Informações do processo 0101336-90.2017.5.01.0004

  • Movimentações
  • 2
  • Data
  • 20/10/2017 a 01/03/2018
  • Estado
  • Rio de Janeiro

Movimentações 2018 2017

01/03/2018

Esconder envolvidos Mais envolvidos
Seção: 4ª VARA DO TRABALHO DO RIO DE JANEIRO - Notificação
Tipo: Sentença

Intimado(s)/Citado(s):
- ADRYEL SILVA ALVES

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL

JUSTIÇA DO TRABALHO

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO

4ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro

RUA DO LAVRADIO, 132, 1º Andar, CENTRO, RIO DE JANEIRO -

RJ - CEP: 20230-070

tel: (21) 23805104 - e.mail: vt04.rj@trt1.jus.br

PROCESSO: 0101336-90.2017.5.01.0004

AUTOR: ADRYEL SILVA ALVES

REU: VS BRASIL SEGURANCA E VIGILANCIA - EIRELI e outros

SENTENÇA PJe-JT

Pretende a parte reclamante, dentre outros pedidos, o pagamento

de verbas resilitórias.

É o relatório.

O(a) reclamante foi devidamente intimado(a) para diligenciar a

efetividade da citação, conforme notificação de IDe98a7a1 e, sendo

infrutífera a tentativa de citação, fornecer novo endereço da parte ré

em até 30 dias antes da data designada para audiência,

independentemente de intimação, sob pena de extinção sem

resolução sem mérito.

Verifica-se em ID 500c8f2, certidão negativa de citação da Ré. O

prazo terminou sem qualquer manifestação da parte interessada.

Estabelece o art. 485, III do CPC, de aplicação subsidiária, que será
extinto o processo sem resolução do mérito quando, por não
promover os atos e diligências que Ihe competir, o (a) autor (a)

abandonar a causa por mais de 30 (trinta) dias.

Isto posto, esta Vara do Trabalho EXTINGUE SEM RESOLUÇÃO

DE MÉRITO o pedido formulado porADRYEL SILVA ALVES em

face de VS BRASIL SEGURANCA E VIGILANCIA - EIRELI e outros,

nos fundamentos supra, integrantes do dispositivo.

Custas pelo reclamante de R$ 800,00 calculadas sobre o valor de

R$ 40.000,00, valor atribuído à causa na inicial, dispensado.
Intime-se o reclamante, na pessoa de seu patrono.

Com o trânsito em julgado, dê-se baixa e arquivem-se os autos.
RIO DE JANEIRO, 28 de Fevereiro de 2018

FRANK DE BRITO PICARELLA


Retirado do TRT da 1ª Região (Rio de Janeiro) - Judiciário