João Vitor Cavalcante

Atualmente é estudante de graduação em Artes Visuais - Licenciatura, do Instituto de Artes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Também atua como bolsista de iniciação científica na pesquisa Lições de masculinidades no cinema na mesma instituição de ensino.

Informações coletadas do Lattes em 22/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em andamento em Artes Visuais

2018 - Atual

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Graduação interrompida em 2017 em Ciências Biológicas

2016 - Interrompido

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Ano de interrupção: 2017

Ensino Médio (2º grau)

2004 - 2014

Escola Estadual de Ensino Médio Guimarães Rosa

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Artes / Subárea: Artes Plásticas/Especialidade: Desenho.

Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Artes / Subárea: Artes Plásticas/Especialidade: Pintura.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Celso Vitelli

Lições de masculinidades no cinema; Início: 2019; Iniciação científica (Graduando em Licenciatura em Artes Visuais) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul; (Orientador);

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2019 - Atual

    Lições de masculinidades no cinema, Descrição: Descrição: As imagens do cinema nos interpelam para que assumamos nosso lugar na tela, e também convidam a nos identificarmos com algumas posições e dispensar outras. O esforço feito aqui tem a finalidade de pensar sobre e com as imagens e discursos do cinema, evocando perguntas e problematizando a inserção das personagens de filmes em estruturas maiores de poder, como por exemplo, o tema das masculinidades. Para problematizar as representações de masculinidades produzidas no cinema, estabeleceu-se alguns questionamentos que servirão de norteadores iniciais ao desenvolvimento desta pesquisa. Nesse sentido questiona-se: de quem são as histórias contadas? Como são disseminadas em nossa cultura? O material empírico escolhido inicialmente para compor esta pesquisa, são quatro filmes: Shame (2012), do diretor Steve McQueen; Gran Torino (2008), do diretor Clint Eastwood; Dom Juan Demarco (1995), de Jeremy Leven e Crash (2005), traduzido no Brasil como Crash, no limite, de Paul Haggis. A escolha desses filmes se deve ao fato de terem, como protagonistas, personagens homens com diferentes nuances de masculinidades, o que possibilita à pesquisa construções de diferentes categorias de análise... , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: João Vitor Cavalcante - Integrante / Celso Vitelli - Coordenador / Moysés Duarte Victorino - Integrante / Maria Galant Melgarejo - Integrante.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2019 - Atual

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Iniciação Científica, Carga horária: 20