Informações do processo 0004467-92.2015.8.26.0229

  • Numeração alternativa
  • processo principal 0005814-34.2013.8.26
  • Movimentações
  • 1242
  • Data
  • 10/02/2015 a 29/08/2016
  • Estado
  • São Paulo

Movimentações 2016 2015

29/08/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: JUÍZO DE DIREITO DA 2a VARA JUDICIAL
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eliane Cássia Da CruzVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 228/233, porque tempestivo.Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença que julgou parcialmente procedente o pleito, quedou-se contraditória em relação a aptidão das notas fiscais de fls. 142/146 em demonstrar a existência do crédito. Acontece que, a r. Sentença, quanto à existência do crédito da mesma forma, nos termos da manifestação do Administrador judicial, considerou que as notas não são aptas a embasar o pedido. Isto porque os documentos estão cortados o que impossibilita a análise e por conseguinte não podem ser incluídos na sujeição do crédito. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 33. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 10 de agosto de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

29/08/2016

Seção: JUÍZO DE DIREITO DA 2a VARA JUDICIAL
Tipo: Habilitação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eliane Cássia Da Cruz Vistos. Recebo os embargos de declaração de fls. 37/40, porque tempestivo. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa em relação a melhor apuração da existência do crédito. Acontece que, a r. Sentença, quanto à existência do crédito da mesma forma, nos termos da manifestação do Administrador judicial, considerou que não é apto a embasar o pedido. Isto porque a transação que constituiu o pagamento para a recuperanda/ falida se dera em 07/05/2013, data posterior a data do deferimento da recuperação judicial. Respectivamente o crédito não entra dentro do quadro geral de credores, tratando-se de crédito extraconcursal. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 33. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime- se. Hortolândia, 09 de agosto de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

12/07/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Habilitação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 1.042/1.049, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das notas fiscais em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 1.035 O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime- se.Hortolândia, 24 de junho de 2016.Eliane Cássia Da CruzJuiza de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

08/07/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 94/98, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 92. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 23 de junho de 2016.Eliane Cássia Da CruzJuiza de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

08/07/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 96/105, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 92. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 23 de junho de 2016.Eliane Cássia Da CruzJuiza de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

08/07/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eliane Cássia Da CruzVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 89/97, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 85. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 23 de junho de 2016.Eliane Cássia Da CruzJuiza de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

08/07/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 89/97, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 84. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 23 de junho de 2016.Eliane Cássia Da CruzJuiza de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

08/07/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 90/98, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 86. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 23 de junho de 2016.Eliane Cássia Da CruzJuiza de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

08/07/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 90/98, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 86. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 23 de junho de 2016.Eliane Cássia Da CruzJuiza de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

08/07/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 87/95, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 83. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 23 de junho de 2016.Eliane Cássia Da CruzJuiza de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

07/07/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eliane Cássia Da Cruz Vistos. Recebo os embargos de declaração de fls. 87/91, porque tempestivos. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação à aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Com efeito, nota-se que a r. decisão considerou que as notas de débito não são aptas a embasar o pedido para inclusão do crédito na relação de credores. Isto porque se tratam se simples recibo apresentado pela credora dando quitação à recuperanda de determinado valor, sem se fazer acompanhar dos documentos comprobatórios quanto ao crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 85. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se. Hortolândia, 23 de junho de 2016. Eliane Cássia Da Cruz Juiza de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

07/07/2016

Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eliane Cássia Da Cruz Vistos. Recebo os embargos de declaração de fls. 87/92, porque tempestivo. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação à aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Acontece que, a r. Sentença, quanto às notas de débito da mesma forma, nos termos da manifestação do Administrador judicial, considerou que não são aptas a embasar o pedido para inclusão do crédito na relação de credores. Isto porque se tratam se simples recibo apresentado pela credora dando quitação à recuperanda de determinado valor, sem se fazer acompanhar dos documentos comprobatórios quanto ao crédito. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 85. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se. Hortolândia, 24 de junho de 2016. Eliane Cássia Da Cruz Juiza de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

07/07/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 93/98, porque tempestivos. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação à aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Com efeito, nota-se que a r. decisão considerou que a nota fiscal de fls. Tem data de emissão posterior ao pedido de recuperação judicial, sem que houvesse qualquer demonstração da existência do crédito em data anterior, em que pese as alegações do embargante. Por esse motivo, não se reveste de documento hábil para a inclusão do pretendido crédito consubstanciado em tal título de crédito, posto se tratar de crédito extraconcursal.Quanto às notas de débito (fls. 66/67), da mesma forma, não são aptas a embasar o pedido para inclusão do crédito na relação de credores. Isto porque se tratam se simples recibo apresentado pela credora dando quitação à recuperanda de determinado valor, sem se fazer acompanhar dos documentos comprobatórios quanto ao crédito.Nota-se, portanto, que na verdade todas as questões ora submetidas revelam mera insurgência do embargante, com nítido propósito de impingir caráter infringente. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 91. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 23 de junho de 2016.Eliane Cássia Da CruzJuiza de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

07/07/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 92/96, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 90. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 23 de junho de 2016.Eliane Cássia Da CruzJuiza de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

07/07/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eliane Cássia Da Cruz Vistos. Recebo os embargos de declaração de fls. 96/101, porque tempestivos. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Acontece que, a r. Sentença, quanto às notas de débito da mesma forma, nos termos da manifestação do Administrador judicial, considerou que não são aptas a embasar o pedido para inclusão do crédito na relação de credores. Isto porque se tratam se simples recibo apresentado pela credora dando quitação à recuperanda de determinado valor, sem se fazer acompanhar dos documentos comprobatórios quanto ao crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 94. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se. Hortolândia, 23 de junho de 2016. Eliane Cássia Da Cruz
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

07/07/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 90/95, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 88. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 23 de junho de 2016.Eliane Cássia Da CruzJuiza de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

06/07/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 86/94, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 82. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 24 de junho de 2016.Eliane Cássia Da CruzJuiza de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

06/07/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eliane Cássia Da Cruz Vistos. Recebo os embargos de declaração de fls. 87/92, porque tempestivo. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação à aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Acontece que, a r. Sentença, quanto às notas de débito da mesma forma, nos termos da manifestação do Administrador judicial, considerou que não são aptas a embasar o pedido para inclusão do crédito na relação de credores. Isto porque se tratam se simples recibo apresentado pela credora dando quitação à recuperanda de determinado valor, sem se fazer acompanhar dos documentos comprobatórios quanto ao crédito. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 85. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se. Hortolândia, 24 de junho de 2016. Eliane Cássia Da Cruz Juiza de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

06/07/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 93/97, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 91. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 23 de junho de 2016.Eliane Cássia Da CruzJuiza de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

06/07/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 89/97, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 85. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 23 de junho de 2016.Eliane Cássia Da CruzJuiza de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

06/07/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eliane Cássia Da Cruz Vistos. Recebo os embargos de declaração de fls. 86/91, porque tempestivos. Tratam-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação à aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Acontece que, a r. Sentença, quanto às notas de débito da mesma forma, nos termos da manifestação do Administrador judicial, considerou que não são aptas a embasar o pedido para inclusão do crédito na relação de credores. Isto porque se tratam se simples recibo apresentado pela credora dando quitação à recuperanda de determinado valor, sem se fazer acompanhar dos documentos comprobatórios quanto ao crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 84. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se. Hortolândia, 23 de junho de 2016. Eliane Cássia Da Cruz Juiza de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

06/07/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 89/97, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 85. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 24 de junho de 2016.Eliane Cássia Da CruzJuiza de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

06/07/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 92/98, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das notas fiscais em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 88. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 23 de junho de 2016.Eliane Cássia Da CruzJuiza de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

06/07/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo Bigolin Vistos. Recebo os embargos de declaração de fls. 84/91, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 81. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se. Hortolândia, 01 de junho de 2016. Eduardo Bigolin Juiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

06/07/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 86/94, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 82. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 24 de junho de 2016.Eliane Cássia Da CruzJuiza de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

16/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 88/96, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 85. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 01 de junho de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

16/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 84/92, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 80. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 02 de junho de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

16/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 84/92, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 80. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 02 de junho de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

16/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 84/92, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 80. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 02 de junho de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

16/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 88/96, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 84. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 02 de junho de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

16/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 87/95, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 83. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 02 de junho de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

16/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 90/93, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das notas fiscais em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 86. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 02 de junho de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

16/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 81/88, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 78. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 02 de junho de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

16/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 87/95, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 83. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 02 de junho de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

13/06/2016

Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 146/152, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das notas fiscais em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 143. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 01 de junho de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

13/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 88/96, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 85. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 01 de junho de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

13/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 92/98, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 89. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 03 de junho de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

13/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 84/92, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 81. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 01 de junho de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

13/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 81/88, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 78. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 01 de junho de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

13/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 84/91, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 81. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 01 de junho de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

13/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 85/92, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 82. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 01 de junho de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

13/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 86/92, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “nota de débito” e das notas fiscais em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 82. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Intime-se.Hortolândia, 03 de junho de 2016. Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

13/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 83/89, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 80. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão.Intime-se.Hortolândia, 01 de junho de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

13/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 85/93, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 84. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 03 de junho de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

13/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 84/92, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 80. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 01 de junho de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

09/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo Bigolin Vistos. Recebo os embargos de declaração de fls. 91/99, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 87. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se. Hortolândia, 03 de junho de 2016. Eduardo Bigolin Juiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

09/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 91/99, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 87. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 03 de junho de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

09/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 89/97, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 84. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 03 de junho de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

09/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 93/100, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 89. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 03 de junho de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

09/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 88/96, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 84. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 03 de junho de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

09/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
VistosRecebo os embargos de declaração de fls. 83/86, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 80. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 01 de junho de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

09/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 83/89, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 79. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 03 de junho de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

09/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 90/93, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 86/87. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 03 de junho de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

01/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 93/97, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 91. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 24 de maio de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

01/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 88/93, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 86. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 24 de maio de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

01/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 86/91, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 84. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 25 de maio de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

01/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 92/100, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 89. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 11 de maio de 2016
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

01/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 95/99, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 93. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 25 de maio de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

01/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 87/91, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 85. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 24 de maio de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

01/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 94/98, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 92. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 25 de maio de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

01/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 90/93, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 87. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 24 de maio de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

01/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 87/92, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 85. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 24 de maio de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

01/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 87/91, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 85. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 25 de maio de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

01/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo Bigolin Vistos. Recebo os embargos de declaração de fls. 86/91, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 84. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se. Hortolândia, 24 de maio de 2016. Eduardo Bigolin Juiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

01/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 90/94, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 88. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 24 de maio de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

01/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 93/98, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 91. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 24 de maio de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

01/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 91/98, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 84. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 24 de maio de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

01/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 87/91, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 85. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 25 de maio de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

01/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 88/92, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 86. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 25 de maio de 2016.Eduardo Bigolin Juiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

01/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 88/92, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 86. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 25 de maio de 2016. Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

01/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 85/90, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 83. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 24 de maio de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

01/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 89/94, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 87. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 25 de maio de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

01/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 85/90, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 83. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 24 de maio de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

01/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo Bigolin Vistos. Recebo os embargos de declaração de fls. 81/88, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 79. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se. Hortolândia, 24 de maio de 2016. Eduardo Bigolin Juiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

01/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 81/88, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 79. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 24 de maio de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

01/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos. Recebo os embargos de declaração de fls. 82/87, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 80. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se. Hortolândia, 24 de maio de 2016. Eduardo Bigolin Juiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

01/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 82/87, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 80. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 24 de maio de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

01/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 81/88, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 79. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 24 de maio de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

01/06/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 80/83, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 78. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 16 de maio de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

23/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 86/91, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 84. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 17 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

23/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 91/96, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 89. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 17 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

23/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 88/93, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito'' e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 86. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 17 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

23/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 87/93, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 85. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

23/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 87/92, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 85. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 17 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

23/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 93/98, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 91. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 17 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

23/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 93/98, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 91. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime- se.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

23/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 90/95, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 88. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 17 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

23/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 85/90, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito'' em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 83. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 17 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

23/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 87/93, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito'' e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 85. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 17 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

23/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 84/91, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito'' em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 84. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 17 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

23/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 89/94, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 87. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 17 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

23/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 87/93, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 85. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 17 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

23/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 94/98, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das notas fiscais em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 92. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 17 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

23/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 84/89, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito'' e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 82. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 17 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

18/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo Bigolin Vistos. Recebo os embargos de declaração de fls. 90/95, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 88. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se. Hortolândia, 16 de maio de 2016. Eduardo Bigolin Juiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

18/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 92/98, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 90. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão.Intime-se.Hortolândia, 16 de maio de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

18/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 91/98, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 89. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão.Intime-se.Hortolândia, 16 de maio de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

18/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 88/93, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 86. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão.Intime-se.Hortolândia, 16 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

18/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 91/96, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 89. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão.Intime-se.Hortolândia, 16 de maio de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

18/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 86/91, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 84. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão.Intime-se.Hortolândia, 16 de maio de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

18/05/2016

Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 87/93, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 85. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão.Intime-se.Hortolândia, 16 de maio de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

18/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 86/91, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 84. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 16 de maio de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

17/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 97/100, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 94. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 11 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

17/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo Bigolin Vistos. Recebo os embargos de declaração de fls. 88/93, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 85. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se. Hortolândia, 11 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

17/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 88/93, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 85. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 11 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

17/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 93/101, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 90. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 11 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

17/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 88/96, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 85. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 11 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

17/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 88/96, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 85. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 11 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

17/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 84/91, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 81. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 11 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

17/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 82/89, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 79. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 11 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

17/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 85/93, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 82. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 11 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

16/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 87/92, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 85. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 10 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

16/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 109/114, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 107. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 10 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

16/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 92/97, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 90. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 10 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

16/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 95/100, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 93. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 10 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

16/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 94/99, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” e das notas fiscais em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 92. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 11 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

16/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 92/97, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 90. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 10 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

16/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 89/94, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 87. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 11 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

16/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo Bigolin Vistos. Recebo os embargos de declaração de fls. 86/91, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 84. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se. Hortolândia, 10 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

16/05/2016

Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 86/91, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 84. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

16/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 86/91, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da “nota de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 84. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 11 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

16/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 86/91, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 84. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 11 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

16/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 93/96, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das notas fiscais em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 91. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 11 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

16/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 121/123, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das notas fiscais em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 119. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 11 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

16/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 96/99, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 94. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime- se.Hortolândia, 10 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

16/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo BigolinVistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 183/185, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das notas fiscais em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 181. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 11 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

11/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Fabricio Reali Zia Recebo os embargos de declaração de fls. 92/98 , posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 89. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 06 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

11/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 93/ 98, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 90. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

11/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Fabricio Reali Zia Vistos. Recebo os embargos de declaração de fls. 88/93 , posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 85. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 06 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

11/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Fabricio Reali Zia. Recebo os embargos de declaração de fls. 96/101, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 93. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

11/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 89/93 , posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 86. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 06 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

11/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos. Recebo os embargos de declaração de fls. 87/94, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 85. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

11/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Eduardo Bigolin Recebo os embargos de declaração de fls. 87/95 , posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” e das notas fiscais em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 84. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 06 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

11/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Fabricio Reali Zia Vistos. Recebo os embargos de declaração de fls. 87/90, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 84. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 06 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

11/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Fabricio Reali Zia Recebo os embargos de declaração de fls. 83/88 , posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 80. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 06 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

11/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Fabricio Reali ZiaVistos. Recebo os embargos de declaração de fls. 85/93 , posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 82. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 06 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

11/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Fabricio Reali ZiaVistos. Recebo os embargos de declaração de fls. 83/90 , posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 80. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 06 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

11/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 82/86 , posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 79. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 06 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

11/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Fabricio reali Zia Recebo os embargos de declaração de fls. 87/93, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 84. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 06 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

11/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Fabricio Reali Zia. Recebo os embargos de declaração de fls. 85/89, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 82. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 06 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

10/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Fabricio Reali Zia Recebo os embargos de declaração de fls. 87/95 , posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” e das notas fiscais em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 84. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 06 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

10/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 104/108, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 100. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 06 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

10/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Fabricio Reali Zia Recebo os embargos de declaração de fls. 98/106 , posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” e das notas fiscais em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 95. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 06 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

10/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Fabricio Reali Zia Recebo os embargos de declaração de fls. 89/97 , posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 86. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 06 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

10/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Fabricio Reali Zia Recebo os embargos de declaração de fls. 97/105 , posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 94. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se. Hortolândia, 06 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

10/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Fabricio Reali Zia Recebo os embargos de declaração de fls. 97/105 , posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 94. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 06 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

10/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Fabricio Reali Zia. Recebo os embargos de declaração de fls. 87/90 , posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 84. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 06 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

10/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Recebo os embargos de declaração de fls. 81/85 , posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 78 O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se. Hortolândia, 06 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

10/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Fabricio Reali Zia Recebo os embargos de declaração de fls. 84/90 , posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das notas fiscais em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 81. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 06 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

10/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Fabricio Reali Zia. Recebo os embargos de declaração de fls. 85/89 , posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 82. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 06 de maio de 2016
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

10/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Fabricio Reali Zia Recebo os embargos de declaração de fls. 87/92 , posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 84. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 06 de maio de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

04/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 82/90, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 79. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 20 de abril de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

04/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 83/91, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 80. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

04/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 83/91, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 80. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 20 de abril de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

04/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 85/93, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 82. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 20 de abril de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

04/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 88/96, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 85. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 20 de abril de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

04/05/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos.Recebo os embargos de declaração de fls. 81/88, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.1.022 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 78. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Intime-se.Hortolândia, 20 de abril de 2016.Eduardo BigolinJuiz de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

05/02/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Recebo os embargos de declaração de fls. 105/113, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.535 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 102. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Int. Hortolândia, 27 de janeiro de 2016. Cinthia Elias de Almeida Juiza de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

05/02/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Recebo os embargos de declaração de fls. 85/93, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.535 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 82. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão Int.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

01/02/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Recebo os embargos de declaração de fls. 88/93, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.535 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 85. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Int. Hortolândia, 26 de janeiro de 2016. Cinthia Elias de Almeida Juiza de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

01/02/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Recebo os embargos de declaração de fls. 82/89, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.535 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 79. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Int. Hortolândia, 27 de janeiro de 2016. Cinthia Elias de Almeida Juiza de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

01/02/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Recebo os embargos de declaração de fls. 86/94, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.535 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 83. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Int.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

01/02/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Recebo os embargos de declaração de fls. 85/92, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.535 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 82. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Int. Hortolândia, 27 de janeiro de 2016. Cinthia Elias de Almeida
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

01/02/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Juiz(a) de Direito: Dr(a). Cinthia Elias de Almeida Recebo os embargos de declaração de fls. 84/92, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou- se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.535 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 81. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Int.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

01/02/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Tipo: Impugnação de Crédito
Recebo os embargos de declaração de fls. 84/92, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.535 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão,os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 81. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Int.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

28/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Habilitação de Crédito
Manifeste-se a administradora judicial acerca da presente habilitação no prazo de 15 dias
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

28/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Habilitação de Crédito
Manifeste-se a administradora judicial acerca da presente habilitação no prazo de 15 dias
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

28/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Habilitação de Crédito
Manifeste-se a administradora judicial acerca da presente habilitação no prazo de 15 dias
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

28/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Habilitação de Crédito
Manifeste-se a administradora judicial acerca da presente habilitação no prazo de 15 dias
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

28/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Habilitação de Crédito
Manifeste-se a administradora judicial acerca da presente habilitação no prazo de 15 dias
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

28/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Habilitação de Crédito
Manifeste-se a administradora judicial acerca da presente habilitação no prazo de 15 dias
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

28/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Habilitação de Crédito
Manifeste-se a administradora judicial acerca da presente habilitação no prazo de 15 dias
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

28/01/2016

Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Habilitação de Crédito
Manifeste-se a administradora judicial acerca da presente habilitação no prazo de 15 dias
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

28/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Habilitação de Crédito
Manifeste-se a administradora judicial acerca da presente habilitação no prazo de 15 dias
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

28/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Habilitação de Crédito
Manifeste-se a administradora judicial acerca da presente habilitação no prazo de 15 dias
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

28/01/2016

Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Habilitação de Crédito
Manifeste-se a administradora judicial acerca da presente habilitação no prazo de 15 dias
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

28/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Habilitação de Crédito
Os autos encontram-se com vistas a administradora judicial acerca da presente habilitação no prazo de 15 dias
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

28/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Manifeste-se a administradora judicial acerca da presente habilitação no prazo de 15 dias
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

28/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Manifeste-se a administradora judicial acerca da presente habilitação no prazo de 15 dias
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

28/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos. Fls.211: Defiro a recuperanda o prazo requerido. Int. Hortolândia, 26 de janeiro de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

28/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Habilitação de Crédito
Manifeste-se a administradora judicial acerca da presente habilitação no prazo de 15 dias.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

27/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Recebo os embargos de declaração de fls. 91/99, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito”. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.535 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão, os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 88. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Int. Hortolândia, 22 de Janeiro de 2016.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

27/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Recebo os embargos de declaração de fls. 94/102, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.535 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão, os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 91. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Int. Hortolândia, 22 de janeiro de 2016. Cinthia Elias de Almeida Juiza de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

27/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Recebo os embargos de declaração de fls. 92/100, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.535 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão, os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 89. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Int.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

27/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Recebo os embargos de declaração de fls. 88/91, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.535 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão, os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 85. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Int.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

27/01/2016

Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Recebo os embargos de declaração de fls. 83/90, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito”. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.535 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão, os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 80. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Int.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

27/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Recebo os embargos de declaração de fls. 87/90, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.535 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão, os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 83. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Int.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

27/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Tipo: Impugnação de Crédito
Recebo os embargos de declaração de fls. 82/89, posto ser tempestivamente proposto, conforme certificado na certidão retro. Trata-se de EMBARGOS DE DECLARAÇÃO em que se alega que a sentença quedou-se omissa com relação á aptidão das “notas de débito” e da nota fiscal em demonstrar a existência do crédito. Os embargos não merecem provimento, eis que manifesto o intuito modificativo do recurso manejado, não encontrando fundamento no art.535 da lei adjetiva civil. Não revestindo a pretensão nas bases inseridas no aludido artigo, isto é, na contradição, obscuridade ou omissão, os embargos devem ser rejeitados de plano, mantendo na íntegra a r. Sentença de fls. 79. O postulante deverá se valer dos remédios processuais adequados para a reforma da r. Decisão. Int.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

27/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: JUÍZO DE DIREITO DA 2ª VARA JUDICIAL
Tipo: Habilitação de Crédito
Manifeste-se a administradora judicial acerca da presente habilitação no prazo de 15 dias
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

27/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: JUÍZO DE DIREITO DA 2ª VARA JUDICIAL
Tipo: Habilitação de Crédito
Manifeste-se a administradora judicial acerca da presente habilitação no prazo de 15 dias.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

27/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: JUÍZO DE DIREITO DA 2ª VARA JUDICIAL
Tipo: Habilitação de Crédito
Manifeste-se a administradora judicial acerca da presente habilitação no prazo de 15 dias
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

27/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: JUÍZO DE DIREITO DA 2ª VARA JUDICIAL
Tipo: Impugnação de Crédito
Manifeste-se a administradora judicial acerca da presente habilitação no prazo de 15 dias.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

27/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: JUÍZO DE DIREITO DA 2ª VARA JUDICIAL
Tipo: Habilitação de Crédito
Manifeste-se a administradora judicial acerca da presente habilitação no prazo de 15 dias
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

27/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: JUÍZO DE DIREITO DA 2ª VARA JUDICIAL
Tipo: Habilitação de Crédito
Manifeste-se a administradora judicial acerca da presente habilitação no prazo de 15 dias
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

27/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: JUÍZO DE DIREITO DA 2ª VARA JUDICIAL
Tipo: Habilitação de Crédito
Manifeste-se a administradora judicial acerca da presente habilitação no prazo de 15 dias
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

27/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: JUÍZO DE DIREITO DA 2ª VARA JUDICIAL
Tipo: Habilitação de Crédito
Manifeste-se a administradora judicial acerca da presente habilitação no prazo de 15 dias
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

27/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: JUÍZO DE DIREITO DA 2ª VARA JUDICIAL
Tipo: Habilitação de Crédito
Manifeste-se a administradora judicial acerca da presente habilitação no prazo de 15 dias
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

27/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: JUÍZO DE DIREITO DA 2ª VARA JUDICIAL
Tipo: Habilitação de Crédito
Os autos encontram-se com vistas a administradora judicial para manifestação no prazo de 15 dias.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

27/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: JUÍZO DE DIREITO DA 2ª VARA JUDICIAL
Tipo: Habilitação de Crédito
Manifeste-se a administradora judicial acerca da presente habilitação no prazo de 15 dias
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

27/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: JUÍZO DE DIREITO DA 2ª VARA JUDICIAL
Tipo: Habilitação de Crédito
Manifeste-se a administradora judicial acerca da presente habilitação no prazo de 15 dias.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

27/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: JUÍZO DE DIREITO DA 2ª VARA JUDICIAL
Tipo: Habilitação de Crédito
Manifeste-se a administradora judicial acerca da presente habilitação no prazo de 15 dias.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

27/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: JUÍZO DE DIREITO DA 2ª VARA JUDICIAL
Tipo: Habilitação de Crédito
Manifeste-se a administradora judicial acerca da presente habilitação no prazo de 15 dias
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

27/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: JUÍZO DE DIREITO DA 2ª VARA JUDICIAL
Tipo: Habilitação de Crédito
Manifeste-se a administradora judicial acerca da presente habilitação no prazo de 15 dias.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

27/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: JUÍZO DE DIREITO DA 2ª VARA JUDICIAL
Tipo: Habilitação de Crédito
Manifeste-se a administradora judicial acerca da presente habilitação no prazo de 15 dias.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

27/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: JUÍZO DE DIREITO DA 2ª VARA JUDICIAL
Tipo: Habilitação de Crédito
Manifeste-se a administradora judicial acerca da presente habilitação no prazo de 15 dias.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

27/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: JUÍZO DE DIREITO DA 2ª VARA JUDICIAL
Tipo: Habilitação de Crédito
Os autos encontram-se com vistas a administradora judicial para manifestação no prazo de 15 dias
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

27/01/2016

Seção: JUÍZO DE DIREITO DA 2ª VARA JUDICIAL
Tipo: Impugnação de Crédito
Manifeste-se a administradora judicial acerca da presente habilitação no prazo de 15 dias
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

27/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Tipo: Habilitação de Crédito
Manifeste-se a administradora judicial acerca da presente habilitação no prazo de 15 dias.
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

26/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Habilitação de Crédito
Vistos. Manifeste-se a recuperanda no prazo de 10 dias. Após á Administradora Judicial pelo mesmo prazo. Com as manifestações, tornem os autos conclusos. Intime-se. Hortolândia, 21 de janeiro de 2016. Cinthia Elias de Almeida Juiza de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

26/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Habilitação de Crédito
Vistos. Manifeste-se a recuperanda no prazo de 10 dias. Após á Administradora Judicial pelo mesmo prazo. Com as manifestações, tornem os autos conclusos. Intime-se Hortolândia, 21 de janeiro de 2016. Cinthia Elias de Almeida Juiza de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

26/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Habilitação de Crédito
Vistos. Fls.57: Defiro ao habilitante o prazo requerido. Int. Hortolândia, 21 de janeiro de 2016. Cinthia Elias de Almeida Juiza de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

26/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos. Intime-se as partes para que no prazo de 15 dias, apresente pormenorizadamente seus cálculos com o valor do crédito atualizado até a data do pedido de recuperação judicial, qual seja 03 de Maio de 2013, bem como eventuais comprovantes de pagamento, para prosseguimento do feito. Após á Administradora Judicial pelo mesmo prazo. Int. Hortolândia, 21 de janeiro de 2016. Cinthia Elias de Almeida Juiza de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

26/01/2016

Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Impugnação de Crédito
Vistos. Fls. 439: Defiro a recuperanda o prazo requerido. Int. Hortolândia, 21 de janeiro de 2016. Cinthia Elias de Almeida Juiza de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

26/01/2016

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 2ª Vara Cível
Tipo: Habilitação de Crédito
Vistos. Fls.13: Defiro a recuperanda o prazo requerido. Int. Hortolândia, 21 de janeiro de 2016. Cinthia Elias de Almeida Juiza de Direito
Retirado do Diário de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

26/01/2016