Francis Mallmann Schappo

Mestrando do Programa de Pós-graduação em em Tecnologias Educacionais em Rede (PPGTER-UFSM). Possui graduação em Sistema de Informação pela Universidade Federal de Santa Maria (2016). Tem experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Sistemas de Informação.

Informações coletadas do Lattes em 02/06/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Mestrado profissional em andamento em Tecnologias Educacionais em Rede

2018 - Atual

Universidade Federal de Santa Maria
Título: SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO: A IMPORTÂNCIA DO ENSINO DE BOAS PRÁTICAS NA EDUCAÇÃO ACADÊMICA E EMPRESARIAL, Ano de Obtenção:
Orientador: ROSECLEA DUARTE MEDINA

Graduação em Sistema de Informação

2010 - 2016

Universidade Federal de Santa Maria
Título: EASY-N3SIM: INTERFACE PARA FACILITAR A UTILIZAÇÃO DE UM FRAMEWORK DE SIMULAÇÃO EM NANONETWORKS
Orientador: Roseclea Duarte Medina

Ensino Médio (2º grau)

1996 - 1999

Colégio Ipiranga, Escola de 1º e 2º Graus

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Ciência da Computação / Subárea: Metodologia e Técnicas da Computação/Especialidade: Sistemas de Informação.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Roseclea Duarte Medina

Medina, Roseclea Duarte; ROGGIA, Ïria Brucker;BERNARDI, G.. EASY-N3SIM: INTERFACE PARA FACILITAR A UTILIZAÇÃO DE UM FRAMEWORK DE SIMULAÇÃO EM NANONETWORKS. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Sistemas de Informação) - Universidade Federal de Santa Maria.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Roseclea Duarte Medina

Provisório: gamificação de uma Smart Classroom; Início: 2018; Dissertação (Mestrado profissional em Pós-Graduação em Tecnologias Educacionais em Rede) - Universidade Federal de Santa Maria; (Orientador);

Roseclea Duarte Medina

EASY-N3SIM: INTERFACE PARA FACILITAR A UTILIZAÇÃO DE UM FRAMEWORK DE SIMULAÇÃO EM NANONETWORKS; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Sistemas de Informação) - Universidade Federal de Santa Maria; Orientador: Roseclea Duarte Medina;

Carlos Augusto Mallmann

Supervisão de estágio extracurricular (LAMIC); ; 2013; Orientação de outra natureza; (Tecnologia da Informação) - Universidade Federal de Santa Maria, Fundação de Apoio a Tecnologia e Ciência; Orientador: Carlos Augusto Mallmann;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • SANTOS, M. ; HARTMANN, L. ; MACHADO, A. S. ; LAISA, M. ; ALMEIDA, M. ; GASS, N. L. ; SCHAPPO, F. M. . Projeto de extensão 'Bahh, peguei vírus, e agora?'. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

SCHAPPO, F. M. . EASY-N3SIM. 2016.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2016 - 2016

    Monitoria Não-Subsidiada da Disciplina de Redes de Computadores, Descrição: A disciplina de Redes de Computadores para os cursos de Sistemas de Informação e Ciência da Computação tem grande importância para a formação acadêmica e profissional do aluno, tendo várias aplicações nos campos de pesquisa acadêmicacientifica e aplicação profissional no mercado de trabalho.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Francis Mallmann Schappo - Coordenador / Roseclea Duarte Medina - Integrante.

  • 2016 - 2016

    NANOTECNOLOGIA: SIMULANDO CENÁRIOS UTILIZANDO UM FRAMEWORK EM NANONETWORKS, Descrição: 3. OBJETIVOS 3.1. GERAL Construir cenários utilizando um framework para simular o processo de comunicação em uma Nano network, e desenvolver uma interface de configuração para o simulador. 3.2. ESPECÍFICOS " Analisar dados gerados pelos cenários das Nano networks. " Dissertar sobre as diferentes aplicações das nano networks na área de TI.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Francis Mallmann Schappo - Coordenador / Roseclea Duarte Medina - Integrante.

  • 2016 - Atual

    VALIDAÇÃO DE METODOLOGIAS ANALÍTICAS PARA A DETERMINAÇÃO DE MICOTOXINAS EM MILHO ROXO PERUANO, Descrição: As micotoxinas são metabolitos secundários produzidos por fungos, que contaminam grãos de cereais. Podem ser ingeridos juntamente com alimentos contaminados provocando doenças no homem e animais por ter propriedades anabolizantes, estrogênicas, cancerígenas, mutagênicas e teratogênicas. O presente trabalho tem como objetivo determinar a presença de micotoxinas no milho roxo peruano e validar as metodologias de análises de micotoxinas por cromatografia líquida acoplada à espectrometria de massas sequencial (LC-MS/MS) neste alimento. As amostras serão colhidas em diferentes regiões geográficas e encaminhadas ao LAMIC da UFSM para preparação, extração e análise das micotoxinas. Na preparação da amostra, a mesma será moída, homogeneizada e pesada uma alíquota para posterior extração das micotoxinas com uma solução de acetonitrila e água. O extrato será filtrado e diluído em frasco vial com metanol: água (50:50, v/v) + 15 µL de padrão interno de cada micotoxina e finalizando, as análises serão efetuadas por LC-MS/MS. Para a validação das metodologias serão estimados os seguintes parâmetros: seletividade, limite de quantificação, limite de detecção, linearidade, exatidão, robustez e reprodutibilidade baseado na norma ABNT NBR ISO/17025:2005, INMETRO, além do efeito matriz. Os resultados desta pesquisa permitirão oferecer métodos adequados para análises de micotoxinas, permitindo o controle, monitoramento e gerenciamento das micotoxinas neste insumo vegetal, tendo como finalidade principal a diminuição da exposição humana a esses contaminantes tóxicos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Francis Mallmann Schappo - Coordenador / Adriano Olnei Mallmann - Integrante / AGUEDA PALMIRA CASTAGNA DE VARGAS - Integrante / CAMILA TONINI - Integrante / CARLOS ALBERTO ARAUJO DE ALMEIDA - Integrante / CARLOS AUGUSTO MALLMANN - Integrante / CRISTIANE ROSA DA SILVA - Integrante / Fabiana Portela Fontoura - Integrante / PAULO DILKIN - Integrante / ZOILA NAEKO COLOMA ADANIYA - Integrante.

  • 2015 - Atual

    PREVALÊNCIA DE MICOTOXINAS EM MATÉRIAS PRIMAS E ALIMENTOS DESTINADOS AO CONSUMO HUMANO E ANIMAL NO BRASIL: MAPEAMENTO, REGIONALIZAÇÃO E MODELAGEM DE UM PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DE CONTROLE, Descrição: O desenvolvimento de fungos em matérias-primas e alimentos promove o consumo de importantes parcelas do alimento sua deterioração e a contaminação por micotoxinas, que são resultantes do seu metabolismo secundário. Nas diversas condições de clima no nosso país, muitas espécies de fungos se desenvolvem nos nossos alimentos, sendo que mais que 50% dos mesmo apresentam prevalência de níveis reconhecidamente tóxicos. Alimentos contaminados por estas substâncias tóxicas podem induzir diversos efeitos deletérios em pessoas e animais. Assim, objetivamos com este projeto estudar e implementar medidas que visam diminuir a contaminação de matérias-primas e alimentos e ao mesmo passo melhorar a eficiência das etapas analíticas destes, compreendendo desde colheita de amostras de matérias-primas e alimentos estocados em diferentes ambientes, incrementar a capacidade e eficiência analítica e implementar algoritmos que auxiliem no gerenciamento e controle de micotoxinas desde a produção até o consumidor final do alimento elaborado. Metodologias analíticas de micotoxinas serão testadas, estabelecidos e validados por cromatografia líquida acoplada a espectrometria de massas (HPLC-MS/MS) para o diagnóstico no intuito de incrementar a agilidade, eficácia e diminuição de custos analíticos. Com esses resultados visa-se estabelecer ferramentas gerenciais práticas e acessíveis para o controle de micotoxinas nas matérias-primas e alimentos, incrementando automaticamente a produtividade e a higidez humana e animal.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Francis Mallmann Schappo - Coordenador / Adriano Olnei Mallmann - Integrante / CAMILA TONINI - Integrante / CARLOS ALBERTO ARAUJO DE ALMEIDA - Integrante / CARLOS AUGUSTO MALLMANN - Integrante / Fabiana Portela Fontoura - Integrante / Dima Quatrin - Integrante / DIOGO LIBERALESSO - Integrante / Agna Pizzio Lopes - Integrante / ALEX FABIANO GIULIANI - Integrante / ANDRIELI STEFANELLO - Integrante / DANIEL SILVA DE OLIVEIRA - Integrante / DANIELA SCHMIDT NIELSEN - Integrante / EDUARDA RIBAS DE OLIVEIRA - Integrante / ERIKA STEFANELLO - Integrante / FERNANDA CONEGATTO PAIM - Integrante.

  • 2014 - 2018

    AMOSTRAGEM DE GRÃOS ESTOCADOS EM SILOS PARA ANÁLISES MICOTOXICOLÓGICAS E NUTRICIONAIS, Descrição: Micotoxinas são substâncias tóxicas produzidas por fungos, que provocam efeitos nocivos adversos à saúde do homem e dos animais. Para controlar e gerenciar a contaminação por micotoxinas em grãos armazenados em silos, são necessários procedimentos que envolvam a coleta da amostra coletiva, moagem, preparação da amostra e finalmente a análise. No entanto, a correta determinação da concentração de micotoxinas em uma grande quantidade de grãos é difícil de ser realizada com exatidão, pois as micotoxinas distribuem-se de forma heterogênea na massa de grãos. A principal etapa do procedimento de quantificação de micotoxinas que interfere na variabilidade dos resultados, é a etapa de amostragem. O presente projeto objetiva avaliar a utilização de um sistema amostral que utiliza uma sonda pneumática para retirar amostras de grãos de milho, trigo e arroz armazenados em silos para análises de micotoxinas e nutricionais. O estudo será realizado em empresas armazenadoras de grãos e fábricas de rações. A sonda pneumática será introduzida em quatro pontos periféricos equidistantes e no ponto central do silo para coleta das amostras coletivas de todo perfil do silo. Posteriormente as amostras coletivas serão trituradas, e particionadas até atingirem o peso de 1 kg (amostra de laboratório). A etapa de análise das amostras, e análise estatística dos dados, acontecerá no Laboratório de Análises Micotoxicológicas (LAMIC) da Universidade Federal de Santa Maria. Serão quantificadas, as micotoxinas de interesse sanitário e econômico: aflatoxinas, zearalenona e fumonisinas. Para realização das análises, serão empregados métodos de Cromatografia Líquida de Alta Eficiência acoplada à Espectrometria de Massas (LC-MS/MS). As análises nutricionais serão efetuadas utilizando a tecnologia NIRs.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Francis Mallmann Schappo - Coordenador / Adriano Olnei Mallmann - Integrante / CARLOS AUGUSTO MALLMANN - Integrante / Fabiana Portela Fontoura - Integrante / CAMILA DURLO TAMIOSSO - Integrante / Cesar Augusto Pierezan - Integrante / Dima Quatrin - Integrante / DIOGO LIBERALESSO - Integrante / ELISIANE CAMANA - Integrante / ISABEL CRISTINA MARKOWSKI BRUSQUE - Integrante / JANAINA DOS SANTOS CAMPOS - Integrante / JANE DE FÁTIMA FOLIATTI SCHEID - Integrante / JOCELÉIA RODRIGUES DIAS - Integrante / JULIANO KOBS VIDAL - Integrante.

  • 2011 - 2016

    DETERMINAÇÃO DE AFLATOXINAS E OCRATOXINA "A" EM PRODUTOS DE CACAU E CHOCOLATE, Descrição: Em regiões que apresentam temperaturas e umidade elevadas, como é o caso da região cacaueira do Brasil, o desenvolvimento fungos micotoxigênicos, principalmente os pertencentes aos gêneros Aspergillus e Penicillium, é favorecido. Estudos demonstram que estes fungos são frequentemente isolados em grãos de cacau e que as micotoxinas predominantes neste tipo de alimento são as aflatoxinas e a ocratoxina A. Estas micotoxinas constituem uma prioridade em saúde humana, tanto por suas propriedades tóxicas, quanto pela distribuição generalizada a nível mundial. No Brasil, de acordo com a resolução RDC 07/11 publicada em 22 de fevereiro de 2011 pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária, o limite máximo permitido, tanto para as aflatoxinas quanto para a ocratoxina A em produtos de cacau e chocolate, deve ser de 5 ?g/kg. Com limites de contaminação tão baixos, são necessários métodos analíticos capazes de detectar e quantificar com precisão os níveis das micotoxinas em alimentos. Este trabalho tem como objetivos desenvolver e validar metodologias analíticas utilizando as técnicas cromatográficas CLAE-FLD e LC-MS para o monitoramento oficial de OTA e aflatoxinas em produtos de cacau e chocolate no Brasil. Estas metodologias serão validadas de acordo com as normas estabelecidas pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Instrumental (INMETRO) e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Assim, serão avaliados os seguintes parâmetros: seletividade, linearidade, faixa de trabalho e faixa linear, limite de detecção (LD), limite de quantificação (LQ), tendência/recuperação, exatidão, precisão e robustez.. , Situação: Desativado; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Francis Mallmann Schappo - Coordenador / Adriano Olnei Mallmann - Integrante / CARLOS ALBERTO ARAUJO DE ALMEIDA - Integrante / CARLOS AUGUSTO MALLMANN - Integrante / ALEXANDRO MARCHIORO - Integrante / CAMILA DURLO TAMIOSSO - Integrante / DENIZE TYSKA - Integrante / FERNANDA POLETTO DAMBRÓS - Integrante / GIANE SILVEIRA - Integrante / LIZIANE RACHEL DA SILVA WOVST - Integrante / LUCIANE MINETTO - Integrante / LUIS AUGUSTO DE CEZARO - Integrante / ANELISE SCHIEVE MATTEUS - Integrante / IELENA JASKULSKI - Integrante / MARÍLIA MELINA MAY - Integrante.

  • 2011 - 2014

    Prevalência de micotoxinas em alimentos infantis à base de cereais comercializados no Estado do Rio Grande do Sul., Descrição: Alimentos destinados à dieta de crianças e constituídos por cereais representam uma importante fonte nutricional e estão entre os primeiros alimentos sólidos ingeridos pelas crianças. Os ingredientes que compõem estes produtos, no entanto, apresentam características físicas e nutricionais que favorecem o desenvolvimento de fungos micotoxigênicos, principalmente os pertencentes aos gêneros Fusarium, Penicillium e Aspergillus. As micotoxinas que ocorrem com maior freqüência em cereais são as aflatoxinas, ocratoxinas, fumonisinas, tricotecenos e zearalenona. O consumo rotineiro de alimentos contaminados por estas toxinas pode causar graves alterações à saúde, resultantes do alto potencial carcinogênico, nefrotóxico, hepatotóxico, efeitos mutagênicos e teratogênicos destas substâncias. Além disso, sabe-se que lactentes e crianças são mais susceptíveis às micotoxinas que os adultos, portanto, é necessário que a exposição destes indivíduos seja reduzida ao máximo. No Brasil, uma nova regulamentação para os limites toleráveis de micotoxinas em alimentos (RDC 07/11) foi aprovada em 18 de fevereiro de 2011 pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Esta resolução determina limites máximos de diversas micotoxinas em uma grande variedade de gêneros alimentícios, inclusive, alimentos infantis à base de cereais. De acordo com a nova regulamentação os teores toleráveis de micotoxinas nestes alimentos são: 1 ?g/kg de aflatoxinas (B1+B2+G1+G2); 2 ?g/kg de ocratoxina A; 200 ?g/kg de fumonisinas (B1+B2); 200 ?g/kg de deoxinivalenol e 20 ?g/kg de zearalenona. Estes limites são de aplicação imediata a partir da publicação da RDC 07/2011. Através deste trabalho espera-se obter, a nível de Rio Grande do Sul e a partir da publicação da RDC 07/2011, as primeiras informações sobre a prevalência de micotoxinas nos alimentos constituídos por cereais e destinados a complementação da dieta infantil.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Francis Mallmann Schappo - Coordenador / Adriano Olnei Mallmann - Integrante / CARLOS ALBERTO ARAUJO DE ALMEIDA - Integrante / CARLOS AUGUSTO MALLMANN - Integrante / ALEXANDRO MARCHIORO - Integrante / CAMILA DURLO TAMIOSSO - Integrante / DENIZE TYSKA - Integrante / FERNANDA POLETTO DAMBRÓS - Integrante / GIANE SILVEIRA - Integrante / LIZIANE RACHEL DA SILVA WOVST - Integrante / LUCIANE MINETTO - Integrante / LUIS AUGUSTO DE CEZARO - Integrante / ANELISE SCHIEVE MATTEUS - Integrante / IELENA JASKULSKI - Integrante / MARÍLIA MELINA MAY - Integrante.

  • 2011 - 2013

    VALIDAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE MÉTODO CROMATOGRÁFICO UTILIZANDO ESPECTROMETRIA DE MASSAS PARA DETERMINAÇÃO DE ESTERIGMATOCISTINA, Descrição: A Esterigmatocistina (STC) é uma micotoxina precursora da Aflatoxina B1 (AFB1) e por apresentar semelhança estrutural com AFB1, pode causar toxicidade similar, principalmente efeitos carcinogênicos e mutagênicos. Assim como a AFB1, a STC é produzida por diferentes variedades de fungos do gênero Aspergillus, sendo seu principal produtor o Aspergillus versicolor. A presença de STC foi relatada em cereais como: milho, trigo, arroz, cevada, amendoim, entre outros. Sendo que a contaminação pode ocorrer após a colheita e armazenamento dos grãos. Nenhum país possui legislação vigente, embora alguns estabeleçam níveis máximos de STC para alguns alimentos. Dessa forma, para avaliar a exposição humana e animal a STC e verificar os produtos alimentares suscetíveis a esta micotoxina, exige-se a utilização de métodos rápidos e menos suscetíveis a erros. Este trabalho tem como objetivo validar e desenvolver metodologia analítica para determinação de STC por espectrometria de massas. Serão avaliados diferentes solventes e tempo para extração nas amostras de milho, como também serão testadas fases móveis, utilizando metanol, acetonitrila, ácido fórmico e diferentes colunas cromatográficas, a fim de obter uma melhor separação e quantificação desta micotoxina. Este trabalho tem como objetivo validar e desenvolver metodologia analítica para determinação de STC por espectrometria de massas.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Francis Mallmann Schappo - Coordenador / Adriano Olnei Mallmann - Integrante / CARLOS ALBERTO ARAUJO DE ALMEIDA - Integrante / CARLOS AUGUSTO MALLMANN - Integrante / ALEXANDRO MARCHIORO - Integrante / ANDRE LUÍS MALLMANN - Integrante / CAMILA DEVES FIN - Integrante / CAMILA DURLO TAMIOSSO - Integrante / DENIZE TYSKA - Integrante / DIEGO PERGHER MIRANDA - Integrante / FERNANDA POLETTO DAMBRÓS - Integrante / LIZIANE RACHEL DA SILVA WOVST - Integrante / ANDRESSA CAROLINE LOEBENS DIEL - Integrante / ANELISE SCHIEVE MATTEUS - Integrante / IELENA JASKULSKI - Integrante.

  • 2011 - 2012

    DESENVOLVIMENTO E VALIDAÇÃO DE METODOLOGIA PARA ANÁLISE DE TRIPTOFANO EM ALIMENTOS DESTINADOS AO CONSUMO HUMANO E ANIMAL., Descrição: As proteínas são moléculas essenciais para o organismo animal, devendo, portanto, estar presentes na alimentação em quantidades adequadas. Além do aspecto quantitativo deve-se levar em conta o aspecto qualitativo, isto é, seu valor nutricional, que dependerá de sua composição, digestibilidade, biodisponibilidade de aminoácidos essenciais, ausência de toxicidade e de fatores antinutricionais. Os aminoácidos exercem importantes funções como componente das proteínas, são essenciais para mantença e produção e apresentam papel essencial em vários processos metabólicos. O triptofano está envolvido na síntese de niacina e serotonina, sendo, portanto, imprescindível em níveis adequados nas rações, para que haja crescimento rápido e eficiente dos animais de produção. Este estudo tem como objetivos desenvolver e validar uma metodologia para a análise de triptofano em alimentos destinados ao consumo humano e animal.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Francis Mallmann Schappo - Coordenador / Adriano Olnei Mallmann - Integrante / CARLOS ALBERTO ARAUJO DE ALMEIDA - Integrante / CARLOS AUGUSTO MALLMANN - Integrante / ALEXANDRO MARCHIORO - Integrante / ANDRE LUÍS MALLMANN - Integrante / CAMILA DEVES FIN - Integrante / CAMILA DURLO TAMIOSSO - Integrante / DENIZE TYSKA - Integrante / DIEGO PERGHER MIRANDA - Integrante / FERNANDA POLETTO DAMBRÓS - Integrante / GIANE SILVEIRA - Integrante / ANDRESSA CAROLINE LOEBENS DIEL - Integrante / ANELISE SCHIEVE MATTEUS - Integrante / IELENA JASKULSKI - Integrante.

  • 2011 - 2012

    Perfil enzimático como possível marcador do comprometimento bioquímico na aflatoxicose em frangos de corte, Descrição: O objetivo deste trabalho é avaliar o impacto das aflatoxinas sobre as enzimas pancreáticas, sua capacidade de produção e desempenho, bioquímica sérica, parâmetros zootécnicos, composição das excretas e histologia do intestino delgado de frangos de corte intoxicados com aflatoxinas em sua dieta. A lipase presente no suco pancreático dos animais está envolvida na digestão dos lipídeos; ela catalisa a hidrólise dos triacilgliceróis em ácidos carboxílicos em solução aquosa. A -amilase presente no suco pancreático das aves é a principal enzima envolvida no processo de hidrólise de sacarídeos e na digestão do amido. O suco pancreático contém ainda o tripsinogênio e o quimiotripsinogênio, formas inativas em que são secretadas as enzimas proteolíticas tripsina e quimiotripsina. A tripsina e a quimiotripsina hidrolisam polipeptídios, rompendo suas ligações específicas ao longo das cadeias de aminoácidos. Micotoxinas são substancias tóxicas do metabolismo secundário de diversas linhagens de fungos filamentosos. As aflatoxinas são produzidas por fungos do gênero Aspergillus (A. flavus e A. parasiticus). Diversos compostos já foram descritos como sendo aflatoxinas sendo somente as aflatoxinas B1, B2, G1 e G2 identificadas como contaminantes naturais de cereais e alimentos. Quando as aflatoxinas são ingeridas por animais, podem produzir diversos efeitos deletérios à saúde, sobretudo pelas suas propriedades carcinogênicas, teratogênicas, mutagênicas, hemorrágicas e má absorção de alimento que se manifesta pela presença de partículas de ração mal digeridas nas excretas das aves. Neste experimento será avaliado a ação das aflatoxinas sobre 1152 pintos de corte, da linhagem Cobb, machos, de 1 dia de idade. Serão alojadas em 4 tratamento com 18 repetições, contendo 16 aves cada, totalizando 288 aves por tratamento. Um frango de cada repetição será escolhido ao acaso para a análise de: perfil enzimático, peso relativo de órgãos (fígado e pâncreas), bioquímica sérica, parâmetros zootécnicos, composição das excretas, histologia do intestino delgado das aves. Totalizando dezoito aves de cada tratamento no 1°, 7°, 14°, 21°, 28°, 35° e 42° dias de idade. Com este experimento pretende-se detectar as alterações na produção das principais enzimas pancreáticas e quantificar o efeito deletério das aflatoxinas sobre as mesmas em frangos de corte.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Francis Mallmann Schappo - Coordenador / Adriano Olnei Mallmann - Integrante / CARLOS ALBERTO ARAUJO DE ALMEIDA - Integrante / CARLOS AUGUSTO MALLMANN - Integrante / ALEXANDRO MARCHIORO - Integrante / ANDRE LUÍS MALLMANN - Integrante / CAMILA DEVES FIN - Integrante / CAMILA DURLO TAMIOSSO - Integrante / DENIZE TYSKA - Integrante / DIEGO PERGHER MIRANDA - Integrante / FERNANDA POLETTO DAMBRÓS - Integrante / GIANE SILVEIRA - Integrante / LIZIANE RACHEL DA SILVA WOVST - Integrante / LUCIANE MINETTO - Integrante / LUIS AUGUSTO DE CEZARO - Integrante.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2013 - 2015

    Samitec - Solucões Analiticas Microbiologicas e Tecnologicas

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Técnico em Informática

    Outras informações:
    Assistência técnica em TI, gerencia de TI da empresa, administração de servidor.

  • 2010 - 2012

    Universidade Federal de Santa Maria

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Auxiliar de TI, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Assistência técnica ao usuário, administração de servidores, administração de rede, solução de problemas.