Renato Dal Forno Bastos

Possui graduação em História pela Universidade do Estado de Santa Catarina(2017).

Informações coletadas do Lattes em 03/03/2022

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em História

2012 - 2017

Universidade do Estado de Santa Catarina

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2016 - 2016

Foucault e o problema do autor. (Carga horária: 4h). , Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.

2013 - 2013

Relações de Conflito nos hqs: As possibilidades historiográficas das HQs. (Carga horária: 6h). , Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

BASTOS, R. D. F. . III Seminário Internacional História do Tempo Presente. 2017. (Outro).

BASTOS, R. D. F. . VI Jornada Catarinense de Estudos sobre Patrimônio Cultural. 2017. (Outro).

BASTOS, R. D. F. . VII Semana Acadêmica de História "Pensar a História: Interdisciplinaridade, Temporalidades e Novos Sujeitos". 2016. (Outro).

BASTOS, R. D. F. . V Semana Acadêmica de História - História e segredo: dimensões entre o público e o privado. 2014. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

27º SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENFTÍFICA.História Pública e memórias difíceis: Um estudo sobre os trabalhos realizados dentro do hospital Santa Tereza. 2017. (Seminário).

III Seminário Internacional História do Tempo Presente. 2017. (Seminário).

VIII Semana Acadêmica de História.História Pública e Memórias Difíceis: Um estudo acerca dos trabalhos realizados dentro do Hospital Colônia Santa Teresa. 2017. (Simpósio).

VI JORNADA CATARINENSE DE ESTUDOS SOBRE PATRIMÔNIO CULTURAL. 2017. (Seminário).

VII Semana Acadêmica de História."Do surto a cura - A trajetória da hanseníase no Hospital Colônia Santa Teresa". 2016. (Simpósio).

VII Semana Acadêmica de História. 2016. (Simpósio).

I Jornada Utopia: Linguagens e representação. 2015. (Seminário).

VI Semana Acadêmica de História "Visões de mundo: História, representações e narrativas". 2015. (Simpósio).

V Semana Acadêmica de História - História e segredo: dimensões entre o público e o privado". 2014. (Simpósio).

Semana Acadêmica de História "Enrte o Discurso e a Espada: Conflitos, traumas e memórias". 2013. (Simpósio).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Bibiana Werle

IDCH: a trajetória e conservação do acervo da penitenciária de Florianópolis; 2014; Orientação de outra natureza; (História) - Universidade do Estado de Santa Catarina; Orientador: Bibiana Werle;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • BASTOS, R. D. F. . História Pública e Memórias difíceis: Um estudo acerca dos trabalhos realizados no Hospital Colônia Santa Teresa. In: VIII Semana Acadêmica de História ? 'Desafios históricos: embates, traumas e práticas', 2017, Florianópolis. Anais da VIII Semana Acadêmica de História ?, 2017. v. 8.

  • BASTOS, R. D. F. . Do surto a cura - A trajetória da hanseníase no Hospital Colônia Santa Teresa. In: VII Semana Acadêmica de História 'Pensar a História: Interdisciplinaridade, Temporalidades e Novos Sujeitos', 2016, Florianópolis. Pensar a História: Resumos e Pesquisas. Florianópolis: UDESC, 2016. v. 1. p. 148-148.

  • BASTOS, R. D. F. . 'Do surto a cura - A trajetória da hanseníase no Hospital Colônia Santa Teresa'. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2014 - Atual

    Tempo presente e instituições de isolamento social em Santa Catarina: perscrutando histórias marginais (1930 ? 2011), Descrição: O presente projeto intenciona perscrutar os acervos e analisar a história de duas instituições de isolamento social catarinenses: a Penitenciária de Florianópolis (1930) e o Hospital Colônia Sant?Ana (1941), contribuindo para a preservação de seus arquivos, promovendo o acesso destes à pesquisa e problematizando fontes ainda pouco exploradas pela historiografia. A metodologia utilizada se desenvolverá em duas frentes: através da criação de Planilhas de Inventário, com informações básicas sobre as instituições, como dados cadastrais, histórico, características, especificidades, condições gerais dos acervos, constituição de lugares de memória e possibilidades de acesso à pesquisa. E por meio de uma perspectiva micro-analítica dos prontuários de presos e alienados, no intuito de investigar ações individuais, percebendo como as relações de sociabilidade inscritas no espaço institucional estão imbricadas também ao espaço extra-muros. Tais fontes permitirão problematizar histórias pregressas nas diferentes esferas da vida social (o trabalho, a familia, a socialibilidade) dentro e fora da instituição. O enfoque ?micro? possibilitará diálogos mais amplos ligados às transformações na assistência aos marginalizados no Estado, na legislação brasileira e catarinense, e nas principais políticas públicas desenvolvidas em Santa Catarina referentes ao tema... , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Mestrado acadêmico: (3) / Mestrado profissional: (1) . , Integrantes: Renato Dal Forno Bastos - Integrante / Viviane Trindade Borges - Coordenador / Eliani Costa - Integrante / Juliane Serres - Integrante / Yonissa Wadi - Integrante / Bibiana Werle - Integrante / Daniela Pistorello - Integrante., Número de produções C, T & A: 1

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2017 - 2017

Universidade do Estado de Santa Catarina

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitoria de Patrimônio Cultural I, Carga horária: 20

2017 - 2017

Universidade do Estado de Santa Catarina

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitoria de Patrimônio Cultural I, Carga horária: 20

2016 - 2016

Universidade do Estado de Santa Catarina

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitoria de Patrimônio Cultural I, Carga horária: 20

2016 - 2016

Universidade do Estado de Santa Catarina

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitoria de Patrimônio Cultural I, Carga horária: 20