Informações do processo 1019925-63.2016.8.26.0564

Movimentações 2018 2017 2016

24/09/2018 Visualizar PDF

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 7ª Vara Cível
Tipo: Execução de Título Extrajudicial - Propriedade
EDITAL DE INTIMAÇÃO DE ADVOGADOS - RELAÇÃO Nº 0419/2018

RETIRAR GUIA DE LEVANTAMENTO Nº 831/2018 -


Retirado da página 1466 do Diario de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

22/06/2018 Visualizar PDF

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 7ª Vara Cível
Tipo: Execução de Título Extrajudicial - Propriedade
EDITAL DE INTIMAÇÃO DE ADVOGADOS - RELAÇÃO Nº 0263/2018

Vistos. Trata-se de execução de título extrajudicial em
que, satisfeita a execução, foi proferida sentença de extinção com fundamento no art. 924, II do CPC e estipulado à executada
que procedesse o pagamento das custas finais. Em decorrência dessa determinação, insurge-se a executada afirmando que
já procedeu o pagamento de todos os valor devidos. Assiste-lhe razão. Pela decisão de p. 214/215, que fixou os critérios que
deveriam ser observados pela contadoria para verificação do débito remanescente, estipulou-se que sobre o valor do débito
deveria ser procedida a “inclusão do valor relativo a 5 UFESP pela satisfação da execução cuja comprovação pelo exequente
condicionará expedição de eventual guia de levantamento" e, em observância a está determinação, a contadoria acresceu ao
débito de R$ -4,83, a quantia de R$ 125,35, reconhecendo um saldo remanescente de R$120,52 (p. 222/223) integralmente
pago pela requerida (p. 230/231). Assim, considerando que já houve o adiantamento do valor das custas finais ao exequente,
reconheço a existência de erro material na sentença de p. 249 e, de ofício, procedo sua correção a fim de determinar que seu
pagamento em favor do Estado deverá ser procedido pelo exequente. Por último, pontuo que a expedição do mandado de
levantamento das quantias depositadas nos autos em seu favor encontra-se condicionada à devida comprovação do recolhimento

das custas finais. Int. -


Retirado da página 1593 do Diario de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

16/04/2018

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 7ª Vara Cível
Tipo: Execução de Título Extrajudicial - Propriedade
EDITAL DE INTIMAÇÃO DE ADVOGADOS - RELAÇÃO Nº 0155/2018

Vistos.Trata-se de cumprimento de sentença, na
qual determinou-se o encaminhamento dos autos à Contadoria, que apurou saldo devedor no valor de R$120,52.No curso da
demanda, sobreveio notícia da realização de depósito para pagamento da verba executada (fls. 231).Devidamente intimado, o
exequente manifestou-se favoravelmente à satisfação da obrigação, mas ressaltando que as custas finais devem ser recolhidas
pelos executados.É o relatório.FUNDAMENTO E DECIDO.Assim, ante a satisfação da obrigação, JULGO EXTINTA a execução
em trâmite, com fundamento no art. 924, inc. II, do Código de Processo Civil.Custas finais, se houver, à cargo da parte executada.
Após o trânsito em julgado, no expediente normal, expeça-se mandado de levantamento do(s) depósito(s) efetuados nos autos
em favor do exequente.Com o levantamento ou decorrido o prazo para retirada da guia de levantamento, arquivem-se os
autos.P.I.C. -


Retirado do Diario de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

06/02/2018

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 7ª Vara Cível
Tipo: Execução de Título Extrajudicial - Propriedade
EDITAL DE INTIMAÇÃO DE ADVOGADOS - RELAÇÃO Nº 0045/2018

Manifeste-se o credor acerca da satisfação do débito
noticiada pelo executado. -


Retirado do Diario de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3

02/02/2018

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 7ª Vara Cível
Tipo: Execução de Título Extrajudicial - Propriedade
EDITAL DE INTIMAÇÃO DE ADVOGADOS - RELAÇÃO Nº 0039/2018

Vistos.1 - Conforme decisão de folhas 214/215 os
autos foram enviados à contadoria que com apurou saldo em aberto no valor de R$ 120,52 o qual homologado.2 - A divergência
entre os valores requeridos e efetivamente devidos no bojo de um processo judicial com as partes devidamente assistidas por
advogados não tem o condão de caracterizar abuso de direito e muito menos dar ensejo e devolução em dobro dos valores
cobrados.Sendo assim, providencie o pagamento do saldo em aberto e na inércia diga o exequente.Int. -


Retirado do Diario de Justiça do Estado de São Paulo - Primeira Instancia do Interior parte 3