Informações do processo 0710264-52.2017.8.07.0007

  • Movimentações
  • 5
  • Data
  • 10/04/2019 a 19/12/2019
  • Estado
  • Distrito Federal

Movimentações Ano de 2019

19/12/2019 Visualizar PDF

Seção: 3ª Vara de Família e de Órfãos e Sucessões de Taguatinga
Tipo: INTIMAÇÃO - INTERDIÇÃO

Juíza de Direito: Livia Lourenco Goncalves

Diretora de Secretaria: Emilia Carolina Ribeiro Lima
Para conhecimento das Partes e devidas Intimações


Adv - Nao Consta Advogado.
Adv - Nao Consta Advogado.

De ordem do MM. Juiz de Direito Edmar Ramiro Correia, diga a parte autora se deu cumprimento ao disposto
na certidão de ID 49991970, prazo de 10 (dez) dias.


Retirado da página 1921 do Diário de Justiça do Distrito Federal - Padrão

09/10/2019 Visualizar PDF

Seção: 3ª Vara de Família e de Órfãos e Sucessões de Taguatinga
Tipo: EDITAL - INTERDIÇÃO

Juiz de Direito: Mario Jorge Panno de Mattos
Diretor de Secretaria: Bruno Carvalho Maltez
Para conhecimento das Partes e devidas Intimações


Adv - Nao Consta Advogado.
Adv - Nao Consta Advogado.

Poder Judiciário da União TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO DISTRITO FEDERAL E DOS TERRITÓRIOS 3ª Vara de
Família e de Órfãos e Sucessões de Taguatinga Telefone: (61) 3103-8029 Email: 03vfos.tag@tjdft.jus.br Horário de atendimento: segunda-feira
a sexta-feira, das 12:00 às 19:00 EDITAL DE INTERDIÇÃO Ação: Família (5626) ProcessoN.:0710264-52.2017.8.07.0007 Requerentes: DAISY
RESENDE PEREIRA Requerido(a): MARGARIDA RESENDE PEREIRA O Dr.(a) ROBERT KIRCHHOFF BERGUERAND DE MELO da 3ª Vara
de Família e de Órfãos e Sucessões de Taguatinga, na forma da lei, etc., Faz saber a todos quantos virem o presente edital ou dele conhecimento
tiverem que por este Juízo e Cartório se processam os autos de Interdição, em epígrafe, em cujos autos foi decretada a INTERDIÇÃO de
MARGARIDA RESENDE PEREIRA, CPF nº 350.608.591-34, RG nº 182.507 SSP/DF, nascido(a) em 11/10/1940, filho(a) de Abner Resende
e Clarinda Rodrigues Resende, residente na QNB 12, 11, CASA, Taguatinga Norte, a requerimento de DAISY RESENDE PEREIRA, CPF nº
223.494.301-97 e RG nº 616.424 SSP/DF, ficando o(s)(s) próprio(s) nomeado(a)(s) CURADOR(A) nos termos da Sentença a seguir transcrita:
"(...) Ante o exposto, julgo PROCEDENTE o pedido e decreto a interdição plena de MARGARIDA RESENDE e nomeio sua(seus) filha, DAISY
RESENDE PEREIRA, curador(a) do(a) incapaz, devendo representá-lo(a) em todos os atos da vida civil, nos termos dos arts. 1.767 e seguintes

do Código Civil, bem como dos arts. 747 e seguintes do Código de Processo Civil (...)". "Taguatinga, 12 de junho de 2019. ROBERT KIRCHHOFF
BERGUERAND DE MELO, Juiz de Direito Substituto". E para que no futuro não seja alegada ignorância por parte dos interessados, os referidos
autos poderão ser vistos e examinados pelos credenciados em Lei, neste Juízo e Cartório. Extraiu-se o presente edital que será afixado no local
de costume e publicado pela imprensa local e pelo órgão oficial por três vezes com intervalo de dez dias entre cada publicação. Este Juízo
funciona na Área Especial Setor C Norte Único, sala 55, térreo, Taguatinga Norte (Taguatinga), BRASÍLIA - DF - CEP: 72115-901, das 12 às
19 horas. Taguatinga/DF, 13 de setembro de 2019. Eu, CLEODON DE ALBUQUERQUE COELHO FERNANDES, Diretor de Secretaria, assino
eletronicamente por determinação do MM. Juiz de Direito. CLEODON DE ALBUQUERQUE COELHO FERNANDES Diretor de Secretaria

EDITAL DE INTERDIÇÃO DE ENEDINA SANTOS Juiz de Direito: Dr. ANTONIO JOSÉ CHAVES MONTEIRO Ação: Interdição Processo
N.: 2013.07.1.039486-0 Requerentes: MINISTERIO PUBLICO DO DFT Requerido(a): E.S. FINALIDADE: O Doutor ANTONIO JOSÉ CHAVES
MONTEIRO, Juiz de Direito da 3ª Vara de Família, Órfãos e Sucessões da Circunscrição Judiciária de Taguatinga-DF, na forma da Lei, etc. Faz
saber a todos quantos virem o presente edital ou dele conhecimento tiverem que por este Juízo e Cartório se processam os autos de Interdição,
em epígrafe, em cujos autos foi decretada a Interdição de ENEDINA SANTOS, portadora da cédula de identidade 2152542 SSPDF, inscrita no
CPF sob número 71321551134, nacionalidade brasileira, SOLTEIRO, filha de Vitoriano Vieira dos Santos e Maria Clemência de Jesus, residente
no(a) QSD AREA ESPECIAL N 10, SETOR D SUL, LAR DOS VELHINHOS SAO VICENTE DE PAULO, TAGUATINGA/DF, QSD AREA ESPECIAL
N 10, SETOR D SUL, LAR DOS VELHINHOS SAO VICENTE DE PAULO, TAGUATINGA/DF, a requerimento de MINISTERIO PUBLICO DO
DFT, ficando nomeada Curadora a Senhora MARIA JOSÉ DA SILVA, brasileira, CI N. MG - 3.536.113 SSP/MG e CPF N. 91214246672, res. no
mesmo endereço, nos termos da Sentença e decisão a seguir transcrita: SENTENÇA... Com isso à destra, e pelo que mais dos autos consta,
JULGO PROCEDENTE O PEDIDO, nos termos do artigo 487, inciso I, do Código de Processo Civil. Assim, DECRETO A INTERDIÇÃO PLENA de
ENEDINA SANTOS, estando impedida, sem assistência de sua curadora legal, de praticar os atos de negociais e de gerência da vida civil, neles
incluídos aqueles que dependam de expressa manifestação de vontade, salvo decisão apoiada, devidamente autorizada pelo Juízo. Nomeio-lhe
curadora a Srª. MARIA JOSÉ DAS GRAÇAS DE JESUS, Diretora-Presidente do "Lar dos Velhinhos São Vicente de Paulo", qualificada nos autos,
para exercer a curatela, com os poderes referidos nos artigo 1781 a 1783, todos do Código Civil, bem como os indicados no Estatuto da Pessoa
com Deficiência e o disposto no art. 757 do Código de Processo Civil...Taguatinga - DF, quinta-feira, 22/02/2018 às 16h06. Robert Kirchhoff
Berguerand de Melo Juiz de Direito Substituto.". Decisão: DECISÃO INTERLOCUTÓRIA Em tempo, diante do erro material

(...) Ver conteúdo completo

Retirado da página 1828 do Diário de Justiça do Distrito Federal - Padrão

09/10/2019 Visualizar PDF

Seção: 3ª Vara de Família e de Órfãos e Sucessões de Taguatinga
Tipo: CERTIDÃO - INTERDIÇÃO

Juiz de Direito: Mario Jorge Panno de Mattos
Diretor de Secretaria: Bruno Carvalho Maltez
Para conhecimento das Partes e devidas Intimações


Adv - Nao Consta Advogado.
Adv - Nao Consta Advogado.

De ordem: compareça a curadora em cartório, portando Certidão de Registro da Interdição, a ser emitida pelo
Cartório do 1º Ofício de Registro Civil de Brasília-DF, uma vez que o Mandado de Registro já encaminhado àquela serventia extrajudicial via
sistema, para prestar o devido compromisso legal.I.


Retirado da página 1829 do Diário de Justiça do Distrito Federal - Padrão

14/06/2019 Visualizar PDF

Seção: 3ª Vara de Família e de Órfãos e Sucessões de Taguatinga
Tipo: SENTENÇA - INTERDIÇÃO

Juíza de Direito: Gilsara Cardoso Barbosa Furtado
Diretor de Secretaria: Joandis Rodrigues da Silva
Para conhecimento das Partes e devidas Intimações


Adv - Nao Consta Advogado.
Adv - Nao Consta Advogado.

Poder Judiciário da União TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO DISTRITO FEDERAL E DOS TERRITÓRIOS
3VFAMOSTAG 3ª Vara de Família e de Órfãos e Sucessões de Taguatinga Número do processo: 0710264-52.2017.8.07.0007 Classe judicial:
INTERDIÇÃO (58) REQUERENTE: DAISY RESENDE PEREIRA REQUERIDO: MARGARIDA RESENDE PEREIRA SENTENÇA Vistos, etc.
DAISY RESENDE PEREIRA ajuizou a presente ação em face de MARGARIDA RESENDE, seu(ua) mãe, a fim de obter a curatela deste(a),
partes qualificadas nos autos. Versão final com a emenda de ID Num. 13685592. Alega, para tanto, que ?MARGARIDA RESENDE foi casada com
JOAQUIM ALVES PEREIRA. Desse casamento, nasceram: DAISY RESENDE PEREIRA, ora Requerente, nascida aos 30/7/1961 (com 56 anos
de idade); DENISE RESENDE PEREIRA, nascida aos 16/3/1963 (com 54 anos de idade); PATRÍCIA RESENDE PEREIRA, nascida aos 2/7/1968
(com 49 anos de idade); e CLÁUDIA RESENDE PEREIRA CARMONA, nascida aos 26/10/1969 (com 47 anos de idade). Margarida e Joaquim
divorciaram-se em 6 de junho de 2001, consoante se vê da inclusa cópia da Certidão de Casamento com Averbação de Divórcio, expedida pelo
Cartório do Primeiro Registro Civil e Tabelionato de Notas da Comarca de Goiânia, Estado de Goiás. O imóvel de residência de Margarida Resende
e da Requerente é o que coube à interditanda quando do seu divórcio (em anexo cópia da Certidão de Ônus Reais, com averbação da sentença
do Divórcio Direto, Proc. N.º 2001.07.1.005343-9, 3ª Vara de Família, Órfãos e Sucessões de Taguatinga-DF e prova de propriedade do imóvel
situado na QNB 12, Casa 11, Taguatinga Norte-DF). A propósito, hoje, é o único bem imóvel da interditanda. Aproximadamente há dez anos, com
66 anos de idade, Margarida Resende passou a ter lapsos de memória além daquilo que se pode considerar ?normal? para uma pessoa idosa.
Levada à consulta médica e, após vários testes e exames complementares, o resultado indicou ser portadora de Mal de Alzheimer. Segundo
especialistas no assunto, o Mal de Alzheimer ?é considerada uma afecção neurodegenerativa e irreversível de aparecimento insidioso, que
acarreta perda da memória e diversos distúrbios cognitivos e é classificada em fases inicial, intermediária e avançada. Essa doença é considerada
a síndrome demencial que mais preocupa, dado o seu potencial altamente incapacitante. Portanto, é inevitável o aumento de sua incidência e
prevalência com a progressão do envelhecimento. Os sintomas do Mal de Alzheimer aparecem lentamente. O período médio entre o primeiro
e o último estágio é cerca de oito anos. Este período pode, entretanto, variar de uma pessoa para outra.? Como é cediço, lamentavelmente, o
Mal de Alzheimer não tem cura. Desde o início do prognóstico médico, a Requerente e suas irmãs zelam pela saúde e acompanhamento médico
da mãe, Margarida Resende, a qual, antes, tinha plena capacidade física e mental para os atos da vida civil. O acompanhamento e cuidados
à interditanda são vários e frequentes, além das despesas de grande monta, suportadas pelas filhas. Há medicamentos de alto valor e são
frequentes, com aquisição mensal e sob prescrição médica controlada. Os cuidados são extremos para com a interditanda que, hoje, já não tem
mais nenhum discernimento da realidade. Ela não consegue formar frases inteiras e tampouco são conexas. Não consegue identificar amigos
e parentes que a visitam. Necessita de cuidados constantes para alimentação, tomar os remédios nos horários certos, higienizar-se, vestir-se
etc. Não tem noção das coisas básicas da vida. Sequer, por obviedade, tem condições de, per si, ler e interpretar textos, documentos, assinar
cheques ou quaisquer documentos que lhe são apresentados (por exemplo formulário de adesão ao plano de saúde), movimentar conta bancária
(é aposentada pelo INSS), enfim, está incapaz para administrar e gerir a si própria, seus bens e a vida civil como um todo. A interditanda é
portadora, também, de diabetes tipo 2 e, diariamente, lhe é aplicada injeção de insulina, bem como são ministrados outros medicamentos. A taxa
de glicemia tem que ser medida de duas a quatro vezes ao dia, por recomendação médica. Excelência, a Requerente anexa cópia da Declaração
da médica que ultimamente vem acompanhando o tratamento da doença de Margarida Resende. A Dr.ª Maria Alice de Vilhena Toledo ? CRM/
DF n.º 6.105, renomada médica com diversas especializações e larga experiência profissional, declara que: ?... Margarida Resende encontra-
se em acompanhamento médico comigo, preenchendo critérios para Síndrome Demencial, fase grave (CDR=3). A Sra. Margarida atualmente
está totalmente dependente para atividades instrumentais (usar o telefone, sair só, fazer compras, preparar refeição, trabalho doméstico, tomar
medicação, cuidar de finanças, etc.) e dependente

(...) Ver conteúdo completo

Retirado da página 2316 do Diário de Justiça do Distrito Federal - Padrão

10/04/2019 Visualizar PDF

Seção: 3ª Vara de Família e de Órfãos e Sucessões de Taguatinga
Tipo: CERTIDÃO - INTERDIÇÃO

EXPEDIENTE DO DIA 08 DE ABRIL DE 2019
Juíza de Direito: Gilsara Cardoso Barbosa Furtado
Diretor de Secretaria: Joandis Rodrigues da Silva

Para conhecimento das Partes e devidas Intimações


Adv - Nao Consta Advogado.
Adv - Nao Consta Advogado.

Poder Judiciário da União TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO DISTRITO FEDERAL E DOS TERRITÓRIOS
3VFAMOSTAG 3ª Vara de Família e de Órfãos e Sucessões de Taguatinga Número do processo: 0710264-52.2017.8.07.0007 Classe judicial:
INTERDIÇÃO (58) CERTIDÃO De ordem: digam sobre o parecer.I. BRASÍLIA, DF, 9 de abril de 2019 13:25:16. CLEODON DE ALBUQUERQUE

COELHO FERNANDES Diretor de Secretaria


Retirado da página 2649 do Diário de Justiça do Distrito Federal - Padrão