Amanda Emilie Olivi

Graduanda em Farmácia-Bioquímica pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto - USP. Atualmente é bolsista de iniciação científica pelo CNPq no Laboratório de Inflamação e Imunologia de Parasitoses da FCFRP - USP, atuando na área de imunoquímica e bioinformática.

Informações coletadas do Lattes em 22/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em andamento em Farmácia e Bioquímica

2018 - Atual

Universidade de São Paulo

Curso técnico/profissionalizante em Curso técnico em Agropecuária

2014 - 2016

Instituto Federal de Mato Grosso - Campus Cáceres

Ensino Médio (2º grau)

2014 - 2016

Instituto Federal de Mato Grosso - Campus Cáceres

Ensino Fundamental (1º grau)

2006 - 2013

Escola Municipal "Dom Máximo Biennés"

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2018 - 2018

Capacitação no uso e manejo de animais de laboratório. (Carga horária: 60h). , INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO, ICB - USP, Brasil.

2018 - 2018

Boas Práticas e Tecnologia de Cultivo de Células. (Carga horária: 8h). , Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto - USP, FCFRP-USP, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

27 Simpósio Internacional de Iniciação Científica e Tecnológica da USP - SIICUSP.Desvendando o espectro metabólico de macrófagos alveolares ativados por citocinas e eicosanoides. 2019. (Simpósio).

3° Simpósio de Biotecnologia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto,. 2018. (Simpósio).

IV WORKIF - Workshop de Ensino, Pesquisa, Extensão e Inovação do IFMT.CLASSIFICAÇÃO DE ROCHAS E MINERAIS COM A FINALIDADE DE PRODUÇÃO DE MATERIAL DE USO DIDÁTICO. 2016. (Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Demétrio de Abreu Sousa

Adsorção de azul de metileno em endocarpo da Bocaiuva (Acrocomia Aculeata); 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Agropecuária integrado ao Ensino Médio) - Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Mato Grosso; Orientador: Demétrio de Abreu Sousa;

Luiz Gustavo Araújo Gardinassi

Desvendando o espectro metabólico de macrófagos alveolares ativados por citocinas e eicosanoides; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Farmacêuticas) - Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto - USP, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Luiz Gustavo Araujo Gardinassi;

LUCIA HELENA FACCIOLI

Desvendando o espectro metabólico de macrófagos alveolares ativados por citocinas e eicosanoides; Início: 2018 - Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto - USP; (Orientador);

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2019 - Atual

    Investigação da via de metabolismo de CYP450 na função de macrófagos alveolares, Descrição: A imunologia de sistemas consiste no estudo de diferentes camadas do sistema imunológico com objetivo de compreender sua estrutura e função. Estas camadas incluem o genoma, transcriptoma, proteoma, metaboloma e microbioma, cujos componentes respondem coordenadamente durante perturbações da homeostase. Nas infecções pulmonares agudas, células do sistema imune, como macrófagos alveolares, iniciam uma resposta para controlar a proliferação do patógeno e preservar o ambiente pulmonar. A resposta imunológica está intimamente conectada a atividade metabólica no local da perturbação, assim como se comunica com a resposta metabólica sistêmica e órgãos remotos. Entretanto, as vias enzimáticas e metabólitos implicados na resistência à infecção pulmonar aguda ainda são pouco conhecidos. Neste projeto, propomos a utilização da imunologia de sistemas combinada a um modelo experimental de infecção pulmonar pela bactéria Achromobacter xylosoxidans. Este modelo simula a dinâmica de resposta efetiva por indivíduos imunocompetentes capazes de controlar uma infecção por um patógeno oportunista, como A. xylosoxidans, o qual é frequentemente isolado do trato respiratório de pacientes com fibrose cística. Pretendemos desvendar correlatos metabólicos locais e sistêmicos da resposta de células imunes inatas durante a resposta inflamatória pulmonar aguda. Dados preliminares da infecção intra-traqueal de camundongos indica resposta robusta de neutrófilos, assim como monócitos inflamatórios e macrófagos. Ainda, análises de metabolômica feitas por cromatografia líquida acoplada a espectrometria de massas de alta resolução (LC-HRMS) revelou alterações em diversas vias metabólicas no pulmão e outros compartimentos. A integração preliminar da resposta metabólica no pulmão e resposta de macrófagos alveolares indica papel significativo da via metabólica coordenada pelo citocromo P450 para função destas células. Portanto, neste projeto, propomos expandir a integração de dados de metabolômica e a resposta e função de células do sistema imune inato, assim como produção de citocinas. Ainda, iremos validar a importância de enzimas da família da CYP450 para a resposta de macrófagos alveolares na infecção experimental por Achromobacter xylosoxidans.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Amanda Emilie Olivi - Integrante / Lúcia Helena Faccioli - Coordenador / Luiz Gustavo Araujo Gardinassi - Integrante.

  • 2018 - 2019

    Desvendando o espectro metabólico de macrófagos alveolares ativados por citocinas e eicosanoides, Descrição: Macrófagos alveolares existem em um microambiente único e desempenham funções cruciais no pulmão. Estas células são tecido-residentes com ampla capacidade de auto renovação e dependem de metabolismo celular complexo para manutenção em condições homeostáticas. A ativação de macrófagos é associada com uma reprogramação transcricional significativa. Estudos recentes demonstram que macrófagos podem assumir ao menos 9 diferentes programas moleculares de acordo com o estímulo ao qual são submetidos, estendendo o modelo conceitual de polarização em macrófagos ativados classicamente (M1) ou alternativamente (M2). Embora progresso tenha sido feito no entendimento desses perfis de ativação, os programas metabólicos regulando estes processos permanecem pouco caracterizados. Por exemplo, sabe-se que macrófagos M1 possuem funções pró-inflamatórias e microbicidas, elevando sua taxa de glicólise para suprir suas demandas energéticas. Porém, além de precursores de processos anabólicos e catabólicos, metabolitos também engajam em vias de sinalização molecular, alterando fenótipos celulares drasticamente. De fato, para assumir fenótipos e funções específicas, macrófagos respondem a estímulos de diversas naturezas, como citocinas e lipídios bioativos, por meio da comunicação com receptores expressos na membrana celular. Portanto, neste projeto propomos entender o espectro metabólico da ativação de macrófagos alveolares. Para tal, utilizaremos uma linhagem de macrófagos alveolares de camundongo (AMJ2-C11), a qual será estimulada com as citocinas IFN- ou IL-4; ou os lipídios bioativos como AA, PGE2 ou LTB4. Estas células serão então submetidas a análises de metabolômica por espectrometria de massas de alta resolução. Os perfis metabolômicos dos diferentes espectros de ativação dos macrófagos alveolares serão então submetidos a análises estatísticas e funcionais por meio de ferramentas computacionais de estado-da-arte na área de biologia de sistemas, como apLCMS, limma, XMSannalyzer e mummichog. Ainda, validaremos os dados obtidos por meio da meta-análise de dados de transcriptoma provenientes de repositórios de dados públicos, como GEO e ArrayExpress.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Amanda Emilie Olivi - Coordenador / Lúcia Helena Faccioli - Integrante / Luiz Gustavo Araujo Gardinassi - Integrante.

  • 2016 - 2016

    Adsorção de azul de metileno em material obtido a partir do endocarpo do fruto da Bocaiúva (Acrocomia aculeata), Descrição: Atualmente, cresce a procura por materiais eficientes e de baixo custo para serem utilizados como adsorventes de corantes em meio aquoso. A bocaiuva pode ser um desses adsorventes, por possuir alto teor de carbono. Dessa maneira, foi testada a capacidade do endocarpo moído da bocaiuva (Acrocomia aculeata), provinda da região de Cáceres-MT, como material adsorvente, em contato com o corante catiônico de azul de metileno.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Amanda Emilie Olivi - Integrante / Demétrio de Abreu Sousa - Coordenador / Jeane Gabriele Miranda Souza - Integrante / Jefferson Leite Fernandes - Integrante / Leandro Pereira de Souza - Integrante.

  • 2015 - 2016

    COLETA, IDENTIFICAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DE ACERVO DE AMOSTRAS DE ROCHAS E MINERAIS PARA USO DIDÁTICO, Descrição: Este projeto tem como finalidade a identificação de amostras de rochas e minerais para elaboração de um acervo, sendo posteriormente disponibilizado para uso didático no Laboratório de Geografia do Instituto Federal de Mato Grosso - Campus Cáceres Prof Olegário Baldo. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Amanda Emilie Olivi - Integrante / Mariana Santiago da Silva - Integrante / Anderson Ritela - Coordenador.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2018 - Atual

Universidade de São Paulo

Vínculo: , Enquadramento Funcional:

2015 - 2016

Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia de Mato Grosso

Vínculo: , Enquadramento Funcional: