Rudá de Souza Lemos

Cursa a graduação em Direito pela Faculdade Nacional de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Atualmente é integrante do grupo de pesquisas ""Política de Drogas, Sistema Socioeducativo e Direitos Humanos" constituído na FND/UFRJ

Informações coletadas do Lattes em 05/12/2018

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em andamento em Direito

2009 - Atual

Universidade Federal do Rio de Janeiro

Ensino Médio (2º grau)

2006 - 2008

Sistema Elite de Ensino

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Espanhol

Compreende RazoavelmenteLê Bem.

Francês

Compreende PoucoLê Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: Direito Público/Especialidade: Direito Penal.

    Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: Política de Drogas.

    Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: Criminologia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Ana Luisa Leão de Aquino Barreto

BOITEUX, L.;BARRETO, A. L. L. A.; FLORA, D. J. S.. A Criminalização dos Usuários de Drogas: a Legislação Brasileira e os Princípios Constitucionais-Penais. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Diogo José da Silva Flora

RODRIGUES, L. B. F.;FLORA, D. J. S.; BARRETO, A. L. L. A.. A criminalização dos usuários de drogas: a legislação brasileira e os princípios constitucionais-penais. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Luciana Boiteux de Figueiredo Rodrigues

A Criminalização dos Usuários de Drogas: a Legislação Brasileira e os Princípios Constitucionais Penais; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Direito) - Universidade Federal do Rio de Janeiro; Orientador: Luciana Boiteux de Figueiredo Rodrigues;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2015 - Atual

    Política de Drogas, Sistema Socioeducativo e Direitos Humanos, Descrição: O objetivo desse projeto é analisar a evolução das sentenças proferidas pela Justiça Juvenil e seus recursos aos tribunais superiores por fatos análogos a crimes relacionados a drogas no Brasil no período de 2006-2013, com o propósito analisar as sentenças, o perfil dos adolescentes, as circunstâncias em que os ilícitos foram cometidos e o tipo de medida socioeducativa aplicada e fundamentação dessa escolha judicial. Dessa forma, será possível refletir sobre o possível efeito do endurecimento das medidas socioeducativas aplicadas, o que tem sido apontado como uma das causas da superlotação dos estabelecimentos destinados ao cumprimento da medida de internação de adolescentes, bem como explorar as tendências atuais do sistema de justiça juvenil em relação ao tema das drogas e da adolescência... , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Rudá de Souza Lemos - Integrante / Luciana Boiteux de Figueiredo Rodrigues - Coordenador.

  • 2010 - 2010

    URBANIZAÇÃO E MOVIMENTOS SOCIAIS, DIREITOS HUMANOS E DEFENSORIA PÚBLICA: PARA PENSAR A GESTÃO DEMOCRÁTICA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, Descrição: Este projeto de pesquisa é definido segundo dois grupos de hipóteses. O primeiro diz respeito à produção da cidade. O segundo está referido à atuação da Defensoria Pública na defesa de direitos e interesses na área da moradia social. Quanto ao primeiro grupo, duas são as hipóteses centrais. A primeira é assim definida: a urbanização é um dos elementos determinantes do poder público. Isto significa dizer que o urbano não é apenas campo de aplicação de políticas públicas, e sim elemento-chave na análise da atuação do poder público, quanto a seus órgãos e agentes. Ainda neste grupo, outra hipótese fundamental, e correlacionada à hipótese precedente, é o reconhecimento de que as políticas públicas desencadeiam processos de produção de segregação urbana. Quanto às políticas públicas urbanas, uma terceira hipótese é afirmada: a atuação do poder público não é realizada de modo independente em relação aos objetivos fundamentais da sociedade que se estrutura, se organiza e funciona segundo os moldes, interesses e valores capitalistas. Isto significa que as políticas públicas não podem ser concebidas de forma independente do progresso econômico e da acumulação de capital que lhes servem de orientação. A segunda hipótese central - definida como corolário tanto prático como teórico da primeira hipótese central, isto é, da urbanização como campo de atuação do estado - consiste na afirmação de que a urbanização é processo político-social de construção e gestão democráticas da cidade com a participação dos movimentos sociais. Assim, quanto ao enfrentamento das conseqüências decorrentes das políticas públicas urbanas, a hipótese a ser investigada é a de que a produção da moradia (ilegal ou informal) é explicada tanto pela proximidade do local de trabalho (formal ou informal) como pela existência de infra-estrutura (transporte, serviço, comércio). , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Rudá de Souza Lemos - Integrante / Ricardo Nery Falbo - Coordenador.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional