Informações do processo 0010048-11.2013.5.08.0003

  • Movimentações
  • 16
  • Data
  • 20/11/2013 a 16/10/2017
  • Estado
  • Pará e Amapá

Movimentações 2017 2016 2015 2014 2013

16/10/2017

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 3 a Vara do Trabalho de Belém - Notificação
Tipo: Decisão

Intimado(s)/Citado(s):

-    AILZON GONCALVES RODRIGUES

-    PONTE IRMAO E CIA LTDA

PODER JUDICIÁRIO
JUSTIÇA DO TRABALHO

DECISÃO - PJe-JT

À vista dos cálculos de ID b4290e6, da certidão de ID f11e504 e da
petição da demandada de ID a15caa7, onde ao final requer que
seja notificada para proceder ao pagamento do saldo
remanescente, faça-se como requerido.

Após o depósito, feita a expiração de prazo, pagar ao reclamante o
valor de seu crédito, recolhendo-se a contribuição previdenciária.
Feitos os registros de praxe, não havendo pendência, voltar
conclusos para extinção da execução.

BELEM, 16 de Outubro de 2017

LEA HELENA PESSOA DOS SANTOS SARMENTO
Juiz do Trabalho Titular


Retirado do TRT da 8ª Região (Pará e Amapá) - Judiciário

01/08/2017

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 3 a Vara do Trabalho de Belém - Notificação
Tipo: Notificação

Intimado(s)/Citado(s):

- AILZON GONCALVES RODRIGUES

DEJT - PJe-JT

Destinatário(s): RENAN ARAUJO BARROS

No interesse do processo supra e por determinação do(a) Juiz(a)
Titular, fica(m) a(s) parte(s) indicada(s) no campo destinatário(s),
através de seu patrono, a tomar ciência de que o crédito parcial do
autor está liberado nos autos, devendo ser juntado nos autos o
comprovante de saque, para fins de abatimento do cálculo e
prosseguimento da execução.

BELEM, 31 de Julho de 2017

IDILBERTO NERY SILVA JUNIOR
Servidor


Retirado do TRT da 8ª Região (Pará e Amapá) - Judiciário

02/03/2017

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: Secretaria da Segunda - Turma

Complemento: Processo Eletrônico

Intimado(s)/Citado(s):

-    AILZON GONÇALVES RODRIGUES

-    PONTE IRMÃO E CIA. LTDA.

Orgão Judicante - 2a Turma

DECISÃO : , por unanimidade, negar provimento ao agravo de
instrumento.

EMENTA : AGRAVO DE INSTRUMENTO. RECURSO DE

REVISTA INTERPOSTO NA VIGÊNCIA DA LEI N.°13.015/2014.
HORAS EXTRAS.
A controvérsia acerca da existência das horas
extras não foi dirimida com amparo na mera distribuição do ônus da
prova, como quer fazer crer a agravante, mas sim no exame do
alcance das provas produzidas nos autos. Destarte, a premissa
adotada pela instância ordinária somente pode ser infirmada
mediante reexame de fatos e provas, procedimento inadmissível na
presente instância extraordinária por óbice da Súmula n.° 126 do
TST.
Agravo de instrumento não provido.

INTERVALO INTRAJORNADA. INCIDÊNCIA DA SÚMULA 126
DO TST
. Acolher a tese recursal de que houve a comprovação do
gozo do intervalo para refeição e descanso implicaria,
necessariamente, o reexame da prova coligida nos autos, o que é
vedado em sede extraordinária de recurso de revista, na forma da
Súmula 126 do TST.
Agravo de instrumento não provido


Retirado do Tribunal Superior do Trabalho (Brasil) - Judiciário

15/02/2017

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: Secretaria da Segunda Turma - Pauta

Complemento: Processo Eletrônico

Intimado(s)/Citado(s):

-    AILZON GONÇALVES RODRIGUES

-    PONTE IRMÃO E CIA. LTDA.


Retirado do Tribunal Superior do Trabalho (Brasil) - Judiciário