Rodger Richer de Santana Rocha

Graduado em Ciências Sociais na UFBA, Mestre em Ciência Política (UNICAMP), Doutorando em Ciência Política (UNICAMP), pesquisador do Núcleo de Pesquisa em Participação, Movimentos Sociais e Ação Coletiva (NEPAC). Atua principalmente nos temas: movimentos sociais, relações raciais e participação política.

Informações coletadas do Lattes em 30/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em andamento em Doutorado em Ciência Política

2020 - Atual

Universidade Estadual de Campinas
Título: Relações Raciais e Movimentos Sociais: o movimento de estudantes universitários negros no Brasil (1993-2019),
Orientador: Luciana Ferreira Tatagiba
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.

Mestrado em Ciência Política

2018 - 2020

Universidade Estadual de Campinas
Título: A UNE E A QUESTÃO RACIAL,Ano de Obtenção: 2020
Luciana Ferreira Tatagiba.Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Graduação em Ciências Sociais

2010 - 2017

Universidade Federal da Bahia
Título: A Negritude e a UNE: a presença negra e sua influência no movimento estudantil brasileiro (2007-2017)
Orientador: Maria Victoria Espiñeira Gonzalez

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2019 - 2019

(Re)pensando as Metodologias Qualitativas. (Carga horária: 12h). , Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.

2018 - 2018

Métodos Qualitativos para Ciência Política. (Carga horária: 16h). , Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.

2018 - 2018

Curso de Análise de dados qualitativos utilizando Atlas.ti. (Carga horária: 30h). , Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.

2011 - 2011

Redução de Danos como prática de Educação Popular. (Carga horária: 3h). , Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Sociologia Urbana.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

RICHER, R. . 5º Encontro de Negros, Negras e Cotistas da União Nacional dos Estudantes. 2016. (Outro).

RICHER, R. ; PITTA, A. R. . CARAS, CORES E VALORES: 1ª Semana de Cultura e Afirmação da Identidade Negra da UCSAL. 2015. (Outro).

RICHER, R. . REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL: VAMOS CONVERSAR SOBRE ISSO?. 2013. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

11ª Bienal da UNE. 2019. (Encontro).

2 Encontro Nacional de Jovens Cientistas Negros da ANPG. 2019. (Encontro).

6 Encontro de Negros, Negras e Cotistas da UNE. 2019. (Encontro).

8 Encontro Nacional de Pós Graduandos da ANPG. 2019. (Encontro).

Branquitude e política.Branquitude e política. 2019. (Outra).

II Seminário sobre Raça e Política:organização, participação e representação.A QUESTÃO RACIAL NA UNE (1999-2018). 2019. (Seminário).

IV Encontro Internacional Participação, Democracia e Políticas Públicas.O conflito racial e os movimentos sociais: uma análise do Combate ao Racismo na União Nacional dos Estudantes (UNE). 2019. (Encontro).

5° Semana de Psicologia da Faculdade Ruy Barbosa.Transform(ação): protagonismo estudantil. 2017. (Outra).

I Encontro de Jovens Cientistas Negros.É chegada a hora de ações afirmativas na pós-graduação. 2017. (Encontro).

1 Encontro de Negros, Negras e Cotistas da UERN.Nenhum direito a menos. 2016. (Encontro).

25ª Sessão Especial da Assembleia Legislativa do Estado da Bahia, 19 de maio de 2016..Homenagem ao Dia de África. 2016. (Outra).

4 Encontro de Negros, Negras e Cotistas da UNE. 2015. (Encontro).

54 Congresso da UNE. Em defesa dos estudantes, da democracia e do Brasil.. 2015. (Congresso).

CUMBA.I ENCONTRO DE ESTUDANTES NEGRAS E NEGROS DA UFSM. 2015. (Encontro).

Emergências.RODA: GENOCÍDIO DA JUVENTUDE NEGRA. 2015. (Outra).

Reunião Regional da América Latina e Caribe sobre a Década Internacional dos Afrodescendentes da ONU. 2015. (Outra).

4ª SEMANAU.Semana de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Salvador (UNIFACS). 2013. (Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Ana Cláudia Chaves Teixeira

TATAGIBA, Luciana; RIOS, F. M.;TEIXEIRA, Ana Claudia. A UNE e a questão racial. 2020. Dissertação (Mestrado em Pós graduação em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas.

Ana Cláudia Chaves Teixeira

TATAGIBA, L.; RIOS, F. M.;TEIXEIRA, Ana Claudia. O Conflito Racial na UNE (2007-2017). 2019. Exame de qualificação (Mestrando em Pós graduação em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas.

Luciana Ferreira Tatagiba

TATAGIBA, Luciana; RIOS, F.;TEIXEIRA, A. C. C.. A Une e a questão racial (1995-2016). 2020. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas.

Claudio André de Souza

GONZALEZ, M. V. E.SOUZA, Cláudio A.; SILVA, D. Q.. A negritude e a UNE: a presença negra e sua influência no movimento estudantil brasileiro (2007-2017). 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia.

Deise Queiroz da Silva

Richer, R; Gonzales, M.V.; Souza, Claudio.A.;QUEIROZ, D. S.. A Negritude e a UNE: a presença negra e sua influência no movimento estudantil brasileiro (2007-2017).. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Bacharelado em Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Luciana Ferreira Tatagiba

A Une e a questão racial (1995-2016); 2018; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas,; Orientador: Luciana Ferreira Tatagiba;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2011 - 2017

    Implantação de Bases de Policia Pacificadora em comunidades Carentes de Salvador, Descrição: As políticas de segurança pública implementadas recentemente em distintas comunidades de Salvador/BA fazem parte de projetos mais amplos de requalificação urbana das cidades, que estão preparando as cidades para a realização de importantes eventos internacionais, como a da Copa das Confederações e a Copa do Mundo de 2014. Desde abril de 2011 começaram a ser instaladas em comunidades pobres de Salvador as Bases de Segurança Publica, inspiradas num modelo de Policiamento Comunitário permanente, que pode ser traduzido numa forma de ocupação por um determinado contingente policial destes territórios com a finalidade de garantir a segurança local e, sobretudo, o cessamento da criminalidade violenta ligada ao tráfico de drogas nesses espaços. O que se tem observado é que Salvador, junto a outras cidades do pais, vive um momento especial em que muitas das políticas públicas estão sendo especialmente direcionadas para as favelas, as quais envolvem uma grande quantidade de recursos dos governos municipal, estadual e federal. E neste contexto e recorte do estudo nos perguntamos: A quem estas Políticas de Segurança Pública buscam atender nas Cidades? Ou melhor, quais são as possibilidades da construção de um futuro modelo de segurança pública mais justo e que tenha em mente uma cidade para todos, incluindo os mais pobres? Este projeto tem como objetivo abordar o tema das Bases Comunitárias de Segurança sendo implantadas em Salvador, pelo acompanhamento e avaliação das ações implementadas em duas comunidades carentes da cidade (Bairro da Paz e Calabar) e compreender a percepção que moradores, comerciantes, lideranças e policiais onde estas bases estão sendo instaladas têm sobre o sistema de segurança pública durante o processo da implantação desta nova política pública.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Rodger Richer de Santana Rocha - Integrante / Maria Gabriela Hita - Coordenador / John Ernest Gledhill - Integrante / Marietta Bomfim - Integrante / Daniela Miranda - Integrante / Emilly Mascarenhas - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2017

Aprovado em primeiro lugar na seleção do mestrado em Ciência Política, UNICAMP.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2011 - 2012

Universidade Federal da Bahia

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Iniciação Científica, Carga horária: 20

Atividades

  • 01/2016

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Conselho de Curadores, .,Cargo ou função, Representante Estudantil.

  • 01/2013

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Conselho Universitário, .,Cargo ou função, Representante Estudantil..

  • 01/2013

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão, .,Cargo ou função, Representante Estudantil.

2013 - 2015

Câmara Municipal de Salvador

Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 20

Outras informações:
Colaborou com a elaboração de projetos sociais.

2017 - 2018

Planejamento e Consultoria

Vínculo: Contratado, Enquadramento Funcional: Assistente Administrativo, Carga horária: 40

2015 - 2017

Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial

Vínculo: Conselheiro, Enquadramento Funcional: Representante da Sociedade Civil

2019 - 2019

Universidade Estadual de Campinas

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: PED voluntário

Outras informações:
Participei do Programa de Estágio Docente da disciplina HZ-742/B MOVIMENTOS SOCIAIS E PARTICIPAÇÃO POLÍTICA NO BRASIL, ministrada pelas professoras Dra. Luciana Ferreira Tatagiba e Dra. Ana Cláudia Teixeira.

2020 - Atual

Faculdade Latino Americana de Ciências Sociais

Vínculo: Consultor, Enquadramento Funcional: Tutor, Carga horária: 12

Outras informações:
Tutor no curso Maestría en Estado, Gobierno y Políticas Públicas.