Gabriela de Fatima Pereira Weiss

Graduada em Biomedicina pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) com ingresso no ano de 2016, atuando no laboratório de Mutagênese e Oncogenética como bolsista de iniciação cientifica sob orientação da Profa. Dra. Roberta Losi Guembarovski e coorientação da Profª. Drª. Ilce Mara de Syllos Cólus, e trabalhando principalmente com a avaliação da citotoxicidade dos compostos vegetais que possuem potencial fitoquímico. Atualmente é mestranda pela Universidade de São Paulo (USP) na Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP-USP) com ingresso no ano de 2020. Atua no laboratório de Neurotoxicidade e Neuroproteção como pesquisador CAPES sob orientação do Prof. Dr. Antonio Cardozo dos Santos, com ênfase na avaliação citotóxica de fármacos e compostos naturais em modelo celular. Tem experiência na área de Genética, Biologia Molecular, e Toxicologia.

Informações coletadas do Lattes em 05/05/2024

Acadêmico

Formação acadêmica

Mestrado em andamento em Toxicologia

2020 - Atual

Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto - USP
Antonio Cardozo dos Santos.Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.

Especialização em Pós Graduação Lato Sensu em Análises Clínicas e Toxicológicas

2021 - 2021

Faculdade de Tecnologia Em Saúde

Graduação em Biomedicina

2016 - 2019

Universidade Estadual de Londrina
Título: INFLUÊNCIA DO FITOQUÍMICO BRAQUIDINA B NA VIABILIDADE E MIGRAÇÃO DE CÉLULAS TUMORAIS DE PRÓSTATA (DU-145) IN VITRO CULTIVADAS EM TRÊS DIMENSÕES
Orientador: Profª Drª Roberta Losi Guembarovski

Ensino Médio (2º grau)

2013 - 2015

Colégio Estadual Padre Eduardo Michelis

Formação complementar

2019 -

Extensão universitária em Nível 5 em Língua Inglesa. (Carga horária: 60h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2020 - 2020

Extensão universitária em Retomada gradual das atividades presenciais: COVID-19. , Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto - USP, FCFRP-USP, Brasil.

2019 - 2019

Extensão universitária em Nível 4 em Língua Inglesa. (Carga horária: 60h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2018 - 2018

Extensão universitária em Nível 2 em Língua Inglesa. (Carga horária: 60h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2018 - 2018

Extensão universitária em Nível 3 em Língua Inglesa. (Carga horária: 60h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2017 - 2017

Extensão universitária em Nível 1 em Língua Inglesa. (Carga horária: 60h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2017 - 2017

Reprodução Humana Assistida. (Carga horária: 4h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2017 - 2017

A Toxicologia Forense e a Perícia Criminal. (Carga horária: 4h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2017 - 2017

ANATOMIA: ENSINO E APRENDIZAGEM UTILIZANDO MÉTODOS ALTERNATIVOS. (Carga horária: 160h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2016 - 2016

Ciências Forenses. (Carga horária: 4h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2013 - 2013

Extensão universitária em Formação em Língua Brasileira de Sinais com Abordagem Neuropedagócica. (Carga horária: 176h). , Universidade Estadual de Maringá, UEM, Brasil.

2012 - 2012

Curso de Língua Brasileira de Sinais- Básico 1. (Carga horária: 40h). , Escola de Educação Especial para Surdos, AMESFI, Brasil.

2012 - 2012

Curso de Língua Brasileira de Sinais- Básico 2. (Carga horária: 40h). , Escola de Educação Especial para Surdos, AMESFI, Brasil.

2010 - 2011

Língua Estrangeira Moderna-CELEM (Espanhol-Básico). (Carga horária: 320h). , Colégio Estadual do Campo Teotônio Vilella, CE DO CAMPO-EFEM, Brasil.

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Libras

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Genética / Subárea: Genética Humana e Médica.

Organização de eventos

WEISS, G. F. P. . XI Escola de Verão em Toxicologia,. 2022. (Congresso).

WEISS, G. F. P. . 9 CONGRESSO PARANAENSE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS. 2019. (Congresso).

WEISS, G. F. P. . 8 CONGRESSO PARANAENSE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS. 2018. (Congresso).

Participação em eventos

IV INTERNACIONAL SYMPOSIUM OF EXPERIMENTAL PATHOLOGY.EFFECTS OF THE PHYTOCHEMICAL BRACHYDIN B ON THE VIABILITY AND MIGRATION OF MULTICELULLAR TUMORAL SPHEROIDS OF PROSTATE (DU-145) CELLS IN VITRO. 2021. (Simpósio).

WEBINAR DE GÉNETICA E BIOLOGIA MOLECULAR. 2020. (Outra).

28° ENCONTRO ANUAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA.PADRONIZAÇÃO DE EXTRAÇÃO DE MICRORNAS CIRCULANTES NO PLASMA DE PACIENTES COM CARCINOMA DE PRÓSTATA E CONTRUÇÃO DE BIBIOTECA DE MICRORNAS PARA POSTERIOR SEQUENCIAMENTO DE NOVA GERAÇÃO. 2019. (Encontro).

8ª FEIRA DAS PROFISSÕES: CONHECENDO A UEL. 2019. (Feira).

II CALÇADÃO DA EXTENSÃO E DA CULTURA DA UEL. 2019. (Feira).

III INTERNATIONAL SYMPOSIUM OF EXPERIMENTAL PATHOLOG. 2019. (Simpósio).

I WORKSHOP DE GENÉTICA E BIOLOGIA MOLECULAR.CARACTERIZAÇÃO DE VESÍCULAS EXTRACELULARES EM CONTROLES LIVRES DA DOENÇA, PACIENTES COM CÂNCER DE PRÓSTATA E CÂNCER DE PRÓSTATA METÁSTATICO. 2019. (Outra).

VII FEIRA DAS PROFISSÕES: CONHECENDO A UEL. 2018. (Feira).

XXVII EAIC - ENCONTRO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA.CONTINUIDADE DO ESTUDO CASO-CONTROLE PARA ANÁLISE DO POLIMORFISMO RS 2699887 DO GENE PI3K EM PACIENTES COM CÂNCER DE PRÓSTATA E CONTROLES LIVRES DE NEOPLASIA. 2018. (Encontro).

7 CONGRESSO PARANAENSE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS. 2017. (Congresso).

VI FEIRA DAS PROFISSÕES: CONHECENDO A UEL. 2017. (Feira).

XXVI ENCONTRO ANUAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA.ANÁLISE DO POLIMORFISMO RS3830675 DO GENE PI3K (RS2699887) EM PACIENTES COM CÂNCER DE PRÓSTATA E CONTROLES LIVRES DE NEOPLASIA. 2017. (Encontro).

6 CONGRESSO PARANAENSE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS. 2016. (Congresso).

V FEIRA DAS PROFISSÕES: CONHECENDO A UEL. 2016. (Feira).

Comissão julgadora das bancas

Diego Luis Ribeiro

GUEMBAROVSKI, R. L.;RIBEIRO, D.L.; SERPELONI, J. M.. Influência do fitoquímico braquidina B na viabilidade e migração de células tumorais de próstata (DU-145) in vitro cultivadas em três dimensões. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Universidade Estadual de Londrina.

Foi orientado por

Roberta Losi Guembarovski

?INFLUÊNCIA DO FITOQUÍMICO BRACHYDIN B NA VIABILIDADE, INVASÃO E MIGRAÇÃO DE CÉLULAS TUMORAIS DE PRÓSTATA (DU-145) IN VITRO CULTIVADOS EM TRÊS DIMENSÕES (3D)?; 2019; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Biomedicina) - Universidade Estadual de Londrina; Orientador: Roberta Losi Guembarovski;

Ilce Mara de Syllos Cólus

ANÁLISE DO POLIMORFISMO RS3830675 DO GENE PI3K (rs2699887) EM PACIENTES COM CÂNCER DE PRÓSTATA E CONTROLES LIVRES DE NEOPLASIA; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Biomedicina) - Universidade Estadual de Londrina, Fundação Araucária; Orientador: Ilce Mara de Syllos Cólus;

Ilce Mara de Syllos Cólus

CONTINUIDADE DO ESTUDO CASO-CONTROLE PARA ANÁLISE DO POLIMORFISMO rs 2699887 DO GENE PI3K EM PACIENTES COM CÂNCER DE PRÓSTATA E CONTROLES LIVRES DE NEOPLASIA; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Biomedicina) - Universidade Estadual de Londrina- PROIC, Conselho Nacional de Pesquisa; Orientador: Ilce Mara de Syllos Cólus;

Ilce Mara de Syllos Cólus

Influência do fitoquimico braquidina B na viabilidade e migração de células tumorais de próstata; 2019; Orientação de outra natureza; (Biomedicina) - Universidade Estadual de Londrina, Conselho Nacional de Pesquisa; Orientador: Ilce Mara de Syllos Cólus;

Produções bibliográficas

  • WEISS, G. F. P. . CONTINUIDADE DO ESTUDO CASO-CONTROLE PARA ANÁLISE DO POLIMORFISMO RS 2699887 DO GENE PI3K EM PACIENTES COM CÂNCER DE PRÓSTATA E CONTROLES LIVRES DE NEOPLASIA. In: XXVII ENCONTRO ANUAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UEL, 2018, Londrina. Anais do XXVII EAIC, 2018.

  • WEISS, G. F. P. . ANÁLISE DO POLIMORFISMO RS3830675 DO GENE PI3K (RS2699887) EM PACIENTES COM CÂNCER DE PRÓSTATA E CONTROLES LIVRES DE NEOPLASIA. In: XXVI ENCONTRO ANUAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UEL (EAIC 2017), 2017, Londrina. Anais do XXVI EAIC, 2017.

  • WEISS, G. F. P. ; RIBEIRO, D. L. ; ROCHA, C. Q. ; SERPELONI, J. M. ; COLUS, I. M. S. ; GUEMBAROVSKI, R. L. . EFFECTS OF THE PHYTOCHEMICAL BRACHYDIN B ON THE VIABILITY AND MIGRATION OF MULTICELULLAR TUMORAL SPHEROIDS OF PROSTATE (DU-145) CELLS IN VITRO. In: IV Internacional Symposium of Experimental Pathology, 2021, On-line. Annals [of the] III International Symposium of Experimental Pathology. Londrina: Divisão de Processos Técnicos da Biblioteca Central da Universidade Estadual de Londrina, 2021.

  • NÓBREGA, M. ; SOUZA, M. F. ; WEISS, G. F. P. . CARACTERIZAÇÃO DE VESÍCULAS EXTRACELULARES EM CONTROLES LIVRES DA DOENÇA, PACIENTES COM CÂNCER DE PRÓSTATA E CÂNCER DE PRÓSTATA METÁSTATICO. In: I WORKSHOP DE GENÉTICA E BIOLOGIA MOLECULAR, 2019, Londrina. Anais, 2019.

  • NÓBREGA, M. ; CILIAO, H. L. ; SOUZA, M. F. ; SOUZA, M. R. ; SERPELONI, J. M. ; FUGANTI, P. E. ; WEISS, G. F. P. . ESTUDO DE ASSOCIAÇÃO DE POLIMORFISMOS NOS GENES PTEN, PI3K, AKT1, AR E AMACR EM PACIENTES COM CÂNCER DE PRÓSTATA EM UMA POPULAÇÃO NO NORTE DO PARANÁ. In: 9 CONGRESSO PARANAENSE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS, 2019, Londrina. Anais 9°CPCB, 2019.

  • WEISS, G. F. P. . PADRONIZAÇÃO DE EXTRAÇÃO DE MICRORNAS CIRCULANTES NO PLASMA DE PACIENTES COM CARCINOMA DE PRÓSTATA E CONTRUÇÃO DE BIBIOTECA DE MICRORNAS PARA POSTERIOR SEQUENCIAMENTO DE NOVA GERAÇÃO. In: 28° Encontro Anual de Iniciação Cientifica, 2019, Londrina. Anais do 28° EAIC, 2019.

  • WEISS, G. F. P. . PADRONIZAÇÃO DE EXTRAÇÃO DE MICRORNAS CIRCULANTES NO PLASMA DE PACIENTES COM CARCINOMA DE PRÓSTATA E CONTRUÇÃO DE BIBIOTECA DE MICRORNAS PARA POSTERIOR SEQUENCIAMENTO DE NOVA GERAÇÃO. 2019. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • WEISS, G. F. P. . Modelos in vitro de cultura em 3D e suas aplicações e perspectivas em Genética Toxicológica. 2019. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • WEISS, G. F. P. . Influência do fitoquímico brachydin b na viabilidade, invasão e migração de células tumorais de próstata (DU-145) in vitro cultivados em três dimensões (3d). 2019. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • WEISS, G. F. P. . CONTINUIDADE DO ESTUDO CASO-CONTROLE PARA ANÁLISE DO POLIMORFISMO RS 2699887 DO GENE PI3K EM PACIENTES COM CÂNCER DE PRÓSTATA E CONTROLES LIVRES DE NEOPLASIA. 2018. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • WEISS, G. F. P. . ANÁLISE DO POLIMORFISMO RS3830675 DO GENE PI3K (RS2699887) EM PACIENTES COM CÂNCER DE PRÓSTATA E CONTROLES LIVRES DE NEOPLASIA. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

Projetos de pesquisa

  • 2017 - Atual

    IDENTIFICAÇÃO DE BIOMARCADORES DE DIAGNÓSTICO E PROGNÓSTICO POR MÉTODOS NÃO INVASIVOS EM PORTADORES DE CARCINOMAS PRIMÁRIOS DE MAMA E DE PRÓSTATA, Descrição: NOS CÂNCERES DE MANEIRA GERAL, NÍVEIS DE EXPRESSÃO DESREGULADOS DE MIRNAS E PROTEÍNAS ESTÃO ASSOCIADOS COM A TUMORIGENESE, A PROGRESSÃO DO TUMOR, METÁSTASE E RESISTÊNCIA AOS MEDICAMENTOS. ALÉM DE SEREM LIBERADOS POR CÉLULAS APOPTÓTICAS E NECRÓTICAS, MIRNAS TAMBÉM PODEM SER SEGREGADOS ATIVAMENTE PARA A CIRCULAÇÃO SANGUÍNEA NA FORMA LIVRE (CELL FREE NUCLEIC ACID ? CFNAS) OU EM VESÍCULAS EXTRACELULARES. UM TIPO DE VESÍCULA EXTRACELULAR DE ORIGEM ENDOSSOMAL SÃO OS DENOMINADOS EXOSSOMOS, NANOVESÍCULAS QUE ABRIGAM ALÉM DE MIRNAS, DNA, RNAM E PROTEÍNAS. PROTEÍNAS E MIRNAS EXOSSOMAIS DESEMPENHAM UM PAPEL IMPORTANTE NA COMUNICAÇÃO CÉLULA-A-CÉLULA. COM BASE NAS SUAS FUNÇÕES BIOLÓGICAS E NA POSSIBILIDADE DE QUANTIFICAR MIRNA E PROTEÍNAS NO SANGUE DOS PACIENTES, ESTES SE CONSTITUEM EM UMA CLASSE NOVA E PROMISSORA DE POTENCIAIS BIOMARCADORES NÃO-INVASIVOS. O RASTREAMENTO DESTAS BIÓPSIAS LÍQUIDAS PODEM FORNECER INFORMAÇÕES SOBRE MOLÉCULAS ALVO DE MIRNAS E VIAS DE SINALIZAÇÃO ABERRANTES QUE PODEM SER BLOQUEADAS POR TERAPIAS-ALVO. CONSIDERANDO ESTE POTENCIAL, PRETENDE-SE RASTREAR E CARACTERIZAR POR ABORDAGENS DE LARGA ESCALA (RNA-SEQ E ESPECTROMETRIA DE MASSA) O PERFIL DE MIRNAS E PROTEÍNAS CONTIDOS NO INTERIOR DE EXOSSOMOS DE PLASMA E/OU SORO E DE MIRNAS LIVRES CIRCULANTES DE PACIENTES PORTADORES DE CARCINOMAS PRIMÁRIOS DE MAMA E DE PRÓSTATA COM E SEM METÁSTASE E DE INDIVÍDUOS SAUDÁVEIS. TAIS ABORDAGENS NÃO DIRIGIDAS POR HIPÓTESES PERMITEM IDENTIFICAR, QUANTIFICAR E DESCOBRIR MOLÉCULAS NOVAS. SENDO ASSIM, SERÁ POSSÍVEL IDENTIFICAR BIOMARCADORES NOVOS E NÃO INVASIVOS CAPAZES DE PROMOVER DIAGNÓSTICO PRECOCE, DISCRIMINAR DIFERENTES SUBGRUPOS DE PACIENTES E PREDIZER PROGRESSÃO TUMORAL E DESENVOLVIMENTO DE METÁSTASES. A SELEÇÃO FINAL DE UM CONJUNTO DE BIOMARCADORES PODERÁ SERVIR COMO BASE DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTO(S), POR EXEMPLO, PAINÉIS QUE VENHAM A SER UTILIZADOS EM KITS DE DIAGNÓSTICO, PROGNÓSTICO E DE PROGRESSÃO TUMORAL. A CORRETA CLASSIFICAÇÃO DO SUBTIPO E ESTÁGIO TUMORAL TRARÁ BENEFÍCIOS PRIMEIRAMENTE AO PACIENTE, QUE RECEBERÁ TRATAMENTO MAIS ADEQUADO COM REFLEXOS NA SUA SOBREVIDA E QUALIDADE DE VIDA, ASSIM COMO AO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE NA MEDIDA EM QUE APLICARÁ OS SEUS RECURSOS DE FORMA DIRECIONADA E MAIS ADEQUADA.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Gabriela de Fatima Pereira Weiss - Coordenador / Monyse de Nóbrega - Integrante / Juliana Mara Serpeloni - Integrante / Paulo Emilio Fuganti - Integrante / Hector Hugo Furini - Integrante / Ilce Mara de Syllós Colus - Integrante / Roberta Losi Guembarovski - Integrante / Andrea Name Colado Simão - Integrante / Enilze Maria de Souza Fonseca - Integrante.

  • 2017 - Atual

    INFLUÊNCIA DE FITOQUÍMICOS OBTIDOS DE ARRABIDAEA BRACHYPODA BUREAU NA VIABILIDADE, INVASÃO E MIGRAÇÃO DE CÉLULAS NORMAIS E TUMORAIS IN VITRO, Descrição: ATUALMENTE HÁ UM INTERESSE CIENTÍFICO E COMERCIAL CONSIDERÁVEL NO DESENVOLVIMENTO DE NOVOS AGENTES ANTICANCERÍGENOS A PARTIR DE FONTES NATURAIS DEVIDO À ALTA DISPONIBILIDADE E EFEITOS ADVERSOS MENOS FREQUENTES. O USO DE FITOQUÍMICOS COM EFICÁCIA E SEGURANÇA COMPROVADAS TEM SIGNIFICATIVA IMPORTÂNCIA NA MEDICINA, SENDO ESSENCIAL O ESTUDO DE NOVOS COMPOSTOS QUE POSSAM SER UTILIZADOS NA QUIMIOPREVENÇÃO DE DOENÇAS OU ATÉ MESMO NA QUIMIOTERAPIA. ENTRE OS EXTRATOS DE ESPÉCIES VEGETAIS BRASILEIRAS RECENTEMENTE ESTUDADOS EM NOSSO LABORATÓRIO, DESTACA-SE O EXTRATO HIDROALCOÓLICO DE ARRABIDAEA BRACHYPODA (DC) BUREAU (AB), POR TER FORTE ATIVIDADE CITOTÓXICA EM LINHAGEM TUMORAL. AB É UM ARBUSTO NATIVO DO CERRADO BRASILEIRO POPULARMENTE CONHECIDO COMO ?CIPÓ-UNA? E, NA MEDICINA POPULAR, SUAS RAÍZES SÃO CONSUMIDAS PARA O TRATAMENTO DE PEDRAS NOS RINS E DORES NAS ARTICULAÇÕES. ATIVIDADES BIOLÓGICAS TÊM SIDO REPORTADAS PARA EXTRATOS DE ESPÉCIES PERTENCENTES AO GÊNERO ARRABIDAEA COMO EFEITO CICATRIZANTE, ANTIOXIDANTE E EFEITO PROTETOR CONTRA A HEPATOTOXICIDADE. COMPOSTOS ISOLADOS DE A. SAMYDOIDES E AB APRESENTARAM EFEITO ANTIOXIDANTE E EFEITOS TÓXICOS PARA FORMAS TRIPOMASTIGOTAS DE TRIPANOSOMA CRUZY, RESPECTIVAMENTE. SABENDO-SE QUE OS FITOQUÍMICOS SÃO ALVOS NA BUSCA POR NOVOS CANDIDATOS A DROGAS CONTRA O CÂNCER, O EMPREGO DE METODOLOGIAS IN VITRO QUE MIMETIZEM E AUXILIEM NA ELUCIDAÇÃO DAS BASES MOLECULARES DAS ETAPAS DA CARCINOGÊNESE, TAIS COMO INICIAÇÃO, MIGRAÇÃO E INVASÃO, É UMA ALTERNATIVA INTERESSANTE EM RELAÇÃO AOS ENSAIOS COM ANIMAIS. OS COMPOSTOS ISOLADOS UTILIZADOS COM FINS TERAPÊUTICOS SÃO CONSIDERADOS XENOBIÓTICOS E DEVEM SER PREVIAMENTE VALIDADOS, ISTO É, TER SUA AÇÃO COMPROVADA E SUA TOXICIDADE POTENCIAL AVALIADA. PORTANTO, A CONTINUIDADE NAS INVESTIGAÇÕES UTILIZANDO OS COMPOSTOS 3-ESTEARILOXI-OLEAN-12-ENO E BRACHYDIN A, ISOLADOS DO EXTRATO DE AB, CONTRIBUIRÁ PARA O CONHECIMENTO SOBRE O PAPEL DESSES COMPOSTOS NA VIABILIDADE CELULAR. NA FASE DE PROGRESSÃO DO CÂNCER ALGUMAS CÉLULAS DO TUMOR PRIMÁRIO ADQUIREM CAPACIDADE MIGRATÓRIA E INVASIVA, RESULTANDO EM METÁSTASE, MAIOR PROBLEMA DA QUIMIOTERAPIA DO CÂNCER. POR ESSE MOTIVO, TAMBÉM SERÁ AVALIADA A INFLUÊNCIA DOS FITOQUÍMICOS NAS ETAPAS DE MIGRAÇÃO E INVASÃO IN VITRO, ASSIM COMO A METABOLÔMICA POR MEIO DA TÉCNICA DE RESSONÂNCIA MAGNÉTICA NUCLEAR (RMN), MUITO EMPREGADA ATUALMENTE PARA IDENTIFICAR DROGAS QUE AGEM EM VIAS METABÓLICAS DO TUMOR. ESTES ENSAIOS EM CONJUNTO CONTRIBUIRÃO PARA CARACTERIZAR UMA POSSÍVEL AÇÃO BIOLÓGICA DOS FITOQUÍMICOS, 3-ESTEARILOXI-OLEAN-12-ENO E BRACHYDIN A ALÉM DE CONTRIBUÍREM PARA A IDENTIFICAÇÃO DE COMPOSTOS ISOLADOS QUE POSSAM CONSTITUIR FUTUROS FITOFÁRMACOS A SEREM EMPREGADOS COMO AGENTES PARA PREVENÇÃO OU TRATAMENTO DO CÂNCER.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Gabriela de Fatima Pereira Weiss - Coordenador / Juliana Mara Serpeloni - Integrante / Hector Hugo Furini - Integrante / Ilce Mara de Syllós Colus - Integrante / Larissa Cristina Bastos de Oliveira - Integrante / Amanda Letícia Francelino - Integrante / Ana Carla Mendonca - Integrante / Ana Flavia Leal Specian - Integrante / Claudia Quintino da Rocha - Integrante / Lais Capelasso Lucas Pinheiro - Integrante / Roberta Losi Guembarovski - Integrante / Andressa Yuri Fujike - Integrante / Fernando Cesar de Macedo Junior - Integrante.

  • 2016 - 2018

    ESTUDO DE ASSOCIAÇÃO DE POLIMORFISMOS DOS GENES PTEN, P504S (AMACR), VDR E AR EM PACIENTES COM CÂNCER DE PRÓSTATA, Descrição: O CÂNCER DE PRÓSTATA (CAP), UMA DOENÇA HETEROGÊNEA E MULTIFATORIAL, TEM DEMANDADO A BUSCA DE MÉTODOS DE TRIAGEM MAIS ESPECÍFICOS PARA SEU PROGNÓSTICO. DEVIDO À CARÊNCIA DE INFORMAÇÕES SOBRE OS MECANISMOS MOLECULARES ENVOLVIDOS NA CARCINOGÊNESE DA PRÓSTATA E NA SUA PROGRESSÃO, A BUSCA POR MARCADORES MOLECULARES TEM SE INTENSIFICADO NOS ÚLTIMOS ANOS. COM O OBJETIVO DE CONTRIBUIR PARA ISSO, ESTE ESTUDO IRÁ AVALIAR VARIANTES POLIMÓRFICAS NOS GENES PTEN (RS2735343), VDR (RS2228570), AR (RS17302090) E P504S(AMACR) (RS3195676) COMO POSSÍVEIS MARCADORES MOLECULARES DE SUSCETIBILIDADE, PROGNÓSTICO E PROGRESSÃO PARA A DOENÇA EM UM ESTUDO DO TIPO CASO-CONTROLE E TRANSVERSAL. AMOSTRAS DE SANGUE PERIFÉRICO E DE DNA FORAM ANTERIORMENTE OBTIDAS DE 277 PACIENTES QUE APRESENTARAM CONFIRMAÇÃO HISTOPATOLÓGICA DO CARCINOMA E SEUS CONTROLES PAREADOS (PSA INFERIORES A 4 NG/ML). AS GENOTIPAGENS SERÃO REALIZADAS POR PCR EM TEMPO REAL USANDO SONDA TAQMAN. A ASSOCIAÇÃO ENTRE A OCORRÊNCIA DE CAP COM AS VARIANTES POLIMÓRFICAS SERÁ CALCULADA POR ODDS RATIO (OR) COM INTERVALO DE CONFIANÇA DE 95%, OBTIDA POR REGRESSÃO LOGÍSTICA MULTIVARIADA DOS DADOS. OS GENES ENVOLVIDOS NO PRESENTE TRABALHO PTEN, P504S (AMARC), VDR E AR PODERÃO SER CONSOLIDADOS COMO MARCADORES MOLECULARES PARA O CAP, CONTRIBUINDO PARA MELHORAR O PROGNÓSTICO DESSA DOENÇA E PARA O DESENVOLVIMENTO DE NOVAS INVESTIGAÇÕES CIENTÍFICAS.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Gabriela de Fatima Pereira Weiss - Coordenador / Monyse de Nóbrega - Integrante / Juliana Mara Serpeloni - Integrante / Hector Hugo Furini - Integrante / Ilce Mara de Syllós Colus - Integrante / Larissa Cristina Bastos de Oliveira - Integrante.

  • 2013 - 2018

    ESTUDO COMPARATIVO DO PERFIL TRANSCRICIONAL DE GENES RELACIONADOS AO CÂNCER DE PRÓSTATA ENTRE INDIVÍDUOS SADIOS E PORTADORES DESTA NEOPLASIA PARA O DESENVOLVIMENTO DE ASSINATURAS GÊNICAS COM FINS DIAGNÓSTICOS, PROGNÓSTICOS E TERAPÊUTICOS, Descrição: O CARCINOMA PROSTÁTICO É A SEGUNDO TIPO DE NEOPLASIA MAIS DIAGNOSTICADO NO SEXO MASCULINO NO MUNDO E O PRIMEIRO NO BRASIL, SENDO A SEXTA CAUSA PRINCIPAL DE MORTE POR CÂNCER EM HOMENS. O PERFIL DE MORBIMORTALIDADE POR CÂNCER DE PRÓSTATA TEM SE ALTERADO NAS ÚLTIMAS DÉCADAS, CONFIGURANDO-SE COMO UM SÉRIO PROBLEMA DE SAÚDE PÚBLICA MUNDIAL. A TRIAGEM DO CÂNCER DE PRÓSTATA É FEITA PELO EXAME CLÍNICO (TOQUE DIGITAL RETAL) E PELA DOSAGEM DO ANTÍGENO PROSTÁTICO ESPECÍFICO (PROSTATE SPECIFIC ANTIGEN-PSA), QUE PODEM SUGERIR A EXISTÊNCIA DA DOENÇA E INDICAR A REALIZAÇÃO DE BIÓPSIA PROSTÁTICA TRANSRETAL. LEVANDO EM CONTA A RELAÇÃO CUSTO/BENEFÍCIO, DEFINIU-SE QUE A COMBINAÇÃO DE TOQUE DIGITAL RETAL E DOSAGEM DO PSA SERIA A MELHOR FORMA DE TRIAR O CÂNCER DA PRÓSTATA. NO ENTANTO, A FALTA DE ESPECIFICIDADE E SENSIBILIDADE DESTES TESTES DIAGNÓSTICOS IMPLEMENTADOS NA ROTINA CLÍNICA NA DÉCADA DE 80 E UTILIZADOS ATÉ HOJE, LIMITAM A CONFIABILIDADE DO RESULTADO DESTA TRIAGEM, COLOCAM EM QUESTIONAMENTO OS BENEFÍCIOS ATUAIS DE SUA UTILIZAÇÃO E REFORÇAM A NECESSIDADE DE SE UTILIZAR NOVOS PARÂMETROS DE TRIAGEM E DIAGNÓSTICO PARA ESTA NEOPLASIA. PORTANTO, A ARAUCARIA - PROJETO 1 DE 10ELUCIDAÇÃO E VALIDAÇÃO DE NOVOS MARCADORES BIOLÓGICOS PARA ESTA DOENÇA DEVERÃO AUXILIAR NA SUA DETECÇÃO E MELHORAR A APLICAÇÃO DAS TERAPIAS DISPONÍVEIS. O ADVENTO DE TÉCNICAS DE BIOLOGIA MOLECULAR COM ALTA SENSIBILIDADE E ESPECIFICIDADE METODOLÓGICA TORNOU-AS FERRAMENTAS INDISPENSÁVEIS PARA O ESTUDO DO CÂNCER. OS ÁCIDOS NUCLÉICOS CIRCULANTES (CELL-FREE NUCLEIC ACID - CFNA), SÃO MOLÉCULAS DE DNA, RNA E MIRNA QUE SE ENCONTRAM LIVRES NO PLASMA OU SORO DOS PACIENTES, E ESTÃO PRESENTES EM NÍVEIS AUMENTADOS EM INDIVÍDUOS COM VÁRIAS DOENÇAS, INCLUINDO NEOPLASIAS. ATUALMENTE DIVERSAS PESQUISAS APONTAM O POTENCIAL DE USO DESSAS MOLÉCULAS COMO ALVO DE ESTUDOS PARA NOVOS MARCADORES EM DIVERSAS ANÁLISES, INCLUINDO EXPRESSÃO GÊNICA. O ESTUDO DE ALTERAÇÕES NA REGULAÇÃO DA EXPRESSÃO DE GENES COMPROVADAMENTE ENVOLVIDOS EM PROCESSOS TUMORAIS COM A FINALIDADE DE ESTABELECER ASSINATURAS GÊNICAS CARACTERÍSTICAS DO PROCESSO TUMORAL EM QUESTÃO, DE FORMA A DIFERENCIAR O INDIVÍDUO SADIO DO DOENTE, É ATUALMENTE O QUE HÁ DE MAIS PROMISSOR PARA O DESENVOLVIMENTO DE DIAGNÓSTICOS, PROGNÓSTICOS E TERAPIAS MAIS PRECOCES E EFICAZES. PORTANTO, O OBJETIVO PRINCIPAL DO PRESENTE ESTUDO É UTILIZAR A METODOLOGIA DE PCR QUANTITATIVA EM TEMPO REAL PARA REALIZAR UMA COMPARAÇÃO DO PERFIL TRANSCRICIONAL DE GENES RELACIONADOS COM CÂNCER DE PRÓSTATA EM AMOSTRAS DE FLUIDOS CORPÓREOS (SANGUE) EM INDIVÍDUOS SADIOS E PORTADORES DESTA NEOPLASIA, PARA O DESENVOLVIMENTO DE ASSINATURAS GÊNICAS COM FINS DIAGNÓSTICOS, PROGNÓSTICOS E TERAPÊUTICOS. ASSOCIAÇÕES ENTRE O PERFIL TRANSCRICIONAL ENCONTRADO COM AS CARACTERÍSTICAS CLÍNICAS DOS PACIENTES TAMBÉM SERÃO AVALIADAS. PORTANTO, COM ESSE PROJETO ESPERA-SE ENCONTRAR PERFIS TRANSCRICIONAIS CARACTERÍSTICOS E ASSOCIADOS A SITUAÇÕES CLÍNICAS QUE SEJAM APLICÁVEIS PARA O ESTABELECIMENTO DE ESCORES DE RISCOS PREDITIVOS AO DESENVOLVIMENTO E/OU EVOLUÇÃO DO CÂNCER DE PRÓSTATA, QUE CONTRIBUAM PARA DECISÕES TERAPÊUTICAS PRECOCES E DETERMINAÇÃO DE PROGNÓSTICOS, ASSIM COMO O DESENVOLVIMENTO DE NOVOS TESTES DIAGNÓSTICOS A SEREM FUTURAMENTE VALIDADOS EM OUTRAS INSTÂNCIAS E IMPLEMENTADOS NA PRÁTICA MÉDICA.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Gabriela de Fatima Pereira Weiss - Coordenador / Heloisa Lizotti Cilião - Integrante / Marilesia Ferreira de Souza - Integrante / Milene Roldão de Souza - Integrante / Juliana Mara Serpeloni - Integrante / Paulo Emilio Fuganti - Integrante / Daniela Rugeri Derossi - Integrante / Hector Hugo Furini - Integrante / Ilce Mara de Syllós Colus - Integrante / Larissa Cristina Bastos de Oliveira - Integrante / Marcos Henrique Rosa - Integrante.

Prêmios

2019

Co-autoria na premiação de melhor pôster (1 lugar):Estudo de associação de polimorfismo nos genes PTEN, PI3K, AKT1, AR e AMACR em pacientes com câncer de próstata em uma população no norte do Paraná, Universidade Estadual de Londrina.

2016

Prêmio de boas práticas solidárias na semana do estudante ingressante, Pró-reitoria de graduação da Universidade Estadual de Londrina.

Histórico profissional

Experiência profissional

2019 - 2019

Universidade Estadual de Londrina

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Iniciação Cientifica, Carga horária: 20

Outras informações:
Projeto Intitulado:" "INFLUÊNCIA DE FITOQUÍMICOS OBTIDOS DE ARRABIDAEA BRACHYPODA BUREAU NA VIABILIDADE, INVASÃO E MIGRAÇÃO DE CÉLULAS NORMAIS E TUMORAIS IN VITRO" sob orientação da Profª Drª Roberta Losi Guembarovski no Laboratório de Mutangênse e Oncogénetica do departamento de Biologia Geral

2018 - 2019

Universidade Estadual de Londrina

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Iniciação Cientifica, Carga horária: 20

Outras informações:
Projeto Intitulado:"PADRONIZAÇÃO DE EXTRAÇÃO DE MICRORNAS CIRCULANTES NO PLASMA DE PACIENTES COM CARCINOMA DE PRÓSTATA E CONSTRUÇÃO DE BIBLIOTECAS DE MICRORNAS PARA POSTERIOR SEQUENCIAMENTO DE NOVA GERAÇÃO". Sob orientação da Profª Drª Ilce Mara de Syllos Cólus no Laboratório de Mutagênese e Oncogenética do departamento de Biologia Geral.

2017 - 2018

Universidade Estadual de Londrina

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Iniciação Cientifica, Carga horária: 20

Outras informações:
Projeto Intitulado:"CONTINUIDADE DO ESTUDO CASO-CONTROLE PARA ANÁLISE DO POLIMORFISMO RS 2699887 DO GENE PI3K EM PACIENTES COM CÂNCER DE PRÓSTATA E CONTROLES LIVRES DE NEOPLASIA" Sob orientação da Profª Drª Ilce Mara de Syllos Cólus no Laboratório de Mutagênese e Oncogenética do departamento de Biologia Geral.

2017 - 2017

Universidade Estadual de Londrina

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Iniciação Cientifica, Carga horária: 20

Outras informações:
Projeto Intitulado:" ANÁLISE DO POLIMORFISMO RS3830675 DO GENE PI3K (RS2699887) EM PACIENTES COM CÂNCER DE PRÓSTATA E CONTROLES LIVRES DE NEOPLASIA" Sob orientação da Profª Drª Ilce Mara de Syllos Cólus no Laboratório de Mutagênese e Oncogenética do departamento de Biologia Geral.

Atividades

  • 01/2019

    Direção e administração, Centro de Ciências Biológicas.,Cargo ou função, Representante Discente do Conselho de Centro (Ciências Biológicas).

  • 04/2018 - 12/2018

    Ensino, Biomedicina, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Aulas expositivas nas disciplinas de Embriologia e Imunologia, realizadas durante a disciplina de Metodologia e Prática em Ação Docente

2020 - Atual

Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto - USP

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Mestrado, Regime: Dedicação exclusiva.