DANIELE FONTES FERREIRA BERNARDES

Informações coletadas do Lattes

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Irene Queiroz Marchesan

MARCHESAN, I. Q.. A contribuição da análise eletromiográfica de superfície para a definição da fase de evolução da paralisia facial periféirca: fase flácida ou fase de sequelas. 2009. Dissertação (Mestrado em Fonoaudiologia) - Universidade de São Paulo.

Michel Burihan Cahali

CAHALI, M B; MELLO JUNIOR, João F; Furia CL. Eletromiografia de superficie em pacientes portadores de paralisia facial periferica. 2008. Exame de qualificação (Mestrando em Otorrinolaringologia) - Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Paulo Roberto Lazarini

LAZARINI, Paulo Roberto; Goffi-Gomes, V S; Marchesan, I. A contribuição da análise eletromiográfica da superfície para a definição da fase de evolução da paralisia facial periférica: fase flácida ou fase de sequelas. 2009. Dissertação (Mestrado em Otorrinolaringologia) - Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Maria Valéria Schmidt Goffi Gomez

A contribuição da análise eletromiográfica de superfície para a definição da fase de evolução da paralisia facial periférica: fase flácida ou fase de seqüelas; 2009; Dissertação (Mestrado em Otorrinolaringologia) - Universidade de São Paulo,; Orientador: Maria Valéria Schmidt Goffi Gomez;

Maria Valéria Schmidt Goffi Gomez

Eletromiografia de Superficie na Paralisia Facial Periférica; 2005; Dissertação (Mestrado em Otorrinolaringologia) - Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo,; Orientador: Maria Valéria Schmidt Goffi Gomez;