Laoana Tuíra Gonçalves Mendes

Mestra em Geotecnia (2017) pela Universidade de Brasília, tema: Análise Probabilística de Comportamento de Túneis em Rochas, orientada pelo professor André Pacheco de Assis. Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade de Brasília (2014) e graduação sanduíche pelo Instituto Superior Técnico (2013). Trabalhou como estagiária e engenheira civil na LD Engenharia Estrutural (2013 - 2015).

Informações coletadas do Lattes em 30/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Mestrado em Geotecnia

2015 - 2017

Universidade de Brasília, UnB
Título: Análise Probabilística de Comportamento de Túneis em Rochas,Ano de Obtenção: 2017
Orientador: André Pacheco de Assis
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Abordagem Probabilística; Obras Subterrâneas; Mecânica das Rochas.Grande área: EngenhariasSetores de atividade: Obras de infra-estrutura.

Graduação em Engenharia Civil

2009 - 2014

Universidade de Brasília, UnB
Título: Manejo das Águas Pluviais do Plano Piloto
Orientador: Sérgio Koide

Graduação em Engenharia Civil

2012 - 2013

Instituto Superior Tecnico
Orientador: em Instituto Superior Técnico ( Lineu José Pedroso)
com Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Ensino Médio (2º grau)

2005 - 2007

Centro Educacional Rubem Alves - Objetivo

Ensino Fundamental (1º grau)

2001 - 2004

Colégio Cenecista Nossa Senhora do Carmo

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2010 - 2012

Inglês. (Carga horária: 114h). , BRASAS English Course, BRASAS, Brasil.

2011 - 2011

AutoCad Avançado. (Carga horária: 8h). , Programa de Educação Tutorial - Engenharia Civil, PET/ENC, Brasil.

2011 - 2011

Transcad. (Carga horária: 8h). , Programa de Educação Tutorial - Engenharia Civil, PET/ENC, Brasil.

2011 - 2011

Epanet. (Carga horária: 12h). , Programa de Educação Tutorial - Engenharia Civil, PET/ENC, Brasil.

2011 - 2011

Geoslope. (Carga horária: 8h). , Programa de Educação Tutorial - Engenharia Civil, PET/ENC, Brasil.

2010 - 2010

Metodologia e Redação Científica. (Carga horária: 8h). , Programa de Educação Tutorial - Engenharia Civil, PET/ENC, Brasil.

2010 - 2010

Concreto de Alto Desempenho. (Carga horária: 8h). , Programa de Educação Tutorial - Engenharia Civil, PET/ENC, Brasil.

2002 - 2004

Inglês Básico. (Carga horária: 130h). , Centro Cultural Anglo-americano, CCAA, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Francês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

MENDES, L. T. G. . XI Semana de Engenharia Civil e Ambiental. 2011. (Outro).

MENDES, L. T. G. . Semana de Softwares. 2011. (Outro).

MENDES, L. T. G. . II Mostra de Cursos. 2011. .

MENDES, L. T. G. . XI Semana da Engenharia Civil e Ambiental. 2011. (Congresso).

MENDES, L. T. G. . I Mostra de Cursos. 2010. .

MENDES, L. T. G. . I Mostra de Cursos. 2010. .

MENDES, L. T. G. . II Mostra de Cursos. 2011. .

MENDES, L. T. G. . XI Semana da Engenharia Civil e Ambiental. 2011. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

SIMPÓSIO SEGURANÇA OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO DE TÚNEIS. 2016. (Simpósio).

VII SIMPÓSIO BRASILEIRO DE MECÂNICA DAS ROCHAS.II RockBowl. 2016. (Simpósio).

XVII CONGRESSO BRASILEIRO DE MECÂNICA DOS SOLOS E ENGENHARIA GEOTÉCNICA. 2016. (Congresso).

Semana de Softwares.Semana de Softwares. 2011. (Seminário).

XI Semana da Engenharia Civil e Ambiental.XI Semana da Engenharia Civil e Ambiental. 2011. (Seminário).

X Semana de Engenharia Civil. 2010. (Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

ANDRÉ LUÍS BRASIL CAVALCANTE

ASSIS, André Pacheco deCAVALCANTE, André Luís Brasil; DIAS, T. G. S.. Análise Probabilística de Comportamento de Túneis em Rochas. 2017. Dissertação (Mestrado em Geotecnia) - Universidade de Brasília.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

André Pacheco de Assis

Análise Probabilística de Comportamento de Túneis em Rocha; 2017; Dissertação (Mestrado em Geotecnia) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: André Pacheco de Assis;

SÉRGIO KOIDE

Manejo das Águas Pluviais do Plano Piloto/DF; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Civil) - Universidade de Brasília; Orientador: Sergio Koide;

Dirceu Silveira Reis Júnior

Comparação dos Métodos de Detalhamento Estatístico e Dinâmico das Projeções de Clima na Análise de Impactos em Recursos Hídricos; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Civil) - Universidade de Brasília; Orientador: Dirceu Silveira Reis Junior;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2016 - 2017

    Análise Probabilística de Comportamento de Túneis em Rochas, Descrição: O uso de obras subterrâneas vem crescendo significativamente nas últimas décadas, pois estas são cada vez mais a solução encontrada para questões de quando o uso das opções de superfície é insuficiente, seja pela crescente saturação do espaço urbano ou por motivos geológicos ou topográficos. Paralelo a este crescimento, depara-se também com o aumento do número de acidentes, o que pode causar um grave impacto sobre o processo de construção, levando a elevados prejuízos financeiros, atrasos no cronograma ou até mesmo levar à morte. A avaliação da segurança das obras subterrâneas, por muito tempo, foi feita através de abordagens determinísticas, em que os parâmetros e carregamentos são assumidos constantes e o resultado calculado é único. Contudo, lida-se com materiais geológicos que, por mais que se tenha uma investigação detalhada, podem apresentar características não previstas inicialmente e que só serão detectadas na construção. Devido a essa variabilidade natural dos solos e rochas, a abordagem probabilística é de importância crucial nesse meio. Neste sentido, o objetivo deste trabalho é, a partir do comportamento de túneis em rochas, definir indicadores de desempenho que possam ser utilizados para o cálculo da probabilidade de falha através de uma abordagem probabilística. A metodologia proposta engloba as seguintes etapas: definição dos dados de entrada; calibração do modelo comparando os resultados numéricos com as equações analíticas de Kirsch; execução dos cálculos determinísticos com 72 simulações para dois tipos de rochas, onde foi possível extrair dos dados de saída os indicadores de desempenho fator de segurança, área plástica e convergência e a partir deles elaboraram-se gráficos nos quais as mudanças de tendência foram tomadas como indicadores de falha; abordagem probabilística em que aplicou-se o método dos pontos de estimativas (Rosenblueth), considerando a variabilidade dos parâmetros coeficiente de empuxo no repouso (ko), coesão (c) e ângulo de atrito (ϕ) para obter a probabilidade de falha para cada um dos indicadores. Os resultados mostraram que, em muitos casos, mesmo com a média acima ou abaixo do valor limite estipulado, a probabilidade de falha ainda é relevante. Desta forma, observou-se a aplicabilidade dos métodos probabilísticos frente aos tradicionais métodos determinísticos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Laoana Tuíra Gonçalves Mendes - Coordenador / André Pacheco de Assis - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.

  • 2013 - 2014

    Manejo das Águas Pluviais do Plano Piloto/DF, Descrição: Os diversos problemas de drenagem pluvial nas cidades são consequência do crescimento da urbanização que ainda mantém o conceito tradicional de afastar a água o mais rápido possível para jusante, gerando assim os alagamentos nos pontos críticos da cidade. Outro grande problema sanitário das áreas urbanas é a poluição difusa, já que está relacionada com a ocorrência de endemias e, principalmente com a perda da qualidade dos corpos hídricos. Assim, a partir da viabilidade técnica de implantação das melhores práticas de gerenciamento, em especial as bacias de detenção/retenção, pretende-se, com o auxílio do modelo matemático Storm Water Management Model - SWMM, verificar o comportamento da sub bacia do Centro Oímpico da UnB (C.O.), no que diz respeito ao transporte de sedimentos, qualidade da água e volume de água alocado de um ponto para outro da bacia. Com base no acompanhamento experimental, utilizando dados de equipamentos específicos em pontos estratégicos, é possível simular um modelo satisfatório, inserir técnicas compensatórias e verificar qual o impacto de cada uma delas dentro da bacia em análise. Nesse sentido, este trabalho apresenta resultados de monitoramento hidrológico de um evento chuvoso e a avaliação do uso de técnicas alternativas, que recebem o escoamento superficial de origem pluvial dessa sub-bacia, a fim de solucionar os problemas relacionados à poluição difusa. Os principais resultados mostrados a seguir estão relacionados à caracterização qualitativa e quantitativa deste escoamento e à eficiência na remoção de sólidos suspensos, bem como a redução do pico de vazão no exutório. A alternativa que apresentou melhor desempenho faz uso de uma bacia de detenção mais próxima ao exutório, que por ter um resultado satisfatório, sugere, portanto, a sua relevância para o controle da poluição difusa.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Laoana Tuíra Gonçalves Mendes - Integrante / Leonardo Ribeiro de Oliveira Maldi - Integrante / Sérgio Koide - Coordenador.

  • 2011 - 2012

    Comparação dos Métodos de Detalhamento Estatístico e Dinâmico das Projeções de Clima na Análise de Impactos em Recursos Hídricos, Descrição: O plano de trabalho foca em um projeto de pesquisa que trata da avaliação dos impactos das mudanças climáticas na área de recursos hídricos mais especificamente nas bacias do Rio Jaguaribe e Piranhas-Açu. Como os modelos globais de clima não possuem uma resolução espacial adequada para estudos hidrológicos, é necessário que se faça um detalhamento (downscaling) de suas projeções. Há duas formas de realizar o detalhamento, via modelos estatísticos ou via modelagem dinâmica, por meio de modelos numéricos atmosféricos regionais, que possuem um custo computacional altíssimo. A Universidade Estadual do Ceará já iniciou a atividade de detalhamento dinâmico de um dos modelos globais a serem utilizados no próximo relatório de IPCC (Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas), porém, a expectativa é de que essa tarefa leve 05 meses, inviabilizando o detalhamento dos outros 21 modelos globais. O objetivo específico é comparar os resultados dos impactos na área de recursos hídricos obtidos com o detalhamento estatístico com aqueles obtidos com o detalhamento dinâmico. Se o resultado for positivo, o detalhamento estatístico poderia ser utilizado para detalhar os resultados do outros modelos globais.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Laoana Tuíra Gonçalves Mendes - Integrante / Dirceu Silveira Reis Júnior - Coordenador.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2016

3º lugar, 2° RockBowl - VII Simpósio Brasileiro de Mecânica das Rochas.

2014

Homenagem de Honra ao Mérito a Aluna Destaque no Curso de Engenharia Civil 1 Semestre Letivo de 2014, Universidade de Brasília.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2014 - Atual

LD Engenharia Estrutural

Vínculo: Contrato, Enquadramento Funcional: Engenheira Civil, Carga horária: 40

2013 - 2014

LD Engenharia Estrutural

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiária da área de cálculo estrutural, Carga horária: 20

2012 - 2012

Rialma S/A Centrais Energéticas

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiária da área de Gerência de Projetos, Carga horária: 20

2011 - 2012

Programa de Iniciação Científica - UNB

Vínculo: Voluntário, Enquadramento Funcional: Pesquisa na área de Recursos Hídricos, Carga horária: 20

2011 - 2011

Departamento de Engenharia Civil - UnB

Vínculo: Voluntário, Enquadramento Funcional: Monitoria da disciplina Geotecnia 1, Carga horária: 6

2010 - 2012

Programa de Educação Tutorial - Engenharia Civil

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Integrante, Carga horária: 20

2010 - 2012

Universidade de Brasília, UnB

Vínculo: , Enquadramento Funcional:

2010 - 2010

Departamento de Matemática - UNB

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitoria da disciplina Matemática 1, Carga horária: 4