Murilo Fazolin

Possui graduação em ENGENHARIA AGRONOMICA pela ESALQ/USP, em 1977, mestrado em Agronomia (Produção Vegetal) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1982) e doutorado em Ciências (Entomologia) pela ESALQ/Universidade de São Paulo (1991). Atualmente é pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, lotado no Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre. Tem experiência na área de Agronomia (produção vegetal), com ênfase em Entomologia Agrícola, atuando principalmente nos seguintes temas: manejo integrado de pragas, manejo ecológico de populações de pragas, prospecção e avaliação de plantas com potencial de uso inseticida, desenvolvimento de insticidas botânicos. É o Coordenador responsável pelo Laboratório de Entomologia da Embrapa Acre, consultor ad hoc de quatro Revistas Científicas e ex-Coordenador Institucional da Embrapa no projeto Cazumbá-Iracema do Programa Biodiversidade Brasil-Itália. Respondeu pela Chefia Adjunta de Apoio Técnico da Embrapa Acre, coordenou o Núcleo Temático para o desenvolvimento de alternativas agroecológicas para agricultura familiar no Acre. Atuou como membro titular do Comitê Técnico Interno e Comitê Local de Propriedade Intelectual do Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre.

Informações coletadas do Lattes em 25/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Ciências Biológicas (Zoologia)

1987 - 1991

Universidade de São Paulo
Título: ANALISE FAUNISTICA DE INSETOS COLETADOS COM ARMADILHA LUMINOSA EM SERINGUEIRA NO ACRE
SINVAL SILVEIRA NETO. Grande área: Ciências Biológicas

Mestrado em Agronomia (Produção Vegetal)

1979 - 1982

Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
Título: EFEITOS DAS ADUBACOES VERDE E MINERAL SOBRE A CANA-DE-ACUCAR Saccharum spp. CULTIVADA EM SOLO DE CERRADO,Ano de Obtenção: 1982
Orientador: AILTON ANTONIO CASAGRANDE
Grande área: Ciências Agrárias

Graduação em ENGENHARIA AGRONOMICA

1994 - 1997

Departamento de Agricultura

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.

Espanhol

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Fitossanidade/Especialidade: Entomologia Agrícola.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Fitossanidade/Especialidade: Defesa Fitossanitária.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Botânica Aplicada.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

II Congresso Brasileiro de Defensivos Agrícolas Naturais. II Congresso Brasileiro de Defensivos Agrícolas Naturais. 2004. (Congresso).

11 Seminário de Iniciação Científica.Seminário de Iniciação Científica. 2002. (Seminário).

19 Congresso Brasileiro de Entomologia. Congresso Brasileiro de Entomologia. 2002. (Congresso).

10 Seminário de Iniciação Científica.Seminário de Iniciação Científica. 2001. (Seminário).

III Seminário Brasileiro Sobre Homeopatia na Agropecuária Orgânica.Seminário Brasileiro Sobre Homeopatia na Agropecuária Orgânica. 2001. (Seminário).

21Internacional Congress of Entomology. Internacional Congress of Entomology. 2000. (Congresso).

26 Congresso Brasileiro de Pesquisas Cafeeiras. Congresso Brasileiro de Pesquisas Cafeeiras. 2000. (Congresso).

I Congresso Brasileiro de Defensivos Agrícolas Naturais. I Congresso Brasileiro de Defensivos Agrícolas Naturais. 2000. (Congresso).

17 Congresso Brasileiro de Entomologia. Congresso Brasileiro de Entomologia. 1998. (Congresso).

I Workshop Tecnologias Ambientalmente Saudáveis na Agricultura e na Floresta: Demandas e Ofertas.Workshop Tecnologias Ambientalmente Saudáveis na Agricultura e na Floresta: Demandas e Ofertas. 1998. (Outra).

16 Congresso Brasileiro de Entomologia. Congresso Brasileiro de Entomologia. 1997. (Congresso).

5 Reunião Nacional de Pesquisa de Feijão.Reunião Nacional de Pesquisa de Feijão. 1996. (Outra).

5 Simpósio de Controle Biológico.Simpósio de Controle Biológico. 1996. (Simpósio).

15 Congresso Brasileiro de Entomologia. Congresso Brasileiro de Entomologia. 1995. (Congresso).

8 Reunião Anual do Instituto Biológico.Reunião Anual do Instituto Biológico. 1995. (Outra).

13 Congresso Brasileiro de Fruticultura. Congresso Brasileiro de Fruticultura. 1994. (Congresso).

3 Simpósio Internacional de Estudos Ambientais Sobre Ecossistemas Florestais.Simpósio Internacional de Estudos Ambientais Sobre Ecossistemas Florestais. 1994. (Simpósio).

14 Congresso Brasileiro de Entomologia. Congresso Brasileiro de Entomologia. 1993. (Congresso).

4 International Symposium on Pest Ants.International Symposium on Pest Ants. 1993. (Simpósio).

7 Encontro dos Pesquisadores da Amazônia.Encontro dos Pesquisadores da Amazônia. 1993. (Encontro).

3 Simpósio de Controle Biológico.Simpósio de Controle Biológico. 1992. (Seminário).

12 International Plant Protection Congress. International Plant Protection Congress. 1991. (Congresso).

5 Encontro Nacional de Fitossanitaristas.Encontro Nacional de Fitossanitaristas. 1991. (Encontro).

8 Congresso Brasileiro de Entomologia. Congresso Brasileiro de Entomologia. 1991. (Congresso).

12 Congresso Brasileiro de Entomologia. Congresso Brasileiro de Entomologia. 1989. (Congresso).

6 Congresso Brasileiro de Entomologia. Congresso Brasileiro de Entomologia. 1987. (Congresso).

4 Encontro Nacional de Fitossanitaristas.Encontro Nacional de Fitossanitaristas. 1986. (Encontro).

I Seminário Integrado pesquisa/Extensão Rural do Acre.Seminário Integrado pesquisa/Extensão Rural do Acre. 1985. (Seminário).

9 Congresso Brasileiro de Entomologia. Congresso Brasileiro de Entomologia. 1984. (Congresso).

8 Congresso Brasileiro de Entomologia. Congresso Brasileiro de Entomologia. 1983. (Congresso).

6 Simpósio Sobre o Cerrado.Simpósio Sobre o Cerrado. 1982. (Simpósio).

6 Congresso Brasileiro de Entomologia. Congresso Brasileiro de Entomologia. 1980. (Congresso).

III Simpósio de Tecnologia do Açucar e do Álcool.Simpósio de Tecnologia do Açucar e do Álcool. 1980. (Simpósio).

2 Reunião Regional da Sociedade Brasileira para Progresso da Ciência.Reunião Regional da Sociedade Brasileira para Progresso da Ciência. 1977. (Outra).

4 Congresso Brasileiro de Entomologia. Congresso Brasileiro de Entomologia. 1977. (Congresso).

I Seminário de Crédito Rural.Seminário de Crédito Rural. 1977. (Seminário).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Iriana Maria da Silva

Ferrira, J.,B.;FAZOLIN, M.; ANDRADE NETO, R. de C.. Controle da Antracnose (Colletotrichum gloeosporoides) em açaí solteiro (Euterpe precatoria). 2017. Dissertação (Mestrado em Ciência, Inovação e Tecnologia para a Amazônia) - Universidade Federal do Acre.

Aluno: Rosângela de Araújo Pereira Holanda e Souza

FAZOLIN, M.. INSETOS AQUÁTICOS E SEMI - AQUÁTICOS COMO INDICADORES DA QUALIDADE DAS ÁGUAS DO IGARAPÉ DIAS MARTINS EM RIO BRANCO, ACRE-BRASIL. 2008. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Manejo de Recursos Naturais) - Universidade Federal do Acre.

Aluno: Joelma Lima Vidal Estrela

FAZOLIN, M.MALTHA, C. R. A.GUEDES, R. N. C.; SERRÃO, J. E.; LÚCIA, T. M. D.. Avaliação da atividade inseticida de amidas análogas da piperina em larvas de Spodoptera frugiperda ( Lepidoptera: Noctuidae). 2001. Dissertação (Mestrado em Entomologia) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Carlos Victor Lamarão Pereira

FAZOLIN, M.; SANTOS, E. C. S.; OLIVEIRA, L. A.. BIOPRODUTOS VERDES: SUPLEMENTOS ALIMENTARES PRODUZIDOS A PARTIR DA EXTRAÇÃO POR LÍQUIDO PRESSURIZADO E FLUÍDO SUPERCRÍTICO DE RESÍDUOS DE FRUTOS AMAZÔNICOS.. 2014. Tese (Doutorado em Programa Multi-institucional de Pós-graduação em Biotecnologia) - Universidade Federal do Amazonas.

Aluno: Márcia Reis Pena

SILVA, N. M.;FAZOLIN, M.; TELES, B. R.; GARCIA, M. V. B.; SILVA, J. R. A.. Biodiversidade de extratos aquosos e orgânicos de diferentes plantas inseticidas sobre a mosca-negra-dos-citros, Aleurocanthus woglumi Ashby 1915 (Hemipetera: Aleyrodidae). 2012. Tese (Doutorado em Agronomia Tropical) - Universidade Federal do Amazonas.

Aluno: Márcio Rodrigo Alécio

FAZOLIN, M.; SILVA, N. M.; TELES, B. R.; PENA, M. R.; VASCONCELOS, G. J.. ATIVIDADE BIOLÓGICA DE EXTRATOS DE TIMBÓ (Derris sandens Aubl. e Deguelia floribundus Benth) COMPARADOS A ROTENONA SOBRE A VAQUINHA-DO-FEIJOEIRO (Cerotoma tingomarianus Bechyne ? Coleoptera: Chrysomelidae) E A LAGARTA-DO-CARTUCHO DO MILHO (Spodoptera frugiperda Smith ? Lepidoptera: Noctuidae).. 2012. Tese (Doutorado em Biotecnologia) - Universidade Federal do Amazonas.

Aluno: Iriana Maria da Silva

FAZOLIN, M.; NOGUEIRA, S. R.; CARVALHO, C. M.. Controle da Antracnose (Colletotrichum gloeosporoides) em açaí (Euterpe precatoria). 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Inovação e Tecnologia para a Amazônia) - Universidade Federal do Acre.

Aluno: Luana de Oliveira Viana

FAZOLIN, M.; MARTINS, D. A.; OUZA, M. C. C. S.. INFLUÊNCIA DA DECOMPOSIÇÃO SOLAR SOBRE A EFICÁCIA INSETICIDA DO ÓLEO ESSENCIAL DE PIPER ADUNCUM L. NO CONTROLE DA LAGARTA-DO-CARTUCHO-DO-MILHO.. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Fameta Faculdade Rio Branco.

Aluno: Maria Sâmylla de Farias Silva

F.SILVA, M. S.;FAZOLIN, M.. AVALIAÇÃO DO POTENCIAL INSETICIDA DE TANINOS OBTIDOS A PARTIR DE RESÍDUOS DO PROCESSAMENTO AGROINDUSTRIAL DE CASTANHA-DO-BRASIL (Bertholletia Excelsa).. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Cências Biológicas) - União Educacional do Norte.

Aluno: Iriana Maria da Silva

SILVA, I. M.;FAZOLIN, M.. AVALIAÇÃO DO POTENCIAL INSETICIDA DE ISOFLAVONÓIDES OBTIDOS A PARTIR DE RESÍDUOS DO PROCESSAMENTO AGROINDUSTRIAL DO AÇAÍ (Euterpe Precatoria). 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Cências Biológicas) - União Educacional do Norte.

Aluno: Marcio Antônio Calistro Fabbris

FAZOLIN, M.; CASAGRANDE, A. A.; OLIVEIRA, M. A. de; ATHAYDE, M. L. F.. Comparação entre amadurecedores químicos na cana-de-açucar ( Saccharum spp.). 2001. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Entomologia) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Nilza Maria Martinelli

SILVEIRA NETO, S.;ZUCCHI, R. A.; COSTA, J. D.; CARVALHO, R. P. L.;MARTINELLI, N. M.. Análise faunística de insetos coletados com armadilha luminosa em seringueira no Acre. 1991. Tese (Doutorado em Agronomia Entomologia Esalq) - Universidade de São Paulo.

José Roberto Postali Parra

PARRA, J. R. P.. Análise faunística de insetos da seringueira, coletados com armadilha luminosa, no Acre.. 1990. Exame de qualificação (Doutorando em Agronomia (Entomologia) [Esalq]) - Universidade de São Paulo.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

MARIA ÉRICA COSTA DE LIMA

Avaliação inseticida de composições químicas, obtidas de forma artificial por adição de monoterpenos, sesquiterpenos e fenilpropanóides ao dilapiol; ; Início: 2018; Iniciação científica (Graduando em Engenharia Agronômica) - Universidade Federal do Acre, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

HOANA KLICIA LOPES GUIMARAES OLIVEIRA

Influência da proporção de terpenóides e fenilpropanóides nas frações do óleo essencial de Piper aduncum L; sobre a sinergia de princípios ativos purificados de inseticidas; Início: 2018; Iniciação científica (Graduando em CIÊNCIA BIOLÓGICAS) - FILIAL - IFAC CAMPUS RIO BRANCO, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

Márcio Rodrigo Alécio

TOXICIDADE DO EXTRATO DE Derris amazonica KILLIP A ADULTOS DE Cerotoma arcuatus OLIVIER (COLEOPTERA: CHRYSOMELIDAE); 2007; Dissertação (Mestrado em Agricultura no Trópico Úmido) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia,; Coorientador: Murilo Fazolin;

Márcio Rodrigo Alécio

ATIVIDADE BIOLÓGICA DE EXTRATOS DE TIMBÓ (Derris sandens Aubl; e Deguelia floribundus Benth) COMPARADOS A ROTENONA SOBRE A VAQUINHA-DO-FEIJOEIRO (Cerotoma tingomarianus Bechyne ? Coleoptera: Chrysomelidae) E A LAGARTA-DO-CARTUCHO DO MILHO (Spodoptera frugiperda Smith ? Lepidoptera: Noctuidae); ; 2012; Tese (Doutorado em Biotecnologia) - Universidade Federal do Amazonas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Murilo Fazolin;

Márcio Rodrigo Alécio

EFEITO TÓXICO DO EXTRATO DE TIMBO (Derris sp; ) E SUA COMBINAÇÃO COM ÓLEO DE Piper hispidinervum L; SOBRE ADULTOS DE Cerotoma tingomarianus Bechyné, (COLEOPTERA: CHRYSOMELIDAE); 2009; Tese (Doutorado em Biotecnologia) - Universidade Federal do Amazonas,; Orientador: Murilo Fazolin;

Luana de Oliveira Viana

INFLUÊNCIA DA DECOMPOSIÇÃO SOLAR SOBRE A EFICÁCIA INSETICIDA DO ÓLEO ESSENCIAL DE PIPER ADUNCUM L; NO CONTROLE DA LAGARTA-DO-CARTUCHO-DO-MILHO; ; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Biológicas) - Fameta Faculdade Rio Branco; Orientador: Murilo Fazolin;

Iriana Maria da Silva

AVALIAÇÃO DO POTENCIAL INSETICIDA DE ISOFLAVONÓIDES OBTIDOS A PARTIR DE RESÍDUOS DO PROCESSAMENTO AGROINDUSTRIAL DO AÇAÍ (Euterpe Precatoria); 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Biológicas) - Faculdade Barão do Rio Branco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Murilo Fazolin;

Maria Sâmylla de Farias Silva

AVALIAÇÃO DO POTENCIAL INSETICIDA DE TANINOS OBTIDOS A PARTIR DE RESÍDUOS DO PROCESSAMENTO AGROINDUSTRIAL DE CASTANHA-DO-BRASIL (Bertholletia Excelsa); ; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Biológicas) - Faculdade Barão do Rio Branco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Murilo Fazolin;

GLEICE FERNANDA BENTO

Avaliação dos diferentes níveis de pureza de óleos essencial no controle de pragas; ; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Agronomia) - Universidade Federal de Rondônia; Orientador: Murilo Fazolin;

Marilene Santos de Lima

Bioatividade de óleos essenciais e extratos de origem vegetal em relação a Sitophilus zeamais Mots; (Coleoptera:Curculionidae); 2005; 37 f; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Agronômica) - Universidade Federal do Acre, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Murilo Fazolin;

Wally Stanley Araújo de Oliveira

Bioensaios para avaliação de inseticidas naturais utilizando Ascia monuste orseis; 2001; 22 f; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Agronômica) - Universidade Federal do Acre; Orientador: Murilo Fazolin;

José de Sá Pessoa

Aspectos relacionados a criação da Ascia monuste orseis em condições de laboratório; Aspectos relacionados a criação da Ascia monuste orseis em condições de laboratório; ; 2000; 26 f; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Agronômica) - Universidade Federal do Acre, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Murilo Fazolin;

[Nome removido após solicitação do usuário]

Utilização de extratos vegetais no controle da vaquinha-do-feijoeiro Cerotoma tingomarianus Bechyné; 1999; 0 f; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Agronômica) - Universidade Federal do Acre, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Murilo Fazolin;

Valdirene Maia Argolo

Mudanças metodológicas para a criação do besouro africano Onthophagus gazella, no controle da mosca do chifre; ; 1997; 0 f; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Agronômica) - Universidade Federal do Acre, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária; Orientador: Murilo Fazolin;

Joelma Lima Vidal Estrela

Utilização de extratos vegetais no controle da vaquinha -do- feijoeiro Cerotoma tingomarianus Bechyné; ; 1997; 0 f; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Agronômica) - Universidade Federal do Acre, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Murilo Fazolin;

Walmir S

SILVA; Análise faunística e avaliação de pragas que ocorrem em um modelo proposto de sistema agroflorestal; ; 1996; 0 f; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Agronômica) - Universidade Federal do Acre, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Murilo Fazolin;

Walmik Tibúrcio Cavalcante Neto

Influência da decomposição solar sobre a eficácia inseticida do óleo essencial de Piper aduncum L; no controle da lagarta-do-cartucho-do-milho II; ; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Fameta Faculdade Rio Branco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Murilo Fazolin;

Rute Priscila Queiroz de Lima

Eficácia sinérgica de diferentes frações do óleo essencial de Piper aduncum L; no controle da lagarta-do-cartucho-do-milho; ; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Fameta Faculdade Rio Branco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Murilo Fazolin;

Luana de Oliveira Viana

INFLUÊNCIA DA DECOMPOSIÇÃO SOLAR SOBRE A EFICÁCIA INSETICIDA DO ÓLEO ESSENCIAL DE PIPER ADUNCUM L; NO CONTROLE DA LAGARTA-DO-CARTUCHO-DO-MILHO; ; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Fameta Faculdade Rio Branco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Murilo Fazolin;

Ellen Sousa Cavalcante

Eficácia sinérgica de diferentes frações do óleo essencial de Piper aduncum L; para inseticidas utilizados no controle da lagarta-do-cartucho-do-milho; I; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Cências Biológicas) - União Educacional do Norte, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Murilo Fazolin;

Iriana Maria da Silva

AVALIAÇÃO DO POTENCIAL INSETICIDA DE ISOFLAVONÓIDES OBTIDOS A PARTIR DE RESÍDUOS DO PROCESSAMENTO AGROINDUSTRIAL DO AÇAÍ (Euterpe Precatoria); 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Faculdade Barão do Rio Branco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Murilo Fazolin;

Maria Sâmylla de Farias Silva

AVALIAÇÃO DO POTENCIAL INSETICIDA DE TANINOS OBTIDOS A PARTIR DE RESÍDUOS DO PROCESSAMENTO AGROINDUSTRIAL DE CASTANHA-DO-BRASIL (Bertholletia Excelsa); ; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Faculdade Barão do Rio Branco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Murilo Fazolin;

Luiara Paiva Gomes

Avaliação de inseticidas botânicos no controle da vaquinha do feijoeiro; ; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Cências Biológicas) - União Educacional do Norte, Embrapa; Orientador: Murilo Fazolin;

Janaína Estevo de Oliveira Damaceno

Avaliação do potencial sinérgico e inseticida de óleos essenciais da Amazônia brasileira; ; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Acre, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Murilo Fazolin;

Francisca de Fátima Gonçalves Paiva

Sinergismo do óleo de Piper aduncum L; ao inseticida a base de Bezoiluréia no controle da lagarta Spodoptera frugiperda (J; E; Smith, 1797); ; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Acre, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Murilo Fazolin;

Celso Luis Bergo

Produção de piperáceas com finalidades industriais; 2007; Orientação de outra natureza; (Fisiologia de plantas cultivadas) - Universidade Federal do Paraná; Orientador: Murilo Fazolin;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Sinval Silveira Neto

ANALISE FAUNISTICA DE INSETOS COLETADOS COM ARMADILHA LUMINOSA EM SERINGUEIRA NO ACRE; 1991; Tese (Doutorado em Entomologia) - Universidade de São Paulo,; Orientador: Sinval Silveira Neto;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • AMARO, N. B. ; CASTRO JUNIOR, L. C. ; INACIO, C. O. ; LELES, R. N. ; DALESSANDRO, W. B. ; FREITAS, E. F. ; MARQUES, E. F. ; VIEIRA, P. C. ; FAZOLIN, M. ; FERNANDES, F. de F. . EVALUATION OF THE POTENTIAL ACARICIDAL OF THE HEXANIC EXTRACT OF Trichilia pallida SW. (SAPINDALES: MELIACEAE) LEAVES AND ESSENTIAL OIL OF Sesamum indicum LINN. (LAMIALES: PEDALIACEAE) SEEDS AGAINST LARVAL INSTAR OF Rhipicephalus sanguineus (LAT.) (ACARI: IXODIDAE). SABIOS (FACULDADE INTEGRADO DE CAMPO MOURÃO. ONLINE) , v. 14, p. 1-11, 2019.

  • FAZOLIN, MURILO ; VIDAL ESTRELA, JOELMA LIMA ; MONTEIRO MEDEIROS, ANDRÉ FÁBIO ; DA SILVA, IRIANA MARIA ; GOMES, LUIARA PAIVA . Sinérgico alternativo para inseticidas inibidores de acetilcolinesterase. agro@mbiente on-line , v. 11, p. 232-240, 2017.

  • FAZOLIN, MURILO ; ESTRELA, JOELMA LIMA VIDAL ; MEDEIROS, ANDRÉ FÁBIO MONTEIRO ; SILVA, IRIANA MARIA DA ; GOMES, LUIARA PAIVA ; SILVA, MARIA SAMYLLA DE FARIAS . Synergistic potential of dillapiole-rich essential oil with synthetic pyrethroid insecticides against fall armyworm. Ciência Rural , v. 46, p. 382-388, 2016.

  • FAZOLIN, M. ; ESTRELA, J. L. V. ; MONTEIRO, A.F.M. ; SILVA, I. M. ; GOMES, LUIARA PAIVA ; F.SILVA, M. S. . Combining the essential oil of Piper aduncum L. with commercial insecticides. Semina (Londrina) , v. 37, p. 3903-3914, 2016.

  • FAZOLIN, MURILO ; ESTRELA, JOELMA LIMA VIDAL ; MEDEIROS, ANDR? F?BIO MONTEIRO ; GOMES, LUIARA PAIVA ; SILVA, IRIANA MARIA DA ; SILVA, MARIA S?MYLLA DE FARIAS . Potencial sin?rgico do ?leo de Piper aduncum para inseticidas formulados com misturas de princ?pios ativos.. REVISTA DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS (BELÉM) , v. 59, p. 362-369, 2016.

  • VOLPE, HAROLDO XL ; FAZOLIN, MURILO ; GARCIA, RAFAEL B ; MAGNANI, RODRIGO F ; BARBOSA, JOSÉ CARLOS ; MIRANDA, MARCELO P . Efficacy of essential oil of against nymphs and adults of. Pest Management Science (Print) , v. 71, p. n/a-n/a, 2015.

  • FAZOLIN, M. ; ESTRELA, JOELMA LIMA VIDAL ; MONTEIRO, A.F.M. ; GOMES, LUIARA PAIVA ; SILVA, I. M. ; F.SILVA, M. S. . Sinérgico alternativo para o manejo da resistência da lagarta do cartucho do milho a piretroides. Revista Brasileira de Milho e Sorgo (Impresso) , v. 14, p. 316, 2015.

  • GUIDOTI, M. ; SANTOS, R. S. ; FAZOLIN, M. ; AZEVEDO, H. N. . GARGAPHIA PAULA (HETEROPTERA: TINGIDAE): FIRST HOST PLANT RECORD, NEW GEOGRAPHIC DATA AND DISTRIBUTION SUMMARY. Florida Entomologist , v. 97, p. 322-324, 2014.

  • FAZOLIN, M. ; ESTRELA, J. L. V. ; COSTA, C.R. da . Determinação da concentração de talos de Kangàrà Kanê para o controle de Sitophilus zeamais Mots., 1855. Magistra , v. 24, p. 239-246, 2012.

  • FAZOLIN, M. ; COSTA, C.R. da ; DAMACENO, J. E. O. ; ALBUQUERQUE, E. S. de ; CAVALCANTE, A. S. S. ; ESTRELA, J. L. V. . Fumigação de milho para o controle do gorgulho utilizando caule de Tanaecium nocturnum (Bignoniaceae). Pesquisa Agropecuária Brasileira (1977. Impressa) , v. 45, p. 1-6, 2010.

  • ALÉCIO, M.R. ; FAZOLIN, M. ; NETO, R.A.C ; CATANI, V. ; ESTRELA, J. L. V. ; ALVES, S. B. ; CORREA, R. S. ; ANDRADE NETO, R. de C. ; GONZAGA, A.D. . Ação inseticida do extrato de Derris amazonica Killip para Cerotoma arcuatus Olivier (Coleoptera: Chrysomelidae. Pesquisa Agropecuária Brasileira (1977. Impressa) , v. 40, p. 719-728, 2010.

  • FAZOLIN, M. ; COSTA, C.R. da ; HESSEL, C.E. ; ANDRADE,C.M.S.de . Levantamento de insetos associados aos capins tanner-grass, tangola e estrela-africana no Acre. Amazônia (Banco da Amazônia. 2005) , v. 4, p. 7-19, 2009.

  • FAZOLIN, M. ; ESTRELA, J. L. V. ; CATANI, V. ; ALÉCIO, M.R. ; LIMA, M. S. de . PROPRIEDADE INSETICIDA DOS ÓLEOS ESSENCIAIS DE Piper hispidinervum, Piper aduncum e Tanaecium nocturnum sobre Tenebrio molitor. Ciência e Agrotecnologia (UFLA) , UFLA, v. 31, n.1, p. 113-120, 2007.

  • FAZOLIN, M. ; ESTRELA, J. L. V. ; CATANI, V. ; ALÉCIO, M.R. ; LIMA, M. S. de . Atividade inseticida do óleo essencial de Tanaecium nocturnum (Barb. Rodr.) Bur. & K. Shum (Bignoneaceae) sobre Sitophilus zeamais Motsch. (Coleoptera: Curculionidae). Acta Amazonica (Impresso) , v. 37, p. 599-604, 2007.

  • ESTRELA, J. L. V. ; FAZOLIN, M. ; CATANI, V. ; ALÉCIO, M.R. ; LIMA, M. S. de . Toxicidade de óleos essenciais de Piper aduncum e Piper hispidinervum em Sitophilus zeamais. Pesquisa Agropecuária Brasileira , Brasília, v. 41, n.2, p. 217-222, 2006.

  • FAZOLIN, M. ; ESTRELA, J. L. V. ; CATANI, V. ; LIMA, M. S. de ; ALÉCIO, M.R. . Toxicidade do Óleo de Piper aduncum L. a Adultos de Cerotoma tingomarianus Bechyné (Coleoptera: Chrysomelidae)1.. Neotropical Entomology (Impresso) , Londrina, v. 34, n.3, p. 485-489, 2005.

  • ESTRELA, J. L. V. ; GUEDES, R. N. C. ; MALTHA, C. R. A. ; MAGALHÃES, L. C. de ; FAZOLIN, M. . Toxicidade de amidas análogas à piperina a larvas de Spoptera frugiperda (J.E.Smith) (Lepidoptera: Noctuidae). Magistra , Bahia, v. 17, n.2, p. 69-75, 2004.

  • FAZOLIN, M. ; ESTRELA, J. L. V. . Determinação do nível de dano econômico de Cerotoma tingomarianus Bechyné (Coleoptera:Chrysomelidae) em Phaseolus vulgaris L. cv. Pérola.. Neotropical Entomology (Impresso) , v. 33, n.5, p. 631-637, 2004.

  • FAZOLIN, M. ; ESTRELA, J. L. V. . Comportamento da cv. Pérola ( Phaseolus vulgaris L.) submetida a diferentes níveis de desfolhamento.. Ciência e Agrotecnologia (UFLA) , Editora UFLA, v. 27, n.5, p. 978-984, 2003.

  • ESTRELA, J. L. V. ; GUEDES, R. N. C. ; MALTHA, C. R. A. ; FAZOLIN, M. . Toxicidade de amidas análogas à piperina a larvas de Ascia monuste orseis Godart (Lepidoptera:Pieridae) e Spoptera frugiperda (J.E.Smith) (Lepidoptera: Noctuidae). Neotropical Entomology (Impresso) , v. 32, n.2, p. 343-346, 2003.

  • FAZOLIN, M. ; LEDO, A. S. ; AZEVEDO, F. F. . Níveis de infestação de Thlastocoris laetus Mayr ( Hemiptera: Coreidae) em quatro cultivares de abacaxi em Rio Branco, AC.. Anais da Sociedade Entomológica do Brasil (Impresso) (Cessou em 2000. Cont. ISSN 1519-566X Neotropical Entomology (Impresso) , Londrina, v. 30, n.4, p. 715-719, 2001.

  • FAZOLIN, M. ; ESTRELA, J. L. V. ; ARGOLO, V. M. . UTILIZACAO DE MEDICAMENTOS HOMEOPATICOS NO CONTROLE DA Cerotoma tingomarianus Bechyne COLEOPTERA, CHRYSOMELIDAE EM RIO BRANCO, ACRE.. PESQUISA HOMEOPATICA, v. 1, p. 19-20, 1997.

  • FAZOLIN, M. . LEVANTAMENTO DOS INSETOS E FLUTUACAO POPULACIONAL DAS PRAGAS QUE OCORREM NA CULTURA DO CAUPI Vigna unguiculata L. Walp., EM RIO BRANCO. TURRIALBA, v. 45, p. 137-142, 1995.

  • FAZOLIN, M. ; SILVA, W. S. . Ocorrência e danos provocados por Hybolabus amazonicus Voss ( Coleoptera: Attelabidae) em castanheira-do-brasil, em Rio Branco, Acre.. Anais da Sociedade Entomológica do Brasil , v. 24, n.3, p. 655-658, 1995.

  • FAZOLIN, M. ; GOMES, T. C. A. . DINAMICA POPULACIONAL DE Cerotoma Tingomarianus Bechyne EM CAUPI E PUERARIA EM RIO BRANCO, ACRE.. Anais da Sociedade Entomologica do Brasil, v. 22, p. 492-495, 1993.

  • BOIÇA JÚNIOR, A. ; MATIOLI, J. C. ; FAZOLIN, M. ; NAKANO, O. ; RIVERO, R. C. . DIFUSAO DE FOSFINA NO INTERIOR DE CUPINZEIROS DE Cornitermes cumulans Kollar ISOPTERA: TERMITIDAE. Anais da Sociedade Entomologica do Brasil, v. 21, p. 307-317, 1992.

  • FAZOLIN, M. ; PEREIRA, L. V. ; WILCKEN, C. F. . Influência de três inseticidas sobre o controle e atratividade de Cosmopolites sordidus ( Germar, 1824) ( Coleoptera, Curculionidae) em iscas tipo queijo, no Município de Rio Branco (AC).. Anais da Sociedade Entomológica do Brasil , v. 19, n.1, p. 181-189, 1990.

  • FAZOLIN, M. ; PEREIRA, L. V. . OCORRENCIA DE Oligonychus gossypii Zacher,1920 ACARI: TETRANICHIDAE EM SERINGUEIRAS CULTIVADAS.. ANAIS DA SOCIEDADE ENTOMOLOGICA DO BRASIL, v. 18, p. 199-202, 1989.

  • FORTI, L. C. ; SILVEIRA NETO, S. ; PARRA, J. R. P. ; MONTEIRO, F. A. ; FAZOLIN, M. ; MILANEZ, J. M. . LEVANTAMENTO E FLUTUACAO POPULACIONAL DE ALGUMAS PRAGAS DE PASTAGEM ATRAVES DE ARMADILHA LUMINOSA. BOLETIM DE INDUSTRIA ANIMAL, v. 34, p. 113-119, 1977.

  • SILVEIRA NETO, S. ; LARA, F. M. ; FAZOLIN, M. . QUOCIENTE E PORCENTAGEM DE SIMILARIDADE ENTRE COMUNIDADES DE NOCTUIDEOS AMOSTRADOS EM JABOTICABAL E PIRACICABA, SP.. CIENTIFICA, v. 5, p. 257-261, 1977.

  • SILVEIRA NETO, S. ; FORTI, L. C. ; FAZOLIN, M. . Flutuasção populacional dos aleirodídeos de citrus em Piracicaba- SP. Anais da Sociedade Entomológica do Brasil , Piracicaba, v. 6, p. 31-39, 1977.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

PAES, J. P. S. ; PERUQUETTI, R.C. ; FAZOLIN, M. ; GOMES, F. C. R. ; THOMAZINI, M. J. ; GONÇALVES, R. C. ; DRUMOND, P.M. . Sistema de Informação sobre praga e doenças do estado do Acre. 2009.

FAZOLIN, M. ; COSTA, C.R. da ; CAVALCANTE, A. S. S. ; ESTRELA, J. L. V. ; ALBUQUERQUE, E. S. de ; DAMACENO, J. E. O. . COMO UTILIZAR O CIPÓ-VICK PARA COMBATER O GORGULHO DO MILHO NO PAIOL. 2010.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2020 - Atual

    FORMULAÇÕES SINÉRGICAS DE ÓLEO ESSENCIAL DE QUIMIOTIPOS AMAZÔNICOS DE Piper aduncum L. COMO FERRAMENTA ADICIONAL PARA O MANEJO DA RESISTÊNCIA DE INSETOS., Descrição: Para a produção de agroquímicos são necessários de 10 a 12 anos, entre a descoberta de um composto e o início de sua produção em escala comercial. O custo desse desenvolvimento gira ao redor de U$ 150 milhões. Durante a vigência da proteção patentaria, muitas vezes o agroquímico perde parte de sua eficácia devido à evolução da resistência dos organismos alvo destes produtos, diminuindo sua vida útil, interferindo assim diretamente, de forma negativa na sua comercialização. No Brasil, há ocorrência da evolução da resistência para 22% dos 254 inseticidas e acaricidas. Uma das estratégias para o manejo da resistência dos insetos inclui compostos sinérgicos para bloquear processos metabólicos, constituindo-se em importante alternativa para este manejo. O sinérgico mais utilizado em formulações comerciais de inseticidas é o Butóxido de Piperonila, cuja utilização é restrita para combinações de agroquímicos de alto valor agregado (linha PET, pecuária e domissanitários) o que praticamente inviabiliza economicamente sua utilização em formulações de valor comercial que são acessíveis ao produtor. Há necessidade de serem oferecidas ao mercado de agroquímicos, alternativas de produtos sinérgicos de baixo custo para que possam ser utilizados para uma gama maior de princípios ativos. Há evidencias de que o óleo essencial de Piper aduncum L. (Piperceae) (OEPA), rico em dilapiol, sinergiza variados grupos de princípios ativos inseticidas. P. aduncum é abundante no Acre, estando praticamente finalizado seu sistema de produção, como resultado dos projetos até aqui desenvolvidos, podendo-se adotar com segurança o processo de industrialização para a destilação do seu OE. Inclui-se a finalização de um Zoneamento Pedoclimático de P. aduncum, demonstrando o potencial de exploração desta espécie para Estado do Acre . No caso do OEPA, há um controle efetivo dos teores do dilapiol no seu OE uma vez que, a procedência das plantas, colhidas para o processamento, são oriundas de uma área de cultivo formada com material selecionado de um Banco Ativo de Germoplasma da Embrapa Acre (BAG), propagado vegetativamente por estacas, o que permite teores de dilapiol do OEPA acima de 75%. Adicionalmente a destilação por arraste de vapor, realiza-se a destilação fracionada, de modo a obter o OEPA com uma composição constante e reprodutível. De 2003 a 2019 foram executados 6 projetos de pesquisa na Embrapa Acre, considerados fundamentais para o avanço da maturidade da tecnologia, compreendendo: domesticação da planta, seleção de genótipos, cultivo e utilização do OEPA no controle de pragas da agropecuária. Portanto, o desenvolvimento de formulações, com foco no manejo da resistência dos insetos, a partir de frações químicas do OEPA enriquecidas por adição de compostos com a finalidade de aumentar a eficácia sinérgica para inseticidas químicos pode ser considerada como uma alternativa ao PBO, permitindo o desenvolvimento de um ou mais ativos tecnológicos com potencial para utilização no controle de pragas de importância agropecuária de diferentes sistemas da cadeia produtiva do agronegócio brasileiro. Além disso, poderão ser considerados os desdobramentos positivos para segmentos da cadeia de produção agroquímicos, cujos princípios ativos apresentem limitações de comercialização pela evolução da resistência, com reflexos na redução do custo de produção , além da diminuição do impacto ambiental. Desta forma, a proposta pretende oportunizar a ampliação da inserção de moléculas químicas da biodiversidade da Amazônia, em produtos convencionais das indústrias de agroquímicos, por meio do incremento da maturidade de ativos tecnológicos existentes que apresentam potencial de geração de novos produtos comerciais dentro desta cadeia de produção. Vislumbra-se, portanto a celeridade da maturação desta tecnologia dentro desta proposta e nas subsequentes que a sucederão.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador / Celso Luiz Bergo - Integrante / : HUMBERTO RIBEIRO BIZZO - Integrante.

  • 2015 - Atual

    Variações populacionais e frequência relativa de Helicoverpa armigera no Acre., Descrição: serão avaliadas as variações populacionais dos principais noctuídeos e a frequência relativa de Helicoverpa armigera em pelo menos dois anos, no Acre (Rio Branco). A atividade envolve muito preparo de material e de logística, além de instruções de como coletar. Os locais devem ser representativos da paisagem agrícola - contendo cultivo de soja e vegetação típica do bioma. As épocas de coleta contarão com 26 novilúnios, constando de pelo menos cinco noites consideradas como Descrição: repetições. A escolha das fases de lua nova destacam-se para maximizar e padronizar as coletas uma vez que a luminosidade da lua influencia muito as coletas. As coletas propriamente ditas provavelmente serão efetuadas de junho de 2015 a junho de 2017. Entretanto, com antecedência deverão ser preparados os materiais de coleta, logística, materiais para triagem, identificação e tabulação dos dados. Após as coletas será dada a continuidade da triagem, preparação dos insetos a seco, identificação tabulação dos dados e análises não paramétricas de agrupamento, índices ecológicos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador / André Fábio Medeiros Monteiro - Integrante.

  • 2014 - Atual

    Utilização do óleo essencial de Piper aduncum L. no controle do pisilídeo dos citros., Projeto certificado pela empresa Fundo de Defesa da Citricultura em 19/06/2015., Descrição: A citricultura é uma das principais atividades do agronegócio brasileiro. A presença da doença huanglongbing (HLB, ex-greening), é responsável pela erradicação de aproximadamente 30 milhões de plantas no estado de São Paulo. No Brasil esta doença é associada às bactérias Candidatus Liberibacter americanus e Ca. L. asiaticus, que são transmitidas pelo psilídeo Diaphorina citri Kuwayama. Atualmente existem poucos grupos químicos disponíveis para o controle deste inseto. Uma opção, de forte apelo quanto à redução de impactos ambientais e diminuição de resíduos tóxicos refere-se á utilização de inseticidas botânicos no controle deste pisilídeo. Neste contexto, vislumbra-se a possibilidade da utilização do óleo essencial de Piper aduncum L. como uma opção ao controle de D. citri, devido às evidências de que o dilapiol, presente nos extratos e no óleo essencial desta piperácea apresenta efeito letal para insetos. O maior volume de informações para o controle de D. citri, está relacionada à utilização de inseticidas convencionais. Observou-se que o número de pulverizações para o controle de D. citri é crescente, podendo chegar a 48 em pomares em formação. Assim, existe o risco eminente da ocorrência de resistência de populações de D. citri aos inseticidas, trazendo consequências negativas quanto a contaminação ambiental, favorecendo a imposição de barreiras não tarifárias ao suco de laranja exportado, pela presença de resíduos de inseticidas no produto. O uso de sinergistas a minimizam a quantidade de inseticida químico necessária para o controle, inibindo a capacidade dos indivíduos de destoxificar o inseticida, aumentando assim a letalidade dos mesmos nas populações resistentes. Além disso, os sinergistas podem minimizar a contaminação ambiental dos resíduos de inseticidas persistentes e preservar insetos benéficos. Projetos de pesquisa desenvolvidos pela Embrapa Acre tiveram como objetivo gerar informações científicas para viabilizar o processo de utilização do óleo essencial de P. aduncum como inseticida e sinérgico, utilizando como matéria prima importante recurso florestal não madeireiro da Amazônia brasileira. O óleo rico em dilapiol, sem passar por nenhum processo de purificação apresentou expressivos valores de Fator de Sinergismo para para vários grupos de inseticidas. Desta forma, justifica-se a avaliação deste óleo essencial, tanto como inseticida, como em composições sinérgicas como ferramenta adicional para o manejo da resistência D. citri. O objetivo desta proposta é o de ajustar doses de resposta e doses de aplicação ao nível de campo do óleo essencial de P. aduncum como inseticida e sinérgico de inseticidas registrados para o manejo integrado da D. citri. O projeto será executado por meio de quatro planos de ação, a saber: 1- Gestão do projeto; 2- Avaliação da toxicidade do óleo essencial de P aduncum como inseticida e sinérgico de inseticidas para o controle de D.citri em condições de laboratório objetivando a determinação das curvas de concentração e dose- mortalidade do óleo essencial de P. aduncum para D. citri em condições de laboratório assim como os fatores de sinergismo de diferentes combinações do óleo essencial com inseticidas de diferentes grupos químicos. Além disso, serão determinadas isóboles para definição da proporção ideal entre o óleo essencial e os princípios ativos utilizados; 3- Avaliação e seleção de doses e concentrações do óleo essencial de P. aduncum para o controle de D. citri em condições de telado, cujo objetivo é o de avaliar e selecionar as melhores concentrações e doses inseticidas do óleo essencial assim como das combinações sinérgicas em condições de telado, a partir da seleção realizada previamente em laboratório e 4- Ajustes de doses do óleo essencial de P aduncum. para o controle de D. citri em condições de campo:. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador / Marcelo Pedereira de Miranda - Integrante / Haroldo Xavier Linhares Volpe - Integrante.

  • 2010 - 2014

    Desenvolvimento de cultivares de amendoim forrageiro para consorciação em sistemas sustentáveis de produção pecuária, Descrição: As cultivares de amendoim forrageiro foram obtidas pela seleção de ecotipos encontrados na natureza, todos coletados no Brasil, visto que as espécies A. pintoi e A. repens são exclusivas da flora brasileira. Apesar da importância dessas cultivares inicialmente lançadas, produtores e pesquisadores vêm demandando genótipos específicos para diferentes condições edafoclimáticas e sistemas de produção, o que exige o desenvolvimento de novas cultivares por meio de programas de melhoramento genético, que reúnam diversas características de interesse num mesmo genótipo. A realização de cruzamentos artificiais, originando novas combinações híbridas envolvendo acessos divergentes, é de grande interesse para o melhoramento genético do amendoim forrageiro, não só pela potencialidade de explorar o vigor híbrido na geração F1, através de propagação por estolhos, como também por promover a formação de populações com grande variabilidade, resultante dos eventos de recombinação genética (CASTRO et al., 2005). Para viabilizar as atividades de rotina do programa de hibridação, protocolos para análise de marcadores microssatélites devem ser otimizados para A. pintoi e A. repens e o tratamento das sementes visando a superação da dormência devem ser adequadamente estabelecidos. Estudos sobre a variabilidade genética de A. pintoi e A. repens vêm sendo conduzidos há cerca de 15 anos, demonstrando haver grande variabilidade entre os acessos e elevado potencial para uso em programas de melhoramento genético.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Murilo Fazolin - Integrante / Giselle Mariano Lessa de Assis - Coordenador., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2012

    Comportamento de Bemisia tabaci Genn. Biótipo B (Hemiptera: Aleyrodidae) e Spodoptera frugiperda (Lepidoptera : Noctuidae) submetidos a tratamentos com preparados homeopáticos, Descrição: Os impactos do desenvolvimento industrial e agroindustrial sobre as condições de sobrevivência no planeta e sobre a qualidade de vida das pessoas vêm sendo discutidos há muito tempo. (2). O uso de agrotóxicos ao longo dos anos tem causado uma série de prejuízos ás espécies residente de vegetais e animais e o acumulo de resíduos tóxicos em toda a cadeia alimentar, tem provocado intoxicações agudas e crônicas em agricultores e consumidores. Os problemas dos pesticidas não se limitam aos resíduos que contaminam os alimentos, a água ou o campo. As principais vítimas dos pesticidas são os próprios agricultores e suas famílias, que são expostos as doses muito maior que os resíduos existentes nos produtos agrícolas que chegam ao consumidor. O sistema orgânico de produção é empregado mundialmente em 26 milhões de hectares por aproximadamente 560 mil agricultores, com um mercado, em 2003, de U$ 25 bilhões, tendo a Austrália como o país com maior área sob produção orgânica com 11,3 milhões de há seguido pela Argentina (2,8 milhões) e Itália (1 milhão). No Brasil estima-se que estão sendo cultivados aproximadamente 800 mil hectares com 14 mil unidades de produção orgânicas certificadas, colocando o País em segundo lugar em termos de área manejada organicamente na América latina. Nos últimos anos, no Brasil, o crescimento das vendas de produtos orgânicos chegou a 50% ao ano. Alimentos oriundos da agricultura orgânica são considerados diferenciados e se caracterizam por envolver desde a elaboração das normas de qualidade dos sistemas de produção e nos processos de trabalho, passando pelo papel das entidades certificadoras, até questionamentos ideológicos, além de a segurança alimentar. Oficializada na agropecuária orgânica (Brasil 1999), a homeopatia é uma alternativa compatível com a visão orgânica, holística, sistêmica e ecológica, que utilizam preparados que estimulam as defesas naturais dos organismos. Baseados nessas informações e na preocupação com novos métodos de manejo. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador / JOELMA LIMA VIDAL ESTRELA - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    Caracterização, Purificação e Bioatividade Inseticida e Sinérgica de Componentes de Óleos Essenciais de Pimentas-Longas, Descrição: A ocorrência das pimentas-longas no Acre foi relatada em 1992 por ocasião do zoneamento e caracterização de habitats naturais de piperáceas no Estado, realizado pelos pesquisadores do Museu Goeldi e da Embrapa Acre. Como resultado desse trabalho foi encontrada e coletada, além da P. hispidinervum, outras espécies da família Piperaceae abundantes nos Vales dos rios Juruá, Purus e rio Acre. A partir daí intensificaram-se os esforços para viabilizar a produção e aplicação industrial dos óleos essenciais dessas plantas, envolvendo elaboração de projetos de pesquisa, capacitação de pessoal tanto do quadro funcional como de colaboradores no sentido da formação de competências que pudessem auxiliar nos desafios científicos que o processo exigiu. Uma das aplicações inovadoras e promissoras dos óleos essenciais dessas piperáceas esta voltada para o controle de pragas agrícolas, destacando-se as variações da utilização do produto como inseticida e, principalmente, como sinérgico de inseticidas convencionais. Neste último caso, os resultados promissores obtidos no projeto: ?Avaliação do potencial sinérgico e inseticida de óleos essenciais da Amazônia brasileira (03.07.9.001.00-AGROFUTURO)? utilizando óleos essenciais de piperáceas na sua forma bruta, combinado com inseticidas em formulações convencionais despertou o interesse da Embrapa, por meio da Assessoria de Inovação Tecnologia (AIT), da promoção da proteção patentária dessa tecnologia. Pelo menos uma das lignanas avaliadas preenche os três requisitos básicos da patenteabilidade: novidade, atividade inventiva e aplicação industrial. Para dar início ao referido processo é necessária a realização da caracterização e purificação dessas lignanas. Na sequência, realizar avaliações da ação inseticida individual dessas lignanas e das respectivas associações com outras moléculas presentes, de forma minoritária, nos óleos essenciais. A partir daí realizar as avaliações sinérgicas daS combinações com os princípios ativos dos inseticidas convencionais. Essas ações de pesquisa constituem-se no objetivo da presente proposta.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador / Raul Narciso C. Guedes - Integrante / Flávio Araújo Pimentel - Integrante.

  • 2009 - 2011

    LÍDER DO PROJETO:DESENVOLVIMENTO DE FORMULAÇÕES INSETICIDAS UTILIZANDO PLANTAS DA AMAZÔNIA OCIDENTAL, Descrição: O objetivo do projeto é de Gerar informações científicas para viabilizar o processo de utilização de inseticidas de origem vegetal, assim como produtos sinérgicos e fotoestabilizantes botânicos adicionados a extratos de timbós para aplicação em cultivos orgânicos, e naqueles que se encontrem nas fases iniciais de transição agroecológica. Desta forma, pretende-se dentro do manejo integrado de pragas, proporcionar uma alternativa ao uso de inseticidas comerciais substituindo-os por inseticidas botânicos, visando à minimização de impactos ambientais, utilizando como matéria prima, importantes recursos florestais não madeireiros da Amazônia brasileira.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador / JOELMA LIMA VIDAL ESTRELA - Integrante / Charles Rodrigues da Costa - Integrante / Marcio Rodrigo Alécio - Integrante / Valdomiro Catani - Integrante / ANA SUZETTE DA SILVA CAVALCANTE - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2009 - 2011

    Membro da Equipe do Projeto: Desenvolvimento e aperfeiçoamento de tecnologias para Piper hispidinervum e Piper aduncum, Descrição: Tendo em vista a falta de estudos e referências a respeito das tecnologias para os sistemas de cultivo de pimenta longa e de macaco, desde a produção de mudas por estaquia, cultivo in vitro, tecnologia de sementes, fungos micorrízicos, manejo cultural (irrigação, adubação, reaproveitamento de resíduos, consorciação, espaçamento), até a colheita da biomassa, beneficiamento e utilização de produtos, subprodutos do óleo essencial de safrol, com estudo de viabilidade econômica, este projeto buscará desenvolver e aperfeiçoar tecnologias para sistemas de cultivo das espécies P. hispidinervum e P. aduncum. A fim de desenvolver e aperfeiçoar essas tecnologias para as culturas e produção do óleo essencial, será necessário definir protocolos que resultarão na destilação dos óleos essenciais e análise qualitativa, para a obtenção de bioinseticidas de combinações sinérgicas com óleos essenciais e agrotóxicos sobre parasitóides, predadores e artrópodes de importância econômica.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Integrante / Giselle Mariano Lessa de Assis - Integrante / Jacson Rondinelli da Silva Negreiros - Integrante / Givanildo Roncatto - Coordenador.

  • 2008 - 2011

    LÍDER DO PROJETO: Avaliação do potencial sinérgico e inseticida de óleos essenciais da Amazônia brasileira, Descrição: A abundância de piperáceas produtoras de óleos essenciais, principalmente nos vales dos rios Juruá e Purus, no estado do Acre, associada à falta de informações sobre a utilização desses óleos essenciais sem purificação ou modificações químicas como inseticidas e/ ou sinergistas, objetivou o presente estudo, que visa gerar informações científicas para viabilizar o processo de utilização de produtos sinérgicos adicionados a inseticidas comerciais e botânicos aplicados no campo, propiciando assim a diminuição de impactos ambientais, utilizando como matéria prima importantes recursos florestais não madeireiros da Amazônia brasileira.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador / JOELMA LIMA VIDAL ESTRELA - Integrante / Valdomiro Catani - Integrante.

  • 2005 - 2009

    COORDENADOR INSTITUCIONAL DO PROJETO: Reserva Extrativista do Cazumbá-Iracema - Um Modelo de Conservação e Uso Sustentável da Biodiversidade por Comunidades Tradicionais na Amazônia., Descrição: Gestor de 5 Planos de Ação, dos 8 existentes, referentes à participação da Embrapa Acre como se seguem: Plano de Ação 2: Plantas Medicinais: Objetivos- Resgatar os conhecimentos tradicionais sobre uso de plantas medicinais e capacitação sobre uso / Definição de sistemas produtivos apropriados / Iniciação de atividade comercial Plano de Ação 3: Plantas Inseticidas- Objetivos: Verificar potencial produtivo de plantas inseticidas / definir sistemas de manejo para extração de materiais / propiciar o uso de plantas inseticidas na comunidade. Plano de Ação 6: Atividades tradicionais - Castanha- Objetivos: Implantar um sistema pos-colheita melhorado em termos de preservação e qualidade do produto / Iniciar alternativas de agregação de valor (óleo e farinha) / melhorar as condições de longo prazo da sustentabilidade da atividade. Plano de Ação 7: Agricultura Familiar-Objetivos: Melhorar a produtividade da mandioca / melhorar a qualidade da farinha e incrementar valor agregado / Implantar SAFs em áreas desmatadas subutilizadas. Plano de Ação 8: Reordenamento da Pecuária- Objetivo: Aumento da produtividade das pastagens / Diminuição pressão por novas áreas de pastagens. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (3) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador / Rivadalve Coelho Gonçalves - Integrante / Carlos Maurício Soares de Andrade - Integrante / Amauri Siviero - Integrante / Aureny M.P. Lunz - Integrante / Claudenor Pinho de Sá - Integrante / Lúcia Helena de O. Wadt - Integrante / Moacir Haverroth - Integrante., Financiador(es): Programa Biodiversidade Brasil-Itália - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2008

    Membro da Equipe do Projeto:Avaliação de riscos da utilização dos capins tanner-grass, tangola e estrela africana nas condições ambientais do Acre, Descrição: A falta de adaptação do capim braquiarão (Brachiaria brizantha cv. Marandu) aos solos de baixa permeabilidade, predominantes no Estado do Acre, tem causado a degradação de milhares de hectares de pastagens. Entre as opções forrageiras que vêm sendo utilizadas para a recuperação destas pastagens têm se destacado algumas espécies ainda não validadas pela pesquisa para as condições ambientais do Acre, como o capim tanner-grass (B. arrecta), o capim-tangola (B. arrecta x B. mutica) e o capim estrela-africana (Cynodon nlemfuensis). O aumento da área cultivada com estas forrageiras no Acre, os relatos de problemas relacionados à ocorrência de pragas e doenças, bem como de intoxicação de animais, em pastagens formadas com estas gramíneas em outras regiões do País, e a generalizada falta de estudos e informações sobre sua utilização nas condições da Região Amazônica, ressaltam a necessidade e a urgência de realização de estudos buscando aumentar o grau de conhecimento sobre estas forrageiras nas condições do Acre. Portanto, este projeto tem como objetivo gerar as informações necessárias para analisar os riscos da utilização dos capins tanner-grass, tangola e estrela-africana nas condições do Acre. Mais especificamente, pretende-se analisar os riscos atuais e potenciais de ocorrência de pragas, doenças e de intoxicação de animais utilizando estas forrageiras. Serão selecionadas propriedades rurais em diferentes regiões do Estado do Acre, que possuam pastagens formadas com estas gramíneas, para a realização de levantamentos de pragas, doenças e fatores antinutricionais ou tóxicos na sua forragem. Espera-se, como resultado deste projeto, aumentar o grau de conhecimento sobre os capins tanner-grass, tangola e estrela-africana nas condições do Acre, bem como recomendar estratégias adequadas de utilização destas gramíneas, contribuindo para aumentar a produtividade, rentabilidade e sustentabilidade dos sistemas de produção pecuários na Amazônia Ocidental.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Murilo Fazolin - Integrante / JOELMA LIMA VIDAL ESTRELA - Integrante / Charles Rodrigues da Costa - Integrante / Carlos Maurício Soares de Andrade - Coordenador.

  • 2005 - Atual

    Membro da equipe do projeto: Sistemas de produção de matérias-primas visando a geração de biocombustíveis no Estado do Acre, Descrição: Atividade relacionada ao levantamento populacional e avaliação de danos causados pelas pricipais pragas da cultura da cana-de-açucar, em materiais de introdução.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Murilo Fazolin - Integrante / João Batista Martiniano Pereira - Coordenador., Financiador(es): Centrais Elétricas do Norte do Brasil - Auxílio financeiro / Fundação de Tecnologia do Estado do Acre - Auxílio financeiro / Universidade Federal do Acre - Auxílio financeiro.

  • 2004 - 2009

    LIDER DO PROJETO: Prospecção e avaliação de plantas com potencial de uso inseticida na reserva extrativista Cazumbá-Iracema, Descrição: A utilização de inseticidas convencionais para o controle de insetos-pragas têm apresentado efeitos colaterais indesejáveis. Numerosas substâncias ativas que atuam no controle populacional de insetos têm sido identificadas a partir de produtos naturais de origem vegetal com uso na agricultura e pecuária. A diversidade de plantas da Amazônia favorece a um relativo sucesso na prospecção desses vegetais para esta finalidade. Poucos desses compostos tiveram a bioatividade avaliada para pragas. O projeto tem por objetivo identificar espécies vegetais na RESEX Cazumbá-Iracema, com atividade inseticida, isolando, fracionando e purificando compostos ativos promissores, quanto ao controle de pragas por meio de experimentação em laboratório e semi-campo, com aplicações diretas ao nível de campo. As informações etnobotânicas e o material vegetal serão fornecidos por levantamentos e as espécies apontadas como potenciais terão exemplares colhidos destinados às análises laboratoriais e depositados em herbário oficial. Os locais de coleta de cada exemplar terão suas coordenadas geográficas identificadas. Os materiais coletados serão submetidos à extração para bioensaios, e aquele(s) que apresentar(em) atividade será fracionado para separação dos compostos.Serão determinadas as DL50 e CL50 em bioensaios de contato por aplicação tópica, exposição à superfície contaminada, fumigação e ingestão. As frações promissoras, aromáticas ou não, serão submetidas à identificação de compostos por meio do espectrômetro de massa RMN INOVA 300. Após a seleção dos bioensaios, os compostos promissores serão testados ao nível semi-campo para C. tingomarianus em plantas de feijão em vasos dentro de gaiolas e telado, e grãos armazenados em maior escala para caruncho e gorgulhos, avaliando-se a mortalidade e o consumo alimentar. Os extratos/ óleos essenciais que forem promissores , serão testadas ao nível de propripriedade rural em pesquisa participativa.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (1) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador / JOELMA LIMA VIDAL ESTRELA - Integrante / Charles Rodrigues da Costa - Integrante / Valdomiro Catani - Integrante / Elizângela Sampaio de Albuquerque - Integrante., Financiador(es): Programa Biodiversidade Brasil Itália - Auxílio financeiro.

  • 2002 - 2005

    LIDER DO PROJETO: Prospecção e Avaliação de Plantas da Amazônia com Potencial de Uso Inseticida, Descrição: Diante das perdas de produção provocadas pelo ataque dos insetos, o produtor agrícola se depara com a necessidade de recorrer a diversos métodos de controle como o biológico, genético, cultural e químico. Este último que se realiza pela utilização dos inseticidas convencionais e específicos, é o que tem estabelecido maiores vantagens devido a sua eficiência, baixo custo e facilidade de uso em relação aos demais (Soderlund, 1995). Todavia, a contínua utilização do controle químico com praguicidas não seletivos, sem a rotação de produtos, pode causar desequilíbrios como a eliminação de insetos benéficos, explosões populacionais da praga, e principalmente, a perda de eficácia de inseticidas mediante a seleção de populações resistentes a estes compostos químicos (Kay & Collins 1987, Guedes & Fragoso 1999). Os inseticidas podem ser produzidos a partir de um protótipo natural, como os piretróides sintéticos que foram introduzidos no mercado a partir da década de 70. Estes são análogos das piretrinas, encontradas no piretro, pó obtido de flores de algumas espécies do gênero Chrysanthemum (C. cinerariaefolium e C. coccineum) (Hirata,1995). Mais recentemente têm se buscado novos compostos com ação inseticida que possuam características desejáveis. Dentro deste contexto, o presente trabalho tem como objetivo desenvolver ações de pesquisa no sentido de prospecção e avaliação de plantas da Amazônia com atividade inseticida, visando à conservação ambiental dos agroecossistemas onde as frações ativas destas plantas poderão ser utilizadas como bioinseticidas naturais no Manejo de pragas.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (1) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador / JOELMA LIMA VIDAL ESTRELA - Integrante / Charles Rodrigues da Costa - Integrante / Valdomiro Catani - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 27

  • 2001 - 2003

    Membro da Equipe do Projeto: Avaliação e seleção de Platano no Estado do Acre, Descrição: Projeto de Pesquisa. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Integrante / Amauri Siviero - Coordenador.

  • 2000 - 2003

    Membro da Equipe do Projeto: Avaliação do comportamento produtivo e persistência de acessos de Brachiaria brizantha, B. humidicola e Panicum maximum , sob pastejo, na Amazônia Ocidental, Descrição: Projeto de Pesquisa. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Integrante / Judson Ferreira Valentim - Coordenador / Carlos Maurício Soares de Andrade - Integrante.

  • 2000 - 2003

    Membro da Equipe do Projeto: Diagnótico e planajamento florestal para manejo de espécies não madeireiras potenciais no Seringal Porvir, Resex Chico Mendes, Descrição: Projeto de Pesquisa. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Integrante / Lúcia Helena de O. Wadt - Coordenador / Evandro Orfanó Figueiredo - Integrante.

  • 1999 - 2001

    Membro da Equipe do Projeto: Controle integrado da Sigatoka Negra no Estado do Acre, Descrição: Projeto de Pesquisa. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Integrante / Amauri Siviero - Coordenador.

  • 1999 - 2001

    Membro da Equipe do Projeto: Avaliação agronômica de Arachis spp. nas condições do estado Acre, Descrição: Projeto de Pesquisa. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Integrante / Judson Ferreira Valentim - Coordenador.

  • 1999 - 2001

    Membro da Equipe do Projeto: Avaliação de progênies e populações de cafeeiros no Estado do Acre, Descrição: Projeto de Pesquisa. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Integrante / Celso Luiz Bergo - Coordenador.

  • 1999 - 2001

    Membro da Equipe do Projeto: Prospecção de demandas na cadeia produtiva do café no Acre, Descrição: Projeto de Pesquisa. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Integrante / Celso Luiz Bergo - Coordenador.

  • 1994 - 1996

    COORDENADOR DO PROJETO: Seleção de substância para o controle da vaquinha-do-feijoeiro, Cerotoma tingomarianus Bechyné, Descrição: Projeto de Pesquisa. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador.

  • 1994 - 1996

    COORDENADOR DO PROJETO: Análise entomofaunística e controle de Hipsipyla grandella, por meio de armadilha luminosa, na cultura do mogno, Descrição: Projeto de Pesquisa. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador.

  • 1993 - 1996

    COORDENADOR DO PROJETO: Análise faunística e avaliação de danos de pragas que ocorrem em modelos de sistemas agroflorestais, Descrição: Projeto de Pesquisa. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador.

  • 1983 - 1986

    COORDENADOR DO PROJETO: Controle químico da pragas do arroz de sequeiro no Estado do Acre, Descrição: Projeto de pesquisa. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador.

  • 1983 - 1986

    COORDENADOR DO PROJETO: Utilização do fogo como agente de controle das cigarrinhas-das-pastagens no Estado do Acre, Descrição: Projeto de Pesquisa. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador.

  • 1983 - 1986

    COORDENADOR DO PROJETO: Determinação do nível de dano econômico de Cerotoma sp. em caupi (Vigna unguiculata), Descrição: Projeto de pesquisa. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador.

  • 1983 - 1986

    COORDENADOR DO PROJETO: Levantamento, identificação e flutação populacional de insetos nas culturas de arroz, milho e caupi, Descrição: Projeto de Pesquisa. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador.

  • 1983 - 1985

    COORDENADOR DO PROJETO: Levantamento e flutuação populacional de pragas e seus Inimigos naturais nas pastagens do Acre, Descrição: Projeto de Pesquisa. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2005 - 2008

    RESPONSÁVEL PELO SUB-PROJETO: Adaptação da tecnologia de manejo integrado de mandarová (E. ello) para controle de incidência em áreas de produção de mandioca no Vale de Juruá, Descrição: O mandarová (Erinnys ello), é uma das pragas de maior importância para cultura da mandioca, devido a sua alta capacidade de consumo foliar, especialmente nos últimos instares larvais. É uma praga de ocorrência esporádica (surtos), podendo demorar vários anos antes de apresentarem novo ataque. A lagarta pode causa severo desfolhamento nas plantas, com perda de rendimentos. Quando o desfolhamento ocorre em plantas jovens (dois a cinco meses), as perdas são maiores que em plantas mais velhas (seis a dez meses) (FARIAS, 1991). Em meados da década de oitenta tomou-se conhecimento do primeiro relato do ataque do mandarová da mandioca na região produtora de Cruzeiro do Sul (AC), cujo centro de origem foi no município vizinho de Guajará (AM). Na época não foram avaliadas a intensidade do ataque da praga e as conseqüentes perdas de produtividade. Outros surtos foram constatados nos anos de 1993 e 1998, sendo acompanhados e avaliados pela Embrapa Acre em parceria com o Serviço de Extensão Rural do estado. Nestes dois anos as perdas de produtividade foram estimadas em 50% e 60%, respectivamente, sendo que a aplicação experimental do Baculovirus erinnys não surtiu efeito devido as lagartas da praga estarem no quarto ou quinto instares, estágios de desenvolvimento em que apresentam maior resistência ao controle. Os objetivos do projeto são: - Adaptar a tecnologia de manejo integrado de E. ello por meio da produção e aplicação de B. erinnys visando o seu controle, avaliando a eficiência de estirpes deste vírus no controle da praga, na região de Cruzeiro do Sul.- Testar extratos/óleos de origem botânica, proveniente das florestas do Acre para o controle de E. ello, adaptando-se a metodologia de controle de Spodoptera frugiperda (lagarta-do-cartucho-do-milho)- Testar o produto comercial a base de Bacillus thuringiensis (DIPEL PM) no controle de E. ello, nas condições de Cruzeiro do Sul. . , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (1) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador / JOELMA LIMA VIDAL ESTRELA - Integrante / Elizângela Sampaio de Albuquerque - Integrante / Karla Andréa Araújo Maia - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2007

    RESPONSÁVEL PELO SUB-PROJETO: Manejo integrado das pragas do cafeeiro em cultivo orgânico de Arábica e Conillon., Descrição: O Acre se caracteriza, como os outros estado da Amazônia, por altas temperaturas e precipitações pluviométricas, que favorecem a erosão do solo, lixiviação dos nutrientes para camadas mais profundas, a mineralização da matéria orgânica e a incidência de ervas daninhas. Isso concorre, no caso do café, reduzindo sua produtividade e longevidade, além de aumentar os custos na formação e manutenção, em função da maior demanda de mão de obra para controle de invasoras e da necessidade de adubação para repor os nutrientes perdidos e exportados pela produção. Para minimizar estes efeitos negativos produtores tem usado, baseados no conhecimento prático, diferentes leguminosas consorciadas com os cafeeiros buscando fornecer proteção ao solo, incorporação de matéria orgânica e ainda o fornecimento de nitrogênio fixado por elas. A definição da melhor delas, dentre as várias possíveis de se usar nas condições de clima do Estado, constitui-se numa demanda de pesquisa facilmente perceptível. Sendo assim, o objetivo desse subprojeto é avaliar o efeito de leguminosas, arbustivas ou não, em sistemas de produção de café em plena produção, e o manejo ecológico da broca e bicho mineiro no segmento de agricultura familiar. Uma das ações deste projeto, objetivava avaliar em áreas de produtores o efeito da leguminosa flemingia e mucuna preta, em relação a testemunha, quando utilizada nas entrelinhas de lavouras já formadas realizando ainda o manejo ecológico da infestação de broca e bicho mineiro reduzindo-a abaixo dos níveis de danos econômicos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador / Charles Rodrigues da Costa - Integrante / Celso Luiz Bergo - Integrante.

  • 2005 - 2008

    RESPONSÁVEL PELO SUB-PROJETO: Adaptação da tecnologia de manejo integrado de mandarová (E. ello) para controle de incidência em áreas de produção de mandioca no Vale de Juruá, Descrição: O mandarová (Erinnys ello), é uma das pragas de maior importância para cultura da mandioca, devido a sua alta capacidade de consumo foliar, especialmente nos últimos instares larvais. É uma praga de ocorrência esporádica (surtos), podendo demorar vários anos antes de apresentarem novo ataque. A lagarta pode causa severo desfolhamento nas plantas, com perda de rendimentos. Quando o desfolhamento ocorre em plantas jovens (dois a cinco meses), as perdas são maiores que em plantas mais velhas (seis a dez meses) (FARIAS, 1991). Em meados da década de oitenta tomou-se conhecimento do primeiro relato do ataque do mandarová da mandioca na região produtora de Cruzeiro do Sul (AC), cujo centro de origem foi no município vizinho de Guajará (AM). Na época não foram avaliadas a intensidade do ataque da praga e as conseqüentes perdas de produtividade. Outros surtos foram constatados nos anos de 1993 e 1998, sendo acompanhados e avaliados pela Embrapa Acre em parceria com o Serviço de Extensão Rural do estado. Nestes dois anos as perdas de produtividade foram estimadas em 50% e 60%, respectivamente, sendo que a aplicação experimental do Baculovirus erinnys não surtiu efeito devido as lagartas da praga estarem no quarto ou quinto instares, estágios de desenvolvimento em que apresentam maior resistência ao controle. Os objetivos do projeto são: - Adaptar a tecnologia de manejo integrado de E. ello por meio da produção e aplicação de B. erinnys visando o seu controle, avaliando a eficiência de estirpes deste vírus no controle da praga, na região de Cruzeiro do Sul.- Testar extratos/óleos de origem botânica, proveniente das florestas do Acre para o controle de E. ello, adaptando-se a metodologia de controle de Spodoptera frugiperda (lagarta-do-cartucho-do-milho)- Testar o produto comercial a base de Bacillus thuringiensis (DIPEL PM) no controle de E. ello, nas condições de Cruzeiro do Sul. . , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (1) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador / JOELMA LIMA VIDAL ESTRELA - Integrante / Elizângela Sampaio de Albuquerque - Integrante / Karla Andréa Araújo Maia - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2007

    RESPONSÁVEL PELO SUB-PROJETO: Manejo integrado das pragas do cafeeiro em cultivo orgânico de Arábica e Conillon., Descrição: O Acre se caracteriza, como os outros estado da Amazônia, por altas temperaturas e precipitações pluviométricas, que favorecem a erosão do solo, lixiviação dos nutrientes para camadas mais profundas, a mineralização da matéria orgânica e a incidência de ervas daninhas. Isso concorre, no caso do café, reduzindo sua produtividade e longevidade, além de aumentar os custos na formação e manutenção, em função da maior demanda de mão de obra para controle de invasoras e da necessidade de adubação para repor os nutrientes perdidos e exportados pela produção. Para minimizar estes efeitos negativos produtores tem usado, baseados no conhecimento prático, diferentes leguminosas consorciadas com os cafeeiros buscando fornecer proteção ao solo, incorporação de matéria orgânica e ainda o fornecimento de nitrogênio fixado por elas. A definição da melhor delas, dentre as várias possíveis de se usar nas condições de clima do Estado, constitui-se numa demanda de pesquisa facilmente perceptível. Sendo assim, o objetivo desse subprojeto é avaliar o efeito de leguminosas, arbustivas ou não, em sistemas de produção de café em plena produção, e o manejo ecológico da broca e bicho mineiro no segmento de agricultura familiar. Uma das ações deste projeto, objetivava avaliar em áreas de produtores o efeito da leguminosa flemingia e mucuna preta, em relação a testemunha, quando utilizada nas entrelinhas de lavouras já formadas realizando ainda o manejo ecológico da infestação de broca e bicho mineiro reduzindo-a abaixo dos níveis de danos econômicos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador / Charles Rodrigues da Costa - Integrante / Celso Luiz Bergo - Integrante.

  • 2005 - 2008

    RESPONSÁVEL PELO SUB-PROJETO: Adaptação da tecnologia de manejo integrado de mandarová (E. ello) para controle de incidência em áreas de produção de mandioca no Vale de Juruá, Descrição: O mandarová (Erinnys ello), é uma das pragas de maior importância para cultura da mandioca, devido a sua alta capacidade de consumo foliar, especialmente nos últimos instares larvais. É uma praga de ocorrência esporádica (surtos), podendo demorar vários anos antes de apresentarem novo ataque. A lagarta pode causa severo desfolhamento nas plantas, com perda de rendimentos. Quando o desfolhamento ocorre em plantas jovens (dois a cinco meses), as perdas são maiores que em plantas mais velhas (seis a dez meses) (FARIAS, 1991). Em meados da década de oitenta tomou-se conhecimento do primeiro relato do ataque do mandarová da mandioca na região produtora de Cruzeiro do Sul (AC), cujo centro de origem foi no município vizinho de Guajará (AM). Na época não foram avaliadas a intensidade do ataque da praga e as conseqüentes perdas de produtividade. Outros surtos foram constatados nos anos de 1993 e 1998, sendo acompanhados e avaliados pela Embrapa Acre em parceria com o Serviço de Extensão Rural do estado. Nestes dois anos as perdas de produtividade foram estimadas em 50% e 60%, respectivamente, sendo que a aplicação experimental do Baculovirus erinnys não surtiu efeito devido as lagartas da praga estarem no quarto ou quinto instares, estágios de desenvolvimento em que apresentam maior resistência ao controle. Os objetivos do projeto são: - Adaptar a tecnologia de manejo integrado de E. ello por meio da produção e aplicação de B. erinnys visando o seu controle, avaliando a eficiência de estirpes deste vírus no controle da praga, na região de Cruzeiro do Sul.- Testar extratos/óleos de origem botânica, proveniente das florestas do Acre para o controle de E. ello, adaptando-se a metodologia de controle de Spodoptera frugiperda (lagarta-do-cartucho-do-milho)- Testar o produto comercial a base de Bacillus thuringiensis (DIPEL PM) no controle de E. ello, nas condições de Cruzeiro do Sul. . , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (1) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador / JOELMA LIMA VIDAL ESTRELA - Integrante / Elizângela Sampaio de Albuquerque - Integrante / Karla Andréa Araújo Maia - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2007

    RESPONSÁVEL PELO SUB-PROJETO: Manejo integrado das pragas do cafeeiro em cultivo orgânico de Arábica e Conillon., Descrição: O Acre se caracteriza, como os outros estado da Amazônia, por altas temperaturas e precipitações pluviométricas, que favorecem a erosão do solo, lixiviação dos nutrientes para camadas mais profundas, a mineralização da matéria orgânica e a incidência de ervas daninhas. Isso concorre, no caso do café, reduzindo sua produtividade e longevidade, além de aumentar os custos na formação e manutenção, em função da maior demanda de mão de obra para controle de invasoras e da necessidade de adubação para repor os nutrientes perdidos e exportados pela produção. Para minimizar estes efeitos negativos produtores tem usado, baseados no conhecimento prático, diferentes leguminosas consorciadas com os cafeeiros buscando fornecer proteção ao solo, incorporação de matéria orgânica e ainda o fornecimento de nitrogênio fixado por elas. A definição da melhor delas, dentre as várias possíveis de se usar nas condições de clima do Estado, constitui-se numa demanda de pesquisa facilmente perceptível. Sendo assim, o objetivo desse subprojeto é avaliar o efeito de leguminosas, arbustivas ou não, em sistemas de produção de café em plena produção, e o manejo ecológico da broca e bicho mineiro no segmento de agricultura familiar. Uma das ações deste projeto, objetivava avaliar em áreas de produtores o efeito da leguminosa flemingia e mucuna preta, em relação a testemunha, quando utilizada nas entrelinhas de lavouras já formadas realizando ainda o manejo ecológico da infestação de broca e bicho mineiro reduzindo-a abaixo dos níveis de danos econômicos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador / Charles Rodrigues da Costa - Integrante / Celso Luiz Bergo - Integrante.

  • 2005 - 2008

    RESPONSÁVEL PELO SUB-PROJETO: Adaptação da tecnologia de manejo integrado de mandarová (E. ello) para controle de incidência em áreas de produção de mandioca no Vale de Juruá, Descrição: O mandarová (Erinnys ello), é uma das pragas de maior importância para cultura da mandioca, devido a sua alta capacidade de consumo foliar, especialmente nos últimos instares larvais. É uma praga de ocorrência esporádica (surtos), podendo demorar vários anos antes de apresentarem novo ataque. A lagarta pode causa severo desfolhamento nas plantas, com perda de rendimentos. Quando o desfolhamento ocorre em plantas jovens (dois a cinco meses), as perdas são maiores que em plantas mais velhas (seis a dez meses) (FARIAS, 1991). Em meados da década de oitenta tomou-se conhecimento do primeiro relato do ataque do mandarová da mandioca na região produtora de Cruzeiro do Sul (AC), cujo centro de origem foi no município vizinho de Guajará (AM). Na época não foram avaliadas a intensidade do ataque da praga e as conseqüentes perdas de produtividade. Outros surtos foram constatados nos anos de 1993 e 1998, sendo acompanhados e avaliados pela Embrapa Acre em parceria com o Serviço de Extensão Rural do estado. Nestes dois anos as perdas de produtividade foram estimadas em 50% e 60%, respectivamente, sendo que a aplicação experimental do Baculovirus erinnys não surtiu efeito devido as lagartas da praga estarem no quarto ou quinto instares, estágios de desenvolvimento em que apresentam maior resistência ao controle. Os objetivos do projeto são: - Adaptar a tecnologia de manejo integrado de E. ello por meio da produção e aplicação de B. erinnys visando o seu controle, avaliando a eficiência de estirpes deste vírus no controle da praga, na região de Cruzeiro do Sul.- Testar extratos/óleos de origem botânica, proveniente das florestas do Acre para o controle de E. ello, adaptando-se a metodologia de controle de Spodoptera frugiperda (lagarta-do-cartucho-do-milho)- Testar o produto comercial a base de Bacillus thuringiensis (DIPEL PM) no controle de E. ello, nas condições de Cruzeiro do Sul.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (1) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador / JOELMA LIMA VIDAL ESTRELA - Integrante / Elizângela Sampaio de Albuquerque - Integrante / Karla Andréa Araújo Maia - Integrante., Financiador(es): Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2005 - 2007

    RESPONSÁVEL PELO SUB-PROJETO: Manejo integrado das pragas do cafeeiro em cultivo orgânico de Arábica e Conillon., Descrição: O Acre se caracteriza, como os outros estado da Amazônia, por altas temperaturas e precipitações pluviométricas, que favorecem a erosão do solo, lixiviação dos nutrientes para camadas mais profundas, a mineralização da matéria orgânica e a incidência de ervas daninhas. Isso concorre, no caso do café, reduzindo sua produtividade e longevidade, além de aumentar os custos na formação e manutenção, em função da maior demanda de mão de obra para controle de invasoras e da necessidade de adubação para repor os nutrientes perdidos e exportados pela produção. Para minimizar estes efeitos negativos produtores tem usado, baseados no conhecimento prático, diferentes leguminosas consorciadas com os cafeeiros buscando fornecer proteção ao solo, incorporação de matéria orgânica e ainda o fornecimento de nitrogênio fixado por elas. A definição da melhor delas, dentre as várias possíveis de se usar nas condições de clima do Estado, constitui-se numa demanda de pesquisa facilmente perceptível. Sendo assim, o objetivo desse subprojeto é avaliar o efeito de leguminosas, arbustivas ou não, em sistemas de produção de café em plena produção, e o manejo ecológico da broca e bicho mineiro no segmento de agricultura familiar. Uma das ações deste projeto, objetivava avaliar em áreas de produtores o efeito da leguminosa flemingia e mucuna preta, em relação a testemunha, quando utilizada nas entrelinhas de lavouras já formadas realizando ainda o manejo ecológico da infestação de broca e bicho mineiro reduzindo-a abaixo dos níveis de danos econômicos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador / Charles Rodrigues da Costa - Integrante / Celso Luiz Bergo - Integrante.

  • 2005 - 2008

    RESPONSÁVEL PELO SUB-PROJETO: Adaptação da tecnologia de manejo integrado de mandarová (E. ello) para controle de incidência em áreas de produção de mandioca no Vale de Juruá, Descrição: O mandarová (Erinnys ello), é uma das pragas de maior importância para cultura da mandioca, devido a sua alta capacidade de consumo foliar, especialmente nos últimos instares larvais. É uma praga de ocorrência esporádica (surtos), podendo demorar vários anos antes de apresentarem novo ataque. A lagarta pode causa severo desfolhamento nas plantas, com perda de rendimentos. Quando o desfolhamento ocorre em plantas jovens (dois a cinco meses), as perdas são maiores que em plantas mais velhas (seis a dez meses) (FARIAS, 1991). Em meados da década de oitenta tomou-se conhecimento do primeiro relato do ataque do mandarová da mandioca na região produtora de Cruzeiro do Sul (AC), cujo centro de origem foi no município vizinho de Guajará (AM). Na época não foram avaliadas a intensidade do ataque da praga e as conseqüentes perdas de produtividade. Outros surtos foram constatados nos anos de 1993 e 1998, sendo acompanhados e avaliados pela Embrapa Acre em parceria com o Serviço de Extensão Rural do estado. Nestes dois anos as perdas de produtividade foram estimadas em 50% e 60%, respectivamente, sendo que a aplicação experimental do Baculovirus erinnys não surtiu efeito devido as lagartas da praga estarem no quarto ou quinto instares, estágios de desenvolvimento em que apresentam maior resistência ao controle. Os objetivos do projeto são: - Adaptar a tecnologia de manejo integrado de E. ello por meio da produção e aplicação de B. erinnys visando o seu controle, avaliando a eficiência de estirpes deste vírus no controle da praga, na região de Cruzeiro do Sul.- Testar extratos/óleos de origem botânica, proveniente das florestas do Acre para o controle de E. ello, adaptando-se a metodologia de controle de Spodoptera frugiperda (lagarta-do-cartucho-do-milho)- Testar o produto comercial a base de Bacillus thuringiensis (DIPEL PM) no controle de E. ello, nas condições de Cruzeiro do Sul.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (1) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador / JOELMA LIMA VIDAL ESTRELA - Integrante / Elizângela Sampaio de Albuquerque - Integrante / Karla Andréa Araújo Maia - Integrante., Financiador(es): Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2005 - 2007

    RESPONSÁVEL PELO SUB-PROJETO: Manejo integrado das pragas do cafeeiro em cultivo orgânico de Arábica e Conillon., Descrição: O Acre se caracteriza, como os outros estado da Amazônia, por altas temperaturas e precipitações pluviométricas, que favorecem a erosão do solo, lixiviação dos nutrientes para camadas mais profundas, a mineralização da matéria orgânica e a incidência de ervas daninhas. Isso concorre, no caso do café, reduzindo sua produtividade e longevidade, além de aumentar os custos na formação e manutenção, em função da maior demanda de mão de obra para controle de invasoras e da necessidade de adubação para repor os nutrientes perdidos e exportados pela produção. Para minimizar estes efeitos negativos produtores tem usado, baseados no conhecimento prático, diferentes leguminosas consorciadas com os cafeeiros buscando fornecer proteção ao solo, incorporação de matéria orgânica e ainda o fornecimento de nitrogênio fixado por elas. A definição da melhor delas, dentre as várias possíveis de se usar nas condições de clima do Estado, constitui-se numa demanda de pesquisa facilmente perceptível. Sendo assim, o objetivo desse subprojeto é avaliar o efeito de leguminosas, arbustivas ou não, em sistemas de produção de café em plena produção, e o manejo ecológico da broca e bicho mineiro no segmento de agricultura familiar. Uma das ações deste projeto, objetivava avaliar em áreas de produtores o efeito da leguminosa flemingia e mucuna preta, em relação a testemunha, quando utilizada nas entrelinhas de lavouras já formadas realizando ainda o manejo ecológico da infestação de broca e bicho mineiro reduzindo-a abaixo dos níveis de danos econômicos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador / Charles Rodrigues da Costa - Integrante / Celso Luiz Bergo - Integrante.

  • 2005 - 2008

    RESPONSÁVEL PELO SUB-PROJETO: Adaptação da tecnologia de manejo integrado de mandarová (E. ello) para controle de incidência em áreas de produção de mandioca no Vale de Juruá, Descrição: O mandarová (Erinnys ello), é uma das pragas de maior importância para cultura da mandioca, devido a sua alta capacidade de consumo foliar, especialmente nos últimos instares larvais. É uma praga de ocorrência esporádica (surtos), podendo demorar vários anos antes de apresentarem novo ataque. A lagarta pode causa severo desfolhamento nas plantas, com perda de rendimentos. Quando o desfolhamento ocorre em plantas jovens (dois a cinco meses), as perdas são maiores que em plantas mais velhas (seis a dez meses) (FARIAS, 1991). Em meados da década de oitenta tomou-se conhecimento do primeiro relato do ataque do mandarová da mandioca na região produtora de Cruzeiro do Sul (AC), cujo centro de origem foi no município vizinho de Guajará (AM). Na época não foram avaliadas a intensidade do ataque da praga e as conseqüentes perdas de produtividade. Outros surtos foram constatados nos anos de 1993 e 1998, sendo acompanhados e avaliados pela Embrapa Acre em parceria com o Serviço de Extensão Rural do estado. Nestes dois anos as perdas de produtividade foram estimadas em 50% e 60%, respectivamente, sendo que a aplicação experimental do Baculovirus erinnys não surtiu efeito devido as lagartas da praga estarem no quarto ou quinto instares, estágios de desenvolvimento em que apresentam maior resistência ao controle. Os objetivos do projeto são: - Adaptar a tecnologia de manejo integrado de E. ello por meio da produção e aplicação de B. erinnys visando o seu controle, avaliando a eficiência de estirpes deste vírus no controle da praga, na região de Cruzeiro do Sul.- Testar extratos/óleos de origem botânica, proveniente das florestas do Acre para o controle de E. ello, adaptando-se a metodologia de controle de Spodoptera frugiperda (lagarta-do-cartucho-do-milho)- Testar o produto comercial a base de Bacillus thuringiensis (DIPEL PM) no controle de E. ello, nas condições de Cruzeiro do Sul.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (1) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador / JOELMA LIMA VIDAL ESTRELA - Integrante / Elizângela Sampaio de Albuquerque - Integrante / Karla Andréa Araújo Maia - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2007

    RESPONSÁVEL PELO SUB-PROJETO: Manejo integrado das pragas do cafeeiro em cultivo orgânico de Arábica e Conillon., Descrição: O Acre se caracteriza, como os outros estado da Amazônia, por altas temperaturas e precipitações pluviométricas, que favorecem a erosão do solo, lixiviação dos nutrientes para camadas mais profundas, a mineralização da matéria orgânica e a incidência de ervas daninhas. Isso concorre, no caso do café, reduzindo sua produtividade e longevidade, além de aumentar os custos na formação e manutenção, em função da maior demanda de mão de obra para controle de invasoras e da necessidade de adubação para repor os nutrientes perdidos e exportados pela produção. Para minimizar estes efeitos negativos produtores tem usado, baseados no conhecimento prático, diferentes leguminosas consorciadas com os cafeeiros buscando fornecer proteção ao solo, incorporação de matéria orgânica e ainda o fornecimento de nitrogênio fixado por elas. A definição da melhor delas, dentre as várias possíveis de se usar nas condições de clima do Estado, constitui-se numa demanda de pesquisa facilmente perceptível. Sendo assim, o objetivo desse subprojeto é avaliar o efeito de leguminosas, arbustivas ou não, em sistemas de produção de café em plena produção, e o manejo ecológico da broca e bicho mineiro no segmento de agricultura familiar. Uma das ações deste projeto, objetivava avaliar em áreas de produtores o efeito da leguminosa flemingia e mucuna preta, em relação a testemunha, quando utilizada nas entrelinhas de lavouras já formadas realizando ainda o manejo ecológico da infestação de broca e bicho mineiro reduzindo-a abaixo dos níveis de danos econômicos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador / Charles Rodrigues da Costa - Integrante / Celso Luiz Bergo - Integrante.

  • 2005 - 2008

    RESPONSÁVEL PELO SUB-PROJETO: Adaptação da tecnologia de manejo integrado de mandarová (E. ello) para controle de incidência em áreas de produção de mandioca no Vale de Juruá, Descrição: O mandarová (Erinnys ello), é uma das pragas de maior importância para cultura da mandioca, devido a sua alta capacidade de consumo foliar, especialmente nos últimos instares larvais. É uma praga de ocorrência esporádica (surtos), podendo demorar vários anos antes de apresentarem novo ataque. A lagarta pode causa severo desfolhamento nas plantas, com perda de rendimentos. Quando o desfolhamento ocorre em plantas jovens (dois a cinco meses), as perdas são maiores que em plantas mais velhas (seis a dez meses) (FARIAS, 1991). Em meados da década de oitenta tomou-se conhecimento do primeiro relato do ataque do mandarová da mandioca na região produtora de Cruzeiro do Sul (AC), cujo centro de origem foi no município vizinho de Guajará (AM). Na época não foram avaliadas a intensidade do ataque da praga e as conseqüentes perdas de produtividade. Outros surtos foram constatados nos anos de 1993 e 1998, sendo acompanhados e avaliados pela Embrapa Acre em parceria com o Serviço de Extensão Rural do estado. Nestes dois anos as perdas de produtividade foram estimadas em 50% e 60%, respectivamente, sendo que a aplicação experimental do Baculovirus erinnys não surtiu efeito devido as lagartas da praga estarem no quarto ou quinto instares, estágios de desenvolvimento em que apresentam maior resistência ao controle. Os objetivos do projeto são: - Adaptar a tecnologia de manejo integrado de E. ello por meio da produção e aplicação de B. erinnys visando o seu controle, avaliando a eficiência de estirpes deste vírus no controle da praga, na região de Cruzeiro do Sul.- Testar extratos/óleos de origem botânica, proveniente das florestas do Acre para o controle de E. ello, adaptando-se a metodologia de controle de Spodoptera frugiperda (lagarta-do-cartucho-do-milho)- Testar o produto comercial a base de Bacillus thuringiensis (DIPEL PM) no controle de E. ello, nas condições de Cruzeiro do Sul.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (1) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador / JOELMA LIMA VIDAL ESTRELA - Integrante / Elizângela Sampaio de Albuquerque - Integrante / Karla Andréa Araújo Maia - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2007

    RESPONSÁVEL PELO SUB-PROJETO: Manejo integrado das pragas do cafeeiro em cultivo orgânico de Arábica e Conillon., Descrição: O Acre se caracteriza, como os outros estado da Amazônia, por altas temperaturas e precipitações pluviométricas, que favorecem a erosão do solo, lixiviação dos nutrientes para camadas mais profundas, a mineralização da matéria orgânica e a incidência de ervas daninhas. Isso concorre, no caso do café, reduzindo sua produtividade e longevidade, além de aumentar os custos na formação e manutenção, em função da maior demanda de mão de obra para controle de invasoras e da necessidade de adubação para repor os nutrientes perdidos e exportados pela produção. Para minimizar estes efeitos negativos produtores tem usado, baseados no conhecimento prático, diferentes leguminosas consorciadas com os cafeeiros buscando fornecer proteção ao solo, incorporação de matéria orgânica e ainda o fornecimento de nitrogênio fixado por elas. A definição da melhor delas, dentre as várias possíveis de se usar nas condições de clima do Estado, constitui-se numa demanda de pesquisa facilmente perceptível. Sendo assim, o objetivo desse subprojeto é avaliar o efeito de leguminosas, arbustivas ou não, em sistemas de produção de café em plena produção, e o manejo ecológico da broca e bicho mineiro no segmento de agricultura familiar. Uma das ações deste projeto, objetivava avaliar em áreas de produtores o efeito da leguminosa flemingia e mucuna preta, em relação a testemunha, quando utilizada nas entrelinhas de lavouras já formadas realizando ainda o manejo ecológico da infestação de broca e bicho mineiro reduzindo-a abaixo dos níveis de danos econômicos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador / Charles Rodrigues da Costa - Integrante / Celso Luiz Bergo - Integrante.

  • 2005 - 2008

    RESPONSÁVEL PELO SUB-PROJETO: Adaptação da tecnologia de manejo integrado de mandarová (E. ello) para controle de incidência em áreas de produção de mandioca no Vale de Juruá, Descrição: O mandarová (Erinnys ello), é uma das pragas de maior importância para cultura da mandioca, devido a sua alta capacidade de consumo foliar, especialmente nos últimos instares larvais. É uma praga de ocorrência esporádica (surtos), podendo demorar vários anos antes de apresentarem novo ataque. A lagarta pode causa severo desfolhamento nas plantas, com perda de rendimentos. Quando o desfolhamento ocorre em plantas jovens (dois a cinco meses), as perdas são maiores que em plantas mais velhas (seis a dez meses) (FARIAS, 1991). Em meados da década de oitenta tomou-se conhecimento do primeiro relato do ataque do mandarová da mandioca na região produtora de Cruzeiro do Sul (AC), cujo centro de origem foi no município vizinho de Guajará (AM). Na época não foram avaliadas a intensidade do ataque da praga e as conseqüentes perdas de produtividade. Outros surtos foram constatados nos anos de 1993 e 1998, sendo acompanhados e avaliados pela Embrapa Acre em parceria com o Serviço de Extensão Rural do estado. Nestes dois anos as perdas de produtividade foram estimadas em 50% e 60%, respectivamente, sendo que a aplicação experimental do Baculovirus erinnys não surtiu efeito devido as lagartas da praga estarem no quarto ou quinto instares, estágios de desenvolvimento em que apresentam maior resistência ao controle. Os objetivos do projeto são: - Adaptar a tecnologia de manejo integrado de E. ello por meio da produção e aplicação de B. erinnys visando o seu controle, avaliando a eficiência de estirpes deste vírus no controle da praga, na região de Cruzeiro do Sul.- Testar extratos/óleos de origem botânica, proveniente das florestas do Acre para o controle de E. ello, adaptando-se a metodologia de controle de Spodoptera frugiperda (lagarta-do-cartucho-do-milho)- Testar o produto comercial a base de Bacillus thuringiensis (DIPEL PM) no controle de E. ello, nas condições de Cruzeiro do Sul.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (1) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador / JOELMA LIMA VIDAL ESTRELA - Integrante / Elizângela Sampaio de Albuquerque - Integrante / Karla Andréa Araújo Maia - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2007

    RESPONSÁVEL PELO SUB-PROJETO: Manejo integrado das pragas do cafeeiro em cultivo orgânico de Arábica e Conillon., Descrição: O Acre se caracteriza, como os outros estado da Amazônia, por altas temperaturas e precipitações pluviométricas, que favorecem a erosão do solo, lixiviação dos nutrientes para camadas mais profundas, a mineralização da matéria orgânica e a incidência de ervas daninhas. Isso concorre, no caso do café, reduzindo sua produtividade e longevidade, além de aumentar os custos na formação e manutenção, em função da maior demanda de mão de obra para controle de invasoras e da necessidade de adubação para repor os nutrientes perdidos e exportados pela produção. Para minimizar estes efeitos negativos produtores tem usado, baseados no conhecimento prático, diferentes leguminosas consorciadas com os cafeeiros buscando fornecer proteção ao solo, incorporação de matéria orgânica e ainda o fornecimento de nitrogênio fixado por elas. A definição da melhor delas, dentre as várias possíveis de se usar nas condições de clima do Estado, constitui-se numa demanda de pesquisa facilmente perceptível. Sendo assim, o objetivo desse subprojeto é avaliar o efeito de leguminosas, arbustivas ou não, em sistemas de produção de café em plena produção, e o manejo ecológico da broca e bicho mineiro no segmento de agricultura familiar. Uma das ações deste projeto, objetivava avaliar em áreas de produtores o efeito da leguminosa flemingia e mucuna preta, em relação a testemunha, quando utilizada nas entrelinhas de lavouras já formadas realizando ainda o manejo ecológico da infestação de broca e bicho mineiro reduzindo-a abaixo dos níveis de danos econômicos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador / Charles Rodrigues da Costa - Integrante / Celso Luiz Bergo - Integrante.

  • 2005 - 2008

    RESPONSÁVEL PELO SUB-PROJETO: Adaptação da tecnologia de manejo integrado de mandarová (E. ello) para controle de incidência em áreas de produção de mandioca no Vale de Juruá, Descrição: O mandarová (Erinnys ello), é uma das pragas de maior importância para cultura da mandioca, devido a sua alta capacidade de consumo foliar, especialmente nos últimos instares larvais. É uma praga de ocorrência esporádica (surtos), podendo demorar vários anos antes de apresentarem novo ataque. A lagarta pode causa severo desfolhamento nas plantas, com perda de rendimentos. Quando o desfolhamento ocorre em plantas jovens (dois a cinco meses), as perdas são maiores que em plantas mais velhas (seis a dez meses) (FARIAS, 1991). Em meados da década de oitenta tomou-se conhecimento do primeiro relato do ataque do mandarová da mandioca na região produtora de Cruzeiro do Sul (AC), cujo centro de origem foi no município vizinho de Guajará (AM). Na época não foram avaliadas a intensidade do ataque da praga e as conseqüentes perdas de produtividade. Outros surtos foram constatados nos anos de 1993 e 1998, sendo acompanhados e avaliados pela Embrapa Acre em parceria com o Serviço de Extensão Rural do estado. Nestes dois anos as perdas de produtividade foram estimadas em 50% e 60%, respectivamente, sendo que a aplicação experimental do Baculovirus erinnys não surtiu efeito devido as lagartas da praga estarem no quarto ou quinto instares, estágios de desenvolvimento em que apresentam maior resistência ao controle. Os objetivos do projeto são: - Adaptar a tecnologia de manejo integrado de E. ello por meio da produção e aplicação de B. erinnys visando o seu controle, avaliando a eficiência de estirpes deste vírus no controle da praga, na região de Cruzeiro do Sul.- Testar extratos/óleos de origem botânica, proveniente das florestas do Acre para o controle de E. ello, adaptando-se a metodologia de controle de Spodoptera frugiperda (lagarta-do-cartucho-do-milho)- Testar o produto comercial a base de Bacillus thuringiensis (DIPEL PM) no controle de E. ello, nas condições de Cruzeiro do Sul.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (1) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador / JOELMA LIMA VIDAL ESTRELA - Integrante / Elizângela Sampaio de Albuquerque - Integrante / Karla Andréa Araújo Maia - Integrante., Financiador(es): Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2005 - 2007

    RESPONSÁVEL PELO SUB-PROJETO: Manejo integrado das pragas do cafeeiro em cultivo orgânico de Arábica e Conillon., Descrição: O Acre se caracteriza, como os outros estado da Amazônia, por altas temperaturas e precipitações pluviométricas, que favorecem a erosão do solo, lixiviação dos nutrientes para camadas mais profundas, a mineralização da matéria orgânica e a incidência de ervas daninhas. Isso concorre, no caso do café, reduzindo sua produtividade e longevidade, além de aumentar os custos na formação e manutenção, em função da maior demanda de mão de obra para controle de invasoras e da necessidade de adubação para repor os nutrientes perdidos e exportados pela produção. Para minimizar estes efeitos negativos produtores tem usado, baseados no conhecimento prático, diferentes leguminosas consorciadas com os cafeeiros buscando fornecer proteção ao solo, incorporação de matéria orgânica e ainda o fornecimento de nitrogênio fixado por elas. A definição da melhor delas, dentre as várias possíveis de se usar nas condições de clima do Estado, constitui-se numa demanda de pesquisa facilmente perceptível. Sendo assim, o objetivo desse subprojeto é avaliar o efeito de leguminosas, arbustivas ou não, em sistemas de produção de café em plena produção, e o manejo ecológico da broca e bicho mineiro no segmento de agricultura familiar. Uma das ações deste projeto, objetivava avaliar em áreas de produtores o efeito da leguminosa flemingia e mucuna preta, em relação a testemunha, quando utilizada nas entrelinhas de lavouras já formadas realizando ainda o manejo ecológico da infestação de broca e bicho mineiro reduzindo-a abaixo dos níveis de danos econômicos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador / Charles Rodrigues da Costa - Integrante / Celso Luiz Bergo - Integrante.

  • 2005 - 2008

    RESPONSÁVEL PELO SUB-PROJETO: Adaptação da tecnologia de manejo integrado de mandarová (E. ello) para controle de incidência em áreas de produção de mandioca no Vale de Juruá, Descrição: O mandarová (Erinnys ello), é uma das pragas de maior importância para cultura da mandioca, devido a sua alta capacidade de consumo foliar, especialmente nos últimos instares larvais. É uma praga de ocorrência esporádica (surtos), podendo demorar vários anos antes de apresentarem novo ataque. A lagarta pode causa severo desfolhamento nas plantas, com perda de rendimentos. Quando o desfolhamento ocorre em plantas jovens (dois a cinco meses), as perdas são maiores que em plantas mais velhas (seis a dez meses) (FARIAS, 1991). Em meados da década de oitenta tomou-se conhecimento do primeiro relato do ataque do mandarová da mandioca na região produtora de Cruzeiro do Sul (AC), cujo centro de origem foi no município vizinho de Guajará (AM). Na época não foram avaliadas a intensidade do ataque da praga e as conseqüentes perdas de produtividade. Outros surtos foram constatados nos anos de 1993 e 1998, sendo acompanhados e avaliados pela Embrapa Acre em parceria com o Serviço de Extensão Rural do estado. Nestes dois anos as perdas de produtividade foram estimadas em 50% e 60%, respectivamente, sendo que a aplicação experimental do Baculovirus erinnys não surtiu efeito devido as lagartas da praga estarem no quarto ou quinto instares, estágios de desenvolvimento em que apresentam maior resistência ao controle. Os objetivos do projeto são: - Adaptar a tecnologia de manejo integrado de E. ello por meio da produção e aplicação de B. erinnys visando o seu controle, avaliando a eficiência de estirpes deste vírus no controle da praga, na região de Cruzeiro do Sul.- Testar extratos/óleos de origem botânica, proveniente das florestas do Acre para o controle de E. ello, adaptando-se a metodologia de controle de Spodoptera frugiperda (lagarta-do-cartucho-do-milho)- Testar o produto comercial a base de Bacillus thuringiensis (DIPEL PM) no controle de E. ello, nas condições de Cruzeiro do Sul.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (1) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador / JOELMA LIMA VIDAL ESTRELA - Integrante / Elizângela Sampaio de Albuquerque - Integrante / Karla Andréa Araújo Maia - Integrante., Financiador(es): Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2005 - 2007

    RESPONSÁVEL PELO SUB-PROJETO: Manejo integrado das pragas do cafeeiro em cultivo orgânico de Arábica e Conillon., Descrição: O Acre se caracteriza, como os outros estado da Amazônia, por altas temperaturas e precipitações pluviométricas, que favorecem a erosão do solo, lixiviação dos nutrientes para camadas mais profundas, a mineralização da matéria orgânica e a incidência de ervas daninhas. Isso concorre, no caso do café, reduzindo sua produtividade e longevidade, além de aumentar os custos na formação e manutenção, em função da maior demanda de mão de obra para controle de invasoras e da necessidade de adubação para repor os nutrientes perdidos e exportados pela produção. Para minimizar estes efeitos negativos produtores tem usado, baseados no conhecimento prático, diferentes leguminosas consorciadas com os cafeeiros buscando fornecer proteção ao solo, incorporação de matéria orgânica e ainda o fornecimento de nitrogênio fixado por elas. A definição da melhor delas, dentre as várias possíveis de se usar nas condições de clima do Estado, constitui-se numa demanda de pesquisa facilmente perceptível. Sendo assim, o objetivo desse subprojeto é avaliar o efeito de leguminosas, arbustivas ou não, em sistemas de produção de café em plena produção, e o manejo ecológico da broca e bicho mineiro no segmento de agricultura familiar. Uma das ações deste projeto, objetivava avaliar em áreas de produtores o efeito da leguminosa flemingia e mucuna preta, em relação a testemunha, quando utilizada nas entrelinhas de lavouras já formadas realizando ainda o manejo ecológico da infestação de broca e bicho mineiro reduzindo-a abaixo dos níveis de danos econômicos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador / Charles Rodrigues da Costa - Integrante / Celso Luiz Bergo - Integrante.

  • 2005 - 2008

    RESPONSÁVEL PELO SUB-PROJETO: Adaptação da tecnologia de manejo integrado de mandarová (E. ello) para controle de incidência em áreas de produção de mandioca no Vale de Juruá, Descrição: O mandarová (Erinnys ello), é uma das pragas de maior importância para cultura da mandioca, devido a sua alta capacidade de consumo foliar, especialmente nos últimos instares larvais. É uma praga de ocorrência esporádica (surtos), podendo demorar vários anos antes de apresentarem novo ataque. A lagarta pode causa severo desfolhamento nas plantas, com perda de rendimentos. Quando o desfolhamento ocorre em plantas jovens (dois a cinco meses), as perdas são maiores que em plantas mais velhas (seis a dez meses) (FARIAS, 1991). Em meados da década de oitenta tomou-se conhecimento do primeiro relato do ataque do mandarová da mandioca na região produtora de Cruzeiro do Sul (AC), cujo centro de origem foi no município vizinho de Guajará (AM). Na época não foram avaliadas a intensidade do ataque da praga e as conseqüentes perdas de produtividade. Outros surtos foram constatados nos anos de 1993 e 1998, sendo acompanhados e avaliados pela Embrapa Acre em parceria com o Serviço de Extensão Rural do estado. Nestes dois anos as perdas de produtividade foram estimadas em 50% e 60%, respectivamente, sendo que a aplicação experimental do Baculovirus erinnys não surtiu efeito devido as lagartas da praga estarem no quarto ou quinto instares, estágios de desenvolvimento em que apresentam maior resistência ao controle. Os objetivos do projeto são: - Adaptar a tecnologia de manejo integrado de E. ello por meio da produção e aplicação de B. erinnys visando o seu controle, avaliando a eficiência de estirpes deste vírus no controle da praga, na região de Cruzeiro do Sul.- Testar extratos/óleos de origem botânica, proveniente das florestas do Acre para o controle de E. ello, adaptando-se a metodologia de controle de Spodoptera frugiperda (lagarta-do-cartucho-do-milho)- Testar o produto comercial a base de Bacillus thuringiensis (DIPEL PM) no controle de E. ello, nas condições de Cruzeiro do Sul.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (1) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador / JOELMA LIMA VIDAL ESTRELA - Integrante / Elizângela Sampaio de Albuquerque - Integrante / Karla Andréa Araújo Maia - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2007

    RESPONSÁVEL PELO SUB-PROJETO: Manejo integrado das pragas do cafeeiro em cultivo orgânico de Arábica e Conillon., Descrição: O Acre se caracteriza, como os outros estado da Amazônia, por altas temperaturas e precipitações pluviométricas, que favorecem a erosão do solo, lixiviação dos nutrientes para camadas mais profundas, a mineralização da matéria orgânica e a incidência de ervas daninhas. Isso concorre, no caso do café, reduzindo sua produtividade e longevidade, além de aumentar os custos na formação e manutenção, em função da maior demanda de mão de obra para controle de invasoras e da necessidade de adubação para repor os nutrientes perdidos e exportados pela produção. Para minimizar estes efeitos negativos produtores tem usado, baseados no conhecimento prático, diferentes leguminosas consorciadas com os cafeeiros buscando fornecer proteção ao solo, incorporação de matéria orgânica e ainda o fornecimento de nitrogênio fixado por elas. A definição da melhor delas, dentre as várias possíveis de se usar nas condições de clima do Estado, constitui-se numa demanda de pesquisa facilmente perceptível. Sendo assim, o objetivo desse subprojeto é avaliar o efeito de leguminosas, arbustivas ou não, em sistemas de produção de café em plena produção, e o manejo ecológico da broca e bicho mineiro no segmento de agricultura familiar. Uma das ações deste projeto, objetivava avaliar em áreas de produtores o efeito da leguminosa flemingia e mucuna preta, em relação a testemunha, quando utilizada nas entrelinhas de lavouras já formadas realizando ainda o manejo ecológico da infestação de broca e bicho mineiro reduzindo-a abaixo dos níveis de danos econômicos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Murilo Fazolin - Coordenador / Charles Rodrigues da Costa - Integrante / Celso Luiz Bergo - Integrante.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre. , Avenida Avenida Epaminondas Jácome 2858 - de 2375 a 3119 - lado ímpar, Centro, 69900970 - Rio Branco, AC - Brasil - Caixa-postal: 321, Telefone: (68) 32123275, Fax: (68) 32123284, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2008 - 2014

    Universidade Federal do Amazonas

    Vínculo: Professor vistante, Enquadramento Funcional: Professor Colaborador

    Outras informações:
    Curso de Ciências Biológicas- Biotecnologia

  • 1982 - Atual

    Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária

    Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Atividades

    • 07/2016

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Embrapa, .,Cargo ou função, Membro do Comitê de Propriedade Intelectual.

    • 09/2007

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Comissão da Produção Orgânica no Estado do Acre, .,Cargo ou função, Representante Titular da Embrapa Acre.

    • 01/2000

      Pesquisa e desenvolvimento , CNPq, .,Linhas de pesquisa

    • 01/1991

      Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Linhas de pesquisa

    • 01/2003 - 01/2010

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Associação de certificação Socioparticipativa da Amazônia- ACS Amazônia, .,Cargo ou função, Membro Titular da Câmara Técnica.

    • 04/2005 - 01/2008

      Direção e administração, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, COORDENADOR INSTITUCIONAL do Projeto Cazumbá- Iracema- Programa Biodiversidade Brasil/itália..

    • 12/2004 - 09/2007

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Comissão da Produção Orgânica no Estado do Acre, .,Cargo ou função, Representante Suplente da Embrapa Acre.

    • 06/2007 - 06/2007

      Outras atividades técnico-científicas , I Reunião Amazônica de Agroecologia, I Reunião Amazônica de Agroecologia.,Atividade realizada, Palestra proferida: Certificação Socioparticipativa na Amazônia ( ACS Amazônia) : Uma realidade.

    • 06/2002 - 01/2005

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Membro do Comitê Gestor do Sistema de Planejamento, Acompanhamento e Avalação de Resultados do Trabalho Individual no Centro.

    • 01/2002 - 12/2003

      Direção e administração, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Coordenador do Núcleo Temático: Alternativas agroecológicas para o desenvolvimento da agricultura familiar no Acre.

    • 01/2003 - 04/2003

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Membro da Comissão de Elaboração do Portifólio de Tecnologias do Centro.

    • 02/2003 - 02/2003

      Treinamentos ministrados , Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Treinamentos ministrados, Pragas de importância econômica da cultura da mandioca 2 horas), Pragas de importância econômica das cultura do feijão (2 horas), Pragas de importância econômica do café (2 horas)

    • 06/1992 - 05/2002

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Membro do Comitê Local de Avaliação de Desempenho dos funcionários Técnicos do Centro.

    • 01/2002 - 03/2002

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Presidente do Grupo de Trabalho de Estruturação do Núcleo Temático de Produção Familiar do Centro.

    • 08/2000 - 01/2002

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Consultor Ad-hoc da FUNTEC (Fundo Estadual de Ciência e Tecnologia- Pará).

    • 07/2000 - 01/2002

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Membro da Equipe de Facilitadores do Modêlo de Gestão Estratégica.

    • 01/2000 - 01/2002

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Membro da Comissão de Guardiões da Marca Embrapa.

    • 08/2001 - 08/2001

      Treinamentos ministrados , Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Treinamentos ministrados, Curso: Acultura da banana (2 horas)

    • 08/2001 - 08/2001

      Treinamentos ministrados , Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Treinamentos ministrados, Pragas da bananeira (2horas)

    • 03/2001 - 05/2001

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Presidente da Comissão de Elaboração do Relatório Técnico de 25 Anos do Centro.

    • 03/2001 - 04/2001

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Membro da Comissão Organizadora do Workshop "Desenvolvimento de Tecnologias para a Produção de Safrol a partir de pimenta-longa".

    • 01/2001 - 01/2001

      Treinamentos ministrados , Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Treinamentos ministrados, Curso: A cultura da mandioca (2 horas)

    • 12/2000 - 12/2000

      Treinamentos ministrados , Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Treinamentos ministrados, Curso: Acultura do abacaxi (2 horas)

    • 08/1990 - 08/2000

      Pesquisa e desenvolvimento , Grupo de Pesquisa e Extensão em Sistemas Agroflorestais do Acre- PESACRE, .,Linhas de pesquisa

    • 06/1995 - 06/2000

      Direção e administração, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Substituto eventual da Chefia geral do Centro.

    • 06/1991 - 05/2000

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Membro do Comitê Local de Avaliação de Pesquisadores concludentes de Pós- Graduação.

    • 04/1998 - 04/2000

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Presidente do Comitê de Publicações do Centro.

    • 02/2000 - 02/2000

      Conselhos, Comissões e Consultoria, .,Cargo ou função, Membro da Comissão de Aferição do ìndice de Qualidade Técnica das Unidades da Embrapa da Região Centro-Oeste.

    • 11/1999 - 12/1999

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Membro da Comissão de Estudos de Melhoria de Processos do Centro.

    • 08/1999 - 11/1999

      Direção e administração, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Chefe Adjunto de Comunicação e Negócios Tecnológicos do Centro.

    • 12/1997 - 11/1999

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Presidente da Comissão de Guardiões da Marca Embrapa.

    • 05/1995 - 08/1999

      Direção e administração, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Chefe Adjunto de Apoio Técnico do Centro.

    • 06/1999 - 07/1999

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Membro do Comitê geral para Coordenação do Processo de Promoçãodos Funcionários do Centro.

    • 11/1998 - 12/1998

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Membro da Comissão do Plano Anual de Trabalho do Centro no ano de 1999.

    • 11/1998 - 12/1998

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Coordenador do Seminário de Avaliação Tecnológica para o Desenvolvimento Sustentável da Região Norte.

    • 06/1998 - 06/1998

      Outras atividades técnico-científicas , Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre.,Atividade realizada, Palestra proferida sob o título:As representações Federal, Estadual e Municipais do Acre frente a questão dos agrotóxicos (Universitários e profissionais de agronomia).

    • 12/1996 - 06/1998

      Conselhos, Comissões e Consultoria, .,Cargo ou função, Membro do Comitê Central de Seleção de Candidatos a Pós-Graduação da Empresa.

    • 02/1998 - 03/1998

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Presidente da Comissão de Avaliação do Período Probatório de Pesquisador do Centro.

    • 04/1997 - 10/1997

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Membro doa Comissão de Avaliaçãodo Período Probatório de Pesquisadores Contratados pelo Centro.

    • 07/1997 - 08/1997

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Presidente do Comitê Setorial de Avaliação de Desempenho dos Funcionários Técnicos do Centro.

    • 06/1997 - 06/1997

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Membro do Comitê de Avaliação de Bolsistas e Projetos do CNPq no Centro.

    • 05/1995 - 05/1997

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Membro do Comitê Técnico Interno do Centro.

    • 10/1996 - 12/1996

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Membro da Comissão de Elaboração do Plano Anual de Trabalho do Centro em 1997.

    • 05/1996 - 05/1996

      Outras atividades técnico-científicas , Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre.,Atividade realizada, Palestra proferida sob o título: Pesquisa e controle biológico ( alunos de pós graduação da UFAC).

    • 02/1995 - 10/1995

      Direção e administração, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Responsável pela Área de Pesquisa em Fitossanidade e Solos do Centro.

    • 07/1995 - 08/1995

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Membro do Comitê Central de Coordenação do Porcesso de Promoção de Empregados do Centro.

    • 06/1995 - 07/1995

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Presidente do Comitê Local de Avaliação de Desempenho dos Funcionários Técnicos do Centro.

    • 06/1991 - 05/1995

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Membro do Comitê Local de Seleção de Candidatos a Pós-Graduação do Centro.

    • 04/1995 - 04/1995

      Treinamentos ministrados , Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Treinamentos ministrados, Curso: Combate a mosca-do-chifre (24 horas)

    • 01/1995 - 03/1995

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, .,Cargo ou função, Membro de corpo editorial : Revisor Técnico da obra: Uso adequado dos agrotóxicos.

    • 05/1993 - 02/1995

      Direção e administração, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Substituto eventual do responsável pela Área Técnica de Produção Vegetal do Centro.

    • 09/1994 - 10/1994

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Comissão para Aplicação e Correçãode provas no Concurso Público do Centro.

    • 03/1994 - 06/1994

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Presidente da Comissão de Elaboração de Projeto para Concurso Público do Centro.

    • 06/1991 - 12/1993

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Membro do Conselho Assessor do Centro.

    • 10/1993 - 11/1993

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Membro do Comitê Operacional para Análise do processo de Compras do Centro.

    • 07/1992 - 09/1992

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Membro da Comissão Organizadora da Participação da Embrap na XX Feira Agropecuária do Acrea.

    • 10/1991 - 11/1991

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Membro do Grupo Interdisciplinar para Análise do Plano Diretor do Centro.

    • 09/1991 - 10/1991

      Treinamentos ministrados , Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Treinamentos ministrados, Curso de capacitação em entomologia (62 horas)

    • 08/1991 - 09/1991

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Grupo de Trabalho para Elaboração do Plano de Cargos e Salários da Empresa.

    • 04/1991 - 08/1991

      Direção e administração, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Responsável pela Área de Produção Vegetal do Centro.

    • 05/1986 - 12/1986

      Direção e administração, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Responsável Técnico pelo Laboratório de Entomologia do Centro.

    • 08/1986 - 10/1986

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Membro da Comissão Organizadora do II Seminário Agropecuário do Acre.

    • 09/1985 - 09/1985

      Treinamentos ministrados , Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Treinamentos ministrados, Curso: Combate ao percevejo marrom do arroz (4 horas)

    • 09/1985 - 09/1985

      Treinamentos ministrados , Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Treinamentos ministrados, I Curso intensivo de bananicultura do Acre (28 horas)

    • 07/1985 - 07/1985

      Treinamentos ministrados , Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Treinamentos ministrados, Curso: Controle de pragas (30 horas)

    • 01/1985 - 02/1985

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Membro de corpo editorial: Revisor Técnico do livro " Duas espigas de milho".

    • 01/1984 - 12/1984

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Comissão de Elaboração do Relatório Técnico Anual do Centro.

    • 11/1984 - 11/1984

      Outras atividades técnico-científicas , Centro de Pesquisa Agroflorestal da Amazônia Ocidental, Centro de Pesquisa Agroflorestal da Amazônia Ocidental.,Atividade realizada, Palestra proferida sob o título: utilizaçãodo fogo como agente de controle das cigarrinhas-das-pastagens (Simpósio do I Trópico Úmido).

    • 09/1984 - 09/1984

      Treinamentos ministrados , Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Treinamentos ministrados, Curso: Hortaliças no Estadodo Acre (30 horas)

    • 06/1984 - 06/1984

      Treinamentos ministrados , Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Treinamentos ministrados, Curso: Culturas alimentares

    • 05/1983 - 07/1983

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, .,Cargo ou função, Membro da Comissão Organizadora do I Seminário Agropecuário do Acre.

    • 06/1983 - 06/1983

      Outras atividades técnico-científicas , Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre, Centro de Pesquisa Agroflorestal do Acre.,Atividade realizada, Palestra proferida sob o título: Flutuação populacional das cigarrinhas-das-pastagens no Acre ( I Seminário Agropecuário do Acre).

  • 1978 - 1982

    Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

    Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Assistente de Ensino, Carga horária: 40

    Outras informações:
    Professor do Curso de Pragas das Culturas e Tecnologia em Ciências Agrárias.

    Atividades

    • 05/1981 - 05/1981

      Outras atividades técnico-científicas , Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira, Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira.,Atividade realizada, Curso sobre: Perspectivas de produção de etanol em Regiões de Cerrados.

    • 05/1980 - 05/1980

      Outras atividades técnico-científicas , Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira, Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira.,Atividade realizada, Palestra proferida sob o títutulo: Utilização dos Cerrados (V Semana de Ciência e Tecnologia Agropecuária de Jaboticabal).

    • 08/1979 - 08/1979

      Estágios , Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira, .,Estágio realizado, Centro de Análises da Coordenadorial regional Sul- PLANALSUCAR ( 32 horas).

    • 06/1978 - 12/1978

      Ensino, Entomologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Pragas das Culturas