Camila Ferreira da Cruz

Graduanda do curso de Fisioterapia na Universidade Federal de Minas Gerais. Foi estagiária no projeto de extensão do Serviço Social da Indústria da Construção Civil (SECONCI), vinculado à UFMG sob orientação do professor Anderson. Foi aluna de iniciação científica voluntária na área de Reabilitação Neurológica do Adulto (2017-2018) . Participou como bolsista e voluntária de projetos de extensão no Instituo Ciências Biológicas na UFMG com ênfase na saúde em educação. Possui formação como técnica em química pelo Colégio Técnico da UFMG.

Informações coletadas do Lattes em 23/10/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em andamento em Fisioterapia

2015 - Atual

Universidade Federal de Minas Gerais

Curso técnico/profissionalizante em QUIMICA

2010 - 2012

Colégio Técnico da UFMG

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2019 - 2019

Treinamento e Reabilitação Funcional. (Carga horária: 25h). , André Melo, AM, Brasil.

2019 - 2019

Ressucitador Ambu. (Carga horária: 30h). , Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein, IIEPAE, Brasil.

2019 - 2019

Dry Needling. (Carga horária: 30h). , Instituto Henriqueta Teixeira, IHT, Brasil.

2019 - 2019

Auriculoacupuntura. (Carga horária: 24h). , Instituto Mineiro de Acupuntura e Massagens, IMAM, Brasil.

2018 - 2018

Ventilação Mecânica. (Carga horária: 20h). , Santevie Educa, SE, Brasil.

2012 - 2012

Caracterização hidroquímica ambiental de águas superfíciais e subterrâneas. (Carga horária: 30h). , Embrapa Milho e Sorgo, EMBRAPA, Brasil.

2010 - 2010

COLE ? COMUNICANDO-SE EM LÍNGUA ESTRANGEIRA (CURSO DE EXTENSÃO DO COLTEC). (Carga horária: 42h). , Colégio Técnico da UFMG, COLTEC, Brasil.

2008 - 2008

Introdução a Informática, Conceitos bs.de Linux e KDE, Noções de OpenOffice. (Carga horária: 31h). , Prefeitura Municipal de Ibirité, PM/I, Brasil.

2007 - 2008

TEEN COURSE. (Carga horária: 828h). , Centro Cultural Anglo-Americano, CCAA, Brasil.

2005 - 2006

JUNIOR COURSE. (Carga horária: 1014h). , Centro Cultural Anglo-Americano, CCAA, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências da Saúde / Área: Fisioterapia e Terapia Ocupacional / Subárea: Ciências da saúde.

    Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Química / Subárea: Técnico em quimica.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

11ºEncontros com a Ciência e a Prática Profissional na EEFFTO. 2018. (Outra).

12º Encontro com a Ciência e a Prática profissional na Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional. 2018. (Encontro).

Congresso Brasileiro de Fisioterapia em Saúde da Mulher. 2018. (Congresso).

Curso de Apresentação de Alto Impaco. 2018. (Outra).

Reunião Científica Sonafe Março 2018. 2018. (Seminário).

Reunião científica SONAFE MG - Agosto 2018. 2018. (Encontro).

XXII COBRAF. PERFIL DE FUNCIONALIDADE, INCAPACIDADE E SAÚDE DE INDIVÍDUOS PÓS AVC DO DISTRITO SANITÁRIO DE VENDA NOVA-BH/MG. 2018. (Congresso).

XXVII SEMANA DO CONHECIMENTO.AUTOPERCEPÇÃO DE SAÚDE E SEUS DETERMINANTES EM INDIVÍDUOS PÓS ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL USUÁRIOS DA ATENÇÃO PRIMÁRIA. 2018. (Outra).

I Encontro da Pesquisa e Extensão na EEFFTO. 2017. (Encontro).

XXVI SEMANA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA.PERFIL DE FUNCIONALIDADE, INCAPACIDADE E SAÚDE DE INDIVÍDUOS ACOMETIDOS PELO ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL USUÁRIOS DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE: RESULTADOS DE UMA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE DO DISTRITO SANITÁRIO VENDA NOVA/BH.. 2017. (Outra).

1ºEncontros com a Ciência e a Prática Profissional na EEFFTO. 2016. (Encontro).

I Jornada Acadêmica de Dor da UFMG. 2016. (Encontro).

SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA JÚNIOR/PRPQ/COLTEC.Ricimus comunis:Otimização do Método de Extração da Ricina. 2011. (Seminário).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Eduardo de Castro

Estaágio Curricular Obrigatório; 2012; Orientação de outra natureza; (Técnico em Química) - Colégio Técnico- Universidade Federal de Minas Gerais; Orientador: Eduardo de Castro;

Christina Danielli Coelho de Morais Faria

Perfil de funcionalidade, incapacidade e saúde de indivíduos acometidos pelo Acidente Vascular Cerebral e usuários de Unidades Básicas de Saúde da cidade de Belo Horizonte; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Fisioterapia) - Universidade Federal de Minas Gerais; Orientador: Christina Danielli Coelho de Morais Faria;

Soraia Micaela Silva

RELAÇÃO ENTRE FATORES AMBIENTAIS E QUALIDADE DE VIDA EM INDIVÍDUOS PÓS-ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO USUÁRIOS DA ATENÇÃO PRIMÁRIA DO SUS; Início: 2018; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Federal de Minas Gerais; (Orientador);

Jacqueline Aparecida Takahashi

Estágio Técnico do COLTEC-UFMG; 2013; Orientação de outra natureza - Universidade Federal de Minas Gerais; Orientador: Jacqueline Aparecida Takahashi;

Janice Henriques da Silva Amaral

Ações institucionais e interdisciplinares no âmbito do Programa Banco de Alimentos; 2017; Orientação de outra natureza; (Fisioterapia) - Universidade Federal de Minas Gerais, PROEXT MEC Sesu; Orientador: Janice Henriques da Silva Amaral;

Janice Henriques da Silva Amaral

Ações institucionais e interdisciplinares no âmbito do Programa Banco de Alimentos; 2016; Orientação de outra natureza; (Fisioterapia) - Universidade Federal de Minas Gerais, PROEXT-MEC; Orientador: Janice Henriques da Silva Amaral;

Janice Henriques da Silva Amaral

Interagir: Ensino Médio e UFMG para educação em saúde; 2015; Orientação de outra natureza; (Fisioterapia) - Universidade Federal de Minas Gerais; Orientador: Janice Henriques da Silva Amaral;

Janice Henriques da Silva Amaral

GEMTI: AÇÕES EDUCATIVAS PARA A PROMOÇÃO DA SAÚDE; 2015; Orientação de outra natureza; (Fisioterapia) - Universidade Federal de Minhas Gerais; Orientador: Janice Henriques da Silva Amaral;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • CRUZ, C. F. ; FARIA, C. D. C. M. ; ARAUJO, E. F. ; BRITO, S. A. F. ; AGUIAR, L. T. ; MARTINS, J. C. ; REIS, M. T. F. . PERFIL DE FUNCIONALIDADE, INCAPACIDADE E SAÚDE DE INDIVÍDUOS PÓSAVC DO DISTRITO SANITÁRIO DE VENDA NOVA-BH/MG. In: XXII COBRAF, 2018, BELO HORIZONTE. ANAIS COBRAF, 2018.

  • FARIA, C. D. C. M. ; ARAUJO, E. F. ; BRITO, S. A. F. ; REIS, M. T. F. ; CRUZ, C. F. . DETERMINANTS OF SELF-RATED HEALTH OF INDIVIDUALS WITH STROKE PATIENTS OF THE PUBLIC HEALTH SYSTEM OF BRAZIL: PRELIMINARY RESULTS. In: 11th World Stroke Congress, 2018, Montreal. World Stroke Congress Abstracts, 2018, 2018.

  • FARIA, C. D. C. M. ; VIANA, R. T. ; ARAUJO, E. F. ; CRUZ, C. F. ; BRITO, S. A. F. ; REIS, M. T. F. . Determinantes da autopercepção de saúde de indivíduos pós-AVC usuários da atenção básica: resultados preliminares. In: XXII COBRAF, 2018, BELO HORIZONTE. ANAIS COBRAF, 2018.

  • CRUZ, C. F. ; FARIA, C. D. C. M. ; ARAUJO, E. F. ; VIANA, R. T. ; BRITO, S. A. F. ; REIS, M. T. F. . AUTOPERCEPÇÃO DE SAÚDE E SEUS DETERMINANTES EM INDIVÍDUOS PÓS ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL USUÁRIOS DA ATENÇÃO PRIMÁRIA. In: XXVII SEMANA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA / PRPq, 2018, Belo Horizonte. Semana do Conhecimento, 2018.

  • CRUZ, C. F. ; FARIA, C. D. C. M. ; ARAUJO, E. F. ; REIS, M. T. F. ; BRITO, S. A. F. . PERFIL DE FUNCIONALIDADE, INCAPACIDADE E SAÚDE DE INDIVÍDUOS ACOMETIDOS PELO ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL USUÁRIOS DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE: RESULTADOS DE UMA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE DO DISTRITO SANITÁRIO VENDA NOVA/BH. In: SEMANA DO CONHECIMENTO, 2017, BELO HORIZONTE. XXVI SEMANA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2017 - 2018

    PERFIL DE FUNCIONALIDADE, INCAPACIDADE E SAÚDE DE INDIVÍDUOS PÓSAVC DO DISTRITO SANITÁRIO DE VENDA NOVA-BH/MG, Descrição: O Acidente Vascular Cerebral (AVC) apresenta elevados índices de incidência e prevalência e é uma das doenças crônicas mais comuns no Brasil e no mundo. A maioria dos indivíduos acometidos por essa doença apresentará alguma incapacidade. Ainda são escassas as informações sobre o perfil funcional e de saúde dos indivíduos pós-AVC que utilizam a atenção primária do sistema único de saúde (SUS). Conhecer este perfil é o primeiro passo para a oferta de cuidados integrais e continuados, como preconizado pela Linha de Cuidados em AVC. OBJETIVO: Determinar o perfil funcional e de saúde de todos os indivíduos pós-AVC usuários de uma Unidade Básica de Saúde (UBS) situada no distrito sanitário Venda Nova, da cidade de Belo Horizonte/MG. MÉTODOS: Projeto aprovado pelo COEP/UFMG/SMSA/BH (CAAE14038313.4.0000.5149). A partir de registros dos prontuários e de visitas domiciliares, foram coletados dados referentes à condição de saúde e assistência recebida da UBS, fatores pessoais e ambientais, funcionalidade e incapacidade, organizados segundo estrutura da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF). Foram utilizados testes e instrumentos comumente empregados na avaliação de indivíduos pós-AVC. Análises descritivas foram realizadas.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Camila Ferreira da Cruz - Integrante / Christina Danielli Coelho de Morais Faria - Coordenador / ÉRIKA DE FREITAS ARAÚJO - Integrante / MARIA TERESA FERREIRA DOS REIS - Integrante / SHERINDAN AYESSA FERREIRA DE BRITO - Integrante.

  • 2017 - Atual

    PERFIL DE FUNCIONALIDADE, INCAPACIDADE E SAÚDE DE INDIVÍDUOS ACOMETIDOS PELO ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL USUÁRIOS DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE: RESULTADOS DE UMA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE DO DISTRITO SANITÁRIO VENDA NOVA/BH, Descrição: O Acidente Vascular Cerebral (AVC) apresenta elevados índices de incidência e prevalência e é uma das doenças crônicas mais comuns no Brasil e no mundo. A maioria dos indivíduos acometidos por essa doença apresentará alguma incapacidade. Ainda são escassas as informações sobre o perfil funcional e de saúde dos indivíduos pós-AVC que utilizam a atenção primária do sistema único de saúde (SUS). Conhecer este perfil é o primeiro passo para a oferta de cuidados integrais e continuados, como preconizado pela Linha de Cuidados em AVC do Ministério da Saúde (MS) e por guias clínicos. Neste contexto, o objetivo deste estudo foi determinar o perfil funcional e de saúde de indivíduos pós-AVC usuários de uma Unidade Básica de Saúde (UBS) situada no distrito sanitário Venda Nova, da cidade de Belo Horizonte. A partir de registros dos prontuários e de visitas domiciliares, foram coletados dados referentes à condição de saúde e assistência recebida da UBS, aos fatores pessoais e ambientais. Para as variáveis relacionadas à funcionalidade e incapacidade foram utilizados testes e instrumentos comumente empregados na avaliação de indivíduos pós-AVC. Foram identificados pelas Equipes de Saúde da Família e pelo Núcleo de Apoio à Saúde da Família 36 usuários em potencial de participarem do estudo (ser da área de abrangência da UBS e ter sido acometido pelo AVC há seis meses ou mais). Destes, quatro mudaram de cidade, quatro recusaram participar do estudo, cinco já haviam falecido, dois apresentavam AVC em fase sub-aguda e um estava em viagem. A amostra foi constituída por todos os indivíduos pós-AVC que concordaram com a participação voluntária e se encontravam na fase crônica da doença (n=20). A partir da análise descritiva dos dados observou-se que os indivíduos utilizaram os serviços da UBS principalmente para renovar receita de medicamento (90%) e para consulta com algum profissional da área da saúde (90%). Todos os indivíduos (100%) informaram que não receberam informações sobre cuidados relacionados ao AVC, apesar da maioria (85%) considerar importante receber tais informações. A maioria apresentou doenças associadas como a hipertensão arterial (80%) e déficit visual (75%), e teste positivo para suspeita de depressão (56,3%). Metade apresentou alteração da mobilidade funcional (50%), alteração do equilíbrio (50%) e a maioria apresentou comprometimento motor variando de severo (42,1%) a marcante (26,3%), autopercepção de saúde razoável (68,8%) e percepção dos fatores ambientais como obstáculos. Conclui-se que os indivíduos avaliados têm incapacidades crônicas importantes, apresentando necessidades em saúde que requerem atenção multidisciplinar e contínua. Porém, a maioria teve o cuidado à saúde direcionado a práticas medicalizantes, não teve acesso a práticas relacionadas à educação em saúde, mesmo sendo usuários do SUS da área de abrangência de uma UBS com características favoráveis para atender o que é preconizado pelo MS e guias clínicos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Camila Ferreira da Cruz - Coordenador / Christina Danielli Coelho de Morais Faria - Integrante / ÉRIKA DE FREITAS ARAÚJO - Integrante / MARIA TERESA FERREIRA DOS REIS - Integrante / SHERINDAN AYESSA FERREIRA DE BRITO - Integrante.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional