Vera Lúcia Gomes Klein

Professora titular da Universidade Federal de Goiás (UFG), possui doutorado em Ciências Biológicas (Botânica) pela Universidade de São Paulo (2000), mestrado em Ciências Biológicas (Botânica) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1990) e graduação em Biologia pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras da Fundação Técnica Educacional Souza Marques (1976). Atualmente, orienta diversos estudantes e ministra disciplinas para os cursos de graduação em Biologia, Zootecnia, Ecologia, Farmácia e Agronomia (Morfologia e Taxonomia Vegetal), na UFG. Tem experiência na área de Botânica, com ênfase em Florística, Sistemática e Taxonomia de Fanerógamos, atuando principalmente nos seguintes temas: Cucurbitaceae, Cayaponia, Biodiversidade, Flora dos Estados de Goiás e Tocantins. Foi coordenadora do XXIII Curso de Editoração Científica organizado pelas Associação Brasileira de Editores Científicos - ABEC, Universidade Federal de Goiás, Universidade Estadual de Goiás e Pontifícia Universidade Católica de Goiás, realizado em junho de 2015. É gestora da Unidade de Conservação da UFG, que compreende o Herbário UFG, Bosque August Saint Hilaire e Reserva Biológica Prof. José Ângelo Rizzo ? Serra Dourada, editora associada da revista científica do Instituto de Ciências Biológicas da UFG, Revista de Biologia Neotropical e coordenadora da família Cucurbitaceae Juss., nos projetos: Lista de Espécies da Flora do Brasil e Flora do Brasil 2020. No momento é, ainda, associada da Sociedade Botânica do Brasil (SBB) e Conselho Federal de Biologia e integrou o comitê da SBB, no XIX International Botanical Congress, em 2017. Atuou como membro do Conselho da Diretoria Sociedade Botânica do Brasil, representando a região Centro-Oeste, também participou como membro titular do Conselho Deliberativo da Associação Brasileira de Editores Científicos, ABEC e fez parte da Comissão Organizadora, como Presidente do 71 Congresso Nacional de Botânica e XIII Encontro de Botânicos do Centro Oeste que foi realizado em 2021, na Universidade Federal de Goiás, em Goiânia, Goiás.

Informações coletadas do Lattes em 03/04/2024

Acadêmico

Formação acadêmica

Doutorado em Ciências Biológicas (Botânica)

1995 - 2000

Universidade de São Paulo
Título: Estudos Taxonômicos de Cayapoia Silva Manso (Cucurbitaceae), no Brasil
Dr José Rubens Pirani. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Flora Brasileira; Cayaponia; Cucurbitaceae; Taxonomia Angiosperma.Grande área: Ciências BiológicasGrande Área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Taxonomia Vegetal / Especialidade: Taxonomia de Fanerógamos. Setores de atividade: Produtos e Serviços Voltados Para A Defesa e Proteção do Meio Ambiente, Incluindo O Desenvolvimento Sustentado.

Mestrado em Ciências Biológicas (Botânica)

1986 - 1990

Universidade Federal do Rio de Janeiro
Título: Cucurbitaceae do Estado do Rio de Janeiro, Subtribo Melothriinae E. G. O. Muell. et F. Pax., Ano de Obtenção: 1991
Orientador: Dr Jorge Fontella Pereira
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Flora do Estado do Rio de Janeiro; Cucurbitaceae; Taxonomia; Apodanthera Melothria Melothrianthus e Wilbrandia.Grande área: Ciências BiológicasGrande Área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Morfologia Vegetal / Especialidade: Morfologia Externa. Setores de atividade: Produtos e Serviços Voltados Para A Defesa e Proteção do Meio Ambiente, Incluindo O Desenvolvimento Sustentado.

Especialização em Biologia Geral

1986 - 1986

Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Nova Iguaçu Sesni

Formação complementar

2015 - 2015

Curso de Editoração Científica. (Carga horária: 25h). , Associação Brasileira de Editores Científicos, ABEC, Brasil.

2006 - 2006

BRAHMS. (Carga horária: 25h). , Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Francês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Latim

Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Taxonomia Vegetal/Especialidade: Taxonomia de Fanerógamos.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Morfologia Vegetal/Especialidade: Morfologia Externa.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Botânica Aplicada/Especialidade: Plantas Medicinais.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Morfologia Vegetal.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Florística.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Fitossociologia.

Comissão julgadora das bancas

Antonio Furlan

PIRANI, J. R.;FURLAN, A.; FONTELLA-PEREIRA, J.; SOUZA, V. C.; GIULIETTI, A. M.. Estudo taxonômico de Cayaponia Silva Manso (Cucurbitaceae) no Brasil. 2001. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Botânica)) - Universidade de São Paulo.

Joao Semir

SEMIR, J.; PIRANI, José Rubens. Estudo taxonômico de Cayaponia Silva Manso (Cucurbitaceae) no Brasil. 2000. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Botânica)) - Universidade de São Paulo.

Jorge Fontella Pereira

KLEIN, V. L. G.;PEREIRA, Jorge Fontella. ESTUDO TAXONÔMICO DE CAYAPONIA SILVA MANSO (CUCURBITACEAE) NO BRASIL. 2001. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Botânica)) - Universidade de São Paulo.

Renato de Mello-Silva

Pirani, J.R.Mello-Silva, R.. Estudo taxonômico de Cayaponia Silva Manso (Cucurbitaceae) do Brasil. 2001. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Botânica)) - Universidade de São Paulo.

Renato de Mello-Silva

Mello-Silva, R.. Revisão taxonômica de cayaponia (Curcubitaceae) no Brasil. 2000. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Biológicas (Botânica)) - Universidade de São Paulo.

Vinicius Castro Souza

SOUZA, V. C.. Estudo Taxonômico de Cayaponia Silva Manso (Cucurbitaceae) no Brasil. 2000. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Botânica)) - Universidade de São Paulo.

Foi orientado por

Graziela Maciel Barroso

Cucurbitaceae do Rio de Janeiro; ; 1991; Dissertação - Universidade Federal do Rio de Janeiro,; Orientador: Graziela Maciel Barroso;

Gustavo Veiga Botta

Estudo Taxonômico das Espécies de Cayaponia Silva Manso (Cucurbitaceae); 2002; 40 f; Iniciação Científica; (Graduando em Biologia) - Universidade Federal de Goiás, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Gustavo Veiga Botta;

Bianca Piccinini Pereira

REVISTA DE BIOLOGIA NEOTROPICAL; Início: 2016; Iniciação científica (Graduando em Ecologia e Análise Ambiental) - Universidade Federal de Goiás; (Orientador);

José Rubens Pirani

Estudo taxonômico de Cayaponia Silva Manso (Cucurbitaceae) no Brasil; ; 2001; 0 f; Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Botânica)) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Jose Rubens Pirani;

Elsie Franklin Guimarães

Flora do Rio de Janeiro - Gentianaceae; 1975; Iniciação Científica - Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Elsie Franklin Guimarães;

Elsie Franklin Guimarães

Flora do Rio de Janeiro; 1982; Orientação de outra natureza - Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Elsie Franklin Guimarães;

Projetos de pesquisa

  • 2022 - Atual

    Sementes e Inovação, Descrição: A identificação de espécies e de suas sementes é uma atividade essencial para a compreensão da biodiversidade vegetal. Além disso, nos trabalhos laboratoriais de análise de sementes, tal identificação, feita por técnicos, permite verificar se houve contaminação de lotes de sementes de determinada espécie com sementes de outras, sendo essa uma exigência legal mas que pode levar um tempo considerável. Diversos guias de identificação de sementes e propágulos já foram publicados. No entanto, poucos estão no formato digital e exigem conhecimentos profundos de morfologia para sua utilização. Diante dessa realidade, objetiva-se produzir publicações e sistemas computacionais que auxiliem na identificação de espécies vegetais, baseadas em caracteres morfológicos simples, que possibilitem a identificação por meio de sementes e propágulos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (13) . , Integrantes: Vera Lúcia Gomes Klein - Integrante / Heleno Dias Ferreira - Integrante / Aristônio Magalhães Teles - Integrante / Edson Ferreira Duarte - Coordenador / Lidyanne Yuriko Salme Anoa-Pinhero - Integrante / Matheus Cardoso Duarte Santos - Integrante / Grenivel Mota da Costa - Integrante / Angela Maria da Silva Mendes - Integrante / Camila Bezerra da Silva - Integrante / Hugo Alexandre Dantas do Nascimento - Integrante / Lucas Nunes Rios - Integrante / Douglas Rodrigues Bessa - Integrante / Marcello Henrique Dias de Moura - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2018 - Atual

    Desenvolvimento de atividades de pesquisa, ensino e extensão no âmbito da Unidade de Conservação da UFG., Descrição: A Unidade de Conservação (UC) está vinculada a Pró-Reitoria de Pesquisas e Inovação (PRPI) da Universidade Federal de Goiás (UFG) e compreende a Reserva Biológica, Prof. José Ângelo Rizzo - Serra Dourada, localizada na Serra Dourada, Município de Mossâmedes, Goiás, o Bosque Auguste de Saint-Hilaire, e o Herbário UFG, sendo esses últimos, localizados no Campus Samambaia da UFG. A Reserva Biológica Prof. José Ângelo Rizzo - Serra Dourada - UFG, foi criada em 1969, em uma gleba doada pelo Governo do Estado de Goiás à UFG. Situa-se no Município de Mossâmedes e compreende uma área de 144 ha. O Bosque Auguste Saint-Hilaire foi criado em 21 de agosto de 1979 e recebeu este nome em homenagem ao botânico e naturalista francês Auguste Saint-Hilaire, que cientificamente visitou a Província de Goiás, em 1819, registrando em seu livro ?Viagens às Nascentes do rio São Francisco e pela Província de Goiás?, e que muito contribuiu para o estudo da flora do Estado de Goiás. O Herbário UFG foi fundado em 1968, pelo Prof. José Ângelo Rizzo e seus colegas José Salum e José Alberto Centeno. Em 2013, foi inaugurado as novas instalações do Herbário UFG, em um prédio novo, climatizado, dotado de equipamentos modernos para acomodar tecnicamente espécies vegetais. Todos os setores da Unidade de Conservação - UC atendem a todas as unidades da Universidade Federal de Goiás (professores, pesquisadores, servidores, estudantes dos cursos de graduação e pós-graduação) e a diversas instituições de ensino, pesquisa e extensão tanto no âmbito nacional como no internacional e a comunidade em geral.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) . , Integrantes: Vera Lúcia Gomes Klein - Coordenador / Heleno Dias Ferreira - Integrante / Tulio Carmo Conceicao - Integrante / Carmem Helena Monteiro - Integrante / Tiago Asafe de Paula Aguiar - Integrante / WILMAR GOMES - Integrante / HERSON BRENNO MOREIRA STREGLIO - Integrante / DANIELLE DE OLIVEIRA DINIZ NERES - Integrante / ANTONIO GILSON PIRES DA SILVA - Integrante / JOSE MAURICIO PEREIRA GONCALVES OGATA - Integrante / AMANDA ALIXANDRE FLORENTINO - Integrante / MAYKON PEPJACA KRIKATI - Integrante / Ana Paula de Oliveira - Integrante., Número de produções C, T & A: 3

  • 2017 - Atual

    LEVANTAMENTO FLORISTICO DA SERRA DOS PIRENEUS, Descrição: RESUMO: A Serra dos Pireneus está localizada entre os Municípios de Pirenópolis, Cocalzinho e Corumbá de Goiás, com altitude mínima de 700 m e montanhas de até 1385 m nos Montes Pireneus. Esse projeto visa conhecer as espécies ocorrentes na região dos cerrados goianos, principalmente na Serra dos Pireneus. Dessa forma, o projeto visa: coletar, identificar e listar as espécies encontradas na Serra dos Pireneus; treinar os estudantes de graduação e pós-graduação; identificar e localizar as espécies, raras, endêmicas e as em perigo de extinção, visando a sua conservação; divulgar e publicar artigos compreendendo estudos taxonômicos, anatômicos, ecológicos e outros com as espécies de diferentes famílias botânicas ocorrentes na área em estudo e localidades limítrofes; contribuir com o enriquecimento do acervo do herbário UFG e de outras instituições; colaborar com a determinação dos exemplares depositados no acervo do herbário UFG; informar a comunidade científica e a sociedade sobre as propriedades ornamentais, medicinais, tintoriais, ecológicas, industriais, alimentares e tóxicas das espécies estudadas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (8) . , Integrantes: Vera Lúcia Gomes Klein - Coordenador / Elsie Franklin Guimarães - Integrante / Ronaldo Marquete - Integrante / Iona'i ossami de Moura - Integrante / Heleno Dias Ferreira - Integrante / Climbiê Ferreira Hall - Integrante / Augusto Francener - Integrante / Genise Vieira Freire Somner - Integrante / Tulio Carmo Conceicao - Integrante / Maria Aparecida da Silva - Integrante / Rodolph Delfino Sartin - Integrante / Carmem Helena Monteiro - Integrante / Higor Freire Dutra - Integrante / AMANDA ALIXANDRE FLORENTINO - Integrante / Ana Paula de Oliveira - Integrante., Número de produções C, T & A: 14

  • 2017 - Atual

    Desenvolvimento de atividades de pesquisa, ensino e extensão no âmbito da Unidade de Conservação da UFG., Descrição: O presente projeto tem por objetivo principal o enriquecimento das coleções do Herbário UFG, a incrementação de atividades de pesquisas e educativas a serem realizadas na Reserva Biológica Prof. José Ângelo Rizzo - Serra Dourada e no Bosque Auguste Saint-Hilaire e a confecção de monografias contendo o tratamento taxonômico das famílias botânicas, principalmente da coleção Rizzo, depositadas no acervo do Herbário UFG. Essas monografias visam dar continuidade ao projeto inicial e institucional, do Prof. José Ângelo Rizzo e propiciarão também a inserção dos estudos do componente ambiental em ações comunitárias educativas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (6) . , Integrantes: Vera Lúcia Gomes Klein - Coordenador / Iona'i ossami de Moura - Integrante / Heleno Dias Ferreira - Integrante / Carmem Helena Monteiro - Integrante / Erika Von Sohsten Medeiros - Integrante / Tiago Asafe de Paula Aguiar - Integrante / Edson Ferreira Duarte - Integrante / WILMAR GOMES - Integrante / ANTONIO GILSON PIRES DA SILVA - Integrante / JOSE MAURICIO PEREIRA GONCALVES OGATA - Integrante / RUI CARLOS ALVES - Integrante / Danielle de Oliveira Diniz - Integrante / Raiany R. Souza - Integrante / Ana Paula de Oliveira - Integrante / Ricardo Vieira e Silva - Integrante / Karla Maria Silva de Faria - Integrante / João Paulo Spindula - Integrante / Natália Gonçalves Banhos - Integrante / Samara Parente Belém - Integrante / Luana Pontes Tondolo - Integrante., Número de produções C, T & A: 11

  • 2017 - Atual

    Desenvolvimento de atividades de pesquisa, ensino e extensão no âmbito da Unidade de Conservação da UFG., Descrição: A Unidade de Conservação está vinculada a Pró-Reitoria de Pesquisas e Inovação da UFG e compreende a Reserva Biológica, Prof. José Ângelo Rizzo - Serra Dourada, localizada na Serra Dourada, Município de Mossâmedes, Goiás, o Bosque Auguste de Saint-Hilaire, e o Herbário UFG, sendo esses últimos, localizados no Campus Samambaia da UFG. O presente projeto se justifica pois a Unidade de Conservação compreende uma importante estrutura que viabiliza o desenvolvimento de diferentes projetos científicos e trabalhos de pesquisas que resultam no treinamento, na formação de recursos humanos especializados, na publicação de inúmeros artigos científicos além da publicação dos volumes das monografias relacionadas ao estudo das Floras dos Estados de Goiás e Tocantins que é desenvolvido por vários pesquisadores nacionais e estrangeiros. Um outro aspecto está relacionado a participação de visitas realizadas na Reserva Biológica Prof. José Ângelo Rizzo Serra Dourada, que também é uma importante área onde são desenvolvidos de projetos científicos, visitações acadêmicas e outras atividades. As visitações são concedidas gratuitamente ao pesquisadores, professores e estudantes da UFG, porém os visitantes externos a UFG contribuem com arrecadação de recursos que auxiliam na manutenção da Reserva (aceiros, placas de avisos, porteiras, etc..) e pequenos reparos na sede da Reserva (telado das janelas, forros etc..), como também apoiam os demais setores da UC através da aquisição de materiais, que não são possíveis a obtenção pela instituição.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (8) . , Integrantes: Vera Lúcia Gomes Klein - Coordenador / Heleno Dias Ferreira - Integrante / Climbiê Ferreira Hall - Integrante / Augusto Francener - Integrante / Rodolph Delfino Sartin - Integrante / Erika Von Sohsten Medeiros - Integrante / Ionai Ossami de Moura - Integrante / Tiago Asafe de Paula Aguiar - Integrante / Edson Ferreira Duarte - Integrante / Danielle de Oliveira Diniz - Integrante / Raiany R. Souza - Integrante / Ricardo Vieria Silva - Integrante / Ana Paula de Oliveira - Integrante / Sarah M. Dias - Integrante / Luana Pontes Tondolo - Integrante / Nathalia Ferreira Cantuário - Integrante., Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 4

  • 2014 - Atual

    REGENERAÇÃO NATURAL E RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS EM ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE E RESERVA LEGAL, EM CHAPADÃO DO CÉU, GOIÁS, Descrição: O presente projeto tem o objetivo estudar a cobertura vegetal em Áreas de Preservação Permanente, de acordo com o Art. 24 da Lei 18.104/2013; e em áreas de Reserva Legal, de acordo com os Capítulos IV e V da mesma Lei. Especificamente são propostos estudos sobre a condução de regeneração natural de espécies nativas; plantio de espécies nativas; e plantio de espécies nativas conjugado com a condução da regeneração natural de espécies nativas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (1) . , Integrantes: Vera Lúcia Gomes Klein - Integrante / Iona'i ossami de Moura - Integrante / Heleno Dias Ferreira - Integrante / Fabio Venturoli - Coordenador / Jácomo Divino Borges - Integrante / Vladia Correchel - Integrante / Gislene Auxiliadora Ferreira - Integrante / Carlos de Melo - Integrante / Rodolph Sartin - Integrante., Número de produções C, T & A: 1

  • 2010 - Atual

    Flora do Distrito Federal: Família Cucurbitaceae Juss., Descrição: A família Cucurbitaceae Juss. é representada no Brasil por cerca de 30 gêneros nos quais algumas espécies ainda necessitam um estudo mais detalhado e muitos exemplares são desconhecidos e estão indeterminados. Com vistas a reduzir tais dificuldades, o presente trabalho tem como objetivo a realização de um estudo das espécies da família Cucurbitaceae ocorrentes no Distrito Federal e contribuir com o projeto institucional do Cenargen/EMBRAPA-DF: Flora do Distrito Federal, Brasil. Dentre os objetivos específicos ressaltamos: estudar a circunscrição dos gêneros e espécies, analisando a consistência dos caracteres que os delimitam; descrever e ilustrar as principais características morfológicas do grupo estudado; apresentar a adequação taxonômica das espécies; elaborar chaves para identificação dos táxons; divulgar informações sobre a distribuição e uso das plantas; contribuir, de acordo com os dados taxonômicos levantados, com os projetos sobre floras nacionais e regionais realizadas com a família. Serão realizadas expedições científicas com vistas a localização, coletas e observações dos exemplares em seu habitat natural e conhecimento de sua relação com outras espécies. Dentre os resultados ressaltamos a publicação do estudo taxonômico de Cucurbitaceae localizada para o Distrito Federal, compreendendo descrições morfológicas, ilustrações e informações sobre a fenologia, distribuição geográfica e potencial de usos das espécies do grupo que poderão subsidiar estudos fitoquímicos, farmacológicos e outros. Ainda como consequências desta pesquisa serão identificadas e enriquecidas as coleções dos herbários UFG e CEN e outros, principalmente aqueles localizados na região Centro-Oeste do Brasil. Palavras-chave: Cucurbitaceae; Taxonomia Vegetal; Flora do DF.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Vera Lúcia Gomes Klein - Coordenador / Beryl Eirene Lutz - Integrante / Sara Marina Nunes Laviola - Integrante / Iada Anderson Barbosa Leal - Integrante., Número de produções C, T & A: 3

  • 2004 - Atual

    ESTUDOS TAXONÔMICOS DE CAYAPONIA SILVA MANSO (CUCURBITACEAE), Descrição: A família Cucurbitaceae Juss. é numerosa e heterogênea, abrangendo cerca de 126 gêneros e 1.280 espécies, distribuidas principalmente nas regies tropicais. No Brasil, está representada por cerca de 31 gêneros, com um total de 200 espécies (BARROSO et al., 1979), compreendendo desde ervas prostradas e delicadas com flores minúsculas a ervas escandentes e robustas com flores grandes. MUELLER ET PAX (1894:10) em ENGLER ET PRANTL, Die naturlichen Pflanzenfamilien, com base principalmente no número de estames, lóculos das anteras, presença de disco e disposição das sementes, foram os primeiros a dividir as Cucurbitaceae em 5 Tribos, a saber: Fevilleae Mueller et Pax; Melothrieae Endl.; Cucurbiteae Ser.; Sicyoideae Schrad e Cyclanthereae Schrader. Tais tribos foram subdivididas pelos referidos botânicos, dando origem a um total de 13 Subtribos. II - OBJETIVOS O presente trabalho tem por fim estudar e esclarecer a taxonomia do gênero Cayaponia Silva Manso, dentro dos conceitos da moderna sistemática, visando o conhecimento real do número de táxons existentes no gênero, e a posição deste dentro da família Cucurbitaceae Juss., além de apresentar informações, principalmente sob a morfologia de suas peças florais, frutos e sementes. Objetivos específicos - Definir a circunscrição do gênero e sua posição relativa na Subtribo; - Redescrever e ilustrar a morfologia do gênero e as espécies; - Apresentar a adequação taxonômica das espécies; - Elaborar chaves dicotômicas visando a identificação das espécies; - Fornecer a distribuição geográfica das espécies; - Fornecer subsídios à taxonomia do grupo através de estudos sobre a morfologia dos frutos e sementes, morfologia polínica, dados sobre nervação foliar e epiderme; - Apresentar informações sobre o uso das espécies sob ponto de vista medicinal, alimentar, etc; - Observar as espécies in loco a fim de melhor avaliar a variabilidade morfológica de cada uma. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Vera Lúcia Gomes Klein - Coordenador / José Rubens Pirani - Integrante / Tulio Carmo Conceicao - Integrante / Erika Von Sohsten Medeiros - Integrante / Rodolph Sartin - Integrante / Higor Freire Dutra - Integrante / AMANDA ALIXANDRE FLORENTINO - Integrante., Número de produções C, T & A: 5

  • 2004 - Atual

    Estudos e Levantamentos Florísticos nos Estados de Goiás e Tocantins., Descrição: Considerando o interesse demonstrado pela Sociedade Botânica do Brasil sobre a flora dos campos rupestres do Estado de Goiás e Tocantins, a Área de Botânica da UFG formou uma equipe com a intenção de realizar estudos florísticos nessas localidades. Depois de um levantamento preliminar sobre a ocorrência de campos rupestres em Goiás, de uma extensa consulta bibliográfica e contatos com botânicos locais, foi confirmada a inexistência de estudos florísticos sistemáticos, enfocados sobre as Serras dos Estados de Goiás e Tocantins. 2 - Objetivos a. - Elaborar uma listagem preliminar das espécies vegetais, com uma ênfase particular sobre a vegetação das Serra dos Pireneus e das Galés. b. - Treinar estudantes. c. - Estimular a realização de trabalhos nas áreas em estudo. d. - Contribuir com a determinação dos exemplares depositados no acervo dos herbários consultados. e. - Informar a comunidade científica e a sociedade sobre as propriedades ornamentais, medicinais, tintoriais, alimentares e tóxicas das espécies estudadas. h.- Inserir o componente ambiental local como estratégia para o desenvolvimento regional. 3 - Metodologia a. - Levantamento bibliográfico dos trabalhos florísticos e monográficos relacionados com a flora das regiões. b. - Delimitação das áreas de estudo .c. - Levantamento do material dos herbários UFG, IBGE, UB e NY.d. - Eventuais solicitações de empréstimos de amostras coletadas na região de estudo e preservadas em outros herbários. e. - Realização de contatos com especialistas nacionais e internacionais para determinação das coleções. f. - Digitação da informação obtida num banco de dados. g. - Realização de viagens de coleta durante as várias estações, com ênfase em espécies raras, pouco conhecidas ou pouco coletadas. h. - Documentação fotográfica da vegetação das áreas. i. - O número de duplicadas e a distribuição das amostras coletadas seguirá a metodologia explicada no projetos j. - Observações e um estudo especial será realizado na vegetação dos campos rupestres. k. - Estudos comparativos da vegetação dos campos rupestres das serras estudadas com as de outras serras da região. 4 - Resultados esperados a. - Estimular estudos a serem desenvolvidos nas áreas selecionadas. b. - Conhecer e divulgar a importância das espécies nativas das áreas. c. - Publicação de uma listagem com todas espécies encontradas nas áreas .d. - Listagem das espécies encontradas nas formações rupestres. e. - Informação do potencial de uso das espécies na região. f. - Enriquecimento dos acervos dos herbários UFG, UB, IBGE. g. - Contribuição e estímulo no desenvolvimento de outros trabalhos científicos na região Centro-Oeste. h. - Publicação de manuais ilustrados com as principais espécies vegetais encontradas na Serra dos Pireneus e Serra das Galés. i. - Contribuição em projetos de educação ambiental usufruindo da beleza cênica da existentes nas áreas estudas como motivadora de ações ambientais.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Vera Lúcia Gomes Klein - Coordenador / Elsie Franklin Guimarães - Integrante / Ronaldo Marquete - Integrante / Maria Helena Rezende - Integrante / Beryl Eirene Lutz - Integrante / Iona'i ossami de Moura - Integrante / Heleno Dias Ferreira - Integrante / Climbiê Ferreira Hall - Integrante / Augusto Francener - Integrante / Tulio Carmo Conceicao - Integrante / Maria Aparecida da Silva - Integrante / Geralda F. Lemes - Integrante / Sara Marina Nunes Laviola - Integrante / Erika Von Sohsten Medeiros - Integrante / Sandro Souza de Oliveira Junior - Integrante / Rodolph Sartin - Integrante / Piero Delprete - Integrante / Lucas Resende - Integrante / Ilvan Martins Cardosos Junior - Integrante / Carlos Eduardo Pires Ribeiro - Integrante / Higor Freire Dutra - Integrante / Tiago Asafe de Paula Aguiar - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 47

  • 2004 - Atual

    Levantamento Floristico da Serra dos Pireneus, Descrição: Uma extensa análise bibliográfica indicou que são poucos os estudos florísticos dedicados às formações rupestres na Região Centro-Oeste. Assim, foi iniciado um levantamento das formações rupestres de Goiás, com a intenção de escolher uma área representativa onde realizar estudos compreensivos da flora, fitossociologia, ecologia e que sirvam como modelo de fácil comparação com formações similares de outros estados. Depois de uma criteriosa avaliação, a Serra dos Pireneus (SDP) foi escolhida como a área ideal para um projeto sobre o estudo das formações rupestres em Goiás. Assim, no presente programou inicialmente a realização de monografias compreendendo estudos taxonômicos, anatômicos e ecológicos com as espécies de diferentes famílias botânicas ocorrentes na Serra dos Pireneus e áreas limítrofes. A área de estudo é localizada nos Municípios, Cocalzinho e Corumbá de Goiás, com altitude mínima de 700 m e montanhas de até 1385 m nos Montes Pireneus. O Parque Estadual da Serra dos Pireneus é uma localidade de forte atração turística e religiosa pelas suas belezas naturais, com muitas cachoeiras de águas nascentes e famosas formações rupestres. Também dentre os objetivos deste projeto citamos: 1) Elaborar uma listagem preliminar das espécies vegetais da Serra dos Pireneus; 2) Treinar estudantes; 3) Estimular a realização de trabalhos na área em estudo; 4) Contribuir com a determinação dos exemplares depositados no acervo dos herbários consultados; 5) Informar a comunidade científica e a sociedade sobre as propriedades ornamentais, medicinais, tintoriais, alimentares e tóxicas das espécies estudadas. Os resultados das pesquisas desenvolvidas serão apresentados em forma de painéis e apresentações orais em congressos, como também em publicações científicas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Vera Lúcia Gomes Klein - Coordenador / Elsie Franklin Guimarães - Integrante / Ronaldo Marquete - Integrante / Beryl Eirene Lutz - Integrante / Iona'i ossami de Moura - Integrante / Heleno Dias Ferreira - Integrante / Carmen Helena Monteiro - Integrante / Augusto Francener - Integrante / Genise Vieira Freire Somner - Integrante / Walter Santos de Araujo - Integrante / Fernando da Costa Pinheiro - Integrante / Erika Von Sohsten Medeiros - Integrante / Renê Gonçalves Silva - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Goiás - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 41

  • 2002 - Atual

    FLORA DOS ESTADOS DE GOIÁS E TOCANTINS - COLEÇÃO RIZZO - CUCURBITACEAE JUSS, Descrição: A família Cucurbitaceae Juss. é numerosa e heterogênea, abrangendo cerca de 126 gêneros e 1.280 espécies, distribuidas principalmente nas regiões tropicais. No Brasil, está representada por cerca de 31 gêneros, com um total de 200 espécies (BARROSO et al., 1979), compreendendo desde ervas prostradas e delicadas com flores minusculas a ervas escandentes e robustas com flores grandes. MUELLER ET PAX (1894:10) em ENGLER ET PRANTL, Die naturlichen Pflanzenfamilien, com base principalmente no número de estames, lóculos das anteras, presença de disco e disposiç_o das sementes, foram os primeiros a dividir as Cucurbitaceae em 5 Tribos, a saber: Fevilleae Mueller et Pax; Melothrieae Endl.; Cucurbiteae Ser.; Sicyoideae Schrad e Cyclanthereae Schrader. Tais tribos foram subdivididas pelos referidos botânicos, dando origem a um total de 13 Subtribos. Nos Estados de Goiás e Tocantins, a família Cucurbitaceae, está representada pelos gêneros: Anguria L., Cayaponia Manso., Ceratosanthes Burm., Gurania Cogn., Melancium Naud., Melothria L., Siolmatra Baill., Sicyos L. e Wilbrandia Manso.. Em se tratando de plantas monóicas e dióicas, a maioria das espécies encontra-se pouco representada nas coleções dos diversos Herbários, sendo que o material depositado e registrado nem sempre apresenta flores de ambos os sexos e frutos, o que dificulta o estudo do grupo. O presente trabalho tem por fim contribuir para o conhecimento da família Cucurbitaceae Juss., com o estudo taxonômico dos gêneros ocorrentes nos Estados de Goiás e Tocantins, além de apresentar algumas informações, principalmente sobre a morfologia de suas peças florais, fruto e semente. II - OBJETIVOS O objetivo deste trabalho, é a sequência de uma das linhas de pesquisa do Herbário UFG, dando continuidade à publicação da Flora dos Estados de Goiás e Tocantins (Fanerógamos).. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Vera Lúcia Gomes Klein - Coordenador / Beryl Eirene Lutz - Integrante / Tulio Carmo Conceicao - Integrante / Erika Von Sohsten Medeiros - Integrante / Higor Dutra - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal de Goiás - Outra., Número de produções C, T & A: 6

  • 2001 - 2017

    FLORA DO DISTRITO FEDERAL: FAMÍLIA CUCURBITACEAE, Descrição: A família Cucurbitaceae Juss. é representada no Brasil por cerca de 30 gêneros nos quais algumas espécies ainda necessitam um estudo mais detalhado e muitos exemplares são desconhecidos e estão indeterminados. Com vistas a reduzir tais dificuldades, o presente trabalho tem como objetivo a realização de um estudo das espécies da família Cucurbitaceae ocorrentes no Distrito Federal e contribuir com o projeto institucional do Cenargen/EMBRAPA-DF: Flora do Distrito Federal, Brasil. Dentre os objetivos específicos ressaltamos: estudar a circunscrição dos gêneros e espécies, analisando a consistência dos caracteres que os delimitam; descrever e ilustrar as principais características morfológicas do grupo estudado; apresentar a adequação taxonômica das espécies; elaborar chaves para identificação dos táxons; divulgar informações sobre a distribuição e uso das plantas; contribuir, de acordo com os dados taxonômicos levantados, com os projetos sobre floras nacionais e regionais realizadas com a família. Serão realizadas expedições científicas com vistas a localização, coletas e observações dos exemplares em seu habitat natural e conhecimento de sua relação com outras espécies. Dentre os resultados ressaltamos a publicação do estudo taxonômico de Cucurbitaceae localizada para o Distrito Federal, compreendendo descrições morfológicas, ilustrações e informações sobre a fenologia, distribuição geográfica e potencial de usos das espécies do grupo que poderão subsidiar estudos fitoquímicos, farmacológicos e outros. Ainda como consequências desta pesquisa serão identificadas e enriquecidas as coleções dos herbários UFG e CEN e outros, principalmente aqueles localizados na região Centro-Oeste do Brasil. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) Doutorado: (1) . , Integrantes: Vera Lúcia Gomes Klein - Coordenador / Beryl Eirene Lutz - Integrante / Iada Anderson Barbosa Leal - Integrante.

  • 2000 - Atual

    Flora Fanerogâmica do Estado de São Paulo: Família Cucurbitaceae Juss., Descrição: O Estado de São Paulo estende-se entre as latitudes 19o 47? e 25o 06?S e as longitudes 53o 06? e 44o 10?W, e possui uma área total de 240.256km2, sendo cortado pelo Trópico de Capricórnio. A vegetação de São Paulo é muita diversificada, estando presentes no estado praticamente todos os biomas do Brasil. Assim, no início da década de 90, os taxonomistas de São Paulo, propuseram o projeto temático ? Flora Fanerogâmica do Estado de São Paulo?, que foi aprovado em novembro de 1993, pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). Tal projeto tinha como meta final à publicação das monografias das famílias de Gimnospermas e Angiospermas de ocorrência no estado. Com esse propósito, foram convidados diferentes especialistas de diversas instituições visando à realização de monografias com as famílias de suas respectivas especialidades. Desta forma, a Profa. Dra. Vera Lúcia Gomes Klein foi convidada a participar desse projeto interinstitucional, com vistas a contribuir com o estudo da família Cucurbitaceae Juss., tema de sua especialidade. Como primeira etapa do trabalho ?Flora Fanerogâmica do Estado de São Paulo ? Família Cucurbitaceae? que está sendo preparada e coordenada pela professora Gomes-Klein, foram realizados levantamentos das coleções existentes nos acervos de todos herbários localizados nos Estados de São Paulo (herbários SP, SPF, UEC, SPFR, BOTU e outros) e Estado do Rio de Janeiro (herbários R, RB, GUA e outros) Posteriormente, foram solicitados alguns exemplares, por empréstimo para realização de estudos detalhados na Universidade Federal de Goiás (UFG). Assim, no momento, os exemplares que já foram recebidos na UFG, estão sendo analisados, identificados visando à organização e a conclusão da referida monografia da família. Ressaltamos que essa monografia vem sendo desenvolvido em colaboração com estudantes de graduação e pós-graduação da UFG e outras instituições.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Vera Lúcia Gomes Klein - Coordenador / Beryl Eirene Lutz - Integrante / Erika Von Sohsten Medeiros - Integrante / Luis Fernando Paiva Lima - Integrante., Número de produções C, T & A: 2

  • 1997 - Atual

    Estudos Taxonômicos de Cayaponia Silva Manso (Cucurbitaceae), Descrição: A família Cucurbitaceae Juss. é numerosa e heterogênea, abrangendo cerca de 126 gêneros e 1.280 espécies, distribuidas principalmente nas regies tropicais. No Brasil, está representada por cerca de 31 gêneros, com um total de 200 espécies (BARROSO et al., 1979), compreendendo desde ervas prostradas e delicadas com flores minúsculas a ervas escandentes e robustas com flores grandes. MUELLER ET PAX (1894:10) em ENGLER ET PRANTL, Die naturlichen Pflanzenfamilien, com base principalmente no número de estames, lóculos das anteras, presença de disco e disposição das sementes, foram os primeiros a dividir as Cucurbitaceae em 5 Tribos, a saber: Fevilleae Mueller et Pax; Melothrieae Endl.; Cucurbiteae Ser.; Sicyoideae Schrad e Cyclanthereae Schrader. Tais tribos foram subdivididas pelos referidos botânicos, dando origem a um total de 13 Subtribos. II - OBJETIVOS O presente trabalho tem por fim estudar e esclarecer a taxonomia do gênero Cayaponia Silva Manso, dentro dos conceitos da moderna sistemática, visando o conhecimento real do número de táxons existentes no gênero, e a posição deste dentro da família Cucurbitaceae Juss., além de apresentar informações, principalmente sob a morfologia de suas peças florais, frutos e sementes. Objetivos específicos - Definir a circunscrição do gênero e sua posição relativa na Subtribo; - Redescrever e ilustrar a morfologia do gênero e as espécies; - Apresentar a adequação taxonômica das espécies; - Elaborar chaves dicotômicas visando a identificação das espécies; - Fornecer a distribuição geográfica das espécies; - Fornecer subsídios à taxonomia do grupo através de estudos sobre a morfologia dos frutos e sementes, morfologia polínica, dados sobre nervação foliar e epiderme; - Apresentar informações sobre o uso das espécies sob ponto de vista medicinal, alimentar, etc; - Observar as espécies in loco a fim de melhor avaliar a variabilidade morfológica de cada uma; - Localizar e divulgar coleções históricas, visando à atualização e resgate de importantes coletas existentes nos Herbários; - Contribuir com o projeto institucional do New York Botanical Garden, com a publicação da monografia FLORA NEOTROPICA Gênero Cayaponia Silva Manso (Cucurbitaceae). III - RELEVÂNCIA DO TRABALHO A família Cucurbitaceae Juss., apresenta cerca de 30 gêneros com aproximadamente 200 espécies no Brasil (BARROSO, 1978), sendo que para o gênero Cayaponia Silva Manso, foram mencionadas 47 espécies brasileiras (GOMES-KLEIN, 2001). Pela bibliografia consultada verificou-se que é reduzido o número de trabalhos desenvolvidos em nível taxonômico. Algumas espécies do grupo, são muito procuradas por populares, fitoquímicos, etc., através de seus nomes vulgares, devido a propriedades apresentadas, porém são comercializadas e utilizadas com a nomenclatura científica incorreta ou desatualizada. Por se tratarem, as Cucurbitaceae, de plantas monóicas ou dióicas e ainda por ser escasso e incompleto o material herborizado, e não se dispondo de informações específicas precisas são muitas as dificuldades encontradas no estudo desse difícil grupo.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Vera Lúcia Gomes Klein - Coordenador / Beryl Eirene Lutz - Integrante / Geralda F. Lemes - Integrante / Erika Von Sohsten Medeiros - Integrante / Lucas Resende - Integrante.

  • 1995 - Atual

    Flora dos Estados de Goiás e Tocantins - Coleção Rizzo - Cucurbitaceae Juss., Descrição: A família Cucurbitaceae possui 95 gêneros e ca. de 950 espécies ( Scaefer, H. & Renner, S.S. 2011)., de distribuição tropical a subtropical (Nee, M. 2004), sendo uma das famílias mais diversas de trepadeiras no Novo Mundo (Gentry, A.H. 1991). No Brasil ocorrem 30 gêneros e 147 espécies distribuídas em todas as regiões e em todos os biomas (] Gomes-klein, V.L. & Lima, L.F.P. 2012). Nos Estados de Goiás e Tocantins, a família Cucurbitaceae, está representada pelos gêneros: Cayaponia Manso., Ceratosanthes Burm., Gurania Cogn., Psiguria Neck.ex Arn ., Melothria L., Siolmatra Baill., Sicyos L. e Wilbrandia Silva Manso..Em se tratando de plantas monóicas e dióicas, a maioria das espécies encontra-se pouco representada nas coleções dos diversos Herbários, sendo que o material depositado e registrado nem sempre apresenta flores de ambos os sexos e frutos, o que dificulta o estudo do grupo. O presente trabalho tem por fim contribuir para o conhecimento da família Cucurbitaceae Juss., com o estudo taxonômico dos gêneros ocorrentes nos Estados de Goiás e Tocantins, além de apresentar algumas informações, principalmente sobre a morfologia de suas peças florais, fruto e semente. II - OBJETIVOS O objetivo deste trabalho, é a sequência de uma das linhas de pesquisa do Departamento de Botânica, dando continuidade à publicação da Flora dos Estados de Goiás e Tocantins (Fanerógamos), que atualmente consta de diverso volumes publicados, compreendendo trabalhos com diferentes famílias botânicas, elaborados por pesquisadores nacionais e estrangeiros, sob a coordenação do Prof. J.A. RIZZO. III - JUSTIFICATIVA A família Cucurbitaceae Juss., apresenta cerca de 31 gêneros com aproximadamente 200 espécies no Brasil, sendo que nos Estados de Goiás e Tocantins foram detectados 10 gêneros e cerca de 19 (dezenove) espécies. Pela bibliografia consultada verificou-se que é reduzido o número de trabalhos desenvolvidos em nível taxonômico. Algumas espécies do grupo são muito procuradas por populares, fitoquímicos, etc..., através de seus nomes vulgares, devido a propriedades apresentadas, porém são comercializadas e utilizadas com a nomenclatura científica incorreta ou desatualizada. Por se tratarem, as Cucurbitaceae, de plantas monóicas ou dióicas e ainda por ser excasso e incompleto o material herborizado, e não se dispondo de informações específicas precisas são muitas as dificuldades encontradas no estudo desse difícil grupo, o que torna-se demorado e bastante dispendioso.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Vera Lúcia Gomes Klein - Coordenador / Beryl Eirene Lutz - Integrante / Tulio Carmo Conceicao - Integrante / Rodolph Delfino Sartin - Integrante / Sara Marina Nunes Laviola - Integrante / Erika Von Sohsten Medeiros - Integrante / Ilvan Martins Cardosos Junior - Integrante., Número de produções C, T & A: 1

Prêmios

2021

Moção de Louvor - Comissão Organizadora do 71 CNBot - Presidente do evento, Sociedade Botânica do Brasil.

2019

Reconhecimento pelos relevantes serviços prestados ao Estado de Goiás, Assembleia Legislativa do Estado de Goiás.

2018

Menção Honrosa, Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Goiás.

2018

Professora titular, Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Goiás.

2016

Botânica destaque do Estado de Goiás, XI Encontro de Botânicos do Centro-Oeste, promovido pela Sociedade Botânica do Brasil.

Histórico profissional

Endereço profissional

  • Universidade Federal de Goiás, Instituto de Ciências Biológicas. , UNIV.FEDERAL DE GOIÁS/DEPTO.BIOLOGIA GERAL, Samambaia, 74001-970 - Goiania, GO - Brasil - Caixa-postal: 131, Telefone: (62) 35211219, Fax: (62) 35211190, URL da Homepage:

Experiência profissional

2016 - 2016

Instituto de Botánica Del Nordeste

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Mobilidade Docente, Carga horária: 40

2012 - Atual

Jardim Botânico de Goiânia, Goiás

Vínculo: , Enquadramento Funcional:

2006 - 2010

Fundação Biodiversitas

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisadora

Outras informações:
Participo como colaboradora para determinacao das especies da familia Cucurbitaceae da flora brasileira ameacadas de extincao.

Atividades

  • 07/2006 - 07/2007

    Extensão universitária , Fundacao Biodiversitas.,Atividade de extensão realizada, Pesquisadora colaboradora para as informacoes referentes as especies da familia Cucurbitaceae, da Flora Brasileira, ameacada de extincao.

1999 - 1999

Herbarium Consrvatoire Et Jardin Botaniques de La Ville de Genéve

Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Pesquisador Visitante/Bolsista, Carga horária: 50

Outras informações:
Consulta ao acervo do Herbário e pesquisa bibilográfica. Visita Técnica realizada devido ao apoio (bolsa) recebido da Fundação Botânica Margaret Mee.

Atividades

  • 10/1999 - 10/1999

    Outras atividades técnico-científicas , Herbarium Conservatoire Et Jardin Botaniques de La Ville Genève, Herbarium Conservatoire Et Jardin Botaniques de La Ville Genève.,Atividade realizada, Determinação de Material botânico.

1999 - 1999

Royal Botanic Gardens, Kew

Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Pesquisador Visitante/Bolsista, Carga horária: 50

Outras informações:
Nesta instituição realizou-se consulta ao acervo da biblioteca e do herbário Royal Botanic Gardens (K) totalizando um período de 15 dias. Visita técnica realizada devido ao apoio (Bolsa) recebido da Fundação Botânica Margaret Mee.

Atividades

  • 09/1999 - 09/1999

    Outras atividades técnico-científicas , Royal Botanic Gardens, Royal Botanic Gardens.,Atividade realizada, Consulta ao Herbário e Biblioteca.

1999 - 1999

Jardin Botanique National de Belgique

Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Pesquisador Visitante/Bolsista, Carga horária: 10

Outras informações:
Nesta instituição foram realizadas consultas ao material botânico e tipos do Herbário BR e ao acervo da biblioteca. Visita técnica realizada devido ao apoio (bolsa), recebido da Fundação Botânica Margaret Mee.

Atividades

  • 09/1999 - 09/1999

    Outras atividades técnico-científicas , Jardin Botanique National de Belgique, Jardin Botanique National de Belgique.,Atividade realizada, Consulta ao acervo do Herbário e Biblioteca.

1999 - 1999

Muséum National d'Histoire Naturelle

Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Pesquisador Visitante/Bolsista, Carga horária: 60

Outras informações:
Ressalta-se que a consulta, nesta instituição compreendeu cerca de 3 semanas de trabalho. Visita técnica realizada graças ao apoio (bolsa) recebido da Fundação Botânica Margaret Mee.

Atividades

  • 09/1999 - 10/1999

    Outras atividades técnico-científicas , Laboratoire de Phanerogamie, Laboratoire de Phanerogamie.,Atividade realizada, Consulta e Determinação de material botânico.

1999 - 1999

THE NATURAL HISTORY MUSEUM

Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Pesquisador Visitante/Bolsista, Carga horária: 40

Outras informações:
Nesta instituição além da consulta aos acervos do herbário e da biblioteca, foram mantidos contatos com pesquisador e especialista da família Cucurbitaceae. Visita técnica realizada graças ao apoio (bolsa) da Fundação Botânica Margaret Mee.

Atividades

  • 10/1999 - 10/1999

    Outras atividades técnico-científicas , Botany Department, Botany Department.,Atividade realizada, Determinação de material botânica.

1999 - 1999

Rijksherbarium

Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Pesquisador Visitante/Bolsista, Carga horária: 20

Outras informações:
Nesta instituição foram realizadas consultas ao acervo do herbário L e da biblioteca. Visita técnica realizada com o apoio (bolsa), da Fundação Botânica Margaret Mee.

Atividades

  • 10/1999 - 10/1999

    Outras atividades técnico-científicas , Rijksherbarium, Rijksherbarium.,Atividade realizada, Consulta e determinação de Material Botânico da família Cucurbitaceae.

1998 - 1998

New York Botanical Garden

Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Outro, Carga horária: 60, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Estágio compreendendo processo de tipificação, sinonimização e pesquisa bibliográfica, visando o aprimoramento científico e conclusão das pesquisas desenvolvidas com a família Cucurbitaceae.

Atividades

  • 04/1998 - 05/1998

    Pesquisa e desenvolvimento, New York Botanical Garden, The Institute Of Systematic Botany.,Linhas de pesquisa

  • 04/1998 - 05/1998

    Estágios , New York Botanical Garden, The Institute Of Systematic Botany.,Estágio realizado, Tipificação, Sinonimização e Pesquisa Bibliográfica.

1998 - 1998

United States National Herbarium

Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Pesquisadora visitante, Carga horária: 30

Outras informações:
Visita técnica com vista a consulta ao acervo do herbário US.

Atividades

  • 05/1998 - 05/1998

    Outras atividades técnico-científicas , Smithsonian Institution, Smithsonian Institution.,Atividade realizada, Pesquisa Bibliográfica.

2022 - Atual

Universidade Federal de Goiás

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Editora da Revista de Biologia Neotropical, Carga horária: 2

Outras informações:
A Revista de Biologia Neotropical / Journal of Neotropical Biology (RBN) tem como missão publicar trabalhos científicos inéditos e/ou originais que tenham sido publicados em Preprints produzidos nas áreas de Botânica, Ecologia, Genética, Zoologia ou outras áreas relacionadas. Artigos originais em inglês, espanhol ou português que representem contribuições significativas para o conhecimento das Ciências Biológicas serão aceitos, desde que não estejam publicados ou submetidos a outra revista.Os artigos submetidos à publicação na revista deverão ser preparados segundo as Diretrizes para Autores, disponíveis no website, da Revista.

2017 - Atual

Universidade Federal de Goiás

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Participação como gestora da Unidade de Conservação da Universidade Federal de Goiás, que compreende a coordenação dos setores: Herbário UFG, Reserva Biológica da Serra Dourada e Bosque Auguste de Saint Hilaire

2017 - Atual

Universidade Federal de Goiás

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 5

Outras informações:
Participação como Editora Associada da Revista Científica do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Goiás, denominada Revista de Biologia Neotropical.

1992 - Atual

Universidade Federal de Goiás

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Professora titular Participação como professora titular da Universidade Federal de Goiás, atuando nas disciplinas de Morfologia e Taxonomia Vegetal, desenvolvendo diferentes projetos de ensino, pesquisa e extensão. Vínculo mantido até o presente momento.

Atividades

  • 03/2004

    Direção e administração, Instituto de Ciências Biológicas.,Cargo ou função, Editora chefe da Revista de Biologia Neotropical (RBN) do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Goiás.

  • 05/2001

    Treinamentos ministrados , Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Geral.,Treinamentos ministrados, Orientação no estágio sobre Morfologia e Taxonomia Vegetal, ao estudante Bruno Carrato Weneck Evangelista, do curso de Ciências Biológicas da Universidade Católica de Goiás., Orientação no estágio sobre Morfologia e Taxonomia Vegetal, ao estudante Enéias Leonardo C. Borges, do curso de Farmácia da Universidade Federal de Goiás, Orientação no estágio sobre Morfologia e Taxonomia Vegetal ao estudante Gustavo Veiga Botta, do curso de Agronomia da Universidade Federal de Goiás., Orientação no estágio sobre Morfologia e Taxonomia Vegetal, ao estudante Jarênio Rafael Santana do curso de Agronomia, da Universidade Federal de Goiás.

  • 01/2001

    Direção e administração, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Geral.,Cargo ou função, Participação nas bancas examinadoras de concuro para monitoria (Taxonomia e Morfologia), do Departamento de Biologia Geral.

  • 01/2001

    Direção e administração, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Geral.,Cargo ou função, Participação nas reuniões do Departamento de Biologia Geral..

  • 01/2001

    Pesquisa e desenvolvimento, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Geral.,Linhas de pesquisa

  • 03/1992

    Ensino, Agronomia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Morfologia Vegetal, Taxonomia Vegetal

  • 03/1992

    Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Morfologia Vegetal, Taxonomia Vegetal

  • 03/1992

    Extensão universitária , Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Geral.,Atividade de extensão realizada, Apresentação de palestras e minicursos em diversas Instituições Científicas.

  • 03/1992

    Extensão universitária , Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Geral.,Atividade de extensão realizada, Determinação de material botânico de diversas Instituições..

  • 03/1992

    Extensão universitária , Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Geral.,Atividade de extensão realizada, Atendimento a estudantes e professores de diversas Instituições..

  • 09/2005 - 11/2007

    Ensino, Ecologia e Evolução, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Identificação, amostragem e aspectos ecológicos da vegetação do cerrado., Técnicas de Coletas de Material Botânico Fanerogâmico e Importância de Herbários

  • 08/2005 - 12/2005

    Treinamentos ministrados , Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Geral.,Treinamentos ministrados, Orientação ao estudante Rangel Luiz, do curso de Agronomia da Universidade Federal de Goiás, na monitoria de Taxonomia Vegetal

  • 03/2005 - 08/2005

    Treinamentos ministrados , Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Geral.,Treinamentos ministrados, Orientação ao estudante Jarenio Rafael Ozeas de Santana, do curso de Agronomia, da Universidade Federal de Goiás, na monitoria de Taxonomia Vegetal

  • 05/2003 - 03/2004

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Ciências Biológicas.,Cargo ou função, Presidente da comissao para formacao da Revista de Biologia Neotropical, do Instituto de Ciencias Biologicas - UFG.

  • 04/1992 - 12/1995

    Direção e administração, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Geral.,Cargo ou função, Curadora do Herbário UFG.

  • 07/1994 - 12/1994

    Treinamentos ministrados , Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Geral.,Treinamentos ministrados, Orientação a Bióloga Denise Gonçalves Pereira, com relação ao desenvolvimento da monografia de curso de Baicherolado.

  • 09/1994 - 09/1994

    Outras atividades técnico-científicas , Instituto de Ciências Biológicas, Instituto de Ciências Biológicas.,Atividade realizada, Participação na comissão organizadora dos trabalhos apresentados no III Encontro Regional de Iniciação Científica UFG/UCG/UFU/UFMS, realizado na Universidade Federal de Uberlândia..

  • 01/1993 - 12/1993

    Treinamentos ministrados , Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Geral.,Treinamentos ministrados, Orientação a monitora de Morfologia e Taxonomia Vegetal, Carla Atavile dos Santos, aluna do curso de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Goiás.

  • 11/1993 - 11/1993

    Outras atividades técnico-científicas , Instituto de Ciências Biológicas, Instituto de Ciências Biológicas.,Atividade realizada, Participação na comissão examinadora dos trabalhos apresentados no II Encontro de Iniciação Científica / CNPq, realizado na Universidade Federal de Goiás..

  • 09/1993 - 11/1993

    Treinamentos ministrados , Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Geral.,Treinamentos ministrados, Orientação a estudante Célia Regina Pires Moraes, do curso de Ciências Biológicas da Universidade Católica de Goiás, durante o estágio desenvolvido no Herbário UFG., Orientação a estudante Nalva Domingues de Souza Numes, do curso de Ciências Biológicas da Universidade Católica de Goiás, durante o estágio desenvolvido no Herbário UFG.

  • 07/1992 - 05/1993

    Treinamentos ministrados , Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Geral.,Treinamentos ministrados, Orientação a estudante Leni Tomásia de Souza, do curso de Agronomia durante o estágio realizado no Herbário UFG.

  • 04/1992 - 07/1992

    Treinamentos ministrados , Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Geral.,Treinamentos ministrados, Orientação a estudante Luciana Almeida Gomes, do curso de Agronomia, da Universidade Federal de Goiás, na monitoria de Taxonomia Vegetal.

1984 - 1992

Instituto de Pesquisa Jardim Botânico do Rio de Janeiro

Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Bióloga, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Durante este período de trabalho foram desenvolvido convênios com as seguintes Instituições: Fundação Nacional Pró-Memória, Fundação José Bonifácio e Fundação Brasileira para a Conservação da Natureza.

Atividades

  • 07/1990 - 02/1992

    Direção e administração, Coordenação de Pesquisas, Botânica Sistemática.,Cargo ou função, Coordenação de Florística do Projeto Flora do Estado do Rio de Janeiro..

  • 07/1990 - 02/1992

    Treinamentos ministrados , Coordenação de Pesquisas, Botânica Sistemática.,Treinamentos ministrados, Orientação aos estagiários e bolsistas(CNPq), do projeto Institucional, Flora do Estado do Rio de Janeiro., Atendimento a estudantes, professores e outros quanto a identificação de material botânico (Angiospermas)., Orientação aos técnicos do parque florísticos, Geraldo Esteves Mileno e Márcia Iara G. dos Santos, quanto aos trabalhos realizados na estufa de Plantas Insetívoras.

  • 12/1988 - 02/1992

    Pesquisa e desenvolvimento, Coordenação de Pesquisas, Botânica Sistemática.,Linhas de pesquisa

  • 12/1984 - 02/1992

    Outras atividades técnico-científicas , Coordenação de Pesquisas, Coordenação de Pesquisas.,Atividade realizada, Participação nas reuniões técnicas do Grupo Geral de Pesquisa e da Botânica Sistemática..

  • 08/1978 - 02/1985

    Estágios , Coordenação de Pesquisas, Botânica Sistemática.,Estágio realizado, Bolsista de Aperfeiçoamento Científico - CNPq.

  • 03/1976 - 01/1985

    Estágios , Coordenação de Pesquisas, Botânica Sistemática.,Estágio realizado, Estágio em Taxonomia Vegetal, sob a orientação da pesquisadora Elsie Franklin Guimarães.

1980 - 1980

Universidade Santa Úrsula

Vínculo: Professora do curso de Graduaç, Enquadramento Funcional: Professora da disciplina Botânica II (Taxonom, Carga horária: 10

Outras informações:
Professora da disciplina Botânica II (Taxonomia Angiospermas), ministrado para o curso de Ciências Biológicas, da Universidade Santa Úrsula.

1979 - 1979

Universidade Santa Úrsula

Vínculo: Professora do curso de graduaç, Enquadramento Funcional: Professora de Botânica Edule para o curso de, Carga horária: 4

Outras informações:
Professora da disciplina Botânica Edule, ministrado para o curso de Nutrição da Universidade Santa Úrsula.

Atividades

  • 01/1980

    Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Botânica II - Taxonomia de Angiospermas para curso de Ciências Biológicas

  • 01/1979

    Ensino, Nutrição, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Botânica Edule para curso de Nutrição

1979 - 1979

Faculdade de Filosofia Ciências e Letras da Fundação Técnica Educacional So

Vínculo: Professora de Graduação, Enquadramento Funcional: Professora de Botânica (Organografia)., Carga horária: 4

Outras informações:
Professora de Botânica (Organografia) para o curso de Ciências Biológicas.

Atividades

  • 03/1979 - 05/1979

    Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Botânica (Organografia).

2023 - Atual

Sociedade Botânica do Brasil - DF

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Sócia da Sociedade Botânica do Brasil

2019 - 2021

Sociedade Botânica do Brasil - DF

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Presidente do 71o CNBot e XIII ENBOC, Carga horária: 20

Outras informações:
Presidência do 71o Congresso Nacional de Botânica(71 CNBot) e XIII Encontros de Botânicos do Centro Oeste (XIII ENBOC). Participação como Presidente do 71o Congresso Nacional de Botânica e XIII Encontros de Botânicos do Centro Oeste. Dessa forma, participo na coordenação de diferentes ações como organização do ESQUENTA, evento realizado em 2020, com o objetivo de divulgar as ações do 71 CNBot e XIII ENBOC e agregar os Botânicos e pesquisadores de áreas afins, e convidar a todos para a participação do evento.

2015 - 2020

Sociedade Botânica do Brasil - DF

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Vice-Presidente do Conselho Superior da SBB, Carga horária: 10

Outras informações:
Participação como Membro titular do Conselho Superior da Sociedade Botânica do Brasil (SBB).

2015 - 2017

Associação Brasileira de Editores Científicos

Vínculo: Membro - Conselho Deliberativo, Enquadramento Funcional: Colaboradora

Outras informações:
Participação na diretoria da Associação Brasileira de Editores Científicos - ABEC, como membro titular do Conselho Deliberativo com mandato para o período de março/2014 a março/2020.