas as retenções legais,
inclusive o que sobejar à reclamada.


A liberação de valores será feita após a intimação da(s) parte(s)
interessada(s).


Ressalvados os casos de tramitação preferencial previstos em Lei,
a liberação de valores acima aludida também poderá ser feita por
meio de agendamento pela parte interessada na Secretaria, com
prazo para a contadoria do Juízo de 05 dias úteis para expedição
das guias/alvarás correspondentes, após certificação do decurso do
prazo previsto no art. 884/CLT.


Demais casos serão analisados pelo Juízo após veiculação
do pedido por meio de petição instruída nos autos.


Tudo cumprido e nada requerido, ao arquivo com as cautelas de
praxe.


Retirado do TRT da 24ª Região (Mato Grosso do Sul) - Judiciário

20/04/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: ia Vara do Trabalho de Campo Grande
Tipo: Sentença

1a VARA DO TRABALHO DE CAMPO GRANDE
Processo: 0000816-68.2012.5.24.0001


Tomar ciência da sentença, cujo inteiro teor se encontra
disponibilizado no site www.trt24.jus.br sob número 1837796.
POSTO ISTO, acolhem-se EMBARGOS À EXECUÇÃO opostos
pela ADM DO BRASIL LTDA, provendo-os, por inteiro, para
reconhecer excesso


de execução eleito, por consenso, para determinar a substituição
das diferenças


salariais, R$-19.434,17 (reais) pelo valor de R$-18.318,41 (reais),
operação aritmética


que converge no corte do excesso de execução, R$-1.115,76
(reais), nos termos
da fundamentação.


Acolhem-se, também, a IMPUGNAÇÃO AOS CÁLCULOS,
oferecida pelo credor, RENALDI BENITES, provendo-a, por inteiro,
para tornar


conforme a apuração das horas extras reconhecidas e registradas
nos controles


de ponto e, em consequência, validar os cálculos complementares
que resultaram


na elevação do valor das horas extras, de R$-12.652,66 (reais) para
R$-


16.692,48 (reais), nos termos da fundamentação.


A Secretaria da Vara do Trabalho deverá fazer as adequações
necessárias à implementação do corte do excesso de execução e
redimensionamento


do valor das horas extras, nos termos da fundamentação.


Custas processuais, dos embargos à execução, R$-44,36 (reais),
às expensas credor-exequente, sucumbente no objeto dos
embargos à execução,


dispensado do recolhimento, em face da concessão dos benefícios
da assistência
judiciária gratuita.


Custas processuais, da impugnação à conta de liquidação,


R$-55,35 (reais), às expensas do devedor-executado, a serem


contadas e pagas no


prazo legal, sob pena de execução.


Intimem-se as partes.


Campo Grande-Ms, 06 de abril de 2016.


Retirado do TRT da 24ª Região (Mato Grosso do Sul) - Judiciário