Lais Mena Rodrigues do Nascimento

Graduanda em Engenharia Ambiental e Sanitária. Estagiária na área de resíduos industriais, poluição atmosférica e tratamento de efluentes. Ao longo do curso e vivências obteve conhecimentos na área de Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos, Projeto de Recuperação de Áreas Degradadas, Licenciamento Ambiental, Tratamento de Água e Efluentes, Projetos de Aterro Sanitário e Parque de Compostagem.

Informações coletadas do Lattes em 31/01/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em andamento em Engenharia Ambiental e Sanitária

2014 - Atual

Universidade Federal de Pelotas

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2018 - 2018

Educação Ambiental. (Carga horária: 14h). , Universidade Aberta Integrada de Minas Gerais, UAITEC, Brasil.

2018 - 2018

Qualidade da Água em Reservatórios. (Carga horária: 60h). , Agência Nacional de Águas, ANA, Brasil.

2018 - 2018

Água e Floresta: uso sustentável da Caatinga. (Carga horária: 20h). , Agência Nacional de Águas, ANA, Brasil.

2018 - 2018

Monitoramento da Qualidade da Água de Rios e Reservatórios. (Carga horária: 40h). , Agência Nacional de Águas, ANA, Brasil.

2018 - 2018

Gestão Ambiental e Recursos Hídricos. (Carga horária: 20h). , Universidade Aberta Integrada de Minas Gerais, UAITEC, Brasil.

2018 - 2018

Codificação de Bacias Hidrográficas pelo método de Otto Pfafstetter,. (Carga horária: 20h). , Agência Nacional de Águas, ANA, Brasil.

2018 - 2018

Reúso de Água Agrícola e Florestal. (Carga horária: 40h). , Agência Nacional de Águas, ANA, Brasil.

2018 - 2018

Introdução ao Manejo da Irrigação: como, quando e quanto irrigar. (Carga horária: 4h). , Agência Nacional de Águas, ANA, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.

Espanhol

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Sanitária.

    Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Sanitária / Subárea: Engenharia Ambiental e Sanitária.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

2° Congresso Sul-Americano de Resíduos Sólidos e Sustentabilidade. 2º. Congresso Sul-Americano de Resíduos Sólidos e Sustentabilidade. 2019. (Congresso).

2º Congresso Sul-Americano de Resíduos Sólidos e Sustentabilidade. Diagnóstico qualitativo do manejo dos resíduos sólidos de serviço de saúde de um Hospital Veterinário. 2019. (Congresso).

4ª Semana Integrada de Inovação, Ensino, Pesquisa e Extensão. 2018. (Outra).

IV Congresso de Ensino de Graduação. Dimensionamento das etapas de mistura rápida e floculação de uma Estação de Tratamento de Água. 2018. (Congresso).

VII Semana Acadêmica da Engenharia Ambiental e Sanitária.VII Semana Acadêmica da Engenharia Ambiental e Sanitária. 2018. (Outra).

XXVII Congresso de Iniciação Científica. Estudo Preliminar do Manejo dos Resíduos Perfurocortantes de um Hospital Veterinário. 2018. (Congresso).

VI Reunião Técnica de Agroenergia - Especial Cana-de-Açúcar e o IX Simpósio de Energia e Meio Ambiente - Valorização Energética de Resíduos. 2016. (Simpósio).

VI Semana Acadêmica da Engenharia Ambiental e Sanitária.VI Semana Acadêmica da Engenharia Ambiental e Sanitária. 2015. (Outra).

Feira de Ciências Municipal. Arroz Parbolizado. 2012. (Feira).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Vanessa Sacramento Cerqueira

CERQUEIRA, V. S.; CORREA, L. B.; ROMANI, R. F.. Manejo dos resíduos sólidos de serviços de saúde do hospital de clínicas veterinária da UFPel. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental e Sanitária) - Universidade Federal de Pelotas.

Luciara Bilhalva Corrêa

ROMANI, R. F.; CERQUEIRA, V. S.;CORRÊA, LUCIARA BILHALVA. Manejo dos resíduos sólidos de serviços de saúde do hospital de clínicas veterinária da UFPel. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Sanitária e Ambiental) - Universidade Federal de Pelotas.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Rubia Flores Romani

Gerenciamento dos Resíduos de Serviço de Saúde de atendimento a animais: estudo de caso HCV da UFPel; Início: 2019; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental e Sanitária) - Universidade Federal de Pelotas; (Orientador);

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • LAIS MENA RODRIGUES DO NASCIMENTO ; CAMILA DE SOUZA COELHO ; CARLOS EDUARDO WAYNE NOGUEIRA ; RUBIA FLORES ROMANI ; LAIS MENA RODRIGUES DO NASCIMENTO . ESTUDO PRELIMINAR DO MANEJO DOS RESÍDUOS PERFUROCORTANTES DE UM HOSPITAL VETERINÁRIO. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • LAIS MENA RODRIGUES DO NASCIMENTO ; RUBIA FLORES ROMANI ; LAIS MENA RODRIGUES DO NASCIMENTO . DIMENSIONAMENTO DAS ETAPAS DE MISTURA RÁPIDA E FLOCULAÇÃO DE UMA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ÁGUA. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

LAIS MENA RODRIGUES DO NASCIMENTO ; COELHO, C. S. ; JUNIOR SILVA MOSCHEN . Parque de Compostagem para o município de Santa Maria - RS. 2019. (Maquete).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2019 - Atual

    Valoração do rejeito do processamento de carvão aplicado ao tratamento de efluentes, Descrição: Diante do desafio da aplicação de práticas sustentáveis por meio da inovação de produtos e sistemas permitindo a redução de recursos, energia e água, os processos de tratamento de efluentes são um campo propenso a incorporação de tecnologias sustentáveis que aderem ao uso de resíduos como forma de valoração. Assim, a utilização de matéria-prima alternativa promoveria a redução de prejuízos econômicos, ambientais e sociais promovendo pesquisa e inovação corroborando com práticas que fomentem o desenvolvimento sustentável. Diante do exposto, os rejeitos oriundos da atividade de processamento do carvão, ricos em compostos dissolvidos, poderiam ser recuperados e aplicados em operações de saneamento, como no tratamento de lixiviado de aterro sanitário devido as dificuldades de enquadramento legal deste efluente no pós-tratamento e a adesão de práticas sustentáveis. Este projeto visa à síntese, caracterização e a aplicação de rejeitos do processamento do carvão como adsorventes e/ou catalisadores com capacidade adsortiva ou atividade catalítica (peroxidação) para serem aplicados na remoção de contaminantes em efluentes aquosos. Para tanto, os sólidos sintetizados a partir dos rejeitos do processamento de carvão serão preparados por diferentes rotas de sintetizes em etapas consecutivas de tratamento químico para a remoção, em cada etapa do processo, de contaminantes específicos. Os estudos serão realizados através de experimentos em laboratório empregando o processo de adsorção em batelada e a catálise (peroxidação), utilizando como compostos modelos efluente sintético (solução com ácido húmico) e lixiviado de aterro sanitário. Devido as propriedades dos rejeitos do processamento do carvão estes podem ser utilizados como material prima de baixo custo para serem empregados no tratamento de efluentes aquosos. Sendo assim, para que esses possam vir a ser utilizados para tal aplicação, a caracterização, o estudo da capacidade de adsorção e/ou da atividade catalítica, assim como a otimização do processo de interação entre as espécies químicas envolvidas são imprescindíveis, o que justifica o presente projeto.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Lais Mena Rodrigues do Nascimento - Coordenador / VANESSA SACRAMENTO CERQUEIRA - Integrante / RUBIA FLORES ROMANI - Integrante / ALESSANDRA MAGNUS LAZUTA - Integrante / PIERRE LUZ DE SOUZA - Integrante / CLAUDIA LEMONS E SILVA - Integrante / ADRIANA GONCALVES DA SILVA MANETTI - Integrante.

  • 2019 - Atual

    Produção de soja em função de atributos químicos e físicos do solo em uma área sistematizada, Descrição: A região sul do Rio Grande do Sul é reconhecida por suas terras baixas, possuindo áreas planas e propícias a produção de arroz irrigado. Porém com a entrada da soja na região, se faz necessário adequar as áreas que acumulam água no solo, as quais se constituem em áreas problemas para a cultura da soja, através da sistematização do solo. É importante analisar se a produtividade da lavoura é função da química do solo, da física do solo ou ainda do efeito da sistematização a qual provoca cortes e aterros. Os objetivos do trabalho são relacionar os mapas de produtividade das culturas de arroz e soja com os mapas dos cortes e aterros provocados pela sistematização e os mapas dos atributos químicos e físicos do solo. A coleta de dados será realizada em uma área experimental sistematizada em plano sem declive de 29,51 ha no município de Santa Vitória do Palmar ? RS. Os atributos químicos do solo serão a acidez, matéria orgânica, CTC, V% e os macronutrientes do solo e os atributos físicos determinados serão a resistência a penetração e densidade do solo na camada de maior resistência. Os dados serão analisados primeiramente através da estatística descritiva, e posteriormente através da geoestatística, utilizando-se o software R.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Lais Mena Rodrigues do Nascimento - Integrante / MARIA CLOTILDE CARRE CHAGAS NETA - Integrante / RITA DE CASSIA FRAGA DAME - Coordenador / IGOR FONSECA BITENCOURT - Integrante / ANGÉLICA APARECIDA LIANDRO PINHEIRO - Integrante / PATRICK MORAIS VEBER - Integrante.

  • 2014 - 2017

    Utilização do biopolímero xantana como material adsorvente., Descrição: Os corantes têxteis sintéticos são moléculas que apresentam em sua composição grupos cromóforo, sendo classificados de acordo com a sua estrutura química ou de acordo com o modo de fixação da molécula na fibra. Os efluentes têxteis são altamente coloridos devido principalmente à presença de moléculas do corante que não se fixam à fibra durante as etapas de tingimento. Entre os processos de remoção destaca-se a técnica de adsorção na interface sólido/líquido por possibilitar a remoção completa desses corantes, baixa demanda de custo e operação, quando comparado a outros método. Considerando um processo de adsorção, o conhecimento do equilíbrio deste processo é o passo principal na investigação da capacidade de um material adsorvente, pois fornecerá informações como: afinidade, a capacidade máxima de adsorção, e permite esclarecer quais tratamentos matemáticos representariam de forma mais eficiente o desempenho de um processo sob condições operacionais préestabelecidas. Vários estudos têm sido dedicados à investigação da capacidade de biopolímeros em remover corantes de ambientes contaminados. A xantana é um heteropolissacarídeo de alta massa molar, produzido extracelularmente através da fermentação de carboidratos por bactérias fitopatogênicas do gênero Xanthomonas e encontra-se entre o seleto grupo de biopolímeros produzidos comercialmente em grande escala, sua estrutura química da cadeia principal é idêntica à da celulose. É produzido industrialmente por fermentação aeróbia de açúcar por culturas de Xanthomonas campestris . Porém, outras espécies de Xanthomonas também são capazes de produzir xantana, como, Xanthomonas arboricola pv pruni, estudada no Laboratório de Biopolímeros do Centro de Desenvolvimento Tecnológico da Universidade Federal de Pelotas. As propriedades exibidas pela xantana são determinadas por sua composição química, ligação, arranjo e massa molar. O propósito do presente estudo é investigar a adsorção do biopolímero xantana na remoção de corantes e estimar os paramêtros de adsorção como: constantes de velocidade, quantidade máxima adsorvida, capacidade máxima de adsorção e constantes físicas e impíricas inerentes ao processo . Para descrição dos estudos de poluentes, a literatura reporta os modelos cinéticos segundo a equação de Lagergren ou pseudoprimeira ordem, pseudosegunda ordem e difusão intrapartícula e neste trabalho, os parâmetros cinéticos de adsorção serão avaliados segundo os modelos acima descritos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (13) . , Integrantes: Lais Mena Rodrigues do Nascimento - Coordenador / ANGELITA DA SILVEIRA MOREIRA - Integrante / CLAIRE TONDO VENDRUSCOLO - Integrante / MIGUEL PINTO DE OLIVEIRA - Integrante / PAULA MICHELE ABENTROTH KLAIC - Integrante / LIGIA FURLAN - Integrante / JAQUELINE DENISE BALSAN - Integrante / JUNIOR SILVA MOSCHEN - Integrante / ANDERSON GABRIEL CORREA - Integrante / MARIA LAIZ DE FÁTIMA CABRAL PONTES - Integrante / MARIANA FAGUNDES SARAIVA - Integrante / KARINE LASTE MACAGNAN - Integrante / AMANDA CAVICHIOLI SHIMODA - Integrante / AMANDA AVILA RODRIGUES - Integrante / FERNANDA PITT BALBINOT - Integrante / CLARICE VERGARA BRANDÃO - Integrante / MARINA FERNANDES SOARES - Integrante / Yasser da Silveira Krüger - Integrante.

  • 2014 - 2015

    Remoção de corantes e compostos fenólicos por carvão ativado., Descrição: A contaminação das águas pelos diferentes processos industriais é um dos grandes problemas que enfrentamos atualmente. Entre os contaminantes destacam-se os compostos fenólicos (fenol, m-cresol, ocresol, 33,4 dimetilfenol) que podem ser introduzidos em águas fluviais por efluentes das indústrias de papel e celulose, petroquímica, entre outras. Por apresentarem alta volatilidade, solubilidade em água e baixa capacidade de biodegradação, conferem problemas de gosto e sabor às águas potáveis, sendo tóxicos ao homem e aos organismos aquáticos. Por tais motivos é estabelecido o limite de 0,001 mg/L pela Portaria 518/2004 do Ministério da Saúde. Outros efluentes industriais capazes de elevar o nível de contaminação hídrica são corantes provenientes de indústrias têxteis e alimentícias. Estima-se em pelo menos 20% dos corantes têxteis sejam descartados em efluentes durante o processo de fixação da tintura às fibras. Em função de sua origem sintética, alta estabilidade molecular, complexidade da estrutura química e das propriedades xenobióticas, em sua maioria apresentam baixa degradabilidade. Alguns corantes em contato com a pele podem causar alergia, dermatite e irritação. Além disso, classes de corantes, principalmente aquelas que apresentam o grupamento azo (N=N), podem ser altamente carcinogênicos. A adsorção sólido/líquido é uma das técnicas mais efetivas na remoção de contaminantes no meio aquoso. O carvão ativado é o nome comercial de um grupo de carvões que se caracterizam por terem uma estrutura porosa e uma superfície interna elevada. São materiais carbonáceos, porosos, que apresentam uma forma microcristalina, não grafítica, que sofreram um processamento para aumentar a porosidade interna.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) . , Integrantes: Lais Mena Rodrigues do Nascimento - Coordenador / MIGUEL PINTO DE OLIVEIRA - Integrante / LIGIA FURLAN - Integrante / JUNIOR SILVA MOSCHEN - Integrante / ANDERSON GABRIEL CORREA - Integrante / MARIA LAIZ DE FÁTIMA CABRAL PONTES - Integrante / CLARICE VERGARA BRANDÃO - Integrante / ANTÔNIO RENATO DE CASTRO CARABAJAL - Integrante / JORGE SAMPAIO AGUIAR - Integrante.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2014 - 2017

    Universidade Federal de Pelotas

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Estudante, Carga horária: 4

    Outras informações:
    Os corantes têxteis sintéticos são moléculas que apresentam em sua composição grupos cromóforo, sendo classificados de acordo com a sua estrutura química ou de acordo com o modo de fixação da molécula na fibra. Os efluentes têxteis são altamente coloridos devido principalmente à presença de moléculas do corante que não se fixam à fibra durante as etapas de tingimento. Entre os processos de remoção destaca-se a técnica de adsorção na interface sólido/líquido por possibilitar a remoção completa desses corantes, baixa demanda de custo e operação, quando comparado a outros método. Considerando um processo de adsorção, o conhecimento do equilíbrio deste processo é o passo principal na investigação da capacidade de um material adsorvente, pois fornecerá informações como: afinidade, a capacidade máxima de adsorção, e permite esclarecer quais tratamentos matemáticos representariam de forma mais eficiente o desempenho de um processo sob condições operacionais préestabelecidas. Vários estudos têm sido dedicados à investigação da capacidade de biopolímeros em remover corantes de ambientes contaminados. A xantana é um heteropolissacarídeo de alta massa molar, produzido extracelularmente através da fermentação de carboidratos por bactérias fitopatogênicas do gênero Xanthomonas e encontra-se entre o seleto grupo de biopolímeros produzidos comercialmente em grande escala, sua estrutura química da cadeia principal é idêntica à da celulose. É produzido industrialmente por fermentação aeróbia de açúcar por culturas de Xanthomonas campestris . Porém, outras espécies de Xanthomonas também são capazes de produzir xantana, como, Xanthomonas arboricola pv pruni, estudada no Laboratório de Biopolímeros do Centro de Desenvolvimento Tecnológico da Universidade Federal de Pelotas. As propriedades exibidas pela xantana são determinadas por sua composição química, ligação, arranjo e massa molar. O propósito do presente estudo é investigar a adsorção do biopolímero xantana na

  • 2014 - 2015

    Universidade Federal de Pelotas

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Estudante, Carga horária: 10

    Outras informações:
    A contaminação das águas pelos diferentes processos industriais é um dos grandes problemas que enfrentamos atualmente. Entre os contaminantes destacam-se os compostos fenólicos (fenol, m-cresol, ocresol, 33,4 dimetilfenol) que podem ser introduzidos em águas fluviais por efluentes das indústrias de papel e celulose, petroquímica, entre outras. Por apresentarem alta volatilidade, solubilidade em água e baixa capacidade de biodegradação, conferem problemas de gosto e sabor às águas potáveis, sendo tóxicos ao homem e aos organismos aquáticos. Por tais motivos é estabelecido o limite de 0,001 mg/L pela Portaria 518/2004 do Ministério da Saúde. Outros efluentes industriais capazes de elevar o nível de contaminação hídrica são corantes provenientes de indústrias têxteis e alimentícias. Estima-se em pelo menos 20% dos corantes têxteis sejam descartados em efluentes durante o processo de fixação da tintura às fibras. Em função de sua origem sintética, alta estabilidade molecular, complexidade da estrutura química e das propriedades xenobióticas, em sua maioria apresentam baixa degradabilidade. Alguns corantes em contato com a pele podem causar alergia, dermatite e irritação. Além disso, classes de corantes, principalmente aquelas que apresentam o grupamento azo (N=N), podem ser altamente carcinogênicos. A adsorção sólido/líquido é uma das técnicas mais efetivas na remoção de contaminantes no meio aquoso. O carvão ativado é o nome comercial de um grupo de carvões que se caracterizam por terem uma estrutura porosa e uma superfície interna elevada. São materiais carbonáceos, porosos, que apresentam uma forma microcristalina, não grafítica, que sofreram um processamento para aumentar a porosidade interna.