Ruy Rodrigues Santiago Neto

Graduado em Licenciatura em Ciências Biológicas, trabalhou nos laboratórios de Ultraestrutura, Histologia, Embriologia e atualmente faz parte do laboratório de Ecotoxicologia da UFPA. Desenvolvendo trabalhos com organismos biomonitores, juntamente com o uso de biomarcadores bioquímicos, com o objetivo de elucidar sobre o estado de conservação das áreas estudadas.

Informações coletadas do Lattes em 22/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em Ciências Biológicas

2015 - 2019

Universidade Federal do Pará
Título: Avaliação de Imposex e Estresse Oxidativo induzido por butilestânicos em Thaisella coronata (LAMARK 1816)
Orientador: Lilian Lund Amado
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Ensino Médio (2º grau)

2010 - 2012

Centro de Estudos Impacto

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecotoxicologia.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Bioquímica.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Morfologia / Subárea: Histologia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

XV Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia ECOTOX. BIOMARCADORES DE ESTRESSE OXIDATIVO NA MACRÓFITA AMAZÔNICA MONTRICHARDIA LINIFERA (ARRUDA) SCHOTT. 2018. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Sarita Nunes Loureiro

AMADO, Lílian Lund; NOGUEIRA, L. S.;Loureiro, Sarita Nunes. AVALIAÇÃO DE IMPOSEX E ESTRESSE OXIDATIVO GERADO POR BUTILESTÂNICOS EM DIFERENTES PERÍODOS SAZONAIS AO LONGO DA COSTA DO SALGADO PARAENSE.. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Pará.

Lílian Lund Amado

Amado, Lílian Lund; NOGUEIRA, L. S.; LOUREIRO, S. N.. Avaliação de IMPOSEX e estresse oxidativo gerado por butilestanicos em diferentes periodos sazonais ao longo da costa do salgado paraense. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Pará.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Rossineide Martins da Rocha

Avaliação da Apoptose nos testículos de Macrobrachium amazonicum (Heller, 1862) (Crustacea, Decapoda, Palaemonidae) em diferentes estágios de maturação; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Pará, CNPq - Universidade Federal do Pará; Orientador: Rossineide Martins da Rocha;

Lílian Lund Amado

Avaliação de biomarcadores em folha de aninga Montrichardia linifera (Arruda) Schott para monitoramento da contaminação por organoestânicos (TBT, DBT e MBT); 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Pará; Orientador: Lílian Lund Amado;

Lílian Lund Amado

Concentração de TBT em sedimento de áreas portuárias na Amazônia; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Pará, Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa; Orientador: Lílian Lund Amado;

Danielle Regina Gomes Ribeiro

Avaliação de imposex e estresse oxidativo gerado por butilestânicos em diferentes períodos sazonais ao longo da costa do salgado paraense; 2019; Orientação de outra natureza; (Licenciatura Plena em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Pará; Orientador: Danielle Regina Gomes Ribeiro Brasil;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • LEITAO, L. L. F. ; SANTIAGO NETO, R. R. ; CARVALHO, I. ; RIBEIRO, D. R. G. ; ARAUJO, T. ; CASTRO, I. B. ; FILLMANN, G. ; AMADO, L. L. . BIOMARCADORES DE ESTRESSE OXIDATIVO NA MACRÓFITA AMAZÔNICA MONTRICHARDIA LINIFERA (ARRUDA) SCHOTT. In: XV Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia ECOTOX, 2018, Aracajú. Ecotoxicologia e Sociedade: bases para o desenvolvimento sustentável, 2018, 2018.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2014 - Atual

    Micropoluentes orgânicos empregados em sistemas anti-incrustantes: comportamento ambiental, toxicidade e biorremediação (AIBRASIL 2), Descrição: O uso de tintas anti-incrustantes é mandatório para embarcações e estruturas submetidas ao contato direto e prolongado com a água do mar, visando diminuir a corrosão do casco e inibir a fixação de organismos aquáticos. Em contato com a água do mar, ocorre um acelerado processo de corrosão, afetando a embarcação. Além disso, a fixação de organismos aquáticos aumenta o atrito e o peso das embarcações, gerando maior demanda por manutenção, produção de mais resíduos e aumento no consumo de combustível, e levando ao aumento dos custos do transporte naval. As tintas anti-incrustantes têm em sua composição biocidas que evitam o estabelecimento de organismos incrustantes. Esses biocidas acabam sendo liberados para a água, produzindo efeitos negativos sobre os organismos aquáticos. Esses riscos tendem a ser mais severos nos locais com grande fluxo de embarcações, como áreas portuárias e marinas, pois tais áreas acabam contaminadas pelas tintas. Estudos realizados em portos e estaleiros do mundo comprovam o impacto dessas tintas. No Brasil, até recentemente, havia pouco conhecimento sobre a contaminação e efeitos das tintas anti-incrustantes nas regiões costeiras e marinhas. O projeto Impacto da Utilização de tintas anti-incrustantes nos principais terminais portuários brasileiros (MCT/FINEP) criou uma rede nacional de estudos sobre anti-incrustantes, que iniciou diagnósticos desse tipo de contaminação no litoral brasileiro. O projeto permitiu a implantação de infraestrutura analítica, produziu panorama sobre a contaminação por biocidas de tintas anti-incrustantes na costa brasileira, além da formação de recursos humanos e publicação de artigos. Pelo seu caráter inicial, gerou poucas informações sobre riscos ambientais. Portanto, há necessidade de se compreender aspectos como aportes dessas substâncias para o meio aquático, biodisponibilidade, condições de exposição dos organismos, toxicidade de cada micropoluente e seu comportamento ambiental. Este conhecimento será importante para o aprimoramento do Plano de Gestão sobre Uso de Sistemas Anti-Incrustantes nos Portos Brasileiros (produto do projeto anterior); e também para o aprimoramento da legislação nacional relacionada à qualidade de águas e sedimentos. A consolidação da rede nacional para estudos dos aspectos ambientais das tintas anti-incrustantes suprirá demandas e contribuirá para a adoção de práticas ambientais superiores, melhorando o desenvolvimento econômico e a competitividade nacional neste setor.... , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (40) / Mestrado acadêmico: (20) / Doutorado: (20) . , Integrantes: Ruy Rodrigues Santiago Neto - Coordenador / Letícia Lorena da Fonseca Leitão - Integrante / Irina Carvalho - Integrante / Danielle Regina Gomes Ribeiro - Integrante / Gilberto Fillmann - Integrante / Lílian Lund Amado - Integrante.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2016 - Atual

Universidade Federal do Pará

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estágiario, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Laboratório de Ecotoxicologia

2015 - 2016

Universidade Federal do Pará

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estágiario, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Laboratório de Ultraestrutura