Maria do Rosário de Oliveira Carneiro

Mestra em Direito - Novos Direitos, Novos Sujeitos - pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). Advogada. Possui graduação em Direito pela Escola Superior Dom Helder Câmara (2009) e Pós Graduação em Direitos Humanos e Cidadania pelo Instituto Santo Tomás de Aquino (2015). Experiência na área de Direito, como assessoria Jurídica Popular; formação para defesa e acesso a direitos e direitos humanos; cooperativismo/associativismo/MROSC e Coordenação de Assessoria Técnica às Pessoas Atingidas pelo Rompimento de Barragens/Mineração (Barragem de Fundão, Mariana, MG.).

Informações coletadas do Lattes em 21/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Mestrado em Direito

2016 - 2019

Universidade Federal de Ouro Preto
Título: Assessoria Jurídica Popular no Marco do Pensamento Decolonial: direitos e saberes construídos nas resistências populares,Ano de Obtenção: 2019
Dra. Tatiana Ribeiro de Souza.Coorientador: Dr. José Luiz Quadros de Magalhães. Grande área: Ciências Sociais AplicadasSetores de atividade: Educação.

Especialização em Especialização Lato Sensu em Direitos Humanos e Cidadania

2012 - 2015

Instituto Santo Tomás de Aquino
Título: A TEORIA DA COCULPABILIDADE E A DESOBEDIÊNCIA CILVIL COMO ALTERNATIVAS AO DIREITO PENAL MÁXIMO PARA EFETIVAÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS FUNDAMENTAIS.
Orientador: Marcilene Aparecida Ferreira

Aperfeiçoamento em Lei de Fomento e Colaboração (Lei 13.019 de 2014)

2015 - 2015

Escola do Legislativo da Assembléia Legislativa de Minas Gerais
Título: Não houve. Ano de finalização: 2015
Orientador: Não Houve

Graduação em Direito

2005 - 2009

Escola Superior Dom Helder Câmara
Título: O Direito Constitucional à Educação Aspectos relevantes para a concretização dos demais Direitos Humanos
Orientador: Delze dos Santos Laureano

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2020 - 2020

Curso de Introdução às Novas Tecnologias. (Carga horária: 20h). , Empresa de Informática e Informação do Município de Belo Horizonte, PRODABEL, Brasil.

2012 - 2013

Especialização Lato Sensu em Direitos Humanos e Cidadania. (Carga horária: 420h). , Instituto Santo Tomás de Aquino, ISTA, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito.

Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: DIREITOS HUMANOS.

Grande área: Outros / Área: Ciências Ambientais / Subárea: Direitos socioambientais.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

XXIII Encontro da Rede Nacional de Advogadas e Advogados Populares - RENAP. 2018. (Encontro).

Advocacia popular e feminista: Estratégias contra-hegemônicas de assessoria jurídica e litigância (Abertura: Sistema Justiça e Gênero). 2017. (Outra).

I Colóquio Direito e Política - Para Onde Caminha o Brasil?. 2017. (Outra).

VII CONGRESSO INTERNACIONAL CONSTITUCIONALISMO E DEMOCRACIA: O NOVO CONSTITUCIONALISMO LATINOAMERICANO: Harmonia com a Natureza e Bem Viver ? uma revolução jurídica desde o Sul?. ASSESSORIA JURÍDICA POPULAR: UM MODO DECOLONIAL DE PENSAR E DE FAZER O DIREITO. 2017. (Congresso).

XXII Encontro Nacional da Rede de Advogadas e Advogados Populares - RENAP. 2017. (Encontro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

JOSÉ LUIZ QUADROS DE MAGALHÃES

MAGALHAES, J. L. Q.SOUZA, Tatiana Ribeiro de; LISBOA, Natália de Souza; SALCEDO REPOLÊS, Maria Fernanda. A Assessoria Jurídica Popular no marco do pensamento decolonial: direitos e saberes construídos nas resistências populares. 2019. Dissertação (Mestrado em Novos Direitos, Novos Sujeitos) - Universidade Federal de Ouro Preto.

Natália de Souza Lisbôa

SOUZA, T. R.; MAGALHAES, J. L. Q.; REPOLES, M. F. S.;LISBÔA, N. S.. A Assessoria Jurídica Popular no marco do pensamento decolonial: direitos e saberes construídos nas resistências populares. 2019. Dissertação (Mestrado em Novos Direitos, Novos Sujeitos) - Universidade Federal de Ouro Preto.

Marcilene Aparecida Ferreira

FAYENUWO, S. M. A.; PINTO, João Batista Moreira;FERREIRA, Marcilene Aparecida.. TEORIA DA COCULPABILIDADE E DESOBEDIÊNCIA CIVIL: Alternativas ao Direito Penal máximo para efetivação dos Direitos Humanos fundamentais. 2014. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós Graduação em Direitos Humanos) - Instituto DH.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Tatiana Ribeiro de Souza

A Assessoria Jurídica Popular no marco do Pluralismo Jurídico; Início: 2017; Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade Federal de Ouro Preto; (Orientador);

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Delze dos Santos Laureano

O Direito Constitucional à Educação; 2009; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Direito) - Escola Superior Dom Helder Câmara; Orientador: Delze dos Santos Laureano;

Karine Gonçalves Carneiro

Estágio Docente em Planejamento Urbano e Regional II; 2017; Orientação de outra natureza; (Direito) - Universidade Federal de Ouro Preto; Orientador: Karine Gonçalves Carneiro;

JOSÉ LUIZ QUADROS DE MAGALHÃES

A Assessoria Jurídica popular no marco do pensamento decolonial: direitos e saberes construídos nas resistências populares; 2019; Dissertação (Mestrado em Novos Direitos, Novos Sujeitos) - Universidade Federal de Ouro Preto,; Coorientador: Jose Luiz Quadros de Magalhaes;

Tatiana Ribeiro de Souza

A assessoria jurídica popular no marco do pensamento decolonial: direitos e saberes construídos nas resistências populares; 2019; Dissertação (Mestrado em Novos Direitos, Novos Sujeitos) - Universidade Federal de Ouro Preto,; Orientador: Tatiana Ribeiro de Souza;

Marcilene Aparecida Ferreira

TEORIA DA COCULPABILIDADE E DESOBEDIÊNCIA CIVIL: Alternativa ao Direito Penal máximo para efetivação dos Direitos Humanos fundamentais; ; Início: 2014; Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós Graduação em Direitos Humanos) - Instituto DH; (Orientador);

Marcilene Aparecida Ferreira

TEORIA DA COCULPABILIDADE E DESOBEDIÊNCIA CIVIL: Alternativas ao Direito Penal máximo para efetivação dos Direitos Humanos fundamentais; ; 2014; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós Graduação em Direitos Humanos) - Instituto DH; Orientador: Marcilene Aparecida Ferreira;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

CARNEIRO, M. R. O. . Fórum Livre de Arquitetura e Urbanismo - FLAU. 2017. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2016 - Atual

Cáritas Brasileira Regional Minas Gerais

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Advogada, Carga horária: 30