Natalia de Palma Rosa Garcia

Mestranda em Política Social pelo Programa de Pós Graduação em Política Social - PPGPS da Universidade de Brasília. Bacharela em Serviço Social pela Universidade de Brasília (2018). Fez estágio obrigatório e extracurricular de Serviço Social no Supremo Tribunal Federal (2017-2018). É integrante do Núcleo de Estudos da Diversidade e Gênero (NEDIG), vinculado ao Centro de Estudos Avançados e Multidisciplinares (CEAM) da Universidade de Brasília. Estuda os temas de gênero e sexualidades, principalmente movimento LGBT, políticas públicas para LGBT e saúde de mulheres lésbicas no Brasil.

Informações coletadas do Lattes em 20/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Mestrado em andamento em Política Social

2019 - Atual

Universidade de Brasília, UnB
Título: Políticas de promoção da equidade em saúde de mulheres lésbicas: o caso do Distrito Federal,Orientador:
Lucélia Luiz Pereira.Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Lesbianidade; saúde.

Graduação em Serviço Social

2015 - 2018

Universidade de Brasília, UnB
Título: A (in)visibilidade das Políticas Públicas de Saúde para Mulheres Lésbicas
Orientador: Valdenízia Bento Peixoto

Ensino Médio (2º grau)

2011 - 2014

Centro de Ensino Tecnológico de Brasília

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2019 - 2019

O Judiciário e a Promoção da Igualdade de Gênero. (Carga horária: 16h). , Tribunal de Justica do Distrito Federal, TJ/DF, Brasil.

2019 - 2019

Gênero, Feminismo e Família. (Carga horária: 4h). , Universidade de Brasília, UnB, Brasil.

2018 - 2018

Promoção e Defesa dos Direitos LGBT. (Carga horária: 30h). , Escola Nacional de Administração Pública, ENAP, Brasil.

2017 - 2017

Extensão universitária em Implementação da Política Nacional de Saúde Integral LGBT. (Carga horária: 80h). , Universidade de Brasília, UnB, Brasil.

2017 - 2017

Política Nacional de Saúde Integral de LGBT. (Carga horária: 45h). , Universidade Aberta do SUS, UNA-SUS, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Serviço Social.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

I Seminário LGBTI+ da Câmara Legislativa do DF. 2019. (Seminário).

XVI Seminário LGBT do Congresso Nacional. 2019. (Seminário).

XVI Encontro Nacional de Pesquisadores em Serviço Social (ENPESS).A SAÚDE DE MULHERES LÉSBICAS: breve discussão acerca dos avanços e limites que perpassam os cuidados em saúde de lésbicas no Brasil. 2018. (Encontro).

XV Seminário LGBT do Congresso Nacional - O Tempo de Nossas Vidas. 2018. (Seminário).

Seminário Internacional de Acessibilidade e Inclusão: Expressão da Cidadania. 2017. (Seminário).

XIV Seminário LGBT do Congresso Nacional - Nossas Vidas Importam. 2017. (Seminário).

Seminário Mulheres no Poder. 2016. (Seminário).

XIII Seminário LGBT do Congresso Nacional - Construindo Pactos de Cidadania. 2016. (Seminário).

IV ELESS - Encontro Local de Estudantes de Serviço Social/DF. 2015. (Encontro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Livia Barbosa Pereira

Peixoto, V. B.;BARBOSA, L.; MARQUES, S. B.. A (IN)VISIBILIDADE DAS POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE PARA MULHERES LÉSBICAS. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Serviço Social) - Universidade de Brasília.

Lucelia Luiz Pereira

PEREIRA, L. L.; LIONCO, T.; PEREIRA, C. P.; PEIXOTO, V. B.. Politicas de Promoção da equidade em saúde de mulheres lésbicas: Estudo de caso no Distrito Federal. 2020. Exame de qualificação (Mestrando em Política Social) - Universidade de Brasília.

Camila Potyara Pereira

PEREIRA, Lucélia Luiz;PEREIRA, Camila Potyara; LIONÇO, Tatiana. Políticas de promoção da equidade em saúde de mulheres lésbicas: Estudo de caso no distrito federal. 2020. Exame de qualificação (Mestrando em Política Social) - Universidade de Brasília.

Silvia Badim Marques

PEIXOTO, V. B.;MARQUES, Silvia Badim; PEREIRA, L. B.. A (in) visibilidade de políticas públicas de saúde para mulheres lésbicas. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Serviço Social) - Universidade de Brasília.

Valdenízia Bento Peixoto

PEREIRA, L. L.; PEREIRA, C. P.; Lionço, Tatiana;PEIXOTO, Valdenízia Bento. POLÍTICAS DE PROMOÇÃO DA EQUIDADE EM SAÚDE DE MULHERES LÉSBICAS: ESTUDO DE CASO NO DISTRITO FEDERAL. 2020. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós Graduação em Política Social) - Universidade de Brasília.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Lucelia Luiz Pereira

Políticas Públicas de saúde para mulheres Lésbicas; Início: 2019; Dissertação (Mestrado profissional em Política Social) - Universidade de Brasília; (Orientador);

Valdenízia Bento Peixoto

A (in)visibilidade de políticas públicas de saúde para mulheres lésbicas; ; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Serviço Social) - Universidade de Brasília; Orientador: Valdenízia Bento Peixoto;

Andréia de Oliveira

Monitoria Graduação: Disciplina Seguridade Social 2 - Saúde; 2017; Orientação de outra natureza; (serviço social) - Universidade de Brasília; Orientador: Andréia de Oliveira;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • GARCIA, N. P. R. . A SAÚDE DE MULHERES LÉSBICAS: BREVE DISCUSSÃO ACERCA DOS AVANÇOS E LIMITES QUE PERPASSAM OS CUIDADOS EM SAÚDE DE LÉSBICAS NO BRASIL. In: XVI Encontro Nacional de Pesquisadores em Serviço Social, 2018, Vitória - ES. XVI Encontro Nacional de Pesquisadores em Serviço Social, 2018. v. 16.

  • GARCIA, N. P. R. . A SAÚDE DE MULHERES LÉSBICAS: BREVE DISCUSSÃO ACERCA DOS AVANÇOS E LIMITES QUE PERPASSAM OS CUIDADOS EM SAÚDE DE LÉSBICAS NO BRASIL. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2017 - Atual

Supremo Tribunal Federal

Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 20