Walder Antonio Gomes de Albuquerque Nunes

Possui graduação em Agronomia, Mestrado e Doutorado em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas) pela Universidade Federal de Viçosa. Foi professor da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) e da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS). Atualmente é pesquisador A da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Agropecuária Oeste), onde foi Coordenador do Núcleo Temático de Meio Ambiente e Recursos Naturais (2005-2007) e Secretário Executivo do Comitê Técnico Interno (2007 e 2013/2018). Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Física do Solo, atuando principalmente nos seguintes temas: Uso Agrícola de Resíduos Orgânicos; Gênese, Física e Classificação de Solos. Teve participação em 16 projetos, dos quais liderou 6 deles.

Informações coletadas do Lattes em 06/04/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas)

1998 - 2003

Universidade Federal de Viçosa
Título: Efeito da irrigação com água de poços tubulares e do Rio Gorutuba sobre algumas propriedades de solos da região de Janaúba-MG.
João Carlos Ker. Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. Palavras-chave: Solos irrigados - alcalinização; Solos - Caracterização Química; Solos - Caracterização Física; Solos - Condutividade hidráulica; Solos - Norte de Minas Gerais; Água de irrigação - carbonatos. Grande área: Ciências AgráriasGrande Área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Ciência do Solo / Especialidade: Química do Solo. Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Engenharia Agrícola / Subárea: Engenharia de Água e Solo / Especialidade: Irrigação e Drenagem. Setores de atividade: Irrigação e Drenagem; Produção Vegetal; Produtos e Serviços Voltados Para A Defesa e Proteção do Meio Ambiente, Incluindo O Desenvolvimento Sustentado.

Mestrado em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas)

1996 - 1998

Universidade Federal de Viçosa
Título: Caracterização Física, Química, Mineralógica, Micromorfológica e Espectral de Alguns Solos da Zona da Mata Mineira,Ano de Obtenção: 1998
João Carlos Ker.Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. Palavras-chave: Solos - Caracterização Física; Solos - Caracterização Química; Solos - Caracterização Mineralógica; Solos - Micromorfologia; Solos - Caracterização Espectral; Solos - Gênese. Grande área: Ciências AgráriasSetores de atividade: Produtos e Serviços Voltados Para A Defesa e Proteção do Meio Ambiente, Incluindo O Desenvolvimento Sustentado; Produção Vegetal.

Graduação em Agronomia

1987 - 1992

Universidade Federal de Viçosa

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2012 - 2012

Extensão universitária em Curso de propriedade intelectual, transferência do. (Carga horária: 90h). , Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.

2012 - 2012

Método lógico para redação científica internaciona. (Carga horária: 16h). , Embrapa Agropecuária Oeste, CPAO, Brasil.

2011 - 2011

Análise multivariada, regressão e correlação. (Carga horária: 24h). , Embrapa Agropecuária Oeste, CPAO, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Pouco, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Espanhol

Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.

Francês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Sanitária / Subárea: Saneamento Básico/Especialidade: Residuos Sólidos, Domésticos e Industriais.

    Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Sanitária / Subárea: Saneamento Ambiental/Especialidade: Controle da Poluição.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Ciência do Solo/Especialidade: Física do Solo.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Ciência do Solo/Especialidade: Gênese, Morfologia e Classificação dos Solos.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Ciência do Solo/Especialidade: Fertilidade do Solo e Adubação.

    Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Sanitária / Subárea: Saneamento Ambiental/Especialidade: Qualidade do Ar, das Águas e do Solo.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

FIETZ, C. R. ; NUNES, W. A. G. A. ; COMUNELLO, E. ; SCORZA JUNIOR, R.P. . Conbea. 2007. (Congresso).

ROSCOE, R. ; MERCANTE, F.M. ; KURIHARA, C.H. ; FABRÍCIO, A. C. ; NUNES, W. A. G. A. ; MELHORANÇA, A.L. ; FONTES, C.Z. ; COMUNELLO, E. ; HERNANI, L. C. ; STAUT, L.A. ; SCORZA JUNIOR, R.P. ; BONATTO, S.P.S. . Fertbio. 2006. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

IV Simpósio Internacional sobre Gerenciamento de Resíduos de Animais.PRODUTIVIDADE DE SOJA E MILHO EM RESPOSTA A FERTILIZANTES MINERAL E ORGANOMINERAIS SÓLIDO E FLUIDO. 2015. (Simpósio).

III Semana Acadêmica de Biotecnologia e IV Semana Acadêmica Integrada: Ciências Biológicas, Gestão Ambiental e Biotecnologia.Uso Agrícola de Resíduos Orgânicos. 2013. (Outra).

III SIGERA (Simpósio Internacional sobre Gerenciamento de Resíduos Agropecuários e Agroindustriais).USO DE COMPOSTOS ORGÂNICOS PRODUZIDOS A PARTIR DE RESÍDUOS DA AGROPECUÁRIA COMO FERTILIZANTES NA CULTURA DE MILHO. 2013. (Simpósio).

Fertbio 2012. Efeito da aplicação de fertilizante orgânico sobre o crescimento de plantas de Eucalyptus urograndis. 2012. (Congresso).

X Reunião Brasileira de Classificação e Correlação de Solos -RCC. 2012. (Outra).

2º Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão - EPEX.Determinação de Fósforo por Diferentes Extratores em Solos Adubados com Torta de Filtro. 2011. (Encontro).

II SIGERA (Simpósio Internacional sobre Gerenciamento de Resíduos Agropecuários e Agroindustriais).Uso dos resíduos da produção animal como fertilizante. 2011. (Simpósio).

ENDESA - Encontro Nacional de Defesa Sanitária Animal.Viabilização do uso agronômico de resíduos de frigorífico como fertilizante orgânico sólido. 2009. (Encontro).

I Simpósio Internacional sobre Gerenciamento de Resíduos de Animais.EFEITO DE DIFERENTES DOSES DE ESTERCO SUÍNO SOBRE OS TEORES DE FÓSFORO E ZINCO DE UM LATOSSOLO VERMELHO DISTROFICO CULTIVADO COM TRIGO, EM MATO GROSSO DO SUL. 2009. (Simpósio).

Workshop Uso Agrícola de Lodo de Esgoto: Avaliação após a Resolução N. 375 do CONAMA. 2009. (Oficina).

XXXII CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO ? O Solo e a Produção de Bioenergia: Perspectivas e Dasafios. Efeito de doses crescentes de chorume de suínos sobre os teores de nitrogênio e cobre de um latossolo vermelho distrófico cultivado com trigo, em Mato Grosso do Sul. 2009. (Congresso).

FERTBIO 2008. RESPOSTA PRODUTIVA DAS CULTURAS DE SOJA E MILHO À ADUBAÇÃO COM COMPOSTO ORGÂNICO ELABORADO COM RESÍDUOS DE FRIGORÍFICO. 2008. (Congresso).

Seminário "Estrutura Institucional das empresas de Pesquisa Agropecuária". 2008. (Seminário).

1o Encontro Independência para o Setor Sucroalcooleiro.Fertilizante Orgânico. 2007. (Encontro).

II Workshop Zoneamento de riscos climáticos: abordagem para a agricultura familiar, bioenergia e pastagens. 2007. (Oficina).

Workshop sobre sistemas de aquisição e armazenamento de dados para avaliação das relações hídricas das plantas. 2007. (Oficina).

Conbea 2006 - XXXV Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola. Qualidade da água de irrigação de poços tubulares e do rio Gorutuba na região de Janaúba-MG. 2006. (Congresso).

Workshop sobre manejo de dejetos de animais.Aplicação do Dejeto de Suínos (e outros produtos de processamento de animais) nos Solos. 2006. (Oficina).

II Seminário de Atualização Agronômica.II Seminário de Atualização Agronômica. 2005. (Seminário).

VII Reunião de Correlação e Classificação de Solos - MG.VII Reunião de Correlação e Classificação de Solos. 2005. (Oficina).

Fertbio 2004. Efeito da irrigação com água de poços tubulares e do rio Gorutuba sobre a matéria orgânica de solos da região de Janaúba ? MG. 2004. (Congresso).

XV Reunião Brasileira de Manejo e Conservação de Solo e da Água. Efeitos da irrigação com água de poços tubulares sobre propriedades físicas de solos da região de Janaúba-MG. 2004. (Congresso).

XXIX Congresso Brasileiro de Ciência do Solo. Efeito da irrigação com água de poços profundos nas características químicas de solos de Janaúba-MG.. 2003. (Congresso).

ENCONTRO BRASILEIRO DE SUBSTÂNCIAS HÚMICAS.Caracterização das Frações Húmicas de Solos Provenientes do Acre e de Minas Gerais, sob Diferentes Tipos de Manejos. 2001. (Encontro).

VI Reunião de Correlação e Classificação de Solos - Estados do RS, SC e PR.VI Reunião de Correlação e Classificação de Solos. 2000. (Oficina).

XXVII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo. Micropedologia de horizontes Bw e Bt de alguns solos do domínio dos Mares de Morros nas proximidades de Viçosa-MG. 1999. (Congresso).

II Congresso Brasileiro em Sistemas Agroflorestais. Distribuição das frações da matéria orgânica de um Podzólico Vermelho-Amarelo, sob mata, capoeira, pastagem e consórcios agroflorestais, na Estação Demonstrativa do Vai-Quem-Querzinho- Xapuri-AC.. 1998. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Dhiones Kenedys Ulisses

GOMES, E. P.;NUNES, W. A. G. A.; ORRICO JUNIOR, M. A. P.. Produtividade e qualidade nutricional do capim tifton 85 fertirrigado com dejeto líquido de suíno sob monitoramento ambiental. 2015. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal da Grande Dourados.

Aluno: Simone da Silva Gomes

MERCANTE, F.M.; KURIHARA, C.H.;NUNES, W. A. G. A.. Biofertilização com composto orgânico à base de esterco de suínos na cultura do feijoeiro: efeitos na nodulação, no rendimento de grãos e na qualidade do solo. 2015. Dissertação (Mestrado em BIOLOGIA GERAL) - Universidade Federal da Grande Dourados.

Aluno: Adriana Maria Paoletto

JORDAN, R. A.; GOMES, E. P.;NUNES, W. A. G. A.. Avaliação de um biodigestor em fluxo contínuo, para tratamento de efluentes gerados pelo confinamento da tilápia. 2014. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal da Grande Dourados.

Aluno: THAYNE DANIELI SCHMIDT

SCORZA JUNIOR, R.P.; CARDOSO, C. A. L.;NUNES, W. A. G. A.. Retenção de tiametoxam e atrazina em solo sob diferentes sistemas de cultivo. 2014. Dissertação (Mestrado em RECURSOS NATURAIS) - Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul.

Aluno: Débora Menani Heid

DANIEL, O.; PADOVAN, M. P.; VITORINO, A.C.T.;NUNES, W. A. G. A.. Avaliação da sustentabilidade de sistemas de uso da terra em Mato Grosso do Sul. 2011. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Federal da Grande Dourados.

Aluno: Antonino Hypólito Dias Neto

SCHIAVO, J. A.; MONTANARI, R.;NUNES, W. A. G. A.. Caracterização e gênese de Espodossolos do Mato Grosso do Sul da Bacia do Alto Paraguai. 2011. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul.

Aluno: Geula Graciela Gomes Gonçalves

DANIEL, O.; VITORINO, A.C.T.; PEREIRA, S. B.;NUNES, W. A. G. A.. Procedimentos metodológicos para determinação da fragilidade ambiental de bacias hidrográficas. 2010. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Federal da Grande Dourados.

Aluno: Marco Aurélio Carneiro

DANIEL, O.; VITORINO, A.C.T.; PEIXOTO, P.P.P.;NUNES, W. A. G. A.. Mapas de aptidão da bacia do rio Dourados para o cultivo de algumas espécies de eucalipto.. 2005. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Aluno: Thayne Danieli Schmidt Zolin

CARVALHO, L. A.; PARANHOS FILHO, A. C.; PANACHUKI, E.; FERNANDES, S. S. L.;NUNES, WALDER ANTONIO GOMES DE ALBUQUERQUE. Índices de prioridade para recuperação de áreas em bacias hidrográficas no MS. 2018. Tese (Doutorado em RECURSOS NATURAIS) - Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul.

Aluno: Marco Aurélio Carneiro

DANIEL, O.; SANTOS, S. C.; LOURENTE, E. R. P.;NUNES, W. A. G. A.; SOUZA, F. R.. Crescimento inicial e propagação vegetativa de Cordia trichotoma (VELLOSO) ARRABIDA EX STEUD (Louro-Pardo). 2013. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade Federal da Grande Dourados.

Aluno: Fábio Régis de Souza

SOUZA, F. R.; ROSA JUNIOR, E. J.; ROSA, Y. B. C. J.; FIETZ, C. R.; SILVA, C. J.;NUNES, W. A. G. A.. Intensidade de tráfego e sistemas de manejo de um Latossolo influindo sobre a cultura de soja e girassol. 2012. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade Federal da Grande Dourados.

Aluno: Raphael Maia Aveiro Cessa

VITORINO, A.C.T.;NUNES, W. A. G. A.; PEIXOTO, P.P.P.; Novelino, J.O.; LIMA, J. M.. Atributos físico-químicos e adsorção de fósforo em materiais da fração argila de Latossolos Vermelhos na presença de ácido fúlvico. 2008. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade Federal da Grande Dourados.

Aluno: Hugo Márcio Leandro

ASMUS, G. L.; AVILA, C. J.;NUNES, W. A. G. A.. Efeito do consórcio de soja com forrageira sobre a população do Nematóide Reniforme (Rotylenchulus reniformis). 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Agronomia) - Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul.

Aluno: Cristiane Andréia da Silva

CARVALHO, L. A.NUNES, W. A. G. A.; MAUAD, M.. Variabilidade espacial de atributos físicos de um Latossolo Vermelho cultivado com cana-de-açúcar. 2011. Exame de qualificação (Mestrando em Agronomia) - Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul.

Kikuti, H.; MIRANDA, E. E. V.;NUNES, W. A. G. A.. Banca Examinadora do concurso Público de Provas e Títulos, área de conhecimento Agronomia - sub área Ciência do Solo - Cassilândia-MS. 2011. Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul.

MOTTA, I. S.; PADOVAN, M. P.;NUNES, W. A. G. A.. Revisor de trabalhos dos Grupos Temáticos "Uso e Conservação dos Recursos Naturais" e "Manejo de Agroecossistemas Sustentáveis" do 3o Seminário de Agroecologia de Mato Grosso do Sul. 2010. Associação Brasileira de Agroecologia.

NUNES, W. A. G. A.; VALENTE, A.L.E.F.; SOBRAL, F.A.F.; NOGUEIRA, M.C.R.; PAES, R.A.; ROUBACH, R.; BERNARDO, T.; DIAS, T.A. B.. Julgamento de propostas submetidas ao edital MCT/SEAP/SEPIR/CNPq n. 26/2005. 2005. Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Carlos Ernesto Gonçalves Reynaud Schaefer

SCHAEFER, C. E. G. R.. caracterização física, química, mineralógica, micromorfológica e espectral de solos da Zona da Mata, MG. 1998. Dissertação (Mestrado em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas)) - Universidade Federal de Viçosa.

Hugo Alberto Ruiz

KER, João CarlosRUIZ, Hugo AlbertoFERREIRA, Paulo Afonso; FERREIRA, Expedito José;NEVES, Júlio César Lima. Efeitos da irrigação com água de poços tubulares e do Rio Gurutuba sobre propriedades de solos da Região de Janaúba, MG. 2003. Tese (Doutorado em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas)) - Universidade Federal de Viçosa.

Hugo Alberto Ruiz

KER, João CarlosRUIZ, Hugo Alberto; BRITO, R. A. L.;FERREIRA, Paulo Afonso; MELLO, Jaime Wilson Vergas de. Atributos de solos, qualidade da água e fatores socio-econômicos como indicadores ambientais de sustentabilidade de projetos de irrigação no norte de Minas Gerais. 2001. Exame de qualificação (Doutorando em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas)) - Universidade Federal de Viçosa.

JOAO CARLOS KER

KER, J. C.; SCHAEFER, C. E. R.; FERNANDES FILHO, Elpídio Inácio;FONTES, Maurício Paulo Ferreira; EPIPHÂNIO, J. C. N.. Caracterização física, química, mineralógica, micromorfológica e espectral de alguns solos da Zona da Mata Mineira. 1999. Dissertação (Mestrado em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas)) - Universidade Federal de Viçosa.

Júlio César Lima Neves

KER, João CarlosRUIZ, Hugo AlbertoFERREIRA, Paulo Afonso; FERREIRA, Expedito José;NEVES, J. C. L.. Efeitos da Irrigação com Água de Poços Tubulares e do Rio Gorutuba sobre Propriedades de Solos da Região de Janaúba - MG.. 2003. Tese (Doutorado em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas)) - Universidade Federal de Viçosa.

Elpídio Inácio Fernandes Filho

FERNANDES FILHO, E. I.. Caracterização física, química, mineralógica, micromorfológica e espectral de alguns solos da Zona da Mata Mineira.. 1998. Dissertação (Mestrado em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas)) - Universidade Federal de Viçosa.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Dhiones Kenedys Ulisses

Produtividade e qualidade nutricional do capim tifton 85 fertirrigado com dejeto líquido de suíno sob monitoramento ambiental; 2015; Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal da Grande Dourados,; Coorientador: Walder Antonio Gomes de Albuquerque Nunes;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Carlos Ernesto Gonçalves Reynaud Schaefer

CARACTERIZAÇÃO FÍSICA QUÍMICA MINERALÓGICA E MICROMORFOLÓGICA E ESPECTRAL DE ALGUNS SOLOS DA ZONA DA MATA MINEIRA; 1999; Dissertação (Mestrado em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas)) - Universidade Federal de Viçosa, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Carlos Ernesto Goncalves Reynaud Schaefer;

Hugo Alberto Ruiz

Efeitos da irrigação com água de poços tubulares e do Rio Gorutuba sobre propriedades de solos da Região de Janaúba, MG; 2003; 130 f; Tese (Doutorado em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas)) - Universidade Federal de Viçosa, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Hugo Alberto Ruiz;

JOAO CARLOS KER

Caracterização Física, Química, Mineralógica, Micromorfológica e Espectral de Alguns Solos da Zona da Mata Mineira; 1999; 135 f; Dissertação (Mestrado em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas)) - Universidade Federal de Viçosa, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: João Carlos Ker;

JOAO CARLOS KER

Efeito da água de irrigação sobre as propriedades físicas e químicas de solos do Norte de Minas Gerais; 2003; 0 f; Tese (Doutorado em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas)) - Universidade Federal de Viçosa, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: João Carlos Ker;

Elpídio Inácio Fernandes Filho

Caracterização física, química, mineralógica, micromorfológica e espectral de alguns solos da Zona da Mata Mineira; 1998; 95 f; Dissertação (Mestrado em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas)) - Universidade Federal de Viçosa, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Elpidio Inacio Fernandes Filho;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • GOMES, EDER PEREIRA ; SANCHES, ARTHUR CARNIATO ; DIAS, DHIONES KENEDYS ULISSES ; JESUS, FERNANDA LAMEDE FERREIRA DE ; NUNES, WALDER ANTÔNIO GOMES DE ALBUQUERQUE ; JUNIOR, MARCO ANTÔNIO PREVIDELLI ORRICO ; DIAS, JOELMA PORTO DE SOUZA ; AZEVEDO, EDÉRIA PEREIRA GOMES . Application of swine wastewater for irrigation of Tifton 85 grass: Part I-productivity and nutritional quality. AUSTRALIAN JOURNAL OF CROP SCIENCE (ONLINE) , v. 12, p. 486-495, 2018.

  • NUNES, WALDER ANTONIO GOMES DE ALBUQUERQUE ; MENEZES, JUNE FARIA SCHERRER ; BENITES, VINÍCIUS DE MELO ; LIMA JUNIOR, SÉRGIO ARAÚJO DE ; OLIVEIRA, ANDERSON DOS SANTOS . Use of organic compost produced from slaughterhouse waste as fertilizer in soybean and corn crops. Scientia Agricola , v. 72, p. 343-350, 2015.

  • SILVA, A. O. ; NUNES, W. A. G. A. ; MERCANTE, F.M. . Efeitos do uso de composto orgânico obtido a partir de resíduos de frigorífico sobre a biomassa microbiana de solo, em cultivos de milho e mandioca. Cadernos de Agroecologia , v. 9, p. 1-10, 2014.

  • ASMUS, G. L. ; NUNES, W. A. G. A. . Use of slaughterhouse waste and tannery-based organic compost for the management of reniform nematodes. Nematoda , v. 1, p. 5p, 2014.

  • CARVALHO, L. A. ; JUNIOR, S. ; NUNES, W. A. G. A. ; MEURER, I. ; SOUZA JUNIOR, W. S. . Produtividade e viabilidade econômica da cana-de-açúcar em diferentes sistemas de preparo do solo no Centro-Oeste do Brasil. Revista de Ciências Agrárias (Lisboa) , v. 34, p. 199-211, 2011.

  • NUNES, W. A. G. A. ; KER, J.C. ; NEVES, J.C.L. ; RUIZ, H.A. ; BEIRIGO, R.M. ; BONCOMPANI, A.L.P. . Características Químicas de Solos da Região de Janaúba, MG, Irrigados com Água de Poços Tubulares e do Rio Gorutuba. Revista Brasileira de Ciência do Solo (Impresso) , v. 32, p. 227-236, 2008.

  • CARVALHO, L. A. ; M. NETO, V. J. ; SILVA, L. F. ; PEREIRA, J. G. ; NUNES, W. A. G. A. ; CHAVES, C. H. C. . Resistência mecânica do solo à penetração (RMP) sob cultivo de cana-de-açúcar, no município de Rio Brilhante-MS. Agrarian (Dourados. Online) , v. 1, p. 7-22, 2008.

  • NUNES, W. A. G. A. ; KER, J.C. ; RUIZ, H.A. ; NEVES, J.C.L. ; BEIRIGO, R.M. ; BONCOMPANI, A.L.P. . Características físicas de solos da região de Janaúba, MG, irrigados com água de poços tubulares ou do rio Gorutuba. Irriga (UNESP. CD-ROM) , v. 11, p. 107-118, 2006.

  • NUNES, W. A. G. A. ; KER, J.C. ; NEVES, J.C.L. ; RUIZ, H.A. ; FREITAS, G.A. ; BEIRIGO, R.M. . Qualidade da água de irrigação de poços tubulares e do rio Gorutuba na região de Janaúba-MG. Irriga (UNESP. CD-ROM) , Botucatu-SP, v. 10, n.04, p. 403-410, 2005.

  • NUNES, W. A. G. A. ; KER, J.C. ; SCHAEFER, C. E. R. ; FERNANDES FILHO, E. I. ; GOMES, F. H. . Relação solo-paisagem e gênese de alguns solos do domínio dos Mares de Morros nas proximidades de Viçosa-MG. Revista Brasileira de Ciência do Solo (Impresso) , Viçosa-MG, v. 25, n.2, p. 341-354, 2001.

  • NUNES, W. A. G. A. ; SCHAEFER, C. E. R. ; KER, J.C. ; FERNANDES FILHO, E. I. . Caracterização micropedológica de alguns solos da Zona da Mata Mineira.. Revista Brasileira de Ciência do Solo (Impresso) , Viçosa-MG, v. 24, n.1, p. 103-115, 2000.

  • NUNES, W. A. G. A. . A troca Catiônica sob abordagem termodinâmica: fatores intervenientes e as equações de ação de massas. 1. ed. , 2005. v. 1. 69p .

  • NUNES, W. A. G. A. . A importância das condições do solo. Panorama Rural, São Paulo, p. 45 - 46, 12 fev. 2007.

  • NUNES, W. A. G. A. . Tekoha:espaço vital da cultura indígena. Informativo Cultivar, 20 abr. 2006.

  • NUNES, W. A. G. A. . Pesquisador faz levantamento sobre solo de Dourados. MS Notícias, 07 dez. 2005.

  • NUNES, W. A. G. A. . Solos do município de Dourados. Diário MS, Dourados-MS.

  • NUNES, W. A. G. A. . Quando planejar a próxima safra, não se esqueça da Física do Solo. Panorama Rural, p. 45 - 46.

  • NUNES, W. A. G. A. ; Silva, L. B. X. . Resposta da cultura do milho a fósforo fornecido por composto orgânico elaborado a partir de bagaço de sorgo-sacarino. In: Agroecol 2016, 2016, Dourados. Index of /cds/agroecol2016/PDF's, 2016.

  • NUNES, W. A. G. A. ; CORREA, J. C. . Produtividade de soja e milho em resposta a fertilizantes mineral e organominerais sólido e fluido. In: IV Simpósio Internacional sobre Gerenciamento de Resíduos de Animais, 2015, Rio de Janeiro. Anais do IV Simpósio Internacional sobre Gerenciamento de Resíduos Agropecuários e Agroindustriais, 2015.

  • SILVA, A. O. ; NUNES, W. A. G. A. ; MERCANTE, F.M. . Efeitos do uso de composto orgânico obtido a partir de resíduos de frigorífico sobre a biomassa microbiana de solo, em cultivos de milho e mandioca. In: Agroecol 2014, 2014, Dourados. anais do Agroecol 2014, 2014.

  • NUNES, W. A. G. A. ; MENEZES, J. F. S. ; BENITES, V. . Uso de compostos orgânicos produzidos a partir de resíduos da agropecuária como fertilizantes na cultura de milho. In: III SIGERA (SIMPÓSIO INTERNACIONAL SOBRE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS AGROPECUÁRIOS E AGROINDUSTRIAIS), 2013, São Pedro - SP. Anais do III SIGERA, 2013.

  • NUNES, W. A. G. A. ; OLIVEIRA, A. S. ; NEIVA, A. M. . Efeito da aplicação de fertilizante orgânico sobre o crescimento de plantas de Eucalyptus urograndis. In: Fertbio 2012, 2012, Maceió - AL. Reunião Brasileira de Fertilidade do Solo e Nutrição de Plantas - FertBio 2012: A responsabilidade socioambiental da pesquisa agrícola, 2012.

  • NUNES, W. A. G. A. ; SILVA, C.P. ; SILVA, A.G. . Efeito de diferentes doses de esterco suíno sobre os teores de Fósforo e Zinco de um Latossolo Vermelho Distrofico cultivado com trigo, em Mato Grosso do Sul. In: I Simpósio Internacional sobre Gerenciamento de Resíduos de Animais, 2009, Florianópolis. Anais, Palestras e Trabalhos Científicos do I SIGERA, 2009.

  • NUNES, W. A. G. A. ; SILVA, W.M. ; LIMA JUNIOR, S. A. . Efeito de doses crescentes de chorume de suínos sobre os teores de nitrogênio e cobre de um Latossolo Vermelho distrófico cultivado com trigo, em Mato Grosso do Sul. In: XXXII CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO ? O Solo e a Produção de Bioenergia: Perspectivas e Dasafios, 2009, Fortaleza - CE. Anais do XXXII CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 2009.

  • NUNES, W. A. G. A. . Resposta produtiva das culturas de soja e milho à adubação com composto orgânico elaborado com resíduos de frigorífico. In: FERTBIO 2008, 2008, Londrina. Anais do FERTBIO 2008, 2008.

  • NUNES, W. A. G. A. ; KER, J.C. . Qualidade da água de irrigação de poços tubulares e do rio Gorutuba na região de Janaúba-MG. In: Conbea 2006 - XXXV Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2006, João Pessoa - PB. Anais do XXXV Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2006.

  • NUNES, W. A. G. A. ; KER, J.C. ; BEIRIGO, R.M. ; FREITAS, G.A. . Efeitos da irrigação com água de poços tubulares sobre propriedades físicas de solos da região de Janaúba-MG. In: XV Reunião Brasileira de Manejo e Conservação de Solo e da Água, 2004, Santa Maria - RS. Anais da XV Reunião Brasileira de Manejo e Conservação de Solo e da Água, 2004.

  • BEIRIGO, R.M. ; BONCOMPANI, A.L.P. ; FREITAS, G.A. ; NUNES, W. A. G. A. ; KER, J.C. . Efeito da irrigação com água de poços tubulares e do rio Gorutuba sobre a matéria orgânica de solos da região de Janaúba ? MG. In: Fertbio 2004, 2004, Lajes - SC. Anais do Fertbio 2004, 2004.

  • NUNES, W. A. G. A. ; KER, J.C. ; BEIRIGO, R.M. ; FREITAS, G.A. . Efeito da irrigação com água de poços profundos nas características químicas de solos de Janaúba-MG.. In: XXIX Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2003, Ribeirão Preto. Anais do XXIX Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2003.

  • NUNES, W. A. G. A. ; RIBEIRO JR, E. S. ; SALVIANO, A. M. . Caracterização das Frações Húmicas de Solos Provenientes do Acre e de Minas Gerais, sob Diferentes Tipos de Manejos. In: ENCONTRO BRASILEIRO DE SUBSTÂNCIAS HÚMICAS, 2001, Viçosa - MG. Anais do IV Encontro Brasileiro de Substâncias Húmicas, 2001. p. 281-283.

  • NUNES, W. A. G. A. ; KER, J.C. ; SCHAEFER, C. E. R. ; FERNANDES FILHO, E. I. ; GOMES, F. H. . Relação solo-paisagem e gênese de alguns solos do domínio dos mares de morros nas proximidades de Viçosa-MG. In: XXVII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 1999, Brasília-DF. Anais do XXVII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo. Planaltina-DF: Setor de Informação - EMBRAPA Cerrados, 1999.

  • SCHAEFER, C. E. R. ; NUNES, W. A. G. A. ; KER, J.C. ; FERNANDES FILHO, E. I. . Micropedologia de horizontes Bw e Bt de alguns solos do domínio dos Mares de Morros nas proximidades de Viçosa-MG. In: XXVII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 1999, Brasília-DF. Anais do XXVII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo. Planaltina - DF: Setor de Informação - EMBRAPA Cerrados, 1999.

  • NUNES, W. A. G. A. ; GATTO, A. ; NOLLA, A. ; AMARAL, G. . Distribuição das frações da matéria orgânica de um Podzólico Vermelho-Amarelo, sob mata, capoeira, pastagem e consórcios agroflorestais, na Estação Demonstrativa do Vai-Quem-Querzinho- Xapuri-AC.. In: II Congresso Brasileiro em Sistemas Agroflorestais, 1998, Belem-PA.. Resumos Expandidos do II Congresso Brasileiro em Sistemas Agroflorestais., 1998. v. 1. p. 80-82.

  • FROTA, C. ; PEREIRA, E. R. ; SILVA, W.M. ; NUNES, W. A. G. A. ; KOZIMA, M. P. . Determinação de nitrogênio total e amoniacal em Latossolo Vermelho distrófico típico adubado com diferentes doses de dejetos de suínos. In: 33a Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Química, 2010, Águas de Lindóia - SP. Anais da 33a Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Química, 2010.

  • FROTA, C. ; PEREIRA, E. R. ; LIMA JUNIOR, S. A. ; NUNES, W. A. G. A. ; SILVA, W.M. . Estudo da lixiviação de nitrato em solo adubado com diferentes doses de dejeto de suíno. In: 62a Reunião Anual da SBPC, 2010, Natal - RN. Registros da 62a Reunião Anual da SBPC, 2010.

  • PEREIRA, E. R. ; FROTA, C. ; LIMA JUNIOR, S. A. ; SILVA, W.M. ; KOZIMA, M. P. ; NUNES, W. A. G. A. . Cromo em Latossolo Vermelho adubado com diferentes doses de dejetos suínos constituindo-se de material líquido com sólidos em suspensão na forma de chorume. In: 62a Reunião Anual da SBPC, 2010, Natal - RN. Registros da 62a Reunião Anual da SBPC, 2010.

  • NUNES, W. A. G. A. ; GATTO, A. ; NOLLA, A. ; AMARAL, G. . Distribuição das frações da matéria orgânica de um Podzólico Vermelho-Amarelo, sob mata, capoeira, pastagem e consórcios agroflorestais, na Estação Demonstrativa do Vai-Quem-Querzinho- Xapuri-AC.. In: XII Reunião Brasileira de Manejo e Conservação do Solo e da Água ., 1998, Belem-PA.. Resumos Expandidos do II Congresso Brasileiro em Sistemas Agroflorestais.. Belém-PA: EMBRAPA-CPATU. Série Documentos, 118, 1998. v. 1. p. 80-82.

  • NUNES, W. A. G. A. ; MENEZES, J. F. S. ; BENITES, V. M. ; LIMA JUNIOR, S. A. ; OLIVEIRA, A. S. . Use of organic compost produced from slaughterhouse waste as fertilizer in soybean and corn crops. Scientia Agricola (USP. Impresso) , 2014.

  • NUNES, W. A. G. A. ; MENEZES, J. F. S. ; BENITES, V. . USO DE COMPOSTOS ORGÂNICOS PRODUZIDOS A PARTIR DE RESÍDUOS DA AGROPECUÁRIA COMO FERTILIZANTES NA CULTURA DE MILHO. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • NEIVA, A. M. ; NUNES, W. A. G. A. ; FROTA, C. ; PEREIRA, E. R. ; SILVA, W.M. . Determinação de Fósforo por Diferentes Extratores em Solos Adubados com Torta de Filtro. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • MOTTA, I. S. ; NUNES, WALDER ANTÔNIO GOMES DE ALBUQUERQUE . Tecnologias para a Agricultura Familiar: Compostagem - 3ª Edição revista e atualizada. Dourados-MS: Embrapa Agropecuária Oeste, 2018 (Série Documentos, 122).

  • NUNES, WALDER ANTÔNIO GOMES DE ALBUQUERQUE ; LIMA JUNIOR, S. A. ; GUIMARAES, F. F. . Caracterização de resíduos orgânicos de cadeias produtivas da agropecuária na região Centro-Oeste do Brasil 2017 (Série Documentos, 141).

  • PADOVAN, M. P. ; PEZARICO, C. R. ; OTSUBO, A. A. ; MOTTA, I. S. ; NUNES, W. A. G. A. . Tecnologias para a Agricultura Familiar - Compostagem. Dourados: Embrapa Agropecuária Oeste, 2014 (Série Documentos, 122).

  • ROSCOE, R. ; NUNES, W. A. G. A. ; SAGRILO, E. ; OTSUBO, A. A. . Aproveitamento Agrícola de resíduos de Frigorífico como Fertilizante Orgânico Sólido. Dourados-MS: Seriema, 2006 (Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento 35).

  • ROSCOE, R. ; MERCANTE, F.M. ; KURIHARA, C.H. ; NUNES, W. A. G. A. ; SCORZA JUNIOR, R.P. ; COMUNELLO, E. ; STAUT, L.A. ; FABRÍCIO, A. C. . Anais da Fertbio 2006 - A Busca das Raízes 2006 (Série Documentos, 82/2006).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

NUNES, W. A. G. A. ; RAMOS, M. M. ; DAMASCENO, G. M. ; FERREIRA NETO, J. A. . Relatório para a obtenção da Licença de Operação Corretiva (LOC) e Plano de Desenvolvimento do Assentamento (PDA) do Projeto de Assentamento Cachoeira Grande / Extrema. 2003.

NUNES, W. A. G. A. ; RAMOS, M. M. ; DAMASCENO, G. M. ; FERREIRA NETO, J. A. . Relatório para a obtenção da Licença de Operação Corretiva (LOC) e Plano de Desenvolvimento do Assentamento (PDA) do Projeto de Assentamento Natal. 2003.

NUNES, W. A. G. A. ; RAMOS, M. M. ; DAMASCENO, G. M. ; FERREIRA NETO, J. A. . Relatório para a obtenção da Licença de Operação Corretiva (LOC) e Plano de Desenvolvimento do Assentamento (PDA) do Projeto de Assentamento São Jerônimo. 2003.

NUNES, W. A. G. A. ; RAMOS, M. M. ; DAMASCENO, G. M. ; FERREIRA NETO, J. A. . Relatório para a obtenção da Licença de Operação Corretiva (LOC) e Plano de Desenvolvimento do Assentamento (PDA) do Projeto de Assentamento Floresta. 2003.

NUNES, W. A. G. A. ; RAMOS, M. M. ; DAMASCENO, G. M. ; FERREIRA NETO, J. A. . Relatório para a obtenção da Licença de Operação Corretiva (LOC) e Plano de Desenvolvimento do Assentamento (PDA) do Projeto de Assentamento Tiro e Queda. 2003.

NUNES, W. A. G. A. ; RAMOS, M. M. ; DAMASCENO, G. M. ; FERREIRA NETO, J. A. . Relatório para a obtenção da Licença de Operação Corretiva (LOC) e Plano de Desenvolvimento do Assentamento (PDA) do Projeto de Assentamento Santa Rosa / Córrego das Posses. 2003.

NUNES, W. A. G. A. ; RAMOS, M. M. ; DAMASCENO, G. M. ; FERREIRA NETO, J. A. . Relatório para a obtenção da Licença de Operação Corretiva (LOC) e Plano de Desenvolvimento do Assentamento (PDA) do Projeto de Assentamento Aruega. 2003.

NUNES, W. A. G. A. ; RAMOS, M. M. ; DAMASCENO, G. M. ; FERREIRA NETO, J. A. . Relatório para a obtenção da Licença de Operação Corretiva (LOC) e Plano de Desenvolvimento do Assentamento (PDA) do Projeto de Assentamento Campo Novo. 2003.

NUNES, W. A. G. A. ; RAMOS, M. M. ; DAMASCENO, G. M. ; FERREIRA NETO, J. A. . Relatório para a obtenção da Licença de Operação Corretiva (LOC) e Plano de Desenvolvimento do Assentamento (PDA) do Projeto de Assentamento Jardineira. 2003.

NUNES, W. A. G. A. ; RAMOS, M. M. ; DAMASCENO, G. M. ; FERREIRA NETO, J. A. . Relatório para a obtenção da Licença de Operação Corretiva (LOC) e Plano de Desenvolvimento do Assentamento (PDA) do Projeto de Assentamento Lagoa Bonita/Canastra. 2003.

NUNES, W. A. G. A. ; RAMOS, M. M. ; DAMASCENO, G. M. ; FERREIRA NETO, J. A. . Relatório para a obtenção da Licença de Operação Corretiva (LOC) e Plano de Desenvolvimento do Assentamento (PDA) do Projeto de Assentamento Mangal. 2003.

NUNES, W. A. G. A. ; RAMOS, M. M. ; DAMASCENO, G. M. ; FERREIRA NETO, J. A. . Relatório para a obtenção da Licença de Operação Corretiva (LOC) e Plano de Desenvolvimento do Assentamento (PDA) do Projeto de Assentamento Primeiro do Sul. 2003.

NUNES, W. A. G. A. ; RAMOS, M. M. ; DAMASCENO, G. M. ; FERREIRA NETO, J. A. . Relatório para a obtenção da Licença de Operação Corretiva (LOC) e Plano de Desenvolvimento do Assentamento (PDA) do Projeto de Assentamento Fruta D´Anta. 2003.

NUNES, W. A. G. A. . Física do Solo e a cultura do algodoeiro. 2008. .

NUNES, W. A. G. A. . Identificação e caracterização de solos para fins de uso, manejo e conservação. 2007. .

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2014 - Atual

    Bases tecnológicas para o desenvolvimento e validação de fertilizantes organominerais a partir de resíduos agrícolas e agroindustriais no Brasil, Descrição: Os setores agrícola e agroindustrial brasileiros produzem uma grande quantidade de resíduos orgânicos, de origem vegetal e animal. Esses resíduos contêm macro e micronutrientes que foram extraídos dos solos agrícolas pelas colheitas ou pelo pastejo. Estima-se que a quantidade de nutrientes contida somente nos resíduos da produção animal no Brasil, supere a quantidade de nutrientes utilizada na agricultura brasileira na forma de fertilizantes. Logo, considerando a forte dependência brasileira pela importação de fertilizantes, estratégias para o reaproveitamento desses nutrientes e para a disposição ordenada e ecologicamente correta dos resíduos agrícolas e agroindustriais é uma estratégia de suma importância para o Brasil. Recentemente a Embrapa lançou a tecnologia de produção de fertilizantes organominerais granulados como forma de aproveitamento e uso de resíduos. Essa tecnologia envolve processo industrial de mistura de resíduos com fertilizantes minerais e posterior granulação. Dessa forma, o produto final apresenta características propícias ao seu uso em equipamentos de aplicação de fertilizantes tradicionais, facilitando a adoção da tecnologia pelos produtores rurais. Estudos prévios mostraram de forma empírica, que os fertilizantes organominerais têm eficiência agronômica similar ou ligeiramente maior que os fertilizantes minerais de mesma composição nutricional. No atual cenário, a produção industrial de fertilizante organomineral é tecnicamente viável, porém sua viabilidade econômica depende de uma série de fatores regionais como oferta de resíduos, custos com logística, demanda por fertilizantes, etc. A agregação de valor aos fertilizantes organominerais, produzindo produtos com maior eficiência em relação aos fertilizantes minerais daria um impulso na adoção dessa tecnologia no Brasil, o que resultaria em impactos ambientais e sociais positivos. Novos conhecimentos sobre substâncias orgânicas bioestimulantes e sobre o papel de microorganismos na nutrição fisiológica de plantas mostram que é possível incorporar novas tecnologias em fertilizantes organominerias. A produção de enzimas, ácidos orgânicos e hormônios por microorganismos, interage diretamente com a absorção de nutrientes pelas plantas. No caso do uso de fertilizantes organominerais, pouco se sabe sobre o efeito desse produto sobre o ambiente radicular das plantas e sobre como manipular esse ambiente pela introdução de novos microorganismos ou de bioestimulantes. Estratégias para a introdução de compostos orgânicos e microorganismos no processo industrial de produção de fertilizantes, de forma a preservar sua bioatividade, também são desafios que devem ser superados para se chegar ao produto comercial. A dinâmica de liberação de nutrientes e a eficiência de uso desses nutrientes pelas plantas devem ser melhor compreendidos e avaliados, para a validação dessas novas formulações e para subsidiar os estudos sócio econômicos e o processo de transferência de tecnologia. O objetivo desse projeto é o desenvolvimento das bases tecnológicas para novas formulações de fertilizantes organominerais, considerando o papel dos microorganismos e de substâncias bioestimulantes sobre a dinâmica e eficiência do uso de absorção de nutrientes pelas plantas, buscando agregar valor ao fertilizante e viabilizar seu uso em escala industrial, como estratégia para a reciclagem de resíduos agrícolas e agroindustriais no Brasil.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

  • 2013 - 2018

    Otimização de tecnologias para o sistema de produção de sorgo sacarino visando suplementação da produção de etanol no complexo sucroalcooleiro-energético de Mato Grosso do Sul., Descrição: A produção de açúcar e álcool em Mato Grosso do Sul está em plena expansão, com grande interesse do setor produtivo na maximização da produção de etanol, com o uso do sorgo sacarino como matéria-prima para beneficiamento nas usinas entre os meses de janeiro a abril, época em que a indústria fica ociosa e a oferta de etanol diminui consideravelmente no país. Outro período de aproveitamento seria aquele colhido junto com a cana, ou seja, aquele sorgo semeado no período de fevereiro-março e colhido em maio-junho, o chamado sorgo sacarino safrinha. O uso desta planta no setor sucroalcooleiro-energético é incipiente, com incertezas relacionadas à viabilidade econômica, principalmente por falta de informações técnicas e problemas agronômicos importantes que demandam estudos detalhados. A partir das demandas levantadas, foi elaborado um plano de pesquisa em plena sintonia com as necessidades do setor produtivo sucroalcooleiro-energético estadual. O objetivo geral do projeto é desenvolver e aperfeiçoar tecnologias para o sistema de produção de sorgo sacarino em áreas de reforma de canavial e de produção de grãos em Mato Grosso do Sul. Os resultados técnicos e científicos obtidos devem balizar a produção de sorgo sacarino, de modo que se possa viabilizar, técnica e economicamente, o sistema de produção dessa cultura e aumentar a oferta de etanol e, concomitantemente, bagaço de sorgo sacarino para produção de energia, alimentação animal ou complemento para fertilização dos solos. O projeto está estruturado em nove planos de ação (PA) a saber: PA 1 ? Plano de gestão; PA 2 - Caracterização de cultivares de sorgo sacarino; PA 3 - Manejo fitotécnico do Sorgo Sacarino; PA 4 - Manejo da fertilidade e da água em sorgo sacarino; PA 5 ? Ecofisiologia do sorgo sacarino; PA 6 - Aspectos fitossanitários em sorgo sacarino; PA 7 - Aproveitamento do resíduo agroindustrial do sorgo sacarino; PA 8 - Modelagem e simulação de estratégias de manejo da cultura do sorgo sacarino; PA 9 - Viabilidade econômica do sorgo sacarino.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

  • 2013 - Atual

    Tecnologias para produção e uso de biogás e fertilizantes a partir do tratamento de dejetos animais no âmbito do plano ABC, Descrição: Este projeto trará contribuições importantes para parceria constituída entre Itaipu binacional e Embrapa, gerando novos resultados de pesquisa e transferência de tecnologia quanto à produção e uso de biogás e biofertilizantes, bem como dar suporte ao contrato firmado entre estas duas empresas e complementar os trabalhos em desenvolvimento no condomínio de agroenergia da bacia do Ajuricaba. Institucionalmente o projeto estará dando suporte aos macroprogramas 1 da Rede FertBrasil e PECUS; no caso da rede FertBrasil contribuirá com novos resultados para desenvolvimento de novas práticas para produção e utilização dos biofertilizantes orgânicos e organominerais nas formas sólidas e fluidas em sistemas de produção que envolvam biodigestores; bem como terá a missão de trazer novos trabalhos a campo para avaliação agronômica destes novos biofertilizantes e complementar o desenvolvimento dos trabalhos já em andamento dos fertilizantes já desenvolvidos na FertBrasil. Na rede PECUS o projeto irá gerar novas informações quanto à emissão de GEE em sistemas envolvendo biodigestores, o que não está contemplado nesta rede, permitindo desta forma gerar novos conhecimentos quanto à mitigação destes gases, bem como o aporte de carbono nos sistemas de produção que forem aplicados os biofertilizantes orgânicos e organominerais. Exitem também parcerias com universidades federais, estaduais e outras instituições de pesquisa. As atividades relacionadas ao projeto trarão alternativas tecnológicas eficientes para tratamento e reaproveitamento de dejetos para produção e uso de biogás e biofertilizantes, a fim de possibilitar a expansão sustentável dos sistemas de produção agropecuários. Lembrando que os sistemas de produção agropecuários abordados envolverão as cadeias de leite, suínos e aves, as quais apresentaram prospecção de crescimento ao ano de 1.9, 2.6 e 1.9% tendo como projeção para 2020 os valores de 38,2 bilhões de litros de leite cru, 12.480 e 4.090 mil toneladas para as carnes de aves e suínos. Sabendo que haverá o crescimento destes sistemas de produção, novos avanços técnico-científicos são necessários a fim de buscar esta maior quantidade de alimentos com igual ou menor impacto ambiental. Portanto, a finalidade de montar esta rede será transferir estratégias mais eficientes para tratamento e reaproveitamento dos dejetos com foco voltado a produção de biogás e produção de biofertilizantes orgânicos e organominerais, além de permitir novas contribuições científicas. De posse do exposto para atender a demanda do programa de agricultura de baixo carbono foram desenvolvidos os seguintes planos de ação: 1) Plano Gerencial; 2) Modelagem espacial do potencial de produção de biogás e fertilizantes orgânicos a partir do tratamento de dejetos animais; 3) Avaliação da diversidade, sucessão ecológica e identificação de bactérias de interesse na saude humana, animal e ambiental em sistemas de biorreatores para produção de energia; 4) Potencial Metanogênico e adaptação de modelos de biodigestores de maior eficiência energética; 5) Dimensionamento de gasodutos rurais, filtragem de biogás e identificação de equipamentos para seus diferentes usos; 6) Adaptar processo para produção de hidrogênio a partir de biogás; 7) Desenvolvimento e operacionalização de sistemas biológicos para tratamento; 8) Validação do processo de separação física das frações líquido/sólido e de compostagem de dejetos de animais; 9) Desenvolvimento de fertilizantes organominerais granulados e fluidos de dejetos de animais; 10) Avaliação Avaliação agronômica dos produtos fertilizantes gerados no projeto; 11) Emissão de GEE nos arranjos tecnológicos de produção e uso de biogás; 12) Avaliação Econômica das tecnologias.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

  • 2011 - Atual

    Emissões de gases de efeito em sistemas integração lavoura-pecuária e pastagem contínua, em Mato Grosso do Sul, Descrição: O aumento da concentração de gases de efeito estufa (GEE) na atmosfera tem causado a intensificação do efeito estufa natural, provocando mudanças climáticas em níveis globais. Os principais GEE, tem sua dinâmica de emissão à atmosfera relacionada a agricultura, setor responsável por aproximadamente 75% das emissões de dióxido de carbono, 91% de metano e 94% de óxido nitroso a nível nacional. Neste cenário, a região Centro Oeste, contribuí com 25% do dióxido de carbono, 31% do metano e 26% do óxido nitroso, sendo as principais fontes a mudanças no uso e manejo do solo e a produção animal. A significativa contribuição do setor agropecuário regional às emissões de GEE, os possíveis impactos na produção nacional devido o aquecimento global, a crescente busca por alimentos, fibras e energia produzidos de forma ambientalmente correta, indicam que investigações para identificar sistemas de produção eficientes em promover a retenção de C atmosférico no solo e em reduzir as emissões de metano e óxido nitroso à atmosfera devem ser intensificadas. Apesar do destaque no cenário nacional quanto a produção agropecuária, na região Centro Oeste as ações de pesquisa visando identificar sistemas de produção eficazes na mitigação da emissão de GEE ainda são relativamente escassas, restringindo-se a avaliações de CH4 e N2O do solo e seqüestro de C atmosférico no solo. Neste estudo, além das emissões de gases do solo, serão avaliado os gases produzidos direta (CH4 entérico) e indiretamente (N2O e CH4 das excretas) pelo componente animal. As avaliações serão realizadas em experimento de longa duração (16 anos), instalado em Dourados, MS. Os estoques de carbono serão avaliados no início do projeto e ao final das coletas de gases nos sistemas de integração lavoura-pecuária e sistemas não integrados de produção de grãos (plantio direto) e carne (pastagem permanente). A taxa de seqüestro de carbono será estimada pela diferença entre os estoques de carbono no início e o atual, dividido pelo tempo. As avaliações da emissão de GEE pelo solo serão realizadas pelo método da câmara estática com amostragens quinzenais. As amostragens para análise de GEE serão acompanhadas por avaliações concomitantes de variáveis edafoclimáticas. O potencial de aquecimento global dos sistemas produtivos será calculado com base nas taxas de seqüestro carbono, na emissão de GEE e nos custos em carbono equivalente dos insumos e operações agrícolas associadas aos sistemas produtivos. O balanço energético dos sistemas produtivos será estimado com bases nas entradas e saídas de energia dos sistemas de produção, possibilitando identificar sistemas de produção e práticas de manejo energeticamente e ambientalmente mais eficazes para a região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

  • 2010 - 2014

    Consorciação de adubos verdes perenes com a bananeira em um sistema sob transição agroecológica no Território da Grande Dourados, MS, Descrição: O estudo envolve o consórcio da cultura da bananeira com as leguminosas herbáceas perenes: amendoim forrageiro (Arachis pintoi), cudzu tropical (Pueraria phaseoloides), calopogônio (Calopogonium mucunoides), estilosantes (Stylosanthes guianensis), consórcio entre cudzu tropical e calopogônio e as testemunhas feijão de porco (Canavalia ensiformis), parcela com plantas espontâneas (mantida roçada) e parcela sem cobertura vegetal (capinada).. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

  • 2010 - 2014

    Sistemas agroecológicos consorciados de produção de café no estado de Mato Grosso do Sul, Descrição: Este projeto é composto por ensaios de competição de cultivares de café em diferentes consorcios: solteiro, com bananeiras cv. Nanicão, com leucena para produção de fitomassa e arborizado com gliricidia.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

  • 2009 - 2014

    Rede FertBrasil Tecnologias para o aumento de eficiência de fertilizantes e identificação de fontes alternativas de nutrientes para a agricultura brasileira, Descrição: O Brasil é o quarto maior consumidor de fertilizantes do mundo e o sexto produtor. Atualmente mais da metade dos fertilizantes consumidos aqui são importados. Em alguns sistemas de produção os fertilizantes chegam a representar 50 % do custo variável. Por outro lado, grandes quantidades de nutrientes aplicados via fertilizantes são perdidas por diferentes mecanismos, sendo que a eficiência do uso desses insumos é baixa e permite melhorias consideráveis. Mesmo frente a esse cenário, poucas inovações foram constatadas nas últimas décadas em relação a fertilizantes, principalmente para adequá-los a sistemas de produção em ambiente tropical. A Rede FertBrasil tem como metas o desenvolvimento, avaliação, validação e transferência de produtos e processos, que contribuam para o aumento de eficiência e para a introdução de novas fontes de nutrientes na agricultura brasileira. O simples manejo adequado dos fertilizantes já existentes e sistemas de recomendação adequados poderão causar um impacto significativo sobre a eficiência. Existem também fontes significativas de resíduos orgânicos e fontes minerais alternativas que podem suprir total ou parcialmente a demanda por alguns nutrientes em escala regional. Novas tecnologias tais como biotecnologias para solubilização de minerais, microorganismos promotores de crescimento, nanotecnologias para o desenvolvimento de fertilizantes de liberação lenta, ou protegidos contra perdas, podem trazer impactos significativos sobre o aumento da eficiência de fertilizantes. O desenvolvimento de tais tecnologias depende de uma interação multidisciplinar envolvendo geólogos, microbiologistas, agrônomos e engenheiros de materiais, entre outros profissionais. Alem da resposta agronômica essas novas tecnologias precisam ser avaliadas em relação ao seu impacto ambiental e seu papel sobre a qualidade da produção agrícola. A aproximação entre a pesquisa e a iniciativa privada é a estratégia que está sendo proposta para potencializar os mecanismo d.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

  • 2009 - 2011

    Viabilização do uso agronômico de resíduos de frigorífico como fertilizante orgânico sólido, Descrição: O uso dos resíduos de frigorífico como fertilizante é uma alternativa possível para se dar uma destinação correta a esses materiais, reduzindo o risco de ocorrência de contaminação ambiental e permitindo respostas positivas em algumas culturas. Visando resolver o inconveniente do forte odor do composto, utilizou-se maior período de compostagem. Ao final de 100 dias, o material apresenta-se sem o odor desagradável e com textura fina. Os solos fertilizados com o composto orgânico elaborado a partir de resíduos de frigorífico foram monitorados quanto a sua fertilidade e aspectos de atividade da biomassa microbiana, mostrando melhoria geral nos níveis de fertilidade e nas condições biológicas. Além disso, o uso do composto foi benéfico na redução da quantidade de nematoides do solo. As culturas de soja, milho, eucalipto e cana-de-açúcar responderam positivamente à fertilização com o composto elaborado a partir de resíduos de frigoríficos, com doses iniciais muito elevadas, mas que caem rapidamente nos anos subsequentes. Além do uso tradicional como fertilizante farelado, apresentou-se a alternativa de agregar valor ao resíduo ao aumentar seus níveis de N, P e K e granular a mistura, permitindo seu uso em plantadeiras, o que aumenta as opções de uso. A eficácia desse produto deve ser verificada por um período de tempo mais longo que aquele observado neste trabalho. Alguns aspectos, no entanto, ainda precisam ser resolvidos, principalmente quanto à uma melhor homogeneização das matérias-primas, o que demanda atuação nos procedimentos tecnológicos de granulação de materiais Dessa forma, viabiliza-se a transformação de um resíduo com elevado poder poluidor em um insumo para a produção agropecuária.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

  • 2009 - 2010

    Prospecção e caracterização de resíduos orgânicos para uso como fontes alternativas de nutrientes na produção agropecuária no âmbito da Região Centro Oeste do Brasil, Descrição: A região Centro-Oeste do Brasil tem se desenvolvido em forte ritmo nas últimas décadas, notadamente na área agropecuária. Em poucos anos, a região experimentou intensa expansão na produção de grãos, bovinos, aves, suínos e, mais recentemente, no cultivo de cana-de-açúcar voltada à produção de etanol. Em todos os casos, as cadeias produtivas têm se instalado completamente, incluindo também as indústrias de transformação dos produtos agrícolas e pecuários. Essa tendência de migração da cadeia produtiva de grãos e proteína animal para a Região Centro-Oeste tem trazido grandes indústrias de processamento de produtos animais, destacando-se as cadeias de carne bovina e couro, suínos e aves, que geram quantidades elevadas de resíduos orgânicos, com alto potencial poluente. Caso não tratados, todos esses materiais representariam sério risco de poluição ambiental, em função de sua alta demanda bioquímica de oxigênio e elevado teor de nutrientes. O tratamento desses resíduos vem sendo exigido não somente pela sociedade local e pelo Poder Público, mas também, indiretamente, pelo próprio mercado, através da certificação ambiental de produtos. O tratamento convencional desses resíduos envolve, geralmente, processos extremamente onerosos, exigindo grandes estruturas como lagoas de decantação e valas impermeabilizadas, no caso de efluentes orgânicos líquidos ou pastosos, ou de aterros sanitários industriais, para resíduos sólidos. No entanto, a forma mais generalizadamente recomendada para a destinação de diversos resíduos consiste na disposição sobre o solo, após sofrer estabilização, proporcionando o aproveitamento dos nutrientes na produção agropecuária, transformando uma fonte potencial de poluição em insumo agrícola. Dessa forma, este trabalho visou caracterizar alguns resíduos de origem agropecuária e agroindustrial gerados na região Centro Oeste, visando seu uso agrícola como substituto de fertilizantes químicos tradicionais. Foram realizadas amostragens em diferentes fontes de cada um dos resíduos estudados, obtidos nas principais regiões produtoras do Centro-Oeste brasileiro, em viagens de coletas em Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Goiás, totalizando 241 amostras de diferentes resíduos. Para a análise dos minerais totais de resíduos orgânicos realizaram-se duas aberturas das amostras, sendo a nítrico-perclórica em chapa aquecedora para posterior determinação utilizando-se métodos Espectrofotométricos de Absorção Atômica (Ca, Mg, Cu, Fe, Mn, Zn), de Absorção Molecular ( P ), Fotometria de Emissão ( K, Na ) e Turbidimetria (S). Para o nitrogênio foi utilizada a digestão sulfúrica com sais catalisadores em bloco-digestor, Destilação Semi -micro- Kjeldahl. Foi avaliada a dinâmica de liberação de macro e micronutrientes dos resíduos estudados, em ensaios de incubação em vaso, sob condições controladas em casa-de-vegetação, utilizando dois solos contrastantes quanto à textura, sendo um Latossolo Vermelho distrófico (84,1% de areia, 2,7% de silte e 13,2% de argila), para efeito deste trabalho chamado de ?solo arenoso? e um Latossolo Vermelho distroférrico (5,7% de areia, 12,8% de silte e 81,5% de argila), chamado de ?solo argiloso?. Aos solos destorroados foram aplicadas doses crescentes de resíduo e incubados, em vasos plásticos de 11 dm3 de capacidade, cuja umidade foi mantida próxima da capacidade de campo, por períodos de zero, dez, 30, 90, 180 e 360 dias, sendo coletadas amostras em cada uma dessas épocas. O delineamento estatístico adotado foi o inteiramente casualizado, com três repetições. O nitrogênio do solo foi analisado visando à determinação do N total por digestão com ácido sulfúrico em mistura com catalisadores (Cu e Se) e destilação por micro-Kjeldahl. Foram também coletadas amostras de solo para determinação de pH H2O e as concentrações de P (extração com Mehlich 1 e resina e determinação por colorimetria); Ca e Mg tro. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

  • 2008 - 2010

    Propriedades físico-hídricas e compressibilidade de solos de cerrado sob cultivo contínuo de cana-de-açúcar em Mato Grosso do Sul, Descrição: A cana-de-açúcar tem grande importância econômica e social para o Brasil e, em particular, para o Estado de MS, pela sua expansão nos últimos anos. O objetivo deste estudo é avaliar o efeito da colheita mecanizada da cana-de-açúcar sobre os indicadores físico-hídricos de qualidade do solo nas camadas de 0 - 0,20 m e 0,20 - 0,40 m. O ensaio está sendo desenvolvido em área pertencente à Usina Eldorado, com solos de três classes texturais distintas: argilosos (Latossolo Vermelho), textura média (Latossolo Vermelho) e arenosos (Argissolo Vermelho). Os indicadores físicos de qualidade do solo avaliados são: densidade do solo (Ds); porosidade total (PT); condutividade hidráulica do solo, pelo método do perfil instantâneo, resistência à penetração no campo, utilizando um penetrômetro de impacto, intervalo hídrico ótimo (IHO) segundo Silva et al. (1994), parâmetro S segundo Dexter (2004) e grau de compacidade segundo Hakansson (1990). Resultados preliminares indicam que o IHO foi maior no solo argiloso seguido do arenoso e do textura média respectivamente. A densidade do solo média foi de 1,74, 1,74 e 1,32 Mg m-3 na profundidade de 0-0,20 m e de 1,72, 1,73 e 1,16 Mg m-3 na profundidade de 0,20-0,40 m, respectivamente para os solos de textura arenosa, média e argilosa... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Walder Antonio Gomes de Albuquerque Nunes - Integrante / Karina Maria Vieira Cavalieri - Coordenador / Laércio Alves de Carvalho - Integrante / Jolimar Antonio Schiavo - Integrante / Paulo Leonel Libardi - Integrante / Álvaro Pires da Silva - Integrante / Cássio Antonio Tormena - Integrante / Adriano da Silva Lopes - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2010

    Efeito do uso de composto orgânico obtido a partir de resíduos de frigorífico nas culturas de mandioca, soja e milho, Descrição: Objetivos Geral Avaliar o efeito do uso, como fertilizante orgânico, de um composto produzido a partir de resíduos de frigorífico sobre características químicas, físicas e biológicas de solos cultivados com mandioca, milho e soja e possíveis efeitos sobre a produtividade dessas culturas. Específicos ? Avaliar a dinâmica de liberação de nutrientes pelo fertilizante orgânico produzido a partir de resíduos de frigorífico em solos com diferentes características; ? Avaliar o efeito da aplicação de diferentes doses de fertilizante orgânico produzido a partir de resíduos de frigorífico sobre a produtividade das culturas de soja e milho cultivados em sucessão; ? Avaliar o efeito da aplicação de diferentes doses de fertilizante orgânico produzido a partir de resíduos de frigorífico sobre propriedades físicas, químicas e biológicas em solos sob cultivo de soja e milho em sucessão; ? Avaliar o efeito da aplicação de diferentes doses de fertilizante orgânico produzido a partir de resíduos de frigorífico sobre a produtividade da cultura da mandioca ? Avaliar o efeito da aplicação de diferentes doses de fertilizante orgânico produzido a partir de resíduos de frigorífico sobre propriedades físicas, químicas e biológicas em solos sob cultivo de mandioca. ? Monitorar o solo tratado com fertilizante orgânico produzido a partir de resíduos de frigorífico com relação a segurança sanitária e ambiental. CONCLUSÕES ? o fertilizante orgânico elaborado a partir de resíduos de frigorífico promoveu modificações no status de fertilidade dos solos, sendo, na maioria das vezes, mais relevante a dose aplicada que o tempo de incubação. Os efeitos foram sempre mais evidentes no solo arenoso; ? o uso continuado do composto elevou o pH do solo, bem como os teores de Ca2+, K+, P e matéria orgânica, mas houve depleção no teor de Mg2+; ? houve aumento da disponibilidade de nutrientes até aproximadamente 3 meses de incubação; ? as culturas de mandioca e soja e milho em sequência apresentaram resposta quadrática à fertilização com o composto orgânico orgânico elaborado a partir de resíduos de frigorífico. As produtividades máximas foram obtidas com aplicações em torno de 10 t ha-1 de composto, valor considerado elevado; ? aos preços atualmente praticados, o uso do composto onera o custo de produção das culturas de mandioca e soja e milho em sequência; ? sugere-se enriquecer o composto com fontes minerais de N, P e K, de forma a torná-lo mais competitivo dos pontos de vista de logística de uso no campo e econômico; ? a aplicação de 4 t ha-1 foi a mais eficiente em aumentar a atividade microbiana no solo cultivado com soja e milho, mas houve forte decréscimo dessa característica com a aplicação de 16 t ha-1; ? aplicações de doses elevadas de composto não favorecem a estabilidade de agregados do solo.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

  • 2007 - 2010

    Conversão participativa de propriedades para sistemas agroecológicos: Implicações ambientais e viabilidade na agricultura familiar, Descrição: .. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

  • 2007 - 2010

    Desenvolvimento e avaliação de um simulador para análise do risco de contaminação dos recursos hídricos por pesticidas. (CT-HIDRO/Edital MCT/CNPq/CT-HIDRO/SEAP-PR N 35/2007), Descrição: Desenvolvimento de um simulador (ferramenta computacional) para simulação da lixiviação de pesticidas em solos brasileiros, bem como seu teste através com dados de lixiviação de dois pesticidas e um traçador do fluxo de água... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Walder Antonio Gomes de Albuquerque Nunes - Integrante / Rômulo Penna Scorza Junior - Coordenador / Carlos Ricardo Fietz - Integrante / Renê Luís de Oliveira Rigitano - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2009

    Transporte preferencial de pesticidas em um solo com macroporos: experimentação, modelagem matemática e simulação. (Edital 06/2006 - Macroprograma 3), Descrição: Resíduos de pesticidas têm sido encontrados em amostras de água retiradas do lençol freático e superficial (lagos, rios e córregos) com concentrações acima dos valores máximos permitidos pela legislação. Uma das principais fontes de contaminação desses recursos hídricos tem sido a agricultura, que atualmente faz uso intensivo dos pesticidas. Ao serem depositados no solo, via aplicação aérea ou direta no solo, os pesticidas passam por diferentes processos de dissipação como, por exemplo, a lixiviação, a qual tem sido apontada na literatura como o principal tipo de transporte responsável pela contaminação do lençol freático. Diversos estudos têm mostrado que pesticidas considerados pouco móveis (baixo potencial de lixiviação) podem ser transportados para camadas bem profundas do solo, demonstrando assim a ocorrência do transporte preferencial de pesticidas através dos macroporos. O transporte preferencial de pesticidas através dos macroporos pode aumentar os riscos de contaminação do lençol freático. A região de Dourados está inserida em uma área onde há predomínio de relevos planos associados a solos férteis com boa drenagem (alta macroporosidade) e favoráveis ao desenvolvimento da agricultura. Devido a essas características favoráveis, a região tem apresentado um grande incremento da área agrícola acompanhado pelo aumento da utilização dos pesticidas e, consequentemente, um aumento nos riscos de contaminação dos recursos hídricos. O presente projeto possibilitará o estudo da lixiviação de um traçador e dois pesticidas comumente utilizados na cultura da soja (o fungicida cyproconazole e o inseticida thiamethoxam) e que apresentam mobilidades potenciais extremas no solo (um pouco móvel e outro bastante móvel), com intuito de concluir sobre a magnitude do transporte preferencial em um solo da região de Dourados. Mais ainda, os resultados de lixiviação desses dois pesticidas serão também utilizados para o teste de dois simuladores (MACRO e PEARL) nas condições de estudo.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Walder Antonio Gomes de Albuquerque Nunes - Integrante / Rômulo Penna Scorza Junior - Coordenador / Renê Luís de Oliveira Rigitano - Integrante / Jos J T I Boesten - Integrante / N Jarvis - Integrante.Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2009

    Comportamento ambiental de pesticidas: experimentação, modelagem matemática e simulação. (Chamada FUNDECT/CNPq n 02/2006 - PPP), Descrição: Pesticidas usados na agricultura têm se tornado uma ameaça constante à preservação da qualidade dos recursos hídricos. Diante disso, há uma urgente necessidade de se avaliar o comportamento ambiental de pesticidas, bem como desenvolver técnicas confiáveis para avaliação do risco de contaminação dos recursos hídricos por pesticidas. A presente proposta de pesquisa tem por objetivo estudar a lixiviação de dois pesticidas com mobilidades contrastantes e um traçador do fluxo de água em um solo da região de Dourados, MS, além de testar dois simuladores (PEARL e MACRO) para descrever a lixiviação de pesticidas em solos. Um experimento a campo será realizado para estudar a lixiviação de dois pesticidas e um traçador do fluxo de água e os perfis de umidade até a profundidade de 100 cm. Degradação e sorção dos dois pesticidas serão determinadas em laboratório. Para calibração dos simuladores será usada a técnica da modelagem inversa considerando a calibração automática. Como resultado principal desse projeto espera-se um melhor entendimento em nível de processo da lixiviação de pesticidas em um solo macroporoso na região Sul de Mato Grosso do Sul, onde a atividade agrícola é importante e se faz uso intensivo de pesticidas. Espera-se também concluir sobre a possibilidade de uso dos simuladores PEARL e MACRO como ferramenta para uso na avaliação do impacto ambiental de pesticidas para as condições brasileiras... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Walder Antonio Gomes de Albuquerque Nunes - Integrante / Rômulo Penna Scorza Junior - Coordenador / Carlos Ricardo Fietz - Integrante / Renê Luís de Oliveira Rigitano - Integrante / Augusto César Pereira Goulart - Integrante / Antonio Rogério Fiorucci - Integrante / Cláudio Aparecido Spadotto - Integrante.Financiador(es): Fundação de Apoio e Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do MS - Auxílio financeiro.

  • 2006 - 2009

    Efeito da aplicação de doses de esterco de suínos sobre algumas características químicas e físicas de um solo da região de Dourados-MS, Descrição: Mato Grosso do Sul destaca-se na produção de suínos, em especial no entorno de Dourados, São Gabriel do Oeste e Brasilândia. O destino dos dejetos de suínos constitui um sério problema em face do potencial poluidor inerente a esse material, dada sua concentração e volume, causando problemas de comprometimento da quali-dade de água dos cursos naturais, eutrofizados pela grande descarga de nutrientes que chega a eles. A forma mais recomendada para a destinação dos dejetos suínos consiste na disposição sobre o solo, proporcionando o aproveitamento dos nutrientes na produção agropecuária, transformando uma fonte de poluição em insumo agrícola. Embora haja vários casos de produção de forragem e grãos baseados no emprego de dejetos suínos como fertilizantes, há que se atentar para a possibilidade de danos ambientais quando se faz uso desse material, pois essa prática deve seguir recomendações desenvolvidas especificamente para cada local, em função das características de clima e, principalmente, de solo e composição dos resíduos aplicados. Mato Grosso do Sul não tem, no entanto, trabalhos que possam balizar uma política ambiental própria para suas condições edafo-climáticas no tocante ao uso de dejetos suínos como fertilizante do solo, ficando a mercê de informações geradas em ambientes diferentes, com risco de sub ou superestimar tais doses. Em vista do exposto, este projeto visou estudar o efeito, a médio e longo prazos, da aplicação de doses de dejetos suínos num solo típico da região suinocultora de Dourados (MS), como subsídio para se desenvolver valores que possam balizar uma política de controle de poluição nas condições de Mato Grosso do Sul. Adicionalmente, visa testar um simulador para dinâmica de nitrogênio em solos tropicais com intuito de prever contaminações nos recursos hídricos. O experimento foi montado na área experimental da Embrapa Agropecuária Oeste, em Ponta Porã (MS), em solo classificado como Latossolo Vermelho Distrófico típico, de textura média. O dejeto de suínos utilizado foi proveniente da Fazenda Frutal, sendo armazenado em esterqueira a céu aberto, sem revestimento, constituindo-se de material líquido com sólidos em suspensão, na forma de chorume. As parcelas foram instaladas sobre área de topografia suave ondulada, em faixas de 14 x 60m, cultivadas com trigo na safra de inverno e soja na safra de verão. Foram utilizados 4 níveis de aplicação de dejetos de suínos, em doses anuais únicas equivalentes à 0, 14, 28, 56 e 70 m3 ha-1, havendo, também, uma parcela adicional em que se fez a adubação mineral típica das duas culturas. A coleta de amostras de solos foi efetuada após a colheita da cultura de trigo, até 1 metro de profundidade. Foram determinados o pH e as concentrações de N, P, Ca, Mg, K, Cu, Zn e matéria orgânica. A aplicação de chorume de suínos ao solo não mostrou tendência clara de modificação do pH na superfície, mas em subsuperfície houve tendência de diminuição. Para as formas Ca2+ e Mg2+ houve tendência de aumento dos teores em superfície com as doses mais elevadas, embora esse efeito não tenha se mantido em subsuperfície, nem nas camadas mais profundas. Os teores de K+ em superfície foram altamente responsivos às doses de chorume aplicadas, mas esse efeito foi menos pronunciado em subsuperfície e em profundidade. O comportamento do ânion fosfato, em função do aporte provocado pelas doses crescentes de chorume de suínos, confirmou sua característica baixa mobilidade no solo, pois foram encontradas concentrações elevadas em superfície, com rápido decréscimo em subsuperfície e pequenas alterações em profundidade, o que confirma a possibilidade de rápido acúmulo e o risco de se atingir níveis excessivos desse íon no solo em áreas de aplicação contínua de chorume de suínos. Esse comportamento se repete com o zinco e o cobre, que também apresentam elevada interação com os constituintes da fase só. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

  • 2005 - 2008

    Determinação de índices de qualidade física de solo submetido à aplicação de esterco de suínos, Descrição: A região Centro-Oeste tem experimentado um grande aumento de seu rebanho de suínos desde o final dos anos 80, devido a sua extensão territorial, abundante oferta de grãos, reorganização das instituições de integração e legislação débil no controle e fiscalização da atividade, principalmente no tocante ao destino dos dejetos. A solução mais freqüentemente sugerida para destinar os dejetos de suínos é a aplicação no solo como fertilizante, que deve seguir recomendações desenvolvidas especificamente para cada local, em função das características de clima e, principalmente, de solo e composição dos resíduos aplicados. O grande aporte de matéria orgânica proporcionado pela aplicação de estercos de suínos pode alterar as condições físicas dos solos, modificando sua estrutura, estabilidade de agregados e capacidade de retenção de água. Este projeto visou avaliar, por meio de indicadores de qualidade física do solo, o efeito da aplicação de doses de dejetos de suínos como fertilizante orgânico. Os indicadores utilizados foram o Intervalo Hídrico Ótimo e o Parâmetro S, que sumarizam, simultaneamente, várias caracteristicas físicas do solo. Dessa forma, o projeto teve como objetivos ? Avaliar a qualidade física de um Latossolo Vermelho Distrófico típico de textura média de Ponta Porã-MS, submetido a diferentes doses de dejetos de suínos, utilizando o Intervalo Hídrico Ótimo como indicador; ? Avaliar a influência dos teores de matéria orgânica sobre o comportamento do índice de qualidade física Intervalo Hídrico Ótimo em um Latossolo Vermelho Distrófico típico de textura média de Ponta Porã-MS; ? Avaliar a qualidade física de um Latossolo Vermelho Distrófico típico de textura média de Ponta Porã-MS, submetido a diferentes doses de dejetos de suínos, utilizando o ?Parâmetro S? como indicador; ? Avaliar a influência dos teores de matéria orgânica sobre o comportamento do índice de qualidade física o ?Parâmetro S? em um Latossolo Vermelho Distrófico típico de textura média de Ponta Porã-MS. O experimento foi montado na área experimental da Embrapa Agropecuária Oeste, em Ponta Porã-MS, cujo solo é classificado como Latossolo Vermelho Distrófico típico, de textura média, A moderado, álico. O dejeto de suínos utilizado foi proveniente da Fazenda Frutal, sendo armazenado em esterqueira a céu aberto, sem revestimento, constituindo-se de material líquido com sólidos em suspensão, na forma de chorume. As parcelas foram instaladas em 06/03/2007 sobre área de topografia suave ondulada, em faixas de 14 m de largura e 60 m de comprimento, cultivadas com trigo na safra de inverno e soja na safra de verão. Foram utilizados cinco níveis de aplicação de dejetos de suínos, em doses anuais únicas aplicadas por caminhão tanque equipado com difusor de impacto, equivalentes a 0, 14, 28, 42, 56 e 70 m3 ha-1. Ainda que ambos os índices de qualidade física utilizados possam ser mais sensíveis que os tradicionais, é possível postular que, conforme Mielniczuck & Bayer (2001) mostraram, ainda não tenha decorrido tempo suficiente para que as eventuais mudanças nas propriedades físicas decorrentes do uso dos dejetos se manifestem, prevalecendo, então, as condições anteriores do solo. Os valores de Parâmetro S obtidos em todos os tratamentos mantiveram-se acima do valor crítico de 0,035, indicando ausência de compactação extrema e boas condições físicas do solo. Os dados observados mostram tendência de diminuição do valor de ?S? em relação à testemunha e à fertilização química, confirmando as afirmações de Henklain et al. (1994) e Castro Filho et al. (2000), de que a aplicação de chorume de suínos levaria à piora das condições físicas do solo, quando avaliadas quanto à infiltração de água. Em relação à curva característica do intervalo hídrico ótimo (IHO) do solo, nota-se que a porosidade de aeração de 10%, a CC e PMP são decrescentes em função da densidade, indi. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Embrapa Agropecuária Oeste, Embrapa Agropecuária Oeste. , BR 163, Km 253,6, Zona Rural, 79804970 - Dourados, MS - Brasil - Caixa-postal: 449, Telefone: (67) 34166856, Fax: (67) 34250811, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2014 - Atual

    Embrapa solos

    Vínculo: , Enquadramento Funcional:

  • 2004 - Atual

    Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária

    Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: pesquisador A, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Atividades

    • 08/2013

      Direção e administração, Embrapa Agropecuária Oeste, Comitê Técnico Interno (CTI).,Cargo ou função, Secretário Executivo do Comitê Técnico Interno.

    • 09/2004

      Pesquisa e desenvolvimento , Embrapa Agropecuária Oeste, .,Linhas de pesquisa

    • 01/2007 - 12/2007

      Direção e administração, Embrapa Agropecuária Oeste, Comitê Técnico Interno (CTI).,Cargo ou função, Secretário Executivo do Comitê Técnico Interno.

    • 01/2005 - 12/2006

      Direção e administração, Embrapa Agropecuária Oeste, Núcleo Temático de recursos Naturais e Monitoramento Ambiental.,Cargo ou função, Presidente do Núcleo Temático de Recursos Naturais e Monitoramento Ambiental.

  • 2004 - 2004

    Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor efetivo, Carga horária: 40

    Atividades

    • 02/2004 - 09/2004

      Ensino, Agronomia Aquidauana, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Geologia e Gênese dos Solos, Morfologia e Classificação dos Solos, Cartografia e Geoprocessamento

  • 2005 - 2006

    Universidade Anhanguera - Uniderp

    Vínculo: Professor contratado, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 6

    Atividades

    • 03/2005 - 03/2006

      Ensino, Agronomia - Campus Dourados, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Gênese e Classificação de Solos

  • 2000 - 2001

    Universidade Estadual de Montes Claros

    Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Designado, Carga horária: 40

    Atividades

    • 03/2000 - 12/2001

      Extensão universitária , Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas, Departamento de Agrárias Escola de Agronomia Campus Janaúba.,Atividade de extensão realizada, Comitê Gestor da Bacia Hdrográfica do Rio Gorutuba.

    • 02/2000 - 12/2001

      Ensino, Agronomia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Solos 1- Geologia Aplicada à Pedologia, Solos 2- Química e Fertilidade dos Solos, Solos 3- Física e Classificação dos Solos, Solos 4- Estudo de Impacto Ambiental

    • 02/2000 - 12/2001

      Extensão universitária , Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas, Departamento de Agrárias Escola de Agronomia Campus Janaúba.,Atividade de extensão realizada, Museu de Ciências Naturais - Solos, Rochas e Mnerais.

  • 1994 - 1996

    Federação dos Trabalhadores na Agricultura de Rondonia

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: , Carga horária: 40

    Atividades

    • 10/1994 - 02/1996

      Serviços técnicos especializados , Str Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Ariquemes.,Serviço realizado, Implantação e Pesquisa em Sistemas Agroflorestais.

  • 1992 - 1994

    Instituto de Pré História Antropologia e Ecologia

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: , Carga horária: 40

    Atividades

    • 10/1992 - 10/1994

      Serviços técnicos especializados , Escritório Sede de Porto Velho, .,Serviço realizado, Implantação e pesquisas em Sistemas Agroflorestais.