Gabriella Saory Kondo

Possui ensino-medio-segundo-grau pelo Colegio Criativo(2014). Atualmente é da Universidade Estadual de Maringá. Tem experiência na área de Bioquímica.

Informações coletadas do Lattes em 21/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em andamento em Bioquímica

2015 - Atual

Universidade Estadual de Maringá

Ensino Médio (2º grau)

2012 - 2014

Colégio Criativo

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Japonês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Anacharis Babeto de Sá-Nakanishi

SÁ-NAKANISHI, Anacharis Babeto deCOMAR, Jurandir Fernando; GONCALVES, G. A.. Ações fotodinâmicas da hipericina sobre o metabolismo hepático de camundongos. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bioquímica) - Universidade Estadual de Maringá.

Geferson de Almeida Gonçalves

Comar, J.E.;GONÇALVES, G. A.; DE SÁ-NAKANISHI, ANACHARIS B.. Ações fotodinâmicas da hipericina sobre o metabolismo hepático de camundongos. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bioquímica) - Universidade Estadual de Maringá.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

JURANDIR FERNANDO COMAR

AÇÕES FOTODINÂMICAS DA HIPERICINA SOBRE O METABOLISMO HEPÁTICO DE CAMUNDONGOS; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bioquímica) - Universidade Estadual de Maringá; Orientador: Jurandir Fernando Comar;

JURANDIR FERNANDO COMAR

Perfil e metabolismo lipídico no fígado e plasma de ratos com artrite induzida por adjuvante; ; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Bioquímica) - Universidade Estadual de Maringá, Fundação Araucária; Orientador: Jurandir Fernando Comar;

JURANDIR FERNANDO COMAR

Ações fotodinâmicas da hipericina sobre o metabolismo hepático de camundongos; ; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Bioquímica) - Universidade Estadual de Maringá, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Jurandir Fernando Comar;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2017 - Atual

    Ações fotodinâmicas da hipericina sobre o metabolismo hepático de camundongos, Descrição: A terapia fotodinâmica é muito utilizada para o tratamento de diversas condições patológicas que apresentam como característica o crescimento anormal de tecidos, como tumores. A terapia consiste na administração tópica ou sistêmica de um agente fotossensibilizador, seguido de sua excitação com luz para a formação de espécies reativas de oxigênio, as quais promovem a morte celular. A vantagem da terapia fotodinâmica está na sua alta seletividade (maior concentração do fotossensibilizador em células alteradas e a localização da iluminação). A hipericina tem se mostrado uma promissora molécula para ser utilizada como fotossensibilizador na terapia fotodinâmica e no fotodiagnóstico. As ações da hipericina tem sido demonstrada in vitro e in vivo na indução de apoptose e necrose em várias linhagens de células cancerígenas, inclusive naquelas hepáticas, como células de hepatoblastoma, células de carcinoma hepatocelular e camundongos com tumores hepáticos. O mecanismo de ação fotossensível da hipericina, entretanto, envolve o estímulo na produção de espécies reativas de oxigênio para suprimir o tecido tumoral por estresse oxidativo. Embora o seu acúmulo ocorra principalmente nas células tumorais e necrosadas, as células saudáveis também captam a hipericina e sob o estímulo luminoso podem apresentar aumentos na produção de espécies reativas. Desta forma, mesmo que em menor grau, o tecido saudável também passa pelos mesmos prejuízos oxidativos dos tecidos tumorais ou necrosados. O aumentado estresse oxidativo também está associado com alterações de vias metabólicas, especialmente àquelas associadas ao metabolismo energético no fígado. Isto ocorre porque o estresse oxidativo consome equivalentes redutores e, com isso, gera um ambiente celular mais oxidado. Nestas condições, ocorre um estímulo das vias associadas ao catabolismo celular, como a glicólise e glicogenólise. Por outro lado, as vias anabólicas, como a gliconeogênese, são inibidas pela condição celular mais oxidada. Este aumentado catabolismo poderia, por exemplo, acelerar o processo de caquexia, uma condição de perda de massa magra, que normalmente está associadas às neoplasias. O conhecimento dos efeitos da hipericina sobre o metabolismo das células de mamíferos é bastante restrito, especialmente o metabolismo das células hepáticas. Desta forma, o objetivo deste estudo é avaliar os efeitos da hipericina, na presença e ausência de ativação luminosa, sobre o metabolismo no fígado de camundongos Swiss em perfusão. As seguintes vias metabólicas serão avaliadas no fígado em perfusão: glicogenólise, glicólise, and neoglicogênese. A hipericina será infundida na forma de micela copolimérica preparada com o copolímero P-123 (Pluronics®).. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Gabriella Saory Kondo - Integrante / Jurandir Fernando Comar - Coordenador.

  • 2016 - Atual

    Gabriella Saory Kondo, Descrição: A artrite reumatoide é uma doença autoimune caracterizada por inflamação crônica e sistêmica que afeta a cartilagem articular, membrana sinovial e ossos. A patologia apresenta uma prevalência de aproximadamente 1% na população adulta e está associada com aumento na taxa de mortalidade em pacientes artríticos, principalmente devido a complicações vasculares inflamatórias e caquexia. Como a artrite reumatoide é uma doença multissistêmica, em adição às articulações, também afeta outros órgãos, tais como fígado, pulmão, cérebro e tecido vascular. A artrite induzida por adjuvante completo de Freund é uma imunopatologia experimental em ratos que apresenta muitas semelhanças com a artrite reumatoide humana: hiperplasia sinovial, inflamação sistêmica, caquexia e altos níveis de citocinas pró-inflamatórias plasmática e nos sítios de lesão. Ratos com artrite por adjuvante também apresentam diversas alterações metabólicas, inclusive no fígado. Em relação ao metabolismo hepático de lipídios, o catabolismo de ácidos graxos, especificamente o ácido oléico, está aumentado no fígado de ratos artríticos, conforme demonstrado utilizando o fígado de rato em perfusão isolada. Entretanto, muitas alterações no metabolismo lipídico ainda não foram determinadas no fígado destes animais. Estudos adicionais envolvendo o catabolismo de ácidos graxos e o perfil lipídico, tanto do fígado quanto do plasma devem ajudar a esclarecer parte do complicado metabolismo lipídico associado à artrite. Desta forma, o presente trabalho foi planejado para avaliar o perfil lipídico no fígado e plasma de ratos com artrite induzida por adjuvante. Especificamente, serão determinados: 1) o conteúdo de lipídios totais e frações no fígado e no plasma; 2) a hidrólise hepática de triglicerídeos no fígado em perfusão isolada; e 3) a atividade das enzimas CAT I e CAT II em mitocôndrias isoladas de fígado.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Gabriella Saory Kondo - Coordenador / Amanda Vieira Montrezol - Integrante / Jurandir Fernando Comar - Integrante.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2016 - Atual

Universidade Estadual de Maringá

Vínculo: , Enquadramento Funcional: