Laura Lopes de Almeida

Possui graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1990), mestrado em Ciências Biológicas (Bioquímica) (1996) e doutorado em Ciências Veterinárias (2010) pela mesma Universidade. Foi professora substituta de Microbiologia/ e foi colaboradora como recém doutora do Setor de Patologia Veterinária, FAVET/UFRGS . Atualmente é servidora pública estadual, desenvolvendo atividades em diagnóstico e pesquisa de doenças de animais de produção (suínos, bovinos e ovinos) no Laboratório de Virologia do Instituto de Pesquisas Veterinárias Desidério Finamor (IPVDF) do Departamento de Diagnóstico e Pesquisa Agropecuária da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (SEAPDR). É docente permanente do Programa de Pós-graduação em Saúde Animal IPVDF sendo orientadora e professora de Virologia Veterinária e Zoonoses/Saúde Pública. Tem experiência em diagnóstico laboratorial nas áreas virologia e biologia molecular, atuando principalmente nos seguintes temas: diagnóstico de doenças infecciosas, ELISA, isolamento viral, cultivo celular, PCR e imunohistoquímica, pestivírus, herpesvírus e lentivírus.

Informações coletadas do Lattes em 31/05/2022

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Ciências Veterinárias

2006 - 2010

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Título: Vírus da diarreia viral bovina: detecção e aspectos epidemiológicos
Cláudio Wageck Canal. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: bvdv; prevalência de rebanho; tanque de leite; ELISA; RT-PCR; Rhipicephalus (Boophilus) microplus. Grande área: Ciências AgráriasGrande Área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Virologia. Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Medicina Veterinária Preventiva / Especialidade: Epidemiologia Animal. Setores de atividade: Agricultura, Pecuária, Produção Florestal, Pesca e Aqüicultura.

Mestrado em Ciências Biológicas (Bioquímica)

1993 - 1996

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Título: Desenvolvimento de um ELISA para detecção de anticorpos contra vírus da Peste Suína Clássica em soros suínos,Ano de Obtenção: 1996
Orientador: Aoi Masuda
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. Palavras-chave: ELISA; Peste Suína Clássica.Grande área: Ciências AgráriasGrande Área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia / Subárea: Microbiologia Aplicada / Especialidade: Microbiologia Médica.

Aperfeiçoamento em Correlação de técnicas para controle de vacinas

1992 - 1993

Laboratório de Referência Animal Ministério da Agricultura
Título: Correlação de técnicas para controle de vacina aftosa. Ano de finalização: 1993
Orientador: YDERZIO LUIZ VIANNA FILHO
Bolsista do(a): Centro Pan Americano de Febre Aftosa, CPFA, Brasil.

Aperfeiçoamento em Laboratório de Virologia Fac.Med. Veterinária

1991 - 1992

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Título: Artrite-Encefalite caprina:prod. Ag para Imunodifusão. Ano de finalização: 1992
Orientador: Valeria Moojen
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Aperfeiçoamento em Laboratório de Virologia Fac.Med. Veterinária

1990 - 1991

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Título: Pesquisa de Rota e Coronavirus por Imunofluorescencia. Ano de finalização: 1991
Orientador: Valeria Moojen
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Graduação em Medicina Veterinária

1985 - 1990

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Título: Relatório de estágio curricular obrigatório
Orientador: Clóvis Ferreirra da Costa

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Pós-doutorado

2010 - 2011

Pós-Doutorado. , Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil. , Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. , Grande área: Ciências Agrárias, Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Patologia Animal / Especialidade: Virologia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2014 - 2014

Biossegurança-Atividades em OGM em contenção. (Carga horária: 16h). , Programa de Pos-graduação genética e biologia molecular, PPGGBM/UFRGS, Brasil.

2012 - 2012

Redação de Documentos Sistemas de Qualidade. (Carga horária: 8h). , Rede Metrológica RS, REDE METROLÓGICA, Brasil.

2012 - 2012

PCR em tempo real: uma nova ferramenta para anális. (Carga horária: 20h). , Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS, Brasil.

2012 - 2012

Sistema de Gestão p/ Lab. de Ensaios e Calibração. (Carga horária: 32h). , Rede Metrológica RS, REDE METROLÓGICA, Brasil.

2012 - 2012

Boas Práticas de Laboratórios (BPL). (Carga horária: 24h). , Rede Metrológica RS, REDE METROLÓGICA, Brasil.

2009 - 2009

PCR em tempo real, Biorad. (Carga horária: 3h). , Sociedade Brasileira de Virologia, SBV, Brasil.

2009 - 2009

Estratégias de Clonagem Gênica e Expressão de Prot. (Carga horária: 4h). , VITATEC Consultoria e Desenvolvimento em Biotecnologia Ltda., VITATEC, Brasil.

2008 - 2008

II Simpósio de Microbiologia Aplicada. (Carga horária: 20h). , Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.

2008 - 2008

Baculovírus para expressão de proteínas heteróloga. (Carga horária: 3h). , Sociedade Brasileira de Virologia, SBV, Brasil.

2007 - 2007

II Simpósio UFRGS Produção, Reprodução e Sanide. (Carga horária: 20h). , Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.

2007 - 2007

II Curso de Células Tronco da FFFCMPA e ISCMPA. (Carga horária: 15h). , Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre, UFCSPA, Brasil.

2007 - 2007

citometria de fluxo. (Carga horária: 40h). , Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.

2006 - 2006

Extensão universitária em Seviço de apoio a bovinocultura leiteira RS/2006. (Carga horária: 40h). , Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.

2006 - 2006

Extensão universitária em Diagnóstico de Infecções virais em Animais 2006. (Carga horária: 768h). , Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.

2006 - 2006

Bioinformática e Biologia Computacional Aplicada à. (Carga horária: 20h). , Instituto de Pesquisa Desidério Finamor, IPVDF, Brasil.

2006 - 2006

I Simposio UFRGS produção, reprodução e sanidade s. (Carga horária: 20h). , Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.

2005 - 2005

Extensão universitária em Diagnóstico de infecções virais em animais 2005. (Carga horária: 200h). , Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.

2005 - 2005

Simpósio Internacional de Ovinocultura. (Carga horária: 8h). , Faculdade de Medicina Veterinária, FAVET, Brasil.

2005 - 2005

I Simpósio de Aves e Suínos. (Carga horária: 16h). , Faculdade de Medicina Veterinária, FAVET, Brasil.

2005 - 2005

Treinamento de Veterinários Responsáveis Ratitas. (Carga horária: 8h). , Superintendência Federal da da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul, SFARGS, Brasil.

2005 - 2005

Curso de Biologia Molecular Aplicada Clonagem Gêni. (Carga horária: 20h). , Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.

2005 - 2005

Mini Curso de Extensão Em Microscopia Eletrônica. (Carga horária: 12h). , Universidade Luterana do Brasil, ULBRA, Brasil.

2005 - 2005

Seminário de Responsabilidade Técnica. (Carga horária: 10h). , Conselho Regional de Medicina Veterinária, CRMV, Brasil.

2005 - 2005

Odontologia Em Cães e Gatos. (Carga horária: 40h). , Equalis Sociedade Paranaense de Medicina Veterinária, EQUALIS, Brasil.

2002 - 2002

Extensão universitária em Metodologia Em Ensino Superior. (Carga horária: 60h). , Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Bioquímica dos Microorganismos/Especialidade: Virologia.

Grande área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: zoonoses.

Grande área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Microbiologia.

Grande área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Imunologia.

Grande área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Biologia Molecular.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

CHAME, M. ; Almeida, L.L. . SISS-geo Vigilancia Saúde Silvestre. 2021. (Outro).

RECK, J. ; RODENBUSCH, C. R. ; Almeida, L.L. . Dia Mundial da Raiva IPVDF. 2020. (Outro).

ALMEIDA, L.L. ; RODENBUSCH, CARLA R. ; MEDEIROS, A. ; BRAGA, P. ; RECK, JOSÉ ; CUNHA, A. C. . Dia Mundial de combate à raiva. 2019. (Outro).

Almeida, Laura L. ; RODENBUSCH, C. R. ; MEDEIROS, A. ; RECK JUNIOR, J. ; BRAGA, P. ; RODRIGUES, R. O. . Dia Mundial de combate à raiva. 2018. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

II Conversatorio del Grupo proJAB. 2021. (Seminário).

II WEBINAR RESUDIA Bioseguridad aplicada a los laboratorios de diagnóstico de enfermedades de aves.. 2021. (Oficina).

I WEBINAR RESUDIA- Red Sudamericana de Laboratórios de Diagnóstico De Influenza aviária e doença de Newcastle). 2021. (Outra).

Simpósio Gaúcho de Ovinocultura DDPA - IPVDF.Scrapie, o que precisamos saber. 2021. (Simpósio).

SINSUI ON LINE. 2021. (Simpósio).

5o dia do ovo, Inova, DDPA, SEAPDR. 2020. (Outra).

Conferência sobre Raiva nas Américas (RITA). 2020. (Congresso).

IV Avishow Newcastle. 2020. (Seminário).

IV SEMINARIO INTERNACIONAL DEL JABALÍ. 2020. (Seminário).

IX SICIT /IV workshop de Pos-gradução e mostra de pesquisa DDPA.avaliação da seção de trabalhos em saude animal. 2020. (Encontro).

Red Sudamericanade Diagnóstico de Influenza Aviar y enfermidad de Newcastle. 2020. (Oficina).

Seminario sobre Senecavirus. 2020. (Seminário).

SINTOX ? SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE TOXOPLASMOS. 2020. (Congresso).

Swineday 2020. 2020. (Encontro).

V TALLER DE LA RESUDIA- Red Sudamericana de Diagnóstico de Influenza Aviar y Enfermidad de Newcastle. 2020. (Oficina).

Webinar on African Swine fever control- Américas , FAO e OIE. 2020. (Outra).

Webinar Zoonoses, Saude Pública e Doenças de Importância na Suinoculttura. 2020. (Outra).

Workshop de Empreendedorismo e Inovação PPGA/IPVDF.Do projeto ao negócio. 2020. (Outra).

XXXI Brazilian Congress Of Virology & XV MERCOSUR Virolgy. 2020. (Congresso).

XII SINSUI Simposio Internacional de Suinocultura.Risco do javali na transmissão de doenças virais em suínos. 2019. (Simpósio).

3° Encontro Nacional de Epidemiologia Veterinária ? ENEPI. 2018. (Congresso).

7o Forum Itinerante do Leite.Reprodução e controle de doenças virais reprodutivas. 2018. (Encontro).

VII SICIT Salao de Iniciação científica e inovação tecnológica. 2018. (Outra).

XI SINSUI Simposio Internacional de Suínos. 2018. (Congresso).

VII SIMPÓSIO DO LEITE- BIOSSEGURANÇA EM PROPRIEDADES LEITEIRAS,. 2017. (Simpósio).

X SINSUI Simposio Internacional de Suinocultura. 2017. (Simpósio).

Salão de Iniciação Científica UFRGS XXVIII SIC. 2016. (Outra).

V SICIT FEPAGRO Salão de Iniciação Científica e Inovação Tecnológica. 2016. (Outra).

13o. Congresso Internacional do Leite. 2015. (Congresso).

IV SICIT FEPAGRO. 2015. (Outra).

IX SINSUI Simpósio Internacional de Suinocultura. 2015. (Simpósio).

Workshop Doenças transmitidas por alimento: uma visão baseada em saúde única"úde. 2015. (Outra).

41 CONGRESSO BRASILEIRO DE MEDICINA VETERINÁRIA. 2014. (Congresso).

III SICIT FEPAGRO. 2014. (Outra).

I workshop de sanidade suína.Diagnóstico virológico: como coletar racionalmente materiais e interpretar resultados das principais viroses de suínos. 2014. (Oficina).

Oficina regional sobre diagnóstico molecular da Influenza Aviária e Doença de Newcastle. 2014. (Oficina).

I Encontro Sobre Bioética em Experimentação Animal. 2013. (Encontro).

II SICIT FEPAGRO Salão de Iniciação científica e inovação tecnológica. 2013. (Outra).

VIII SINSUI Simpósio Internacional de Suinocultura. 2013. (Simpósio).

AVISULAT- III Congresso Sul Brasileiro de Avicultura, Suinocultura e Laticínios. 2012. (Congresso).

I Encontro de Laboratórios de Diag. Doenças Aviárias. 2012. (Encontro).

I Encontro Nacional de Epidemiologia Veterinária.Estudo de caso-controle pareado do vírus da diarreia viral bovina em uma população de gado leiteiro no Estado do Rio Grande do Sul. 2012. (Encontro).

I Encontro Nacional de Epidemiologia Veterinária.Estudo de prevalência e análise estatística de varredura do herpesvírus bovino. 2012. (Encontro).

Seminário sobre as perspectivas do PNCEBT. 2012. (Seminário).

VII ENDIVET. 2012. (Encontro).

VII SINSUI- Simpósio Internacional de Suinocultura. 2012. (Simpósio).

XXIII Congresso Brasileiro de Virologia e VII Encontro de Virologia do Mercosul. Risk factor associated with bovine viral diarrhea virus infection in a dairy cattle population in southern, Brazil. 2012. (Congresso).

XXIII Congresso Brasileiro de Virologia e VII Encontro de Virologia do Mercosul. Spatial analysis of bovine herpesvirus in dairy herds in Southern Brazil. 2012. (Congresso).

ENAPAVE.Aspectos clínicos e patológicos da infecção pelo vírus da diarreia viral bovina em um rebanho de corte no sul de Minas. 2011. (Encontro).

XXI Encontro Nacional de Virologia.MONITORING OF BVDV STATUS LEVEL HERDS ANALYZED THROUGH BULK MILK ELISA. 2010. (Encontro).

XX Encontro Nacional de Virologia.Poster: HERD-LEVEL ELISA SEROPREVALENCE OF BOVINE VIRAL DIARRHEA ANTIBODIES IN BULK-TANK MILK OF SOUTH BRAZILIAN DAIRY HERDS. 2009. (Encontro).

XIX National Metting of Virology. XIX National Meeting of Virology. 2008. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Tiago Junior Vogel

DRIEMEIER, David; PAVARINI, S.P.;ALMEIDA, L. L.BARCELLOS, D. E. S. N.. Caracterísiticas anatomopatológicas e histopatologicas de pulmões de suínos no abate condenados. 2019. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Gabriel Laizola Frainer Correa

DRIEMEIER, DavidAlmeida, L.L.; Ribeiro, L. A. O.; Pavarini, S. P.. ESTUDO RETROSPECTIVO DOS DIAGNÓSTICOS DE OVINOS NO SPV-UFRGS: 2002-2012. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Paula Rodrigues de Almeida

DRIEMEIER, DavidAlmeida, L.L.BARCELLOS, D. E. S. N.; PAVARINI, S.P.. SURTOS DE DIARREIA EM LEITÕES DE MATERNIDADE CAUSADOS POR ROTAVÍRUS NO SUL DO BRASIL: CARACTERIZAÇÃO HISTOPATOLÓGICA E IMUNO-HISTOQUÍMICA. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Patrícia de Freitas Salla

IKUTA, N.; SPILKI, F.R.; LUNGE, V. R.;ALMEIDA, Laura Lopes de. Ocorrência dos herpesvírus bovinos tipos 1 e 5 em sêmen de touros a campo de propriedades da região da campanha do RS. 2014. Dissertação (Mestrado em Biologia Celular e Molecular Aplicada à Saúde) - Universidade Luterana do Brasil.

Aluno: Erasmo Antoneli Dotor

ALMEIDA, Laura Lopes de. Detecção do Metapneumovírus Humano e Infeçcões respiratórias agudas encaminahdas ao LACEN-RS no período de 2009 a 2011. 2014. Dissertação (Mestrado em Biologia Celular e Molecular Aplicada à Saúde) - Universidade Luterana do Brasil.

Aluno: Martha Trindade Oliveira

FRAZZON, A. P. G.; SPILKI, F.R.;ALMEIDA, Laura Lopes de. Detecção de herpesvírus tipo 1 (BoHV-1) e tipo 5 (BoHV-5) em amostras de sêmen e construção de BoHV-1 mutante para o gene UL49.5. 2011. Dissertação (Mestrado em Prog.Pos-grad.Microbiologia Agrícola e do Ambiente) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Cláudio João Mourão Laisse

LOMBARDO, C. S.; PAVARINI, S. P.;ALMEIDA, L.L.DRIEMEIER, David. Detecção do virus influenza A e circovírus suíno tipo 2 em suíno de abate, no sul de Mocambique. 2017. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Alessandra Caroline Borchardt Manito

CANAL, Claudio Wageck; REGNER, A. P.;IKUTA, N.Almeida, Laura L.. Análise filogenética e filogeografica do vírus influenza A(H1N1)pdm09 circulantes no Brasil no período de 2009 e 2014. 2017. Tese (Doutorado em Biologia Celular e Molecular Aplicada à Saúde) - Universidade Luterana do Brasil.

Aluno: Juliano de Souza Leal

RECK JUNIOR, J.; SONNE, L.;Almeida, L.L.DRIEMEIER, D.. Scrapie: Diagnóstico por imuno-histoquimica de surtos no Brasil. 2013. Tese (Doutorado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Renata Assis Casagrande

CANAL, C. W.; SONNE, L.;Almeida, L.L.. Caracterização anatomopatológica, imuno-histoquímica e molecular de doenças infecciosas em aves de produção e ornamentais. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Fernanda Simone Marks

Amaku, M.IKUTA, N.ALMEIDA, Laura Lopes de. Inquérito epidemiológico de doenças respiratórias em aves de subsistência e modelagem de espalhamento de influenza aviária no Rio Grande do Sul. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Almeida, L.L.. IX SICIT /IV Worshop de Pos-graduação e Mostra de Pesquisa DDPA. 2020.

MARTINS, J. R.;ALMEIDA, Laura Lopes de; LOVATO, M.. I Salão de Inciação Científica e Inovação Tecnológica ISICIT. 2012. Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

André Luiz de Araújo Rocha

ROCHA, A. L. A.. Estágio Curricular. 1990 - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Claudio Wageck Canal

Rijsewijk, F.A.M.;FLORES, Eduardo FurtadoROEHE, Paulo MichelCanal, Cláudio Wageck. Caracterização de amostras de campo e produção de proteínas recombinantes do vírus da diarréia vírica bovina. 2008. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Paulo Michel Roehe

FLORES, E. F.; RISJEWIJK, F. A. M.;ROEHE, P. M.. Caracterização de amostras de campo e produção de proteínas recombinantes do vírus da diarréia viral bovina. 2008. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Ana Paula Ravazzolo

ALMEIDA, L. L.;RAVAZZOLO, A. P.. Desenvolvimento de um ELISA para detecção de anticorpos contra o vírus da peste suína clássica. 1996. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Bioquímica)) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Claudio Estevão Farias Cruz

Alfieri, A.A.; Flores, E.F.;CRUZ, C. E. F.. Vírus da diarreia viral bovina: aspectos epidemiologicos e de detecção. 2010. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Danielle Ferrareto

Monitoria de suínos; Início: 2021; Orientação de outra natureza; UniRitter Laureate International Universities; (Orientador);

Francine Raimundo da Silva

Caracterização das criações de suínos de subsistência quanto a biosseguridade para doenças infecciosas; 2017; Dissertação (Mestrado em SAÚDE ANIMAL) - Instituto de Pesquisa Desidério Finamor,; Orientador: Laura Lopes de Almeida;

Kleitton Adolfo Pan

Descrição da biosseguridade para Peste Suína Clássica em criatórios suínos no município de Serafina Corrêa, RS; 2017; Dissertação (Mestrado em SAÚDE ANIMAL) - Instituto de Pesquisa Desidério Finamor,; Orientador: Laura Lopes de Almeida;

Aline Caroline Medeiros Fernandes

Percepções de tutores de animais de estimação sobre raiva; 2017; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Sanidade Animal) - Instituto de Pesquisa Desidério Finamor,; Orientador: Laura Lopes de Almeida;

Romulo Adonis Cucolotto Barche

Prevalência de Visna-Maedi em ovinos machos com idade reprodutiva do Rio Grande do Sul; 2016; Dissertação (Mestrado em SAÚDE ANIMAL) - Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação,; Orientador: Laura Lopes de Almeida;

David Luis Bacchhieri Wexel Mendes da Cunha

Trinta e nove anos de detecção da raiva em morcegos no Rio Grande do Sul, 1976-2014; 2014; Dissertação (Mestrado em SAÚDE ANIMAL) - Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária,; Coorientador: Laura Lopes de Almeida;

Carla Rosane Rodenbusch

2016; Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Laura Lopes de Almeida;

Carla Rosane Rodenbusch

2015; Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Laura Lopes de Almeida;

Fernanda Simone Marks

Revisão de Febre do Nilo; 2007; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul; Orientador: Laura Lopes de Almeida;

RENATA FAGUNDES MOREIRA

Sorologia para Maedi-visna em ovinos no RS; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Centro Universitário Ritter dos Reis, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Laura Lopes de Almeida;

Jessica Silveira

Sorologia para Maedi visna; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - UniRitter Laureate International Universities, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Laura Lopes de Almeida;

Melania Angélica Soardi

PCR tempo real para BoHV 1 e 5; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - UniRitter Laureate International Universities, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul; Orientador: Laura Lopes de Almeida;

Melania Angélica Soardi

Desenvolvimento de teste de PCR em tempo real para diagnóstico rápido de herpesvírus bovino 1 e herpesvírus bovino 5; 2015; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - UniRitter Laureate International Universities, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul; Orientador: Laura Lopes de Almeida;

Thais Bruno

DETECÇÃO DE HERPESVÍRUS BOVINOS EM ANIMAIS COM ENCEFALITES; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Laura Lopes de Almeida;

Laura Oliveira Vargas

Desenvolvimento de teste PCR em tempo real para diagnóstico rápido de herpesvirus bovino 1 herpesvirus 5; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Biomedicina) - Centro Universitário Ritter dos Reis, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul; Orientador: Laura Lopes de Almeida;

Katlyn Cardoso de Barros

Diagnóstico de herpesvírus de bovinos; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Biomedicina) - Centro Universitário Ritter dos Reis, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul; Orientador: Laura Lopes de Almeida;

[Nome removido após solicitação do usuário]

Apoio laboratorial a sanidade dos suínos; 2021; Orientação de outra natureza; (Medicina Veterinária) - UniRitter Laureate International Universities, Centro de Integração Empresa Escola do Rio Grande do Sul; Orientador: Laura Lopes de Almeida;

Raquel de Albuquerque Lagaggio

Estágio curricular obrigatório; 2014; Orientação de outra natureza; (Medicina Veterinária) - Universidade de Cruz Alta; Orientador: Laura Lopes de Almeida;

Amanda de Barros Machado

Estagio Supervisionado I; 2008; Orientação de outra natureza; (Ciencias Biológicas) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Orientador: Laura Lopes de Almeida;

Amanda de Barros Machado

Estágio Supervisionado II; 2008; Orientação de outra natureza; (Ciencias Biológicas) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Orientador: Laura Lopes de Almeida;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Kleitton Adolfo Pan

Avaliação da vulnerabilidade para Peste Suína Clássica em criatórios de suínos; Início: 2018; Dissertação (Mestrado em SAÚDE ANIMAL) - Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária; (Orientador);

Claudio Wageck Canal

Caracterização do vírus da diarréia bovina e estabelecimento de métodos de diagnóstico; 2010; 0 f; Tese (Doutorado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Cláudio Wageck Canal;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • BIONDO, N. ; TAKEUTI, K. L. ; MONTES, J. H. ; ALMEIDA, L.L. ; ANDRADE, C.P. ; ZLOTOWSKI, P. ; DRIEMEIER, David ; BARCELLOS, D. E. S. N. . Bacterial Pneumonia in Captive Wild Boars in Southern Brazil - Etiological and Pathological Causes. ACTA SCIENTIAE VETERINARIAE (ONLINE) , v. 49, p. 1679-9216-1838-10, 2021.

  • MIGLIAVACCA, V. F. ; PERES, M. E. ; FERREIRA, J. C. ; ROSA, J. A. ; Almeida, Laura L. ; DANTAS, G. ; BERTAGNOLLI, A. C. . Evaluation of data input in a rabies testing request form for herbivores. ARQUIVOS DO INSTITUTO BIOLÓGICO (ONLINE) , v. 87, p. e0692018-5, 2020.

  • RODENBUSCH, CARLA R. ; FERREIRA, JOSÉ C. ; CUNHA, D. L. ; ROEHE, Paulo Michel ; SOARDI, M. A. ; COSTA, E.F. ; ALMEIDA, L.L. . Molecular evidence of bovine herpesvirus 1 and 5 in cattle with suspected rabies in Rio Grande do Sul state, Brazil. COMPARATIVE IMMUNOLOGY MICROBIOLOGY AND INFECTIOUS DISEASES , v. 73, p. 101495, 2020.

  • FERNANDES, MARCÉLIA EMANUELE S. ; CARNIELI, PEDRO ; GREGÓRIO, ADRIELE N. F. ; KAWAI, JULIANA G. C. ; OLIVEIRA, RAFAEL N. ; Almeida, Laura L. ; ROSA, JULIO C. A. ; FERREIRA, JOSÉ C. ; TRAVERSO, SANDRA D. ; ROEHE, PAULO M. ; BATISTA, HELENA B. C. R. . Phylogenetic analysis of rabies viruses isolated from cattle in southern Brazil. VIRUS GENES , v. 56, p. 209-216, 2020.

  • RODENBUSCH, C. R. ; FERREIRA, J. C. ; ROSA, J. C. A. ; MIGLIAVACCA, V. F. ; BERTAGNOLLI, A. C. ; PERES, M. E. ; ALMEIDA, L. L. . Spatial and Temporal Description of Laboratory Diagnosis of Bovine Rabies in the State of Rio Grande do Sul, Brazil. ACTA SCIENTIAE VETERINARIAE (ONLINE) , v. 44, p. 8, 2018.

  • ALMEIDA, LAURA LOPES DE ; MARQUES, FERNANDA SIMONE ; RECK JUNIOR, JOSÉ ; SANTOS, ADRIANA DA SILVA ; GOMES, DANILO CARLOTO ; VAZ JUNIOR, ITABAJARA DA SILVA ; DRIEMEIER, David ; CANAL, CLÁUDIO WAGECK . Detecção do vírus da diarreia viral bovina em carrapatos Rhipicephalus (Boophilus) microplus alimentados e, bovino persistentemente infectado. ACTA SCIENTIAE VETERINARIAE (ONLINE) , v. 38, p. 155-159, 2018.

  • TAKEUTI, K. L. ; ANDRADE, C. P. ; ALMEIDA, LAURA LOPES DE ; BARCELLOS, D. E. S. N. ; PIETERS, M. . Infection dynamics and genetic variability of Mycoplasma hyopneumoniae in self-replacement gilts. VETERINARY MICROBIOLOGY , v. 208, p. 18-24, 2017.

  • SCHMIDT, C. ; CIBULSKI, S. P. ; ANDRADE, C. P. ; TEIXEIRA, T. F. ; VARELA, A. P. M. ; SCHEFFER, C. M. ; FRANCO, A. C. ; DE ALMEIDA, L. L. ; ROEHE, P. M. . Swine Influenza Virus and Association with the Porcine Respiratory Disease Complex in Pig Farms in Southern Brazil. Zoonoses and Public Health (Print) , v. 63, p. 234-240, 2016.

  • CIBULSKI, SAMUEL PAULO ; TEIXEIRA, THAIS FUMACO ; DOS SANTOS, HELTON FERNANDES ; DE SALES LIMA, FRANCISCO ESMAILE ; SCHEFFER, CAMILA MENGUE ; VARELA, ANA PAULA MUTERLE ; DE LIMA, DIANE ALVES ; SCHMIDT, CANDICE ; SILVEIRA, FERNANDO ; DE ALMEIDA, LAURA LOPES ; ROEHE, Paulo Michel . Ungulate copiparvovirus 1 (bovine parvovirus 2): characterization of a new genotype and associated viremia in different bovine age groups. VIRUS GENES , v. 52, p. 134-137, 2016.

  • FINKLER, FABRINE ; DE LIMA, DIANE ALVES ; CERVA, CRISTINE ; CIBULSKI, SAMUEL PAULO ; TEIXEIRA, THAIS FUMACO ; DOS SANTOS, HELTON FERNANDES ; DE ALMEIDA, LAURA LOPES ; ROEHE, Paulo Michel ; FRANCO, ANA CLÁUDIA . Chicken parvovirus viral loads in cloacal swabs from malabsorption syndrome-affected and healthy broilers. TROPICAL ANIMAL HEALTH AND PRODUCTION , v. 48, p. 1685-1689, 2016.

  • Marks, Fernanda S. ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; DRIEMEIER, D. ; CANAL, CLÁUDIO ; Barcellos, David E.S.N. ; Guimarães, Jorge A. ; RECK, JOSÉ . Porcine circovirus 2 (PCV2) increases the expression of endothelial adhesion/junction molecules. BRAZILIAN JOURNAL OF MICROBIOLOGY , v. 47, p. 870-875, 2016.

  • ANDRADE, C. P. ; OLIVEIRA, E. C. ; LEAL Juliano de Souza ; L. de Almeida, L. ; CASTRO, LUIZA A. ; SILVA, S. C. ; DRIEMEIER, David . Report of outbreaks of classical scrapie in Dorper sheep and associated prion protein gene polymorphisms in affected flocks. TROPICAL ANIMAL HEALTH AND PRODUCTION , v. 47, p. 1203-1212, 2015.

  • COELHO, C. F. ; ZLOTOWSKI, P. ; ANDRADE, C. P. ; Borowski, S. M. ; GAGGINI, T. ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; DRIEMEIER, David ; BARCELLOS, D. E. S. N. . Pericardite em suínos ao abate no Rio Grande Sul: avaliação de agentes bacterianos e lesões associadas. Pesquisa Veterinária Brasileira (Impresso) , v. 34, p. 643-648, 2014.

  • SCHMIDT, C. ; CIBULSKI, S. P. ; MUTERLE VARELA, A. P. ; MENGUE SCHEFFER, C. ; WENDLANT, A. ; QUOOS MAYER, F. ; LOPES DE ALMEIDA, L. ; FRANCO, A. C. ; ROEHE, P. M. . Full-Genome Sequence of a Reassortant H1N2 Influenza A Virus Isolated from Pigs in Brazil. Genome Announcements , v. 2, p. e01319-14-e01319-14, 2014.

  • MACHADO, G. ; EGOCHEAGA, R. M. F. ; HEIN, H. E. ; MIRANDA, I. C. S. ; NETO, W. S. ; ALMEIDA, L. L. ; CANAL, C. W. ; STEIN, M. C. ; CORBELLINI, L. G. . Bovine Viral Diarrhoea Virus (BVDV) in Dairy Cattle: A Matched Case-Control Study. Transboundary and Emerging Diseases (Print) , v. 1, p. n/a-n/a, 2014.

  • WEBER, M. N. ; MÓSENA, A. C. S. ; SIMÕES, S. V. D. ; ALMEIDA, L. L. ; PESSOA, C. R. M. ; BUDASZEWSKI, R. F. ; SILVA, T. R. ; RIDPATH, J. F. ; RIET-CORREA, F. ; DRIEMEIER, D. ; CANAL, C. W. . Clinical Presentation Resembling Mucosal Disease Associated with -HoBi?-like Pestivirus in a Field Outbreak. Transboundary and Emerging Diseases , v. 63, p. n/a-n/a, 2014.

  • CAVALLINI SANCHES, E.M. ; FERREIRO, L. ; ANDRADE, C.P. ; PACHECO, S.M. ; Almeida, L.L. ; SPANAMBERG, A. ; WISSMANN, G. . Pneumocystis sp. in bats evaluated by qPCR. Journal de Mycologie Médicale , v. 23, p. 47-52, 2013.

  • ALMEIDA, LAURA LOPES DE ; MIRANDA, I. C. ; HEIN, H. E. ; SANTIAGO NETO, W. ; COSTA, E.F. ; MARKS, F. S. ; RODENBUSCH, C. R. ; CANAL, CLÁUDIO W. ; CORBELLINI, L. G. . Herd-level risk factors for bovine viral diarrhea virus infection in dairy herds from Southern Brazil. RESEARCH IN VETERINARY SCIENCE , v. 95, p. 901-907, 2013.

  • ALMEIDA, PAULA R. ; ANDRADE, CAROLINE P. ; Almeida, Laura L. ; OLIVEIRA, LUIZ G.S. ; CASTRO, LUIZA A. ; Zlotowski, Priscila ; SILVA, SÉRGIO C. DA ; DRIEMEIER, David . Nested-PCR for the detection of Mycoplasma hyopneumoniae in bronchial alveolar swabs, frozen tissues and formalin-fixed paraffin-embedded swine lung samples: comparative evaluation with immunohistochemical findings and histological features. Pesquisa Veterinária Brasileira (Impresso) , v. 32, p. 715-720, 2012.

  • CAVALLINI-SANCHES, E. M. ; FERREIRO, L. ; ANDRADE, C. P. ; PACHECO, S. M. ; SANTURIO, J. M. ; Almeida, L.L. ; SPANAMBERG, A. ; WISSMANN, G. . Real-time PCR and Nested-PCR assays for detection of Pneumocystis sp. in Lung Tissues of Bats. Acta Scientiae Veterinariae , v. 40, p. 1-5, 2012.

  • WATANABE, TATIANE T.N. ; ALMEIDA, LAURA L. De ; WOUTERS, FLADEMIR ; WOUTERS, ANGELICA T.B. ; Zlotowski, Priscila ; DRIEMEIER, David . Histopathological and immunohistochemical findings of swine with spontaneous influenza A infection in Brazil, 2009-2010. Pesquisa Veterinária Brasileira (Impresso) , v. 32, p. 1148-1154, 2012.

  • RODENBUSCH, CARLA R. ; Almeida, Laura L. ; MARKS, FERNANDA S. ; ATAÍDE, MICHELLI W. ; ALIEVI, MARCELO M. ; TAVARES, MAURÍCIO ; PEREIRA, ROSECLER ALVES ; CANAL, CLÁUDIO W. . Detection and characterization of fibropapilloma associated herpesvirus of marine turtles in Rio Grande do Sul, Brazil. Pesquisa Veterinária Brasileira (Impresso) , v. 32, p. 1179-1183, 2012.

  • P. DE ANDRADE, C. ; L. de Almeida, L. ; A. DE CASTRO, L. ; DRIEMEIER, D. ; C. DA SILVA, S. . Development of a real-time polymerase chain reaction assay for single nucleotide polymorphism genotyping codons 136, 154, and 171 of the prnp gene and application to Brazilian sheep herds. Journal of Veterinary Diagnostic Investigation , v. 25, p. 120-124, 2012.

  • LIPPKE, R. T. ; Borowski, S. M. ; MARQUES, S. M. T. ; PAESI, S. O. ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; MORENO, A. M. ; CORBELLINI, L. G. ; BARCELLOS, D. E. S. N. . Matched case-control study evaluating the frequency of the main agents associated with neonatal diarrhea in piglets. Pesquisa Veterinária Brasileira (Impresso) , v. 31, p. 505-510, 2011.

  • SANTOS, A. S. ; ANTONIASSI, N. A. B. ; BOABAID, Fabiana M. ; Bitencourt Ana P. G. ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; CANAL, Claudio Wageck ; FLORES, E. F. ; DRIEMEIER, David . Aspectos clínicos, patológicos, imuno-histoquímicos e virológicos em cinco bezerros persistentemente infectados com o vírus da diarreia viral bovina em uma propriedade do Rio Grande do Sul. Pesquisa Veterinária Brasileira (Impresso) , p. 885-892, 2011.

  • ANDRADE, C.P. ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; Castro, L.A. ; LEAL Juliano de Souza ; SILVA, S. C. ; DRIEMEIER, David . Single nucleotide polymorphisms at 15 codons of the prion protein gene from a scrapie-affected herd of Suffolk sheep in Brazil. Pesquisa Veterinária Brasileira (Impresso) , v. 31, p. 893-898, 2011.

  • MARKS, F. S. ; RECK JUNIOR, J. ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; BERGER, M. ; CORREA, A. M. R. ; DRIEMEIER, David ; BARCELLOS, D. E. S. N. ; GUIMARÃES, J.A. ; TERMIGNONI, C. ; CANAL, Claudio Wageck . Porcine circovirus 2 (PCV2) induces a procoagulant state in naturally infected swine and in cultured endothelial cells. Veterinary Microbiology (Amsterdam. Print) , v. 141, p. 22-30, 2010.

  • da SILVA, I. C. M. ; RIBEIRO, A. M. L. ; CANAL, Claudio Wageck ; TREVISAN, L. ; MACAGNAN, Marisa ; GONCALVES, T. A. ; HLAVAC, N.R.C. ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; PEREIRA, R. A. . The impact of organic and inorganic selenium on the immune system of growing broilers submitted to immune stimulation and heat stress. Brazilian Journal of Poultry Science , v. 12, p. 247-254, 2010.

  • PORTZ, Cristiana ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; BIANCO JUNIOR, Alfredo ; RECK, H. ; FRANCO, A. C. ; CANAL, Claudio Wageck . Comparison of different cell cultures for replication of infectious laryngotracheitis virus from chichen. Acta Scientiae Veterinariae , v. 36, p. 101-105, 2008.

  • CANAL, Claudio Wageck ; HOTZEL, Isidro ; ROEHE, Paulo Michel ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; MASUDA, Aoi . Differentiation of classical swine fever virus from ruminant pestiviruses by reverse transcription and polymerase chain reaction (RT-PCR). VETERINARY MICROBIOLOGY , v. 48, p. 373-379, 1996.

  • Almeida, Laura L. ; RODENBUSCH, CARLA R. ; GALVANI, J. W. C. ; SA, R. C. ; BARCELLOS, D. E. S. N. . Risco do javali na transmissão de doenças virais para suínos. In: Fernando P. Bortolozzo; Ivo Wentz; Karine L. Takeuti; Ana Paula G. Mellagi; Rafael da Rosa Ulguim; David E. Barcellos. (Org.). Avanços em sanidade produção e reprodução de suínos IV. 1ed.Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2019, v. 1, p. 169-174.

  • TAKEUTI, K. L. ; ALMEIDA, LAURA LOPES DE ; Barcellos, David E.S.N. . O papel de patógenos primários e secundários nas infecções respiratórias de suínos. In: Bortolozzo, F.P.; Wentz, I.; Takeuti, K.L.; Mellagi, A.P.; Ulguim. R.R.; Barcellos, D.E.S.N.. (Org.). Avanços em Sanidade, Produção e Reprodução de Suínos III. 1ed.Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2018, v. 1, p. 97-105.

  • FISCHER, G. ; RODRIGUES, R. ; PAPPEN, F. G. ; ZANELA, M. B. ; RIBEIRO, M. E. R. ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; SOUZA, G. N. ; WEISSHEIMER, C. F. ; PEGORARO, L. M. C. ; PRADIEE, J. . Capitulo 2. Principais Doenças da Bovinocultura leiteira. In: Pegoraro, Ligia Margareth Cantarelli.. (Org.). Biosseguridade na bovinocultura leiteira. 1ed.Brasília: EMBRAPA, 2018, v. 1, p. 13-27.

  • BARCELLOS, D. E. S. N. ; TAKEUTI, K. L. ; ALMEIDA, L. L. ; OLIVEIRA FILHO, J.X. . Interação entre agentes infecciosos bacterianos e virais no complexo das doenças respiratórias dos suínos. In: Barcellos, D.E.S.N.; Bortolozzo, F.P.; Wentz, I.;Bernardi, M.L.; Mellagi, A.P.G.; Ulguim, R.R.. (Org.). Avanços em Sanidade, Produção e Reprodução de Suínos II. 1ed.Porto Alegre: Grafica da UFRGS, 2017, v. 1, p. 133-143.

  • BARCELLOS, D. E. S. N. ; TAKEUTI, K. L. ; ALMEIDA, L. L. ; SATO, J. P. H. . Diarreia causada pela Escherichia coli em leitões na fase de creche. In: Barcellos DESN; Bortolozzo FP; Wentz I; Bernardes ML. (Org.). Avanços em sanidade, produção e reprodução de suínos. 1ed.Porto Alegre: Gráfica da UFRGS, 2015, v. 1, p. 177-192.

  • LIPPKE, R. T. ; MARQUES, S. M. T. ; Borowski, S. M. ; Paesi, S. O. ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; CORBELLINI, Luis Gustavo ; Santi , M. ; Gheller, N. B. ; Gonçalves, M. A. D. ; BARCELLOS, D. E. S. N. . Case-control study of the main agents of diarrhea in suckling pigs in Brazil. In: 20th IPVS Congress, 2008, Durban. Proceedings of 20th IPVS Congress, 2008. p. 371-371.

  • MARKS, F. S. ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; PORTZ, Cristiana ; RODENBUSCH, C. R. ; RECK JUNIOR, J. ; WENDELSTEIN, A. C. ; ALIEVI, M. M. ; FERREIRO, L. ; CANAL, Claudio Wageck . 319 Diagnóstico e avaliação de parâmetros clínicos e laboratoriais de gatos infectados com o vírus da leucemia felina (FeLV). In: XVII Congresso Estadual de Medicina Veterinária, 2006, Gramado. Anais, 2006.

  • Almeida, Laura L. ; RODENBUSCH, CARLA R. ; PAN, K. A. ; SILVA, F. R. ; AMARAL, F. ; CAVAGNI, G. M. ; GALVANI, J. W. C. . Análise descritiva da sorologia para peste suína clássica nos casos de alta mortalidade de suínos no Rio Grande do Sul. In: XII SINSUI Simpósio Internacional de Suinocultura, 2019, Porto Alegre. Avanços em Sanidade Produção e Reprodução de suínos IV. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2019. v. 1. p. 222-223.

  • ALMEIDA, Laura Lopes de ; VAZ JUNIOR, Itabajara Silva ; CANAL, Claudio Wageck ; ROEHE, Paulo Michel ; MASUDA, Aoi . Desenvolvimento de um teste de ELISA para detecção de anticorpos contra vírus da Peste Suína Clássica em soros suínos. In: VII Congresso Brasileiro de Veterinários Especialistas em Suínos, 1995, Blumenau. Anais VII Congresso Brasileiro de Veterinários Especialistas em Suínos, 1995. p. 102-102.

  • Belaguarda, A. A. ; FERREIRA, J. C. ; Almeida, L.L. ; RODENBUSCH, C. R. . DETECTION OF VIRAL AGENTS IN BOVINE BRAINS WITH NEUROLOGICAL SYNDROME IN RIO GRANDE DO SUL - BRAZIL. In: XXXI Brazilian Congress of Virology & XV MERCOSUR Virology Meeting, 2020, Ribeirão Preto. Anais XXXI BRAZILIAn CONGRESS OF VIROLOGY. Ribeirão Preto: SBV, 2020. v. 1. p. 1-1.

  • MOREIRA, R. F. ; ALMEIDA, L.L. . Investigação sorológica de lentivírus em carneiros no Estado do Rio Grande do Sul. In: VII Sicit/II Workshop PPG, 2018, Porto Alegre. Anais VII SICIT - Revista PAG - Fepagro. Porto Alegre: Departamento de Diagnóstico e Pesquisa Agropecuária (DDPA), Secretaria da Agricultura, Pecuária e Ir, 2018. v. 24. p. 16-16.

  • SILVEIRA, J. G. ; ALMEIDA, L.L. . Descrição de um surto de Maedi ?Visna em rebanho ovino do Rio Grande do Sul. In: VII Sicit/II Workshop PPG, 2018, Porto Alegre. Anais do VII Sicit/II Workshop PPG. Porto Alegre: Departamento de Diagnóstico e Pesquisa Agropecuária (DDPA); Secretaria da Agricultura, Pecuária e Ir, 2018. v. 24. p. 17-17.

  • SOARDI, M. A. ; FERREIRA, JOSÉ C. ; ROSA, J. A. ; BARCHE, R. A. C. ; RODENBUSCH, C. R. ; ALMEIDA, L.L. . MULTIPLEX PCR EM TEMPO REAL PARA DETECÇÃO DE HERPESVÍRUS BOVINOS 1 E 5 EM ANIMAIS COM SÍNDROME NEUROLÓGICA. In: VI SICIT, 2017, Porto Alegre. Anais VI SICIT. Porto Alegre: Departamento de Diagnóstico e Pesquisa Agropecuária (DDPA), 2017. p. 13-13.

  • TAKEUTI, K. L. ; ANDRADE, C. P. ; ALMEIDA, LAURA LOPES DE ; LINHARES, D. C. L. ; BARCELLOS, D. E. S. N. . DYNAMICS OF MYCOPLASMA HYOPNEUMONIAE INFECTION OF REPLACEMENT GILTS OF BRAZILIAN MULTIPLIER HERDS. In: Allen D. Leman Swine Conference, 2016, Saint Paul. ALLEN D. LEMAN SWINE CONFERENCE. Saint Paul, 2016. p. 1.

  • BARROS, K. C. ; MICHEL, T. ; FINKLER, F. ; SCHMIDT, C. ; TEIXEIRA, T. F. ; ROEHE, P. M. ; Almeida, Laura L. . SOROLOGIA POR ELISA E SORONEUTRALIZAÇÃO DE DOENÇAS VIRAIS EM AMOSTRAS DE BOVINOS LEITEIROS. In: III SICIT, 2014, Porto Alegre. III Salão de Iniciação Científica e Inovação Tecnológica. Porto Alegre: FEAPGRO, 2014. v. 1.

  • BRUNO, T. ; BARROS, K. C. ; CIBULSKI, S. P. ; SCHMIDT, C. ; BRAGA, A. ; RODRIGUES, R. O. ; ROEHE, Paulo Michel ; Almeida, Laura L. . ANÁLISE DESCRITIVA DE 139 CASOS DE REBANHOS DE SUÍNOS COM ALTA MORTALIDADE NO RS (2012 - 2013). In: III SICIT, 2014, Porto Alegre. III Salão de Iniciação Científica e Inovação Tecnológica. Porto Alegre: FEPAGRO, 2014. v. 1.

  • Almeida, Laura L. ; BERTAGNOLLI, A. C. ; MIGLIAVACCA, V. F. ; FERREIRA, J. C. ; ROSA, J. A. ; DUARTE, G. ; RODRIGUES, R. O. ; BRAGA, A. ; ROEHE, P. M. . Diagnóstico oficial de raiva em animais de produção no Estado do Rio Grande do Sul-2013. In: 41 CONGRESSO BRASILEIRO DE MEDICINA VETERINÁRIA, 2014, Gramado. Anais 41 CONBRAVET. Porto Alegre: SOVERGS, 2014. v. 1.

  • LAGAGGIO, R. A. ; MICHEL, T. ; SCHEFER, C. M. ; ROEHE, Paulo Michel ; FINKLER, F. ; Almeida, Laura L. . SORONEUTRALIZAÇÃO PARA HERPESVÍUS BOVINO TIPO 1- AMOSTRAS DE BOVINOS LEITEIROS DE 26 PROPRIEDADES RURAIS EM ELDORADO DO SUL. In: Avisulat 2014 - IV Congresso Sul Brasileiro de Avicultura, Suinocultura e Laticínios, 2014, Porto Alegre. Anais Avisulat 2014 - IV Congresso Sul Brasileiro de Avicultura, Suinocultura e Laticínios. Porto Alegre: Avisulat, 2014. v. 1.

  • MACHADO, G. ; EGOCHEAGA, R. M. F. ; HEIN, H. E. ; MIRANDA, I. C. ; SANTIAGO NETO, W. ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; CANAL, C. W. ; CORBELLINI, L. G. . Estudo de caso controle pareado do vírus da diarreia viral bovina em uma população de gado leiteiro no estado do Rio Grande do Sul. In: I Encontro Nacional de Epidemiologia Veterinária, 2012, São Paulo. I Encontro Nacional de Epidemiologia Veterinária, 2012.

  • HEIN, H. E. ; MIRANDA, I. C. ; COSTA, E.F. ; MACHADO, G. ; SANTIAGO NETO, W. ; MARKS, F. S. ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; CANAL, Claudio Wageck ; CORBELLINI, L. G. . Estudo de prevalência e análise de estatística de varredura do herpesvírus bovino (BoHV-1). In: I Encontro Nacional de Epidemiologia Veterinária, 2012, São Paulo. I Encontro Nacional de Epidemiologia Veterinária, 2012.

  • MACHADO, G. ; EGOCHEAGA, R. M. F. ; HEIN, H. E. ; MIRANDA, I. C. ; SANTIAGO NETO, W. ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; CANAL, Claudio Wageck ; CORBELLINI, L. G. . Risk factor associated with bovine viral diarrhea virus infection in a dairy cattle population in southern, Brazil. In: XXIII Congresso Brasileiro do Virologia, 2012, Foz do Iguaçu. XXIII Congresso Brasileiro de Virologia, 2012.

  • HEIN, H. E. ; COSTA, E.F. ; MIRANDA, I. C. ; MACHADO, G. ; SANTIAGO NETO, W. ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; CANAL, Claudio Wageck ; CORBELLINI, L. G. . Spatial analysis of bovine herpesvirus in dairy herds in Southern Brazil. In: XXIII Congresso Brasileiro do Virologia, 2012, Foz do Iguaçu. XXIII Congresso Brasileiro de Virologia, 2012.

  • ALMEIDA, Laura Lopes de ; HEIN, H. E. ; MARKS, F. S. ; RODENBUSCH, C. R. ; COSTA, E.F. ; CORBELLINI, Luis Gustavo ; CANAL, Claudio Wageck . Monitoring BVDV status level herds analyzed through bulk milk ELISA. In: XXI Encontro Nacional de Virologia, 2010, Gramado, RS. Virus Reviews & Research. Gramado: Sociedade Brasileira de Virologia, 2010. v. 15. p. 97-98.

  • GALUPPO, A. ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; MEYRER, B. ; ARRUDA, N.S. ; SICCO, O. ; ARRUDA, L. ; SILVA, D. S. ; CHEUICHE, Z. M. G. ; CANAL, Claudio Wageck ; RODRIGUES, J. L. R. . EFFICIENCY OF SPERM SEPARATORY TECHNIQUES FOR BOVINE VIRAL DIARRHEA VIRUS REMOVAL FROM FROZEN BOVINE SEMEN SAMPLES. In: 36th Annual Conference of the International Embryo Transfer Society, 2010, Córdoba. 36th IETS Annual Conference / 23rd SBTE Annual Meeting, 2010. v. 1. p. 292-292.

  • TESTA, P. G. ; MARKS, F. S. ; RODENBUSCH, C. R. ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; RINALDO, F. ; CANAL, Claudio Wageck . Padronização de um teste de soroneutralização da toxina dermonecrótica de Pasteurella multocida e o seu uso na titulação de anticorpos neutralizantes em soros de suínos.. In: XXII Salão de Iniciação Científica da UFRGS, 2010, Porto Alegre. Resumos do XXII Salão de Iniciação Científica da UFRGS. Porto Alegre: UFRGS, 2010. v. 1. p. 271-271.

  • HEIN, H. E. ; COSTA, E.F. ; SANTIAGO NETO, W. ; MARKS, F. S. ; MIRANDA, I. C. ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; CANAL, Claudio Wageck ; CORBELLINI, L. G. . Identificação de clusters por análise espacial da infecção pelo vírus da diarréia viral bovina (BVDV) em rebanhos de gado de leite. In: AVISULAT 2010 - II CONGRESSO SUL BRASILEIRO DE AVICULTURA, SUINOCULTURA E LATICÍNIOS, 2010, Bento Gonçalves. Resumos do II CONGRESSO SUL BRASILEIRO DE AVICULTURA, SUINOCULTURA E LATICÍNIOS,. Bento Gonçalves: AVISULAT 2010, 2010. v. 1. p. ID16-1-ID16-1.

  • ALMEIDA, Laura Lopes de ; RODENBUSCH, C. R. ; MARKS, F. S. ; MEYRER, B. ; WEBER, M. N. ; COSTA, E.F. ; HEIN, H. E. ; CORBELLINI, Luis Gustavo ; CANAL, Claudio Wageck . HERD-LEVEL ELISA SEROPREVALENCE OF BOVINE VIRAL DIARRHEA ANTIBODIES IN BULK-TANK MILK OF SOUTH BRAZILIAN DAIRY HERDS. In: XX Encontro Nacional de Virologia, 2009, Brasília. Virus Reviews & Research. Rio de Janeiro: Sociedade Brasileira de Virologia, 2009. v. 14. p. 109-110.

  • RODENBUSCH, C. R. ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; MARKS, F. S. ; BAPTISTOTTE, C. ; PIRES, T. T. ; WERNECK, M.R. ; DAMASCENO, T. ; ALLIEVE, M ; CANAL, Claudio Wageck . DETECTION AND CHARACTERIZATION OF FIBROPAPILLOMA-ASSOCIATED TURTLE HERPESVIRUS IN MARINE TURTLES FOR BRAZIL. In: XX Encontro Nacional de Virologia, 2009, Brasília. Virus Reviews & Research. Brasília: Sociedade Brasileira de Virologia, 2009. v. 14. p. 106-106.

  • WEBER, M. N. ; MEYRER, B. ; RODENBUSCH, C. R. ; CORBELLINI, A. O. ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; ANTONIASSI, N. A. B. ; SANTOS, A. S. ; CANAL, Claudio Wageck . POLYMERASE CHAIN REACTION SENSITIVITY FOR DETECTION OF BOVINE HERPESVIRUS TYPE 1 IN DIFFERENT BIOLOGIC SAMPLES. In: XX Encontro Nacional de Virologia, 2009, Brasília. Virus Reviews & Research. Rio de Janeiro: Sociedade Brasileira de Virologia, 2009. v. 14. p. 142-142.

  • WEBER, M. N. ; GALUPPO, A. ; MEYRER, B. ; RODENBUSCH, C. R. ; MARKS, F. S. ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; CANAL, Claudio Wageck . Padronização da PCR para detecção do herpesvírus bovino tipo 1(BoHV-1) em amostras de fluidos ovarianos. In: XXI Salão de Iniciação Científica, 2009, Porto Alegre. XXI Salão de Iniciação Científica da UFRGS. Porto Alegre: PROPESQ-UFRGS, 2009.

  • MEYRER, B. ; GALUPPO, A. ; WEBER, M. N. ; MARKS, F. S. ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; RODENBUSCH, C. R. ; RODRIGUES, J. L. R. ; CANAL, Claudio Wageck . Comparação de técnicas de processamento seminal na remoção do vírus da diarreia viral bovina. In: XXI Salão de Iniciação Científica da UFRGS, 2009, Porto Alegre. XXI Salão de Iniciação Científica UFRGS. Porto Alegre: UFRGS, 2009.

  • ALMEIDA, Laura Lopes de ; RODENBUSCH, C. R. ; MARKS, F. S. ; MEYRER, B. ; WEBER, M. N. ; CANAL, Claudio Wageck . Pestivirus detection in bovine sera used for cell culture. In: XIX National Meeting, 2008, Caxambu. Virus Reviews & Research. Rio de Janeiro: Sociedade Brasileira de Virologia, 2008. v. 13. p. 259.

  • MARKS, F. S. ; RECK JUNIOR, J. ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; BARCELLOS, D. E. S. N. ; TERMIGNONI, C. ; CANAL, Claudio Wageck . Porcine circovirus 2 (PCV2) induces a procoagulant state in naturally infected swines and in cultured endothelial cells. In: XIX National Meeting of Virology, 2008, Caxambu. Virus Reviews and Research. Rio de Janeiro: Sociedade Brasileira de Virologia, 2008.

  • ALMEIDA, Laura Lopes de ; RODENBUSCH, C. R. ; MARKS, F. S. ; MEYRER, B. ; WEBER, M. N. ; ANTONIASSI, N. A. B. ; DRIEMEIER, David ; FLORES, E. F. ; CANAL, Claudio Wageck . Genetic heterogeneity of bovine viral diarrhoea virus (BVDV) strains from Brazil. In: XIX National Metting of Virology, 2008, Caxambu. Virus Reviews and Research. Caxambu: Sociedade Brasileira Virologia, 2008. v. 13. p. 133.

  • MEYRER, B. ; WEBER, M. N. ; MARKS, F. S. ; RODENBUSCH, C. R. ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; CANAL, Claudio Wageck . Comparação entre detecção do vírus da diarréia viral bovina por RT-PCR convencional e. In: XX Salão de Iniciação Científica UFRGS, 2008, Porto Alegre. XX Salão de Iniciação Científica-Ciencias Agrárias. Porto Alegre: UFRGS, 2008. p. 155-155.

  • WEBER, M. N. ; MEYRER, B. ; MARKS, F. S. ; PESCADOR, C. A. ; SANTOS, A. S. ; RODENBUSCH, C. R. ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; CANAL, Claudio Wageck . Padronização da RT-PCR para detecção do vírus da diarréia viral bovina (BVDV) em fluidos fetais de abortamentos bovinos. In: XX Salão de Inicaição Científica UFRGS, 2008, Porto Alegre. XX Salão de Iniciação Científica UFRGS. Porto Alegre: UFRGS, 2008. p. 245-245.

  • RODENBUSCH, C. R. ; GRIEBELER, Josiane ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; BOEIRA, T. R. ; LUNGE, V. R. ; Fonseca, A. S. K. F. ; IKUTA, N. ; CANAL, Claudio Wageck . qPCR as an auxiliary tool for titration of Marek's disease vaccine. In: XIX National Meeting of Virology, 2008, Caxambu. Virus Reviews & Research. Rio de Janeiro: Sociedade Brasileira de Virologia, 2008. v. 13. p. 103-103.

  • SOUZA, C. K. ; GONÇALVES, K.R. ; Streck, A. F. ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; CANAL, Claudio Wageck . Determinação da especificidade e sensibilidade de uma nested-pcr para a detecção do parvovírus suíno. In: XIX Salão de Iniciação Científica UFRGS, 2007, Porto Alegre. XIX Salão de Iniciação Científica UFRGS, 2007.

  • GONÇALVES, K.R. ; SOUZA, C. K. ; Streck, A. F. ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; RODENBUSCH, C. R. ; MACAGNAN, Marisa ; RAVAZZOLO, Ana Paula ; CANAL, Claudio Wageck . Estudo da ocorrência de parvovírus suíno e correlação com circovírus suíno tipo 2 em leitões refugos. In: XIX Salão de Iniciação Científica UFRGS, 2007, Porto Alegre. XIX Salão de Iniciação Científica UFRGS, 2007.

  • SOUZA, C. K. ; MARKS, F. S. ; RODENBUSCH, C. R. ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; CANAL, Claudio Wageck . Estabelecimento de protocolo de descongelamento para o cultivo celular primário in vitro de fibroblasto de embrião de galinha. In: VII Salão de Iniciação Científica da PUCRS, 2006, Porto Alegre. Anais, 2006.

  • SOUZA, C. K. ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; RODENBUSCH, C. R. ; MARKS, F. S. ; CANAL, Claudio Wageck . Avaliação de protocolos de descongelamento de cultivo celular primário in vitro de fbroblasto de embrião de galinha. In: XVIII Salão de Iniciação Científica, 2006, Porto Alegre. Anais, 2006.

  • ALMEIDA, Laura Lopes de ; MARKS, F. S. ; RODENBUSCH, C. R. ; ZLOTOWSKI, P. ; CORREA, A. M. R. ; DRIEMEIER, David ; BARCELLOS, D. E. S. N. ; RAVAZZOLO, Ana Paula ; CANAL, Claudio Wageck . Isolation of porcine circovirus type 2 in primary culture kidney from naturally infected pigs. In: XVII Encontro Nacional de Virologia, 2006, Campos do Jordão, SP. Virus Reviews & Research. Rio de Janeiro, 2006. v. 11. p. 1-251.

  • ALMEIDA, Laura Lopes de ; SCHMITZ, M. ; COLODEL, Edson ; ANTUNES, Adriano ; PETERHANS, Ernest ; DRIEMEIER, David ; CANAL, Claudio Wageck . Isolation of bovine viral diarrhoea virus from captive fallow deer (Dama dama) in southern Brazil. In: 6 th ESVV Pestivirus Symposium, 2005, THUN. Proceedings, 2005.

  • BIANCO JUNIOR, Alfredo ; BELTRÃO, Nilzane ; PORTZ, C. ; FURIAN, Thales Quedi ; MACAGNAN, Marisa ; GRIEBELER, Josiane ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; CANAL, Claudio Wageck . Comparação de Métodos de Isolamento do Vírus da Laringotraqueíte em Perus. In: XVI Salão de Iniciação Científica, 2004, Porto Alegre. Anais, 2004.

  • BELTRÃO, Nilzane ; PORTZ, Cristiana ; FURIAN, Thales Quedi ; BIANCO JUNIOR, Alfredo ; MACAGNAN, Marisa ; GRIEBELER, Josiane ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; CANAL, Claudio Wageck . Reproducibility of the Laryngotracheitis isolated from Turkey. In: XVII Congresso Latinoamericano de Microbiología, 2004, Buenos Aires. Anais, 2004.

  • SANTURIO, Frp ; SOUZA, Vf ; ESMERALDINO, Anamaria Teles ; SILVEIRA NETO, Ana Claudia ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; HOTZEL, Isidro ; PIZZOL, Maristela Dal ; RAVAZZOLO, Ana Paula ; MOOJEN, Valéria . Diagnóstico e direcionamento de pesquisas em ruminantes no Laboratório de Virologia. In: V Salão de Iniciação Científica, 1993, Porto Alegre. Anais V Salão de Iniciação Científica, 1993. p. 196-196.

  • Almeida, L.L. . Diagnóstico e pesquisa veterinária no IPVDF. 2021. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, L.L. . Ciclos da raiva no RS. 2021. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • Almeida, L.L. . Achados laboratoriais Síndrome Neurológica dos Bovinos. 2021. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • DE ALMEIDA, L. L. . IPVDF: Diagnóstico, pesquisa e educação sanitária. 2020. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • DE ALMEIDA, L. L. . Peste Suína Clássica e Peste Suína Africana. 2020. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, L.L. ; RODENBUSCH, CARLA R. . Ciclos da raiva, o papel dos veterinários. 2019. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, LAURA LOPES DE . Ciclos da raiva. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, LAURA LOPES DE . Doenças virais de interesse reprodutivo. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, L.L. . Atividades realizadas no IPVDF , prestação de serviço, pesquisa e ensino. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • Almeida, L.L. ; RODENBUSCH, CARLA R. ; SOARDI, M. . Doenças reprodutivas em bovinos, herpesvírus. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • Almeida, L.L. . Sanidade de Suínos: Relatos de pesquisas realizadas. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • Almeida, Laura L. . Desenvolvimento de teste de PCR em tempo real para diagnóstico rápido de herpesvírus bovino tipos 1 e 5. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • Almeida, Laura L. . Diagnóstico virológico: como coletar racionalmente materiais e interpretar resultados das principais viroses de suínos. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, Laura Lopes de ; SOUZA, R. ; BRAGA, A. . Coleta e remessa de material para análise clínica. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALMEIDA, Laura Lopes de . Aspectos imunológicos da Febre Aftosa. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

ALMEIDA, LAURA LOPES DE ; CHAME, M. . LIVE: Sistema de Informação em Saúde Silvestre (SISS-Geo). 2021. (Programa de rádio ou TV/Outra).

ALMEIDA, LAURA LOPES DE ; PELLEGRINI, D. C. P. ; FLORES, F. V. ; CARDOSO, M. I. . LIVE - 2ª Ed. NOVOS OLHARES SOBRE SAÚDE ÚNICA. 2021. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

CUNHA, A. C. ; RECKZIEGEL, P. ; PETZHOLD, S. A. ; DOYLE, R. ; ALMEIDA, Laura Lopes de ; SILVEIRA, A. M. . O IPVDF na história da febre aftosa. 2021; Tema: historia da febre aftosa. (Rede social).

PELLEGRINI, D. C. P. ; CARDOSO, M. I. ; FLORES, F. V. ; ALMEIDA, L.L. . LIVE - 2ª Ed. NOVOS OLHARES SOBRE SAÚDE ÚNICA. 2021; Tema: SAÚDE ÚNICA. (Site).

CHAMES, M. ; ALMEIDA, L. L. . Sistema de Informação em Saúde Silvestre (SISS-Geo). 2021; Tema: SISTEMA DE INFORMAÇÃO EM SAÚDE SILVESTRE. (Site).

PEGORARO, L. M. C. ; VAZ, C. S. L. ; DERETI, R. M. ; ALMEIDA, L.L. ; SOUZA, G. N. . COVID 19 O que o produtor de leite precisa saber.. 2020; Tema: Biosseguridade em rebanhos leiteiros para prevenir a entrada do novo coronavirus. (Rede social).

GUILHERME, W. P. ; DRIEMEIER, David ; Witt, Andre ; RODENBUSCH, C. R. ; DE ALMEIDA, L. L. ; RECK, J. . Webinar Dia Mundial contra a Raiva 2020. 2020; Tema: Aspectos da Raiva no RS. (Rede social).

RECK, JOSÉ ; SIMINOVICH, L. ; RODENBUSCH, C. R. ; NAKAZATO, G. ; Almeida, L.L. ; BALBINOT, L. ; KLAFKE, G. M. ; MATEI, A. P. ; FREITAS, J. ; CARON, L. F. ; FONSECA, A. ; BRITO, B. ; BRITO, K. . I WORKSHOP DE EMPREENDEDORISMO & INOVAÇÃO PPGSA-IPVDF. 2020; Tema: Empreendedorismo e inovação na avicultura Brasil. (Rede social).

PEGORARO, L. M. C. ; VAZ, C. S. L. ; DERETI, R. M. ; Almeida, L.L. ; SOUZA, G. N. . Covid-19: o que o produtor de leite precisa saber.. 2020. (Folder/Folheto/Cartilha).

ALMEIDA, Laura Lopes de ; MARKS, F. S. ; RODENBUSCH, C. R. ; CANAL, Claudio Wageck . Especialização em Análises Clínicas Veterinárias. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

ALMEIDA, Laura Lopes de ; RODENBUSCH, C. R. ; MACAGNAN, Marisa ; PORTZ, Cristriana . Análises Clinicas Veterinárias da UFRGS - Análises em microbiologia veterinária. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2016 - 2019

    Biotecnologia aplicada à sanidade animal- PRONEX 2014, Descrição: A vacinologia, que compreende todos os aspectos relacionados à pesquisa e desenvolvimento de vacinas, tem avançado significativamente nos anos mais recentes. Entretanto, muitas das vacinas disponíveis para animais são ainda de baixa eficácia, frequentemente preparadas com amostras de microrganismos importados de outros países e, invariavelmente, não testadas frente a variantes desses mesmos agentes circulantes no Brasil, deixando para o produtor o encargo da avaliação empírica de sua efetividade, muitas vezes com resultados negativos. O presente projeto propõe o desenho de vacinas com um enfoque mais racional, baseado em antígenos de amostras de vírus circulantes no País, previamente analisados por vacinologia reversa e com potencial de induzir proteção mais efetiva contra os agentes-alvo. O projeto é composto por quatro subprojetos, assim denominados: subprojeto 1: ?Emprego de vacinologia reversa sobre genomas de herpesvírus bovinos ocorrentes no Brasil visando a produção de vacinas mais eficazes?; subprojeto 2: ?Estudos de eficácia pré-clínica no tratamento profilático contra o papilomavírus bovino (bovine papillomavirus - BPV) com vacinas baseadas nas proteínas L2 e L1-E7?; subprojeto 3: ?Uma vacina recombinante vetorial contra a raiva animal utilizando o parapoxvírus ovis como vetor?; subprojeto 4: ?Construção de uma amostra recombinante de parapoxvírus carreando a ORF2 do vírus da Hepatite E (Hepatitis E virus - HEV) para o controle da infecção em suínos. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (4) Doutorado: (6) . , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Integrante / Eduardo Furtado Flores - Integrante / Ana Cláudia Franco - Integrante / Rudi Weiblen - Integrante / Helton Fernandes dos Santos - Integrante / Thais Fumaco Teixeira - Integrante / Paulo Michel Roehe - Coordenador / Claudio W Canal - Integrante / Fernando Rosado Spilki - Integrante.

  • 2016 - 2019

    Prevalência de visna-maedi em machos ovinos em idade reprodutiva do RS/2011, Descrição: Estimar a prevalência de visna -maedi em machos ovinos em idade reprodutiva do Estado do Rio Grande do Sul. Serão usadas as amostras de soros de ovinos coletados para inquérito de brucelose ovina. A detecção dos anticorpos anti-MVV/CAEV será realizada por kit comercial de imunodifusao direta.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Coordenador / Carla Rosane Rodenbusch - Integrante / Luís G. Corbellini - Integrante / Rogério Oliveira Rodrigues - Integrante / Melania Angelica Soardi - Integrante / Romulo Adonis Cucoloto Barcher - Integrante / Alessandro Pelegrine Minho - Integrante., Número de produções C, T & A: 1

  • 2014 - Atual

    Desenvolvimento de teste de PCR em tempo real para diagnóstico rápido de herpesvírus bovino 1 e herpesvírus bovino 5, Descrição: O objetivo desse projeto é desenvolver um teste inovador, capaz de detectar rapidamente herpesvírus de bovinos (BoHV-1 e BoHV-5) para ser usado na rotina laboratorial diagnóstica. Para tanto, é proposto desenvolver o teste e padronizá-lo usando amostras virais referência, pertencentes à coleção do Laboratório de Virologia IPVDF-Fepagro Saúde Animal. A seguir, será determinada a sensibilidade e especificidade analítica do novo teste. Posteriormente, serão analisadas amostras de encéfalos de bovinos com síndrome neurológica submetidos à rotina diagnóstica do IPVDF, durante o período do projeto. O novo teste proposto, padronizado e validado, permitirá a identificação de novas amostras virais e complementará o diagnóstico das encefalites de bovinos no Brasil. O projeto será executado por pesquisadores do IPVDF-Fepagro Saúde Animal, está inserido na linha de pesquisa de sanidade animal do instituto e também pretende difundir o uso de análises laboratoriais auxiliares no diagnóstico de doenças animais. O novo teste impulsionará o diagnóstico de herpesviroses, contribuindo significativamente para a sanidade animal no Brasil.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Coordenador / Paulo Michel Roehe - Integrante / José Carlos Ferreira - Integrante / Carla R. Rodenbusch - Integrante / Melania Angelica Soardi - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2013 - 2016

    Epidemiologia da Leptospirose nos animais domesticos e silvestres do RS, Descrição: Caracterizar a Leptospirose nas diversas especies domesticas e silvestres atraves de estudos epidemiologicos e moleculares determinando o papel das diversas soroavariedades nas diversas espécies.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Integrante / Angélica Cavalheiro Bertagnolli - Integrante / Carolina Bremm - Integrante / Fabiana Quoos Mayer - Integrante / Rogério Oliveira Rodrigues - Coordenador.

  • 2013 - 2015

    Inquérito sorológico para Língua Azul em machos ovinos em idade reprodutiva do RS/2011, Descrição: Descrição: Realizar inquérito sorológico para Língua Azul em machos ovinos em idade reprodutiva do Estado do Rio Grande do Sul. Para isso serão usadas as amostras de soros de ovinos coletados para inquérito de brucelose ovina realizado em 2011. As amostras serão analisadas por imunodifusão radial (IDGA), o teste recomendado para comércio internacional de animais.. , Situação: Desativado; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Coordenador / Alexandre Braga - Integrante / Rogério Oliveira Rodrigues - Integrante.

  • 2013 - 2014

    Viroses emergentes, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Ana Cláudia Franco em 12/08/2013., Descrição: anelovírus; circovírus; circovírus suíno; TTV. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Integrante / Paulo Michel Roehe - Integrante / Ana Cláudia Franco - Coordenador / Fernando Rosado Spilki - Integrante / Susi Missel Pacheco - Integrante / Angélica Cavalheiro Bertagnolli - Integrante / Samuel Paulo Cibulski - Integrante / Candice Schmidt - Integrante / Adriéli Wendlant - Integrante / Helton Fernandes dos Santos - Integrante., Número de produções C, T & A: 1

  • 2013 - 2014

    Viroses de suinos, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Paulo Michel Roehe em 08/05/2013., Descrição: Objetivo deteccar e caracterizar vírus associados a suínos Diagnóstico de parvovírus suíno e pestivírus. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Integrante / Paulo Michel Roehe - Coordenador / Fernando Rosado Spilki - Integrante / Wilia Marta Elsner Diederichsen de Brito - Integrante / Samuel Paulo Cibulski - Integrante / Candice Schmidt - Integrante / Adriéli Wendlant - Integrante / Marcia Loiko - Integrante.

  • 2013 - Atual

    Viroses de bovinos, suínos e ovinos, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Paulo Michel Roehe em 08/05/2013., Descrição: Detecção e caracterizar viroses de animais de produção, principalmente de bovinos e suínos, bem como viroses emergentes no RS.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: / Mestrado profissional: (3) . , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Coordenador / Carla R. Rodenbusch - Integrante / Kleitton A. Pan - Integrante / Francine Raimundo Silva - Integrante / Romulo A. C Barche - Integrante / Danielle Ferrareto Caneda - Integrante / Villar Ricardo Gewehr - Integrante / Aline Fernandes - Integrante.

  • 2012 - 2014

    Imuno-histoquímica aplicada a patologia, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) David Driemeier em 22/04/2013., Descrição: identificação e detecção de agentes infecciosos usando a técnica de imunohistoquimica em cortes de tecidos de animais.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (4) . , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Integrante / Edson Colodel - Integrante / David Driemeier - Coordenador / Saulo P. Pavarini - Integrante / Luiza Amaral de Castro - Integrante / CANAL, CLÁUDIO W. - Integrante / Luciana Sonne - Integrante / Angélica Cavalheiro Bertagnolli - Integrante / Eduardo Conceição de Oliveira - Integrante., Número de produções C, T & A: 1

  • 2012 - 2014

    Diagnóstico e tipagem do vírus da diarréia viral bovina (BVDV), Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Integrante / Matheus Nunes Weber - Integrante / Claudio Wageck Canal - Coordenador.

  • 2012 - 2014

    Análise descritiva da investigação de surtos de alta mortalidade em suínos enviados ao IPVDF em 2012, Descrição: Descrição: Criar banco de dados a partir das informações disponíveis das granjas afetadas contidas nos documentos FORM-IN remetidos em 2012 e recebidos no IPVDF. Realizar análise descritiva dos dados, informando número de granjas estudadas, localização, época do ano, número de animais, categoria envolvida, tipo de criação e principais sinais clínicos observados.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Coordenador / Paulo Michel Roehe - Integrante / Alexandre Braga - Integrante / Carolina Bremm - Integrante / Lucas Brunelli de Moraes - Integrante / Rogério Oliveira Rodrigues - Integrante / Maurício Gautério Dasso - Integrante.

  • 2011 - 2012

    Diagnóstico de circovirose e doenças infecciosas associadas, Descrição: Descrição: Estuda-se a distribuição do vírus nos tecidos de suínose javalis e também são avaliadas as lesões morfológicas e doenças infecciosas associadas com a infecção por circovirus tais como Pneumocystis carinii e candidiases e outrso agentes bacterianos envolvidos em doenças respiratórias e entéricas.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Integrante / Laerte Ferreiro - Integrante / André Mendes Ribeiro Correa - Integrante / David Emílio Santos Neves de Barcellos - Integrante / Caroline Argenta Pescador - Integrante / Caroline Pinto de Andrade - Integrante / Luiza Amaral de Castro - Integrante / David Driemeier - Coordenador / Priscila Zlotowski - Integrante / Edna Maria Cavallini Sanches - Integrante / Nadia Aline Bobbi Antoniassi - Integrante / Fabiana Boabaid - Integrante.

  • 2011 - 2012

    Detecção do vírus da Língua Azul (VLA) em ovinos, caprinos e mosquitos Culicoides sp através de Imuno-histoquímica e RT-PCR em amostras de campo e de arquivo., Descrição: Descrição: O projeto propõe novas metodologias para o diagnóstico da LA, baseadas em imuno-histoquímica e RT-PCR e RT-PCR em tempo real, contribuindo para o diagnóstico preciso e rápido da enfermidade. Também propõe testar amostras de arquivo e de campo de animais suspeitos e de mosquitos do Gênero Culicoides para avaliar a ocorrência de LA, e identificar os tipos virais presentes no Estado do Rio Grande do Sul.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Integrante / Eduardo Furtado Flores - Integrante / Caroline Pinto de Andrade - Integrante / Sérgio Ceroni da Silva - Integrante / Luiza Amaral de Castro - Integrante / David Driemeier - Coordenador / Nadia Aline Bobbi Antoniassi - Integrante / Claudio Estevão Farias da Cruz - Integrante.

  • 2010 - 2011

    Complementação de métodos diagnósticos de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) em laboratório credenciado pelo MAPA, Descrição: Descrição: Fazer vigilãncia de casos de Encefalopatia espongiforme em bovinos e desenvolver métodos de diagnóstico imuno-histoquimicos com anticorpos monoclonais.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Integrante / Itabajara Silva Vaz Junior - Integrante / Luiza Amaral de Castro - Integrante / Caroline Pinto de Andrade - Integrante / Juliano de Souza Leal - Integrante / Sérgio Ceroni da Silva - Integrante / David Driemeier - Coordenador / Luiz Gustavo Schneider de Oliveira - Integrante / Gabriel Laizola Frainer Correa - Integrante.

  • 2009 - 2012

    Estudo tranversal de vírus da diarreia viral em bovinos de leite do Vale do Rio Taquari no Estado do Rio Grande do Sul, Descrição: A diarreia viral bovina é responsável por importantes perdas na produção de carne e leite, e uma das principais doenças virais de bovinos. O Brasil é um grande produtor de alimentos e a pecuária de leite tem grande importância econômica e social. O Rio Grande do Sul possui bacias leiteiras organizadas e produtivas, mas pode melhorar a sanidade. As técnicas de biologia molecular e as provas imunoenzimáticas são ferramentas amplamente utilizadas para a identificação do vírus da diarreia viral bovina (BVDV) porque são sensíveis, rápidas, práticas e biosseguras. Os recentes avanços nas análises laboratoriais vêm contribuindo para o diagnóstico e implementação de campanhas de controle e erradicação de BVDV em outros países. A identificação de rebanhos positivos para BVDV por pesquisa de anticorpos em amostras de tanque de expansão de leite pode viabilizar campanhas voluntárias de controle e erradicação. A utilização da amostra coletiva do rebanho reduz o custo de coleta e de análise por propriedade e permite monitorar o estado sanitário do rebanho para BVDV, neste caso o rebanho é a unidade de análise. A amplificação e caracterização molecular dos vírus presentes em rebanhos infectados por BVDV são essenciais para o monitoramento dos tipos virais presentes no país. O objetivo deste projeto é realizar um estudo transversal do vírus da diarreia viral bovina (BVDV) em rebanhos bovinos leiteiros do Vale do Rio Taquari, no Estado do Rio Grande do Sul. Para isto pretende identificar rebanhos infectados por BVDV usando ELISA para pesquisa de anticorpos em amostras de tanques de leite e caracterizar molecularmente as amostras virais encontradas. Ainda serão gerados dados epidemiológicos, como prevalência e análise de fatores de risco para BVDV, através da coleta e análise de informações dos rebanhos leiteiros estudados. Assim, este projeto irá contribuir para o conhecimento da epidemiologia, diagnóstico e controle de BVDV. Pela complexidade do tema sua execução será multidiscipl. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Integrante / Claudio Wageck Canal - Coordenador / David Driemeier - Integrante / Fernanda Simone Marks - Integrante / Carla Rosane Rodenbusch - Integrante / Matheus Nunes Weber - Integrante / Luis Gustavo Corbellini - Integrante / Eduardo de Freitas Costa - Integrante / Héber Eduardo Hein - Integrante / Igor César Miranda - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul - Bolsa / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.

  • 2008 - 2010

    BVDV E PPV, diagnóstico e genotipagem de vírus que causam perdas reprodutivas em bovinos e suínos, Descrição: As perdas reprodutivas são a causa mais importante da perda de produtividade nas criações comerciais de animais. O vírus da diarréia vírica bovina (?bovine viral diarrhea virus?-BVDV) e o parvovírus suíno (?porcine parvovirus?-PPV) estão entre os principais agentes causadores destas perdas em bovinos e suínos. A diarréia vírica bovina (BVD) é uma importante enfermidade responsável redução do desempenho reprodutivo do rebanho bovino. Seu agente etiológico é um Pestivirus, pertencente a família Flaviviridae. O diagnóstico depende, principalmente, de análise laboratorial, sendo a soroneutralização (SN) o teste sorológico de referência. Outro teste, ELISA, é mais rápido, prático e biosseguro que a SN, porém depende diretamente da obtenção de proteínas virais em quantidade e qualidade adequadas. Além da diversidade antigênica entre os isolados, pestivírus crescem em títulos baixos em cultivos celulares e as proteínas virais são difíceis de purificar. Deste modo, a geração de proteínas virais recombinantes em sistema de células de inseto infectadas com baculovírus é uma opção interessante por ser mais segura, eficiente e econômica do que outros sistemas. O objetivo do presente subprojeto é produzir três proteínas recombinantes do BVDV (Erns/gp48, E2/gp53 e NS3) no sistema de células de inseto/baculovírus e utilizá-los como antígenos para a produção e padronização de um ELISA para a detecção de anticorpos contra o BVDV no soro de bovinos. Por sua vez, o parvovírus suíno (PPV), pertencente à família Parvoviridae, é também um importante causador de transtornos reprodutivos, caracterizados por morte embrionária, retorno ao estro, abortamento, mumificação e neonatos fracos. A infecção do rebanho brasileiro com um novo agente viral imunodepressor, o circovírus suíno tipo 2 (PCV2), propiciou a manifestação de outras enfermidades nas criações comerciais. Neste novo cenário, a parvovirose suína passou a ser a principal virose associada ao PCV2, apesar do uso contínuo de vacinas. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (4) . , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Integrante / Claudio Wageck Canal - Coordenador / David Driemeier - Integrante / Fernanda Simone Marks - Integrante / Carla Rosane Rodenbusch - Integrante / André Felipe Streck - Integrante / Bruna Meyrer - Integrante / Matheus Nunes Weber - Integrante / Nádia A. B. Antoniassi - Integrante / Adriana da Silva Santos - Integrante / Danielle Gava - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Cooperação / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.

  • 2007 - 2009

    Efeitos da infecção experimental pelo vírus da diarréia viral bovina (BVDV) nos resultados da produção de embriões bovinos pela técnica de fecundação in vitro, Descrição: Considerando o desenvolvimento das técnicas de reprodução animal assistida, a produção de embriões in vivo pode ser denominada como a primeira geração de tecnologias de embriões. A sua produção in vitro (PIV) representa a segunda geração de tecnologias de embriões, a qual tem sido desenvolvida e aperfeiçoada nos últimos 25 anos. A contaminação por microorganismos no sistema de produção de embriões pode ter sua origem a partir de uma infecção sistêmica ou do trato reprodutivo de animais doadores de gametas/embriões, ou ainda, ocorrer durante a manipulação desses materiais no laboratório. Considerando que o vírus da diarréia viral bovina (BVDV) possui ampla distribuição nos rebanhos bovinos mundiais, e é uma das causas mais importantes de problemas reprodutivos nesses animais, torna-se importante o desenvolvimento de estudos sobre a interação desse vírus com gametas e embriões. Os mercados internacionais para sêmen e embriões passarão a exigir certificação de que esses materiais estão livres de BVDV. Portanto é de extrema importância compreender quais são os riscos de transmissão do vírus via sêmen e embriões, assim como desenvolver métodos que possibilitem sua certificação. O objetivo deste trabalho é avaliar o efeito do vírus da diarréia viral bovina nos resultados do procedimento de fecundação in vitro em bovinos. Para tanto serão realizados os seguintes itens: (1) será determinado se o processamento seminal combinado (Percoll seguido de Swim up) elimina as particulas virais presentes am amostras de sêmen experimentalmente infectadas; (2) será verificado se o BVDV no meio de cultivo de embriões bovinos produzidos in vitro é capaz de infectar os oócitos e embriões; (3) Serão avaliadas as taxas de fecundação, clivagem e blastulação obtidas na presença do BVDV em cultura; (4) será confirmada se a contaminação precoce pelo BVDV no procedimento de fecundação in vitro reduz a taxa de blastulação. Os resultados gerados neste trabalho contribuirão para conhecimento do efei. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (0) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Integrante / Claudio Wageck Canal - Integrante / Carla Rosane Rodenbusch - Integrante / José Luiz Rigo Rodrigues - Coordenador / Bruna Meyrer - Integrante / Matheus Nunes Weber - Integrante / Andrea Galuppo - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2006 - 2010

    Caracterização de amostras de campo do vírus da diarréia viral bovina, Descrição: O Brasil é um importante produtor mundial de alimentos e o agronegócio é um dos principais segmentos da economia nacional. Atualmente, o país é o maior exportador em volume de carne bovina in natura do mundo, mas a produtividade é relativamente baixa. O controle sanitário de doenças infecciosas pode ter aumentar a produção nacional de carne e leite. A diarréia vírica bovina (BVD) é uma importante enfermidade de bovinos responsável por grandes perdas econômicas decorrentes da redução do desempenho reprodutivo do rebanho bovino. Seu agente etiológico vírus da BVD (BVDV) é um Pestivirus, pertencente à família Flaviviridae. A sua infecção pode causar uma grande variedade de patologias dependendo da idade do hospedeiro, da época da infecção, do tipo de criação, dos demais agentes associados e da amostra viral envolvida. Os sinais clínicos são pouco específicos e a principal forma da infecção é sub-clínica. O seu diagnóstico depende principalmente de confirmação laboratorial que pode ser realizada por RT-PCR, imunohistoquímica, imunofluorescência, sorologia e isolamento viral. As técnicas de biologia molecular vêm ganhando espaço no diagnóstico de BVDV, principalmente pela modernização das metodologias, pelo avanço no conhecimento e também pela ampla difusão de equipamentos e reagentes. O objetivo deste projeto é identificar, isolar e caracterizar molecularmente BVDV presente em rebanhos brasileiros. Para tanto as amostras biológicas de casos clínicos suspeitos de BVD e as amostras de BVDV identificadas por imunohistoquímica ou isolamento viral serão submetidas à detecção do genoma viral por RT-PCR. Também será realizado o seqüenciamento e a análise filogenética dos produtos de amplificação destas amostras para monitoramento da variabilidade genética dos vírus encontrados. Com isto o trabalho contribuirá para conhecimento das atuais amostras de BVDV presentes em criações de bovinos no Brasil. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Integrante / Claudio Wageck Canal - Coordenador / David Driemeier - Integrante / Fernanda Simone Marks - Integrante / Carla Rosane Rodenbusch - Integrante / Matheus Nunes Weber - Integrante / Eduardo Furtado Flores - Integrante / Adriana da Silva Santos - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul - Auxílio financeiro / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2010 - 2012

    Complementação de métodos diagnósticos de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) em laboratório credenciado pelo MAPA, Descrição: A bovinocultura é uma importante atividade pecuária brasileira. O país é o maior exportador de carne bovina do mundo, contudo, a cadeia produtiva ainda precisa melhorar a organização e a integração dos diversos segmentos, procurando eliminar os fatores que determinam baixa produtividade, competitividade e sustentabilidade a longo prazo. Em 2008 o Brasil foi classificado pela OIE como país de risco controlado de ocorrer Encefalopatias Espongiformes Bovina (BSE), por ter importado animais e farinha de carne de países onde ocorreu BSE e não existir um registro do destino de grande parte desses bovinos. O Setor de Patologia Veterinária da UFRGS é credenciado, desde 2002, para fazer exames histológicos de vigilância de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e, a partir de 2004, é o único laboratório nacional credenciado pelo MAPA (Portaria Nº 41, de 15 de junho de 2004) para a realização de imunoistoquimica anti-príon, para monitoramento de EETs. Com o objetivo de aprimorar a infra-estrutura e as condições de realização das técnicas diagnósticas, pretendemos, em associação com o Centro de Biotecnologia, desenvolver anticorpos monoclonais contra a proteína priônica, que atendam as necessidades nacionais. O presente projeto visa: i) adquirir equipamentos mais modernos para o processamento de amostras; ii) incrementar melhorias no fluxo dos exames; iii) diminuir a dependência de anticorpos produzidos em outros países, e que tem restrição de patente, auxiliando assim na produção de anticorpos monoclonais contra BSE e scrapie; iv) implementar o teste rápido de western blot no Setor para eventuais necessidades de maior número de amostras de tecidos a serem examinadas, além de comprovar a diferenciação entre amostras de scrapie e BSE do príon, pois casos de scrapie são freqüentes no Brasil e esta diferenciação entre scrapie e BSE precisa ser rapidamente implantada no Brasil. Espera-se com isto, contri. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Integrante / David Driemeier - Coordenador / Luiza Amaral de Castro - Integrante / Caroline Pinto de Andrade - Integrante / Juliano de Souza Leal - Integrante / Gabriel Laizola Frainer Correa - Integrante / Sérgio Ceroni da Silva - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2012

    Complementação de métodos diagnósticos de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) em laboratório credenciado pelo MAPA, Descrição: A bovinocultura é uma importante atividade pecuária brasileira. O país é o maior exportador de carne bovina do mundo, contudo, a cadeia produtiva ainda precisa melhorar a organização e a integração dos diversos segmentos, procurando eliminar os fatores que determinam baixa produtividade, competitividade e sustentabilidade a longo prazo. Em 2008 o Brasil foi classificado pela OIE como país de risco controlado de ocorrer Encefalopatias Espongiformes Bovina (BSE), por ter importado animais e farinha de carne de países onde ocorreu BSE e não existir um registro do destino de grande parte desses bovinos. O Setor de Patologia Veterinária da UFRGS é credenciado, desde 2002, para fazer exames histológicos de vigilância de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e, a partir de 2004, é o único laboratório nacional credenciado pelo MAPA (Portaria Nº 41, de 15 de junho de 2004) para a realização de imunoistoquimica anti-príon, para monitoramento de EETs. Com o objetivo de aprimorar a infra-estrutura e as condições de realização das técnicas diagnósticas, pretendemos, em associação com o Centro de Biotecnologia, desenvolver anticorpos monoclonais contra a proteína priônica, que atendam as necessidades nacionais. O presente projeto visa: i) adquirir equipamentos mais modernos para o processamento de amostras; ii) incrementar melhorias no fluxo dos exames; iii) diminuir a dependência de anticorpos produzidos em outros países, e que tem restrição de patente, auxiliando assim na produção de anticorpos monoclonais contra BSE e scrapie; iv) implementar o teste rápido de western blot no Setor para eventuais necessidades de maior número de amostras de tecidos a serem examinadas, além de comprovar a diferenciação entre amostras de scrapie e BSE do príon, pois casos de scrapie são freqüentes no Brasil e esta diferenciação entre scrapie e BSE precisa ser rapidamente implantada no Brasil. Espera-se com isto, contri. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Integrante / David Driemeier - Coordenador / Luiza Amaral de Castro - Integrante / Caroline Pinto de Andrade - Integrante / Juliano de Souza Leal - Integrante / Gabriel Laizola Frainer Correa - Integrante / Sérgio Ceroni da Silva - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2012

    Complementação de métodos diagnósticos de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) em laboratório credenciado pelo MAPA, Descrição: A bovinocultura é uma importante atividade pecuária brasileira. O país é o maior exportador de carne bovina do mundo, contudo, a cadeia produtiva ainda precisa melhorar a organização e a integração dos diversos segmentos, procurando eliminar os fatores que determinam baixa produtividade, competitividade e sustentabilidade a longo prazo. Em 2008 o Brasil foi classificado pela OIE como país de risco controlado de ocorrer Encefalopatias Espongiformes Bovina (BSE), por ter importado animais e farinha de carne de países onde ocorreu BSE e não existir um registro do destino de grande parte desses bovinos. O Setor de Patologia Veterinária da UFRGS é credenciado, desde 2002, para fazer exames histológicos de vigilância de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e, a partir de 2004, é o único laboratório nacional credenciado pelo MAPA (Portaria Nº 41, de 15 de junho de 2004) para a realização de imunoistoquimica anti-príon, para monitoramento de EETs. Com o objetivo de aprimorar a infra-estrutura e as condições de realização das técnicas diagnósticas, pretendemos, em associação com o Centro de Biotecnologia, desenvolver anticorpos monoclonais contra a proteína priônica, que atendam as necessidades nacionais. O presente projeto visa: i) adquirir equipamentos mais modernos para o processamento de amostras; ii) incrementar melhorias no fluxo dos exames; iii) diminuir a dependência de anticorpos produzidos em outros países, e que tem restrição de patente, auxiliando assim na produção de anticorpos monoclonais contra BSE e scrapie; iv) implementar o teste rápido de western blot no Setor para eventuais necessidades de maior número de amostras de tecidos a serem examinadas, além de comprovar a diferenciação entre amostras de scrapie e BSE do príon, pois casos de scrapie são freqüentes no Brasil e esta diferenciação entre scrapie e BSE precisa ser rapidamente implantada no Brasil. Espera-se com isto, contri. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Integrante / David Driemeier - Coordenador / Luiza Amaral de Castro - Integrante / Caroline Pinto de Andrade - Integrante / Juliano de Souza Leal - Integrante / Gabriel Laizola Frainer Correa - Integrante / Sérgio Ceroni da Silva - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2012

    Complementação de métodos diagnósticos de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) em laboratório credenciado pelo MAPA, Descrição: A bovinocultura é uma importante atividade pecuária brasileira. O país é o maior exportador de carne bovina do mundo, contudo, a cadeia produtiva ainda precisa melhorar a organização e a integração dos diversos segmentos, procurando eliminar os fatores que determinam baixa produtividade, competitividade e sustentabilidade a longo prazo. Em 2008 o Brasil foi classificado pela OIE como país de risco controlado de ocorrer Encefalopatias Espongiformes Bovina (BSE), por ter importado animais e farinha de carne de países onde ocorreu BSE e não existir um registro do destino de grande parte desses bovinos. O Setor de Patologia Veterinária da UFRGS é credenciado, desde 2002, para fazer exames histológicos de vigilância de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e, a partir de 2004, é o único laboratório nacional credenciado pelo MAPA (Portaria Nº 41, de 15 de junho de 2004) para a realização de imunoistoquimica anti-príon, para monitoramento de EETs. Com o objetivo de aprimorar a infra-estrutura e as condições de realização das técnicas diagnósticas, pretendemos, em associação com o Centro de Biotecnologia, desenvolver anticorpos monoclonais contra a proteína priônica, que atendam as necessidades nacionais. O presente projeto visa: i) adquirir equipamentos mais modernos para o processamento de amostras; ii) incrementar melhorias no fluxo dos exames; iii) diminuir a dependência de anticorpos produzidos em outros países, e que tem restrição de patente, auxiliando assim na produção de anticorpos monoclonais contra BSE e scrapie; iv) implementar o teste rápido de western blot no Setor para eventuais necessidades de maior número de amostras de tecidos a serem examinadas, além de comprovar a diferenciação entre amostras de scrapie e BSE do príon, pois casos de scrapie são freqüentes no Brasil e esta diferenciação entre scrapie e BSE precisa ser rapidamente implantada no Brasil. Espera-se com isto, contri. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Integrante / David Driemeier - Coordenador / Luiza Amaral de Castro - Integrante / Caroline Pinto de Andrade - Integrante / Juliano de Souza Leal - Integrante / Gabriel Laizola Frainer Correa - Integrante / Sérgio Ceroni da Silva - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2012

    Complementação de métodos diagnósticos de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) em laboratório credenciado pelo MAPA, Descrição: A bovinocultura é uma importante atividade pecuária brasileira. O país é o maior exportador de carne bovina do mundo, contudo, a cadeia produtiva ainda precisa melhorar a organização e a integração dos diversos segmentos, procurando eliminar os fatores que determinam baixa produtividade, competitividade e sustentabilidade a longo prazo. Em 2008 o Brasil foi classificado pela OIE como país de risco controlado de ocorrer Encefalopatias Espongiformes Bovina (BSE), por ter importado animais e farinha de carne de países onde ocorreu BSE e não existir um registro do destino de grande parte desses bovinos. O Setor de Patologia Veterinária da UFRGS é credenciado, desde 2002, para fazer exames histológicos de vigilância de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e, a partir de 2004, é o único laboratório nacional credenciado pelo MAPA (Portaria Nº 41, de 15 de junho de 2004) para a realização de imunoistoquimica anti-príon, para monitoramento de EETs. Com o objetivo de aprimorar a infra-estrutura e as condições de realização das técnicas diagnósticas, pretendemos, em associação com o Centro de Biotecnologia, desenvolver anticorpos monoclonais contra a proteína priônica, que atendam as necessidades nacionais. O presente projeto visa: i) adquirir equipamentos mais modernos para o processamento de amostras; ii) incrementar melhorias no fluxo dos exames; iii) diminuir a dependência de anticorpos produzidos em outros países, e que tem restrição de patente, auxiliando assim na produção de anticorpos monoclonais contra BSE e scrapie; iv) implementar o teste rápido de western blot no Setor para eventuais necessidades de maior número de amostras de tecidos a serem examinadas, além de comprovar a diferenciação entre amostras de scrapie e BSE do príon, pois casos de scrapie são freqüentes no Brasil e esta diferenciação entre scrapie e BSE precisa ser rapidamente implantada no Brasil. Espera-se com isto, contri. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Integrante / David Driemeier - Coordenador / Luiza Amaral de Castro - Integrante / Caroline Pinto de Andrade - Integrante / Juliano de Souza Leal - Integrante / Gabriel Laizola Frainer Correa - Integrante / Sérgio Ceroni da Silva - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2012

    Complementação de métodos diagnósticos de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) em laboratório credenciado pelo MAPA, Descrição: A bovinocultura é uma importante atividade pecuária brasileira. O país é o maior exportador de carne bovina do mundo, contudo, a cadeia produtiva ainda precisa melhorar a organização e a integração dos diversos segmentos, procurando eliminar os fatores que determinam baixa produtividade, competitividade e sustentabilidade a longo prazo. Em 2008 o Brasil foi classificado pela OIE como país de risco controlado de ocorrer Encefalopatias Espongiformes Bovina (BSE), por ter importado animais e farinha de carne de países onde ocorreu BSE e não existir um registro do destino de grande parte desses bovinos. O Setor de Patologia Veterinária da UFRGS é credenciado, desde 2002, para fazer exames histológicos de vigilância de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e, a partir de 2004, é o único laboratório nacional credenciado pelo MAPA (Portaria Nº 41, de 15 de junho de 2004) para a realização de imunoistoquimica anti-príon, para monitoramento de EETs. Com o objetivo de aprimorar a infra-estrutura e as condições de realização das técnicas diagnósticas, pretendemos, em associação com o Centro de Biotecnologia, desenvolver anticorpos monoclonais contra a proteína priônica, que atendam as necessidades nacionais. O presente projeto visa: i) adquirir equipamentos mais modernos para o processamento de amostras; ii) incrementar melhorias no fluxo dos exames; iii) diminuir a dependência de anticorpos produzidos em outros países, e que tem restrição de patente, auxiliando assim na produção de anticorpos monoclonais contra BSE e scrapie; iv) implementar o teste rápido de western blot no Setor para eventuais necessidades de maior número de amostras de tecidos a serem examinadas, além de comprovar a diferenciação entre amostras de scrapie e BSE do príon, pois casos de scrapie são freqüentes no Brasil e esta diferenciação entre scrapie e BSE precisa ser rapidamente implantada no Brasil. Espera-se com isto, contri. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Integrante / David Driemeier - Coordenador / Luiza Amaral de Castro - Integrante / Caroline Pinto de Andrade - Integrante / Juliano de Souza Leal - Integrante / Gabriel Laizola Frainer Correa - Integrante / Sérgio Ceroni da Silva - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2012

    Complementação de métodos diagnósticos de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) em laboratório credenciado pelo MAPA, Descrição: A bovinocultura é uma importante atividade pecuária brasileira. O país é o maior exportador de carne bovina do mundo, contudo, a cadeia produtiva ainda precisa melhorar a organização e a integração dos diversos segmentos, procurando eliminar os fatores que determinam baixa produtividade, competitividade e sustentabilidade a longo prazo. Em 2008 o Brasil foi classificado pela OIE como país de risco controlado de ocorrer Encefalopatias Espongiformes Bovina (BSE), por ter importado animais e farinha de carne de países onde ocorreu BSE e não existir um registro do destino de grande parte desses bovinos. O Setor de Patologia Veterinária da UFRGS é credenciado, desde 2002, para fazer exames histológicos de vigilância de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e, a partir de 2004, é o único laboratório nacional credenciado pelo MAPA (Portaria Nº 41, de 15 de junho de 2004) para a realização de imunoistoquimica anti-príon, para monitoramento de EETs. Com o objetivo de aprimorar a infra-estrutura e as condições de realização das técnicas diagnósticas, pretendemos, em associação com o Centro de Biotecnologia, desenvolver anticorpos monoclonais contra a proteína priônica, que atendam as necessidades nacionais. O presente projeto visa: i) adquirir equipamentos mais modernos para o processamento de amostras; ii) incrementar melhorias no fluxo dos exames; iii) diminuir a dependência de anticorpos produzidos em outros países, e que tem restrição de patente, auxiliando assim na produção de anticorpos monoclonais contra BSE e scrapie; iv) implementar o teste rápido de western blot no Setor para eventuais necessidades de maior número de amostras de tecidos a serem examinadas, além de comprovar a diferenciação entre amostras de scrapie e BSE do príon, pois casos de scrapie são freqüentes no Brasil e esta diferenciação entre scrapie e BSE precisa ser rapidamente implantada no Brasil. Espera-se com isto, contri. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Integrante / David Driemeier - Coordenador / Luiza Amaral de Castro - Integrante / Caroline Pinto de Andrade - Integrante / Juliano de Souza Leal - Integrante / Gabriel Laizola Frainer Correa - Integrante / Sérgio Ceroni da Silva - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2012

    Complementação de métodos diagnósticos de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) em laboratório credenciado pelo MAPA, Descrição: A bovinocultura é uma importante atividade pecuária brasileira. O país é o maior exportador de carne bovina do mundo, contudo, a cadeia produtiva ainda precisa melhorar a organização e a integração dos diversos segmentos, procurando eliminar os fatores que determinam baixa produtividade, competitividade e sustentabilidade a longo prazo. Em 2008 o Brasil foi classificado pela OIE como país de risco controlado de ocorrer Encefalopatias Espongiformes Bovina (BSE), por ter importado animais e farinha de carne de países onde ocorreu BSE e não existir um registro do destino de grande parte desses bovinos. O Setor de Patologia Veterinária da UFRGS é credenciado, desde 2002, para fazer exames histológicos de vigilância de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e, a partir de 2004, é o único laboratório nacional credenciado pelo MAPA (Portaria Nº 41, de 15 de junho de 2004) para a realização de imunoistoquimica anti-príon, para monitoramento de EETs. Com o objetivo de aprimorar a infra-estrutura e as condições de realização das técnicas diagnósticas, pretendemos, em associação com o Centro de Biotecnologia, desenvolver anticorpos monoclonais contra a proteína priônica, que atendam as necessidades nacionais. O presente projeto visa: i) adquirir equipamentos mais modernos para o processamento de amostras; ii) incrementar melhorias no fluxo dos exames; iii) diminuir a dependência de anticorpos produzidos em outros países, e que tem restrição de patente, auxiliando assim na produção de anticorpos monoclonais contra BSE e scrapie; iv) implementar o teste rápido de western blot no Setor para eventuais necessidades de maior número de amostras de tecidos a serem examinadas, além de comprovar a diferenciação entre amostras de scrapie e BSE do príon, pois casos de scrapie são freqüentes no Brasil e esta diferenciação entre scrapie e BSE precisa ser rapidamente implantada no Brasil. Espera-se com isto, contri. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Integrante / David Driemeier - Coordenador / Luiza Amaral de Castro - Integrante / Caroline Pinto de Andrade - Integrante / Juliano de Souza Leal - Integrante / Gabriel Laizola Frainer Correa - Integrante / Sérgio Ceroni da Silva - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2012

    Complementação de métodos diagnósticos de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) em laboratório credenciado pelo MAPA, Descrição: A bovinocultura é uma importante atividade pecuária brasileira. O país é o maior exportador de carne bovina do mundo, contudo, a cadeia produtiva ainda precisa melhorar a organização e a integração dos diversos segmentos, procurando eliminar os fatores que determinam baixa produtividade, competitividade e sustentabilidade a longo prazo. Em 2008 o Brasil foi classificado pela OIE como país de risco controlado de ocorrer Encefalopatias Espongiformes Bovina (BSE), por ter importado animais e farinha de carne de países onde ocorreu BSE e não existir um registro do destino de grande parte desses bovinos. O Setor de Patologia Veterinária da UFRGS é credenciado, desde 2002, para fazer exames histológicos de vigilância de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e, a partir de 2004, é o único laboratório nacional credenciado pelo MAPA (Portaria Nº 41, de 15 de junho de 2004) para a realização de imunoistoquimica anti-príon, para monitoramento de EETs. Com o objetivo de aprimorar a infra-estrutura e as condições de realização das técnicas diagnósticas, pretendemos, em associação com o Centro de Biotecnologia, desenvolver anticorpos monoclonais contra a proteína priônica, que atendam as necessidades nacionais. O presente projeto visa: i) adquirir equipamentos mais modernos para o processamento de amostras; ii) incrementar melhorias no fluxo dos exames; iii) diminuir a dependência de anticorpos produzidos em outros países, e que tem restrição de patente, auxiliando assim na produção de anticorpos monoclonais contra BSE e scrapie; iv) implementar o teste rápido de western blot no Setor para eventuais necessidades de maior número de amostras de tecidos a serem examinadas, além de comprovar a diferenciação entre amostras de scrapie e BSE do príon, pois casos de scrapie são freqüentes no Brasil e esta diferenciação entre scrapie e BSE precisa ser rapidamente implantada no Brasil. Espera-se com isto, contri. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Integrante / David Driemeier - Coordenador / Luiza Amaral de Castro - Integrante / Caroline Pinto de Andrade - Integrante / Juliano de Souza Leal - Integrante / Gabriel Laizola Frainer Correa - Integrante / Sérgio Ceroni da Silva - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2012

    Complementação de métodos diagnósticos de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) em laboratório credenciado pelo MAPA, Descrição: A bovinocultura é uma importante atividade pecuária brasileira. O país é o maior exportador de carne bovina do mundo, contudo, a cadeia produtiva ainda precisa melhorar a organização e a integração dos diversos segmentos, procurando eliminar os fatores que determinam baixa produtividade, competitividade e sustentabilidade a longo prazo. Em 2008 o Brasil foi classificado pela OIE como país de risco controlado de ocorrer Encefalopatias Espongiformes Bovina (BSE), por ter importado animais e farinha de carne de países onde ocorreu BSE e não existir um registro do destino de grande parte desses bovinos. O Setor de Patologia Veterinária da UFRGS é credenciado, desde 2002, para fazer exames histológicos de vigilância de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e, a partir de 2004, é o único laboratório nacional credenciado pelo MAPA (Portaria Nº 41, de 15 de junho de 2004) para a realização de imunoistoquimica anti-príon, para monitoramento de EETs. Com o objetivo de aprimorar a infra-estrutura e as condições de realização das técnicas diagnósticas, pretendemos, em associação com o Centro de Biotecnologia, desenvolver anticorpos monoclonais contra a proteína priônica, que atendam as necessidades nacionais. O presente projeto visa: i) adquirir equipamentos mais modernos para o processamento de amostras; ii) incrementar melhorias no fluxo dos exames; iii) diminuir a dependência de anticorpos produzidos em outros países, e que tem restrição de patente, auxiliando assim na produção de anticorpos monoclonais contra BSE e scrapie; iv) implementar o teste rápido de western blot no Setor para eventuais necessidades de maior número de amostras de tecidos a serem examinadas, além de comprovar a diferenciação entre amostras de scrapie e BSE do príon, pois casos de scrapie são freqüentes no Brasil e esta diferenciação entre scrapie e BSE precisa ser rapidamente implantada no Brasil. Espera-se com isto, contri. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Integrante / David Driemeier - Coordenador / Luiza Amaral de Castro - Integrante / Caroline Pinto de Andrade - Integrante / Juliano de Souza Leal - Integrante / Gabriel Laizola Frainer Correa - Integrante / Sérgio Ceroni da Silva - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2012

    Complementação de métodos diagnósticos de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) em laboratório credenciado pelo MAPA, Descrição: A bovinocultura é uma importante atividade pecuária brasileira. O país é o maior exportador de carne bovina do mundo, contudo, a cadeia produtiva ainda precisa melhorar a organização e a integração dos diversos segmentos, procurando eliminar os fatores que determinam baixa produtividade, competitividade e sustentabilidade a longo prazo. Em 2008 o Brasil foi classificado pela OIE como país de risco controlado de ocorrer Encefalopatias Espongiformes Bovina (BSE), por ter importado animais e farinha de carne de países onde ocorreu BSE e não existir um registro do destino de grande parte desses bovinos. O Setor de Patologia Veterinária da UFRGS é credenciado, desde 2002, para fazer exames histológicos de vigilância de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e, a partir de 2004, é o único laboratório nacional credenciado pelo MAPA (Portaria Nº 41, de 15 de junho de 2004) para a realização de imunoistoquimica anti-príon, para monitoramento de EETs. Com o objetivo de aprimorar a infra-estrutura e as condições de realização das técnicas diagnósticas, pretendemos, em associação com o Centro de Biotecnologia, desenvolver anticorpos monoclonais contra a proteína priônica, que atendam as necessidades nacionais. O presente projeto visa: i) adquirir equipamentos mais modernos para o processamento de amostras; ii) incrementar melhorias no fluxo dos exames; iii) diminuir a dependência de anticorpos produzidos em outros países, e que tem restrição de patente, auxiliando assim na produção de anticorpos monoclonais contra BSE e scrapie; iv) implementar o teste rápido de western blot no Setor para eventuais necessidades de maior número de amostras de tecidos a serem examinadas, além de comprovar a diferenciação entre amostras de scrapie e BSE do príon, pois casos de scrapie são freqüentes no Brasil e esta diferenciação entre scrapie e BSE precisa ser rapidamente implantada no Brasil. Espera-se com isto, contri. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Integrante / David Driemeier - Coordenador / Luiza Amaral de Castro - Integrante / Caroline Pinto de Andrade - Integrante / Juliano de Souza Leal - Integrante / Gabriel Laizola Frainer Correa - Integrante / Sérgio Ceroni da Silva - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2012

    Complementação de métodos diagnósticos de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) em laboratório credenciado pelo MAPA, Descrição: A bovinocultura é uma importante atividade pecuária brasileira. O país é o maior exportador de carne bovina do mundo, contudo, a cadeia produtiva ainda precisa melhorar a organização e a integração dos diversos segmentos, procurando eliminar os fatores que determinam baixa produtividade, competitividade e sustentabilidade a longo prazo. Em 2008 o Brasil foi classificado pela OIE como país de risco controlado de ocorrer Encefalopatias Espongiformes Bovina (BSE), por ter importado animais e farinha de carne de países onde ocorreu BSE e não existir um registro do destino de grande parte desses bovinos. O Setor de Patologia Veterinária da UFRGS é credenciado, desde 2002, para fazer exames histológicos de vigilância de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e, a partir de 2004, é o único laboratório nacional credenciado pelo MAPA (Portaria Nº 41, de 15 de junho de 2004) para a realização de imunoistoquimica anti-príon, para monitoramento de EETs. Com o objetivo de aprimorar a infra-estrutura e as condições de realização das técnicas diagnósticas, pretendemos, em associação com o Centro de Biotecnologia, desenvolver anticorpos monoclonais contra a proteína priônica, que atendam as necessidades nacionais. O presente projeto visa: i) adquirir equipamentos mais modernos para o processamento de amostras; ii) incrementar melhorias no fluxo dos exames; iii) diminuir a dependência de anticorpos produzidos em outros países, e que tem restrição de patente, auxiliando assim na produção de anticorpos monoclonais contra BSE e scrapie; iv) implementar o teste rápido de western blot no Setor para eventuais necessidades de maior número de amostras de tecidos a serem examinadas, além de comprovar a diferenciação entre amostras de scrapie e BSE do príon, pois casos de scrapie são freqüentes no Brasil e esta diferenciação entre scrapie e BSE precisa ser rapidamente implantada no Brasil. Espera-se com isto, contri. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Integrante / David Driemeier - Coordenador / Luiza Amaral de Castro - Integrante / Caroline Pinto de Andrade - Integrante / Juliano de Souza Leal - Integrante / Gabriel Laizola Frainer Correa - Integrante / Sérgio Ceroni da Silva - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2012

    Complementação de métodos diagnósticos de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) em laboratório credenciado pelo MAPA, Descrição: A bovinocultura é uma importante atividade pecuária brasileira. O país é o maior exportador de carne bovina do mundo, contudo, a cadeia produtiva ainda precisa melhorar a organização e a integração dos diversos segmentos, procurando eliminar os fatores que determinam baixa produtividade, competitividade e sustentabilidade a longo prazo. Em 2008 o Brasil foi classificado pela OIE como país de risco controlado de ocorrer Encefalopatias Espongiformes Bovina (BSE), por ter importado animais e farinha de carne de países onde ocorreu BSE e não existir um registro do destino de grande parte desses bovinos. O Setor de Patologia Veterinária da UFRGS é credenciado, desde 2002, para fazer exames histológicos de vigilância de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e, a partir de 2004, é o único laboratório nacional credenciado pelo MAPA (Portaria Nº 41, de 15 de junho de 2004) para a realização de imunoistoquimica anti-príon, para monitoramento de EETs. Com o objetivo de aprimorar a infra-estrutura e as condições de realização das técnicas diagnósticas, pretendemos, em associação com o Centro de Biotecnologia, desenvolver anticorpos monoclonais contra a proteína priônica, que atendam as necessidades nacionais. O presente projeto visa: i) adquirir equipamentos mais modernos para o processamento de amostras; ii) incrementar melhorias no fluxo dos exames; iii) diminuir a dependência de anticorpos produzidos em outros países, e que tem restrição de patente, auxiliando assim na produção de anticorpos monoclonais contra BSE e scrapie; iv) implementar o teste rápido de western blot no Setor para eventuais necessidades de maior número de amostras de tecidos a serem examinadas, além de comprovar a diferenciação entre amostras de scrapie e BSE do príon, pois casos de scrapie são freqüentes no Brasil e esta diferenciação entre scrapie e BSE precisa ser rapidamente implantada no Brasil. Espera-se com isto, contri. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Integrante / David Driemeier - Coordenador / Luiza Amaral de Castro - Integrante / Caroline Pinto de Andrade - Integrante / Juliano de Souza Leal - Integrante / Gabriel Laizola Frainer Correa - Integrante / Sérgio Ceroni da Silva - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2012

    Complementação de métodos diagnósticos de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) em laboratório credenciado pelo MAPA, Descrição: A bovinocultura é uma importante atividade pecuária brasileira. O país é o maior exportador de carne bovina do mundo, contudo, a cadeia produtiva ainda precisa melhorar a organização e a integração dos diversos segmentos, procurando eliminar os fatores que determinam baixa produtividade, competitividade e sustentabilidade a longo prazo. Em 2008 o Brasil foi classificado pela OIE como país de risco controlado de ocorrer Encefalopatias Espongiformes Bovina (BSE), por ter importado animais e farinha de carne de países onde ocorreu BSE e não existir um registro do destino de grande parte desses bovinos. O Setor de Patologia Veterinária da UFRGS é credenciado, desde 2002, para fazer exames histológicos de vigilância de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e, a partir de 2004, é o único laboratório nacional credenciado pelo MAPA (Portaria Nº 41, de 15 de junho de 2004) para a realização de imunoistoquimica anti-príon, para monitoramento de EETs. Com o objetivo de aprimorar a infra-estrutura e as condições de realização das técnicas diagnósticas, pretendemos, em associação com o Centro de Biotecnologia, desenvolver anticorpos monoclonais contra a proteína priônica, que atendam as necessidades nacionais. O presente projeto visa: i) adquirir equipamentos mais modernos para o processamento de amostras; ii) incrementar melhorias no fluxo dos exames; iii) diminuir a dependência de anticorpos produzidos em outros países, e que tem restrição de patente, auxiliando assim na produção de anticorpos monoclonais contra BSE e scrapie; iv) implementar o teste rápido de western blot no Setor para eventuais necessidades de maior número de amostras de tecidos a serem examinadas, além de comprovar a diferenciação entre amostras de scrapie e BSE do príon, pois casos de scrapie são freqüentes no Brasil e esta diferenciação entre scrapie e BSE precisa ser rapidamente implantada no Brasil. Espera-se com isto, contri. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Integrante / David Driemeier - Coordenador / Luiza Amaral de Castro - Integrante / Caroline Pinto de Andrade - Integrante / Juliano de Souza Leal - Integrante / Gabriel Laizola Frainer Correa - Integrante / Sérgio Ceroni da Silva - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2012

    Complementação de métodos diagnósticos de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) em laboratório credenciado pelo MAPA, Descrição: A bovinocultura é uma importante atividade pecuária brasileira. O país é o maior exportador de carne bovina do mundo, contudo, a cadeia produtiva ainda precisa melhorar a organização e a integração dos diversos segmentos, procurando eliminar os fatores que determinam baixa produtividade, competitividade e sustentabilidade a longo prazo. Em 2008 o Brasil foi classificado pela OIE como país de risco controlado de ocorrer Encefalopatias Espongiformes Bovina (BSE), por ter importado animais e farinha de carne de países onde ocorreu BSE e não existir um registro do destino de grande parte desses bovinos. O Setor de Patologia Veterinária da UFRGS é credenciado, desde 2002, para fazer exames histológicos de vigilância de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e, a partir de 2004, é o único laboratório nacional credenciado pelo MAPA (Portaria Nº 41, de 15 de junho de 2004) para a realização de imunoistoquimica anti-príon, para monitoramento de EETs. Com o objetivo de aprimorar a infra-estrutura e as condições de realização das técnicas diagnósticas, pretendemos, em associação com o Centro de Biotecnologia, desenvolver anticorpos monoclonais contra a proteína priônica, que atendam as necessidades nacionais. O presente projeto visa: i) adquirir equipamentos mais modernos para o processamento de amostras; ii) incrementar melhorias no fluxo dos exames; iii) diminuir a dependência de anticorpos produzidos em outros países, e que tem restrição de patente, auxiliando assim na produção de anticorpos monoclonais contra BSE e scrapie; iv) implementar o teste rápido de western blot no Setor para eventuais necessidades de maior número de amostras de tecidos a serem examinadas, além de comprovar a diferenciação entre amostras de scrapie e BSE do príon, pois casos de scrapie são freqüentes no Brasil e esta diferenciação entre scrapie e BSE precisa ser rapidamente implantada no Brasil. Espera-se com isto, contri. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Integrante / David Driemeier - Coordenador / Luiza Amaral de Castro - Integrante / Caroline Pinto de Andrade - Integrante / Juliano de Souza Leal - Integrante / Gabriel Laizola Frainer Correa - Integrante / Sérgio Ceroni da Silva - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2012

    Complementação de métodos diagnósticos de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) em laboratório credenciado pelo MAPA, Descrição: A bovinocultura é uma importante atividade pecuária brasileira. O país é o maior exportador de carne bovina do mundo, contudo, a cadeia produtiva ainda precisa melhorar a organização e a integração dos diversos segmentos, procurando eliminar os fatores que determinam baixa produtividade, competitividade e sustentabilidade a longo prazo. Em 2008 o Brasil foi classificado pela OIE como país de risco controlado de ocorrer Encefalopatias Espongiformes Bovina (BSE), por ter importado animais e farinha de carne de países onde ocorreu BSE e não existir um registro do destino de grande parte desses bovinos. O Setor de Patologia Veterinária da UFRGS é credenciado, desde 2002, para fazer exames histológicos de vigilância de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e, a partir de 2004, é o único laboratório nacional credenciado pelo MAPA (Portaria N 41, de 15 de junho de 2004) para a realização de imunoistoquimica anti-príon, para monitoramento de EETs. Com o objetivo de aprimorar a infra-estrutura e as condições de realização das técnicas diagnósticas, pretendemos, em associação com o Centro de Biotecnologia, desenvolver anticorpos monoclonais contra a proteína priônica, que atendam as necessidades nacionais. O presente projeto visa: i) adquirir equipamentos mais modernos para o processamento de amostras; ii) incrementar melhorias no fluxo dos exames; iii) diminuir a dependência de anticorpos produzidos em outros países, e que tem restrição de patente, auxiliando assim na produção de anticorpos monoclonais contra BSE e scrapie; iv) implementar o teste rápido de western blot no Setor para eventuais necessidades de maior número de amostras de tecidos a serem examinadas, além de comprovar a diferenciação entre amostras de scrapie e BSE do príon, pois casos de scrapie são freqüentes no Brasil e esta diferenciação entre scrapie e BSE precisa ser rapidamente implantada no Brasil. Espera-se com isto, contri. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Integrante / David Driemeier - Coordenador / Luiza Amaral de Castro - Integrante / Caroline Pinto de Andrade - Integrante / Juliano de Souza Leal - Integrante / Gabriel Laizola Frainer Correa - Integrante / Sérgio Ceroni da Silva - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2012

    Complementação de métodos diagnósticos de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) em laboratório credenciado pelo MAPA, Descrição: A bovinocultura é uma importante atividade pecuária brasileira. O país é o maior exportador de carne bovina do mundo, contudo, a cadeia produtiva ainda precisa melhorar a organização e a integração dos diversos segmentos, procurando eliminar os fatores que determinam baixa produtividade, competitividade e sustentabilidade a longo prazo. Em 2008 o Brasil foi classificado pela OIE como país de risco controlado de ocorrer Encefalopatias Espongiformes Bovina (BSE), por ter importado animais e farinha de carne de países onde ocorreu BSE e não existir um registro do destino de grande parte desses bovinos. O Setor de Patologia Veterinária da UFRGS é credenciado, desde 2002, para fazer exames histológicos de vigilância de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs) para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e, a partir de 2004, é o único laboratório nacional credenciado pelo MAPA (Portaria N 41, de 15 de junho de 2004) para a realização de imunoistoquimica anti-príon, para monitoramento de EETs. Com o objetivo de aprimorar a infra-estrutura e as condições de realização das técnicas diagnósticas, pretendemos, em associação com o Centro de Biotecnologia, desenvolver anticorpos monoclonais contra a proteína priônica, que atendam as necessidades nacionais. O presente projeto visa: i) adquirir equipamentos mais modernos para o processamento de amostras; ii) incrementar melhorias no fluxo dos exames; iii) diminuir a dependência de anticorpos produzidos em outros países, e que tem restrição de patente, auxiliando assim na produção de anticorpos monoclonais contra BSE e scrapie; iv) implementar o teste rápido de western blot no Setor para eventuais necessidades de maior número de amostras de tecidos a serem examinadas, além de comprovar a diferenciação entre amostras de scrapie e BSE do príon, pois casos de scrapie são freqüentes no Brasil e esta diferenciação entre scrapie e BSE precisa ser rapidamente implantada no Brasil. Espera-se com isto, contri. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Laura Lopes de Almeida - Integrante / David Driemeier - Coordenador / Luiza Amaral de Castro - Integrante / Caroline Pinto de Andrade - Integrante / Juliano de Souza Leal - Integrante / Gabriel Laizola Frainer Correa - Integrante / Sérgio Ceroni da Silva - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação/RS, Instituto de Pesquisas Veterinária Desidério Finamor (IPVDF). , Estrada do Conde, 6000, Sans Souci, 92990000 - Eldorado do Sul, RS - Brasil, Telefone: (51) 34813711, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2018 - Atual

Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação/RS

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: RT sorologia PSC, D.AUJESZKY, IAV e DNC, Carga horária: 40

2017 - Atual

Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação/RS

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Pesquisadora, Carga horária: 40

2017 - Atual

Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação/RS

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora pos-graduação e orientadora, Carga horária: 10

Outras informações:
Orientadora e professora de Virologia e Zoonoses e Saúde Pública do Programa de Pós-graduação em Saúde Animal IPVDF

2017 - Atual

Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação/RS

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Comissão interna de biossegurança, Carga horária: 1

Atividades

  • 10/2018

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Conselho Estadual de Sanidade de Suínos RS.,Cargo ou função, Integrante do Comitê Estadual de Sanidade Suínos do Rio Grande do Sul.

2014 - 2017

Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Programa de Pós-graduação em Saúde Animal, Carga horária: 10

Outras informações:
Orientadora e professora de Virologia e Zoonoses e Saúde Pública do Programa de Pós-graduação em Saúde Animal IPVDF

2012 - 2017

Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Pesquisador IV, Carga horária: 40

Atividades

  • 02/2012

    Pesquisa e desenvolvimento, Instituto de Pesquisas Veterinárias Desidério Finamor.,Linhas de pesquisa

  • 09/2012 - 01/2017

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Pesquisas Veterinárias Desidério Finamor.,Cargo ou função, Comissão de biossegurança FEPAGRO SAUDE ANIMAL-IPVDF.

2004 - 2005

Balcão de Coleta de Exames Especiais Ltda

Vínculo: assessoria científica, Enquadramento Funcional: assessoria científica, Carga horária: 40

1999 - 2002

Balcão de Coleta de Exames Especiais Ltda

Vínculo: responsável técnica e assessor, Enquadramento Funcional: assessoria cientifica, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Coordenação na captação e transporte de amostras biológicas do Brasil para análises clínicas especiais em Balague Center (Espanha). Assessoria científica para orientação e interpretação de resultados.

Atividades

  • 10/2004 - 02/2005

    Serviços técnicos especializados , Balcão de Coleta de Exames Especiais Ltda.,Serviço realizado, assessoria científica.

  • 05/1999 - 10/2002

    Serviços técnicos especializados , Bce.,Serviço realizado, assessoria científica.

1997 - 1997

Ikro Biotec

Vínculo: funcionária, Enquadramento Funcional: técnico nível superior, Carga horária: 40

Outras informações:
Controle de qualidade e desenvolvimento de reagentes biológicos para testes de coagulação sangüinea.

1997 - 1999

Laboratório Marques Dalmeida

Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Análises laboratoriais, Imunologista, Carga horária: 30

Outras informações:
imunologista, realizando provas manuais e utilizando sistemas automatizados para dosagem de hormonios, marcadores tumorais e detecção das principais doenças infecciosas.

Atividades

  • 05/1997 - 04/1999

    Serviços técnicos especializados , Laboratório Marques D'almeida.,Serviço realizado, Imunologista, provas manuais de soroaglutinação, hemaglutinação, ELISAs e imunofluorescências. Provas automatizadas com quimioluminescência e eletroquimioluminescência.

2011 - 2012

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Técnico de laboratório, Carga horária: 40

2010 - 2011

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Vínculo: Bolsista DTI-1, Enquadramento Funcional: Bolsista DTI-1, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

2003 - 2004

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Vínculo: Professora substituta, Enquadramento Funcional: Professora substituta, Carga horária: 20

Outras informações:
Professora substituta do Departamento de Medicina Veterinária Preventiva, na discilpina de Microbiologia Clínica com ênfase em Virologia do Curso de Medicina Veterinária, UFRGS.

Atividades

  • 04/2003 - 12/2004

    Ensino, Medicina Veterinária, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Microbiologia Clínica Veterinária

2012 - Atual

Instituto de Pesquisas Veterinárias Desidério Finamor

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Pesquisadora, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

  • 02/2012

    Pesquisa e desenvolvimento, Laboratório de Virologia.,Linhas de pesquisa