Lidia Melo Silva

Tem experiência na área de História, com ênfase em História do Brasil.

Informações coletadas do Lattes em 31/10/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em andamento em História

2007 - Atual

Universidade Federal de Minas Gerais

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil/Especialidade: História do Brasil República.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

XVII SEMANA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA.O impacto inicial do golpe de 1964 na UFMG. 2008. (Outra).

A Universidade e o Curso de História: O Pensamento Brasileiro no Século XIX. 2007. (Seminário).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Luiz Duarte Haele Arnaut

História/Cinema: Exibições de filmes comentadas com graduandos em História; 2009; Orientação de outra natureza; (Licenciatura Em História) - Universidade Federal de Minas Gerais; Orientador: Luiz Duarte Haele Arnaut;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2008 - 2008

    Assessoria Especial de Segurança e Informação, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Lidia Melo Silva - Integrante / Rodrigo Patto Sá Motta - Coordenador / Luan Auiá Vasconcelos Fernandes - Integrante / Marcos de Carvalho Ribeiro - Integrante., Financiador(es): Universidade Federal de Minas Gerais - Bolsa.

  • 2008 - Atual

    Modernização Conservadora: o Impacto do Regime Militar nas Universidades, Descrição: Descrição: O objetivo principal é analisar, de maneira abrangente, a atuação do regime militar no âmbito das Universidades. A intenção é obter compreensão adequada do impacto do regime militar sobre a comunidade acadêmica e as instituições universitárias, lançando mão do conceito de modernização conservadora para auxiliar no desvendamento de um quadro paradoxal e ambivalente, posto que a ditadura tanto reprimiu violentamente (criação das ASIs, censura, expurgos e triagem ideológica de pessoal) e buscou preservar estruturas conservadoras quanto investiu na modernização (reforma universitária, acordos MEC-USAID, criação de sistema nacional de pós-gradução, aumento de verbas para pesquisa). Além disso, investigar de que maneira a comunidade universitária e seus dirigentes (Reitores e Diretores, principalmente) reagiram às pressões e interferências das autoridades federais e dos agentes da comunidade de informações, dimensionando as diferentes formas de posicionamento frente ao autoritarismo, que variaram da resistência ativa à indiferença e até à colaboração.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Lidia Melo Silva - Integrante / Rodrigo Patto Sá Motta - Coordenador / Luan Auiá Vasconcelos Fernandes - Integrante / Marcos de Carvalho Ribeiro - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Federal de Minas Gerais, Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas. , Av. Antônio Carlos, 6627, Pampulha, 31270-901 - Belo Horizonte, MG - Brasil, Telefone: (31) 34095000, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional