Fábio de Oliveira Martinez Alonso

possui graduação em Farmácia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1998), mestrado em Ciências Farmacêuticas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2001) e doutorado em Bioquímica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2006). Foi o idealizador e coordenador do curso de graduação em Farmácia do Centro Universitário Plinio Leite-UNIPLI, Perito Criminal do Instituto de Criminalística Carlos Éboli e Diretor Executivo e Responsável Técnico do Contraprova - Doping e Toxicologia. Tem experiência na área de Bioquímica, com ênfase em Enzimologia e Tecnologia de Fermentações, atuando atualmente nos seguintes temas: Perícia Criminal, Toxicologia e Química Forenses e Ensino de Ciências da Saúde.

Informações coletadas do Lattes em 04/06/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Bioquímica

2002 - 2006

Universidade Federal do Rio de Janeiro
Título: Produção de D-Fenilglicina Empregando Microorganismos Conversores de Nitrila
Orientador: Octávio Augusto Ceva Antunes e Enrique G. Oeistreicher
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Biotransformação; Conversão de Nitrilas; D-Fenilglicina; Imobilização; Pseudomonas aeruginosa.Grande área: Ciências BiológicasGrande Área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Bioquímica dos Microorganismos. Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Enzimologia. Setores de atividade: Produtos e Processos Biotecnológicos Vinculados À Saúde Humana Ou dos Animais.

Mestrado em Ciências Farmacêuticas

1999 - 2001

Universidade Federal do Rio de Janeiro
Título: Efeitos da Agitação e Aeração na Produção de Lipases por Yarrowia lipolytica,Ano de Obtenção: 2001
Gisela Maria Dellamora Ortiz.Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.

Especialização em Farmácia Industrial

1999 - 2001

Universidade Federal do Rio de Janeiro

Aperfeiçoamento em Curso de Formação de Perito Criminal

2001 - 2001

ACADEMIA DE POLICIA CIVIL SILVIO TERRA
Ano de finalização: 2001;

Graduação em Farmácia

1995 - 1998

Universidade Federal do Rio de Janeiro

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2013 - 2013

Avaliação e Qualificação de Fornecedores. (Carga horária: 8h). , Associação Brasileira de Normas Técnicas - Sede, ABNT/RJ, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Espanhol

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Pouco.

Francês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Química / Subárea: Química e Toxicologia Forenses.

    Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: CRIMINALÍSTICA.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Bioquímica dos Microorganismos.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia / Subárea: Microbiologia Aplicada.

    Grande área: Ciências da Saúde / Área: Farmácia / Subárea: Avaliação e analises toxicológicas.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

SoHT Annual Meeting. 2017. (Congresso).

SoHT Annual Meeting. 2013. (Congresso).

II Encontro Nacional de Farmácias Universitárias.Gerenciamento de uma Farmácia Escola de uma Instituição Privada. 2009. (Encontro).

Encontro Nacional de Secretarias de Saúde.Encontro Nacional de Secretarias de Saúde. 1999. (Encontro).

Seminário de Drogas Lipossomais.Daunoxome in Haematologic malignancies. 1999. (Seminário).

Seminário de Drogas Lipossomais.Review and updates of lipossomal Amphotericin B. 1999. (Seminário).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Adriana Freitas Soares

ALONSO, F. O. M.; OLIVEIRA, L. R.. A Integração entre a Teoria e a Prática: A Capacidade dos Alunos de Farmácia em Transportar para a Prática os Conhecimentos Adquiridos com a Teoria. 2010. Dissertação (Mestrado em Mestrado Prof. em Ens. de Ciências da Saúde e Amb.) - Centro Universitário Plínio Leite.

Aluno: Melissa Manna Marques

ALONSO, F. O. M.; Goulart, T.; SILVEIRA, C. L. P.. Atenção Farmacêutica: Instrumento de Educação em Saúde no Programa de Saúde e Família. 2008. Dissertação (Mestrado em Mestrado Prof. em Ens. de Ciências da Saúde e Amb.) - Centro Universitário Plínio Leite.

Aluno: Andréa Peixoto Caldas

ALONSO, F. O. M.; Migon, A. M. D.; MARMO, F. P. C.. Ensaio Clínico Controlado Randomizado do Colírio de Cinerária Marítima em Pacientes com Catarata Pré-Senil com Opacidade de Córnea e Cristalino. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Centro Universitário Plinio Leite.

Aluno: Nabil Chahdan Mounzer

ALONSO, F. O. M.; FREITAS, Z. M. F.; MOREIRA, D. L.. Técnicas Analíticas Aplicadas na Identificação da Cocaína. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Centro Universitário Plinio Leite.

Aluno: Danielle Vicente de Souza Rezende

ALONSO, F. O. M.; RODRIGUES, V. P.; SABINO, S.. Aspectos Farmacológicos, Toxicológicos e Analíticos da Dipirona em Materiais Biológicos Provenientes do Instituto Médico Legal Afrânio Peixoto - RJ. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Centro Universitário Plinio Leite.

Aluno: Morena Luz Sodré

ALONSO, F. O. M.; MOREIRA, D. L.; AZEVEDO, A. C.. Avaliação Química de Amostras de Cocaína e Crack Apreendidas pela Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Centro Universitário Plinio Leite.

Aluno: Arnaldo Bastos de Sousa

ALONSO, F. O. M.; MOREIRA, D. L.; NASCIMENTO, A.. Processo Biotecnológico de Obtenção de Etanol a Partir de Artocarpus altilis (Park.) Forsberg (Fruta-Pão). 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Centro Universitário Plinio Leite.

Aluno: Joana Marchito de Jesus

ALONSO, F. O. M.; FREITAS, Z. M. F.; RODRIGUES, V. P.. Utilização das Vitaminas C e E em Formulações Cosméticas. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Graduação em Farmácia) - Centro Universitário Plínio Leite.

Aluno: Bethânia Oliveira Silva

ALONSO, F. O. M.; FREITAS, Z. M. F.; RODRIGUES, V. P.. Cosméticos Clareadores ou Despigmentantes. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Graduação em Farmácia) - Centro Universitário Plínio Leite.

Aluno: Fernanda de Freitas Figueiredo

ALONSO, F. O. M.; FREITAS, Z. M. F.; RODRIGUES, V. P.. Avaliação da Aceitação do Público a Produtos Dermocosméticos com Extrato de Acerola e seus Benefícios. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Graduação em Farmácia) - Centro Universitário Plínio Leite.

Aluno: Tathiana Guilliod Torraca

ALONSO, F. O. M.. de uma metodologia analítica para extração de carbamatos em carne para análise por método enzimático.. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Graduação em Farmácia) - Centro Universitário Plínio Leite.

Aluno: Elianderson Belchior do Nascimento

ALONSO, F. O. M.. Antidepressivos Inibidores Seletivos da Recaptação de Serotonina, Farmacologia e Usos Terapêuticos.. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Graduação em Farmácia) - Centro Universitário Plínio Leite.

Aluno: Nathália Sardaux Peres Peixoto

ALONSO, F. O. M.. Padrão dos Usuários de Ecstasy na Cidade de Niterói/RJ.. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Graduação em Farmácia) - Centro Universitário Plínio Leite.

Aluno: Luciana Carneiro Juliano

ALONSO, F. O. M.. Etanol: Aspectos Legais e Toxicológicos de Uma Droga de Uso Lícito.. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Graduação em Farmácia) - Centro Universitário Plínio Leite.

ALONSO, F. O. M.. Concurso Público para o Magistério Superior. Classe: Adjunto I. 2010. Universidade Federal Fluminense.

ALONSO, F. O. M.; CARVALHO, E. S.; MACHADO, T. B.; WANDERLEY, A. G.; RODRIGUES, C. R.. Concurso Público para o Magistério Superior. Classe: Adjunto I. 2008. Universidade Federal Fluminense.

ALONSO, F. O. M.. XXV Jornada de Iniciação Científica da UFRJ. 2003. Universidade Federal do Rio de Janeiro.

ALONSO, F. O. M.. Componente de banca examinadora para revisão especial da disciplina de Química Fisiológica da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. 2002. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Enrique Guillermo Oestreicher Abarzua

OESTREICHER., E. G.; SOUZA, M. C. B. V.; PINHEIRO, S.; ANNA JUNIOR, G. L. S.; SILVA, J. F. M.; ELEUTHERIO, E. C. A.; FREIRE, D. M. G.. Produção de D-Fenilglicina Empregando Microorganismos Conversores de Nitrilas. 2006. Tese (Doutorado em Bioquímica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

MARIA CECILIA BASTOS VIEIRA DE SOUZA

SOUZA, Maria Cecilia Bastos Vieira de; ABARZUA, Enrique Guilhermo Oestreicher; SILVA, Joaquim Fernando M da; SANT´ANNA JR, Geraldo Lippel; ELEUTHÉRIO, Elis Cristina Araujo; FREIRE, Denise Maria G; LEITE, Selma Gomes. Produção de D-Fenilglicina Empregando Microorganismos Conversores De Nitrilas. 2006. Tese (Doutorado em Bioquímica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Elis Cristina Araujo Eleutherio

ELEUTHERIO, E. C. A.. PRODUÇÃO DE D-FENILGLICINA EMPREGANDO MICRORGANISMOS CONVERSORES DE NITRILAS. 2006. Tese (Doutorado em Bioquímica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Vânia Margaret Flosi Paschoalin

PASCHOALIN, V. M. F.. Síntese quimio-enzimática de heteroarilglicinas de interesse farmaceutico. 2003. Exame de qualificação (Doutorando em Bioquímica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Sergio Pinheiro

PINHEIRO, S.SOUZA, Maria Cecília B V de; SANT'ANNA JÚNIOR, Geraldo Lippel; SILVA, Joaquim Fernandes Mendes da; OESTREICHER, Enrique Guillermo. Produção de D-fenilglicina empregando microorganismos conversores de nitrilas. 2006. Tese (Doutorado em Bioquímica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Marcelo de Pádula

PÁDULA, M.. Efeitos da agitação e aeração na produção de lipases por Yarrowia lipolytica (IMUFRJ 50682). 2001. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Rosimeire dos Santos

Ações Educativas na Prevenção de Acidentes Domésticos em Idosos: Uma Nova Visão para a Melhoria da Qualidade de Vida; 2010; Dissertação (Mestrado em Mestrado Prof; em Ens; de Ciências da Saúde e Amb; ) - Centro Universitário Plínio Leite,; Orientador: Fabio de Oliveira Martinez Alonso;

Maria Inês Nogueira de Souza Benfenatti

A Terapia Nutricional no Hospital Universitário Sul Fluminense: Uma Reflexão sobre a Necessidade da Capacitação de Acadêmicos da Saúde para Equipe Multiprofissional; 2008; Dissertação (Mestrado em Mestrado Prof; em Ens; de Ciências da Saúde e Amb; ) - Centro Universitário Plínio Leite,; Orientador: Fabio de Oliveira Martinez Alonso;

Ana Cristina Alvarenga

Diagnostico e Tratamento da Gota; 2003; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciencias Biológicas - Biomedicina) - Centro Universitário Plinio Leite; Orientador: Fabio de Oliveira Martinez Alonso;

Ana Paola Donoso Selaive

Estudo das Intoxicações Medicamentosas na Região Sudeste e Análise do Perfil do Consumo de Medicamentos; 2011; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Farmácia) - Centro Universitário Plinio Leite; Orientador: Fabio de Oliveira Martinez Alonso;

Vinícius Lopes da Silva Cunha

Efeito do Etanol no Desenvolvimento Encefálico de Camundongos no Período Pré e Pós-Natal; 2009; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Farmácia) - Centro Universitário Plinio Leite; Orientador: Fabio de Oliveira Martinez Alonso;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Enrique Guillermo Oestreicher Abarzua

Produção de D-Fenilglicina Empregando Microorganismos Conversores de Nitrilas; 2006; Tese (Doutorado em Bioquímica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Enrique Guillermo Oestreicher Abarzua;

Octavio Augusto Ceva Antunes

Produção de D-Fenilglicina empregando microorganismos conversores de nitrilas; 2006; 150 f; Tese (Doutorado em Bioquímica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Octavio Augusto Ceva Antunes;

Gisela Maria Dellamora Ortiz

Efeitos da agitação e aeração sobre a produção de lipases por Yarrowia lipolytica (IMUFRJ 50682); 2001; 0 f; Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Gisela Maria Dellamora Ortiz;

Gisela Maria Dellamora Ortiz

Síntese e hidrólise de acilgliceróis utilizando lipases; 1999; 0 f; Iniciação Científica; (Graduando em Farmacêutico) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Gisela Maria Dellamora Ortiz;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • ALONSO, F. O. M. . Analytical Chemistry as a Tool in the Drug Abuse Prevention in Corporate Programs: Legal Frameworks and Prospects of Brazilian Scenario. Brazilian Journal of Analytical Chemistry - BrJAC (Print) , v. 3, p. xxi, 2013.

  • Sabino, Bruno D. ; CORREA, D. N. ; ROMAO, W. ; Sodré, M.L. ; ALONSO, F. O. M. ; Eberlin, M.N. . Analysis of Cocaine and Crack Cocaine via Thin Layer Chromatography Coupled to Easy Ambient Sonic-Spray Ionization Mass Spectrometry. American Journal of Analytical Chemistry , v. 02, p. 658-664, 2011.

  • Sabino ; Eberlin, M.N. ; ALONSO, F. O. M. ; ROMAO, W. ; Sodré, M.L. ; CORREA, D. N. ; ROZEMBAUM, H. F. ; ALVES, E. E. . Analysis of Street Ecstasy Tablets by Thin Layer Chromatography Coupled To Easy Ambient Sonic-Spray Ionization Mass Spectrometry. Journal of the Brazilian Chemical Society (Online) , v. 1, p. 6-11, 2010.

  • ALONSO, F. O. M. ; OESTREICHER, E. G. ; Antunes, O.A.C. . Production of enantiomerically pure D-phenylglycine using Pseudomonas aeruginosa 10145 as biocatalist.. Brazilian Journal of Chemical Engineering , v. 25, p. 1-8, 2008.

  • ALONSO, F. O. M. ; Antunes, O.A.C. ; OESTREICHER, E. G. . Production of D-phenylglycine using immobilized Pseudomonas aeruginosa 10145 in calcium alginate beads.. Journal of the Brazilian Chemical Society , v. 18, p. 566-571, 2007.

  • ALONSO, F. O. M. ; Dellamora-Ortiz ; Pereira-Meirelles . Improvement of Lipase Production at Different Stirring Speeds and Oxygen Levels. Brazilian Journal of Chemical Engineering , v. 22, n.01, p. 9-18, 2005.

  • Franklin, R. ; ALONSO, F. O. M. . Generalidades em Medicina Legal. In: Reginaldo Franklin. (Org.). Perguntas e Respostas Comentadas de Medicina Legal. 01ed.Rio de Janeiro: Rubio, 2007, v. 01, p. 01-292.

  • ALONSO, F. O. M. ; Grazinoli-Garrido, R. ; Motta, J.A.P. ; Sampaio-Rdrigues, F. . Exame Criminalístico de Aves Silvestres: como obter dados para a documentação taxonômica e avaliação das condições de tratamento.. In: XVII Congresso Nacional de Criminalística, 2003, Londrina-PR. Anais do XVII Congresso Nacional de Criminalística, 2003.

  • ALONSO, F. O. M. . Efeitos da agitação na produção de lipases por Y. lipolytica. In: XIII Simpósio Nacional de Fermentações - SINAFERM, 2000, Teresópolis. XIII Simpósio Nacional de Fermentações - SINAFERM, 2000.

  • Sabino, Bruno D. ; ALONSO, F. O. M. ; CARDOSO JUNIOR, A. ; PEREIRA, R. S. . Development of SRM (Selected Reaction Monitoring) mass spectrometry method for drug analysis in hair by GC-MS-MS. In: 18th Scientific Meeting of The Society of Hair Testing (SOHT), 2013, Genebra. Development of SRM (Selected Reaction Monitoring) mass spectrometry method for drug analysis in hair by GC-MS-MS., 2013.

  • Sabino, Bruno D. ; CARDOSO JUNIOR, A. ; ALONSO, F. O. M. ; PEREIRA, R. S. . DESENVOLVIMENTO DE METODOLOGIA DE ANÁLISE DE DROGAS DE ABUSO EM CABELOS/PELOS POR GC-MS/MS UTILIZANDO O MONITORAMENTO SELETIVO DE REAÇÕES (SRM). In: XVIII Congresso Brasileiro de Toxicologia, 2013, Porto Alegre. XVIII Congresso Brasileiro de Toxicologia, 2013.

  • ALONSO, F. O. M. ; Sabino ; Eberlin, M.N. ; Sodré, M.L. ; ROMAO, W. . VALIDATION OF A QUALITATIVE TLC ANALYSIS OF SEIZED ECSTASY TABLETS USING EASY AMBIENT SONIC-SPRAY IONIZATION MASS SPECTROMETRY (EASI-MS). In: Congresso Br MASS, 2009, Campinas. Br MASS, 2009.

  • ALONSO, F. O. M. ; Sabino . Avaliação do Grau de Conhecimento Sobre Medicamentos na População do Município de Niterói. In: Riopharma, 2005, Rio de Janeiro. Anais do III Riopharma, 2005.

  • Antunes, O.A.C. ; OESTREICHER, E. G. ; Freire, D. M. G. ; MACHADO, G. D. C. ; ALONSO, F. O. M. . Enzymatic and Microbial Access to Intermediates for the Pharmaceutical and Food industries.. In: 11th. BMOS, 2005. 11th. Brazilian Meeting of Organic Synthesis, 2005.

  • ALONSO, F. O. M. . Synthesis of Enatiomerically Pure Phenylglicycine Using Pseudomonas aeruginosa as Biocatalyst. In: XXXIII Reuniao Anual da SBBq, 2004, Caxambu-Mg. XXXIII Reuniao Anual da SBBq - Livro de Resumos, 2004.

  • ALONSO, F. O. M. . Dependence on oxygen transfer on lipase, esterase anda protease production by Yarrowia lipolytica. In: XXXII Reunião Anual da SBBq, 2003, Caxambú. XXXII Reunião Anual da SBBq-Livro de Resumos, 2003.

  • ALONSO, F. O. M. . Screening of Nitrilase and Nitrile Hydratase/Amidase Activities in Different Bacteria Strain. In: XXXII Reuniao Anual da SBBq, 2003, Caxambú. XXXII Reuniao Anual da SBBq - Livro de Resumos, 2003.

  • ALONSO, F. O. M. ; Antunes, O.A.C. ; OESTREICHER, E. G. ; AQUINO NETO, F. R. ; SABINO, S. ; ARCURI, M. B. . Processos biotecnológicos para a produção de fármacos quirais. In: I ENBTEC, 2003, São Paulo. Anais do I ENBTEC, 2003.

  • ALONSO, F. O. M. . Enzymatic Enantiospecific Production of Alpha-Amino Acids. In: 10th Brazilian Meeting on Organic Synthesis, 2003, São Pedro - SP. 10th Brazilian Meeting on Organic Synthesis, 2003.

  • ALONSO, F. O. M. . Lipase and protease levels of Yarrowia lipolítica are affected by oxygen. In: 3rd. Yarrowia lipolytica International Meeting, 2002, Dresden-Alemanha. 3rd. Yarrowia lipolytica International Meeting, 2002.

  • ALONSO, F. O. M. . Influence of aeration on lipases production by Y. lipolytica. In: XXXI Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular, 2002, Caxambu-MG. XXXI Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular, 2002.

  • ALONSO, F. O. M. . Effect of KLA on lipases production by Y. lipolytica (IMUFRJ 50682).. In: XXX Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular, 2001, Caxambu-MG. XXX Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular, 2001.

  • ALONSO, F. O. M. . Lipase and protease profiles in media containing different peptones. In: Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular, 2000, Caxambu-MG. Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular, 2000.

  • ALONSO, F. O. M. . Síntese de Ésteres Utilizando Lipases. In: XXVII Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Química, 2000, Poços de Caldas-

  • ALONSO, F. O. M. . Synthesis and Hidrolysis of Acylglycerols with Lipases from Rhizomucor miehei and Porcine Pancreas. In: XXVII Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular, 1998, Caxambu-MG. XXVII Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular, 1998.

  • ALONSO, F. O. M. . Visão Geral sobre Testes de Drogas Ilícitas. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ALONSO, F. O. M. . Politicas Coorporativas Públicas e Privadas de Prevenção do Uso de Narcóticos - A Experiência Brasileira. 2012. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • ALONSO, F. O. M. ; BENFENATTI, M. I. N. S. . Portal de Educação Permanente em Terapia Nutricional. 2008.

  • ALONSO, F. O. M. . Exumação para a Coleta de Amostras Biológicas destinadas à Análise por DNA para fins de Investigação de Paternidade.. 2006.

  • Vieira, F.L. ; ALONSO, F. O. M. . Gerência Farmacêutica. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

  • ALONSO, F. O. M. . Toxicologia Forense - Módulo Básico. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

  • ALONSO, F. O. M. ; Sabino . Química Forense. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

  • ALONSO, F. O. M. . Revista UNIPLI - Estudos Acadêmicos. 2007. (Editoração/Periódico).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2012 - Atual

    Desenvolvimento de Metodologia Analítica para a Determinação do Produto de Pirólise da Cocaína (Anidroecgonina metil éster) em urina ao ser Inalada na Forma de Crack, Descrição: Descrição: A cocaína é um alcaloide extraído da folha de coca, sendo conhecida milenarmente como um poderoso estimulante do sistema nervoso central. Esta droga pode ser consumida na forma de cloridrato de cocaína, um sal solúvel em água, tanto cheirada quanto injetada. Também pode se apresentar na forma de base livre, com maior volatilidade, podendo ser fumada em cachimbos , incluindo o crack, a merla e a pasta base. Dentre as drogas ilícitas, o crack é aquela cuja demanda de tratamento mais aumentou nos últimos anos. O perfil do usuário de crack (jovem, desempregado, baixa escolaridade, pobre, vindo de famílias desestruturadas e com um histórico de uso de drogas injetáveis e de comportamento sexual de risco) dificulta a adesão ao tratamento, requerendo estratégias específicas para cada fase do tratamento. A biotransformação da cocaína se dá de uma forma muito complexa no organismo, principalmente, por meio de reações de hidrólise podendo gerar estruturas químicas ativas e inativas, sendo a benzoilecgonina o principal metabólito encontrado no organismo após o uso de cocaína. Com a queima do crack é obtido o produto de pirólise da cocaína chamado de éster metilanidroecgonina (EMA) que é um importante marcador analítico para usuários de crack, podendo ser encontrada na urina, saliva e suor destes indivíduos. A detecção da benzoilecgonina em urina é utilizada no diagnóstico do abuso de drogas em ambientes de trabalho e em clínicas de recuperação de dependentes químicos. No entanto, esta análise não permite diferenciar o uso abusivo de cocaína na forma de pó ou na forma de crack. Dessa forma, este projeto tem como objetivo principal desenvolver uma metodologia analítica para a determinação de EMA em urina a ser aplicada na diferenciação do uso abusivo de cocaína em pó do uso de crack... , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (1) . , Integrantes: Fabio de Oliveira Martinez Alonso - Integrante / Bruno Duarte Sabino - Coordenador / Amadeu Cardoso Junior - Integrante / Rodrigues da Silva Pereira - Integrante.

  • 2008 - Atual

    Implementação de metodologia alternativa para detecção de Aldicarb (?chumbinho?) em alimentos, Descrição: O aldicarb trata-se de substância do grupo dos carbamatos, presente no produto comercial Temik®, com finalidade inseticida e nematicida, sendo formulado pela impregnação de grânulos de gesso com solução de aldicarb e um agente de liga, recebendo ainda uma camada de cobertura. O aldicarb na forma de grânulos é amplamente encontrado no comércio irregular sob o nome ?chumbinho?, sendo indevidamente utilizado como rodenticida. Mensalmente, são recebidos no Serviço de Perícias de Química (ICCE-Rio de Janeiro) diversos alimentos envolvidos em ocorrências relacionadas à ingestão de ?chumbinho? em casos envolvendo ingestão acidental, suicídio ou homicídio. Pode-se afirmar que o aldicarb é o principal composto químico da classe dos carbamatos responsável por óbitos (homicídios ou suicídios) provocados por intoxicação exógena. O material encaminhado para exame, na sua maioria alimento, supostamente contaminado e recebido nestas condições apresenta uma diversidade de características, podendo ser essencialmente líquido (café, leite, sopas, sucos e outras bebidas) ou sólido (carne crua ou preparada, biscoitos recheados, confeitos etc). Detectada a presença de grânulos, o procedimento usual é a separação dos grânulos e extração por solvente orgânico ou, para líquidos, a extração líquido-líquido e em seguida, execução de técnica de cromatografia em camada fina contra padrões do produto comercial. Temos observado nas análises forenses realizadas rotineiramente no Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE-Rio de Janeiro) que tal técnica, apesar de efetiva em boa parte dos casos, levando à convicção da presença do aldicarb no alimento, são encontradas algumas dificuldades, especialmente no que concerne a matrizes ricas em proteínas e gorduras (leite e carne) de difícil recuperação da substância por simples extração. Assim, o presente projeto busca implementar uma metodologia de análise de carbamatos e organofosforados por inibição enzimática visando especificamente a verificaçã. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Fabio de Oliveira Martinez Alonso - Coordenador / Bruno Duarte Sabino - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2008 - Atual

    Avaliação Química dos Componentes Ativos Presentes nos Comprimidos de Ecstasy Apreendidos no Estado do Rio de Janeiro e Comparação com a Composição de Outros Comprimidos de Ecstasy Apreendidos no Brasil e no Exterior, Descrição: metilenodioximetanfetamina (MDMA). O MDMA é uma droga de ação principalmente central capaz de induzir efeitos como aumento da vigília, perda do sono, aumento da sensação de prazer e queda de barreiras de interação entre as pessoas. Entre seus efeitos tóxicos, que podem variar de acordo com a concentração consumida, com o número de comprimidos ingeridos e com o uso prolongado, estão: hipertermia, insônia, bruxismo, rabdomielose, depressão, entre outros. O ecstasy é geralmente vendido ilicitamente como comprimidos com uma grande variedade de símbolos e cores e com conteúdos extremamente variáveis. Quando estes contêm MDA (metilenodioxianfetamina) ou MDEA (metilenodioxietilanfetamina), os seus perfis neuroquímicos parecidos ao MDMA fazem com que os usuários provavelmente não notem qualquer diferença. Entretanto, outros compostos psicofarmacológicos podem estar presentes, em adição ao ou ao invés de MDMA, tais como dietilamida do ácido lisérgico (LSD), sulfato de anfetamina, heroína, ketamina, cocaína, entre outros. Sendo a droga produzida em laboratórios ilícitos, admite-se que possam ser usadas, em sua fabricação, matérias primas impuras e que diversas rotas possam ser seguidas gerando múltiplos subprodutos e contaminantes. Não há, no Brasil, qualquer estudo sobre a análise química de comprimidos de ecstasy. Traçar o perfil químico da droga ecstasy permite, a curto prazo, o conhecimento e controle de substâncias passíveis de serem utilizadas em sua produção por diversas vias; a médio prazo, devem ser planejados programas de conscientização da população, sob os riscos a que se encontra exposta com base em dados concretos sobre sua toxicidade; a longo prazo, com uma extensa população de comprimidos analisada, com um tratamento de resultados adequado e com o intercâmbio com outros bancos de dados existentes, vai ser viável identificar, por comparação, a origem da droga.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Fabio de Oliveira Martinez Alonso - Integrante / Bruno Duarte Sabino - Coordenador., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2012 - Atual

    Desenvolvimento Tecnológico de Análise Rápida de Drogas em Cabelos e Pelos Utilizando a Técnica de Triagem por Imunoensaio seguida de Cromatografia Gasosa Acoplada à Espectrometria de Massas, Descrição: Na análise de metabólitos de drogas em material biológico, são utilizados dois tipos de testes principais: os Testes de Triagem e os Testes Confirmatórios. Os Testes de Triagem imunológicos (testes-rápidos) baseiam-se no princípio de imunoensaio competitivo por inibição, no qual uma droga quimicamente marcada (conjugado droga) compete com a droga que pode estar presente na urina para um número limitado de sítios de ligação de anticorpos. Estes testes são apenas qualitativos nos níveis de cut-off específicos. Estes fornecem somente um resultado de teste analítico preliminar. Um método químico confirmatório mais específico como cromatografia gasosa (CG) ou espectofotometria deve ser usada para obter uma confirmação dos resultados obtidos. As vantagens desses métodos são a fácil realização do teste, detecção simultânea de diferentes drogas e/ou seus metabólitos a partir de uma única amostra em um único ensaio e resultados instantâneos. As principais desvantagens são que algumas substâncias podem interferir dando um resultado falso-negativo e também por ser um teste sensível, valores abaixo do cut-off estipulado podem positivar o exame levando a uma amostra falso-positivo. Resultados falso-positivos também podem ocorrer quando uma substância com estrutura molecular semelhante a de uma droga é encontrada na urina. Já os Testes Confirmatórios são técnicas analíticas de características conclusivas em seus resultados e incluem as seguintes metodologias de análise, a saber: Cromatografia Gasosa acoplada à Espectrometria de Massas (CG-EM) e/ou Cromatografia Líquida acoplada à Espectrometria de Massas (LC-MS). De acordo com o Guia para Laboratórios de Toxicologia Forense da Academia Americana de Ciências Forenses, a detecção ou identificação inicial de drogas por Testes de Triagem Imunológico deve ser confirmada sempre que possível por uma segunda técnica baseada em princípios químicos diferentes, tendo em vista a possibilidade de resultados falso-positivos com o uso desta.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) Graduação: (2) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Fabio de Oliveira Martinez Alonso - Integrante / Bruno Duarte Sabino - Coordenador / Amadeu Cardoso Junior - Integrante / Rodrigues da Silva Pereira - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Adequação de um laboratório de análises toxicológicas visando a acreditação pela Norma ABNT NBR ISO/IEC 17025 para o monitoramento do uso de drogas de abuso proibidas em atletas durante a Copa do Mundo FIFA 2014 e os Jogos Olímpicos Rio 2016, Descrição: O doping pode ser definido como o uso indevido de drogas, substâncias naturais ou sintéticas que visam o aumento do desempenho em algum tipo de esporte, laboratório, métodos recreativos de humanos e animais, que são altamente prejudiciais à saúde física e mental. O diagnóstico do abuso de drogas no esporte depende de sua identificação inquestionável em material colhido do atleta. A técnica empregada é a da cromatografia gasosa de alta resolução acoplada à espectrometria de massas (CG-EM). Além da capacidade analítica, o laboratório deve apresentar sistema de gestão que garanta a qualidade de seus resultados. A avaliação do desempenho das operações e equipamentos é uma constante, garantindo que todos os passos do tratamento das amostras tenham sido realizados sem erro. O objetivo principal é preparar o Laboratório Contraprova Análises, Ensino e Pesquisas LTDA. para a acreditação pela ABNT NBR ISSO/IEC 17025 para a análise de substâncias estimulantes, narcóticas e diuréticas em urina durante a Copa do Mundo FIFA 2014 e os Jogos Olímpicos Rio 2016 para que o mesmo funcione como laboratório suporte durante as competições. . , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Fabio de Oliveira Martinez Alonso - Integrante / Bruno Duarte Sabino - Coordenador., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2012 - Atual

    Desenvolvimento Tecnológico de Análise Rápida de Drogas em Cabelos e Pelos Utilizando a Técnica de Triagem por Imunoensaio seguida de Cromatografia Gasosa Acoplada à Espectrometria de Massas, Descrição: Na análise de metabólitos de drogas em material biológico, são utilizados dois tipos de testes principais: os Testes de Triagem e os Testes Confirmatórios. Os Testes de Triagem imunológicos (testes-rápidos) baseiam-se no princípio de imunoensaio competitivo por inibição, no qual uma droga quimicamente marcada (conjugado droga) compete com a droga que pode estar presente na urina para um número limitado de sítios de ligação de anticorpos. Estes testes são apenas qualitativos nos níveis de cut-off específicos. Estes fornecem somente um resultado de teste analítico preliminar. Um método químico confirmatório mais específico como cromatografia gasosa (CG) ou espectofotometria deve ser usada para obter uma confirmação dos resultados obtidos. As vantagens desses métodos são a fácil realização do teste, detecção simultânea de diferentes drogas e/ou seus metabólitos a partir de uma única amostra em um único ensaio e resultados instantâneos. As principais desvantagens são que algumas substâncias podem interferir dando um resultado falso-negativo e também por ser um teste sensível, valores abaixo do cut-off estipulado podem positivar o exame levando a uma amostra falso-positivo. Resultados falso-positivos também podem ocorrer quando uma substância com estrutura molecular semelhante a de uma droga é encontrada na urina. Já os Testes Confirmatórios são técnicas analíticas de características conclusivas em seus resultados e incluem as seguintes metodologias de análise, a saber: Cromatografia Gasosa acoplada à Espectrometria de Massas (CG-EM) e/ou Cromatografia Líquida acoplada à Espectrometria de Massas (LC-MS). De acordo com o Guia para Laboratórios de Toxicologia Forense da Academia Americana de Ciências Forenses, a detecção ou identificação inicial de drogas por Testes de Triagem Imunológico deve ser confirmada sempre que possível por uma segunda técnica baseada em princípios químicos diferentes, tendo em vista a possibilidade de resultados falso-positivos com o uso desta.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) Graduação: (2) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Fabio de Oliveira Martinez Alonso - Integrante / Bruno Duarte Sabino - Coordenador / Amadeu Cardoso Junior - Integrante / Rodrigues da Silva Pereira - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Adequação de um laboratório de análises toxicológicas visando a acreditação pela Norma ABNT NBR ISO/IEC 17025 para o monitoramento do uso de drogas de abuso proibidas em atletas durante a Copa do Mundo FIFA 2014 e os Jogos Olímpicos Rio 2016, Descrição: O doping pode ser definido como o uso indevido de drogas, substâncias naturais ou sintéticas que visam o aumento do desempenho em algum tipo de esporte, laboratório, métodos recreativos de humanos e animais, que são altamente prejudiciais à saúde física e mental. O diagnóstico do abuso de drogas no esporte depende de sua identificação inquestionável em material colhido do atleta. A técnica empregada é a da cromatografia gasosa de alta resolução acoplada à espectrometria de massas (CG-EM). Além da capacidade analítica, o laboratório deve apresentar sistema de gestão que garanta a qualidade de seus resultados. A avaliação do desempenho das operações e equipamentos é uma constante, garantindo que todos os passos do tratamento das amostras tenham sido realizados sem erro. O objetivo principal é preparar o Laboratório Contraprova Análises, Ensino e Pesquisas LTDA. para a acreditação pela ABNT NBR ISSO/IEC 17025 para a análise de substâncias estimulantes, narcóticas e diuréticas em urina durante a Copa do Mundo FIFA 2014 e os Jogos Olímpicos Rio 2016 para que o mesmo funcione como laboratório suporte durante as competições. . , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Fabio de Oliveira Martinez Alonso - Integrante / Bruno Duarte Sabino - Coordenador., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2012 - Atual

    Desenvolvimento Tecnológico de Análise Rápida de Drogas em Cabelos e Pelos Utilizando a Técnica de Triagem por Imunoensaio seguida de Cromatografia Gasosa Acoplada à Espectrometria de Massas, Descrição: Na análise de metabólitos de drogas em material biológico, são utilizados dois tipos de testes principais: os Testes de Triagem e os Testes Confirmatórios. Os Testes de Triagem imunológicos (testes-rápidos) baseiam-se no princípio de imunoensaio competitivo por inibição, no qual uma droga quimicamente marcada (conjugado droga) compete com a droga que pode estar presente na urina para um número limitado de sítios de ligação de anticorpos. Estes testes são apenas qualitativos nos níveis de cut-off específicos. Estes fornecem somente um resultado de teste analítico preliminar. Um método químico confirmatório mais específico como cromatografia gasosa (CG) ou espectofotometria deve ser usada para obter uma confirmação dos resultados obtidos. As vantagens desses métodos são a fácil realização do teste, detecção simultânea de diferentes drogas e/ou seus metabólitos a partir de uma única amostra em um único ensaio e resultados instantâneos. As principais desvantagens são que algumas substâncias podem interferir dando um resultado falso-negativo e também por ser um teste sensível, valores abaixo do cut-off estipulado podem positivar o exame levando a uma amostra falso-positivo. Resultados falso-positivos também podem ocorrer quando uma substância com estrutura molecular semelhante a de uma droga é encontrada na urina. Já os Testes Confirmatórios são técnicas analíticas de características conclusivas em seus resultados e incluem as seguintes metodologias de análise, a saber: Cromatografia Gasosa acoplada à Espectrometria de Massas (CG-EM) e/ou Cromatografia Líquida acoplada à Espectrometria de Massas (LC-MS). De acordo com o Guia para Laboratórios de Toxicologia Forense da Academia Americana de Ciências Forenses, a detecção ou identificação inicial de drogas por Testes de Triagem Imunológico deve ser confirmada sempre que possível por uma segunda técnica baseada em princípios químicos diferentes, tendo em vista a possibilidade de resultados falso-positivos com o uso desta.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) Graduação: (2) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Fabio de Oliveira Martinez Alonso - Integrante / Bruno Duarte Sabino - Coordenador / Amadeu Cardoso Junior - Integrante / Rodrigues da Silva Pereira - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Adequação de um laboratório de análises toxicológicas visando a acreditação pela Norma ABNT NBR ISO/IEC 17025 para o monitoramento do uso de drogas de abuso proibidas em atletas durante a Copa do Mundo FIFA 2014 e os Jogos Olímpicos Rio 2016, Descrição: O doping pode ser definido como o uso indevido de drogas, substâncias naturais ou sintéticas que visam o aumento do desempenho em algum tipo de esporte, laboratório, métodos recreativos de humanos e animais, que são altamente prejudiciais à saúde física e mental. O diagnóstico do abuso de drogas no esporte depende de sua identificação inquestionável em material colhido do atleta. A técnica empregada é a da cromatografia gasosa de alta resolução acoplada à espectrometria de massas (CG-EM). Além da capacidade analítica, o laboratório deve apresentar sistema de gestão que garanta a qualidade de seus resultados. A avaliação do desempenho das operações e equipamentos é uma constante, garantindo que todos os passos do tratamento das amostras tenham sido realizados sem erro. O objetivo principal é preparar o Laboratório Contraprova Análises, Ensino e Pesquisas LTDA. para a acreditação pela ABNT NBR ISSO/IEC 17025 para a análise de substâncias estimulantes, narcóticas e diuréticas em urina durante a Copa do Mundo FIFA 2014 e os Jogos Olímpicos Rio 2016 para que o mesmo funcione como laboratório suporte durante as competições. . , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Fabio de Oliveira Martinez Alonso - Integrante / Bruno Duarte Sabino - Coordenador., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2012 - Atual

    Desenvolvimento Tecnológico de Análise Rápida de Drogas em Cabelos e Pelos Utilizando a Técnica de Triagem por Imunoensaio seguida de Cromatografia Gasosa Acoplada à Espectrometria de Massas, Descrição: Na análise de metabólitos de drogas em material biológico, são utilizados dois tipos de testes principais: os Testes de Triagem e os Testes Confirmatórios. Os Testes de Triagem imunológicos (testes-rápidos) baseiam-se no princípio de imunoensaio competitivo por inibição, no qual uma droga quimicamente marcada (conjugado droga) compete com a droga que pode estar presente na urina para um número limitado de sítios de ligação de anticorpos. Estes testes são apenas qualitativos nos níveis de cut-off específicos. Estes fornecem somente um resultado de teste analítico preliminar. Um método químico confirmatório mais específico como cromatografia gasosa (CG) ou espectofotometria deve ser usada para obter uma confirmação dos resultados obtidos. As vantagens desses métodos são a fácil realização do teste, detecção simultânea de diferentes drogas e/ou seus metabólitos a partir de uma única amostra em um único ensaio e resultados instantâneos. As principais desvantagens são que algumas substâncias podem interferir dando um resultado falso-negativo e também por ser um teste sensível, valores abaixo do cut-off estipulado podem positivar o exame levando a uma amostra falso-positivo. Resultados falso-positivos também podem ocorrer quando uma substância com estrutura molecular semelhante a de uma droga é encontrada na urina. Já os Testes Confirmatórios são técnicas analíticas de características conclusivas em seus resultados e incluem as seguintes metodologias de análise, a saber: Cromatografia Gasosa acoplada à Espectrometria de Massas (CG-EM) e/ou Cromatografia Líquida acoplada à Espectrometria de Massas (LC-MS). De acordo com o Guia para Laboratórios de Toxicologia Forense da Academia Americana de Ciências Forenses, a detecção ou identificação inicial de drogas por Testes de Triagem Imunológico deve ser confirmada sempre que possível por uma segunda técnica baseada em princípios químicos diferentes, tendo em vista a possibilidade de resultados falso-positivos com o uso desta.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) Graduação: (2) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Fabio de Oliveira Martinez Alonso - Integrante / Bruno Duarte Sabino - Coordenador / Amadeu Cardoso Junior - Integrante / Rodrigues da Silva Pereira - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Adequação de um laboratório de análises toxicológicas visando a acreditação pela Norma ABNT NBR ISO/IEC 17025 para o monitoramento do uso de drogas de abuso proibidas em atletas durante a Copa do Mundo FIFA 2014 e os Jogos Olímpicos Rio 2016, Descrição: O doping pode ser definido como o uso indevido de drogas, substâncias naturais ou sintéticas que visam o aumento do desempenho em algum tipo de esporte, laboratório, métodos recreativos de humanos e animais, que são altamente prejudiciais à saúde física e mental. O diagnóstico do abuso de drogas no esporte depende de sua identificação inquestionável em material colhido do atleta. A técnica empregada é a da cromatografia gasosa de alta resolução acoplada à espectrometria de massas (CG-EM). Além da capacidade analítica, o laboratório deve apresentar sistema de gestão que garanta a qualidade de seus resultados. A avaliação do desempenho das operações e equipamentos é uma constante, garantindo que todos os passos do tratamento das amostras tenham sido realizados sem erro. O objetivo principal é preparar o Laboratório Contraprova Análises, Ensino e Pesquisas LTDA. para a acreditação pela ABNT NBR ISSO/IEC 17025 para a análise de substâncias estimulantes, narcóticas e diuréticas em urina durante a Copa do Mundo FIFA 2014 e os Jogos Olímpicos Rio 2016 para que o mesmo funcione como laboratório suporte durante as competições.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Fabio de Oliveira Martinez Alonso - Integrante / Bruno Duarte Sabino - Coordenador., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2012 - Atual

    Desenvolvimento Tecnológico de Análise Rápida de Drogas em Cabelos e Pelos Utilizando a Técnica de Triagem por Imunoensaio seguida de Cromatografia Gasosa Acoplada à Espectrometria de Massas, Descrição: Na análise de metabólitos de drogas em material biológico, são utilizados dois tipos de testes principais: os Testes de Triagem e os Testes Confirmatórios. Os Testes de Triagem imunológicos (testes-rápidos) baseiam-se no princípio de imunoensaio competitivo por inibição, no qual uma droga quimicamente marcada (conjugado droga) compete com a droga que pode estar presente na urina para um número limitado de sítios de ligação de anticorpos. Estes testes são apenas qualitativos nos níveis de cut-off específicos. Estes fornecem somente um resultado de teste analítico preliminar. Um método químico confirmatório mais específico como cromatografia gasosa (CG) ou espectofotometria deve ser usada para obter uma confirmação dos resultados obtidos. As vantagens desses métodos são a fácil realização do teste, detecção simultânea de diferentes drogas e/ou seus metabólitos a partir de uma única amostra em um único ensaio e resultados instantâneos. As principais desvantagens são que algumas substâncias podem interferir dando um resultado falso-negativo e também por ser um teste sensível, valores abaixo do cut-off estipulado podem positivar o exame levando a uma amostra falso-positivo. Resultados falso-positivos também podem ocorrer quando uma substância com estrutura molecular semelhante a de uma droga é encontrada na urina. Já os Testes Confirmatórios são técnicas analíticas de características conclusivas em seus resultados e incluem as seguintes metodologias de análise, a saber: Cromatografia Gasosa acoplada à Espectrometria de Massas (CG-EM) e/ou Cromatografia Líquida acoplada à Espectrometria de Massas (LC-MS). De acordo com o Guia para Laboratórios de Toxicologia Forense da Academia Americana de Ciências Forenses, a detecção ou identificação inicial de drogas por Testes de Triagem Imunológico deve ser confirmada sempre que possível por uma segunda técnica baseada em princípios químicos diferentes, tendo em vista a possibilidade de resultados falso-positivos com o uso desta.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) Graduação: (2) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Fabio de Oliveira Martinez Alonso - Integrante / Bruno Duarte Sabino - Coordenador / Amadeu Cardoso Junior - Integrante / Rodrigues da Silva Pereira - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Adequação de um laboratório de análises toxicológicas visando a acreditação pela Norma ABNT NBR ISO/IEC 17025 para o monitoramento do uso de drogas de abuso proibidas em atletas durante a Copa do Mundo FIFA 2014 e os Jogos Olímpicos Rio 2016, Descrição: O doping pode ser definido como o uso indevido de drogas, substâncias naturais ou sintéticas que visam o aumento do desempenho em algum tipo de esporte, laboratório, métodos recreativos de humanos e animais, que são altamente prejudiciais à saúde física e mental. O diagnóstico do abuso de drogas no esporte depende de sua identificação inquestionável em material colhido do atleta. A técnica empregada é a da cromatografia gasosa de alta resolução acoplada à espectrometria de massas (CG-EM). Além da capacidade analítica, o laboratório deve apresentar sistema de gestão que garanta a qualidade de seus resultados. A avaliação do desempenho das operações e equipamentos é uma constante, garantindo que todos os passos do tratamento das amostras tenham sido realizados sem erro. O objetivo principal é preparar o Laboratório Contraprova Análises, Ensino e Pesquisas LTDA. para a acreditação pela ABNT NBR ISSO/IEC 17025 para a análise de substâncias estimulantes, narcóticas e diuréticas em urina durante a Copa do Mundo FIFA 2014 e os Jogos Olímpicos Rio 2016 para que o mesmo funcione como laboratório suporte durante as competições.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Fabio de Oliveira Martinez Alonso - Integrante / Bruno Duarte Sabino - Coordenador., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2012 - Atual

    Desenvolvimento Tecnológico de Análise Rápida de Drogas em Cabelos e Pelos Utilizando a Técnica de Triagem por Imunoensaio seguida de Cromatografia Gasosa Acoplada à Espectrometria de Massas, Descrição: Na análise de metabólitos de drogas em material biológico, são utilizados dois tipos de testes principais: os Testes de Triagem e os Testes Confirmatórios. Os Testes de Triagem imunológicos (testes-rápidos) baseiam-se no princípio de imunoensaio competitivo por inibição, no qual uma droga quimicamente marcada (conjugado droga) compete com a droga que pode estar presente na urina para um número limitado de sítios de ligação de anticorpos. Estes testes são apenas qualitativos nos níveis de cut-off específicos. Estes fornecem somente um resultado de teste analítico preliminar. Um método químico confirmatório mais específico como cromatografia gasosa (CG) ou espectofotometria deve ser usada para obter uma confirmação dos resultados obtidos. As vantagens desses métodos são a fácil realização do teste, detecção simultânea de diferentes drogas e/ou seus metabólitos a partir de uma única amostra em um único ensaio e resultados instantâneos. As principais desvantagens são que algumas substâncias podem interferir dando um resultado falso-negativo e também por ser um teste sensível, valores abaixo do cut-off estipulado podem positivar o exame levando a uma amostra falso-positivo. Resultados falso-positivos também podem ocorrer quando uma substância com estrutura molecular semelhante a de uma droga é encontrada na urina. Já os Testes Confirmatórios são técnicas analíticas de características conclusivas em seus resultados e incluem as seguintes metodologias de análise, a saber: Cromatografia Gasosa acoplada à Espectrometria de Massas (CG-EM) e/ou Cromatografia Líquida acoplada à Espectrometria de Massas (LC-MS). De acordo com o Guia para Laboratórios de Toxicologia Forense da Academia Americana de Ciências Forenses, a detecção ou identificação inicial de drogas por Testes de Triagem Imunológico deve ser confirmada sempre que possível por uma segunda técnica baseada em princípios químicos diferentes, tendo em vista a possibilidade de resultados falso-positivos com o uso desta.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) Graduação: (2) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Fabio de Oliveira Martinez Alonso - Integrante / Bruno Duarte Sabino - Coordenador / Amadeu Cardoso Junior - Integrante / Rodrigues da Silva Pereira - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Adequação de um laboratório de análises toxicológicas visando a acreditação pela Norma ABNT NBR ISO/IEC 17025 para o monitoramento do uso de drogas de abuso proibidas em atletas durante a Copa do Mundo FIFA 2014 e os Jogos Olímpicos Rio 2016, Descrição: O doping pode ser definido como o uso indevido de drogas, substâncias naturais ou sintéticas que visam o aumento do desempenho em algum tipo de esporte, laboratório, métodos recreativos de humanos e animais, que são altamente prejudiciais à saúde física e mental. O diagnóstico do abuso de drogas no esporte depende de sua identificação inquestionável em material colhido do atleta. A técnica empregada é a da cromatografia gasosa de alta resolução acoplada à espectrometria de massas (CG-EM). Além da capacidade analítica, o laboratório deve apresentar sistema de gestão que garanta a qualidade de seus resultados. A avaliação do desempenho das operações e equipamentos é uma constante, garantindo que todos os passos do tratamento das amostras tenham sido realizados sem erro. O objetivo principal é preparar o Laboratório Contraprova Análises, Ensino e Pesquisas LTDA. para a acreditação pela ABNT NBR ISSO/IEC 17025 para a análise de substâncias estimulantes, narcóticas e diuréticas em urina durante a Copa do Mundo FIFA 2014 e os Jogos Olímpicos Rio 2016 para que o mesmo funcione como laboratório suporte durante as competições.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Fabio de Oliveira Martinez Alonso - Integrante / Bruno Duarte Sabino - Coordenador., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2012 - Atual

    Desenvolvimento Tecnológico de Análise Rápida de Drogas em Cabelos e Pelos Utilizando a Técnica de Triagem por Imunoensaio seguida de Cromatografia Gasosa Acoplada à Espectrometria de Massas, Descrição: Na análise de metabólitos de drogas em material biológico, são utilizados dois tipos de testes principais: os Testes de Triagem e os Testes Confirmatórios. Os Testes de Triagem imunológicos (testes-rápidos) baseiam-se no princípio de imunoensaio competitivo por inibição, no qual uma droga quimicamente marcada (conjugado droga) compete com a droga que pode estar presente na urina para um número limitado de sítios de ligação de anticorpos. Estes testes são apenas qualitativos nos níveis de cut-off específicos. Estes fornecem somente um resultado de teste analítico preliminar. Um método químico confirmatório mais específico como cromatografia gasosa (CG) ou espectofotometria deve ser usada para obter uma confirmação dos resultados obtidos. As vantagens desses métodos são a fácil realização do teste, detecção simultânea de diferentes drogas e/ou seus metabólitos a partir de uma única amostra em um único ensaio e resultados instantâneos. As principais desvantagens são que algumas substâncias podem interferir dando um resultado falso-negativo e também por ser um teste sensível, valores abaixo do cut-off estipulado podem positivar o exame levando a uma amostra falso-positivo. Resultados falso-positivos também podem ocorrer quando uma substância com estrutura molecular semelhante a de uma droga é encontrada na urina. Já os Testes Confirmatórios são técnicas analíticas de características conclusivas em seus resultados e incluem as seguintes metodologias de análise, a saber: Cromatografia Gasosa acoplada à Espectrometria de Massas (CG-EM) e/ou Cromatografia Líquida acoplada à Espectrometria de Massas (LC-MS). De acordo com o Guia para Laboratórios de Toxicologia Forense da Academia Americana de Ciências Forenses, a detecção ou identificação inicial de drogas por Testes de Triagem Imunológico deve ser confirmada sempre que possível por uma segunda técnica baseada em princípios químicos diferentes, tendo em vista a possibilidade de resultados falso-positivos com o uso desta.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) Graduação: (2) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Fabio de Oliveira Martinez Alonso - Integrante / Bruno Duarte Sabino - Coordenador / Amadeu Cardoso Junior - Integrante / Rodrigues da Silva Pereira - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Adequação de um laboratório de análises toxicológicas visando a acreditação pela Norma ABNT NBR ISO/IEC 17025 para o monitoramento do uso de drogas de abuso proibidas em atletas durante a Copa do Mundo FIFA 2014 e os Jogos Olímpicos Rio 2016, Descrição: O doping pode ser definido como o uso indevido de drogas, substâncias naturais ou sintéticas que visam o aumento do desempenho em algum tipo de esporte, laboratório, métodos recreativos de humanos e animais, que são altamente prejudiciais à saúde física e mental. O diagnóstico do abuso de drogas no esporte depende de sua identificação inquestionável em material colhido do atleta. A técnica empregada é a da cromatografia gasosa de alta resolução acoplada à espectrometria de massas (CG-EM). Além da capacidade analítica, o laboratório deve apresentar sistema de gestão que garanta a qualidade de seus resultados. A avaliação do desempenho das operações e equipamentos é uma constante, garantindo que todos os passos do tratamento das amostras tenham sido realizados sem erro. O objetivo principal é preparar o Laboratório Contraprova Análises, Ensino e Pesquisas LTDA. para a acreditação pela ABNT NBR ISSO/IEC 17025 para a análise de substâncias estimulantes, narcóticas e diuréticas em urina durante a Copa do Mundo FIFA 2014 e os Jogos Olímpicos Rio 2016 para que o mesmo funcione como laboratório suporte durante as competições.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Fabio de Oliveira Martinez Alonso - Integrante / Bruno Duarte Sabino - Coordenador., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2012 - Atual

    Desenvolvimento Tecnológico de Análise Rápida de Drogas em Cabelos e Pelos Utilizando a Técnica de Triagem por Imunoensaio seguida de Cromatografia Gasosa Acoplada à Espectrometria de Massas, Descrição: Na análise de metabólitos de drogas em material biológico, são utilizados dois tipos de testes principais: os Testes de Triagem e os Testes Confirmatórios. Os Testes de Triagem imunológicos (testes-rápidos) baseiam-se no princípio de imunoensaio competitivo por inibição, no qual uma droga quimicamente marcada (conjugado droga) compete com a droga que pode estar presente na urina para um número limitado de sítios de ligação de anticorpos. Estes testes são apenas qualitativos nos níveis de cut-off específicos. Estes fornecem somente um resultado de teste analítico preliminar. Um método químico confirmatório mais específico como cromatografia gasosa (CG) ou espectofotometria deve ser usada para obter uma confirmação dos resultados obtidos. As vantagens desses métodos são a fácil realização do teste, detecção simultânea de diferentes drogas e/ou seus metabólitos a partir de uma única amostra em um único ensaio e resultados instantâneos. As principais desvantagens são que algumas substâncias podem interferir dando um resultado falso-negativo e também por ser um teste sensível, valores abaixo do cut-off estipulado podem positivar o exame levando a uma amostra falso-positivo. Resultados falso-positivos também podem ocorrer quando uma substância com estrutura molecular semelhante a de uma droga é encontrada na urina. Já os Testes Confirmatórios são técnicas analíticas de características conclusivas em seus resultados e incluem as seguintes metodologias de análise, a saber: Cromatografia Gasosa acoplada à Espectrometria de Massas (CG-EM) e/ou Cromatografia Líquida acoplada à Espectrometria de Massas (LC-MS). De acordo com o Guia para Laboratórios de Toxicologia Forense da Academia Americana de Ciências Forenses, a detecção ou identificação inicial de drogas por Testes de Triagem Imunológico deve ser confirmada sempre que possível por uma segunda técnica baseada em princípios químicos diferentes, tendo em vista a possibilidade de resultados falso-positivos com o uso desta.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) Graduação: (2) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Fabio de Oliveira Martinez Alonso - Integrante / Bruno Duarte Sabino - Coordenador / Amadeu Cardoso Junior - Integrante / Rodrigues da Silva Pereira - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Adequação de um laboratório de análises toxicológicas visando a acreditação pela Norma ABNT NBR ISO/IEC 17025 para o monitoramento do uso de drogas de abuso proibidas em atletas durante a Copa do Mundo FIFA 2014 e os Jogos Olímpicos Rio 2016, Descrição: O doping pode ser definido como o uso indevido de drogas, substâncias naturais ou sintéticas que visam o aumento do desempenho em algum tipo de esporte, laboratório, métodos recreativos de humanos e animais, que são altamente prejudiciais à saúde física e mental. O diagnóstico do abuso de drogas no esporte depende de sua identificação inquestionável em material colhido do atleta. A técnica empregada é a da cromatografia gasosa de alta resolução acoplada à espectrometria de massas (CG-EM). Além da capacidade analítica, o laboratório deve apresentar sistema de gestão que garanta a qualidade de seus resultados. A avaliação do desempenho das operações e equipamentos é uma constante, garantindo que todos os passos do tratamento das amostras tenham sido realizados sem erro. O objetivo principal é preparar o Laboratório Contraprova Análises, Ensino e Pesquisas LTDA. para a acreditação pela ABNT NBR ISSO/IEC 17025 para a análise de substâncias estimulantes, narcóticas e diuréticas em urina durante a Copa do Mundo FIFA 2014 e os Jogos Olímpicos Rio 2016 para que o mesmo funcione como laboratório suporte durante as competições.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Fabio de Oliveira Martinez Alonso - Integrante / Bruno Duarte Sabino - Coordenador., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2018

Moção de Aplausos, Câmara Municipal de Niterói.

2012

Patrono, Turma de Farmácia do UNIPLI - 2011-2.

2011

Patrono, Formandos do Curso de Farmácia - UNIPLI - 2010-2.

2011

Professor Homenageado do Curso de Farmácia 2011-1, UNIPLI - Curso de Farmácia.

2010

Professor Homenageado, Formandos do Curso de Farmácia - UNIPLI - 2009-2.

2009

Patrono, Formandos de Farmácia - UNIPLI - 2008-2.

2009

Referência Elogiosa, Faculdade de Farmácia - Universidade Federal Fluminense.

2008

Professor Homenageado, Enfermagem UNIPLI - Formandos de 2008-1.

2006

Moção de Honra, Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional do Estado do Rio de Janeiro - 16 Subseção da OAB/RJ.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Contraprova Análises, Ensino e Pesquisas LTDA., Direção Geral. , Alameda São Boaventura 726, Fonseca, 24120191 - Niterói, RJ - Brasil, Telefone: (21) 40072365, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2013 - Atual

    Centro Universitário La Salle - Niterói

    Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Convidado, Carga horária: 8

    Outras informações:
    Professor do Curso de Especialização em Gestão e Qualidade de Alimentos

  • 2007 - 2007

    Universidade do Estado do Rio de Janeiro

    Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor da Disciplina de Farmacologia, Carga horária: 4

    Outras informações:
    Professor do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Estomaterapia

  • 2009 - Atual

    Contraprova Análises, Ensino e Pesquisas LTDA.

    Vínculo: Diretor-Presidente, Enquadramento Funcional: Diretor, Carga horária: 20

  • 2006 - Atual

    Sociedade Fluminense de Ensino e Pesquisa

    Vínculo: Diretor-Presidente, Enquadramento Funcional: Diretor, Carga horária: 20

  • 2002 - 2011

    Centro Universitário Plínio Leite

    Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40

    Atividades

    • 03/2007 - 08/2011

      Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Pós-Graduação (Mestrado), .,Linhas de pesquisa

    • 07/2005 - 08/2011

      Direção e administração, Departamento de Farmácia, .,Cargo ou função, Coordenador de Estágio.

    • 02/2003 - 08/2011

      Direção e administração, Departamento de Farmácia, .,Cargo ou função, Chefe de Departamento.

    • 02/2003 - 08/2011

      Direção e administração, Departamento de Farmácia, .,Cargo ou função, Coordenador de Graduação.

    • 02/2003 - 08/2011

      Ensino, Farmácia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Bioquímica, Biossegurança e Técnicas de Laboratório, Química Geral

    • 02/2003 - 08/2011

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Farmácia, .,Cargo ou função, Presidente do Colegiado.

    • 01/2008

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Farmácia, .,Cargo ou função, Membro do Comitê de Ética e Pesquisa.

    • 01/2003

      Ensino, Fisioterapia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Bioquímica, Farmacologia

    • 07/2004 - 12/2009

      Ensino, Nutrição, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Bioquímica

    • 07/2003 - 12/2009

      Ensino, Enfermagem, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Bioquímica

    • 07/2002 - 12/2002

      Ensino, Biomedicina, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Bioquímica

  • 2002 - 2015

    Instituto de Criminalistica Carlos Éboli

    Vínculo: , Enquadramento Funcional: Perito Criminal, Carga horária: 24

    Atividades

    • 10/2002

      Serviços técnicos especializados .,Serviço realizado, Perícias Criminais.

  • 1999 - 2000

    Universidade Federal do Rio de Janeiro

    Vínculo: Mestrando, Enquadramento Funcional: Tutor, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Disciplina de Enzimologia para o curso de Farmácia Industrial

  • 1999 - 2000

    Universidade Federal do Rio de Janeiro

    Vínculo: Mestrando, Enquadramento Funcional: Tutor, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Disciplina de Tecnologia de Fermentaçoes para o curso de Farmácia Industrial

    Atividades

    • 01/2000

      Outras atividades técnico-científicas .,Atividade realizada, Representante dos alunos de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas na Congregação da Faculdade de Farmácia e CPPFAR.

    • 08/1995 - 10/1998

      Estágios , Faculdade de Farmácia - Depto de Fármacos, .,Estágio realizado, Caracterização e purificação de lipases.

  • 2001 - 2003

    Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

    Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Substituto, Carga horária: 20

    Atividades

    • 03/2001 - 03/2003

      Ensino, Medicina Veterinaria, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Quimica Fisiologica

  • 2004 - 2004

    Faculdade Redentor

    Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Visitante

    Atividades

    • 11/2005 - 11/2005

      Ensino, Enfermagem do Trabalho, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Toxicologia Ocupacional

    • 07/2004 - 07/2004

      Ensino, Enfermagem em Terapia Intensiva, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Bases Farmacológicas Aplicadas a Terapia Intensiva

  • 1992 - 2001

    Acquafarma Manipulações Farmacêuticas

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 20

    Atividades

    • 01/1992

      Estágios .,Estágio realizado, Manipulações Magistrais e Homeopáticas.

  • 1998 - 2000

    Grupo de Apoio Nutricional

    Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Farmacêutico, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Manipulaçao de Injetáveis (Quimioterápicos e Alimentaçao Parenteral)

    Atividades

    • 01/1998

      Serviços técnicos especializados .,Serviço realizado, Manipulaçao de Preparaçoes de Nutriçao Parenteral, Injetáveis e Quimiterápicos.

  • 2015 - Atual

    Divisão de Homicídios da Policia Civil do Estado do Rio de Janeiro

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Perito Criminal, Carga horária: 24

    Outras informações:
    Grupo Especial de Locais de Crime - GELC

    Atividades

    • 12/2015

      Serviços técnicos especializados , Setor de Perícias de Locais de Crime, .,Serviço realizado, Perícias de Locais de Crime.