LUANDA PEREIRA SOARES

Possui Graduação em Ciências Biológicas (Bacharelado e Licenciatura) pela Universidade Federal do Ceará (2008), Mestrado em Oceanografia (Área de concentração Oceanografia Biológica) pela Universidade Federal de Pernambuco (2011) e Doutorado em Biodiversidade Vegetal e Meio Ambiente pelo Instituto de Botânica do Estado de São Paulo (2015). Tem experiência nas áreas de Botânica e Oceanografia, com ênfase em taxonomia de macroalgas marinhas bentônicas, atuando principalmente nos seguintes temas: taxonomia de macroalgas de ecossistemas recifais e costões rochosos, filogenia molecular de algas marinhas vermelhas, coleções históricas de macroalgas e macroalgas como bioindicadoras da qualidade ambiental.

Informações coletadas do Lattes em 05/04/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Biodiversidade Vegetal e Meio Ambiente

2011 - 2015

Instituto de Botánica
Título: Diversidade das rodofíceas marinhas bentônicas do Estado do Ceará, Brasil, baseada em evidências morfológicas e moleculares
Mutue Toyota Fujii. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Grande área: Ciências BiológicasGrande Área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Taxonomia Vegetal / Especialidade: Taxonomia de Criptógamos. Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Biologia Molecular.

Mestrado em Oceanografia

2009 - 2011

Universidade Federal de Pernambuco
Título: Macroalgas epífitas nos recifes da Praia de Boa Viagem, município de Recife, Pernambuco, Brasil,Ano de Obtenção: 2011
Mutue Toyota Fujii.Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco, FACEPE, Brasil. Grande área: Ciências Exatas e da TerraGrande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Oceanografia / Subárea: Oceanografia Biológica / Especialidade: Interação entre os Organismos Marinhos e os Parâmetros Ambientais. Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Taxonomia Vegetal / Especialidade: Taxonomia de Criptógamos.

Graduação em Ciências Biológicas - Bacharelado

2004 - 2008

Universidade Federal do Ceará
Título: Ceramiales (Rhodophyta) da Praia de Iparana, município de Caucaia, Ceará, Brasil
Orientador: Ana Cecília Menezes Fortes-Xavier

Graduação em Ciências Biológicas - Licenciatura

2004 - 2008

Universidade Federal do Ceará

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Pós-doutorado

2015 - 2016

Pós-Doutorado. , Instituto de Botânica, IBT, Brasil. , Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. , Grande área: Ciências Biológicas, Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Taxonomia Vegetal / Especialidade: Taxonomia de Criptógamos. , Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Biologia Molecular.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2018 - 2018

Sequenciamento de nova geração e aplicações à sistemática. (Carga horária: 60h). , Universidade de São Paulo, USP, Brasil.

2016 - 2016

Métodos de Análise Filogenética e Filogenômica. (Carga horária: 36h). , Laboratório Nacional de Computação Científica, LNCC, Brasil.

2014 - 2014

Molecular phylogenetics: from sequences to trees. (Carga horária: 16h). , Sociedade Brasileira de Ficologia, SBFIC, Brasil.

2014 - 2014

Situação atual da família Rhodomelaceae. (Carga horária: 40h). , Instituto de Botânica, IBT, Brasil.

2012 - 2012

Evolução de Algas. (Carga horária: 12h). , Universidade de São Paulo, USP, Brasil.

2010 - 2010

Sistemática da tribo Ceramieae (Rhodophyta). (Carga horária: 16h). , Sociedade Brasileira de Ficologia, SBFIC, Brasil.

2010 - 2010

Gerenciamento Costeiro Integrado. (Carga horária: 6h). , Instituto Oceanográfico, IO, Brasil.

2010 - 2010

Índices de diversidade e análise de comunidades. (Carga horária: 40h). , Instituto de Botânica, IBT, Brasil.

2009 - 2009

Biologia de Algas Marinhas Bentônicas. (Carga horária: 60h). , Instituto de Botânica, IBT, Brasil.

2009 - 2009

Licenciamento ambiental: aspectos conceituais e es. (Carga horária: 9h). , Universidade Católica de Pernambuco, UNICAP, Brasil.

2007 - 2007

Biologia de Mamíferos Aquáticos. (Carga horária: 10h). , Universidade Federal do Ceará, UFC, Brasil.

2007 - 2007

Anatomia Ecológica. (Carga horária: 10h). , Universidade Regional do Cariri, URCA, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Espanhol

Compreende Razoavelmente, Lê Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Taxonomia Vegetal/Especialidade: Taxonomia de Criptógamos.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Biologia Molecular.

    Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Oceanografia / Subárea: Oceanografia Biológica.

    Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Oceanografia / Subárea: Oceanografia Biológica/Especialidade: Interação entre os Organismos Marinhos e os Parâmetros Ambientais.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

VI Simpósio Acadêmico de Biologia Marinha.Algas marinhas bentônicas como ferramenta para avaliação do estado de conservação dos ecossistemas costeiros brasileiros e recuperação do banco de algas. 2018. (Simpósio).

24ª Reunião Anual do Instituto de Botânica. 2017. (Encontro).

Semana de Atualizações em Ciências Agrárias.Diversidade e Amostragem de Algas. 2017. (Encontro).

VI Workshop RedeAlgas: Biotechnology and Sustainibility. Ferramentas moleculares em coleções científicas: desvendando o passado para entender o presente. 2017. (Congresso).

XIII Congresso de Ecologia/III International Symposium of Ecology and Evolution. Biogeografia de Rhodophyta: Exemplos com base em evidências moleculares. 2017. (Congresso).

XVI Congresso Brasileiro de Ficologia. Caracterização morfológica e molecular de Calliblepharis (Cystocloniaceae, Rhodophyta) no Brasil. 2016. (Congresso).

V Workshop RedeAlgas: Biotecnologia e Sustentabilidade. Morphological and molecular approach of flattened representatives of Gracilariaceae (Rhodophyta) from Ceará. 2015. (Congresso).

X Congreso de Ficología de Latinoamerica y El Caribe. Caracterização morfológica e molecular de Gracilaria cearensis (Gracilariales, Rhodophyta) no Brasil. 2014. (Congresso).

XV Congresso Brasileiro de Ficologia. Novas ocorrências de rodofíceas marinhas bentônicas no estado do Ceará. 2014. (Congresso).

IV Latin American Congress for Algae Biotechnology and IV Workshop of Brazilian Network of Marine Algae Technology. 2013. (Congresso).

15ª Semana Temática da Biologia. 2012. (Simpósio).

19ª Reunião Anual do Instituto de Botânica.Abundância das macroalgas epífitas em ambientes recifais da Praia de Boa Viagem, Recife-PE, Brasil. 2012. (Encontro).

Workshop on Marine Data Management: Perspectives and Research. 2012. (Seminário).

18ª Reunião Anual do Instituto de Botânica.Variação espacial e temporal das macroalgas epífitas e seu uso como bioindicadoras em Boa Viagem (Recife-PE). 2011. (Encontro).

III Workshop da RedeAlgas: biodiversidade, aplicação tecnológica e sustentabilidade. Variação espacial e temporal das macroalgas epífitas e seu uso como bioindicadoras em Boa Viagem (Recife - PE), Brasil. 2011. (Congresso).

IX Congreso de Ficología de Latinoamérica y el Caribe. 2011. (Congresso).

XIV Congresso Latino-americano de Ciências do Mar. 2011. (Congresso).

17ª Reunião Anual do Instituto de Botânica. 2010. (Encontro).

International Symposium on Phylogeography. 2010. (Simpósio).

IV Congresso Brasileiro de Oceanografia. 2010. (Congresso).

I Workshop Brasileiro sobre Lixo Marinho. 2010. (Encontro).

Workshop on Marine Biodiversity: Current Advances on Bioprospecting, Biogeography and Phylogeography. 2010. (Outra).

XIII Congresso Brasileiro de Ficologia. 2010. (Congresso).

XXII Semana Nacional de Oceanografia. 2010. (Congresso).

5º Encontro Internacional das Águas. 2009. (Encontro).

59º Congresso Nacional de Botânica. 2008. (Congresso).

Congresso Estadual de Software Livre - Ceará. 2008. (Congresso).

II Maratona do Conhecimento da UFC. 2008. (Congresso).

XVII Encontro de Iniciação à Docência. 2008. (Encontro).

Ciclo de Palestras 2007.2. 2007. (Outra).

XX Semana da Biologia - "Por acaso biólogos?". 2007. (Encontro).

XXX Reunião Nordestina de Botânica. 2007. (Outra).

I Jornada Nordestina de Literatura. 2003. (Encontro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Helena Rodrigues Fragoso

GUILARDI-LOPES, N. P.; DIAS, G. M.;SOARES, L. P.. Monitoramento de uma comunidade tropical de macroalgas: variação sazonal e relação com fatores abióticos. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do ABC.

Aluno: Daniella Harumi Chen

Fujii, M. T.SOARES, L. P.; ACOSTA, M. B. R.. Família Dasyaceae (ceramiales, Rhodophyta) no estado de São Paulo, Brasil, baseada em "barcoding", morfologia e distribuição geográfica. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Presbiteriana Mackenzie.

SOARES, L. P.; VIEIRA, E.; WESTPHALEN, M.. Comisão Avaliadora do Prêmio Frederico Carlos Hoehne. 2017. Instituto de Botânica.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Silvia Maria Pita de Beauclair Guimarães

FUJII, MUTUE T.; OLIVEIRA, M. C.;YONESHIGUE-VALENTIN, Y.GUIMARÃES, SÍLVIA M. P. B.; COCENTINO, A. L.. Diversidade das rodofíceas marinhas bentõnicas do estado do Ceará, Brasil, baseada em evidências morfológicas e moleculares. 2015. Tese (Doutorado em Biodiversidade Vegetal e Meio Ambiente) - Instituto de Botânica.

Eliete Lima de Paula Zárate

PAULA - ZÁRATE, E. L.; MATIAS, L. Q.; BEZERRA, C. L. F.. Ceramiales (Rhodophyta) da praia de Iparana, Caucaia, Ceará, Brasil. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Ceará.

Andréa Tucci

TUCCI, A.; CASSANO, V.; LOPES, N. P. G.. Diversidade das rodofíceas marinhas bentônicas do Estado do Ceará, Brasil, baseada em evidencias morfológicas e moleculares. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Biodiversidade Vegetal e Meio Ambiente) - Instituto de Botânica.

Mutue Toyota Fujii

FUJII, M. T.; COCENTINO, A. L. M.; Neumann-Leitão, S.. Macroalgas epífitas como ferramenta para diagnóstico ambiental nos recifes da Praia de Boa Viagem, município de Recife, PE, Brasil. 2011. Dissertação (Mestrado em Oceanografia) - Universidade Federal de Pernambuco.

Mutue Toyota Fujii

FUJII, M. T.YONESHIGUE-VALENTIN, Y.COCENTINO, A. L. M.OLIVEIRA, M. C.GUIMARÃES, S. M. P. B.. Diversidade das Rodofíceas marinhas bentônicas do Estado do Ceará, Brasil, baseada em evidências morfológicas e moleculares. 2015. Tese (Doutorado em Biodiversidade Vegetal e Meio Ambiente) - Instituto de Botânica.

Lígia Queiroz Matias

MATIAS, L. Q.. Ceramiales (Rhodophyta) da Praia de Iparana, Município de Caucaia, Ceará, Brasil. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Ceará.

Yocie Yoneshigue Valentin

FUJII, M. T.VALENTIN, YOCIE YONESHIGUE. Diversidade das rodofíceas marinhas bentônicas do Estado do Ceará, Brasil, baseada em evidências morfológicas e moleculares. 2015. Tese (Doutorado em Biodiversidade Vegetal e Meio Ambiente) - Instituto de Botânica.

Valéria Cassano

TUCCI, A.;CASSANO, Valéria; GUILARDI-LOPES, N. P.. Diversidade das rodofíceas marinhas bentônicas do estado do Ceará, Brasil, baseada em evidências morfológicas e moleculares. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Biodiversidade Vegetal e Meio Ambiente) - Instituto de Botânica.

Sigrid Neumann Leitão

LEITÃO, S. N.; FUGII, M. T.; COCENTINO, A. M.. MACROALGAS EPÍFITAS COMO FERRAMENTA PARA A AVALIAÇÃO DA QUALIDADE AMBIENTAL NOS RECIFES DA PRAIA DE BOA VIAGEM, MUNICÍPIO DE RECIFE, PERNAMBUCO, BRASIL. 2011. Dissertação (Mestrado em Oceanografia) - Universidade Federal de Pernambuco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Miron Gonçalves Marins

Definindo espécies da ordem Rhodymeniales (Rhodophyta) no Brasil, com base em morfologia e marcadores moleculares; Início: 2018; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Paulista; (Orientador);

Miron Gonçalves Marins

Definindo espécies de Ceratodictyon (Lomentariaceae, Rhodophyta) no Brasil, com base em morfologia e sequências de DNA; Início: 2018 - Instituto de Botânica, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

Daniella Harumi Chen

Resgate histórico e etiqueta molecular dos espécimes tipo de Ceramiales (Rhodophyta) da costa brasileira, depositados nos herbários SP e SPF; 2016; Dissertação (Mestrado em Biodiversidade Vegetal e Meio Ambiente) - Instituto de Botânica, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Luanda Pereira Soares;

Helena Rodrigues Fragoso

Obtenção de marcadores moleculares dos holótipos e topótipos de macroalgas marinhas vermelhas (exceto Ceramiales) da costa brasileira; 2018; Iniciação Científica - Instituto de Botânica, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Luanda Pereira Soares;

Caroline Rodrigues de Souza

Resgate virtual dos holótipos de macroalgas marinhas vermelhas, exceto Ceramiales, dos herbários SP e SPF; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Metodista de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Luanda Pereira Soares;

Elizabeth Armenis

Diversidade e filogenia do complexo Laurencia (Rhodophyta) no Oceano Atlântico tropical e subtropical; 2015; Orientação de outra natureza - Florida International University; Orientador: Luanda Pereira Soares;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Ana Cecília Menezes Fortes

Ceramiales (Rhodophyta) da Praia de Iparana, município de Caucaia, Ceará, Brasil; ; 2008; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Ceará; Orientador: Ana Cecília Menezes Fortes;

Eliete Lima de Paula Zárate

Ceramiales (Rhodophyta) da Praia de Iparana,município de Caucaia, Ceará, Brasil; 2008; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Ceará, Universidade federal do Ceará; Orientador: Eliete Lima de Paula Zárate;

Mutue Toyota Fujii

Macroalgas epífitas como ferramenta para diagnóstico ambiental nos recifes da Praia de Boa Viagem, município de Recife, PE, Brasil; 2011; Dissertação (Mestrado em Oceanografia) - Universidade Federal de Pernambuco, Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco; Orientador: Mutue Toyota Fujii;

Mutue Toyota Fujii

Diversidade das rodofíceas marinhas bentônicas do Estado do Ceará, Brasil, baseada em evidências morfológicas e moleculares; 2015; Tese (Doutorado em Biodiversidade Vegetal e Meio Ambiente) - Instituto de Botânica, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Mutue Toyota Fujii;

Mutue Toyota Fujii

2015; Instituto de Botânica, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Mutue Toyota Fujii;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • SOARES, L. P. ; Fujii, M. T. ; DIAZ-TAPIA, P. ; HOMMERSAND, M. H. . A molecular and morphological reinvestigation of topotype specimens of Calliblepharis occidentalis (Cystocloniaceae, Rhodophyta). PHYCOLOGIA , v. 58, p. 1-11, 2019.

  • SOARES, L. P. ; GURGEL, C. F. D. ; Fujii, M. T. . . (Gracilariales, Rhodophyta), a new flattened species from northeast Brazil based on morphological and molecular evidence. PHYCOLOGIA , v. 57, p. 345-353, 2018.

  • SOARES, L. P. ; CARNEIRO, P. B. M. ; Fujii, M. T. . New records of red seaweeds to the coast of Ceará State, northeastern Brazil. HOEHNEA , v. 45, p. 323-348, 2018.

  • SOARES, L. P. ; GURGEL, C. F. D. ; Fujii, M. T. . Taxonomic reassessment of Gracilaria cearensis (Rhodophyta, Gracilariales), a poorly defined yet common flattened species based on morphological and molecular analysis including topotype collections . Phytotaxa (on-line) , v. 201, p. 241-255, 2015.

  • SOARES, L. P. ; Fujii, M. T. . Novas ocorrências de macroalgas marinhas bentônicas no estado de Pernambuco, Brasil. Rodriguesia , v. 63, p. 557-570, 2012.

  • SOARES, L. P. ; Fujii, M. T. . Epiphytic macroalgae from Boa Viagem Beach, Recife, Pernambuco state, Brazil. CHECK LIST, JOURNAL OF SPECIES LIST AND DISTRIBUTION , v. 8, p. 662, 2012.

  • Vasconcelos, E. R. T. P. P. ; Reis, T. N. V. ; GUIMARAES-BARROS, N. C. ; SOARES, L. P. ; MIRANDA, G. E. C. ; Cocentino, A. L. M. . Métodos de amostragem para comunidades de macroalgas marinhas em recifes de arenito. REVISTA BRASILEIRA DE ENGENHARIA DE PESCA , v. 6, p. 17-29, 2011.

  • SOARES, L. P. ; Fujii, M. T. . Estrutura da assembléia de macroalgas epífitas nos recifes de Boa Viagm, Recife-PE, Brasil. In: XIV Congresso Latino-Americano de Ciências do Mar, 2011, Balneário Camboriú. Anais do XIV Congresso Latino-Americano de Ciências do Mar, 2011.

  • SOARES, L. P. ; Fujii, M. T. . Adições a flora de macroalgas marinhas bentônicas do Estado de Pernambuco, Brasil. In: XIV Congresso Latino-Americano de Ciências do Mar, 2011, Balneário Camboriú. Anais do XIV Congresso Latino-Americano de Ciências do Mar, 2011.

  • SOARES, L. P. ; Reis, T. N. V. ; BERNARDI, J. ; BARROS, N. C. L. G. ; MINEI, C. C. ; Areces, A. J. ; Guimaraes, S. M. P. B. ; Fujii, M. T. . Macroalgas marinhas bentônicas como indicadoras da qualidade ambiental nas praias do litoral norte do Estado de São Paulo, Brasil.. In: IV Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2010, Rio Grande. Anais do IV Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2010.

  • SOARES, L. P. ; BEZERRA, C. L. F. ; PAULA-ZARATE, E. L. ; Fortes-Xavier, A. C. M. . Taxonomia e distribuição das famílias Ceramiaceae e Rhodomelaceae (Ceramiales, Rhodophyta) na Praia de Iparana, município de Caucaia, Ceará, Brasil.. In: IV Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2010, Rio Grande. Anais do IV Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2010.

  • Vasconcelos, E. R. T. P. P. ; SOARES, L. P. ; Reis, T. N. V. ; BARROS, N. C. L. G. ; MIRANDA, G. E. C. ; Cocentino, A. L. M. . Comparação de métodos de amostragem de macroalgas marinhas bentônicas em recifes de arenito na Praia de Boa Viagem, Recife - PE, Brasil.. In: IV Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2010, Rio Grande. Anais do IV Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2010.

  • SOARES, L. P. ; Reis, T. N. V. ; BARROS, N. C. L. G. ; ARAUJO, P. G. ; SILVA, I. B. ; Vasconcelos, E. R. T. P. P. ; Cocentino, A. L. M. ; Areces, A. J. ; Fujii, M. T. . Índice de Qualidade Ambiental utilizando macroalgas como bioindicadoras nas praias de Boa Viagem, Suape e Tamandaré, Pernambuco, Brasil.. In: IV Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2010, Rio Grande. Anais do IV Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2010.

  • SOARES, L. P. ; Fujii, M. T. . Aspectos qualitativos do epifitismo em macroalgas marinhas bentônicas na praia de Boa Viagem, Recife - PE, Brasil. In: XXII Semana Nacional de Oceanografia, 2010, Itanhaém. Anaia da XXII Semana Nacional de Oceanografia, 2010.

  • FRAGOSO, H. R. ; SOARES, L. P. ; Fujii, M. T. . Estudos moleculares revelam que a diversidade de Cryptonemia (Halymeniales, Rhodophyta) no Brasil está subestimada. In: 25ª Reunião Anual do Instituto de Botânica, 2018, São Paulo. Anais da 25ª Reunião Anual do Instituto de Botânica, 2018.

  • SOARES, L. P. ; Fujii, M. T. ; Guimaraes, S. M. P. B. ; DIAZ-TAPIA, P. ; HOMMERSAND, M. H. . Caracterização morfológica e molecular de Calliblepharis (Cystocloniaceae, Rhodophyta) no Brasil. In: XVI Congresso Brasileiro de Ficologia, 2016, Parnaíba. Anais do XVI Congresso Brasileiro de Ficologia, 2016.

  • SOARES, L. P. ; Fujii, M. T. . Afinidades ficoflorísticas das rodofíceas marinhas bentônicas do estado do Ceará. In: XV Congresso Brasileiro de Ficologia, 2014, São Lourenço. Anais do XV Congresso Brasileiro de Ficologia, 2014.

  • SOARES, L. P. ; Fujii, M. T. . Novas ocorrências de rodofíceas marinhas bentônicas no estado do Ceará. In: XV Congresso Brasileiro de Ficologia, 2014, São Lourenço. Anais do XV Congresso Brasileiro de Ficologia, 2014.

  • SOARES, L. P. ; Guimaraes, S. M. P. B. ; Yokoya, N. S. ; YONESHIGUE-VALENTIN, Y. ; BATISTA, M. G. S. ; Fujii, M. T. . Gênero Madagascaria (Compsopogonophyceae, Rhodophyta), diminuta alga crostosa descoberta através de cultura in vitro, ocorrendo pela primeira vez no Oceano Atlântico. In: XVII Congresso Brasileiro de Ficologia, 2018, Natal. Anais do XVII Congresso Brasileiro de Ficologia, 2018.

  • PONTES, B. C. A. ; MACHADO, L. P. ; BERTINI, G. ; IZUMI, K. S. ; MIRANDA, E. K. S. ; SOARES, L. P. . Revelando a diversidade marinha no Vale do Ribeira: Guias Ilustrados de macroalgas e invertebrados. In: 3º Encontro de Extensão Universitária - UNESP CERe, 2017, Registro. Anais do 3º Encontro de Extensão Universitária - UNESP CERe, 2017.

  • SOARES, L. P. ; GURGEL, C. F. D. ; Fujii, M. T. . Molecular and morphological evidence reveal a potential new species of Gracilaria (Rhodophyta) from Brazil. In: XI Congreso de Ficología de Latinoamérica y el Caribe/IX Reunión Iberoamericana de Ficología, 2017, Santiago de Cali. Anais do XI Congreso de Ficología de Latinoamérica y el Caribe, 2017. p. 262-262.

  • CASSANO, V. ; VEGAS, B. E. V. ; ARDITO, S. ; GOMEZ, S. ; SOARES, L. P. ; SENTIES, A. ; COLLADO-VIDES, L. ; Fujii, M. T. . Análises moleculares revelam uma potencial espécie nova do complexo Laurencia (Ceramiales, Rhodophyta) na costa venezuelana. In: XI Congreso de Ficología de Latinoamérica y el Caribe/IX Reunión Iberoamericana de Ficología, 2017, Santiago de Cali. Anais do XI Congreso de Ficología de Latinoamérica y el Caribe, 2017. p. 236-236.

  • CHEN, D. H. ; SOARES, L. P. ; Fujii, M. T. . Relações filogenéticas e morfologia de Spyridiocolax capixaba (Ceramiaceae, Rhodophyta), uma espécie parasita endêmica do Brasil. In: VI Workshop RedeAlgas: Biotechnology and Sustainability, 2017, Arraial do Cabo. Abstract Book of VI Workshop RedeAlgas: Biotechnology and Sustainability, 2017.

  • SOARES, L. P. ; GURGEL, C. F. D. ; WYNNE, M. J. ; Fujii, M. T. . A new species of Gracilaria (Gracilariales, Rhodophyta) from the G. domingensis morphological species-complex revealed by rbcL DNA sequence analysis. In: VI Workshop RedeAlgas: Biotechnology and Sustainability, 2017, Arraial do Cabo. Abstract Book of VI Workshop RedeAlgas: Biotechnology and Sustainability, 2017.

  • SOARES, L. P. ; GURGEL, C. F. D. ; Fujii, M. T. . Morphological and molecular approach of flattened representatives of Gracilariaceae (Rhodophyta) from Ceara. In: V Workshop Redealgas: Biotecnologia e Sustentabilidade, 2015, Arraial do Cabo. Anais do V Workshop Redealgas, 2015.

  • SOARES, L. P. ; Fujii, M. T. . Caracterização morfológica e molecular de Gracilaria cearensis (Gracilariales, Rhodophyta) no Brasil. In: X Congrso de Ficología de Latinoamerica y El Caribe, 2014, Metepec. Anais do X congreso de Ficología de Latinoamerica y el Caribe, 2014.

  • SOARES, L. P. ; Fujii, M. T. . Biodiversidade de rodofíceas marinhas bentônicas do Estado do Ceará, Brasil. In: IV Latin American Congress for Algae Biotechnology and IV Workshop of Brazilian Network of Marine Algae Technology, 2013, Florianópolis. Anais do IV Latin American for Algae Biotechnology and IV Workshop of Brazilian Network of Marine Algae Technology, 2013.

  • SOARES, L. P. ; Fujii, M. T. . Abundância das macroalgas epífitas em ambientes recifais da Praia de Boa Viagem, Recife-PE, Brasil. In: 19ª Reunião Anual do Instituto de Botânica, 2012, São Paulo. Anais da 19ª Reunião Anual do Instituto de Botânica, 2012.

  • SOARES, L. P. ; Fujii, M. T. . Variação espacial e temporal das macroalgas epífitas e seu uso como bioindicadoras em Boa Viagem (Recife - PE), Brasil. In: III Workshop da RedeAlgas: biodiversidade, aplicação tecnológica e sustentabilidade, 2011, Paty do Alferes - RJ. Anais do III Workshop da Redealgas. Paty do Alferes, 2011. p. 97-98.

  • SOARES, L. P. ; Fujii, M. T. . Utilização do epifitismo em macroalgas marinhas na avaliação da qualidade ambiental de recifes tropicais. In: IX Congreso de Ficología de Latinoamérica y el Caribe, 2011, La Plata. Anais do IX Congreso de Ficología de Latinoamérica y el Caribe, 2011.

  • SOARES, L. P. ; Fujii, M. T. . Macroalgas marinhas epífitas nos recifes de Boa Viagem, Nordeste do Brasil. In: IX Congreso de Ficología de Latinoamérica y el Caribe, 2011, La Plata. Anais do IX Congreso de Ficología de Latinoamérica y el Caribe, 2011.

  • SOARES, L. P. ; Vasconcelos, E. R. T. P. P. ; Reis, T. N. V. ; BARROS, N. C. L. G. ; Cocentino, A. L. M. ; Fujii, M. T. . Composição taxonômica da ficoflora epífita dos recifes da Praia de Boa Viagem, Recife, Pernambuco, Brasil. In: XIII Congresso Brasileiro de Ficologia, 2010, Paraty. Anais do XIII Congresso Brasileiro de Ficologia, 2010.

  • SOARES, L. P. ; ARAUJO, P. G. ; Reis, T. N. V. ; BARROS, N. C. L. G. ; SILVA, I. B. ; Vasconcelos, E. R. T. P. P. ; Cocentino, A. L. M. ; Fujii, M. T. . Uso das macroalgas marinhas na bioindicação das praias de Boa Viagem, Suape e Tamandaré, PE - Brasil, através do Índice de Qualidade Ambiental (IQA). In: XIII Congresso Brasileiro de Ficologia, 2010, Paraty. Anais do XIII Congresso Brasileiro de Ficologia, 2010.

  • Reis, T. N. V. ; BARROS, N. C. L. G. ; Vasconcelos, E. R. T. P. P. ; SOARES, L. P. ; Cocentino, A. L. M. ; Fujii, M. T. . O gênero Acetabularia na região portuária de Suape - PE: adições para a flora ficológica do litoral do Estado. In: XIII Congresso Brasileiro de Ficologia, 2010, Paraty. Anais do XIII Congresso Brasileiro de Ficologia, 2010.

  • Vasconcelos, E. R. T. P. P. ; Reis, T. N. V. ; BARROS, N. C. L. G. ; SOARES, L. P. ; MIRANDA, G. E. C. ; Cocentino, A. L. M. . Estudo comparativo de metodologias de coleta para comunidades de macroalgas marinhas nos recifes de Boa Viagem, Recife - PE. In: XIII Congresso Brasileiro de FicologiaPara, 2010, Paraty. Anais do XIII Congresso Brasileiro de Ficologia, 2010.

  • Reis, T. N. V. ; SOARES, L. P. ; BERNARDI, J. ; BARROS, N. C. L. G. ; MINEI, C. C. ; Areces, A. J. ; Guimaraes, S. M. P. B. ; Fujii, M. T. . Macroalgas indicadoras da qualidade ambiental nas praias de Domingas Dias, Martim de Sá e Cigarras - São Paulo, Brasil. In: XIII Congresso Brasileiro de Ficologia, 2010, Paraty. Anais do XIII Congresso Brasileiro de Ficologia, 2010.

  • SOARES, L. P. ; Fortes-Xavier, A. C. M. ; PAULA-ZARATE, E. L. . Ceramiales (Rhodophyta) da Praia de Iparana, Município de Caucaia, Ceará-Brasil. In: 59º Congresso Nacional de Botânica, 2008, Natal. Anais do 59º Congresso Nacional de Botânica. Natal: Imagem Gráfica, 2008.

  • SOARES, L. P. ; MUNGUBA, I. F. . Visualização de esclereídes do fruto da pera nas aulas práticas de microscopia nas disciplinas de Biologia Geral e Biologia Celular Geral. In: XVII Encontro de Iniciação à Docência, 2008, Fortaleza. Anais do XVII Encontro de Iniciação à Docência. Fortaleza, 2008.

  • SOARES, L. P. ; Fortes-Xavier, A. C. M. ; SOUSA, D. J. L. . Cyanophyceae de ambientes subaéreos do Campus do Pici, Universidade Federal do Ceará. In: XXX Reunião Nordestina de Botânica, 2007, Crato. Anais da XXX Reunião Nordestina de Botânica. Crato, 2007.

  • SOARES, L. P. . Algas marinhas bentônicas como ferramenta para avaliação do estado de conservação dos ecossistemas costeiros brasileiros e recuperação do banco de algas. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • SOARES, L. P. . Biogeografia de Algas Marinhas Vermelhas, com base em evidências moleculares. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • Fujii, M. T. ; Vasconcelos, E. R. T. P. P. ; BERNARDI, J. ; SANTOS-GEYER, M. D. ; Cocentino, A. L. M. ; Reis, T. N. V. ; SOUZA, B. B. ; CHEN, D. H. ; RODRIGUES, T. ; SOARES, L. P. ; Areces, A. J. . Cenário atual da biodiversidade e conservação de macroalgas marinhas no Brasil. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • SOARES, L. P. . Ferramentas moleculares em coleções científicas: desvendando o passado para entender o presente. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • SOARES, L. P. . Diversidade e Amostragem de Algas. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

SOARES, L. P. . Taxonomia de macroalgas marinhas bentônicas com ênfase nos representantes do litoral brasileiro. 2017. .

SOARES, L. P. . Artesanato com Algas Marinhas. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2015 - Atual

    Resgate histórico dos holótipos das macroalgas da costa brasileira e etiqueta molecular dos topotipos, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Mutue Toyota Fujii em 18/08/2015., Descrição: A dificuldade de acesso ao material histórico (tipos) depositado nos herbários estrangeiros, aliada às limitadas descrições e ilustrações, acarretam enormes dificuldades na hora de decidir sobre a identificação e delimitação das espécies atuais. O presente estudo está sendo proposto para adicionar uma etiqueta molecular às espécies-tipos ou espécimes topotipos de Rhodophyta, Chlorophyta e Phaeophyceae, que foram propostas a partir de material proveniente da costa brasileira e que ainda não possuem sequências de marcadores moleculares associadas. Entre as macroalgas marinhas somam-se 62 espécies-tipos a partir de material brasileiro. Destas, 19 são históricas, coletadas no século XIX pelos pesquisadores estrangeiros que visitaram o país, sendo muitos deles não-especialistas, e assim refletindo a pobreza de informações sobre o material e também sobre os locais de coleta. Diante disso, surge a necessidade de resgatar essas informações in loco, visitando os herbários no exterior e no Brasil para munir-se de informações sobre os tipos e recoletar material nos mesmos locais das coletas originais. Na impossibilidade de encontrar a localidade-tipo, devido ao desaparecimento, ocupação, e/ou condições inadequadas, áreas próximas serão pesquisadas e espécimes que se identificam com os tipos serão coletados e estudados minuciosamente sob a supervisão das maiores especialistas em taxonomia de macroalgas do país, colaboradoras do presente projeto. Parte desse material será utilizada para obter as sequências dos marcadores moleculares com propósito de ?barcoding?, conforme os protocolos rotineiramente utilizados nos estudos de macroalgas. Paralelamente, pranchas com detalhes morfológicos e anatômicos do material histórico e recente serão preparadas, juntamente com a diagnose e a sequência consenso que caracterizará a etiqueta molecular de cada espécie. As pranchas serão integradas às coleções do Herbário Virtual da Biodiversidade e disponibilizadas para acesso on line. As espécies-tipo propostas mais recentemente estão muito bem documentadas e a maioria já possui sequências de marcadores moleculares associada. Dentre as espécies que integram a presente proposta, três espécies de Rhodophyta foram escolhidas para obtenção do genoma plastidial em uma colaboração internacional com a Universidade de Melbourne, na Austrália, e treinamento de jovem pesquisador. Atualmente, o sequenciamento completo do genoma é uma tendência mundial a fim de obter uma análise mais robusta em sistemática filogenética e informações evolutivas. Finalmente, o projeto pretende contribuir significativamente para o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação no País e estimular a capacidade taxonômica, a fim de ampliar o conhecimento sobre a biodiversidade brasileira.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Luanda Pereira Soares - Integrante / Mutue Toyota Fujii - Coordenador / Silvia M. P. Beauclair Guimaraes - Integrante / Valéria Cassano - Integrante / Yocie Yoneshigue-Valentin - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2012 - Atual

    Diversidade morfológica e molecular das macroalgas marinhas e a alteração na composição das espécies como base para indicação do estado e conservação dos ambientes costeiros nos estados da Paraíba e Pernambuco, Brasil, Descrição: Dentre os ambientes marinhos mais estudados estão as comunidades de recifes costeiros, pois essas possuem uma alta contribuição para a riqueza de espécies e, consequentemente, para a biodiversidade estrutural e funcional do ambiente marinho. Devido a essa riqueza de espécies e diversidade estrutural, os recifes costeiros agregam grande valor paisagístico, turístico e pesqueiro, sendo considerados belezas naturais. No entanto, as atividades como pesca predatória, empreendimentos imobiliários, turismo e crescimento urbano desordenado, podem levar a perda de diversidade e simplificação dos recifes. Sendo assim, o objetivo principal do projeto é aplicar o conhecimento da composição das macroalgas marinhas, em nível molecular e morfológico, a alteração da composição das espécies, como base para indicação do estado de conservação dos ambientes costeiros nos estados da Paraíba e Pernambuco. Para tanto, será utilizado um índice de distúrbio ambiental (IDA), cuja eficácia foi validada em algumas praias submetidas às pressões antrópicas distintas, no estado de Pernambuco, em 2011-2012. A classificação dos habitats da zona entremarés e a identificação de padrões de distribuição das macroalgas nos recifes serão complementados por imagens obtidas através de Remote Operated Vehicle (R.O.V.). Com base nesses dados serão confeccionados os mapas temáticos de sensibilidade ambiental para proposição de áreas marinhas protegidas. As visitas-piloto serão realizadas no primeiro semestre de 2013, e as coletas serão feitas em quatro campanhas nos anos de 2013-2014, sendo duas para cada estação (chuvosa/seca). O desenho amostral será ajustado após as coletas-piloto, de acordo com o número de feições estabelecidas. Para obtenção de dados de frequência das macroalgas, será utilizado o método point-contact transect, o qual consiste em transecções perpendiculares à linha de costa, onde é escolhido um intervalo de distâncias regulares entre um ponto de contato e outro, sendo registrada a espéci. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (6) . , Integrantes: Luanda Pereira Soares - Integrante / Mutue Toyota Fujii - Coordenador / Thiago Nogueira de Vasconcelos Reis - Integrante / Adilma de Lourdes Montenegro Cocentino - Integrante / Arsênio José Areces - Integrante / George Emmanuel Cavalcanti de Miranda - Integrante / Patrícia Guimarães Araújo - Integrante / Nathalia Cristina Guimarães-Barros - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2011 - Atual

    Diversidade das rodofíceas marinhas bentônicas do Estado do Ceará, baseada em evidências morfológicas e moleculares, Descrição: Tradicionalmente a taxonomia das algas vermelhas (Rhodophyta) é baseada em dados de morfologia, anatomia e diferenças no ciclo de vida. Estudos que utilizam somente essas abordagens podem ser prejudicados devido à simplicidade morfológica de alguns representantes e a plasticidade fenotípica associada a fatores ambientais. A utilização da técnica de seqüenciamento de fragmentos curtos de DNA ou ?barcoding? tem se mostrado de grande aplicabilidade na identificação de espécies de Rhodophyta, aliada aos caracteres morfológicos. Porções dos genomas nuclear, plastidial e mitocondrial são usadas como marcadores moleculares, que são porções de DNA utilizadas para diferenciar indivíduos dentro de uma população. Nos últimos anos, o gene mitocondrial que codifica a subunidade I da enzima citocromo c oxidase (Cox1) obteve grande sucesso quando usado com animais, fato que fez com que tal gene fosse considerado um marcador molecular potencial em Rhodophyta. Diante do crescente impacto sobre os ambientes marinhos e de algumas lacunas existentes no conhecimento da diversidade ficológica, este projeto tem o objetivo de fazer um levantamento taxonômico das rodofíceas marinhas bentônicas do Estado do Ceará utilizando caracteres morfológicos e moleculares, visto que tal Estado não possui um inventário completo e atual da sua flora bentônica. As coletas serão realizadas em diversos pontos em todo o litoral cearense nas duas estações do ano, seca e chuvosa. Todo o material será levado ao Núcleo de Pesquisa em Ficologia do Instituto de Botânica, em São Paulo, onde serão realizados todos os procedimentos, inclusive os moleculares. Os estudos morfológicos serão baseados em caracteres morfológicos vegetativos e reprodutivos. Serão consideradas também a distribuição geográfica e a localidade-tipo da espécie, além da comparação das seqüências dos marcadores moleculares selecionados para auxiliar na definição da identidade dos táxons.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Luanda Pereira Soares - Integrante / Mutue Toyota Fujii - Coordenador., Financiador(es): CAPES - Centro Anhanguera de Promoção e Educação Social - Bolsa.

  • 2010 - 2014

    Algas marinhas bentônicas como ferramenta para avaliação do estado de conservação dos ecossistemas costeiros brasileiros e recuperação dos bancos de algas, Descrição: O presente projeto dará continuidade aos estudos da diversidade das algas marinhas bentônicas e apóia a capacitação de profissionais em gestão dos recursos costeiros mediante ações de conservação e recuperação dos bancos de algas. A equipe está vinculada a Programas de Pós-Graduação em três Instituições brasileiras: Biodiversidade Vegetal e Meio Ambiente, do Instituto de Botânica (IBt/SP), Oceanografia, da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE/PE) e Botânica, da Escola Nacional de Botânica Tropical do Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Mediante um enfoque multidisciplinar e inter-institucional pretende-se realizar nos próximos quatro anos as seguintes tarefas: 1) continuar os levantamentos florísticos de macroalgas de trechos pouco coletados ao longo do litoral brasileiro, incluindo as Ilhas continentais e oceânicas e táxons de interesse sob o ponto de vista filogenético utilizando dados morfológicos e moleculares; 2) estudar a estrutura das comunidades de algas; 3) implementar técnicas para o diagnóstico rápido da qualidade ambiental nas zonas costeiras mediante emprego das macroalgas em duas regiões brasileiras: São Paulo (sudeste) e Pernambuco (nordeste); 4) identificar as zonas de maior fragilidade nessas regiões e elaborar os mapas de sensibilidade ambiental correspondentes; 5) desenvolver métodos de cultivo de algas e manejo para a restauração do banco de algas, principalmente as de importância econômica e, finalmente, contribuir para a formação e capacitação de estudantes e profissionais mediante treinamento teórico-prático em técnicas de amostragem para avaliação rápida, assim como oferecer bases conceituais de ecologia de comunidades e de ecofisiologia que sustentem o uso das macroalgas para essas análises.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (5) . , Integrantes: Luanda Pereira Soares - Integrante / Mutue Toyota Fujii - Coordenador / Adilma de Lourdes Montenegro Cocentino - Integrante / Silvia M. P. Beauclair Guimaraes - Integrante / Nair Sumie Yokoya - Integrante / Diclá Pupo Santos - Integrante / Arsênio José Areces - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2014

    Diversidade de algas marinhas bentõnicas baseada em evidências morfológicas, moleculares e distribuição geográfica, com ênfase na Ordem Ceramiales, Descrição: O presente projeto visa contribuir para o conhecimento da diversidade algas marinhas bentônicas, com ênfase na ordem Ceramiales (Rhodophyta), por meio de análises de relações filogenéticas e definição da posição taxonômica dos táxons, com base em dados morfológicos, moleculares (incluindo os denominados barcoding ou barcodes ) e de distribuição geográfica, comparando com as espécies morfologicamente relacionadas do Atlântico tropical e subtropical. A comparação de seqüências de DNA tem sido fundamental para estudos de biodiversidade e de filogenia. Seqüências de marcadores moleculares que permitam a identificação de espécies são denominadas de barcoding ou barcodes e estas, organizadas e disponibilizadas em bancos eletrônicos, podem servir de base para um amplo espectro de estudos que incluem levantamentos de biodiversidade, conservação, identificação de espécies crípticas, detecção de espécies exóticas e/ou ameaçadas de extinção, desenvolvimento de sondas de DNA, estudos taxonômicos e filogenéticos, ecofisiológicos, forenses, etc. Ceramiales é a maior ordem dentre as Rhodophyta, caracterizada por produzir célula auxiliar a partir da célula suporte após a fertilização. Tradicionalmente, a ordem abriga cinco famílias: Ceramiaceae, Delesseriaceae, Dasyaceae, Sarcomeniaceae e Rhodomelaceae, sendo a primeira e a última as fmílias com o maior número de representates. Paralelamente, a posição taxonômica dessas espécies será inferida a partir das análises de parcimônia e Bayesiana das seqüências do gene do cloroplasto que codifica a subunidade grande da Rubisco (rbcL) e de outros marcadores genéticos se forem necessários. Estudos com esse enfoque já vem sendo realizados em representantes do complexo Laurencia (incluindo Chondrophycus, Palisada e Osmundea), que estão amplamente distribuídos nos mares com afinidades tropicais e subtropicais do mundo.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (4) . , Integrantes: Luanda Pereira Soares - Integrante / Mutue Toyota Fujii - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2009 - 2011

    Ficoflora epífita como ferramenta para estudo de qualidade ambiental nos recifes da Praia de Boa Viagem, município de Recife, Pernambuco, Brasil, Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Luanda Pereira Soares - Integrante / Mutue Toyota Fujii - Coordenador / Thiago Nogueira de Vasconcelos Reis - Integrante / Nathalia Cristina Lima Guimaraes Barros - Integrante / Edson Régis Tavares Pessoa Pinho de Vasconcelos - Integrante / Adilma de Lourdes Montenegro Cocentino - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco - Bolsa.

  • 2008 - 2012

    Diagnóstico ambiental dos recifes da Praia de Tamandaré, Pernambuco, Brasil, utilizando macroalgas marinhas bentônicas como bioindicadores, Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Luanda Pereira Soares - Integrante / Mutue Toyota Fujii - Coordenador / Thiago Nogueira de Vasconcelos Reis - Integrante / Nathalia Cristina Lima Guimaraes Barros - Integrante / Edson Régis Tavares Pessoa Pinho de Vasconcelos - Integrante / Adilma de Lourdes Montenegro Cocentino - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco - Bolsa.

  • 2008 - 2012

    Biodiversidade de macroalgas: uma ferramenta indicadora de qualidade ambiental na região do Complexo Portuário de Suape, Pernambuco, Brasil, Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Luanda Pereira Soares - Integrante / Mutue Toyota Fujii - Coordenador / Thiago Nogueira de Vasconcelos Reis - Integrante / Nathalia Cristina Lima Guimaraes Barros - Integrante / Edson Régis Tavares Pessoa Pinho de Vasconcelos - Integrante / Adilma de Lourdes Montenegro Cocentino - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro.

  • 2006 - 2008

    Estudo qualiquantitativo de populações de macroalgas marinhas nas Praias de Pacheco e Iparana, município de Caucaia, Ceará - Brasil, Situação: Desativado; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Luanda Pereira Soares - Integrante / Ana Cecília Menezes Fortes-Xavier - Coordenador.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2018

Prêmio Hoehne - 1º lugar categoria Iniciação Científica para a aluna Helena Rodrigues Fragoso, Instituto de Botânica.

2010

Prêmio Frederico Carlos Hoehne - 2ª colocada na categoria Mestrado, Instituto de Botânica.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Instituto de Botânica, Centro de Pesquisas em Plantas Avasculares e Fungos, Núcleo de Pesquisa em Ficologia. , Av. Miguel Stéfano, 3687, Água Funda, 04301-902 - Sao Paulo, SP - Brasil, Telefone: (11) 50676123, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2017 - Atual

    Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisadora colaboradora

  • 2016 - Atual

    Instituto de Botánica

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisadora colaboradora, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 2015 - 2016

    Instituto de Botánica

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Pós-Doutorado Júnior, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Colaboradora em nível de Pós-Graduação na disciplina Biologia de Algas Marinhas Bentônicas.

  • 2011 - 2015

    Instituto de Botánica

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Doutorado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Atividades

    • 02/2011

      Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Pesquisas em Plantas Avasculares e Fungos, Núcleo de Pesquisa em Ficologia.,Linhas de pesquisa

  • 2009 - 2010

    Universidade Federal de Pernambuco

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Mestrado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Atividades

    • 03/2009 - 02/2011

      Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Tecnologia, Departamento de Oceanografia.,Linhas de pesquisa

  • 2008 - 2008

    Universidade Federal do Ceará

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitoria na disciplina Biologia Geral, Carga horária: 12

  • 2006 - 2008

    Universidade Federal do Ceará

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Estagiária do Laboratório de Ficologia, Carga horária: 12

  • 2006 - 2007

    Universidade Federal do Ceará

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Monitoria voluntária em Criptógamas, Botânica, Carga horária: 12