Ester Bencz

Graduanda do sétimo período de medicina da Universidade Federal de Sergipe. Possui inglês nível avançado. Bolsista PIBIC-COPES 2017 Monitora do laboratório de morfofuncional. Fundadora e Presidente da Liga Acadêmica de gastroenterologia de Sergipe (LIAGH) e da Liga Acadêmica de Patologia de Sergipe (LIPASE). Desenvolvedora do site de morfologia da Universidade Federal de Sergipe (www.morfofuncionando.com).

Informações coletadas do Lattes em 03/06/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em andamento em Medicina

2014 - Atual

Universidade Federal de Sergipe

Ensino Médio (2º grau)

2001 - 2012

Escola de Educação Básica Padre João Kominek

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2014 -

English course. (Carga horária: 180h). , Escola de idiomas FISK, FISK, Brasil.

2017 - 2017

2º curso de interpretação de ECG. (Carga horária: 20h). , Diretório Acadêmico de Medicina de Lagarto, DAM, Brasil.

2017 - 2017

CURSO PREPARATÓRIO PARA O PROCESSO SELECTIVO DA LIGA DE TRAUMA DE SERGIPE 2. (Carga horária: 8h). , Liga de Trauma de Sergipe, LIGA-SE, Brasil.

2016 - 2017

Curso preparatório pré-internato. (Carga horária: 60h). , E-SANAR, E-SANAR, Brasil.

2016 - 2016

III Curso de Técnicas de sutura, incisão e nós. (Carga horária: 4h). , LIGA ACADÊMICA DE VIDEOCIRURGIA DE SERGIPE, LAVIC, Brasil.

2016 - 2016

LIGA ACADÊMICA DE INFECTOLOGIA E MEDICINA TROPICAL. (Carga horária: 10h). , LIGA ACADÊMICA DE INFECTOLOGIA E MEDICINA TROPICAL, LAIMT, Brasil.

2015 - 2015

curso prático do I Simpósio Teórico Prático em Urgência e Emergência,. (Carga horária: 5h). , Turma 193 medicina-UFS, 93 EVENTOS, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

BENCZ, E. ; RIOS, I. S. ; FIGUEIREDO, W. P. S. ; LOPES, I. R. S. ; SILVA, S. W. ; MAIA, A. T. C. . I Aula Aberta da Liga de Patologia de Sergipe (LIPASE). 2017. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

Aids: E a vida continua.... 2017. (Exposição).

I Simpósio de terapia ocupacional da ufs: caminhos e vivências na terapia ocupacional.Qualidade de Vida em idosos no município de Lagarto Sergipe. 2017. (Simpósio).

I Sinfecto - Simpósio de Infectologia. 2017. (Simpósio).

26º Encontro de Iniciação Científica - EIC da UFS.QUALIDADE DE VIDA EM IDOSOS DO MUNICÍPIO DE LAGARTO SE. 2016. (Encontro).

52º Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. Perfil de casos de microcefalia no Estado de Sergipe. 2016. (Congresso).

ATIVIDADE DE EXTENSÃO: INTERPRETAÇÃO DE GASOMETRIA NOS PRINCIPAIS DISTÚRBIOS ÁCIDO-BASE. 2016. (Outra).

III JORNADA ACADÊMICA DE MEDICINA - O USO DE ANTIBIÓTICOS EM SITUAÇÕES ESPECIAIS. 2016. (Outra).

SIMPÓSIO SERGIPANO DE MICROCEFALIA. 2016. (Simpósio).

'AÇÕES EDUCATIVAS PARA O CONTROLE DA HANSENÍASE EM ESCOLARES NO MUNÍCÍPIO DE LAGARTO'. 2015. (Outra).

"I Silada", Primeiro Simpósio Lagartense sobre outras drogas e álcool. 2015. (Simpósio).

I Simpósio de Fisiologia Cardiovascular de Sergipe. 2015. (Simpósio).

I Simpósio Teórico Prático em Urgência e Emergência. 2015. (Simpósio).

XI Intensicardio -XI Congresso Brasileiro de Cardiologia Intensiva. 2015. (Congresso).

'ACONSELHAMENTO E ABORDAGEM DA INFECÇÃO PELO HIV, HEPATITES VIRAIS (B E C) E SÍFILIS EM POPULAÇÕES VULNERÁVEIS. 2014. (Outra).

'HTLV E DOENÇAS ASSOCIADAS' da Ação de Extensão 'II JORNADA ACADÊMICA DA MEDICINA'. 2014. (Oficina).

1º SEMINÁRIO DE SENSIBILIZAÇÃO E PREVENÇÃO AO TABAGISMO. 2014. (Seminário).

I Congresso Brasileiro Online de Medicina. 2014. (Congresso).

I Congresso Brasileiro Online de Medicina. Longevidade e qualidade de vida no município de Lagarto. 2014. (Congresso).

IV Jornada Acadêmica de Ortopedia. 2014. (Simpósio).

OFICINA 'ATENDIMENTO AO TRAUMA' da Ação de Extensão 'II JORNADA ACADÊMICA DA MEDICINA. 2014. (Oficina).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Edivan Rodrigo de Paula Ramos

PREVALÊNCIA DO DESCARTE DE BOLSAS DE SANGUE (2007-2016) EM UM SERVIÇO DE HEMOTERAPIA DE ARACAJU; ; Início: 2017; Iniciação científica (Graduando em Medicina) - Universidade Federal de Sergipe, A Coordenação de Pesquisa (COPES); (Orientador);

Karine Vaccaro Tako

Qualidade de vida em idosos do município de Lagarto SE; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina) - Universidade Federal de Sergipe; Orientador: Ester Bencz;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Edivan Rodrigo de Paula Ramos

Prevalência do descarte de bolsas de sangue (2007-2016) em um serviço de hemoterapia de Aracaju; ; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina) - Universidade Federal de Sergipe, COPES/IC; Orientador: Edivan Rodrigo de Paula Ramos;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • ASSIS, L. G. R. ; SIUTA, S. M. M. ; BENCZ, E. ; COSTA, J. S. ; SANTOS, M. A. ; MONTEIRO, J. P. ; OLIVEIRA, D. S. ; FORMENTIN, F. S. ; GOES, M. A. O. . Perfil de casos de microcefalia no Estado de Sergipe. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • BENCZ, E. ; ASSIS, L. G. R. ; LOPES, Marcelo S. ; TAKO, K. V. . QUALIDADE DE VIDA EM IDOSOS DO MUNICÍPIO DE LAGARTO SE. 2016. (Apresentação de Trabalho/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

BORGE, G. R. ; SILVA, L. F. S. ; BENCZ, E. ; SANTOS, A. W. ; NECESSIDAD, F. P. N. I. M. E. N. ; BARBOSA, A. F. ; FERNANDES, B. S. ; NERY NETO, C. S. ; SILVA, C. H. S. ; NEVES, C. S. ; SIQUEIRA, E. S. ; EMIDIO, E. F. ; SILVA, F. M. B. F. ; SANTOS, G. B. F. ; SANTOS, G. S. ; JESUS JUNIO, L. A. . MorfoFuncionando. 2017; Tema: Anatomia e histologia. (Site).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2017 - Atual

    PREVALÊNCIA DO DESCARTE DE BOLSAS DE SANGUE (2007-2016) EM UM SERVIÇO DE HEMOTERAPIA DE ARACAJU., Descrição: A transfusão de sangue e/ou derivados do sangue é muito comum nos serviços de saúde. Contudo, esta prática está associada a riscos de contaminação pós-transfusional para o receptor e riscos sanitários. Para minimizar estes riscos, muitos avanços têm sido observados nessa área. Dentre estes, podemos citar: triagem sorológica das amostras doadas, informatização dos hemocentros, automatização dos exames laboratoriais, métodos de detecção mais sensíveis entre outros. Mesmo assim, essas medidas não são capazes de excluir totalmente tais riscos. Embora a taxa de descarte de bolsas de sangue em serviços de hemoterapia esteja diminuindo em todo o mundo, este número ainda é considerado alto. Este fato mostra a importância de se realizar estudos epidemiológicos que determinem e caracterizem a prevalência do descarte de bolsas para uma melhor compreensão dos problemas e riscos relacionados à doação. Além disso, se considerarmos que o Brasil é um país com alta diversidade socioeconômica e cultural é necessário que estes estudos sejam realizados e interpretados de forma regionalizada. Considerando que a cidade de Aracaju é um importante pólo médico-assistencial no Estado de Sergipe, a realização deste projeto torna-se importante, pois permitirá caracterizar a prevalência de descarte de bolsas em um importante centro de hemoterapia da cidade.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Ester Bencz - Integrante / Rafael de Souza Aguiar - Integrante / Vanessa Oliveira Amorim - Integrante / Edivan Rodrigo de Paula Ramos - Coordenador.

  • 2015 - 2016

    QUALIDADE DE VIDA EM IDOSOS DO MUNICÍPIO DE LAGARTO SE, Descrição: Levantamento bibliográfico e coleta de dados Palavras-chave Idosos, Qualidade de Vida Descrição Resumida A participação do(a) estudante será fundamental para a extensa coleta de dados e levantamento bibliográfico que a pesquisa envolverá. Objetivos Específicos Avaliar a Qualidade de Vida de idosos institucionalizados e residentes na comunidade do município de Lagarto - SE e verificar possíveis influências da modalidade de moradia (individual ou coletiva) na Qualidade de Vida dos idosos avaliados. Metodologia Aplicada Trata-se de um estudo populacional, de delineamento transversal, cuja população alvo constituiu-se de sujeitos com 60 anos ou mais, residentes no Asilo Santo Antônio e da comunidade do município de Lagarto ? SE. Para homogeneidade de amostra, serão avaliados os idosos residentes na área adscrita da Unidade Básica de Saúde ?Leandro Maciel?, por ser geograficamente próxima ao Asilo Santo Antônio. A quantidade de idosos da comunidade a serem avaliados será calculada a posteriori, após levantamento da quantidade de idosos cadastrados. Para este estudo, os critérios de inclusão adotados serão: idade igual ou superior a 60 anos, residência no domicílio escolhido ou na Instituição de Longa Permanência ?Asilo Santo Antônio?, consentimento em participar do estudo. Serão excluídos os idosos com déficit cognitivo ou transtornos psiquiá¬tricos graves que impossibilitariam o entendimento das perguntas constantes do instrumento de avaliação. Será utilizado Questionário genérico WHOQOL-OLD9, desenvolvido pelo grupo de QV da Organização Mundial de Saúde (OMS), e que tem por finalidade medir a percepção dos indivíduos a respeito do impacto que as doenças causam em sua vida. Este Questionário consta de 24 itens, com resposta por escala tipo Likert de 1 a 5, divididos em seis facetas. Cada faceta é composta por quatro itens, gerando, então, escores que variam de 4 a 20 pontos. Os escores das seis facetas, combinados com as respostas aos 24 itens, geram, também, um escore overall (total). As facetas s.o: funcionamento dos sentidos; autonomia; atividades passadas, presentes e futuras; participação social; morte e morrer; e intimidade. Como cada faceta é composta por quatro itens, os escores podem variar de 4 a 20 para cada faceta. A obtenção do escore total deriva da soma dos 24 itens e n.o depende do agrupamento por facetas. O WHOQOL-OLD é graduado inicialmente entre 4 e 20, sendo em seguida realizada uma nova transformação dos escores numa escala de 0 a 100, na qual o zero (0) corresponde a um pior estado de saúde e cem (100) a um melhor estado, possibilitando a análise individual de cada dimensão. Após a coleta dos dados, os resultados dos idosos institucionalizados e da comunidade serão avaliados estatisticamente, buscando correlações do tipo de moradia sobre a QV. Para isso, será utilizado o teste do qui-quadrado. A presente pesquisa será submetida ao Comitê de Ética em Pesquisa envolvendo seres humanos da Universidade Federal de Sergipe, após aprovação da Coordenação de Pesquisa (COPES), respeitando os preceitos da Resolução 196/96 e 466/12 do CNS.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Ester Bencz - Integrante / Marcelo Santos Lopes - Integrante / Karine Vaccaro Tako - Coordenador / Luiz Gabriel Ribeiro de Assis - Integrante.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2015 - Atual

    Universidade Federal de Sergipe

    Vínculo: , Enquadramento Funcional:

  • 2017 - 2017

    Fundação São Lucas

    Vínculo: Estágio extra-curricular, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 8

    Outras informações:
    Estágio prático em cardiologia, abrangendo Síndrome Coronariana Aguda (SOLAR) e Insuficiência Cardíaca