Guilherme Montandon Chaer

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Viçosa (1998), mestrado em Microbiologia Agrícola pela Universidade Federal de Viçosa (2001) e doutorado em Crop And Soil Science pela Oregon State University (2008). Atualmente é pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) atuando no Centro Nacional de Pesquisa de Agrobiologia. É membro permanente do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais e Florestais da UFRRJ, onde também é professor responsável da disciplina Ciclagem de Nutrientes e Qualidade do Solo em Florestas. Tem experiência nas áreas de Ciências do Solo e Florestais, atuando principalmente nos temas: qualidade do solo; indicadores bioquímicos do solo; ecologia de microorganismos do solo; silvicultura e recuperação de áreas degradadas.

Informações coletadas do Lattes em 05/04/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Crop And Soil Science

2004 - 2008

Oregon State University
Título: Response of Soil Microbial Communities to Physical and Chemical Disturbances: Implications for Soil Quality and Land Use Sustainability
Orientador: Peter Bottomley
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: indicadores de qualidade do solo; índice de qualidade do solo; enzimas do solo; biodiversidade microbiana do solo; choque térmico; sustentabilidade do solo.

Mestrado em Microbiologia Agrícola

1999 - 2001

Universidade Federal de Viçosa
Título: Modelo para determinação de indice de qualidade do solo baseado em indicadores físicos, químicos e microbiologicos.,Ano de Obtenção: 2001
Orientador: Marcos Rogerio Totola
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais, FAPEMIG, Brasil. Palavras-chave: qualidade do solo; indicadores de qualidade do solo; índice de qualidade do solo; manejo eucalipto; análise de componentes principais; enzimas do solo. Grande área: Ciências AgráriasGrande Área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Microbiologia do Solo.

Graduação em Agronomia

1994 - 1998

Universidade Federal de Viçosa

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2011 - 2011

Serviços do Ecossistema. (Carga horária: 24h). , Embrapa Agrobiologia, CNPAB, Brasil.

2003 - 2003

Técnicas Modernas no Estudo de Microorganismos. (Carga horária: 80h). , Universidade Santa Úrsula, USU, Brasil.

2002 - 2002

Extensão universitária em Microscopia Óptica. (Carga horária: 40h). , Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, UENF, Brasil.

2002 - 2002

Microscopia Eletrônica. (Carga horária: 120h). , Universidade Federal de Viçosa, UFV, Brasil.

2001 - 2001

Produção e Processamento de Agaricus blazei. (Carga horária: 16h). , Universidade Federal de Viçosa, UFV, Brasil.

1996 - 1999

Bolsista de Iniciação Científica. (Carga horária: 2880h). , Universidade Federal de Viçosa, UFV, Brasil.

1998 - 1998

Gestão Empresarial - SEBRAE. (Carga horária: 32h). , Universidade Federal de Viçosa, UFV, Brasil.

1998 - 1998

Micorrizas e Nutrição de Eucalipto. (Carga horária: 60h). , Universidade Federal de Viçosa, UFV, Brasil.

1997 - 1997

Pesticidas e Qualidade Ambiental do Solo. (Carga horária: 16h). , Universidade Federal de Viçosa, UFV, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Espanhol

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Microbiologia do Solo/Especialidade: Qualidade do Solo.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Ciência do Solo/Especialidade: Microbiologia e Bioquímica do Solo.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Ciência do Solo/Especialidade: Manejo e Conservação do Solo.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Florestais e Engenharia Florestal / Subárea: Conservação da Natureza/Especialidade: Recuperação de Areas Degradadas.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

CHAER, G. M. ; BALIEIRO, F.C. . Reunião técnica sobre plantios mistos de eucalipto e leguminosas de propósitos múltiplos. 2008. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

Desafios da restauração florestal no estado do Rio de Janeiro. 2017. (Simpósio).

Fertbio 2016. Índices como ferramentas para aferir a qualidade dos solos em sistemas de produção. 2016. (Congresso).

III Reunião Nordestina de Ciência do Solo. Ferramentas para aferir a qualidade dos solos em sistemas de produção do Nordeste. 2016. (Congresso).

ASA, CSSA & SSSA International Annual Meetings. Optimization of methods for analysis of phosphatase, β-glucosidase and arylsulfatase in soils. 2013. (Congresso).

Fertbio 2012. 2012. (Congresso).

19th World Congress of Soil Science. Comparing the sensitivity of physical, chemical and biological properties to a gradient of induced soil degradation. 2010. (Congresso).

UK/Brazil Workshop on Soil Quality and Processes.-. 2010. (Encontro).

UK/Brazil Workshop on Soil Quality and Processes.Models to calculate soil quality indices. 2009. (Encontro).

Teleconferência apresentada à Universidad Nacional del Centro del Perú - Facultad de Agronomía.Métodos de diagnóstico y monitoreo de la calidad de los suelos. 2008. (Seminário).

XVII Reunião Brasileira de Manejo e Conservação do Solo e da Água. Métodos de integração de indicadores para avaliação da qualidade do solo. 2008. (Congresso).

ASA-CSSA-SSSA International Annual Meetings. An attempt to define the equilibrium between soil organic matter and biochemical properties in Oregon forest soils. 2007. (Congresso).

69th ASA-CSSA-SSSA International Annual Meetings. 69th ASA-CSSA-SSSA International Annual Meetings. 2005. (Congresso).

68th ASA-CSSA-SSSA International Annual Meetings. 68th ASA-CSSA-SSSA International Annual Meetings. 2004. (Congresso).

Congresso Brasileiro de Ciência do Solo. XXIX Congresso Brasileiro de Ciência do Solo. 2003. (Congresso).

Workshop: Bioindicadores de Qualidade do Solo em Agroecossistemas.Workshop: Bioindicadores de Qualidade do Solo em Agroecossistemas. 2003. (Encontro).

FertBIO 2002. Fertbio. 2002. (Congresso).

Bases para a sustentabilidade de florestas plantadas.Bases para a sustentabilidade de florestas plantadas. 2001. (Seminário).

Semana Acadêmica de Ciências Biológicas - UNIVALE.Ecologia e fisiologias das associações micorrízicas. 2001. (Outra).

Workshop: Indicadores Biológicos da Sustentabilidade Florestal.Indicadores de qualidade do solo em florestas plantadas de eucalipto. 2000. (Encontro).

FertBIO`98. Utilização da Alumina como fator tamponante de P em substratos para produção de mudas micorrizadas de Eucalyptus grandis. 1998. (Congresso).

I Seminário Sobre o Sistema de Plantio Direto na UFV. 1998. (Seminário).

VIII Simpósio de Iniciação Científica na UFV.VIII Simpósio de Iniciação Científica na UFV. 1998. (Simpósio).

II Encontro de Fitopatologia. 1997. (Encontro).

VII Simpósio de Iniciação Científica na UFV.VII Simpósio de Iniciação Científica na UFV. 1997. (Simpósio).

XIX Congresso Brasileiro de Microbiologia. XIX Congresso Brasileiro de Microbiologia. 1997. (Congresso).

XXVI Congresso Brasileiro de Ciência do Solo. XXVI Congresso Brasileiro de Ciência do Solo. 1997. (Congresso).

II Ciclo de Palestras em Manejo e Conservação do Solo e da Água. 1996. (Simpósio).

III Encontro de Fruticultura. 1996. (Encontro).

VI Simpósio de Iniciação Científica na UFV.VI Simpósio de Iniciação Científica na UFV. 1996. (Simpósio).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Jean Alex Thimothee

FERANANDES, M.F.CHAER, G. M.; PACHECO, E. P.. Quantificação do efeito de práticas conservacionistas sobre a qualidade do solo em áreas de produção de grãos no agreste de Sergipe. 2019. Dissertação (Mestrado em AGRICULTURA E BIODIVERSIDADE) - Universidade Federal de Sergipe.

Aluno: João Deverton Santos de Castro

FERANANDES, M.F.CHAER, G. M.; LOPES, L. D.. Sensibilidade de indicadores de solo ao manejo agrícola em sistemas de produção no agreste de Sergipe. 2019. Dissertação (Mestrado em AGRICULTURA E BIODIVERSIDADE) - Universidade Federal de Sergipe.

Aluno: Felipe Ferreira da Silva

CHAER, G. M.; SOARES, L. H. B.;de FARIA, S. M.. Avaliação da associação simbiótica entre bactérias fixadoras de nitrogênio e leguminosas florestais em substratos de áreas de extração de piçarra no bioma Caatinga. 2018. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais e Florestais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Thainá Alves dos Santos

CHAER, G. M.; MACHADO, A. F. L.; MORAES, L. F. D.. Crescimento de espécies florestais em convivência com Urochloa brizantha (Hochst. ex A. Rich.) Stapf cv. Marandu. 2017. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais e Florestais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Thaís de Oliveira Campos

CHAER, G. M.; LIMA, E. S. A.;RESENDE, A. S.. Lixiviação de íons em solos condicionados com biossólido de lodo de esgoto. 2017. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais e Florestais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Marcelo Vinícius da Silva

CHAER, G. M.RESENDE, A. S.; SILVA, E. V.. Uso de biossólido de lodo de esgoto em plantios de espécies da Mata Atlântica. 2017. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais e Florestais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Fernando Lima Aires Gonçalves

CHAER, G. M.BALIEIRO, F.C.; LELES, P. S. S.. Uso de papelão para o coroamento em reflorestamentos: efeitos sobre espécies arbóreas da Mata Atlântica e supressão de gramíneas exóticas. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais e Florestais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Felipe Martini dos Santos

CHAER, G. M.; JANTALIA, C.P.; SILVA, E. V.. Produção de Biomassa e Eficiência de Uso dos Nutrientes em Plantios Puros e Mistos de Eucalyptus urograndis e Acacia mangium Willd.. 2015. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais e Florestais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: José Antônio Pires do Nascimento

CHAER, G. M.; CRUZ, S. M. S.; COSTA, R. J. M.. RFlow: Uma arquitetura para execução e coleta de proveniência de workflows estatísticos. 2015. Dissertação (Mestrado em Modelagem Matemática e Computacional) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Alan Henrique Marques de Abreu

CHAER, G. M.; LELES, P. S. S.; GONCALVES, E. O.. Biossólido na produção de mudas florestais da mata atlântica. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais e Florestais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Marlon Sarubi da Silva

RESENDE, A. S.CHAER, G. M.; MIRANDA, C. C.. Planejamento ambiental da microbacia do córrego Nilo Peçanha em Pinheiral, RJ. 2013. Dissertação (Mestrado em Agricultura Orgânica) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: André Alves de Castro Lopes

GOEDERT, W. J.; RAMOS, M. L. G.;CHAER, G. M.. Interpretação de indicadores microbiológicos em funçáo da matéria orgânica do solo e dos rendimentos de soja e milho. 2012. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade de Brasília.

Aluno: Khadidja Dantas Rocha de Lima

CHAER, G. M.MENDONCA, V.; PORTELA, J. C.; DANTAS, D. J.. Avaliação de espécies arbóreas e técnicas de plantio para recuperação de áreas degradadas por exploração de piçarra na Caatinga, RN. 2012. Dissertação (Mestrado em Ciência do Solo) - Universidade Federal Rural do Semi-Árido.

Aluno: Felipe Martini dos Santos

CHAER, G. M.; CALDEIRA, M. V. W.; PIOTTO, D.;de FARIA, S. M.; SILVA, E. V.. Sistemas agroflorestais sucessionais com mognos-africanos: aspectos silviculturais e recuperação de funções ecossistêmicas. 2019. Tese (Doutorado em Ciências Ambientais e Florestais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Leandro Moraes de Souza

LACERDA, M. P. C.;CHAER, G. M.; PAULA, A. M.; FIGUEIREDO, C. C.. Avanços nos estudos de interpretação de indicadores microbiológicos nos Latossolos argilosos de Cerrado. 2016. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Agronomia) - Universidade de Brasília.

Aluno: Natalia Pereira Zatorre

SANTOS, H. P.; CAMPOS, D. V. B.;CHAER, G. M.; ARAUJO, A. P.; JANTALIA, C.P.. Impacto da Presença de Leguminosa de Adubação Verde no Acúmulo de Carbono e Nitrogênio Orgânico no Solo em Sistemas de Rotação de Culturas Manejadas sobre o Sistema de Plantio Direto. 2013. Tese (Doutorado em Agronomia (Ciências do Solo)) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Indra Elena Costa Escobar

CHAER, G. M.FERNANDES, M. F.; MAIA, L. C.; YANO-MELO, A. M.. Propriedades biológicas do solo em áreas de dunas litorâneas revegetadas apóa mineração no nordeste do Brasil. 2013. Tese (Doutorado em Biologia de Fungos) - Universidade Federal de Pernambuco.

Aluno: Naylor Daniel da Costa Aguiar

OLIVEIRA, R. D. L.;TÓTOLA, M. R.CHAER, G. M.; BORGES, A. C.; MAFFIA, L. A.. Alteração na comunidade microbiana do solo pela aplicação de isotiocianato de alila para controle de fitonematóides. 2012. Tese (Doutorado em Doutorado em Fitopatologia) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Guilherme Augusto Robles Angelini

FRANCO, A. A.;CHAER, G. M.; PEREIRA, M. G.; SILVA, E. M. R.;BERBARA, R. L. L.. Impacto da retirada da palhada de áreas com cana-de-açúcar sobre a colonização micorrízica, proteína do solo relacionada a glomalina, atividade enzimática e composição microbiana do solo.. 2012. Tese (Doutorado em Fitotecnia) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Joventino Fernandes Moreira

CHAER, G. M.; CORREIA, M. E. F.; GAMA-RODRIGUES, E. F.; FRANCO, A. A.; ANJOS, L. H. C.. Fauda do solo no processo de revegetação de áreas de minaração de Bauxita em Porto Trombetas-PA. 2010. Tese (Doutorado em Ciências do Solo) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Fernando Lima Aires Gonçalves

CHAER, G. M.; LELES, P. S. S.;de FARIA, S. M.CAMPELLO, E. F. C.. Avaliação de estratégias de recuperação de áreas degradadas pela exploração e produção de petróleo na Caatinga. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Ambientais e Florestais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Priscila Silva Matos

ZONTA, E.; SCHULTZ, N.;CHAER, G. M.; SILVA, C. F.. Indicadores de qualidade do solo em sistemas agroflorestais em Sapucaia-RJ. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em Agronomia - Ciência do Solo) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Felipe Martini Santos

CHAER, G. M.; SILVA, E. V.; LELES, P. S. S.; MONTE, M. A.. Introduzindo biodiversidade em sistemas de cultivo de Khaya spp.: impactos silviculturais, econômicos e sobre serviços ecossistêmicos. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Ambientais e Florestais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Paulo Henrique de Lima

GUERRA, J. G. M.; RIBEIRO, R. L. D.;CHAER, G. M.; RUMJANEK, N. G.. Membro da banca examinadora do exame de qualificação. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Fitotecnia) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Luiz Rodrigues Freire

BERBARA, R. L. L.; CARVALHO, D. F.;CHAER, G. M.RESENDE, A. S.. Membro da banca examinadora do exame de qualificação. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Agronomia (Ciências do Solo)) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Celeste Queiroz Rossi

PEREIRA, M. G.; LIMA, E.; ALVES, B. J. R.;CHAER, G. M.. Membro da banca examinadora do exame de qualificação. 2010. Exame de qualificação (Doutorando em Agronomia - Ciências do Solo) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Felipe Ferreira da Silva

CHAER, G. M.; LELES, P. S. S.; SILVA, E. V.. Avaliação de tratamentos químicos para aumentar a durabilidade de discos de papelão para uso no coroamento de mudas em reflorestamentos. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Rafael de Almeida Leite

de FARIA, S. M.CHAER, G. M.; OLIVEIRA JUNIOR, J. Q.. Diversidade de rizóbios na estruturação de comunidade de plantas em solos de floresta atlântica. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agronomia) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Leonardo Vitor Belo Pazutti

CHAER, G. M.BERBARA, R. L. L.; CASTRO, R. N.. Otimização de metodologias para análise de enzimas em solos visando à implementação em rotinas laboratoriais. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Química) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Oduvaldo Gonçalves de Oliveira Filho

CHAER, G. M.; SAGGIN-JUNIOR, O. J.;de FARIA, S. M.. Seleção de fungos micorrízicos arbusculares para Mimosa velloziana Mart. em substratos da mineração de ferro.. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Aluno: Pedro Medrado Krainovic

CHAER, G. M.RESENDE, A. S.; PEREIRA, M. G.. Decomposição de fitomassa de diferentes espécies vegetais em um sistema agroflorestal. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

CHAER, G. M.. XI Semana Científica Dra Johanna Döbereiner. 2011. Embrapa Agrobiologia.

CHAER, G. M.; ARAUJO, E. S.; ROUWS, J. R. C.; VIDAL, M. S.; PITARD, R. M.. X Semana Científica Dra Johanna Döbereiner. 2010. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária.

CHAER, G. M.; RICCI, M. S. F.; ALVES, B. J. R.; SCHWAB, S.. IX Semana Científica Dra Johanna Döbereiner. 2009. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária.

CHAER, G. M.RESENDE, A. S.; SIMÕES, J.. III Semana Científica Dra Johanna Döbereiner. 2003. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Maria Catarina Megumi Kasuya

KASUYA, M. C. M.. Modelo para determinação de índice de qualidade do solo baseado em indicadores físicos, químicos e microbiológicos. 2001. Dissertação (Mestrado em Microbiologia Agrícola) - Universidade Federal de Viçosa.

Júlio César Lima Neves

TÓTOLA, Marcos Rogério; CHAER, G. M.;BORGES, Arnaldo ChaerBARROS, Nairam Félix deNEVES, J. C. L.KASUYA, Maria Catarina Megumi. Modelo para determinação de índice de qualidade do solo baseado em indicadores físicos, químicos e microbiológicos. 2001. Dissertação (Mestrado em Microbiologia Agrícola) - Universidade Federal de Viçosa.

Nairam Félix de Barros

TÓTOLA, Marcos Rogério;BORGES, Arnaldo ChaerNEVES, Júlio Cesar Lima; KAZUYA, Maria Catarina;BARROS, N. F.. Índice de qualidade do solo sob plantações de eucalipto influenciado por técnicas silviculturais. 2001. Dissertação (Mestrado em Microbiologia Agrícola) - Universidade Federal de Viçosa.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Rafaela Martins da Silva

A definir; ; Início: 2018; Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais e Florestais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Thainá Alves dos Santos

a definir; Início: 2019; Tese (Doutorado em Ciências Ambientais e Florestais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Mailson Pereira de Souza

A definir; Início: 2018; Tese (Doutorado em Ciências Ambientais e Florestais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Fernando Lima Aires Gonçalves

Estratégias para recuperação de áreas degradadas pela exploração e produção de petróleo na Caatinga; Início: 2016; Tese (Doutorado em Ciências Ambientais e Florestais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; (Orientador);

Endel Baptista Ignácio Oliveira

Avaliação de tipos de cinzas como corretivo de solos agrícolas; Início: 2018; Iniciação científica (Graduando em Engenharia Florestal) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária; (Orientador);

Iago Lanes de Oliveira Gomes

em definição; Início: 2018; Orientação de outra natureza; Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; (Orientador);

Felipe Ferreira da Silva

Prospecção e seleção de bactérias fixadoras de nitrogênio para inoculação de leguminosas para uso na recupeação de áreas degradadas no bioma Caatinga; 2018; Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais e Florestais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Guilherme Montandon Chaer;

Thainá Alves dos Santos

Crescimento de espécies florestais em convivência com Urochloa brizantha (Hochst; ex A; Rich; ) Stapf cv; Marandu; 2017; Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais e Florestais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Guilherme Montandon Chaer;

Thaís de Oliveira Campos

Lixiviação de íons em solos condicionados com biossólido de lodo de esgoto; 2017; Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais e Florestais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Guilherme Montandon Chaer;

Marcelo Vinícius da Silva

Uso de biossólido de lodo de esgoto em plantios de espécies da Mata Atlântica; 2017; Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais e Florestais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Guilherme Montandon Chaer;

Fernando Lima Aires Gonçalves

Uso de papelão para o coroamento em reflorestamentos: efeitos sobre espécies arbóreas da Mata Atlântica e supressão de gramíneas exóticas; 2016; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais e Florestais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro,; Orientador: Guilherme Montandon Chaer;

Felipe Martini Santos

Produção de Biomassa e Eficiência de Uso dos Nutrientes em Plantios Puros e Mistos de Eucalyptus urograndis e Acacia mangium Willd; ; 2015; Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais e Florestais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Guilherme Montandon Chaer;

Khadidja Dantas Rocha de Lima

Avaliação de espécies arbóreas e técnicas de plantio para recuperação de áreas degradadas por exploração de piçarra na Caatinga, RN; 2012; Dissertação (Mestrado em Ciência do Solo) - Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Guilherme Montandon Chaer;

Alessandro de Paula Silva

Caracterização da Regeneração Natural e de Atributos Físico-químicos do Solo em Área de Pastagem Abandonada a partir da Posição e Forma de Encosta; 2011; Dissertação (Mestrado em Agronomia (Ciências do Solo)) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro,; Coorientador: Guilherme Montandon Chaer;

Francy Junio Gonçalves Lisboa

Diversidade de fungos micorrízicos arbusculares e de bactérias fixadoras de nitrogênio simbióticas em áreas com diferentes idades de revegetação após atividade de mineração; ; 2011; Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais e Florestais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro,; Coorientador: Guilherme Montandon Chaer;

Felipe Martini Santos

Sistemas agroflorestais sucessionais com mognos-africanos: aspectos silviculturais e recuperação de funções ecossistêmicas; 2019; Tese (Doutorado em Ciências Ambientais e Florestais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Guilherme Montandon Chaer;

Francy Junio Gonçalves Lisboa

Efeitos das mudanças no uso da terra sobre a biomassa, estrutura, e atividade da comunidade microbiana do solo nos biomas Cerrado e Amazônia; 2012; Tese (Doutorado em Ciências do Solo) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Guilherme Montandon Chaer;

Michele Aparecida Pereira da Silva

Diversidade de rizóbios na estruturação de comunidade de plantas em solos de Floresta Atlântica; 2010; Tese (Doutorado em Ciências Ambientais e Florestais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Guilherme Montandon Chaer;

VILMA MARIA DOS SANTOS

Atividade bioquímica e microbiana do solo em área minerada no litoral sul de Pernambuco; 2009; Tese (Doutorado em Biologia de Fungos) - Universidade Federal de Pernambuco,; Coorientador: Guilherme Montandon Chaer;

Taciano Francisco Menezes Maciel

Identificação de variáveis microbiológicas do solo associadas ao crescimento de mogno africano cultivado em sistema agroflorestal; 2017; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Engenharia Florestal) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; Orientador: Guilherme Montandon Chaer;

Lucas Alves Daflon Jardim

Biomassa e atividade microbiana do solo em plantios puros e mistos de eucalipto e Acacia mangium submetidos ao preparo mínimo e intensivo do solo; 2011; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Técnico em Química) - Colégio de Aplicação Emmanuel Leontsinis; Orientador: Guilherme Montandon Chaer;

Marcos Thalyson da Conceição Moreno

Biomassa e atividade microbiana do solo em plantios puros e mistos de eucalipto e Acacia mangium submetidos ao preparo mínimo e intensivo do solo; 2011; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Técnico em Química) - Colégio de Aplicação Emmanuel Leontsinis; Orientador: Guilherme Montandon Chaer;

Taciano Menezes

Desenvolvimento de técnicas voltadas para a redução de custos da restauração florestal; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Florestal) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Guilherme Montandon Chaer;

Felipe Ferreira da Silva

Uso de coroamento com papelão como alternativa ao coroamento de mudas florestais; 2015; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Florestal) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; Orientador: Guilherme Montandon Chaer;

Felipe Ferreira da Silva

Avaliação de tratamentos químicos para aumentar a durabilidade de discos de papelão para uso no coroamento de mudas em reflorestamentos; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Florestal) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Guilherme Montandon Chaer;

Leonardo Vitor Belo Pazutti

Desenvolvimento de metodologias de baixo custo para a determinação de indicadores de qualidade do solo; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Química) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Guilherme Montandon Chaer;

Felipe Ferreira da Silva

Avaliação de tratamentos químicos para aumentar a durabilidade de discos de papelão para uso no coroamento de mudas em reflorestamentos; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Florestal) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Guilherme Montandon Chaer;

Leonardo Vitor Belo Pazutti

Desenvolvimento de metodologias de baixo custo para a determinação de indicadores de qualidade do solo; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Química) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; Orientador: Guilherme Montandon Chaer;

Leonardo Vitor Belo Pazutti

Desenvolvimento de metodologias de baixo custo para a determinação de indicadores de qualidade do solo; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Química) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Guilherme Montandon Chaer;

Felipe Martini Santos

Desenvolvimento de um banco de dados de atributos microbiológicos dos solos brasileiros; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Florestal) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Guilherme Montandon Chaer;

Felipe Sanceau Fuks

Dinâmica da paisagem associada a indicadores para subsidiar o planejamento agro ambiental em áreas de Mata Atlântica; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Florestal) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Guilherme Montandon Chaer;

Leonardo Vitor Belo Pazutti

Desenvolvimento de metodologias de baixo custo para a determinação de indicadores de qualidade do solo; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Química Industrial) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária; Orientador: Guilherme Montandon Chaer;

Caroline Nunes Luiz

Otimização de metodologia para análise de fosfomonoesterases em solos; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Florestal) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Guilherme Montandon Chaer;

Ariene Bazilio dos Santos

Recuperação de áreas degradadas voltadas para áreas de preservação permanente, reserva legal, áreas severamente impactadas e de uso alternativo com espécies florestais; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Iguaçu, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Guilherme Montandon Chaer;

Ariene Bazilio dos Santos

Recuperação de áreas degradadas voltadas para áreas de preservação permanente, reserva legal, áreas severamente impactadas e de uso alternativo com espécies florestais; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Iguaçu, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Guilherme Montandon Chaer;

Felipe Martini Santos

Nutrição e fixação biológica de nitrogênio em plantios puros e mistos de Acacia mangium e Eucalyptus urograndis; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Florestal) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Guilherme Montandon Chaer;

Felipe Martini Santos

Variabilidade espacial de atributos físicos e químicos do solo com vista a implantação de plantios mistos de eucalipto e leguminosas arbóreas para estudos da dinâmica de sequestro de carbono e valoração ambiental; 2009; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Florestal) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Guilherme Montandon Chaer;

Rogério Bastos da Silva

Variabilidade espacial de atributos físicos e químicos do solo com vista a implantação de plantios mistos de eucalipto e leguminosas arbóreas para estudos da dinâmica de sequestro de carbono e valoração ambiental; 2008; Iniciação Científica; (Graduando em Agronomia) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Guilherme Montandon Chaer;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Arnaldo Chaer Borges

Modelo para determinação de índice de qualidade do solo baseado em indicadores físicos, químicos e microbiológicos; 2001; Dissertação (Mestrado em Microbiologia Agrícola) - Universidade Federal de Viçosa,; Coorientador: Arnaldo Chaer Borges;

Rogério Bastos da Silva

VARIABILIDADE ESPACIAL DE ATRIBUTOS FÍSICOS E QUÍMICOS DO SOLO COM VISTA A IMPLANTAÇÃO DE PLANTIOS MISTOS DE EUCALIPTO E LEGUMINOSAS ARBÓREAS PARA ESTUDOS DA DINÂMICA DE SEQUESTRO DE CARBONO E VALORAÇÃO AMBIENTAL; Início: 2009; Iniciação científica (Graduando em Engenharia Agronomica) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

Marcos Rogério Tótola

Modelo para determinação de índice de qualidade do solo baseado em indicadores físicos, químicos e microbiológicos; 2001; 0 f; Dissertação (Mestrado em Microbiologia Agrícola) - Universidade Federal de Viçosa, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Marcos Rogério Tótola;

Maria Catarina Megumi Kasuya

Modelagem de índices de qualidade do solo para avaliar a sustentabilidade de práticas de manejo em plantios florestais por meio de indicadores de qualidade; ; 2001; 60 f; Dissertação (Mestrado em Microbiologia Agrícola) - Universidade Federal de Viçosa,; Orientador: Maria Catarina Megumi Kasuya;

Maria Catarina Megumi Kasuya

Associações micorrízicas: estudos de ecologia, fisiologia e biologia molecular em sistemas micorrízicos de Eucalyptus sp - Fase II; 1998; 0 f; Iniciação Científica; (Graduando em Agronomia) - Universidade Federal de Viçosa, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Maria Catarina Megumi Kasuya;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • SILVA, A. P. ; RESENDE, A. S. ; CHAER, G. M. ; GONCALVES, F. L. A. ; CAMPELLO, E. F. C. . INFLUÊNCIA DA FORMA E POSIÇÃO DA ENCOSTA NAS CARACTERÍSTICAS DO SOLO E NA REGENERAÇÃO NATURAL EM ÁREAS DE PASTAGEM ABANDONADAS. CIÊNCIA FLORESTAL (ONLINE) , v. 28, p. 1239, 2018.

  • GONCALVES, F. L. A. ; RESENDE, A. S. ; LIMA, I. S. S. ; CHAER, G. M. . Manual Crowning Versus Cardboard in Forest Restoration: Costs and Effect on Seedling Development. PLANTA DANINHA , v. 36, p. 01-10, 2018.

  • SILVA, F. F. ; SANTOS, T. A. ; CHAER, G. M. ; RESENDE, A. S. . Use of Cardboard Disks for Crowning Seedlings in Reforestation. FLORAM , v. 25, p. e20160261, 2018.

  • SANTOS, T. A. ; RESENDE, A. S. ; SILVA, F. F. ; MACHADO, A. F. L. ; CHAER, G. M. . Weed interference factors that affect the growth of an Atlantic Forest tree species. Bioscience Journal , v. 01, p. 1, 2018.

  • SANTOS, F. M. ; MONTE, M. A. ; ALVES, G. T. R. ; CHAER, G. M. . Modeling the height-diameter relationship and volume of young African mahoganies established in successional agroforestry systems in northeastern Brazil. NEW FORESTS , v. 01, p. 9665-1, 2018.

  • LIMA, K. D. R. ; CAMARA, R. ; CHAER, G. M. ; PEREIRA, M. G. ; RESENDE, A. S. . Soil fauna as bioindicator of recovery of degraded areas in the Caatinga biome. Revista Caatinga (Online) , v. 30, p. 401-411, 2017.

  • SANTOS, F. M. ; CHAER, G. M. ; DINIZ, A. R. ; BALIEIRO, F.C. . Nutrient cycling over five years of mixed-species plantations of Eucalyptus and Acacia on a sandy tropical soil. Forest Ecology and Management , v. 384, p. 110-121, 2017.

  • SANTOS, FELIPE MARTINI ; BALIEIRO, FABIANO DE CARVALHO ; FONTES, MARCELO ANTONIOL ; Chaer, Guilherme Montandon . Understanding the enhanced litter decomposition of mixed-species plantations of Eucalyptus and Acacia mangium. PLANT AND SOIL (DORDRECHT. ONLINE) , v. -, p. on-line, 2017.

  • SANTOS, FELIPE MARTINI ; BALIEIRO, FABIANO DE CARVALHO ; ATAÍDE, DANILO HENRIQUE DOS SANTOS ; DINIZ, ANDERSON RIBEIRO ; Chaer, Guilherme Montandon . Dynamics of aboveground biomass accumulation in monospecific and mixed-species plantations of Eucalyptus and Acacia on a Brazilian sandy soil. Forest Ecology and Management , v. 363, p. 86-97, 2016.

  • LIMA, K. D. R. ; CHAER, G. M. ; COSTA, J. R. ; MENDONCA, V. ; RESENDE, A. S. . Seleção de espécies arbóreas para revegetação de áreas degradadas por mineraçãode piçarra na caatinga. Revista Caatinga (UFERSA. Impresso) , v. 28, p. 203-2013, 2015.

  • RACHID, C. T. C. C. ; BALIEIRO, F. C. ; FONSECA, EDUARDO S. ; PEIXOTO, RAQUEL SILVA ; Chaer, Guilherme M. ; TIEDJE, J. M. ; ROSADO, ALEXANDRE S. . Intercropped Silviculture Systems, a Key to Achieving Soil Fungal Community Management in Eucalyptus Plantations. Plos One , v. 10, p. e0118515, 2015.

  • LISBOA, F. J. G. ; PERES-NETO, P. ; CHAER, G. M. ; JESUS, E. C. ; MITCHELL, R. J. ; CHAPMAN, S. J. ; BERBARA, R. L. L. . Much beyond Mantel: Bringing Procrustes Association Metric to the Plant and Soil Ecologist?s Toolbox. Plos One , v. 9, p. e101238, 2014.

  • LISBOA, FRANCY JUNIO GONÇALVES ; Chaer, Guilherme Montandon ; FERANANDES, M.F. ; BERBARA, RICARDO LUIS LOURO ; MADARI, BEATA EMOKE . The match between microbial community structure and soil properties is modulated by land use types and sample origin within an integrated agroecosystem. Soil Biology & Biochemistry , v. 78, p. 97-108, 2014.

  • RESENDE, A. S. ; CHAER, G. M. ; CAMPELLO, E. F. C. ; SILVA, A. P. ; LIMA, K. D. R. ; CURCIO, G. R. . Uso de leguminosas arbóreas na recuperação de áreas degradadas. Tópicos em Ciência do Solo , v. 8, p. 71-92, 2013.

  • LISBOA, FRANCY J. G. ; Chaer, Guilherme M. ; JESUS, EDERSON DA C. ; FARIA, SÉRGIO M. ; GONÇALVES, FERNANDO S. ; SANTOS, F. M. ; CASTILHO, ALEXANDRE F. ; BERBARA, RICARDO L. L. . The influence of litter quality on the relationship between vegetation and below-ground compartments: a Procrustean approach. Plant and Soil (Dordrecht. Online) , v. 367, p. 551-562, 2013.

  • LOPES, A. A. C. ; SOUSA, D. M. G. ; Chaer, Guilherme Montandon ; Bueno dos Reis Junior, Fábio ; GOEDERT, WENCESLAU J. ; MENDES, I. C. . Interpretation of Microbial Soil Indicators as a Function of Crop Yield and Organic Carbon. Soil Science Society of America Journal , v. 77, p. 461-472, 2013.

  • RACHID, C. T. C. C. ; BALIEIRO, F.C. ; PEIXOTO, R. S. ; PINHEIRO, Y. A. S. ; PICCOLO, M. C. ; CHAER, G. M. ; ROSADO, A. A. . Mixed plantations can promote microbial integration and soil nitrate increases with changes in the N cycling genes. Soil Biology & Biochemistry , v. 66, p. 146-153, 2013.

  • BARRETO, ANTÔNIO CARLOS ; Chaer, Guilherme M. ; FERANANDES, M.F. . Hedgerow pruning frequency effects on soil quality and maize productivity in alley cropping with Gliricidia sepium in Northeastern Brazil. Soil & Tillage Research , v. 120, p. 112-120, 2012.

  • PAZUTTI, L. V. B. ; CHAER, G. M. . Desenvolvimento de metodologia de baixo custo para análise de β-glicosidase em solos. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento - Embrapa Agrobiologia , v. 92, p. 1-19, 2012.

  • DE CARVALHO MENDES, IEDA ; FERNANDES, MARCELO FERREIRA ; Chaer, Guilherme Montandon ; Bueno dos Reis Junior, Fábio . Biological functioning of Brazilian Cerrado soils under different vegetation types. Plant and Soil (Print) , v. 359, p. 183-195, 2012.

  • PEIXOTO, R. S. ; CHAER, G. M. ; Carmo, F. L. ; Araújo, F. V. ; PAES, J. E. ; VOLPON, A. ; Santiago, G. A. ; Rosado, A. S. . Bacterial communities reflect the spatial variation in pollutant levels in Brazilian mangrove sediment. Antonie van Leeuwenhoek (Gedrukt) , v. 99, p. 341-354, 2011.

  • CHAER, G. M. ; RESENDE, A. S. ; CAMPELLO, E. F. C. ; de FARIA, S. M. ; BODDEY, R. M. . Nitrogen-fixing legume tree species for the reclamation of severely degraded lands in Brazil. Tree Physiology , v. 31, p. 139-149, 2011.

  • SANTOS, F. M. ; SILVA, R. B. ; GREGO, C. R. ; TURETTA, A. P. D. ; BALIEIRO, F.C. ; CHAER, G. M. . Variabilidade espacial da densidade e conteúdo de carbono em Planossolo submetido a arações e gradagens sucessivas. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento - Embrapa Agrobiologia , v. 55, p. 1-19, 2010.

  • PEIXOTO, R. S. ; CHAER, G. M. ; FRANCO, N. ; REIS-JUNIOR, F. B. ; MENDES, I. C. ; Rosado, A. S. . A decade of land use contributes to changes in the chemistry, biochemistry and bacterial community structures of soils in the Cerrado. Antonie van Leeuwenhoek (Gedrukt) , v. 98, p. 403-413, 2010.

  • SANTOS, A. B. ; SANTOS, F. M. ; SILVA, R. B. ; BALIEIRO, F.C. ; CHAER, G. M. . Biomassa e atividade microbiana do solo em plantios puros e mistos de eucalipto e Acacia mangium submetidos ao preparo mínimo e intensivo do solo. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento - Embrapa Agrobiologia , v. 156, p. 1-18, 2010.

  • CHAER, G. M. ; FERNANDES, M. F. ; MYROLD, D. D. ; BOTTOMLEY, P. J. . Shifts in Microbial Community Composition and Physiological Profiles across a Gradient of Induced Soil Degradation. Soil Science Society of America Journal , v. 73, p. 1327-1334, 2009.

  • Chaer, Guilherme M. ; MYROLD, D. D. ; BOTTOMLEY, P. J. . A soil quality index based on the equilibrium between soil organic matter and biochemical properties of undisturbed coniferous forest soils of the Pacific Northwest. Soil Biology & Biochemistry , p. 822-830, 2009.

  • Chaer, Guilherme ; FERNANDES, M. F. ; MYROLD, D. D. ; BOTTOMLEY, P. J. . Comparative Resistance and Resilience of Soil Microbial Communities and Enzyme Activities in Adjacent Native Forest and Agricultural Soils. Microbial Ecology , p. ---, 2009.

  • CHAER, G. M. ; TÓTOLA, M. R. . Impacto do manejo de resíduos orgânicos durante a reforma de plantios de eucalipto sobre indicadores de qualidade do solo. Revista Brasileira de Ciência do Solo (Impresso) , v. 31, p. 1381-1396, 2007.

  • DIAS, P.F. ; SOUTO, S. M. ; CHAER, G. M. ; CAMPELLO, E. F. C. ; JIMENEZ, L. ; ABBOUD, A. C. S. ; FRANCO, A. A. . Avaliação de leguminosas arbóreas introduzidas em pastagens da baixada e região Serrana do estado do Rio de Janeiro. Pasturas Tropicales , v. 28, p. 36-46, 2006.

  • PEREIRA, O. L. ; KASUYA, M. C. M. ; ROLLEMBERG, C. L. ; Chaer, Guilherme Montandon . Isolamento e identificação de fungos micorrízicos rizoctonióides associados a três espécies de orquídeas epífitas neotropicais no Brasil. Revista Brasileira de Ciência do Solo , v. 29, p. 191-197, 2005.

  • TÓTOLA, M. R. ; CHAER, G. M. . Microrganismos e processos microbiológicos como indicadores de qualidade dos solos. Tópicos em Ciência do Solo , v. 2, p. 195-276, 2002.

  • RESENDE, A. S. (Org.) ; CHAER, G. M. (Org.) . Manual para recuperação de áreas degradadas por extração de piçarra na Caatinga. 1. ed. Seropédica: Embrapa Agrobiologia, 2010. v. 1. 78p .

  • CHAER, G. M. ; GAIAD, S. ; SANTOS, A. B. ; GROCHOSKI, R. . Caracterização microbiológica do solo. Parte IV: A biologia dos solos. In: PRADO, R.B.; FIDALGO, E.C.C.; BONNET, A.. (Org.). Monitoramento da revegetação do COMPERJ: Etapa inicial. 1ed.Brasília: Embrapa, 2014, v. , p. 159-173.

  • FIDALGO, E. C. C. ; PRADO, R. B. ; RESENDE, A. S. ; CURCIO, G. R. ; CHAER, G. M. ; BONNET, A. ; CORREIA, M. E. F. . Estratégia metodológica para o monitoramento - Parte I: O ambiente e o monitoramento. In: PRADO, R.B.; FIDALGO, E.C.C.; BONNET, A.. (Org.). Monitoramento da revegetação do COMPERJ: Etapa inicial. 1ed.Brasília: Embrapa, 2014, v. , p. 37-48.

  • MENDES, I. C. ; REIS-JUNIOR, F. B. ; HUNGRIA, M. ; FERNANDES, M. F. ; CHAER, G. M. ; MERCANTE, F. M. ; ZILLI, J. E. . Microbiologia do solo e sustentabilidade de sistemas agrícolas. In: Faleiro, F.G.; Andrade, S.R.M.; dos Reis Junior; F.B.. (Org.). Biotecnologia - estado da arte e aplicações na agropecuária. 1ed.Planaltina, DF: Embrapa, 2011, v. , p. 219-244.

  • RESENDE, A. S. ; CHAER, G. M. ; CAMPELLO, E. F. C. ; de FARIA, S. M. . Use of Nitrogen-Fixing Legume Trees to Revegetate Degraded Lands. In: Ademir Sérgio Ferreira de Araújo, Márcia do Vale Barreto Figueiredo. (Org.). Microbial Ecology of Tropical Soils. 1ed.Nova York: Nova Science, 2010, v. , p. -.

  • CHAER, G. M. . Métodos de integração de indicadores para avaliação da qualidade do solo. In: Prado, R.B; Turetta, A.P.D.; Andrade, A.G.. (Org.). Manejo e Conservação do Solo e da Água no Contexto das Mudanças Ambientais. Rio de Janeiro: Embrapa Solos, 2010, v. 1, p. 309-324.

  • RESENDE, A. S. ; AZEVEDO, C. R. C. ; MIRANDA, C. A. K. ; ARAUJO, J. E. ; CHAER, G. M. ; CAMPELLO, E. F. C. . Plantio de espécies florestais em jazidas de extração de piçarra. In: Resende, A.S.; Chaer, G.M.. (Org.). Manual para recuperação de áreas degradadas por extração de piçarra na Caatinga. 1ed.Seropédica: Embrapa Agrobiologia, 2010, v. 1, p. 31-49.

  • CHAER, G. M. ; AZEVEDO, C. R. C. ; MIRANDA, C. A. K. ; CARPEGGIANI, B. P. ; LIMA, K. D. R. ; ARAUJO, J. E. ; SILVA, A. P. ; RESENDE, A. S. . Avaliação do desenvolvimento de espécies arbóreas em jazidas de extração de piçarra. In: Resende, A.S.; Chaer, G.M.. (Org.). Manual para recuperação de áreas degradadas por extração de piçarra na Caatinga. 1ed.Seropédica: Embrapa Agrobiologia, 2010, v. 1, p. 52-68.

  • DONAGEMMA, G.K. ; CHAER, G. M. ; BALIEIRO, F.C. ; PRADO, R. B. ; ANDRADE, A. G. ; FERNANDES, M. F. ; COUTINHO, H. L. C. ; CORREIA, M. E. F. ; BARRIOS, E. . Indicadores de qualidade do solo: descrição, uso e integração para fins de estudo em agroecossistemas. In: FERREIRA, J. M. L. A., A.P.; SANTANA, D.P.; VILELA, M.R.. (Org.). Indicadores de sustentabilidade em sistemas de produção agrícola. 1ed.Belo Horizonte: EPAMIG, 2010, v. , p. 143-202.

  • RESENDE, A. S. ; CAMPELLO, E. F. C. ; CHAER, G. M. ; CURCIO, G. R. ; FOWLER, J. A. P. ; BALIEIRO, F.C. . Rotina de produção de mudas para o Corredor Ecológico Comperj. In: G.R. Curcio; A.S. de Resende; A. Bonnet. (Org.). Produção de Mudas de espécies Arbóreas Nativas e Suas Relações Ambientais no Corredor Ecológico Comperj. 1ed.Curitiba: Ecce Design S/C Ltda, 2009, v. 1, p. -.

  • CHAER, G. M. . Monitoramento de áreas recuperadas ou em recuperação. In: S.R.L. Tavares; F.C. Balieiro. (Org.). Curso de Recuperação de Áreas Degradadas - Visão da Ciência do Solo no Contexto do Diagnóstico, Manejo, Indicadores de monitoramento e Estratégias de Recuperação. 1ed.Rio de Janeiro: Embrapa Solos, 2008, v. 103, p. 211-228.

  • CHAER, G. M. . Monitoramento de Áreas Recuperadas ou em Recuperação. In: Balieiro, F.C.; Tavares, S.R.L.. (Org.). Curso de recuperação de áreas degradadas: a visão da Ciência do Solo no contexto do diagnóstico, manejo, indicadores de monitoramento e estratégias de recuperação. 1ed.Rio de Janeiro: Embrapa Solso, 2008, v. 103, p. 212-226.

  • MENDES, I. C. ; LOPES, A. A. C. ; CHAER, G. M. ; REIS-JUNIOR, F. B. ; GOEDERT, W. J. ; SOUSA, D. M. G. . Interpretation of microbial indicators as a function of crop yield and organic carbon in cerrado soils. CSA News, Madison, WI, p. 12 - 12, 01 abr. 2013.

  • MENDES, I. C. ; CHAER, G. M. ; REIS-JUNIOR, F. B. . É possível quantificar a qualidade do solo?. Portal Dia de Campo, 26 ago. 2010.

  • SANTOS, T. A. ; SILVA, F. F. ; CHAER, G. M. ; RESENDE, A. S. . Influência do coroamento artificial com papelão na população de fauna edáfica. In: X SINRAD - Simpósio Nacional sobre Recuperação de Áreas Degradadas, 2014, Foz do Iguaçu. Anais do X Simpósio Nacional sobre Recuperação de Áreas Degradadas, 2014.

  • SILVA, F. F. ; RESENDE, A. S. ; CHAER, G. M. . Avaliação de tratamentos químicos para aumentar a durabilidade de discos de papelão para uso como coroamento de mudas em reflorestamentos. In: X SINRAD - Simpósio Nacional sobre Recuperação de Áreas Degradadas, 2014, Foz do Iguaçu. Anais do X Simpósio Nacional sobre Recuperação de Áreas Degradadas, 2014.

  • LIMA, K. D. R. ; MIRANDA, C. A. K. ; AZEVEDO, C. R. C. ; CHAER, G. M. ; RESENDE, A. S. . Avaliação da qualidade do solo em áreas de extração de piçarra em processo de recuperação ecológica. In: IX Simpósio Nacional Sobre Recuperação de Áreas Degradadas, 2012, Rio de Janeiro. Anais do IX Simpósio Nacional Sobre Recuperação de Áreas Degradadas, 2012.

  • MENDES, I. C. ; HUNGRIA, M. ; REIS-JUNIOR, F. B. ; FERNANDES, M. F. ; CHAER, G. M. ; MERCANTE, F. M. ; ZILLI, J. E. . Bioindicadores para a avaliação da qualidade dos solos tropicais: utopia ou realidade?. In: XXXII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2009, Fortaleza, CE. Anais do XXXII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2009.

  • CHAER, G. M. . Métodos de integração de indicadores para avaliação da qualidade do solo. In: XVII Reunião Brasileira de Manejo e Conservação do Solo e da Água, 2008, Rio de Janeiro. Anais da XVII Reunião Brasileira de Manejo e Conservação do Solo e da Água, 2008.

  • BALIEIRO, F.C. ; CHAER, G. M. ; REIS, L. L. ; FRANCO, N. O. ; FRANCO, A. A. . Qualidade do solo em área degradada. In: XXX Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2005, Recife, 2005.

  • SANTOS, T. A. ; SILVA, F. F. ; RESENDE, A. S. ; CHAER, G. M. . Efeito da convivência de Urochloa brizantha (Hochst. ex. A. Rich.) Stapf cv. Marandu no crescimento de cinco espécies arbóreas nativas da Mata Atlântica. In: 7º Simpósio de Gestão Ambiental e Biodiversidade - SIGABI, 2018, Três Rios. Anais do 7º Simpósio de Gestão Ambiental e Biodiversidade - SIGABI, 2018.

  • SILVA, F. F. ; SANTOS, T. A. ; RESENDE, A. S. ; CHAER, G. M. . Crescimento de espécies arbóreas da mata atlântica coroadas com papelão. In: 7º Simpósio de Gestão Ambiental e Biodiversidade - SIGABI, 2018, Três Rios. Anais do 7º Simpósio de Gestão Ambiental e Biodiversidade, 2018.

  • SILVA, F. F. ; SANTOS, T. A. ; MACHADO, F. S. ; JESUS, E. C. ; CHAER, G. M. . Quantificação de rizóbios em áreas degradadas pela exploração e uso de piçarra na Caatinga. In: 7º Simpósio de Gestão Ambiental e Biodiversidade - SIGABI, 2018, Três Rios. Anais do 7º Simpósio de Gestão Ambiental e Biodiversidade - SIGABI, 2018.

  • MORAES, R. Z. ; AGUIAR, A. L. C. G. ; MARINHO, B. S. ; DONAGEMMA, G.K. ; BALIEIRO, F.C. ; FONTANA, A. ; CHAER, G. M. . Qualidade física de solo em pastagens com níveis de degradação diferenciados no Meio Oeste Maranhense. In: Seminário PIBC Embrapa Solos 2015/2016, 2016, Rio de Janeiro. Anais do Seminário PIBC Embrapa Solos 2015/2016, 2016.

  • GONCALVES, F. L. A. ; RESENDE, A. S. ; CHAER, G. M. . Avaliação econômica do coroamento com papelão em um reflorestamento com espécies da Mata Atlântica. In: IV Congresso Brasileiro de Reflorestamento Ambiental, 2016, Rio de Janeiro. Anais do IV Congresso Brasileiro de Reflorestamento Ambiental, 2016.

  • NOVOTNY, E. H. ; RODRIGUES, A. F. ; BALIEIRO, F.C. ; FREITAS, T. B. ; CHAER, G. M. ; RACHID, C. T. C. C. . Avaliação de alterações estruturais durante a decomposição de serapilheira de eucalipto e Acacia mangium por meio de espectroscopia vibracional (FTIR) aliada à análise de componentes principais (PCA). In: X Encontro Brasileiro de Substâncias Húmicas, 2013, Santo Antônio de Goiás. Anais do X Encontro Brasileiro de Substâncias Húmicas, 2013.

  • CHAER, G. M. ; PAZUTTI, L. V. B. ; LUIZ, C. N. . Otimização de método para análise de fosfatase em solos. In: XXXIV Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2013, Florianópolis. Anais do XXXIV Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2013.

  • PAZUTTI, L. V. B. ; CHAER, G. M. . Otimização de método para análise de arilsulfatase em solos. In: XXXIV Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2013, Florianópolis. Anais do XXXIV Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2013.

  • ATAIDE, D. H. S. ; SANTOS, F. M. ; DINIZ, A. R. ; CHAER, G. M. ; BALIEIRO, F.C. . Acúmulo e eficiência de uso de nutrientes na parte aérea de Eucalyptus urograndis em plantios puros e mistos com Acacia mangium Willd.. In: XXXIV Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2013, Florianópolis. Anais do XXXIV Congresso Brasileiro de Ciência do Solo.

  • GUIMARÃES, A. P. ; ZUCHELLO, F. ; SANT'ANNA, S.A.C. ; BALIEIRO, F.C. ; CHAER, G. M. ; URQUIAGA, S. ; ALVES, B. J. R. ; BODDEY, R. M. . Emissões de N2O do solo em plantios de eucalipto consorciado com Acacia mangium em região de Mata Atlântica. In: Fertbio, 2012, Maceió. Revista Brasileira de Ciência do Solo (Impresso). Viçosa: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2012.

  • PAZUTTI, L. V. B. ; SANTOS, A. B. ; LUIZ, C. N. ; CHAER, G. M. . Desenvolvimento de metodologia de baixo custo para análise de b-glicosidase em solos. In: Fertbio, 2012, Maceió. A responsabilidade socioambiental da pesquisa agrícola. Viçosa: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2012.

  • SILVA, M. A. P. ; JESUS, E. C. ; PASSOS, S. R. ; CHAER, G. M. ; OLIVEIRA JUNIOR, J. Q. ; de FARIA, S. M. . Diversidade genética de bactérias que nodulam leguminosas florestais. In: Fertbio, 2012, Maceió. A responsabilidade socioambiental da pesquisa agrícola. Viçosa: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2012.

  • SANTOS, F. M. ; SANTOS, A. B. ; PICCOLO, M. C. ; BALIEIRO, F.C. ; CHAER, G. M. . Estado nutricional de Eucalyptus urograndis e Acacia mangium (Willd) em plantios puros e consorciados sob diferentes preparos de solo. In: XXXIII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2011, Uberlândia. Anais do XXXIII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo. Uberlândia: SBCS, 2011.

  • CHAER, G. M. ; FERNANDES, M. F. . Comparing the sensitivity of physical, chemical and biological properties to a gradient of induced soil degradation. In: 19th World Congress of Soil Science, 2010, Brisbane. Proceedings of the 19th World Congress of Soil Science, 2010.

  • FERNANDES, M. F. ; BARRETO, A. C. ; CHAER, G. M. . Impact of Tillage and Maize Cropping System on the Physical Properties of a Kaolinitic Soil in the Brazilian Coastal Tablelands. In: 19th World Congress of Soil Science, 2010, Brisbane. Proceedings of the 19th World Congress of Soil Science, 2010.

  • SILVA, R. C. ; SILVA JR., E. B. ; PRATES, F. B. S. ; LISBOA, F. J. G. ; CHAER, G. M. . Atividade da enzima hidrolítica fosfatase e da hidrólise de FDA em manejo orgânico em café. In: FertBio, 2010, Guarapari. Anais FertBio 2010, 2010.

  • SILVA, R. B. ; SANTOS, F. M. ; SANTOS, A. B. ; BALIEIRO, F.C. ; CHAER, G. M. . Biomassa e atividade microbiana do solo sob plantios puros e mistos de eucalipto e Acacia mangium em áreas com preparo mínimo e intensivo. In: FertBio, 2010, Guarapari. Anais FertBio 2010, 2010.

  • SANTOS, F. M. ; SILVA, R. B. ; BALIEIRO, F.C. ; CHAER, G. M. . Crescimento de Eucalyptus urograndis e Acacia mangium (Willd) em plantios puros e consorciados. In: FertBio, 2010, Guarapari. Anais FertBio 2010, 2010.

  • SANTOS, A. B. ; SANTOS, F. M. ; SILVA, R. B. ; RESENDE, A. S. ; CHAER, G. M. . Caracterização microbiológica do solo de áreas de floresta e pastagem sob diferentes compartimentos geológicos em Itaboraí ? RJ. In: FertBio, 2010, Guarapari. Anais FertBio 2010, 2010.

  • MARTINS, E. M. ; CORREIA, M. E. F. ; RESENDE, A. S. ; SILVA, E.M.R. ; CHAER, G. M. ; CAMPELLO, E. F. C. . Fauna de solo em um corredor ecológico agroflorestal em Mata Atlântica. In: VII Congresso Brasileiro de Sistemas Agroflorestais, 2009, Luziânia, GO. Anais do VII Congresso Brasileiro de Sistemas Agroflorestais, 2009.

  • SPERANDIO, M. ; LEITE, J. ; TORRES, A. ; SILVA, A. P. ; SANT'ANNA, S.A.C. ; CHAER, G. M. . Atividade Enzimática e Conteúdo de Glomalina em Solos sob Diferentes Coberturas em Sistema de Produção Agroeocológico. In: XXXII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2009, Fortaleza, CE. Anais do XXXII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2009.

  • LUZ, F. M. S. ; BASTOS, D. F. ; BARRETO, A. C. ; CHAER, G. M. ; FERNANDES, M. F. . Efeito do Método de Preparo de Solo e do Consórcio do Milho com Guandu sobre a Qualidade Microbiológica de um Solo Caulinítico. In: XXXII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2009, Fortaleza, CE. Anais do XXXII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2009.

  • SANTOS, F. M. ; SILVA, R. B. ; CAVALINI, R. M. ; SANTANA, I. K. S. ; GREGO, C. R. ; TURETTA, A. P. D. ; BALIEIRO, F.C. ; CHAER, G. M. . Variabilidade espacial da densidade do solo e dos estoques de carbono em um Planossolo submetido a arações e gradagens sucessivas. In: XXXII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2009, Fortaleza, CE. Anais do XXXII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2009.

  • CHAER, G. M. ; FERNANDES, M. F. . Sensibilidade de propriedades físicas, químicas e biológicas a um gradiente induzido de degradação do solo. In: XXXII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2009, Fortaleza, CE. Anais do XXXII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2009.

  • CHAER, G. M. ; FERNANDES, M. F. ; MYROLD, D. D. ; BOTTOMLEY, P. J. . Shifts in microbial community structure across an induced gradient of soil degradation using PLFA-, and CLPP- techniques. In: XXXI Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2007, Gramado, RS. Anais do XXXI Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2007.

  • CHAER, G. M. ; TÓTOLA, M. R. . Modelo para determinação de índice de qualidade do solo baseado em indicadores físicos, químicos em microbiológicos.. In: XXIX Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2003, Ribeirão Preto - SP. Solo: Alicerce dos Sistemas de Produção, 2003.

  • CHAER, G. M. ; BORGES, A. C. ; TÓTOLA, M. R. . Indicadores microbiológicos na avaliação da qualidade do solo em sistemas de manejo de eucalipto. In: FertBIO 2002, 2002, Rio de Janeiro. GUIA DO CONGRESSINTA - Fertbio 2002, 2002.

  • CHAER, G. M. ; TÓTOLA, M. R. ; SUKUMULA, A. A. C. ; KASUYA, M. C. M. . Formação de ectomicorrizas em Eucalyptus grandis em resposta a concentrações constantes de fósforo na solução mantidas pela técnica da Areia-Alumina. In: XXVI Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 1997, Rio de Janeiro. Anais do XXVI Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 1997. p. 85.

  • SANTOS, F. M. ; ALVES, G. T. R. ; MONTE, M. A. ; CHAER, G. M. . Aspectos silviculturais de mognos-africanos em sistemas agroflorestais sucessionais na mata atlântica. In: VII Congresso Florestal Latino-Americano, 2018, Vitória. Anais do VII Congresso Florestal Latino-Americano, 2018.

  • CAMPOS, T. O. ; CHAER, G. M. ; LELES, P. S. S. ; SILVA, M. V. ; SANTOS, F. M. . Lixiviação de metais pesados em solos condicionados com biossólido de lodo de esgoto. In: VII Congresso Florestal Latino-Americano - CONFLAT, 2018, Vitória. Anais do VII Congresso Florestal Latino-Americano - CONFLAT, 2018.

  • SILVA, F. F. ; SANTOS, T. A. ; MACHADO, F. S. ; JESUS, E. C. ; CHAER, G. M. . Quantificação de bactérias fixadoras de nitrogênio em áreas de exploração mineral no bioma caatinga. In: II Simpósio do Bioma Caatinga - SIBIC, 2018, Juazeiro. Anais do II Simpósio do Bioma Caatinga - SIBIC, 2018.

  • GONCALVES, F. L. A. ; CHAER, G. M. ; GANADE, G. M. S. . Uso de mudas com raízes alongadas, hidrogel e cobertura com palha de carnaúba na revegetação de jazidas de piçarra na Caatinga. In: II Simpósio do Bioma Caatinga - SIBIC, 2018, Juazeiro. Anais do II Simpósio do Bioma Caatinga - SIBIC, 2018.

  • SILVA, F. F. ; SANTOS, T. A. ; JESUS, E. C. ; CHAER, G. M. . Topsoil como inóculo de microrganismos simbiontes para leguminosas florestais nativas da Caatinga. In: II Simpósio do Bioma Caatinga - SIBIC, 2018, Juazeiro. Anais do II Simpósio do Bioma Caatinga, 2018.

  • GONCALVES, F. L. A. ; RESENDE, A. S. ; CHAER, G. M. . Utilização de espécies arbóreas com sistema radicular alongado e convencional sob condições de déficit hídrico em áreas de exploração de piçarra na Caatinga-RN. In: Semana Johanna Döbereiner, 2017, Seropédica. Anais da Semana Johanna Döbereiner 2017, 2017.

  • MORAES, R. Z. ; BALIEIRO, F.C. ; FONTANA, A. ; DONAGEMMA, G.K. ; CHAER, G. M. ; FREITAS, A. C. R. . Diâmetro médio ponderado dos agregados e água disponível separam pastagens com diferentes níveis de degradação no meio oeste maranhense. In: XXXVI Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2017, Belém. Anais do XXXVI Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2017.

  • CHAER, G. M. ; SANTOS, F. M. ; BALIEIRO, F.C. . Atividade microbiana do solo em plantios puros e mistos de Eucalyptus urograndis com Acacia mangium. In: Fertbio 2016, 2016, Goiânia. Anais do Fertbio 2016, 2016.

  • SILVA, M. V. ; CHAER, G. M. . Crescimento e eficiência na utilização de nutrientes pelo angico branco (Anadenanthera colubrina (vell.) Brenan) em solos condicionados com biossólido e fertilização mineral. In: Semana Johanna Döbereiner 2016, 2016, Seropédica. Anais da Semana Johanna Döbereiner 2016, 2016.

  • CAMPOS, T. O. ; CHAER, G. M. . Condutividade elétrica em amostras de lixiviado de diferentes tipos de solo condicionados com biossólido de lodo de esgoto. In: Semana Johanna Döbereiner 2016, 2016, Seropédica. Anais da Semana Johanna Döbereiner 2016, 2016.

  • SILVA, M. V. ; LELES, P. S. S. ; CHAER, G. M. . Avaliação do uso de biossólido de lodo de esgoto em reflorestamento com espécies nativas da mata atlântica. In: X Fórum da Pós-Graduação da UFRRJ, 2015, Seropédica. Anais do X Fórum da Pós-Graduação da UFRRJ, 2015.

  • CAMPOS, T. O. ; LELES, P. S. S. ; CHAER, G. M. . Avaliação de risco de contaminação de águas subterrâneas pelo uso de biossólido de lodo de esgoto na atividade florestal. In: X Fórum da Pós-Graduação da UFRRJ, 2015, Seropédica. Anais do X Fórum da Pós-Graduação da UFRRJ, 2015.

  • LISBOA, F. J. G. ; CHAER, G. M. ; FERANANDES, M.F. ; BERBARA, R. L. L. ; MADARI, BEATA EMOKE . The match between microbial community structure and soil properties is modulated by land use type and sample origin within an integrated agroecosystem. In: World congress on integrated crop-liverstock-forest systems, 2015, Brasília. Anais do World congress on integrated crop-liverstock-forest systems, 2015.

  • SANTOS, F. M. ; CHAER, G. M. . Manejo sustentável de plantações de Khaya spp. em sistemas agroflorestais: impactos sobre serviços ecossistêmicos e aspectos econômicos. In: Semana Científica Johanna Döbereiner, 2015, Seropédica. Anais da, 2015.

  • CAMPOS, T. O. ; CHAER, G. M. ; LELES, P. S. S. . Lixiviação de íons e alterações físicas, químicas e biológicas em solos condicionados com biossólido de lodo de esgoto. In: Semana Científica Johanna Döbereiner, 2015, Seropédica. Anais..., 2015.

  • SANTOS, T. A. ; CHAER, G. M. . Efeitos de gramíneas forrageiras sobre o crescimento inicial de mudas de espécies florestais. In: Semana Científica Johanna Döbereiner, 2015, Seropédica. Anais..., 2015.

  • SILVA, M. V. ; LELES, P. S. S. ; CHAER, G. M. . Biossólido de lodo de esgoto: fonte alternativa de macro e microntrientes para espécies da Mata Atlântica. In: Semana Científica Johanna Döbereiner, 2015, Seropédica. Anais..., 2015.

  • BALIEIRO, F.C. ; CHAER, G. M. ; SANTOS, F. M. ; PICCOLO, M. C. . Mixed-species plantations of Acacia mangium and Eucalyptus urograndis in Southeast Brazil: aboveground biomass, nutrition and soil fertility. , ; 18-21 de março de 2014.. In: ACACIA 2014, 2014, Hue, Vietnã. Sustaining the future of Acacia plantation forestry, 2014.

  • RACHID, C. T. C. C. ; LEITE, D.C.A ; CHAER, G. M. ; BALIEIRO, F.C. ; PEIXOTO, R. R. ; ROSADO, A. A. . Acacia mangium affects soil nitrogen and microbial community and activity in mixed plantations with Eucalyptus urograndis. In: ACACIA 2014, 2014, Hue, Vietnã. Sustaining the future of Acacia plantation forestry, 2014.

  • CHAER, G. M. ; PAZUTTI, L. V. B. . Optimization of methods for analysis of phosphatase, β-glucosidase and arylsulfatase in soils. In: ASA, CSSA & SSSA International Annual Meetings, 2013, Tampa, FL. Water, Food, Energy & Innovation for a Sustainable World, 2013.

  • MENDES, I. C. ; LOPES, A. A. C. ; SOUSA, D. M. G. ; CHAER, G. M. ; REIS-JUNIOR, F. B. ; GOEDERT, W. J. . Interpretation of microbial indicators as a function of crop yield and organic carbon in cerrado soils. In: ASA, CSSA & SSSA International Annual Meetings, 2013, Tampa, FL. Water, Food, Energy & Innovation for a Sustainable World, 2013.

  • LISBOA, F. J. G. ; CHAER, G. M. ; JESUS, E. C. ; de FARIA, S. M. ; SANTOS, F. M. ; CASTILHO, A. F. ; BERBARA, R. L. L. . A influência da qualidade do litter sobre o relacionamento entre a vegetação e compartimentos below-ground : uma abordagem procrusteana. In: XII Semana Científica Johanna Dobereiner, 2013, Seropédica. Ciência, saúde e esporte: caderno de resumos, 2013.

  • SANTOS, F. M. ; ATAIDE, D. H. S. ; BALIEIRO, F.C. ; CHAER, G. M. . Produção de biomassa e dinâmica de N no solo de plantios puros e mistos de Eucalyptus urograndis e Acacia mangium. In: XII Semana Científica Johanna Dobereiner, 2013, Seropédica. Ciência, saúde e esporte: caderno de resumos, 2013.

  • SILVA, M. A. P. ; LEITE, R. A. ; JESUS, E. C. ; CHAER, G. M. ; de FARIA, S. M. . Diversidade de rizóbios na estruturação de comunidade de plantas em solos de Floresta Atlântica. In: XII Semana Científica Johanna Dobereiner, 2013, Seropédica. Ciência, saúde e esporte: caderno de resumos, 2013.

  • SILVA, M. A. P. ; JESUS, E. C. ; CHAER, G. M. ; BORGES, W. L. ; de FARIA, S. M. . Sequenciamento parcial do gene 16S rRNA e amplificação do gene simbiótico nodC de rizóbios nodulantes de Piptadenia gonoacantha. In: Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2013, Natal. Anais do 27o Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2013.

  • GUIMARÃES, A. P. ; ZUCHELLO, F. ; SANT'ANNA, S.A.C. ; BALIEIRO, F.C. ; CHAER, G. M. ; BODDEY, R. M. ; ALVES, B. J. R. . Impacto do uso de leguminosas arbóreas em sistema misto de produção de eucalipto na região de Mata Atlântica sobre as emissões de N2O do solo. In: XI Semana Científica Johanna Dobereiner, 2011, Seropédica. XI Semana Científica Johanna Dobereiner - Mudanças climáticas, desastres naturais e prevenção de riscos. Seropédica: Embrapa Agrobiologia, 2011.

  • LIMA, K. D. R. ; RESENDE, A. S. ; CHAER, G. M. . Desenvolvimento de tecnologia de recuperação de áreas degradadas por perda de horizonte superficial na Caatinga. In: XI Semana Científica Johanna Dobereiner, 2011, Seropédica. XI Semana Científica Johanna Dobereiner - Mudanças climáticas, desastres naturais e prevenção de riscos. Seropédica: Embrapa Agrobiologia, 2011.

  • ZATORRE, N. P. ; ALMEIDA, R. F. ; FRANCHINI, J. C. ; CHAER, G. M. ; BODDEY, R. M. ; JANTALIA, C.P. . Influência dos sistemas agrícolas na atividade enzimática do solo. In: XI Semana Científica Johanna Dobereiner, 2011, Seropédica. XI Semana Científica Johanna Dobereiner - Mudanças climáticas, desastres naturais e prevenção de riscos. Seropédica: Embrapa Agrobiologia, 2011.

  • MENDES, I. C. ; REIS-JUNIOR, F. B. ; CHAER, G. M. . Indicadores de calidad de suelos: análisis crítico de alternativas metodológicas. In: XXII Congreso Argentino de la Ciencia del Suelo, 2010, Rosario. Anales del XXII Congreso Argentino de la Ciencia del Suelo, 2010.

  • MENDES, I. C. ; REIS-JUNIOR, F. B. ; HUNGRIA, M. ; FERNANDES, M. F. ; CHAER, G. M. ; TORESANI, S. ; FERRERAS, L. A. . Bioindicadores de calidad de suelo: utopía o realidad?. In: XXII Congreso Argentino de la Ciencia del Suelo, 2010, Rosario. Anales del XXII Congreso Argentino de la Ciencia del Suelo, 2010.

  • GUIMARÃES, A. P. ; SANT'ANNA, S.A.C. ; MATA, P.M. ; ANDRELLO, A. C. ; APPOLONI, C.R. ; ARAUJO, E. S. ; CHAER, G. M. ; JANTALIA, C.P. ; RESENDE, A. S. ; ALVES, B. J. R. ; CABALLERO, S. S. U. ; BODDEY, R. M. . Impacto ambiental da recuperação de áreas degradadas com utilização de leguminosas arbóreas na região de Mata Atlântica no estado do Rio de Janeiro.. In: X Semana Científica Johanna Döbereiner, 2010, Seropédica. Anais da X Semana Científica Johanna Döbereiner, 2010.

  • MIGUEL, D. L. ; CHAER, G. M. ; XAVIER, Gustavo R. ; SILVA, E. M. R. . Atividade enzimática em sistemas agroflorestais em áreas de Cerrado e de Caatinga.. In: X Semana Científica Johanna Döbereiner, 2010, Seropédica. Anais da X Semana Científica Johanna Döbereiner - Ciência para o Desenvolvimento Sustentável, 2010.

  • SILVA, A. P. ; GONCALVES, F. L. A. ; CHAER, G. M. ; RESENDE, A. S. . Avaliação da regeneração natural de espécies florestais em pastagens abandonadas a partir da posição e forma de encosta. In: SEMANA CIENTÍFICA JOHANNA DÖBEREINER, 2010, Seropédica. Ciência para o Desenvolvimento Sustentável: anais.... Seropédica: Embrapa, 2010.

  • CHAER, G. M. . Models to calculate soil quality indices. In: UK/Brazil Workshop on Soil Quality and Processes, 2009, Rio de Janeiro. UK/Brazil Workshop on Soil Quality and Processes, 2009.

  • PEIXOTO, R. R. ; CHAER, G. M. ; CARMO, F. ; ARAUJO, F. ; PAES, J. E. ; VOLPON, A. ; SANTIAGO, G.A. ; ROSADO, A. A. . Bacterial characterization of sediment and Laguncularia racemosa rhizosphere from transects of an urban mangrove in Todos os Santos Bay (Bahia State, Brazil) using cultivation-dependent and independent methods. In: 25o Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2009, Porto de Galinhas. Anais do 25o Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2009.

  • SILVA, R. B. ; SANTOS, F. M. ; BALIEIRO, F.C. ; CHAER, G. M. . Avaliação da atividade enzimática de um Planossolo submetido a arações e gradagens sucessivas. In: SEMANA CIENTÍFICA JOHANNA DÖBEREINER, 2009, Seropédica. Anais.... Seropédica: Embrapa, 2009.

  • SILVA, A. P. ; CAMPELLO, E. F. C. ; CHAER, G. M. ; CURCIO, G. R. ; RESENDE, A. S. . Estudo de atributos do solo e da vegetação emergente considerando a topossequência e a geomorfologia na recuperação de áreas dagradadas. In: SEMANA CIENTÍFICA JOHANNA DÖBEREINER, 2009, Seropédica. Anais.... Seropédica: Embrapa, 2009.

  • CHAER, G. M. ; FERNANDES, M. F. ; BOTTOMLEY, P. J. . Evaluating the sensitivity of biological and biochemical soil properties across an induced gradient of soil degradation. In: 69th ASA-CSSA-SSSA International Annual Meetings, 2007, New Orleans. Proceedings of the ASA-CSSA-SSSA International Annual Meetings, 2007.

  • CHAER, G. M. ; MYROLD, D. D. ; BOTTOMLEY, P. J. . An attempt to define the equilibrium between soil organic matter and biochemical properties in Oregon forest soils. In: 69th ASA-CSSA-SSSA International Annual Meetings, 2007, New Orleans. Proceedings of the ASA-CSSA-SSSA International Annual Meetings, 2007.

  • CHAER, G. M. ; FERNANDES, M. F. ; MYROLD, D. D. ; BOTTOMLEY, P. J. . Resistance and resilience of microbial structure and enzymatic activities of soils submitted to heat shock treatments. In: ASA-CSSA-SSSA International Annual Meetings, 2005, Salt Lake City, Utah. Proceedings of ASA-CSSA-SSSA International Annual Meetings, 2005.

  • CHAER, G. M. ; FERNANDES, M. F. ; SAMPAIO, T. ; DIEDHIOU, S. ; MYROLD, D. D. ; SULZMAN, E. . Influence of landscape position on 13C and 15N natural abundance in an oak-savannah ecosystem. In: Soil Science Society of America - 68th Annual Meeting, 2004, Seattle, Washington. Science to Secure Food & the Environment, 2004.

  • TÓTOLA, M. R. ; CHAER, G. M. ; LORIO, V. O. ; NEVES, J. C. L. ; BORGES, A. C. ; Barros, N. F. . SIMOQS: a New Tool for Soil Quality Monitoring. In: Eurosoil, 2004, Freiburg. EUROSOIL-CD, 2004.

  • CHAER, G. M. ; TÓTOLA, M. R. . Utilização da Alumina como fator tamponante de P em substratos para produção de mudas micorrizadas de Eucalyptus grandis. In: FertBIO`98, 1998, Caxambú - MG. Anais FertBIO`98, 1998. p. 229-229.

  • CHAER, G. M. ; TÓTOLA, M. R. . Resposta de Pisolithus tinctorius a estresse oxidativo induzido por Paraquat. In: VII Simpósio de Iniciação Científica na UFV, 1997, Viçosa - MG. Anais do VII Simpósio de Iniciação Científica na UFV. Viçosa: UFV, 1997. p. 90.

  • TÓTOLA, M. R. ; CHAER, G. M. ; KASUYA, M. C. M. ; BORGES, A. C. . Termotolerância em fungos ectomicorrízicos é induzida por choque térmico. In: XIX Congresso Brasileiro de Microbiologia, 1997, Rio de Janeiro. ANAIS DO XIX CONGRESSO BRASILEIRO DE MICROBIOLOGIA, 1997. p. 222-222.

  • TÓTOLA, M. R. ; CHAER, G. M. ; KASUYA, M. C. M. ; BORGES, A. C. . Enzimas de detoxificação de radicais livres induzida por choque térmico em fungos ectomicorrízicos. In: XIX Congresso Brasileiro de Microbiologia, 1997, Rio de Janeiro. ANAIS DO XIX CONGRESSO BRASILEIRO DE MICROBIOLOGIA, 1997. p. 222-222.

  • CHAER, G. M. ; KASUYA, M. C. M. . Efeito da consistência do meio de cultura e da agitação sobre a produção de massa micelial de fungos ectomicorrízicos. In: VI Simpósio de Iniciação Científica na UFV, 1996, Viçosa. Anais do VI Simpósio de Iniciação Científica na UFV. Viçosa: UFV, 1996. p. 92.

  • CHAER, G. M. ; KASUYA, M. C. M. . Caracterização morfológica do micélio de diferentes espécies e isolados de fungos ectomicorrízicos. In: VI Simpósio de Iniciação Científica na UFV, 1996, Viçosa. Anais do VI Simpósio de Iniciação Científica na UFV. Viçosa: UFV, 1996. p. 90.

  • SANTOS, T. A. ; RESENDE, A. S. ; MORAES, L. F. D. ; SILVA, F. F. ; CHAER, G. M. . Crescimento de espécies florestais em convivência com capim-braquiarão ? Urochloa brizantha (Hochst. ex A. Rich.) Stapf cv. Marandu. PLANTA DANINHA , 2018.

  • CAMPOS, T. O. ; SILVA, M. V. ; CHAER, G. M. . Lixiviação de metais pesados em solos condicionados com biossólido de lodo de esgoto. FLORESTA E AMBIENTE , 2018.

  • CHAER, G. M. . Ferramentas para aferir a qualidade dos solos em sistemas de produção do Nordeste. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CHAER, G. M. . Índices como ferramentas para aferir a qualidade dos solos em sistemas de produção. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CHAER, G. M. ; PAZUTTI, L. V. B. . Optimization of methods for analysis of phosphatase, b-glucosidase and arylsulfatase in soils. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • FERNANDES, M. F. ; BARRETO, A. C. ; CHAER, G. M. . Impact of Tillage and Maize Cropping System on the Physical Properties of a Kaolinitic Soil in the Brazilian Coastal Tablelands. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • CHAER, G. M. ; FERNANDES, M. F. . Comparing the sensitivity of physical, chemical and biological properties to a gradient of induced soil degradation. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • CHAER, G. M. ; SANTOS, A. B. ; SANTOS, F. M. ; SILVA, R. B. ; RESENDE, A. S. . Caracterização microbiológica do solo de áreas de floresta e pastagem sob diferentes compartimentos geológicos em Itaboraí - RJ. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • CHAER, G. M. . Models to calculate soil quality indices. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CHAER, G. M. . Métodos de integração de indicadores para avaliação da qualidade do solo. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CHAER, G. M. ; FERNANDES, M. F. ; MYROLD, D. D. ; BOTTOMLEY, P. J. . Resistance and resilience of soil microbial structure and enzymatic activities to heat shocks. 2006. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • CHAER, G. M. ; FERNANDES, M. F. ; SAMPAIO, T. ; DIEDHIOU, S. ; MYROLD, D. D. ; SULZMAN, E. . Influence of landscape position on 13C and 15N natural abundance in oak-savannah ecosystem. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CHAER, G. M. . Modelos para determinação de índice de qualidade do solo. Workshop: Bioindicadores de qualidade do solo em agroecossistemas. Embrapa Agropecuária Oeste, Dourados, MS. 2003. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CHAER, G. M. . Indicadores de qualidade do solo em florestas plantadas. Curso: Estratégias Biológicas de Recuperação Ambiental. Embrapa Agrobiologia. 2003. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CHAER, G. M. . Uso de Indicadores na Avaliação da Qualidade do Solo. 1º Ciclo de Palestras do IST. Paracambi, RJ.. 2003. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CHAER, G. M. . Avaliação da sustentabilidade e os índices de qualidade do solo. Seminário: Bases para a sustentabilidade de florestas plantadas. Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG. 2001. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CHAER, G. M. . O papel das micorrizas no ecossistema. Semana Acadêmica de Ciências Biológicas. UNIVALE, Governador Valadares, MG. 2001. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CHAER, G. M. . Biomassa microbiana e processos bioquímicos como indicadores de sustentabilidade dos solos. Workshop: Indicadores Biológicos de Sustentabilidade Florestal. FIEMG, Belo Horizonte, MG. 2000. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • GONCALVES, F. L. A. ; SILVA, F. F. ; CHAER, G. M. ; RESENDE, A. S. . Uso de papelão de caixa de pizza no coroamento de mudas para restauração florestal. Seropédica/RJ: Embrapa Agrobiologia, 2017 (Comunicado Técnico (CNPAB)).

  • RESENDE, A. S. ; CAMPELLO, E. F. C. ; CHAER, G. M. ; SILVA, A. P. ; CARPEGGIANI, B. P. ; MIRANDA, C. A. K. ; AZEVEDO, C. R. C. ; LIMA, K. D. R. ; ARAUJO, J. E. . Produção de mudas de espécieis florestais para a Caatinga. Seropédica: Embrapa, 2011 (Comunicado Técnico (CNPAB)).

  • CHAER, G. M. ; RESENDE, A. S. ; CAMPELLO, E. F. C. ; AZEVEDO, C. R. C. ; ARAUJO, J. E. ; MIRANDA, C. A. K. . Recuperação ambiental de jazidas de extração de piçarra no bioma Caatinga. Seropédica: Embrapa, 2011 (Sistema de Produção (Embrapa)).

  • SILVA, A. P. ; RESENDE, A. S. ; CARPEGGIANI, B. P. ; MIRANDA, C. A. K. ; AZEVEDO, C. R. C. ; CAMPELLO, E. F. C. ; CHAER, G. M. ; LIMA, K. D. R. ; ARAUJO, J. E. . Recomendações básicas para implantação de viveiro de produção de mudas de espécies florestais para a Caatinga. Seropédica: Embrapa Agrobiologia, 2011 (Comunicado Técnico (CNPAB)).

  • FERNANDES, M. F. ; CHAER, G. M. . Análise de Perfis de Ácidos Graxos como Ferramenta para Estudos em Microbiologia do Solo. Aracaju: Embrapa Tabuleiros Costeiros, 2010 (Série Documentos (CPATC)).

  • RESENDE, A. S. ; SILVA, A. P. ; OLIVEIRA, N. M. ; CHAER, G. M. ; CAMPELLO, E. F. C. . Espécies florestais com potencial de uso em programas de reflorestamento na Baixada Fluminense, RJ. Seropédica: Embrapa Agrobiologia, 2010 (Comunicado Técnico (CNPAB)).

  • MENDES, I. C. ; HUNGRIA, M. ; REIS-JUNIOR, F. B. ; FERNANDES, M. F. ; CHAER, G. M. ; MERCANTE, F. M. ; ZILLI, J. E. . Bioindicadores para avaliação da qualidade dos solos tropicais: utopia ou realidade?. Brasília: Embrapa Cerrados, 2009 (Documentos 246 - Embrapa Cerrados).

  • CHAER, G. M. ; TÓTOLA, M. R. ; LOBATO, M. C. C. ; LORIO, V. O. . SIMOQS Sistema de Monitoramento da Qualidade do Solo - MANUAL DO USUÁRIO Versão 1.0 2004 (Manual).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

Chaer, Guilherme Montandon ; DANTAS, O. D. ; TEODORO, D. S. ; NUNES, L. C. M. ; MENDES, I. C. . Sistema de Informação e Monitoramento Agrícola e Ambiental - SIMAA. 2015.

CHAER, G. M. ; LORIO, V. O. ; TÓTOLA, M. R. ; BORGES, A. C. ; LOBATO, M. C. C. . Sistema de Monitoramento da Qualidade do Solo - SIMOQS. 2002.

CHAER, G. M. . Parecer técnico de projeto submetido ao Macroprograma 3, Edital 07/2012, Embrapa.. 2012.

CHAER, G. M. . Parecer técnico de projeto submetido ao Macroprograma 3, Edital 05/2002, Embrapa.. 2003.

CHAER, G. M. . Parecer técnico de projetos submetidos ao Programa de Desarrollo Tecnológico. Subprograma III - Desarrpççp y aplicaciones de ciencia y tecnología. (República do Uruguai) - COMPONENTE B - INVESTIGACIÓN FUNDAMENTAL. 2003.

CHAER, G. M. ; SANTOS, F. M. ; ALVES, G. T. R. . III Curso de produção de madeiras em plantios mistos e agroflorestas: mognos-africanos e espécies nativas. 2019. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

CHAER, G. M. ; SANTOS, F. M. ; ALVES, G. T. R. . I Curso de produção de madeiras em plantios mistos e agroflorestas: mognos-africanos e espécies nativas. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

CHAER, G. M. ; SANTOS, F. M. ; ALVES, G. T. R. . II Curso de produção de madeiras em plantios mistos e agroflorestas: mognos-africanos e espécies nativas. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

CHAER, G. M. . Princípios e métodos para avaliação de indicadores e modelagem de índices de qualidade do solo. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

CHAER, G. M. ; PERET, A. M. . Princípios e metodologias para determinação de índices de qualidade de águas e solos. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

CHAER, G. M. ; COSTA, J. R. . Conceitos básicos de estatística. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

CHAER, G. M. . Manual de produção de mudas do COMPERJ. 2009. (Editoração/Livro).

TAVARES, S. R. L. ; BALIEIRO, F.C. ; CHAER, G. M. ; POLIDORO, J. C. ; DONAGEMMA, G.K. ; Ferraz, R.P.D. ; CAPECHE, C.L. ; Barros, N. F. . Recuperação de Áreas Degradadas - A visão da ciência do solo no contexto do diagnóstico, manejo, indicadores de monitoramento e estratégias de recuperação. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

CHAER, G. M. . Introdução à análise multivariada. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

CHAER, G. M. ; RESENDE, A. S. ; POLIDORO, J. C. ; COSTA, J. R. . Técnicas Experimentais Aplicadas às Ciências Agrárias. Embrapa Agrobiologia. 2003. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2016 - Atual

    Uso de biossólido em plantios de espécies da Mata Atlântica, Descrição: O biossólido, produto derivado do tratamento do lodo de esgoto, constitui um material com alto potencial de emprego na atividade florestal, visto que é rico em matéria orgânica e nutrientes. Desse modo, acredita-se que o uso de biossólido em reflorestamentos possa resultar em redução dos custos de plantio e manutenção das áreas em razão da possibilidade de substituição da adubação química e das maiores taxas de crescimento e sobrevivência do povoamento. Entretanto, a maior parte dos estudos realizados focaram no uso do biossólido para a composição de substratos para produção de mudas florestais, sendo escassos os trabalhos de campo que tenham objetivado calibrar doses ou avaliar a eficiência do biossólido frente à fertilização mineral tradicional. O objetivo geral desse trabalho é avaliar os benefícios e o potencial de uso do biossólido para promover o crescimento e desenvolvimento de espécies nativas da Mata Atlântica. O estudo será desenvolvido em área experimental da Embrapa Agrobiologia e envolverá dois experimentos. Um dos experimentos será conduzido em condições de campo e avaliará o crescimento e desenvolvimento de seis espécies arbóreas da Mata Atlântica adubadas com 0, 2, 4 ou 8 litros de biossólido na cova de plantio. O segundo experimento será realizado em vasos e objetiva quantificar os efeitos secundários do biossólido sobre o crescimento de ingá-laurina (Inga laurina (Sw.) Willd.) em solos com composição textural contrastante. Entende-se aqui por efeitos secundários aqueles advindos da matéria orgânica presente no biossólido, excetuando-se os efeitos da presença de macronutrientes que poderiam ser supridos por meio de fertilizantes químicos tradicionais. Desse modo, serão avaliadas as doses 0, 2, 4 ou 8 litros de biossólido por vaso, respectivamente complementados com 100%, 75%, 50% e 0% da quantidade de macronutrientes presentes em 8 litros de biossólido. O estudo contará com a parceria do Departamento de Silvicultura da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) o qual desenvolve estudos com biossólido desde 2010. O biossólido a ser utilizado será provido pela Nova CEDAE, empresa pública de saneamento do Estado do Rio de Janeiro e também parceira desse projeto. Ao final do estudo, espera-se obter informações para a recomendação de doses de biossólido para uso em reflorestamentos com espécies nativas da Mata Atlântica, de modo substituir o uso de fertilizantes minerais.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Paulo Sergio dos Santos Leles - Integrante / Eduardo Vinicius da Silva - Coordenador / Marcelo Vinícius da Silva - Integrante / Thaís de Oliveira Campos - Integrante / Alan Henrique Marques de Abreu - Integrante., Financiador(es): Associação Pró-Gestão das Águas da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul - Auxílio financeiro.Número de orientações: 2

  • 2016 - Atual

    Soluções tecnológicas para otimização do uso de resíduos e biomassa como insumo para fertilidade do solo em sistemas de orgânicos de produção, Descrição: O objetivo geral do projeto é desenvolver e adaptar tecnologias, produtos tecnológicos, práticas e processos em uma rede multidisciplinar, para aproveitamento racional de resíduos agrossilvopastoris e biomassa com vistas à expansão da agricultura orgânica.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Marco Antônio de Almeida Leal - Integrante / Rachel Bardy Prado - Integrante / Maria Elizabeth Fernandes Correia - Integrante / Orivaldo José Saggin-Júnior - Integrante / Ednaldo da Silva Araújo - Coordenador / Segundo Sacramento Urquiaga Caballero - Integrante / David Vilas Boas de Campos - Integrante / Antônio Carlos Reis de Freitas - Integrante / Ana Cristina Siewert Garofolo - Integrante / Bruna Conceição de Matos - Integrante / Caio de Teves Inácio - Integrante / Edmilson Evangelista da Silva - Integrante / Edson Martins - Integrante / Érika Flávia Machado Pinheiro - Integrante / José Antônio Azevedo Espindola - Integrante / José Guilherme Marinho Guerra - Integrante / Marcelo Antoniol Fontes - Integrante / Ernani Jardim Reis - Integrante / Ana Lúcia Borges - Integrante / Antônio Edilson da Silva Araújo - Integrante / Davi José Silva - Integrante / Fabiana de Carvalho Dias - Integrante / Juliano Corulli Correa - Integrante / Maurel Behling - Integrante / Monalisa Santana Coelho - Integrante / Natia Elen Auras - Integrante / Paulo César Teixeira - Integrante / Raul Castro Carriello Rosa - Integrante / Sergio Agostinho Cenci - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Avaliação silvicultural, ecossistêmica e econômica do plantio de mogno-africano sob sistema agroflorestal no bioma Mata Atlântica, Descrição: A cultura do mogno-africano (Khaya spp.) tem despertado o interesse de silvicultores, devido ao seu alto potencial de retorno econômico no longo prazo. O mogno-africano apresenta madeira de excelente qualidade atingindo elevado valor no mercado nacional e internacional. Normalmente, o monocultivo do mogno-africano é implantado em densidades que variam de 25 a 36 m2 por árvore, o qual somente é necessário quando as árvores atingem maturidade de copa e do sistema radicular, período este que ocorre entre 10 a 12 anos após o plantio. Até essa idade, a área subaproveitada pelo mogno¬-africano (linhas e entrelinhas de plantio) pode ser usada para o cultivo concomitante de outras espécies arbóreas madeireiras e espécies agrícolas (perenes e anuais) em sistemas agroflorestais (SAFs). No entanto, pouco se sabe a respeito dos benefícios desses sistemas de produção mais complexos sobre o crescimento e produção de biomassa das árvores de Khaya spp., sobre os possíveis serviços ecossistêmicos (externalidades positivas) prestados ao ecossistema local (ex., aumento da ciclagem de nutrientes, aumento da qualidade do solo e do estoque de C, etc.) e, principalmente, sobre sua viabilidade econômica. Este projeto tem como objetivo geral implantar e avaliar, durante os primeiros anos de cultivo, a produção de mogno-africano em sistema agroflorestal (SAF) versus em sistema de monocultivo em relação a aspectos silviculturais, ecossistêmicos e econômicos. O estudo será implantado em propriedade rural no município de Valença-BA, região de influência do bioma Mata Atlântica. O SAF será estabelecido em área de produção de Khaya ivorensis e Khaya anthotheca com três anos de idade onde serão introduzidas outras espécies para formação do SAF (mamão, banana, cupuaçu, pupunha, juçara, cacau, jabuticaba, jacarandá-da-bahia e vinhático). Dentre os objetivos específicos serão avaliados como o SAF afeta (i) o desenvolvimento do mogno-africano e o potencial de produção de madeira, (ii) a alocação do C na biomassa aérea e subterrânea; (iii) a conservação e ciclagem de nutrientes; (iv) a qualidade do solo e (v) o retorno econômico para o produtor. A hipótese a ser testada é a de que sistemas de produção de Khaya spp. com alta biodiversidade (SAF) possui maior produção primária líquida em função do maior aproveitamento e conservação de recursos (luz, água e nutrientes), em relação aos sistemas de baixa biodiversidade (monocultivo), impactando positivamente os serviços ecossistêmicos e o retorno econômico. Os resultados desse estudo poderão indicar se os sistemas de produção de mogno-africano em SAF podem representar uma alternativa de uso do solo tanto para a agricultura comercial em pequena ou média escalas, quanto para a agricultura familiar de subsistência. Ademais, o SAF a ser testado poderá representar uma alternativa para a recomposição de áreas de reserva legal (RL) com concomitante retorno econômico, conforme materializado na Lei 12.651/2012 (Legislação Florestal Brasileira). O modelo testado e os resultados obtidos serão potencialmente extrapoláveis para outros ambientes e regiões do bioma Mata Atlântica.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Coordenador / Alexander Silva de Resende - Integrante / Claudia Pozzi Jantalia - Integrante / Felipe Martini Santos - Integrante / Eduardo Vinicius da Silva - Integrante / Gilberto Terra Ribeiro Alves - Integrante / Ernani Jardim Reis - Integrante / Marco Antônio Monte - Integrante / Bruno Araújo Furtado de Mendonça - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1

  • 2016 - Atual

    Sistemas agroflorestais em plantações de mogno-africano: impactos silviculturais, econômicos e ecossistêmicos, Descrição: A cultura do mogno-africano (Khaya spp.) tem despertado o interesse de silvicultores, devido ao seu alto potencial de retorno econômico no longo prazo. O mogno-africano apresenta madeira de excelente qualidade atingindo elevado valor no mercado nacional e internacional. Normalmente, o monocultivo do mogno-africano é implantado em densidades que variam de 25 a 36 m2 por árvore, o qual somente é necessário quando as árvores atingem maturidade de copa e do sistema radicular, período este que ocorre entre 10 a 12 anos após o plantio. Até essa idade, a área subaproveitada pelo mogno-africano (linhas e entrelinhas de plantio) pode ser usada para o cultivo concomitante de outras espécies arbóreas madeireiras e espécies agrícolas (perenes e anuais) em sistemas agroflorestais (SAFs). No entanto, pouco se sabe a respeito dos benefícios desses sistemas de produção mais complexos sobre o crescimento e produção de biomassa das árvores de Khaya spp., sobre os possíveis serviços ecossistêmicos (externalidades positivas) prestados ao ecossistema local (ex., aumento da ciclagem de nutrientes, aumento da qualidade do solo e do estoque de C, etc.) e, principalmente, sobre sua viabilidade econômica. Este projeto tem como objetivo geral implantar e avaliar, durante os primeiros anos de cultivo, sistemas de produção de mogno-africano com diferentes níveis de biodiversidade em relação a aspectos silviculturais, ecossistêmicos e econômicos. O estudo será implantado em propriedade rural no município de Valença-BA, região de influência do bioma Mata Atlântica. Os níveis de biodiversidade serão estabelecidos em área de produção de Khaya ivorensis e Khaya anthotheca com três anos de idade onde serão implantados tratamentos com e sem condução seletiva da regeneração natural e com e sem introdução de outras espécies para formação do SAF (mamão, banana, cupuaçu, pupunha, juçara, cacau, jabuticaba, jacarandá-da-bahia e vinhático). Dentre os objetivos específicos serão avaliados como o aumento de biodiversidade afeta (i) o desenvolvimento do mogno e o potencial de produção de madeira, (ii) a alocação do C na biomassa aérea e subterrânea; (iii) a conservação e ciclagem de nutrientes; (iv) o potencial de sequestro de C; (v) a qualidade do solo e (vi) o retorno econômico para o produtor. A hipótese a ser testada é a de que sistemas de produção de Khaya spp. com alta biodiversidade (SAFs) possuem maior produção primária líquida em função do maior aproveitamento e conservação de recursos (luz, água e nutrientes), em relação aos sistemas de baixa biodiversidade (monocultivos), impactando positivamente os serviços ecossistêmicos e o retorno econômico. Os resultados desse estudo poderão indicar se os sistemas de produção de mogno-africano em SAFs podem representar uma alternativa de uso do solo tanto para a agricultura comercial em pequena ou média escalas, quanto para a agricultura familiar de subsistência. Ademais, os sistemas de alta diversidade a serem testados poderão representar uma alternativa para a recomposição de áreas de reserva legal (RL) com concomitante retorno econômico, conforme materializado na Lei 12.651/2012 (Legislação Florestal Brasileira). Os modelos testados e os resultados a serem obtidos são potencialmente extrapoláveis para outros ambientes e regiões do bioma Mata Atlântica.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Coordenador / Alexander Silva de Resende - Integrante / Claudia Pozzi Jantalia - Integrante / Sérgio Miana de Faria - Integrante / Felipe Martini Santos - Integrante / Eduardo Vinicius da Silva - Integrante / Carlos Fernando da Cunha - Integrante / Marcelo Antoniol Fontes - Integrante / Gilberto Terra Ribeiro Alves - Integrante / Ernani Jardim Reis - Integrante / Marco Antônio Monte - Integrante / Bruno Araújo Furtado de Mendonça - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1

  • 2016 - Atual

    Estratégias para recuperação de áreas degradadas pela exploração e produção de petróleo na Caatinga, Descrição: O projeto objetiva desenvolver e aprimorar tecnologias para a recuperação de áreas degradadas por atividades de exploração e petróleo em terra no bioma Caatinga por meio de técnicas de restauração ecológica e sistema de produção sustentáveis.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Coordenador / Alexander Silva de Resende - Integrante / Eduardo Francia Carneiro Campello - Integrante / Sérgio Miana de Faria - Integrante / José Erivaldo Araújo - Integrante / Fernando Lima Aires Gonçalves - Integrante / Ederson da Conceição Jesus - Integrante / Luiz Fernando Duarte de Moraes - Integrante / Felipe Ferreira da Silva - Integrante / Juliana Muller Freire - Integrante / Carlos Fernando da Cunha - Integrante / Marcelo Antoniol Fontes - Integrante / Claudia Pavan Lamarca - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Suporte à gestão do arranjo SolosBR para o fortalecimento da pesquisa no tema Solos, Descrição: O projeto tem como objetivo fortalecer e ampliar as ações do arranjo institucional de projetos da Embrapa envolvidos na temática solos. Desse modo, o arranjo "SolosBR - Estratégias para geração de informação em solos como subsídio à agricultura brasileira" visa contribuir para a geração de tecnologias de produtos, de processos e de serviços que viabilizem a utilização dos solos brasileiros em base conservacionista.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Ademir Fontana - Coordenador / Alexandre Esteves Neves - Integrante / Andre Luiz da Silva Lopes - Integrante / Evangelista Roque dos Santos - Integrante / Henrique Antunes de Souza - Integrante / Ligia Souza Brandão - Integrante / Maria Ortiz Almeida Baptista Portes - Integrante / Ricardo Arcanjo de Lima - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2015 - Atual

    Produção de sementes de leguminosas arbóreas nativas com qualidade genética para restauração ambiental da Mata Atlântica, Descrição: O projeto objetiva mapear, caracterizar e disponibilizar germoplasma de leguminosas arbóreas para a formação de pomares de sementes destinados a produção de sementes e mudas com boa qualidade genética para projetos de restauração ambiental e plantios com fins econômicos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Alexander Silva de Resende - Integrante / Eduardo Francia Carneiro Campello - Integrante / Ozanival Dario Dantas da Silva - Integrante / Sérgio Miana de Faria - Integrante / Eliane Maria Ribeiro da Silva - Integrante / Janaina Ribeiro Costa Rouws - Integrante / Luiz Fernando Duarte de Moraes - Integrante / Ana Cristina Siewert Garofolo - Integrante / Juliana Muller Freire - Coordenador / Edson Martins - Integrante / Ernani Jardim Reis - Integrante / Cristhiane Oliveira da G. Amâncio - Integrante / Fátima Conceição Marques Pina-Rodrigues - Integrante / Haroldo Calvalcante de Lima - Integrante / Lucas Amaral de Melo - Integrante / Luciana Duque Silva - Integrante / Zuleica Maria Moreira - Integrante / Ricardo Ribeiro Rodrigues - Integrante / Fabiano Turini Farah - Integrante / Evânia Galvão Mendonça - Integrante / Claudio Alexandre de Aquino Santana - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2015 - Atual

    Quantificação de serviços ecossistêmicos baseada em diversidade funcional de plantas em sistemas naturais e de pecuária no bioma Mata Atlântica, Descrição: O objetivo geral da proposta é avaliar os serviços ambientais relacionados à biodiversidade vegetal e sua relação com a produção de alimento e de fibras e serviços de regulação e de suporte em ecossistemas naturais e pecuários no domínio da Floresta Atlântica. A proposta está estruturada em quatro planos de ação: PA1 - Gerencial; PA2 - Diversidade funcional nos ecossistemas; PA3 - Medidas diretas de serviços ambientais; e PA4 - Avaliação da efetividade dos atributos funcionais, diagnóstico e recomendações.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Guilherme Kangussú Donagemma - Integrante / Marcelo Dias Muller - Integrante / Carlos Renato Tavares de Castro - Integrante / Luiz Fernando Duarte de Moraes - Integrante / Maria Luiza Franceschi Nicodemo - Coordenador / Alberto Carlos de Campos Bernardi - Integrante / Dalva Maria da Silva Matos - Integrante / João Herbert Moreira Viana - Integrante / José Ricardo Macedo Pezzopane - Integrante / Jerônimo Boelsums Barreto Sansevero - Integrante / Patricia Perondi Anchão Oliveira - Integrante / Renata Evangelista de Oliveira - Integrante / Sandra Cristina Müller - Integrante / Waldomiro Barioni Júnior - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa - Auxílio financeiro.

  • 2015 - Atual

    Bioindicadores para avaliação da qualidade de solos em diferentes agroecossistemas brasileiros: Fase III: Inovação em estratégias e tabelas de interpretação, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Iêda de Carvalho Mendes em 05/04/2016., Descrição: A seleção de indicadores microbiológicos (bioindicadores), com níveis críticos bem estabelecidos, que possam ser utilizados no monitoramento da qualidade do solo pelos agricultores nas diferentes regiões do Brasil, é o foco do projeto Bioindicadores desde sua Fase I. Uma das grandes limitações para o uso em rotina dos bioindicadores, reside na dificuldade de interpretação dos seus valores individuais. A maior parte dos trabalhos realizados envolve a comparação de diferentes sistemas de manejo de solo, inclusive usando como referência áreas não perturbadas, sob vegetação nativa. Essa dificuldade constitui um dos grandes obstáculos a serem transpostos nas avaliações de qualidade do solo, uma vez que a inclusão dos atributos microbiológicos nessas avaliações pressupõe o estabelecimento de valores que possam separar solos com diferentes condições de sustentabilidade. Diferentemente do que ocorre com os indicadores químicos de fertilidade onde existem tabelas com níveis de suficiência (baixo, médio, adequado e alto) bem definidos para cada nutriente e tipo de solo, para os atributos microbiológicos esse tipo de informação era inexistente. Com base na utilização dos princípios dos ensaios de calibração de nutrientes, nosso grupo (Lopes et al. 2013) desenvolveu na FASE II do projeto a primeira estratégia para interpretação de bioindicadores (carbono da biomassa microbiana, respiração basal e atividade das enzimas β-glicosidase, celulase, arisulfatase e fosfatase ácida). Essa estratégia, inédita na literatura, também resultou no lançamento da primeira aproximação das tabelas de interpretação desses biondicadores para os latossolos de Cerrado. Nessa FASE III do projeto daremos continuidade aos estudos de interpretação de bioindicadores 1) gerando uma nova estratégia para interpretação do carbono da biomassa microbiana e atividade de enzimas relacionadas ao ciclo do C (β-glicosidase), do P (fosfatase ácida) e do S (arilsulfatase), 2) ampliando as tabelas de interpretação para outras ecorregiões; 3) calculando Índices de Qualidade de Solo baseado nos atributos de fertilidade química e biológica IQS FERTBIO; 4) avaliando as possibilidades de unificação das épocas de amostragem no campo e dos processos de pré-tratamento das amostras (secagem à temperatura ambiente e peneiramento) para avaliações de microbiologia e fertilidade de solo, gerando a amostra FERTBIO. A ampliação das tabelas de interpretação dos bioindicadores para outras regiões e os estudos para viabilização da amostra FERTBIO permitem vislumbrar a possibilidade de que, num futuro próximo, além das propriedades químicas e físicas, determinações das propriedades microbiológicas poderão também fazer parte das rotinas de análises de solo e de índices de qualidade de solo no Brasil. O conhecimento e uso dos atributos microbiológicos, pelos agricultores, será importante tanto no sentido de incentivar aqueles que já estão adotando sistemas de manejo conservacionistas, bem como no sentido de alertar agricultores que usam sistemas de manejo que degradam o solo.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Mariangela Hungria - Integrante / Fábio Martins Mercante - Integrante / Vinícius de M. Benites - Integrante / Djalma M. Gomes de Sousa - Integrante / Ieda de Carvalho Mendes - Coordenador / Bueno dos Reis Junior, Fábio - Integrante / Juliana Jacinto Caldas Rodrigues - Integrante / Marco Antônio Nogueira - Integrante / Jeander Oliveira Caetano - Integrante / Anderson Ferreira - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2014 - 2017

    Alternativas de controle da matocompetição em reflorestamentos de espécies nativas da Mata Atlântica, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Alexander Silva de Resende em 20/09/2016., Descrição: O projeto tem como objetivo estabelecer estratégias de controle da matocompetição efetivas e com menor custo, comparado à prática tradicional de roçagem e coroamento, para as diferentes situações de plantio com espécies florestais nativas da Mata Atlântica.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Alexander Silva de Resende - Coordenador / Eduardo Francia Carneiro Campello - Integrante / Maria Elizabeth Fernandes Correia - Integrante / Luiz Fernando Duarte de Moraes - Integrante / Paulo Sergio dos Santos Leles - Integrante / Maurilio de Faria Vieira Júnior - Integrante / Sarah Cristina de Oliveira Caldas - Integrante / Julia Kishida Bochner - Integrante / Helena Regina Pinto Lima - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2014 - Atual

    Aprimoramento de processos para a qualificação do manejo de terras no Centro-Sul do Brasil - SOLOVIVO, Descrição: O projeto tem como objetivo desenvolver e validar, de forma participativa, ferramentas para avaliar o desempenho técnico e contribuir para o processo de qualificação contínua do uso das terras e manejo do solo e da água, no âmbito de propriedades agrícolas e de microbacias hidrográficas, sob Plantio Direto, em contextos do agronegócio brasileiro.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / George G Brown - Integrante / Cláudio Lucas Capeche - Integrante / Ana Paula Dias Turetta - Integrante / Julio Cesar Salton - Integrante / Vinícius de M. Benites - Integrante / Ieda de Carvalho Mendes - Integrante / Ademir Fontana - Integrante / Luis Carlos Hernani - Coordenador / Fabiano Daniel de Bona - Integrante / Gustavo de Mattos Vasques - Integrante / Julio Cezar Franchini dos Santos - Integrante / Elói Panachuki - Integrante / Alexandre Ortega Gonçalves - Integrante / Michely Tomazi - Integrante / Henrique Deibiasi - Integrante / Heloisa Ferreira Filizola - Integrante / Priscila Oliveira - Integrante / Carlos Eduardo Vasconcelos D. Dias - Integrante / Alba Leonor da Silva Martins - Integrante / Anderson Braga Mendes - Integrante / Ricardo Oliveira Figueiredo - Integrante / Osmar Conte - Integrante / Carlos Pintol - Integrante / Álvaro Augusto Dossa - Integrante / Ricardo Ralisch - Integrante / Newton Luiz Kaminski - Integrante / Ivo Mello - Integrante / Aryeverton Fortes de Oliveira - Integrante / Anderson Santi - Integrante / Jorge Lemainski - Integrante / Rita Carla Boeira - Integrante / Claudio Lazzarotto - Integrante / Gilberto Kurasz - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2014 - Atual

    Caracterização e avaliação de indicadores de sustentabilidade de sistemas agropecuários baseados em tecnologias preconizadas pelo Plano de Agricultura de Baixa Emissão de Carbono no Maranhão, Descrição: O projeto tem como objetivo avaliar indicadores de sustentabilidade relacionados às emissões de gases de efeito estufa em sistemas agropecuários de produção baseados nas tecnologias preconizadas pelo Plano ABC no estado do Maranhão.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Guilherme Kangussú Donagemma - Integrante / Antônio Carlos Reis de Freitas - Coordenador / Paulo Mauricio Magalhães - Integrante / Jesus M. Baca - Integrante / Magda Aparecida de Lima - Integrante / Maria Conceição Peres Young Pessoa - Integrante / Guilherme Barbosa Abreu - Integrante / Sandra Maria Oliveira Sa - Integrante / Luciano Cavalcante Muniz - Integrante / Ana Laura dos Santos Sena - Integrante / Luiz Manoel Silva Cunha - Integrante / Lucieta Guerreiro Martorano - Integrante / Eliane Gonçalves Gomes - Integrante / Arminda Moreira de Carvalho - Integrante / Carlos Alberto Costa Veloso - Integrante / José Antonio Alves Cutrim Júnior - Integrante / Dirceu Klepker - Integrante.

  • 2014 - Atual

    Soluções tecnológicas para a adequação da paisagem rural ao Código Florestal Brasileiro, Descrição: O projeto tem como objetivo geral estimular o cumprimento do novo Código Florestal brasileiro (Lei 12.651/2012) por meio da disponibilização de soluções tecnológicas da Embrapa para recuperação de Áreas de Reserva Legal (ARL), Áreas de Proteção Permanente (APP) e Áreas de Uso Restrito (AUR), assim como de seus coeficientes técnicos e econômicos, necessários à execução dos projetos de adequação.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Alexander Silva de Resende - Integrante / Eduardo Francia Carneiro Campello - Integrante / Luiz Fernando Duarte de Moraes - Integrante / Ana Cristina Siewert Garofolo - Integrante / Soraya Carvalho Barrios de Araújo - Coordenador / Juliana Muller Freire - Integrante / Ernani Jardim Reis - Integrante / Mariella Camardelli Uzeda - Integrante / Cristhiane Oliveira da G. Amâncio - Integrante / Natia Elen Auras - Integrante / Ilzo Artur Risso - Integrante / Rosana Guedes Cordeiro Ramos - Integrante / João dos Santos da Silva - Integrante / Ladislau Araújo Skorupa - Integrante / Marcelo Francia Arco Verde - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2013 - 2016

    Otimização do potencial microbiano-simbiótico do solo para maximização da produtividade das plantações alimentares e cultivos de subsistência voltados para a Grande Muralha Verde, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Sergio Miana de Faria em 21/09/2018., Descrição: O objetivo do projeto é aumentar a produtividade de espécies arbóreas frutíferas alimentares e de culturas de subsistência da África Subsaariana pela introdução da tecnologia de inoculação com bactérias fixadoras de nitrogênio e fungos micorrízicos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Sérgio Miana de Faria - Coordenador / Ederson da Conceição Jesus - Integrante / Bâ Amadou - Integrante / Kane Aboubacry - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2013 - Atual

    Contribuições da Embrapa à implantação do novo CÓDIGO FLORESTAL Brasileiro Lei 12.651/2012, Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Ana Cristina Siewert Garofolo - Coordenador.

  • 2012 - 2016

    Otimização de metodologias para análise de enzimas em solos visando à implementação em rotinas laboratoriais, Descrição: O projeto visa propor modificações nos métodos de análise da atividade de fosfomonoesterases, β-glicosidases e arilsulfatases em solos por meio da otimização de procedimentos e redução de custos para viabilizar a implementação dessas análises em rotinas de laboratoriais.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Coordenador / Fábio Bueno dos Reis Junior - Integrante / Marcos Rogério Tótola - Integrante / Leonardo Vitor Belo Pazutti - Integrante / Ieda de Carvalho Mendes - Integrante / Marcelo Ferreira Fernandes - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 6 / Número de orientações: 2

  • 2012 - 2016

    Intensificação ecológica de plantações de eucaliptos pela associação com espécies leguminosas arbóreas fixadoras de nitrogênio, Descrição: O projeto teve como objetivo geral estudar as interações inter- e intraespecíficas em povoamentos mistos de Eucalyptus com Acacia mangium. Especificamente estudou-se como o consórcio afeta o crescimento das árvores de Eucalyptus e a produtividade conjunta do povoamento misto, a fertilidade do solo, o funcionamento biológico do solo, a decomposição da matéria orgânica, a dinâmica de nutrientes no solo (especialmente N e P) e a nutrição das plantas.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Fabiano de Carvalho Balieiro - Integrante / Raquel R. Peixoto - Integrante / Rosado, A. S. - Integrante / Marisa de Cássia Piccolo - Integrante / Jean-Pierre Daniel Bouillet - Integrante / José Leonardo de Moraes Gonçalves - Coordenador / Jean-Paul Laclau - Integrante / Danilo Henrique dos Santos Ataíde - Integrante / Etelvino H. Novotny - Integrante / Felipe Martini Santos - Integrante / Caio Tavora Rachid Coelho da Costa - Integrante / FONSECA, EDUARDO S. - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2015

    Recuperação de áreas degradadas voltadas para áreas de preservação permanente, reserva legal, áreas severamente impactadas e de uso alternativo com espécies florestais, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Sergio Miana de Faria em 21/09/2018., Descrição: Esta proposta teve como foco principal a busca por alternativas tecnológicas, aplicáveis e compatíveis com as particularidades ecológicas locais, com ênfase na inclusão de componentes arbóreos e arbustivos para uso alternativo e em sistemas consorciados visando à recuperação de áreas degradadas (RAD) e a recomposição florestal de APP e RL.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Alexander Silva de Resende - Integrante / Fabiano de Carvalho Balieiro - Integrante / Eduardo Francia Carneiro Campello - Integrante / Guilherme Kangussú Donagemma - Integrante / Claudia Pozzi Jantalia - Integrante / Marcos Gervásio Pereira - Integrante / Sérgio Miana de Faria - Coordenador / Aluisio Granato de Andrade - Integrante / Daniel Luis Mascia Vieira - Integrante / Fabiana Gois Aquino - Integrante / Clóvis Eduardo de Souza Nascimento - Integrante / Marco Antonio Drumond - Integrante / Eliane Maria Ribeiro da Silva - Integrante / Adriana Maria de Aguiar Accioly - Integrante / Aldo Vilar - Integrante / Carlos Augusto De Miranda Gomide - Integrante / Cláudia Liane Rodrigues de Lima - Integrante / Danilo Dufech Castilhos - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2015

    Uso de parâmetros microbiológicos como bioindicadores para avaliar a qualidade do solo e a sustentabilidade de agroecossistemas - Fase II, Descrição: O objetivo geral do projeto foi estabelecer níveis críticos e selecionar bioindicadores para avaliação da qualidade dos solos brasileiros, levando-se em consideração as diferentes condições edafoclimáticas do país e a diversidade de agroecossistemas.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Fábio Bueno dos Reis Junior - Integrante / Mariangela Hungria - Integrante / Fábio Martins Mercante - Integrante / Cicero Donizete Pereira - Integrante / Julio Cesar Salton - Integrante / Heitor Luiz da Costa Coutinho - Integrante / Lourival Vilela - Integrante / Lucas Campos de Magalhães Nunes - Integrante / Raquel R. Peixoto - Integrante / Rosado, A. S. - Integrante / Ozanival Dario Dantas - Integrante / Marcelo Ferreira Fernandes - Integrante / Ieda de Carvalho Mendes - Coordenador / Djalma Martinhão Gomes de Sousa - Integrante / Samuel Teixeira dos Santos - Integrante / Cristine Chaves Barreto - Integrante / Cynthia Torres de T. Machado - Integrante / Diva de Sousa Andrade - Integrante / Elaine Reis Pinheiro Lourente - Integrante / João de Deus G. dos Santos - Integrante / João Luis Dalla´Corte - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 1

  • 2010 - 2014

    Dinâmica da paisagem associada a indicadores para subsidiar o planejamento de uso da terra e a caracterização de serviços ambientais, Descrição: O projeto pretende, a partir de uma abordagem interdisciplinar e de ações participativas com o produtor rural, analisar a dinâmica espaço-temporal da paisagem e selecionar indicadores de qualidade de solo e água e da paisagem como subsidio ao planejamento de uso da terra e caracterização de serviços ambientais.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Ricardo Trippia Peixoto - Coordenador / Alexander Silva de Resende - Integrante / Guilherme Kangussú Donagemma - Integrante / Cláudio Lucas Capeche - Integrante / Gustavo Ribas Curcio - Integrante / Rachel Bardy Prado - Integrante / Maria Elizabeth Fernandes Correia - Integrante / Elaine Cristina Cardoso Fidalgo - Integrante / Ana Paula Dias Turetta - Integrante / Sérgio Miana de Faria - Integrante / Alexandre Ortega Gonçalves - Integrante / Margareth Somões P Meirelles - Integrante / Carla Geovana do Nascimento Macário - Integrante / Silvio Roberto Medeiros Evangelista - Integrante / José Ronaldo de Macedo - Integrante / Mariella Camardelli Uzeda - Integrante / Scott William Hoefl - Integrante / Katia Leite Mansur - Integrante / Denise Werneck de Paiva - Integrante / Waldir de Carvalho Junior - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2012

    Desenvolvimento de tecnologia de recuperação de áreas degradadas por perda de horizonte superficial na Caatinga, Descrição: A extração de material de características plásticas é uma atividade comum em todo o país, e em cada região apresenta nomes e características particulares, como saibro, barro, argila, piçarra, entre outros. Essa áreas de empréstimo são comumente abertas em encostas ou em cavas que muitas vezes podem chegar a alguns metros de profundidade, ou simplesmente retirar todo um morro ou encosta, tornando a topografia da área bem distinta em relação ao que havia originalmente. É difícil estabelecer o total de área impactada por essa prática, pois é uma atividade pulverizada que visa atender demandas locais como melhoria de acessos, terraplanagens diversas para construção civil, aterros sanitários, etc. O que sabe com certeza é que com a retirada dos horizontes superficiais, sem a intervenção do homem, essas áreas tendem a demorar muito tempo a serem cobertas novamente com vegetação e em muitos casos, a falta de cobertura vegetal acaba aumentando a possibilidade de erosão, gerando transtornos tanto no meio rural como no meio urbano. Embora seja uma atividade existente em todo o país onde haja desenvolvimento urbano, na Caatinga merece destaque, justamente por não haver muitos estudos na literatura fazendo recomendações para reversão desse processo. Em janeiro de 2007 a Embrapa Agrobiologia iniciou um projeto em parceria com a Petrobras e a Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA) com a finalidade de realizar pesquisas para identificar espécies e modelos de revegetação de áreas degradadas por exploração de piçarra em bioma de Caatinga no Rio Grande do Norte. Foram selecionadas seis jazidas de extração para condução do estudo, onde foram avaliados métodos de plantio (com ou sem reposição de solo superficial) e adubação (com ou sem adição de esterco na cova de plantio) e testadas cerca de 10 espécies de leguminosas arbóreas e arbustivas fixadoras de nitrogênio e outras 10 espécies leguminosas não fixadoras ou não leguminosas, em sua maioria, nativas da região. Ao final dos dois anos de condução desse projeto (encerrado em dezembro de 2009), observou-se uma taxa de sobrevivência das mudas de 85% sendo que muitas espécies arbóreas já ultrapassavam 3 m de altura. Até o mês de maio de 2010, esse projeto recebe financiamento da Petrobras, que usa esse material para compactar áreas que recebem uma sonda de perfuração de poços de petróleo em terra. No rio grande do Norte são mais de 3000 poços de petróleo em terra e cerca de 300 a 500 ha de passivo ambiental a ser recuperado a partir da existência de jazidas de extração de piçarra. Com o sucesso da técnica utilizada pela Embrapa Agrobiologia em vários biomas do país, a Caatinga era um grande desafio e a partir do financiamento da Petrobras o projeto foi realizado com grande sucesso. No entanto, os objetivos da petrobras em revegetar a área foram atingidos e não faz parte do interesse atual da empresa em avaliar como os parãmetros químicos, físicos e biológicos evoluem nos próximos anos, uma vez que o protocolo de recuperação dessas áreas já foi gerado pela Embrapa. No entanto, a equipe da Embrapa acredita que para a consolidação dos resultados e maior grau de certeza da eficácia dos procedimentos adotados do ponto de vista ecológico necessitam de mais dois anos de avaliação. Esta proposta tem como objetivo efetuar o monitoramento desse experimento de forma a avaliar em médio prazo (3 a 5 anos) o desenvolvimento das espécies introduzidas e de seu efeito sobre a recuperação do ecossistema a partir de características químicas, físicas e biológicas do solo além de avaliações biométricas das plantas. A equipe da Embrapa acredita que com um pequeno investimento financeiro da empresa, é possível dar mais garantia a tecnologia que poderá apoiar diversas ações de recuperação necessárias no Bioma, entre elas as oriundas da transposição do rio São Francisco.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Eduardo Francia Carneiro Campello - Integrante / Maria Elizabeth Fernandes Correia - Integrante / Cid Rodrigo Cavalcanti de Azevedo - Integrante / Resende, A. S. - Coordenador / Marcelino Lourenço Ribeiro Neto - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 1

  • 2010 - 2012

    Sistemas agroflorestais e florestais com potencial para incrementar a oferta de bens e serviços ambientais em áreas degradadas do estado do rio de janeiro, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Fabiano de Carvalho Balieiro em 20/09/2016., Descrição: O objetivo geral do projeto foi estudar estratégias de recuperação de áreas degradadas por meio do monitoramento de florestas mistas de espécies arbóreas e da implantação de sistemas agrogflorestais que sejam mitigadores dos processos erosivos e ao menos tempo do desmatamento de florestas naturais do Estado do Rio de Janeiro, aumentando dessa forma a oferta de bens e serviços ambientais nas regiões de implantação.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Ana Paula Dias Turetta - Integrante / Heitor Luiz da Costa Coutinho - Integrante / Marcos Gervásio Pereira - Integrante / Sérgio Miana de Faria - Integrante / Eliane de Paula Clemente Almeida - Integrante / Aluisio Granato de Andrade - Integrante / Fabiano de Carvalho Balieiro - Coordenador., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2016

    Corredor ecológico "COMPERJ", Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Alexander Silva de Resende em 20/09/2016., Descrição: O projeto pode ser agrupado em três grandes componentes: 1. revegetação da área interna do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (COMPERJ) e monitoramento das funcionalidades e dos serviços ambientais; 2. vitrines tecnológicas e ações de educação ambiental e 3. a inserção do COMPERJ no contexto regional com ações para subsidiar o planejamento ambiental e a proposição de modelos de conexão entre fragmentos existentes nas bacias hidrográficas dos rios Caceribu e Macacu de forma a conectar as áreas revegetadas do empreendimento com as unidades de conservação que formam o Mosaico da Mata Atlântica Central Fluminense.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Alexander Silva de Resende - Coordenador / Gustavo Ribas Curcio - Integrante / Rachel Bardy Prado - Integrante / Maria Elizabeth Fernandes Correia - Integrante / Ariene Basílio dos Santos - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2012

    Gradiente Induzido de Degradação do Solo (GRIND) - Uma proposta para a parametrização de um modelo conceitual de avaliação da qualidade do solo e para o estudo da capacidade preditiva de indicadores biológicos, Descrição: Este projeto propõe um novo modelo conceitual de avaliação da qualidade do solo (MQS) o qual estabelece regras objetivas para o cálculo de índices de qualidade (IQS) para solos sob condições de sequeiro. A simplicidade do MQS, com sua estrutura mínima de funções e indicadores, elimina redundâncias estruturais comuns aos modelos tradicionais e a maior parte das etapas que normalmente demandariam decisões subjetivas por parte do pesquisador. Buscar-se-á ainda validar as pressuposições do MQS e desenvolver um método para parametrizá-lo. Para alcançar esses objetivos, será avaliada a resistência e a resiliência de propriedades físicas, químicas e biológicas do solo em um gradiente induzido de degradação (GRIND), o qual será gerado, sob condições experimentais, via aração e gradagem do solo em diferentes frequências. O GRIND propiciará também uma condição ideal para testar a validade de características biológicas e bioquímicas do solo como indicadoras preditoras de mudanças na qualidade físico-estrutural e do conteúdo de matéria orgânica do solo. (FINANCIAMENTO: CNPq R$20.000,00). , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Coordenador / Marcelo Ferreira Fernandes - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2012

    Seleção e validação local de um conjunto mínimo de variáveis edáficas indicadoras da produtividade vegetal e da qualidade do solo, Projeto certificado pela empresa S A USINA CORURIPE ACUCAR E ALCOOL em 27/01/2017., Descrição: O projeto tem como objetivo selecionar e validar localmente um conjunto mínimo de variáveis edáficas que apresente alta sensibilidade à qualidade do solo, alta resistência a interferências relacionadas à época de amostragem e ao tipo de cobertura vegetal, e que se correlacione com a produtividade vegetal. Os objetivos específicos são: 1) Comparar diversas variáveis edáficas (biológicas, bioquímicas, químicas e físicas) quanto à sensibilidade em discriminar classes de qualidade do solo estabelecidas de acordo com três indicadores diretos de funções primárias do solo; 2) Comparar variáveis edáficas quanto à associação com parâmetros de crescimento e produção vegetais; 3) Avaliar o impacto dos fatores data de amostragem e tipo de cobertura vegetal sobre a capacidade de variáveis edáficas (biológicas, bioquímicas, químicas e físicas) em discriminar classes de qualidade do solo; 4) Avaliar o potencial da pré-incubação de amostras de solo em reduzir interferências relacionadas à data de coleta e à cobertura vegetal sobre o padrão de discriminação de classes de qualidade do solo por variáveis biológicas e bioquímicas; 5) Selecionar um conjunto mínimo de indicadores da qualidade do solo (CMIQS) que seja resistente às interferências associadas à cobertura vegetal e à data de amostragem e se correlacione com a produtividade das culturas; 6) Avaliar a possibilidade de substituição de variáveis de difícil mensuração ou elevado custo analítico selecionadas no CMIQS por outras mais acessíveis, e 7) Validar o CMIQS por meio de sua avaliação em um experimento de médio prazo sobre métodos de preparo de solo e em cronoseqüências de cultivo de cana-de-açúcar e milho dos tabuleiros costeiros nordestinos. (FINANCIAMENTO: CNPq R$130.000,00). , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / João Bosco V. Gomes - Integrante / Antônio Carlos Barreto - Integrante / Sérgio de Oliveira Procópio - Integrante / Fernando L. D. Cintra - Integrante / Selenobaldo A. C. Sant'Anna - Integrante / Marcelo Ferreira Fernandes - Coordenador / Roberta P. Miranda Fernandes - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2010

    Desenvolvimento de tecnologia para recuperação de áreas degradadas em áreas de exploração de petróleo em terra, Descrição: Este projeto, firmado por um termo de cooperação técnica entre a PETROBRAS, a Fundação Guimarães Duque, a Universidade Federal Rural do Semi-Árido, e a EMBRAPA Agrobiologia, teve como finalidade realizar estudos técnicos objetivando desenvolver tecnologias de recuperação de áreas degradadas na Caatinga, através de espécies nativas desse bioma e que tenham potencial de uso econômico como fontes para produção de mel, forragem para consumo animal, e geração de energia através da produção de óleo vegetal (biodiesel) e madeira. (FINANCIAMENTO: PETROBRAS R$193.000,00). , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Alexander Silva de Resende - Coordenador / Eduardo Francia Carneiro Campello - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Cooperação.

  • 2007 - 2009

    Sistemas conservacionistas de solo para produção de culturas anuais nos tabuleiros costeiros do Nordeste, Descrição: As atividades a serem realizadas neste projeto visam avaliar o efeito de métodos de preparo do solo e do sistema de consórcio entre milho e guandu sobre a produtividade das culturas e sobre a qualidade dos solos. Também são incluídas ações para elucidar questões de importância para a otimização do uso de água da chuva, de nutrientes dos resíduos e para formulação de arranjos de culturas anuais que incrementem a produtividade e a diversidade da agricultura e promovam a conservação dos solos de tabuleiros costeiros. (FINANCIAMENTO: EMBRAPA R$114.000,00).. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / João Bosco V. Gomes - Integrante / Antônio Carlos Barreto - Integrante / Sérgio de Oliveira Procópio - Integrante / Marcelo Ferreira Fernandes - Coordenador.

  • 2007 - 2009

    Variabilidade espacial de atributos físicos e químicos do solo com vista a implantação de plantios mistos de eucalipto e leguminosas arbóreas para estudos da dinâmica de sequestro de carbono e valoração ambiental, Descrição: Essa proposta tem como objetivo geral o estabelecimento plantios mistos de Eucalyptus grandis e de leguminosas arbóreas fixadoras de N2 em condições contrastantes de degradação do solo de forma a obter informações técnicas e científicas a respeito do potencial silvicultural de plantios dessa natureza e de suas relações com serviços ambientais. As áreas onde serão estabelecidos os plantios serão avaliadas quanto à variações espaciais de propriedades físicas e químicas do solo de modo a servir como ponto de referência para avaliar efeitos dos tratamentos experimentais. Dentro do prazo da proposta, pretende-se ainda avaliar o crescimento inicial e o estado nutricional das espécies incluindo a estimativa da taxa de fixação biológica N2 pelas leguminosas e os possíveis efeitos benéficos na nutrição do eucalipto utilizando-se a técnica da abundância natural de 15N. (FINANCIAMENTO: EMBRAPA R$33.000,00). , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Fabiano de Carvalho Balieiro - Coordenador / Claudia Pozzi Jantalia - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2006 - 2009

    Estratégias de monitoramento e manejo do solo visando a sustentabilidade de agroecossistemas dos tabuleiros costeiros., Descrição: Os ecossistemas dos tabuleiros costeiros do Brasil (TC) têm sofrido grande pressão em função do crescimento demográfico e de atividades agrícolas ao longo das últimas décadas. Os solos dos TC são caracterizados por sua fragilidade mecânica e pela presença de camadas subsuperficiais coesas que restringem o fluxo de água e o aprofundamento de raízes no perfil. Essas características impõem desafios ao estabelecimento de explorações agrícolas sustentáveis nas paisagens dos TC. Objetivando contribuir para o atingimento dessa sustentabilidade, o presente projeto propõe as seguintes linhas de atuação: (a) a avaliação de alternativas de manejo para a redução da expressão da camada coesa e (b) a aplicação e o desenvolvimento de métodos de avaliação da qualidade dos solos dos TC. Manejos alternativos para solos com camadas coesas serão testados em quatro experimentos em áreas sob fruteiras e cana-de-açúcar, e incluem como tratamentos a utilização de gesso, leguminosas, gramíneas e doses e arranjos espaciais de irrigação. Variáveis respostas a serem analisadas em todos esses experimentos incluem aquelas direta e indiretamente associadas aos processos de infiltração de água e aprofundamento de raízes. Paralelamente, solos dos TC sob diversos usos terão avaliados seus atributos bióticos (de fauna e microbiota do solo) e abióticos (químicos, físicos, e ambientais) de modo a conhecer o status ecológico e o grau de preservação de diferentes agroecossistemas de importância regional (BA, SE e AL), usando áreas de remanescentes de mata nativa como referencial. Técnicas estatísticas serão usadas para avaliar as diferenças entre os agroecossistemas com relação aos atributos analisados e para a seleção dos indicadores mais discriminantes da qualidade dos solos desses ambientes. Outra ação do projeto visará gerar parâmetros e validar um novo modelo conceitual de avaliação da qualidade do solo (MQS). (FINANCIAMENTO: EMBRAPA R$475.000,00). , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Adriana Maria de Aquino - Integrante / Alexander Silva de Resende - Integrante / Peter J. Bottomley - Integrante / João Bosco V. Gomes - Coordenador / Aldo Vilar Trindade - Integrante / Fernando L. D. Cintra - Integrante / Renato Linhares de Assis - Integrante / Marcelo Ferreira Fernandes - Integrante / Ana Lúcia Borges - Integrante / Carlos Alexandre B. Garcia - Integrante / Gilson Moura Filho - Integrante / Helvécio De-Polli - Integrante / Joézio Luiz dos Anjos - Integrante / José Paulo Sousa - Integrante / Lafayette Franco Sobral - Integrante / Luciano da Silva Souza - Integrante / Maria de Lourdes da S. Leal - Integrante / Nilton Curi - Integrante / Robson Dantas Viana - Integrante / Ronaldo Souza Resende - Integrante / Samuel da Silva da Mata - Integrante / Walane Maria P. de Melo Ivo - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro / Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa - Auxílio financeiro.

  • 2003 - 2007

    Fauna do solo: um recurso a ser manejado em sistemas de plantio direto no Brasil?, Descrição: Este projeto objetiva identificar a relação entre a estrutura da comunidade da macrofauna do solo, com o seu papel no solo e com as condições edafoclimáticas, de forma a otimizar a sua atividade através do manejo do solo. A etapa pretendida nesse projeto consiste em: 1) estudar o papel dos decompositores, determinação das espécies, o que comem e como se distribuem em relação às diferentes condições edafoclimáticas; 2) amostrar minhocas, térmitas e corós, definidos previamente como grupos-chave para estudos de diversidade e grupos funcionais e, através da marcação com 13C, será traçada a origem da fonte de energia dos decompositores; 3) determinar o grau de resposta dos grupos-chave ao impacto do dos sistemas de plantio direto através do índice V, visando definir possíveis bioindicadores da qualidade do solo; 4) inserir dados sobre a macrofauna do solo no cálculo dos índices de qualidade do solo, que serão determinados em associação aos indicadores físicos e químicos do solo, visando determinar os sistemas mais saudáveis do ponto de vista ambiental e com maior grau de sustentabilidade; 5) propor ações de pesquisa aliadas à sensibilização dos produtores quanto a dimensão ambiental do plantio direto que permitam a transferências dos conhecimentos obtidos. A estratégia de ação será a de realizar avaliações em áreas de sistema natural e em áreas experimentais já instaladas com plantio direto, voltado para a produção de soja, trigo e milho, plantio convencional, e em alguns casos, integração lavoura-pecuária. Os sítios experimentais estarão localizados em diversas Unidades da Embrapa de forma a estabelecer a conexão entre as Unidades da empresa envolvidas com pesquisa em plantio direto. A execução desse Projeto envolve ações integradas entre sete Unidades da Embrapa (Agrobiologia, Agropecuária Oeste, Soja, Cerrados, Trigo, Roraima e Instrumentação Agropecuária) e a participação de uma Instituição Estadual, uma Instituição particular e uma Instituição Internacional.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Adriana Maria de Aquino - Coordenador / George G Brown - Integrante / Patrícia Costa - Integrante / Bruno José Rodrigues Alves - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 1999 - 2001

    Modelo para determinação de indice de qualidade do solo baseado em indicadores físicos, químicos e microbiologicos., Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Coordenador / Marcos Rogério Tótola - Integrante., Financiador(es): Suzano Papel e Celulose - Cooperação / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa., Número de produções C, T & A: 1

  • 1996 - 1999

    Ecologia e fisiologia das associações ectomicorrízicas em Eucalyptus sp., Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Maria Catarina Megumi Kasuya - Coordenador / Arnaldo Chaer Borges - Integrante / Marcos Rogério Tótola - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2008 - 2015

    Corredor Ecológico do COMPERJ, Descrição: O projeto busca colocar o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro entre os projetos de maior adequação ambiental no mundo, incluindo componentes de recuperação de áreas degradadas, restauração de funções ecológicas, conservação e preservação dos ecossistemas. Em conjunto com essas medidas será implantado um vigoroso programa de monitoramento do meio ambiente baseado na participação de instituições de pesquisa, ensino e extensão, cujos resultados permitirão mostrar para sociedade, de forma transparente, que é possível se produzir em escala industrial com a geração de serviços ambientais e respeitando a natureza. (FINANCIAMENTO: PETROBRAS R$7.000.000,00). , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Bruno José Rodrigues Alves - Integrante / Alexander Silva de Resende - Coordenador / Fabiano de Carvalho Balieiro - Integrante / Guilherme Kangussú Donagemma - Integrante / Cláudio Lucas Capeche - Integrante / Gustavo Ribas Curcio - Integrante / Rachel Bardy Prado - Integrante / Maria Elizabeth Fernandes Correia - Integrante / Renato Antonio Dedecek - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2015

    Corredor Ecológico do COMPERJ, Descrição: O projeto busca colocar o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro entre os projetos de maior adequação ambiental no mundo, incluindo componentes de recuperação de áreas degradadas, restauração de funções ecológicas, conservação e preservação dos ecossistemas. Em conjunto com essas medidas será implantado um vigoroso programa de monitoramento do meio ambiente baseado na participação de instituições de pesquisa, ensino e extensão, cujos resultados permitirão mostrar para sociedade, de forma transparente, que é possível se produzir em escala industrial com a geração de serviços ambientais e respeitando a natureza. (FINANCIAMENTO: PETROBRAS R$7.000.000,00). , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Bruno José Rodrigues Alves - Integrante / Alexander Silva de Resende - Coordenador / Fabiano de Carvalho Balieiro - Integrante / Guilherme Kangussú Donagemma - Integrante / Cláudio Lucas Capeche - Integrante / Gustavo Ribas Curcio - Integrante / Rachel Bardy Prado - Integrante / Maria Elizabeth Fernandes Correia - Integrante / Renato Antonio Dedecek - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2015

    Corredor Ecológico do COMPERJ, Descrição: O projeto busca colocar o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro entre os projetos de maior adequação ambiental no mundo, incluindo componentes de recuperação de áreas degradadas, restauração de funções ecológicas, conservação e preservação dos ecossistemas. Em conjunto com essas medidas será implantado um vigoroso programa de monitoramento do meio ambiente baseado na participação de instituições de pesquisa, ensino e extensão, cujos resultados permitirão mostrar para sociedade, de forma transparente, que é possível se produzir em escala industrial com a geração de serviços ambientais e respeitando a natureza. (FINANCIAMENTO: PETROBRAS R$7.000.000,00). , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Bruno José Rodrigues Alves - Integrante / Alexander Silva de Resende - Coordenador / Fabiano de Carvalho Balieiro - Integrante / Guilherme Kangussú Donagemma - Integrante / Cláudio Lucas Capeche - Integrante / Gustavo Ribas Curcio - Integrante / Rachel Bardy Prado - Integrante / Maria Elizabeth Fernandes Correia - Integrante / Renato Antonio Dedecek - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2015

    Corredor Ecológico do COMPERJ, Descrição: O projeto busca colocar o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro entre os projetos de maior adequação ambiental no mundo, incluindo componentes de recuperação de áreas degradadas, restauração de funções ecológicas, conservação e preservação dos ecossistemas. Em conjunto com essas medidas será implantado um vigoroso programa de monitoramento do meio ambiente baseado na participação de instituições de pesquisa, ensino e extensão, cujos resultados permitirão mostrar para sociedade, de forma transparente, que é possível se produzir em escala industrial com a geração de serviços ambientais e respeitando a natureza. (FINANCIAMENTO: PETROBRAS R$7.000.000,00). , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Bruno José Rodrigues Alves - Integrante / Alexander Silva de Resende - Coordenador / Fabiano de Carvalho Balieiro - Integrante / Guilherme Kangussú Donagemma - Integrante / Cláudio Lucas Capeche - Integrante / Gustavo Ribas Curcio - Integrante / Rachel Bardy Prado - Integrante / Maria Elizabeth Fernandes Correia - Integrante / Renato Antonio Dedecek - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2015

    Corredor Ecológico do COMPERJ, Descrição: O projeto busca colocar o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro entre os projetos de maior adequação ambiental no mundo, incluindo componentes de recuperação de áreas degradadas, restauração de funções ecológicas, conservação e preservação dos ecossistemas. Em conjunto com essas medidas será implantado um vigoroso programa de monitoramento do meio ambiente baseado na participação de instituições de pesquisa, ensino e extensão, cujos resultados permitirão mostrar para sociedade, de forma transparente, que é possível se produzir em escala industrial com a geração de serviços ambientais e respeitando a natureza. (FINANCIAMENTO: PETROBRAS R$7.000.000,00). , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Bruno José Rodrigues Alves - Integrante / Alexander Silva de Resende - Coordenador / Fabiano de Carvalho Balieiro - Integrante / Guilherme Kangussú Donagemma - Integrante / Cláudio Lucas Capeche - Integrante / Gustavo Ribas Curcio - Integrante / Rachel Bardy Prado - Integrante / Maria Elizabeth Fernandes Correia - Integrante / Renato Antonio Dedecek - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2015

    Corredor Ecológico do COMPERJ, Descrição: O projeto busca colocar o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro entre os projetos de maior adequação ambiental no mundo, incluindo componentes de recuperação de áreas degradadas, restauração de funções ecológicas, conservação e preservação dos ecossistemas. Em conjunto com essas medidas será implantado um vigoroso programa de monitoramento do meio ambiente baseado na participação de instituições de pesquisa, ensino e extensão, cujos resultados permitirão mostrar para sociedade, de forma transparente, que é possível se produzir em escala industrial com a geração de serviços ambientais e respeitando a natureza. (FINANCIAMENTO: PETROBRAS R$7.000.000,00). , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Bruno José Rodrigues Alves - Integrante / Alexander Silva de Resende - Coordenador / Fabiano de Carvalho Balieiro - Integrante / Guilherme Kangussú Donagemma - Integrante / Cláudio Lucas Capeche - Integrante / Gustavo Ribas Curcio - Integrante / Rachel Bardy Prado - Integrante / Maria Elizabeth Fernandes Correia - Integrante / Renato Antonio Dedecek - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2015

    Corredor Ecológico do COMPERJ, Descrição: O projeto busca colocar o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro entre os projetos de maior adequação ambiental no mundo, incluindo componentes de recuperação de áreas degradadas, restauração de funções ecológicas, conservação e preservação dos ecossistemas. Em conjunto com essas medidas será implantado um vigoroso programa de monitoramento do meio ambiente baseado na participação de instituições de pesquisa, ensino e extensão, cujos resultados permitirão mostrar para sociedade, de forma transparente, que é possível se produzir em escala industrial com a geração de serviços ambientais e respeitando a natureza. (FINANCIAMENTO: PETROBRAS R$7.000.000,00). , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Bruno José Rodrigues Alves - Integrante / Alexander Silva de Resende - Coordenador / Fabiano de Carvalho Balieiro - Integrante / Guilherme Kangussú Donagemma - Integrante / Cláudio Lucas Capeche - Integrante / Gustavo Ribas Curcio - Integrante / Rachel Bardy Prado - Integrante / Maria Elizabeth Fernandes Correia - Integrante / Renato Antonio Dedecek - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2015

    Corredor Ecológico do COMPERJ, Descrição: O projeto busca colocar o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro entre os projetos de maior adequação ambiental no mundo, incluindo componentes de recuperação de áreas degradadas, restauração de funções ecológicas, conservação e preservação dos ecossistemas. Em conjunto com essas medidas será implantado um vigoroso programa de monitoramento do meio ambiente baseado na participação de instituições de pesquisa, ensino e extensão, cujos resultados permitirão mostrar para sociedade, de forma transparente, que é possível se produzir em escala industrial com a geração de serviços ambientais e respeitando a natureza. (FINANCIAMENTO: PETROBRAS R$7.000.000,00). , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Bruno José Rodrigues Alves - Integrante / Alexander Silva de Resende - Coordenador / Fabiano de Carvalho Balieiro - Integrante / Guilherme Kangussú Donagemma - Integrante / Cláudio Lucas Capeche - Integrante / Gustavo Ribas Curcio - Integrante / Rachel Bardy Prado - Integrante / Maria Elizabeth Fernandes Correia - Integrante / Renato Antonio Dedecek - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2015

    Corredor Ecológico do COMPERJ, Descrição: O projeto busca colocar o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro entre os projetos de maior adequação ambiental no mundo, incluindo componentes de recuperação de áreas degradadas, restauração de funções ecológicas, conservação e preservação dos ecossistemas. Em conjunto com essas medidas será implantado um vigoroso programa de monitoramento do meio ambiente baseado na participação de instituições de pesquisa, ensino e extensão, cujos resultados permitirão mostrar para sociedade, de forma transparente, que é possível se produzir em escala industrial com a geração de serviços ambientais e respeitando a natureza. (FINANCIAMENTO: PETROBRAS R$7.000.000,00). , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Bruno José Rodrigues Alves - Integrante / Alexander Silva de Resende - Coordenador / Fabiano de Carvalho Balieiro - Integrante / Guilherme Kangussú Donagemma - Integrante / Cláudio Lucas Capeche - Integrante / Gustavo Ribas Curcio - Integrante / Rachel Bardy Prado - Integrante / Maria Elizabeth Fernandes Correia - Integrante / Renato Antonio Dedecek - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2015

    Corredor Ecológico do COMPERJ, Descrição: O projeto busca colocar o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro entre os projetos de maior adequação ambiental no mundo, incluindo componentes de recuperação de áreas degradadas, restauração de funções ecológicas, conservação e preservação dos ecossistemas. Em conjunto com essas medidas será implantado um vigoroso programa de monitoramento do meio ambiente baseado na participação de instituições de pesquisa, ensino e extensão, cujos resultados permitirão mostrar para sociedade, de forma transparente, que é possível se produzir em escala industrial com a geração de serviços ambientais e respeitando a natureza. (FINANCIAMENTO: PETROBRAS R$7.000.000,00). , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Bruno José Rodrigues Alves - Integrante / Alexander Silva de Resende - Coordenador / Fabiano de Carvalho Balieiro - Integrante / Guilherme Kangussú Donagemma - Integrante / Cláudio Lucas Capeche - Integrante / Gustavo Ribas Curcio - Integrante / Rachel Bardy Prado - Integrante / Maria Elizabeth Fernandes Correia - Integrante / Renato Antonio Dedecek - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2015

    Corredor Ecológico do COMPERJ, Descrição: O projeto busca colocar o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro entre os projetos de maior adequação ambiental no mundo, incluindo componentes de recuperação de áreas degradadas, restauração de funções ecológicas, conservação e preservação dos ecossistemas. Em conjunto com essas medidas será implantado um vigoroso programa de monitoramento do meio ambiente baseado na participação de instituições de pesquisa, ensino e extensão, cujos resultados permitirão mostrar para sociedade, de forma transparente, que é possível se produzir em escala industrial com a geração de serviços ambientais e respeitando a natureza. (FINANCIAMENTO: PETROBRAS R$7.000.000,00). , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Bruno José Rodrigues Alves - Integrante / Alexander Silva de Resende - Coordenador / Fabiano de Carvalho Balieiro - Integrante / Guilherme Kangussú Donagemma - Integrante / Cláudio Lucas Capeche - Integrante / Gustavo Ribas Curcio - Integrante / Rachel Bardy Prado - Integrante / Maria Elizabeth Fernandes Correia - Integrante / Renato Antonio Dedecek - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2015

    Corredor Ecológico do COMPERJ, Descrição: O projeto busca colocar o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro entre os projetos de maior adequação ambiental no mundo, incluindo componentes de recuperação de áreas degradadas, restauração de funções ecológicas, conservação e preservação dos ecossistemas. Em conjunto com essas medidas será implantado um vigoroso programa de monitoramento do meio ambiente baseado na participação de instituições de pesquisa, ensino e extensão, cujos resultados permitirão mostrar para sociedade, de forma transparente, que é possível se produzir em escala industrial com a geração de serviços ambientais e respeitando a natureza. (FINANCIAMENTO: PETROBRAS R$7.000.000,00). , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Bruno José Rodrigues Alves - Integrante / Alexander Silva de Resende - Coordenador / Fabiano de Carvalho Balieiro - Integrante / Guilherme Kangussú Donagemma - Integrante / Cláudio Lucas Capeche - Integrante / Gustavo Ribas Curcio - Integrante / Rachel Bardy Prado - Integrante / Maria Elizabeth Fernandes Correia - Integrante / Renato Antonio Dedecek - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2015

    Corredor Ecológico do COMPERJ, Descrição: O projeto busca colocar o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro entre os projetos de maior adequação ambiental no mundo, incluindo componentes de recuperação de áreas degradadas, restauração de funções ecológicas, conservação e preservação dos ecossistemas. Em conjunto com essas medidas será implantado um vigoroso programa de monitoramento do meio ambiente baseado na participação de instituições de pesquisa, ensino e extensão, cujos resultados permitirão mostrar para sociedade, de forma transparente, que é possível se produzir em escala industrial com a geração de serviços ambientais e respeitando a natureza. (FINANCIAMENTO: PETROBRAS R$7.000.000,00). , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Bruno José Rodrigues Alves - Integrante / Alexander Silva de Resende - Coordenador / Fabiano de Carvalho Balieiro - Integrante / Guilherme Kangussú Donagemma - Integrante / Cláudio Lucas Capeche - Integrante / Gustavo Ribas Curcio - Integrante / Rachel Bardy Prado - Integrante / Maria Elizabeth Fernandes Correia - Integrante / Renato Antonio Dedecek - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2015

    Corredor Ecológico do COMPERJ, Descrição: O projeto busca colocar o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro entre os projetos de maior adequação ambiental no mundo, incluindo componentes de recuperação de áreas degradadas, restauração de funções ecológicas, conservação e preservação dos ecossistemas. Em conjunto com essas medidas será implantado um vigoroso programa de monitoramento do meio ambiente baseado na participação de instituições de pesquisa, ensino e extensão, cujos resultados permitirão mostrar para sociedade, de forma transparente, que é possível se produzir em escala industrial com a geração de serviços ambientais e respeitando a natureza. (FINANCIAMENTO: PETROBRAS R$7.000.000,00). , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Bruno José Rodrigues Alves - Integrante / Alexander Silva de Resende - Coordenador / Fabiano de Carvalho Balieiro - Integrante / Guilherme Kangussú Donagemma - Integrante / Cláudio Lucas Capeche - Integrante / Gustavo Ribas Curcio - Integrante / Rachel Bardy Prado - Integrante / Maria Elizabeth Fernandes Correia - Integrante / Renato Antonio Dedecek - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2015

    Corredor Ecológico do COMPERJ, Descrição: O projeto busca colocar o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro entre os projetos de maior adequação ambiental no mundo, incluindo componentes de recuperação de áreas degradadas, restauração de funções ecológicas, conservação e preservação dos ecossistemas. Em conjunto com essas medidas será implantado um vigoroso programa de monitoramento do meio ambiente baseado na participação de instituições de pesquisa, ensino e extensão, cujos resultados permitirão mostrar para sociedade, de forma transparente, que é possível se produzir em escala industrial com a geração de serviços ambientais e respeitando a natureza. (FINANCIAMENTO: PETROBRAS R$7.000.000,00). , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento.

  • 2008 - 2015

    Corredor Ecológico do COMPERJ, Descrição: O projeto busca colocar o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro entre os projetos de maior adequação ambiental no mundo, incluindo componentes de recuperação de áreas degradadas, restauração de funções ecológicas, conservação e preservação dos ecossistemas. Em conjunto com essas medidas será implantado um vigoroso programa de monitoramento do meio ambiente baseado na participação de instituições de pesquisa, ensino e extensão, cujos resultados permitirão mostrar para sociedade, de forma transparente, que é possível se produzir em escala industrial com a geração de serviços ambientais e respeitando a natureza. (FINANCIAMENTO: PETROBRAS R$7.000.000,00). , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Guilherme Montandon Chaer - Integrante / Bruno José Rodrigues Alves - Integrante / Alexander Silva de Resende - Coordenador / Fabiano de Carvalho Balieiro - Integrante / Guilherme Kangussú Donagemma - Integrante / Cláudio Lucas Capeche - Integrante / Gustavo Ribas Curcio - Integrante / Rachel Bardy Prado - Integrante / Maria Elizabeth Fernandes Correia - Integrante / Renato Antonio Dedecek - Integrante., Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2008

Gamma Sigma Delta, Honor Society of Agriculture, Gamma Sigma Delta.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Centro Nacional de Pesquisa de Agrobiologia. , Rodovia BR-465, Ecologia, 23891000 - Seropédica, RJ - Brasil, Telefone: (21) 34411553, Fax: (21) 26821230, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2014 - Atual

    Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária

    Vínculo: , Enquadramento Funcional:

  • 2012 - 2016

    Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz

    Vínculo: , Enquadramento Funcional:

  • 2012 - Atual

    Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

    Vínculo: Professor Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 4

    Outras informações:
    Membro do quadro permanente de docentes do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais e Florestais (PPGCAF) da UFRRJ, sendo responsável pela disciplina Ciclagem de Nutrientes e Qualidade do Solo em Florestas.

  • 2008 - Atual

    Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

    Vínculo: Professor Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 1

    Outras informações:
    Professor colaborador do Curso de Pós-Graduação em Agronomia - Área de Concentração em Ciência do Solo (CPGA-CS) da UFRRJ, atuando como colaborador das disciplinas de Recuperação de Áreas Degradadas, Análise de Dados e Biologia do Solo.

  • 2002 - Atual

    Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa

    Vínculo: , Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 40

    Atividades

    • 08/2016

      Pesquisa e desenvolvimento , Governo Federal, Embrapa Agrobiologia.,Linhas de pesquisa

    • 04/2008

      Pesquisa e desenvolvimento , Governo Federal, Embrapa Agrobiologia.,Linhas de pesquisa

    • 01/2004 - 04/2008

      Pesquisa e desenvolvimento , Governo Federal, Embrapa Agrobiologia.,Linhas de pesquisa

    • 10/2002 - 10/2003

      Pesquisa e desenvolvimento , Governo Federal, Embrapa Agrobiologia.,Linhas de pesquisa

  • 2000 - 2002

    Universidade Federal de Viçosa

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor substituto, Carga horária: 40

  • 1996 - 1999

    Universidade Federal de Viçosa

    Vínculo: Bolsista Iniciação Científica, Enquadramento Funcional: Estudante, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Financiador: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - FAPEMIG Instituição: Departamento de Microbiologia, Universidade Federal de Viçosa

    Atividades

    • 08/2000 - 08/2002

      Ensino, Agronomia Eng Florestal Biologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Microbiologia Geral, Microbiologia do Solo

    • 03/1996 - 03/1999

      Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, .,Linhas de pesquisa