Guilherme Francio Niederauer

Graduando em Ciências Biológicas pela UNICAMP (2014-2019).

Informações coletadas do Lattes em 03/06/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em andamento em Ciências Biológicas

2014 - Atual

Universidade Estadual de Campinas

Ensino Médio (2º grau)

2010 - 2012

Escola Salesiana São José

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2019 - 2019

Banco de Dados 1: Fundamentos. (Carga horária: 20h). , Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, IFRS, Brasil.

2019 - 2019

Databases and SQL for Data Science. (Carga horária: 11h). , Ibm Coorporation, IBM, Estados Unidos.

2018 - 2018

Introdução à Ciência da Computação com Python Parte 1. (Carga horária: 31h). , Universidade de São Paulo, USP, Brasil.

2018 - 2018

Introdução à Ciência da Computação com Python Parte 2. (Carga horária: 21h). , Universidade de São Paulo, USP, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Espanhol

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Biologia Geral / Subárea: Fitoquímica.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Biologia Geral / Subárea: Imunologia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

12º Congresso Interinstitucional de Iniciação Científica CIIC 2018.. Caracterização dos constituintes químicos do aroma dos vinhos e sucos produzidos no Brasil. 2018. (Congresso).

11º Congresso Interinstitucional de Iniciação Científica CIIC 2017. Caracterização dos constituintes químicos do aroma dos vinhos produzidos na região Sul do Brasil. 2017. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Rodolfo Thomé

Caracterização das subpopulações de células dendríticas envolvidas na indução de Encefalomielite Autoimune Experimental; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Campinas; Orientador: Rodolfo Thomé;

Marcia Ortiz Mayo Marques

Caracterização de compostos fenólicos e aromas de vinhos brancos produzidos no Estado de São Paulo; Início: 2018; Iniciação científica (Graduando em Agricultura Tropical e Subtropical) - Instituto Agronômico de Campinas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

Marcia Ortiz Mayo Marques

Caracterização dos constituintes químicos dos aromas de vinhos e sucos de uva; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Agricultura Tropical e Subtropical) - Instituto Agronômico de Campinas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Marcia Ortiz Mayo Marques;

Marcia Ortiz Mayo Marques

Caracterização dos constituintes químicos dos aromas de vinhos e sucos de uva produzidos na região sul do Brasil; ; 2016; Iniciação Científica - Instituto Agronômico de Campinas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Marcia Ortiz Mayo Marques;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • VERINAUD, LIANA ; LOPES, STEFANIE COSTA PINTO ; PRADO, ISABEL CRISTINA NARANJO ; ZANUCOLI, FÁBIO ; ALVES DA COSTA, THIAGO ; DI GANGI, ROSÁRIA ; ISSAYAMA, LUIDY KAZUO ; CARVALHO, ANA CAROLINA ; BONFANTI, AMANDA PIRES ; NIEDERAUER, GUILHERME FRANCIO ; DURAN, NELSON ; COSTA, FÁBIO TRINDADE MARANHÃO ; OLIVEIRA, ALEXANDRE LEITE RODRIGUES ; HÖFLING, MARIA ALICE DA CRUZ ; MACHADO, DAGMAR RUTH STACH ; THOMÉ, RODOLFO . Violacein Treatment Modulates Acute and Chronic Inflammation through the Suppression of Cytokine Production and Induction of Regulatory T Cells. Plos One , v. 10, p. e0125409, 2015.

  • NIEDERAUER, G. F. ; MARQUES, M. O. M. ; MOURA, M. F. . Caracterização dos constituintes químicos do aroma dos vinhos e sucos produzidos no Brasil. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • NIEDERAUER, G. F. ; MARQUES, M. O. M. ; Ritschel, P. S. ; ZANUS, M. C. ; Facanali, R. . Caracterização dos constituintes químicos do aroma dos vinhos produzidos no sul Brasil.. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

NIEDERAUER, G. F. . RTWizard. 2016.

NIEDERAUER, G. F. . OnLab. 2019; Tema: Gerenciamento e Administração de laboratórios. (Site).

NIEDERAUER, G. F. . EREB-SE. 2019; Tema: Site do encontro regional dos estudantes de Biologia. (Site).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2018 - Atual

    Caracterização de compostos fenólicos e aromas de vinhos brancos produzidos no Estado de São Paulo, Descrição: O aroma de um vinho está diretamente relacionado com a aceitação do mesmo pelos seus consumidores, isso se deve ao fato de, no aroma estar presente substâncias voláteis com capacidade de estimulação sensorial (volatile organic compounds + odor activity values). Para a determinação e quantificação destas substâncias, devido a sua simples, rápida e "limpa" metodologia, atualmente, é utilizada a técnica de HS-SPME, que permite a captura de substâncias volatilizadas de uma amostra, seletivamente (vide a composição da fibra de captura), assim, associada a técnicas de cromatografia gasosa e spectometria de massas (GC/MS), é possível, a separação e identificação das moléculas componentes do aroma. Estão também presentes na composição do vinho, classes de moléculas pouco voláteis, não capturadas pela técnica de HS-SPME, conhecidas como fenóis, que são subdivididas em outras classes como flavanóis e antocianinas. Os fenóis possuem um impacto direto na bebida, seja determinando a sua cor, ou o seu sabor, fatores que são essenciais para a determinação da qualidade da bebida, há também, entre os fenóis, substâncias com atividades medicinais, como o resviratrol, que podem aumentar o valor e prestígio da bebida. Para a análise da composição dessas moléculas na bebida, devido a sua baixa volatilidade, as técnicas de cromatografia líquida são as mais indicadas (HPLC, LCMS, UPLC, etc.). A análise integrada de ambos tipos de substâncias, descritas acima, na composição da bebida, possibilita o auxilio do aperfeiçoamento de técnicas agrícolas e de produção, visando expressar os metabólitos com características sensoriais positivas, e inibir a expressão daqueles que podem gerar aspectos negativos a bebida, como cores indesejáveis, acidez desbalanceada ou sabores amargos. A análise de matrizes químicas de produtos vegetais permite a identificação de substâncias aromáticas que podem ser de interesse a indústria, sobretudo a de alimentos e perfumaria.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Guilherme Francio Niederauer - Integrante / Marcia Ortiz Mayo Marques - Coordenador / Mara Fernandes Moura - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2014 - 2015

    Caracterização das subpopulações de células dendríticas na fase de indução de Encefalomielite Autoimune Experimental, Descrição: Células dendríticas (DCs) são células que desempenham um papel essencial na geração da resposta imune adaptativa, por meio da apresentação de antígenos, ativação e diferenciação de linfócitos T naïve em linfócitos T efetores e reguladores. Embora algumas subpopulações de DCs tenham sido descritas, o papel desempenhado por cada uma não foi ainda elucidado apropriadamente. Pacientes com doenças autoimunes apresentam DCs alteradas em sua frequência e função. Especificamente, portadores de esclerose múltipla (MS) na fase de surto possuem um elevado infiltrado de células dendríticas nas lesões cerebrais as quais apresentam função alterada em comparação com DCs de indivíduos saudáveis ou portadores de MS em fase de remissão. Não obstante, DCs são essenciais para a indução de Encefalomielite Autoimune Experimental (EAE), modelo experimental de MS. Uma vez que DCs possuem importante função na geração de respostas autoimunes mas também na indução de tolerância, o presente projeto tem por objetivo caracterizar o perfil fenotípico de subpopulações de células dendríticas durante a fase de indução de EAE. Por meio das abordagens realizadas neste projeto, o perfil fenotípico de DCs nos linfonodos drenantes será determinado, lançando luz sobre possíveis abordagens terapêuticas baseadas na modulação específica de subpopulações de células dendríticas in vivo em pacientes portadores de doenças inflamatórias de origem autoimune.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Guilherme Francio Niederauer - Coordenador / Rodolfo Thomé - Integrante / Liana Verinaud - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2016 - 2017

    Caracterização dos constituintes químicos do aroma dos vinhos produzidos na região Sul do Brasil, Descrição: O aroma do vinho é responsável por conferir, a cor, a adstringência e também impactar no sabor da bebida, ou seja, ele é de extrema importância para aceitação do vinho pelos consumidores, devido a essa importância, é necessário o desenvolvimento de técnicas que possam analisar esse aroma, e fornecer dados para que os produtores possam conhecer a composição química de seu produto, e como ela está ligada com a apreciação destes. A técnica de HS-SPME é atualmente considerada a mais adequada para avaliação de aromas, por ser uma técnica rápida, prática, e que não utiliza reagentes, além de ser crescente os dados na literatura que valida esse tipo de procedimento. O presente estudo avaliou a composição química do aroma de nove amostras de vinhos (seis brancos e três tintos), a partir da aplicação da técnica de micro extração em fase sólida (HS-SPME) juntamente com cromatografia gasosa acoplada a espectrometria de massas(CG/EM), e análises estatísticas.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Guilherme Francio Niederauer - Coordenador / Marcia Ortiz Mayo Marques - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2016 - Atual

    Caracterização dos constituintes químicos do aroma dos vinhos produzidos na região Sul e Sudeste do Brasil, Descrição: O aroma do vinho é responsável por conferir, a cor, a adstringência e também impactar no sabor da bebida, ou seja, ele é de extrema importância para aceitação do vinho pelos consumidores, devido a essa importância, é necessário o desenvolvimento de técnicas que possam analisar esse aroma, e fornecer dados para que os produtores possam conhecer a composição química de seu produto, e como ela está ligada com a apreciação destes. A técnica de HS-SPME é atualmente considerada a mais adequada para avaliação de aromas, por ser uma técnica rápida, prática, e que não utiliza reagentes, além de ser crescente os dados na literatura que valida esse tipo de procedimento. O presente estudo avaliou a composição química do aroma de nove amostras de vinhos (seis brancos e três tintos), a partir da aplicação da técnica de micro extração em fase sólida (HS-SPME) juntamente com cromatografia gasosa acoplada a espectrometria de massas(CG/EM), e análises estatísticas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Guilherme Francio Niederauer - Integrante / Marcia Ortiz Mayo Marques - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2016 - Atual

    Caracterização dos constituintes químicos do aroma dos vinhos produzidos na região Sul e Sudeste do Brasil, Descrição: O aroma do vinho é responsável por conferir, a cor, a adstringência e também impactar no sabor da bebida, ou seja, ele é de extrema importância para aceitação do vinho pelos consumidores, devido a essa importância, é necessário o desenvolvimento de técnicas que possam analisar esse aroma, e fornecer dados para que os produtores possam conhecer a composição química de seu produto, e como ela está ligada com a apreciação destes. A técnica de HS-SPME é atualmente considerada a mais adequada para avaliação de aromas, por ser uma técnica rápida, prática, e que não utiliza reagentes, além de ser crescente os dados na literatura que valida esse tipo de procedimento. O presente estudo avaliou a composição química do aroma de nove amostras de vinhos (seis brancos e três tintos), a partir da aplicação da técnica de micro extração em fase sólida (HS-SPME) juntamente com cromatografia gasosa acoplada a espectrometria de massas(CG/EM), e análises estatísticas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Guilherme Francio Niederauer - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2016 - Atual

    Caracterização dos constituintes químicos do aroma dos vinhos produzidos na região Sul e Sudeste do Brasil, Descrição: O aroma do vinho é responsável por conferir, a cor, a adstringência e também impactar no sabor da bebida, ou seja, ele é de extrema importância para aceitação do vinho pelos consumidores, devido a essa importância, é necessário o desenvolvimento de técnicas que possam analisar esse aroma, e fornecer dados para que os produtores possam conhecer a composição química de seu produto, e como ela está ligada com a apreciação destes. A técnica de HS-SPME é atualmente considerada a mais adequada para avaliação de aromas, por ser uma técnica rápida, prática, e que não utiliza reagentes, além de ser crescente os dados na literatura que valida esse tipo de procedimento. O presente estudo avaliou a composição química do aroma de nove amostras de vinhos (seis brancos e três tintos), a partir da aplicação da técnica de micro extração em fase sólida (HS-SPME) juntamente com cromatografia gasosa acoplada a espectrometria de massas(CG/EM), e análises estatísticas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Guilherme Francio Niederauer - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2016 - 2018

    Caracterização dos constituintes químicos do aroma dos vinhos produzidos na região Sul e Sudeste do Brasil, Descrição: O aroma do vinho é responsável por conferir, a cor, a adstringência e também impactar no sabor da bebida, ou seja, ele é de extrema importância para aceitação do vinho pelos consumidores, devido a essa importância, é necessário o desenvolvimento de técnicas que possam analisar esse aroma, e fornecer dados para que os produtores possam conhecer a composição química de seu produto, e como ela está ligada com a apreciação destes. A técnica de HS-SPME é atualmente considerada a mais adequada para avaliação de aromas, por ser uma técnica rápida, prática, e que não utiliza reagentes, além de ser crescente os dados na literatura que valida esse tipo de procedimento. O presente estudo avaliou a composição química do aroma de nove amostras de vinhos (seis brancos e três tintos), a partir da aplicação da técnica de micro extração em fase sólida (HS-SPME) juntamente com cromatografia gasosa acoplada a espectrometria de massas(CG/EM), e análises estatísticas.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Guilherme Francio Niederauer - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2018

Prêmio IAC-Inovação (apresentação oral), IAC - PIBIT.

2017

Prêmio PIBIT - "Pôster", IAC - PIBIT.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2014 - Atual

    Universidade Estadual de Campinas

    Vínculo: Estudante, Enquadramento Funcional: Aluno

    Atividades

    • 11/2014 - 11/2015

      Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Biologia, Departamento de Biologia Estrutural e Funcional.,Linhas de pesquisa

  • 2016 - Atual

    Instituto Agronômico de Campinas

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estágiario

    Atividades

    • 08/2016

      Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Recursos Genéticos Vegetais, .,Linhas de pesquisa