Lucas Buosi

Mestre em Sociologia pela Universidade Federal do Paraná (2020). Bacharel em Ciência Sociais, com enfase em Sociologia e Ciência Política pela Universidade Federal de São Carlos (2017). Doutorando em Sociologia pela Universidade de Brasília. Estuda a associação entre o Departamento de Defesa (DoD) estadunidense com Academia e a Industria em torno da agenda de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) de tecnologias biológicas a partir da Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa (DARPA). Se interessa especialmente pelos temas da inovação cientifica, P&D em tecnologia biomédica e pela corrente filosófica chamada "transhumanista".

Informações coletadas do Lattes em 20/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em andamento em Sociologia

2020 - Atual

Universidade de Brasília, UnB
Título: Não definido,
Orientador: Não definido

Mestrado em Sociologia

2018 - 2019

Universidade Federal do Paraná
Título: Alcances e Limites na Gerência da DARPA (1958-2014): a instituição do Biological Tecnologies Office,Ano de Obtenção: 2020
Orientador: José Miguel Rasia
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Sociologia da Ciência; Defesa e Segurança Nacional; Biotecnologia e Medicina.Grande área: Ciências Humanas

Graduação em Ciências Sociais

2013 - 2017

Universidade Federal de São Carlos
Título: "Incerta Solidão": um ensaio sociológico sobre a condição humana
Orientador: Vera Alves Cepêda

Ensino Médio (2º grau)

2010 - 2012

Escola Estadual Otoniel Mota, -

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2018 - 2018

Introdução à Análise Qualitativa Comparativa (QCA) promovido pelo II Seminá. (Carga horária: 12h). , Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

MURH, C. ; JASPER, V. H. S. ; NASSER, C. ; SANTOS, C. R. S. A. ; BUOSI, L. . XII Jornada de Sociologia da Saúde: Epidemias no Brasil atual. 2018. (Outro).

MURH, C. ; JASPER, V. H. S. ; NASSER, C. ; SANTOS, C. R. S. A. ; BUOSI, L. . XII Jornada de Sociologia da Saúde: Epidemias no Brasil atual. 2018. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

19° Congresso Brasileiro de Sociologia. A formação acadêmica dos Gerentes contratados pela DARPA-BTO. 2019. (Congresso).

X Seminário Nacional de Sociologia e Política. 2019. (Seminário).

X Seminário Nacional Sociologia & Política.Debatedor do GT Sociologia da Saúde. 2019. (Seminário).

II Seminário Internacional de Ciência Política.O PROCESSO DE SELEÇÃO/ADMISSÃO DE PESQUISADORES E PARCEIROS NA DARPA-BTO E SUAS RELAÇÕES COM A ACADEMIA E O MERCADO NOS ESTADOS UNIDOS. 2018. (Seminário).

I Seminário Nacional de Sociologia da UFSC.APONTAMENTOS INICIAIS SOBRE A COMPOSIÇÃO E PAPEL DA DARPA-BTO (DEFENSE ADVANCED RESEARCH PROJECTS AGENCY ? BIOLOGICAL TECHNOLOGIES OFFICE) E SOBRE A CONSTRUÇÃO DA PROBLEMÁTICA DE PESQUISA EM SOCIOLOGIA DA CIÊNCIA. 2018. (Seminário).

IX Seminário Nacional Sociologia & Política. 2018. (Seminário).

XII Jornada de Sociologia da Saúde: Epidemias no Brasil atual. 2018. (Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Fabrício Monteiro Neves

NEVES, F. M.; RASIA, J. M.; BEGA, M. T. S.. Alcances e limites na gerência da DARPA-EUA (1958-2017): O caso do escritório de tecnologias biológicas. 2020. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal do Paraná.

Maria Aparecida da Cruz Bridi

Rasia, José Miguel; BEGA, M. T. S.;BRIDI, M. A.. A relação entre Estado, armas, ciência, e mercado: a instituição da DARPA-BTO. 2019. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-Graduação em Sociologia) - Universidade Federal do Paraná.

José Miguel Rasia

BEGA, Maria Tarcisa; NEVES, F.;RASIA, JOSÉ MIGUELRASIA, J. M.. Alcances e Limites na Gerencia da DARPA-EUA (1958-2018): O caso do escritório de tecnologias biológicas. 2020. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal do Paraná.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Anna Catarina Morawska Vianna

Bolsa Extensão: Programa de Aceleração do Crescimento (PAC): debates sobre o modelo corporativo de desenvolvimento nacional; 2014; Orientação de outra natureza; (Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos, Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Federal de São Carlos; Orientador: Anna Catarina Morawska Vianna;

Vera Alves Cepeda

Incerta solidão: um ensaio sociológico sobre a condição humana; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos; Orientador: Vera Alves Cepêda;

José Miguel Rasia

Alcances e Limites Na Gerencia da Darpa_EUA (1958/2018): O Caso do Escritória de Tecnologia Biológicas; 2020; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Sociologia) - Universidade Fedral do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: José Miguel Rasia;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

BUOSI, L. . Parecer de Artigo Ciêntifico - Sociologias Plurais. 2019.

ALMEIDA, C. H. ; RAMOS, E. R. ; QUAGLIATO, H. C. V. ; MATTAR, K. B. ; BUOSI, L. ; PRADO, P. S. D. ; FREITAS, S. C. ; SOLDAN, T. L. . SOCIOLOGIAS PLURAIS ? Revista Discente do Programa de Pós-graduação em Sociologia da UFPR. Campus Reitoria, Curitiba, v. 5, n. 1, jul. 2019. Semestral.. 2019. (Editoração/Periódico).

ALMEIDA, C. H. ; BUOSI, L. ; FREITAS, S. C. ; MATTAR, K. B. ; PRADO, P. S. D. ; QUAGLIATO, H. C. V. . Número especial 3 - IX Seminário Nacional de Sociologia e Política. 2018. (Editoração/Periódico).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2018 - Atual

    Alcances e Limites na Gerência da DARPA (1958-2014): a instituição do Biological Tecnologies Office., Descrição: Procuramos compreender a partir de uma revisão bibliográfica acerca da história do Departamento de Defesa (DoD) e da produção em Sociologia da Ciência, Tecnologia e Militares o conjunto de ações realizadas pelos Gerentes do Escritório de Tecnologias Biológicas na Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa (DARPA). Para isso serão levantadas informações relativas a formação acadêmica e o currículo desses profissionais com o intuito de qualificar as relações entre a Academia e o Mercado com a DARPA-BTO, também serão pesquisados as entidades parceiras que foram financiadas por Programas de Pesquisa e Desenvolvimento desse Escritório. Com o intuito de mapear a rede de colaboração entre os Gerentes com pesquisadores externos, bem como impacto dos primeiros sobre seus respectivos campos, iremos levantar informações de cunho bibliográfico como produção, coautoria, citações a partir dos artigos por eles publicados e indexados no National Center for Biotechnology Information (NBCI). Serão posteriormente confrontados os achados, de modo a anotar possíveis conexões. Também serão consultados os canais oficiais da Agência e a Imprensa digital, de modo a observar as motivações e os hábitos dos agentes perante o grande público, sendo nosso objeto especifico gravações de conferências, entrevistas e palestras. Porém, é dado que as explicações alcançadas são limitadas, devido as particularidades de uma pesquisa documental através da Internet. Temos como objetivo contribuir para a compreensão sociológica sobre o fenômeno do Complexo Militar-Industrial, tendo em vista a associação contemporânea entre o progresso das ciências biológicas com os interesses operacionais e estratégicos dos altos círculos militares no poder, atendando para suas conexões com a Industria Farmacêutica e a transformação da medicina, que têm incorporado pontualmente metas que aludem ao Melhoramento Humano (ou seja: a superação de suas capacidades tipificadas como normais). Procuramos, com isso, também contribuir com o debate da bioética acerca do desenvolvimento da prática terapêutica como instrumento de uma "Evolução Dirigida", que poderia em tese (caso bem sucedida) modificar o entendimento das ciências biológicas sobre o tipo humano e, consequentemente, as implicações sociais resultantes dessa categorização.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Lucas Buosi - Coordenador.

  • 2016 - 2017

    Trajetórias do sindicalismo metalúrgico paulista: um balanço sobre a história da Fem-CUT/São Paulo, Descrição: A constituição e as metamorfoses que ocorreram no campo do sindicalismo brasileiro fazem parte do processo mais amplo da modernização e da conformação das instituições políticas nacionais ao longo do século XX e XXI. Desde seu surgimento e articulação, no chamado modelo varguista - (sindicalismo único e de forte vinculação com o Estado), a organização dos trabalhadores tomou forma distinta e foi ponto fundamental na definição de vários arranjos no quadro político nacional. Neste projeto pretende-se reconstituir o processo de formação, evolução e trajetória da Federação dos Sindicatos Metalúrgicos do estado de São Paulo, ligados à CUT, desde sua fundação em 1992. Trata-se de compreender seu projeto de criação e de ação no espaço político que cruza um importante segmento sindical (os trabalhadores metalúrgicos), no contexto econômico paulista, em forte conexão com a vida pública, em especial pela criação da Central Única dos Trabalhadores e do Partido dos Trabalhadores. Serão realizados o levantamento e sistematização de documentos internos da FEM-CUT, entrevistas com principais atores do contexto (história oral e vídeos), pesquisa em acervos externos, tratamento sistematizado do veiculo de informação oficial do campo (A Tribuna), entre outros elementos que permitam traçar os movimentos, momentos e ressignificações do movimento metalúrgico cutista em São paulo. O objetivo é o de produzir a memória da FEM-CUT em conexão com o ambiente econômico e político que o rodeia, delineando suas fases, pauta e impactos mais amplos no cenário político paulista e nacional.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (4) . , Integrantes: Lucas Buosi - Integrante / Vera Alves Cepêda - Coordenador / Antonio Carlos H. Marques - Integrante / Aline Vanessa Zambello - Integrante / Thiago Pereira da Silva Mazucato - Integrante / Mariele Troiano - Integrante / Joelson Carvalho - Integrante / AMANDA DOS SANTOS - Integrante / Renato Ferreira Ribeiro - Integrante / Camila Risso - Integrante / Flavia Sanches de Carvalho - Integrante / Daniel Stulano - Integrante / Erick Silva - Integrante / Leonardo Elias Luz da Silva - Integrante / Barbara Khalil - Integrante / Rosana Nubia Sorbille - Integrante / Bruno Cepeda Henriques - Integrante.

  • 2016 - 2017

    "Incerta Solidão": um ensaio sociológico sobre a condição humana, Descrição: Exponho neste trabalho uma pesquisa e revisão bibliográfica que findou num ensaio teórico, um esboço de interpretação sobre a conveniência da abstração generalizada através das categorias de humano e de humanidade. O problema é de suma importância pois tem tornado-se um tema esporádico de reflexão nas ciências sociais, decorrente da avaliação filosófica acerca dos conceitos de Ser (Schopenhauer, Nietzsche, Heidegger, Foucault etc.) que passou a desrecomendá-lo. Consequentemente, porei uma interrogação acerca das críticas que tentaram demonstrar que o ?discurso humanista? disfarça o peso das instituições sociais ? ?genealogicamente ocidentais? ? ou que esconderia a ?subalternidade? dos povos colonizados. Não irei elaborar uma teoria sobre o humanismo tal como correntes e sim irei me atentar ao seu núcleo, para com sua premissa histórica e lógica ou sua ideia nuclear: o estatuto de igualdade de espécie formulado pela imaginação do "homem ocidental". A dúvida não implicará na recusa da crítica, mas sim uma reformulação situacional de seus termos. Demonstrarei que o paradigma teórico organizado por Heidegger (de que o Ser se distingua conceitualmente do discurso), quando aplicado às interpretações dos contextos sociais, produz uma tendência na qual o sentido da Política é arbitrariamente tomado como dominação. Resultando, tal como Arendt postulou, num esquecimento da essência da Política enquanto espaço público. Argumentarei, a partir de Arendt e Haraway, por uma teoria sobre a condição humana que destaque e valorize as experiências mundanas e as determinações da existência orgânica numa formulação que possa conceitualmente renovar o humanismo, reinscrevendo-o como uma pauta da sociologia contemporânea junto à outras.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Lucas Buosi - Coordenador.

  • 2015 - 2016

    O ativismo anti-gênero da Frente Parlamentar Evangélica, Descrição: O seguinte projeto de iniciação cientifica pretende compreender os fundamentos discursivos da "Nova Direita" no combate a introdução do conceito de gênero na Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Buscarei analisar e sistematizar as estratégias que orientam o ativismo anti-gênero do período de Jun/2015 à Fev/2016, tendo como lastro empírico os textos autorais de tal bloco disponibilizados na Internet. O recorte se orienta pela distinção traçada por Benjamin Arthur Cowan, Marcelo Tadvald e Joanildo Burity entre congregações protestantes "históricas" ou "tradicionais" das de tipo "conservador", a Nova Direita. A bibliografia aponta para processos de hibridização do secular com o religioso, procurarei compreender quais são as alianças e traduções feitas por esses ativistas anti-gênero com o discurso cientifico, atendo para seus impactos prejudiciais ao desenvolvimento de uma sociedade justa e habitável para a população LGBTT no Brasil. Para tal, proponho como orientação metodológicas as noções de tradução, reinscrição e negociação desenvolvidas por Homi k. Bhabha em seu livro 'O local da Cultura", expondo seu caráter contingencial e contemporâneo. Também proponho, como orientação para o entendimento da concepção de família, a formulação de Judith Butler de dispositivo de gênero.. , Situação: Desativado; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Lucas Buosi - Coordenador.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2018 - 2019

Universidade Federal de São Carlos

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Ideias e instituições para o desenvolvimento

Outras informações:
Grupo de Pesquisa "Ideias e instituições para o desenvolvimento e a democracia", liderado pela Drª. Vera Alves Cepêda.

2017 - 2017

Universidade Federal de São Carlos

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsa Extensão, Carga horária: 20

Outras informações:
Bolsa Extensão: Trajetórias do sindicalismo metalúrgico paulista: um balanço sobre a história da Fem-CUT/São Paulo. 2017. Orientação de outra natureza. (Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos, Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Federal de São Carlos. Orientadora: Vera Alves Cepêda.

2014 - 2014

Universidade Federal de São Carlos

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsa Extensão, Carga horária: 20

Outras informações:
Bolsa Extensão: Programa de Aceleracão do Crescimento (PAC): debates sobre o modelo corporativo de desenvolvimento nacional. 2014. Orientação de outra natureza. (Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos, Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Federal de São Carlos. Orientadora: Anna Catarina Morawska Vianna.

2018 - 2020

Universidade Federal do Paraná

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Grupo de Pesquisa

Outras informações:
Grupo de Pesquisa "Sociologia da Saude", liderado pelo Dr. José Miguel Rasia.

2018 - 2020

Universidade Federal do Paraná

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: PPG Sociologia - Mestrado/CAPES, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

2018 - 2019

Universidade Federal do Paraná

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Comissão Editorial Executiva

Outras informações:
Comissão Executiva da Revista Sociologias Plurais, ISSN 2316-9849, periódico discente do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal do Paraná.