Maria Teresa Ferreira dos Reis

Possui graduação em Fisioterapia pela UFMG (2018). Foi aluna voluntária e bolsista de iniciação científica (CNPq). Atualmente é mestranda bolsista (CAPES) do programa de Ciências da Reabilitação da UFMG sob orientação da Prof. Christina Danielli Coelho de Morais Faria. Além disso, é membro do grupo de pesquisa em Reabilitação Neurológica do Adulto (NeuroGroup).

Informações coletadas do Lattes em 19/10/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Mestrado em andamento em Ciências da Reabilitação

2019 - Atual

Universidade Federal de Minas Gerais
Orientador: Christina Danielli Coelho de Morais Faria;Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.

Graduação em Fisioterapia

2014 - 2018

Universidade Federal de Minas Gerais
Título: Teste de caminhada de 6 minutos e Incremental Shutlle Walking Test em indivíduos acometidos pelo Acidente Vascular Encefálico: correlação com o nível de atividade física
Orientador: Christina Danielli Coelho de Morais Faria
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2019 - 2019

Atualizações em Fisioterapia na Doença de Parkinson. (Carga horária: 4h). , Associação dos Parkinsonianos de Minas Gerais, ASPARMIG, Brasil.

2018 - 2018

Capacitação Neurofuncional Adulto do Fisioterapeuta. (Carga horária: 16h). , Fisioconsult, FISIOCONSULT, Brasil.

2017 - 2017

Programa de Treinamento no uso do Portal de Periódicos da CAPES. (Carga horária: 2h). , Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.

2017 - 2017

Atendimento Cardiovascular Emergencial. (Carga horária: 4h). , Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.

2016 - 2016

Workshop de Pilates Aparelhos. (Carga horária: 5h). , Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.

2016 - 2016

Inglês: Habilidades Acadêmicas Orais. (Carga horária: 16h). , Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências da Saúde / Área: Fisioterapia e Terapia Ocupacional.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

IV Encontro Científico da ABRAFIN/MG. 2019. (Encontro).

Congresso Brasileiro de Fisioterapia em Saúde da Mulher. 2018. (Congresso).

Simpósio Interdisciplinar da Prematuridade. 2018. (Simpósio).

XXII Congresso Brasileiro de Fisioterapia. Valores de referência do teste do esfigmomanômetro modificado para avaliação clínica da força muscular. 2018. (Congresso).

XXII Congresso Brasileiro de Fisioterapia. Capacidade de exercício em indivíduos pós Acidente Vascular Encefálico: correlação com o nível de atividade física. 2018. (Congresso).

XXVII Semana de Iniciação Científica da UFMG.Eficácia do treino aeróbio no nível de atividade física de indivíduos pós-acidente vascular encefálico: resultados preliminares. 2018. (Outra).

1º Seminário em Terapia Intensiva: da Legislação à Prática Clínica. 2017. (Seminário).

Atividade física para pessoas com deficiência. 2017. (Outra).

Blitz da Saúde CASU/UFMG - Stand de Avaliação do Risco Cardiovascular. 2017. (Outra).

Dia mundial de combate ao AVC. 2017. (Outra).

Encontros com a Ciência e a Prática Profissional na EEFFTO: Aplicação do Modelo Capacidade-Demanda para o entendimento das lesões no esporte. 2017. (Encontro).

Encontros com a Ciência e a Prática Profissional na EEFFTO: Exercício, cérebro e nutrição na saúde e na doença. 2017. (Encontro).

Encontros com a Ciência e a Prática Profissional na EEFFTO: O uso do Hand-Arm Bimanual Intensive Therapy (Habit) na promoção da funcionalidade de crianças com Paralisia Cerebral. 2017. (Encontro).

I Encontro da Pesquisa e Extensão da EEFFTO. 2017. (Encontro).

III Fórum de Saúde Funcional de Minas Gerais. 2017. (Outra).

II Jornada de Fisioterapia Respiratória, Cardiovascular e em Terapia Intensiva. 2017. (Outra).

I Jornada de Dor do HC-UFMG. 2017. (Outra).

I Jornada de Fisioterapia do HC/UFMG. 2017. (Outra).

I Simpósio Mineiro de Fisioterapia em Coluna Vertebral. 2017. (Simpósio).

IV Café com Ciência - Pilates: uma atuação diferenciada em diferentes áreas. 2017. (Outra).

IV Jornada Acadêmica de Puericultura, Pediatria e Adolescência. 2017. (Outra).

Lesões e patologias. 2017. (Outra).

Plataforma vibratória e pilates. 2017. (Outra).

Primeiro socorros em pilates. 2017. (Outra).

XXVI Semana de Iniciação Científica da UFMG.Valores de referência do teste do esfigmomanômetro modificado não adaptado para avaliação clínica da força muscular de membros superiores, membros inferiores e tronco. 2017. (Outra).

2° CONFISIO - Congresso Online de Fisioterapia. 2016. (Congresso).

Avaliação Física e Postural. 2016. (Outra).

Excelência em Atendimento e Introdução ao Método Pilates. 2016. (Outra).

Fisioterapia: Uma paixão sem remédio. 2016. (Outra).

I Encontro Científico de Acadêmicos e Fisioterapeutas - ECAF. 2016. (Encontro).

I Simpósio Mineiro de Avaliação Fisioterapêutica. 2016. (Simpósio).

Semana do Servidor UFMG - Aulão de Pilates Solo. 2016. (Outra).

Workshop: confecção de pôsteres para a XXV Semana de Iniciação Ciêntifica da UFMG. 2016. (Outra).

Workshop: elaboração de resumos científicos para a XXV Semana de Iniciação Científica da UFMG. 2016. (Outra).

XXV Semana de Iniciação Científica da UFMG.Comparação da força muscular avaliada com o Teste do Esfigmomanômetro Modificado entre indivíduos Pós Acidente Vascular Encefálico e indivíduos saudáveis. 2016. (Outra).

Mostra das profissões UFMG. 2015. (Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Christina Danielli Coelho de Morais Faria

Valores de referência e propriedades de medida em idosos do Teste do Esfigmomanômetro Modificado para avaliação clínica da força muscular; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Fisioterapia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Christina Danielli Coelho de Morais Faria;

Christina Danielli Coelho de Morais Faria

Programa de Monitoria de Graduação (PFMG) do Departamento de Fisioterapia; 2018; Orientação de outra natureza; (Fisioterapia) - Universidade Federal de Minas Gerais; Orientador: Christina Danielli Coelho de Morais Faria;

Júlia Caetano Martins

Teste de caminhada de seis minutos e incremental shuttle walk test em indivíduos acometidos pelo acidente vascular encefálico: correlação com o nível de atividade física; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Federal de Minas Gerais; Orientador: Júlia Caetano Martins;

Lívia de Castro Magalhães

Acompanhamento do desenvolvimento da criança pré-termo; 2018; Orientação de outra natureza; (Fisioterapia) - Universidade Federal de Minas Gerais; Orientador: Lívia de Castro Magalhães;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • BRITO, S. A. F ; BENFICA, P. A. ; AGUIAR, L. T. ; REIS, M. T. F. ; BERNARDINO, L. H. N. ; TEIXEIRA-SALMELA, L. F. ; FARIA, C. D. C. M. . Valores de referência da força muscular: uma revisão sistemática com metanálise. In: XXII Congresso Brasileiro de Fisioterapia, 2018, Belo Horizonte. Anais COBRAF, 2018.

  • CRUZ, C. F. ; ARAUJO, E. F. ; MARTINS, J. C. ; AGUIAR, L. T. ; REIS, M. T. F. ; BRITO, S. A. F ; FARIA, C. D. C. M. . Perfil de funcionalidade, incapacidade e saúde de indivíduos pós AVC do distrito sanitário de Venda Nova-BH/MG. In: XXII Congresso Brasileiro de Fisioterapia, 2018, Belo Horizonte. Anais COBRAF, 2018.

  • REIS, M. T. F. ; BENFICA, P. A. ; MARTINS, J. C. ; AGUIAR, L. T. ; BRITO, S. A. F ; BERNARDINO, L. H. N. ; SANTANA, M. M. ; FARIA, C. D. C. M. . Valores de referência do teste do esfigmomanômetro modificado para avaliação clínica na força muscular. In: XXII Congresso Brasileiro de Fisioterapia, 2018, Belo Horizonte. Anais COBRAF, 2018.

  • REIS, M. T. F. ; BERNARDINO, L. H. N. ; GARCIA, L. N. ; MARTINS, J. C. ; AGUIAR, L. T. ; FARIA, C. D. C. M. . Capacidade de exercício em indivíduos pós Acidente Vascular Encefálico: correlação com o nível de atividade física. In: XXII Congresso Brasileiro de Fisioterapia, 2018, Belo Horizonte. Anais COBRAF, 2018.

  • VIANA, R. T. ; ARAUJO, E. F. ; REIS, M. T. F. ; BRITO, S. A. F ; CRUZ, C. F. ; FARIA, C. D. C. M. . Determinantes da autopercepção de saúde de indivíduos pós-AVC usuários da atenção básica: resultados preliminares.. In: XXII Congresso Brasileiro de Fisioterapia, 2018, Belo Horizonte. Anais COBRAF, 2018.

  • REIS, M. T. F. ; AGUIAR, L. T. ; NADEAU, S. ; BRITTO, R. R. ; TEIXEIRA-SALMELA, L. F. ; MARTINS, J. C. ; QUINTINO, L. F. ; BRITO, S. A. F ; FARIA, C. D. C. M. . Eficácia do treino aeróbio no nível de atividade física de indivíduos pós-acidente vascular encefálico: resultados preliminares. In: XXVII Semana de Iniciação Científica da UFMG, 2018, Belo Horizonte. Anais da XXVII Semana de Iniciação Científica da UFMG, 2018.

  • BERNARDINO, L. H. N. ; REIS, M. T. F. ; GARCIA, L. N. ; MARTINS, J. C. ; AGUIAR, L. T. ; FARIA, C. D. C. M. . Capacidade de exercício em indivíduos pós Acidente Vascular Encefálico: correlação com o nível de atividade física. In: XXVII Semana de Iniciação Científica da UFMG, 2018, Belo Horizonte. Anais da XXVII Semana de Iniciação Científica da UFMG, 2018.

  • CRUZ, C. F. ; ARAUJO, E. F. ; VIANA, R. T. ; BRITO, S. A. F ; REIS, M. T. F. ; FARIA, C. D. C. M. . Autopercepção de saúde e seus determinantes em indivíduos pós acidente vascular cerebral usuários da atenção primária. In: XXVII Semana de Iniciação Científica da UFMG, 2018, Belo Horizonte. Anais da XXVII Semana de Iniciação Científica da UFMG, 2018.

  • AGUIAR, L. T. ; NADEAU, S. ; BRITTO, R. R. ; TEIXEIRA-SALMELA, L. F. ; MARTINS, J. C. ; QUINTINO, L. F. ; BRITO, S. A. F ; GARCIA, L. N. ; REIS, M. T. F. ; FARIA, C. D. C. M. . Effects of aerobic training on physical activity in people with stroke: preliminary results of a randomized controlled trial. In: 11th World Stroke Congress, 2018, Montreal. World Stroke Congress Abstracts, 2018. v. 13. p. 3-217.

  • AGUIAR, L. T. ; MARTINS, J. C. ; BENFICA, P. A. ; TEIXEIRA-SALMELA, L. F. ; REIS, M. T. F. ; BRITO, S. A. F ; BERNARDINO, L. H. N. ; SANTANA, M. M. ; FARIA, C. D. C. M. . Assessment of muscle strength with the modified sphygmomanometer test in individuals with sub-acute and chronic stroke: measurement properties and reference values. In: 11th World Stroke Congress, 2018, Montreal. World Stroke Congress Abstracts, 2018. v. 13. p. 3-217.

  • ARAUJO, E. F. ; CRUZ, C. F. ; BRITO, S. A. F ; REIS, M. T. F. ; FARIA, C. D. C. M. . Determinants of self-rated health of individuals with stroke patients of the public health system of Brazil: preliminary results. In: 11th World Stroke Congress, 2018, Montreal. World Stroke Congress Abstracts, 2018. v. 13. p. 3-217.

  • REIS, M. T. F. ; BENFICA, P. A. ; BRITO, S. A. F ; BERNARDINO, L. H. N. ; SANTANA, M. M. ; FARIA, C. D. C. M. . Valores de referência do Teste do Esfigmomanômetro Modificado não adaptado para avaliação clínica da força muscular de membros superiores, membros inferiores e tronco. In: XXVI Semana de Iniciação Científica da UFMG, 2017, Belo Horizonte. Anais da XXVI Semana de Iniciação Científica da UFMG, 2017.

  • GARCIA, L. N. ; MARTINS, J. C. ; REIS, M. T. F. ; BERNARDINO, L. H. N. ; FARIA, C. D. C. M. . Teste de caminhada de seis minutos e shuttle walk test em indivíduos acometidos pelo acidente vascular encefálico: resultados preliminares da correlação com o nível de atividade física. In: XXVI Semana de Iniciação Científica da UFMG, 2017, Belo Horizonte. Anais da XXVI Semana de Iniciação Científica da UFMG, 2017.

  • CRUZ, C. F. ; ARAUJO, E. F. ; REIS, M. T. F. ; BRITO, S. A. F ; FARIA, C. D. C. M. . Perfil de funcionalidade, incapacidade e saúde de indivíduos acometidos pelo acidente vascular cerebral usuários da atenção primária à saúde: resultados de uma unidade básica de saúde do distrito sanitário Venda Nova/BH. In: XXVI Semana de Iniciação Científica da UFMG, 2017, Belo Horizonte. Anais da XXVI Semana de Iniciação Científica da UFMG, 2017.

  • BRITO, S. A. F ; BENFICA, P. A. ; REIS, M. T. F. ; SANTANA, M. M. ; BERNARDINO, L. H. N. ; AGUIAR, L. T. ; FARIA, C. D. C. M. . Valores de referência da força muscular: uma revisão sistemática com metanálise. In: XXVI Semana de Iniciação Científica da UFMG, 2017, Belo Horizonte. Anais da XXVI Semana de Iniciação Científica da UFMG, 2017.

  • SILVA, F. G. ; REIS, M. T. F. ; FARIA, L. A. ; FERREIRA, R. C. ; COLE, C. G. ; CARDOSO, A. A. ; MAGALHAES, L. C. . Prematuridade e desenvolvimento infantil - assistência a bebês nascidos no HC/UFMG. In: XX Encontro de Extensão, 2017, Belo Horizonte. Anais do XX Encontro de Extensão da UFMG, 2017.

  • BERNARDINO, L. H. N. ; BENFICA, P. A. ; REIS, M. T. F. ; BRITO, S. A. F ; SANTANA, M. M. ; FARIA, C. D. C. M. . Valores de referência da força muscular de membros superiores, inferiores e tronco mensurada com o Teste do Esfigmomanômetro Modificado com adaptação da bolsa. In: XXVI Semana de Iniciação Científica da UFMG, 2017, Belo Horizonte. Anais da XXVI Semana de Iniciação Científica da UFMG, 2017.

  • REIS, M. T. F. ; BENFICA, P. A. ; BRITO, S. A. F ; CAMARGO, L. B. A. ; ESTARLINO, L. D. ; BERNARDINO, L. H. N. ; LOCATELLI, K. S. ; FARIA, C. D. C. M. . Comparação da força muscular avaliada com o Teste do Esfigmomanômetro Modificado entre indivíduos Pós Acidente Vascular Encefálico e indivíduos saudáveis. In: XXV Semana de Iniciação Científica da UFMG, 2016, Belo Horizonte. Anais da XXV Semana de Iniciação Científica da UFMG, 2016.

  • BERNARDINO, L. H. N. ; BENFICA, P. A. ; REIS, M. T. F. ; BRITO, S. A. F ; AGUIAR, L. T. ; FARIA, C. D. C. M. . Valores de referência da força muscular: uma revisão sistemática da literatura. In: XXV Semana de Iniciação Científica da UFMG, 2016, Belo Horizonte. Anais da XXV Semana de Iniciação Científica da UFMG, 2016.

  • BRITO, S. A. F ; BENFICA, P. A. ; REIS, M. T. F. ; BERNARDINO, L. H. N. ; ESTARLINO, L. D. ; CAMARGO, L. B. A. ; LOCATELLI, K. S. ; FARIA, C. D. C. M. . Valores de referência da força muscular avaliada com o teste do esfigmomanômetro modificado: resultados preliminares. In: XXV Semana de Iniciação Científica da UFMG, 2016, Belo Horizonte. Anais da XXV Semana de Iniciação Científica da UFMG, 2016.

  • REIS, M. T. F. ; BENFICA, P. A. ; AGUIAR, L. T. ; MARTINS, J. C. ; BERNARDINO, L. H. N. ; BRITO, S. A. F ; SANTANA, M. M. ; FARIA, C. D. C. M. . Valores de referência do teste do esfigmomanômetro modificado para avaliação clínica da força muscular. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • REIS, M. T. F. ; BERNARDINO, L. H. N. ; GARCIA, L. N. ; MARTINS, J. C. ; AGUIAR, L. T. ; FARIA, C. D. C. M. . Capacidade de exercício em indivíduos pós Acidente Vascular Encefálico: correlação com o nível de atividade física. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • REIS, M. T. F. ; AGUIAR, L. T. ; NADEAU, S. ; BRITTO, R. R. ; TEIXEIRA-SALMELA, L. F. ; MARTINS, J. C. ; QUINTINO, L. F. ; BRITO, S. A. F ; FARIA, C. D. C. M. . Eficácia do treino aeróbio no nível de atividade física de indivíduos pós-acidente vascular encefálico: resultados preliminares. 2018. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • REIS, M. T. F. ; BENFICA, P. A. ; BRITO, S. A. F ; BERNARDINO, L. H. N. ; SANTANA, M. M. ; FARIA, C. D. C. M. . Valores de referência do teste do esfigmomanômetro modificado não adaptado para avaliação clínica da força muscular de membros superiores, membros inferiores e tronco. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • REIS, M. T. F. ; BENFICA, P. A. ; BRITO, S. A. F ; CAMARGO, L. B. A. ; ESTARLINO, L. D. ; BERNARDINO, L. H. N. ; LOCATELLI, K. S. ; FARIA, C. D. C. M. . Comparação da força muscular avaliada com o Teste do Esfigmomanômetro Modificado entre indivíduos Pós Acidente Vascular Encefálico e indivíduos saudáveis. 2016. (Apresentação de Trabalho/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

REIS, M. T. F. ; CORDEIRO, A. C. S. ; PAIVA, A. L. C. ; FAJARDO, C. C. ; CLEMENTE, D. M. L. ; GARCIA, L. N. . Intervenção da Fisioterapia na DAP com abordagem voltada para profissionais de saúde. 2017. (Vídeo em comemoração ao Dia Nacional de Combate à Doença Vascular Periférica).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2017 - 2017

    Perfil de funcionalidade, incapacidade e saúde de indivíduos acometidos pelo Acidente Vascular Cerebral e usuários de Unidades Básicas de Saúde da cidade de Belo Horizonte, Descrição: O AVC apresenta elevados índices de incidência e prevalência e é considerado a condição de saúde responsável pela maior parte das incapacidades crônicas em todo o mundo. Os modelos de cuidado integral ao indivíduo acometido pelo AVC preveem a inclusão de diversos pontos de atenção à saúde, incluindo educação popular em saúde, ações da atenção básica, serviços de urgência, Unidades de AVC, cuidados ambulatoriais, reabilitação e reintegração social. Considerando a necessidade de se estruturar as redes de atenção à saúde e de se estabelecer uma Linha de Cuidado para atendimento dos indivíduos com AVC, para melhora no diagnóstico, tratamento e acompanhamento, em 12 de abril de 2012 foi aprova a Linha de Cuidado em AVC no Brasil, pela Portaria nº 665. Esta linha de cuidado foi criada com objetivo de reduzir a morbimortalidade pelo AVC no Brasil, com atendimento integral ao indivíduo, vislumbrando todas as suas demandas de atenção à saúde. Apesar de antes de 2012 já existir o entendimento da importância dessas ações para alcançar melhor tratamento e recuperação dos indivíduos acometidos pelo AVE, devido a sua recente regulamentação, estes indivíduos, atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) anteriormente à data de criação da Linha de Cuidado em AVC, podem não ter recebido o tratamento e seguimento adequado, o que pode ter contribuído para o prejuízo nos cuidados a sua saúde e a sua funcionalidade. Como o AVC é prioridade para a saúde pública nacional, é fundamental a estruturação de cuidados continuados ao paciente, englobando todos os níveis de atenção e atuação multiprofissional, como preconizado pela portaria Portaria nº 665 da Linha de Cuidado em AVC no Brasil. Para isso, o ponto de partida é conhecer o perfil de funcionalidade, incapacidade e saúde dos indivíduos já acometidos pelo AVC e usuários do SUS. Além disso, é fundamental determinar como o indivíduo pós-AVC está sendo acompanhado pela UBS, a organização de cuidados pós-hospitalar (atenção domiciliar, reabilitação integral e rede básica), e como os cuidados específicos e direcionados ao indivíduo pós AVC pode estar relacionada ao seu perfil de funcionalidade, incapacidade e saúde. Portanto, o objetivo deste projeto de pesquisa será determinar o perfil de funcionalidade, incapacidade e saúde dos indivíduos já acometidos pelo AVC e usuários do SUS e o acompanhamento e cuidados oferecidos pela UBS a esses indivíduos, tendo como referencia quatro UBS de Belo Horizonte, cada uma delas situada em um distrito sanitário: Venda Nova, Nordeste, Centro-Sul e Norte. Para isso, será conduzido um estudo exploratório, de base populacional, no qual os indivíduos acometidos pelo AVC e usuários de quatro UBS de Belo Horizonte (UBS Cafezal, UBS Leopoldo Crisóstomo, UBS Primeiro de Maio e UBS Venda Nova) serão convidados a participar. Os mesmos serão informados sobre os procedimentos a serem adotados para o desenvolvimento do estudo e serão incluídos apenas aqueles que concordarem com a sua participação no presente estudo e assinarem o termo de consentimento livre e esclarecido (TCLE) pré-aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da UFMG e da Secretária Municipal de Saúde de Belo Horizonte... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maria Teresa Ferreira dos Reis - Integrante / Christina Danielli Coelho de Morais Faria - Coordenador / Érika de Freitas Araújo - Integrante / Bárbara Paula de Barros Carvalho Pinto - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Eficácia do treino aeróbio no nível de atividade física de indivíduos acometidos pelo acidente vascular encefálico: Um ensaio clínico aleatorizado, Descrição: O Acidente Vascular Encefálico (AVE) apresenta elevada prevalência mundial, e projeções indicam um aumento de mais de 20% na prevalência desta condição de saúde em indivíduos com idade maior ou igual a 18 anos, entre os anos de 2012 e 2030. Esses dados são mais relevantes se considerarmos o processo de envelhecimento populacional que vem ocorrendo rapidamente no Brasil. Com este envelhecimento populacional, é esperado que ocorra um aumento mais expressivo da prevalência de indivíduos pós AVE. Indivíduos pós AVE apresentam uma probabilidade de 62% a 121% maior de receber ajuda com o autocuidado, mobilidade e atividades domésticas do que indivíduos controles pareados pelas características sócio demográficas e co-morbidades, e são 40% mais propensos a ter restrição na participação. Além disso, os indivíduos acometidos pelo AVE apresentam um maior risco de serem acometidos por outras doenças cardiovasculares (DCV), como infarto do miocárdio e AVE recorrente. A atividade física apresenta o potencial de influenciar diversos domínios funcionais e de saúde nos indivíduos após o AVE. Indivíduos pós AVE apresentam baixos níveis de atividade física quando se encontram em ambiente hospitalar e quando se encontram na comunidade. Uma das principais consequências da presença concomitante de outras DCV e das incapacidades comumente observadas na maioria dos indivíduos após o AVE, como fraqueza muscular, redução da aptidão cardiorrespiratória, fadiga, depressão, baixa percepção de qualidade de vida, limitações de mobilidade, e o custo energético elevado do movimento, é o baixo nível de atividade física. Além de poder contribuir para um estilo de vida fisicamente inativo, estas incapacidades também podem ser agravadas pelo baixo nível de atividade física. Assim, todas essas variáveis criam um ciclo vicioso de diminuição da atividade física, problemas de saúde (como maior risco de AVE recorrente ou acometimento por outra DCV) e incapacidades (como fraqueza muscular, redução da aptidão cardiorrespiratória, e aumento da fadiga). O exercício aeróbio, em esteira ou bicicleta ergométrica, pode melhorar vários desfechos de funcionalidade e saúde e um dos objetivos do treinamento aeróbio é aumentar o nível de atividade física dos indivíduos, ampliando assim sua participação na sociedade. Porém, apesar do nível de atividade física ser um importante desfecho após o AVE, capaz de influenciar vários outros desfechos, nenhum estudo investigou os efeitos do treinamento aeróbio isolado sobre o nível de atividade física de indivíduos pós AVE. Adicionalmente, apesar das fortes recomendações para que indivíduos pós AVE realizem exercícios aeróbios regularmente, isto frequentemente não ocorre. Diversas barreiras são citadas para a implementação clínica do treino aeróbio, a falta de recursos, como de equipamentos específicos para treinamento, é uma delas. Para ser mais utilizado na prática clínica, é importante que o treinamento seja viável, dessa forma, o treino aeróbio no solo parece ser uma alternativa prática, além de específica e comumente utilizada, para fornecer o exercício aeróbio. Entretanto, nenhum estudo investigou a eficácia do treinamento aeróbio no solo em indivíduos pós AVE para melhora da aptidão cardiorrespiratória. Portanto, os objetivos primários do presente estudo serão investigar a eficácia de um treinamento aeróbio em esteira e no solo para melhora do nível de atividade física, e a eficácia de um treinamento aeróbio no solo para melhora da aptidão cardiorrespiratória em indivíduos pós AVE. Os objetivos secundários serão investigar a eficácia de um treinamento aeróbio na esteira e de um treinamento aeróbio no solo para melhora da capacidade de exercício, da mobilidade, da qualidade de vida, da participação, e da neuroplasticidade em indivíduos pós-AVE. Trata-se de um Ensaio Clínico Aleatorizado (ECA) com examinador mascarado... , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maria Teresa Ferreira dos Reis - Integrante / Christina Danielli Coelho de Morais Faria - Coordenador / Larissa Tavares Aguiar - Integrante / Julia Caetano Martins - Integrante / Raquel Rodrigue Britto - Integrante / Sylvie Nadeau - Integrante.

  • 2016 - 2016

    Valores de referência e propriedades de medida em idosos do teste do esfigmomanômetro modificado para avaliação clínica da força muscular, Descrição: Os objetivo projeto são: a)investigar as propriedades de medida do Teste do Esfigmomanômetro Modificado (TEM) para avaliação da força muscular de membros superiores, inferiores e tronco em indivíduos idosos, b) determinar o melhor método de utilização do TEM em indivíduos idosos (adaptação da bolsa e sem adaptação), c) identificar a melhor forma de operacionalização das suas medidas (uma repetição, média de duas ou de três repetições) ao ser utilizado neste grupo populacional; e d) determinar valores de referência para os dois métodos de utilização do TEM (adaptação da bolsa ou sem adaptação) para avaliação da força muscular de 42 grupos musculares de membros superiores, inferiores e tronco em indivíduos saudáveis da população brasileira com idade ≥ 20 anos, assim como estabelecer equação de predição para a força muscular de preensão manual destes dois métodos. Considerando a importância do constructo força muscular para a funcionalidade e saúde geral tanto de indivíduos saudáveis quanto de indivíduos com diferentes condições de saúde, e que o TEM apresenta grande potencial para avaliar este constructo no ambiente clínico, uma vez que já apresentou adequadas propriedades de medida para diferentes populações e grupos musculares, e apresenta características que asseguram sua aplicabilidade clínica, torna-se necessário determinar as propriedades de medida do TEM para a avaliação da força muscular de grupos musculares de membros inferiores, membros superiores e tronco, a melhor forma de operacionalização das suas medidas para esta população e os valores de referência para este instrumento considerando os diferentes grupos musculares para os quais vem sendo utilizado, assim como as diferentes faixas etárias e sexo dos indivíduos. Estes valores de referência facilitarão a interpretação clínica dos valores obtidos com o TEM... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Teresa Ferreira dos Reis - Integrante / Christina Danielli Coelho de Morais Faria - Coordenador / Poliana do Amaral Benfica - Integrante / Larissa Tavares Aguiar - Integrante / Julia Caetano Martins - Integrante / Luci Fuscaldi Teixeira-Salmela - Integrante / Paulo P Christo - Integrante / Gisele de Cássia Gomes - Integrante.

  • 2015 - 2015

    Efeito do treinamento intervalar de alta intensidade versos treinamento contínuo de moderada intensidade na capacidade funcional e na qualidade de vida de pacientes com insuficiência cardíaca: ensaio clínico randomizado, Descrição: O objetivo do estudo é comparar os efeitos do treinamento intervalar de alta intensidade com o treinamento contínuo de moderada intensidade na capacidade funcional de indivíduos com Insuficiência Cardíaca, bem como comparar os efeitos dos diferentes protocolos de treinamento na eficiência ventilatória, na segurança, na adesão/aceitação, na realização de atividades de vida diária e na qualidade de vida... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maria Teresa Ferreira dos Reis - Integrante / Lílian Pereira Verardo - Integrante / Raquel Rodrigue Britto - Coordenador / Thiago Henrique da Silva Martins - Integrante / Jéssica Blanco Loures - Integrante / Thaianne C Sérvio - Integrante / Ully Aléxia Caproni Corrêa - Integrante / Gabriela Suellen S Chaves - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2018

Bolsa de Iniciação Científica, CNPq.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2018 - 2018

    Universidade Federal de Minas Gerais

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Iniciação científica, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Aluna de Iniciação científica bolsista , PIBIC/CNPq, colaborando em projetos de pesquisa orientados pela Profa. Christina Danielli Coelho de Morais Faria, na área de Reabilitação Neurológica no Adulto (NeuroGroup).

  • 2018 - 2018

    Universidade Federal de Minas Gerais

    Vínculo: Voluntário, Enquadramento Funcional: Monitoria voluntária, Carga horária: 4

    Outras informações:
    Monitoria voluntária na disciplina de Medidas Clínicas e Observacionais do Departamento de Fisioterapia da EEFFTO/UFMG sob orientação da Profa. Christina Danielli Coelho de Morais Faria.

  • 2017 - 2018

    Universidade Federal de Minas Gerais

    Vínculo: Voluntário, Enquadramento Funcional: Projeto de extensão, Carga horária: 4

    Outras informações:
    Voluntária do projeto de extensão da Faculdade de Medicina da UFMG de acompanhamento do desenvolvimento da criança pré-termo no ambulatório da Criança de Risco (ACRIAR) do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais (HC/UFMG), sob orientação da Profa. Lívia de Castro Magalhães.

  • 2016 - 2017

    Universidade Federal de Minas Gerais

    Vínculo: Voluntário, Enquadramento Funcional: Iniciação científica, Carga horária: 12

    Outras informações:
    Aluna de iniciação científica voluntária, formalmente cadastrada no sistema da PRPq/UFMG, colaborando em projetos de pesquisa orientados pela Profa. Christina Danielli Coelho de Morais Faria, na área de Reabilitação Neurológica no Adulto (NeuroGroup).

  • 2016 - 2017

    Universidade Federal de Minas Gerais

    Vínculo: Voluntário, Enquadramento Funcional: Projeto de extensão, Carga horária: 4

    Outras informações:
    Voluntária do projeto de extensão Pilates CEU/UFMG do programa Atividade física e Saúde do idoso, coordenado pelo Prof. Franco Noce.

  • 2016 - 2016

    Universidade Federal de Minas Gerais

    Vínculo: Voluntário, Enquadramento Funcional: Iniciação científica, Carga horária: 12

    Outras informações:
    Voluntária de iniciação científica, colaborando em projetos de pesquisa orientados pela Profa. Raquel Rodrigues Britto, na área de Desempenho Cardiorrespiratório (LabCare).

    Atividades

    • 01/2017

      Pesquisa e desenvolvimento , Escola de Educação Física, .,Linhas de pesquisa

    • 01/2017

      Pesquisa e desenvolvimento , Escola de Educação Física, .,Linhas de pesquisa

  • 2017 - 2017

    Associação Mineira de Reabilitação

    Vínculo: Voluntário, Enquadramento Funcional: Voluntário em projeto de pesquisa, Carga horária: 35

    Outras informações:
    Colaboração no projeto de pesquisa intitulado: "Efeitos do treinamento intensivo bimanual de braço e mão na função manual de crianças com paralisia cerebral", realizado na Associação Mineira de Reabilitação no período de 10 da 28 de julho de 2017.

  • 2017 - 2017

    Minas Tênis Clube

    Vínculo: Extra curricular, Enquadramento Funcional: Voluntária para Avaliação dos Atletas do MTC, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Semana de Avaliação dos Atletas de Base do Minas Tênis Clube