Maria Vitória Duarte Ferrari Tomé

Professora Associada da Faculdade UnB Gama (FGA-UnB), Vice Coordenadora do LACIS (Laboratório do Ambiente Construído Inclusão e Sustentabilidade) da FAU/CDS/FGA-UnB, com dois eixos de pesquisa: Inovação e Sustentabilidade da Cadeia Produtiva da Indústria da Construção e Sistemas e Tecnologia de Gestão Ambiental, membro da equipe do Parque de Inovação e Sustentabilidade do Ambiente Construído (PISAC). Engenheira Florestal pela Universidade Federal de Viçosa (1984), Mestre em Agronomia pela Universidade Estadual de Londrina (1997) e Doutora em Solos e Nutrição de Plantas pela Universidade Federal de Viçosa (2004). Experiência docência de ensino superior, metodologias ativas, educação ambiental e formação de redes colaborativas para o exercício da responsabilidade ambiental e social, gestão integrada (ambiente, qualidade, saúde e segurança e responsabilidade), treinadora auditora líder e consultora em certificação ambiental, florestal e cadeia de custódia.

Informações coletadas do Lattes em 05/04/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas)

2000 - 2004

Universidade Federal de Viçosa
Título: Manejo responsável de agroecossistemas: integração de variáveis ambientais, sociais e econômicas.
Ivo Jucksch. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Certificação Florestal; manejo florestal; Responsabilidade Ambiental e Social; desenvolvimento sustentável.Grande área: Ciências AgráriasSetores de atividade: Agricultura, Pecuária, Silvicultura e Exploração Florestal.

Mestrado em Agronomia

1996 - 1997

Universidade Estadual de Londrina
Título: Características biométricas, germinação, armazenamento de sementes e propagação 'in vitro' de Jaracatiá (Jacaratia spinosa Aubl. A. Dc.),Ano de Obtenção: 1998
Édison Miglioranza.Palavras-chave: Jacaratia spinosa; Caricaceae; banco de germoplasma.Grande área: Ciências BiológicasGrande Área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Fisiologia Vegetal / Especialidade: Reprodução Vegetal. Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Florestais e Engenharia Florestal / Subárea: Silvicultura / Especialidade: Sementes Florestais. Setores de atividade: Agricultura, Pecuária, Silvicultura e Exploração Florestal.

Especialização em Biologia Vegetal

1990 - 1992

Fund. Fac. de Agronomia "Luiz Meneghel"

Graduação

1980 - 1984

Universidade Federal de Viçosa

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2001 - 2001

Environmental Auditor Training Course. (Carga horária: 40h). , Batalas Limited, BATALAS, Inglaterra.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Fala Bem, Lê Pouco, Escreve Pouco.

Espanhol

Fala Bem, Lê Pouco, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Administração / Subárea: Gestão da responsabilidade ambiental e social.

    Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Arquitetura e Urbanismo / Subárea: Sustentabilidade do Ambiente Construído.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia Aplicada.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

CEZAR, A. ; FERRARI, M.V.D ; PIRES, A. N. ; STRUSSMANN, C. ; HIRTENKAUF, D. ; TORRES, E. . 4 Fórum Internacional de Resíduos Sólidos. 2013. (Congresso).

FERRARI, M.V.D ; CEZAR, A. ; TAVARES, D. V. . Utilização de Resíduos Agrícolas de Biomassa para a produção de energia. 2013. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

8 Fórum Internacional de Resíduos Sólidos.Gestão de Resíduos em Universidades. 2018. (Outra).

9 Fórum Internacional de Resíduos Sólidos.O potencial da cadeia de resíduos de vidro de embalagens no Distrito Federal. 2018. (Encontro).

9 Fórum Internacional de Resíduos Sólidos.Sustentabilidade Humana nas Cidades, Consumo Sustentável e Responsabilidade Social. 2018. (Outra).

Congresso Internacional Cidades Lixo Zero. Educação e Conscientização. 2018. (Congresso).

XLVI Congresso Brasileiro de Ensino de Engenharia. Jogo da governança como estratégia de aprendizagem colaborativa. 2018. (Congresso).

VIII Encontro Nacional da Associação Nacional de Pesquisa e Pós Graduação Ambiente e Sociedade (ENANPPAS.Metodologia ativa no ensino de meio ambiente para engenharia. 2017. (Encontro).

VIII Encontro Nacional da Associação Nacional de Pesquisa e Pós Graduação Ambiente e Sociedade (ENANPPAS).Mapeamento da Governança da Eficiência Energética no Brasil. 2017. (Encontro).

14 Congresso Sinduscon de materiais, tecnologia e sustentabilidade na construção. Sistema ERA (Energia, Resíduos e Água): geração de indicadores de desempenho ambiental em canteiros de obras. 2015. (Congresso).

VII Encontro de Ciência e Tecnologia da FGA.?Aprender resolvendo problemas". 2015. (Encontro).

VII Encontro de Ciência e Tecnologia - ECT.Aprender resolvendo problemas. 2015. (Encontro).

4 Forum Internacional de Resíduos Sólidos.Mobilização Social, educação e capacitação. 2013. (Outra).

5th International Conference on Life Cycle Assessment: CILCA 2013. UndeRstandable methOdology Bonding KnOwledge from cRadle-to-cradle for Undergrad Students: UROBORUS. 2013. (Congresso).

Congresso Brasileiro de Ensino de Engenharia. Método de ensino de gestão ambiental em Engenharia de Energia. 2013. (Congresso).

Desafios para a Implementação da Lei dos Resíduos Sólidos. 2013. (Seminário).

Sustentabilidade e Compras Públicas e Construções Sustentáveis.Sustentabilidade e Compras Públicas. 2013. (Oficina).

Workshop Sustentabilidade do Ambiente Construído: Avaliação do Ciclo de Vida na Construção. 2013. (Oficina).

Workshop Sustentabilidade do Ambiente Construído: Comunidades Sustentáveis.Implantação do PISAC no Campus Gama da UnB: aspectos sociais. 2013. (Oficina).

3º Fórum Internacional de Resíduos sólidos.Educação para responsabilidade sócio-ambiental no Ensino de Engenharias Automotiva, Eletrônica, Energia e Software na Faculdade UnB Gama. 2011. (Outra).

Fórum de Educação Ambiental do Gama.Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos. 2011. (Outra).

Fórum Setorial de Licenciamento Ambiental do Distrito Federal.Observatório de Resíduos. 2011. (Outra).

III Encontro de Ciência e Tecnologia do Gama.Responsabilidade Compartilhada e Logística Reversa na gestão de resíduos de celulares. 2011. (Encontro).

Seminário de Sensibilização e Difusão do Programa ABC no estado da Bahia.Florestas Plantadas no Programa de Agricultura de Baixo Carbono. 2011. (Seminário).

Sustentabilidade e Compras Públicas.Critérios para Compras Públicas Sustentáveis. 2011. (Outra).

XXXIX Congresso Brasileiro de Educação em Engenharia. Educação para responsabilidade ambiental e social no ensino de engenharias. 2011. (Congresso).

V Encontro Nacional da ANPPAS.Compra Rsponsável na Indústria da Construção. 2010. (Encontro).

4 Taller de Información y Gestión Tecnológica. 2009. (Oficina).

Seminário Governança e Sustentabilidade. 2008. (Seminário).

Seminário Nacional COnstrução Civil na Brasil: desafios e oportunidades. 2008. (Seminário).

Seminário Nacional da Construção Civil. 2008. (Seminário).

Simpósio sobre Sustentabilidade das Platações Florestais.A Certificação Florestal e sua contribuição para a Sustentabilidade. 2008. (Simpósio).

II Congresso Ibero Americano de Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos Florestais. Certificação Florestal: Implementando a Cadeia de Custódia.. 2002. (Congresso).

II Congresso Ibero Americano de Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos Florestais. EFEITO MULTIPLICADOR DOS BENEFÍCIOS DA CERTIFICAÇÃO FLORESTAL. 2002. (Congresso).

XXVIII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, Londrina. Percepção Ambiental ? O Solo como integrador da paisagem. 2001. (Congresso).

IV SIMRAD (Simpósio de Recuperação de Áreas degradadas).Abordagem sistêmica aplicada à compreensão da dinâmica de degradação ambiental ? um estudo de caso. 2000. (Simpósio).

Quinto Congresso e Exposição Internacional sobre Florestas. 1999. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Tássia Fonseca Latorraca

BLUMENSCHEIN, R. N.FERRARI, M.V.D; CORMANE, J. A. A.; BEZERRA, M. C. L.. O mapeamento da governança do setor de energia elétrica no Brasil para a eficiência energética. 2017. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade de Brasília.

Aluno: Maria Luiza Almeida Luz

IMBROISI, D.; NOGUEIRA, J. M.;FERRARI, M.V.D. Abordagem social e espacial na construção de indicadores de biodiversidade. 2017. Dissertação (Mestrado em Economia) - Universidade de Brasília.

Aluno: Tássia Fonseca Latorraca

BLUMENSCHEIN, R. N.FERRARI, M.V.D; BEZERRA, M. C. L.; CORMANE, J. A. A.. Governança do uso da energia no Distrito Federal: uma contribuição para a eficiência energética. 2016. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade de Brasília.

Aluno: Telmo Melgares Lobo

BLUMENSCHEIN, R. N.FERRARI, M.V.D. Elementos Arquitetônicos não estruturais na avaliação da segurança em estabelecimentos assistenciais de Saúde. 2014. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade de Brasília.

Aluno: Daniela Mendonça Mota

FERRARI, M.V.DSPOSTO, R.M.BLUMENSCHEIN, R. N.. Rotulagem Ambiental na cadeia produtiva da indústria da Construção. 2011. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade de Brasília.

Aluno: Fernanda Cunha Pirilo Inojosa

Blumenschein, R.N.FERRARI, M.V.D; ZANETI, I. C. B. B.. Gestão de Resíduos Sólidos da Construção e Demolição - Aplicação da Resolução CONAMA 307/2002 no Distrito Federal. 2010. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Sustentável) - Universidade de Brasília.

Aluno: Mauro Luiz Erpen

Blumenschein, R.N.FERRARI, M.V.DSPOSTO, R.M.. Resíduos Sólidos da construção e demolição: estydi de caso em Surupi, TO. 2009. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade de Brasília.

Aluno: Maria Beatriz Maury de Carvalho

Blumenschein, R.N.FERRARI, M.V.D; ZANETI, I. C. B. B.. Impactos e Conflitos na Produção de Cimento no Distrito Federal. 2008. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Sustentável) - Universidade de Brasília.

Aluno: Bruno Marangoni Martinelli

FERRARI, M.V.D. Mestre em Ciências Florestais. 2006. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) - Universidade de Brasília.

Aluno: Katia Broeto Miller

BLUMENSCHEIN, R. N.FERRARI, M.V.D; SPOSTO, R. M.; LUZ, S. M.; SOARES, S. R.. Modelo parametrizado de ACV: aplicação dem sistemas construtivos com estudo de caso em vedações verticais. 2015. Tese (Doutorado em Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade de Brasília.

Aluno: Fabiano Luiz da Silva

FERRARI, M.V.DNARDELLI, A. M. B.; MOURA, A. D. M.; VALADARES, José Horta;GRIFFITH, J. J.. Diretrizes para certificação da responsabilidade socioambiental de produtores de cana-de-açúcar a partir de experiência do setor florestal. 2011. Tese (Doutorado em Ciência Florestal) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Jorge Antonio da Cunha Oliveira

SPOSTO, R.M.BLUMENSCHEIN, R. N.FERRARI, M.V.D; BRANDSTETTER, M.C.Gomes de O.; NEPOMUCENO, A.A.; CARVALHO, M.T.M.. Proposta de Avaliação e Classificação da Sustentabilidade Ambiental de Canteiros de Obras: metodologia Eco Obra aplicada no Distrito Federal.. 2011. Tese (Doutorado em Programa de Estruturas e Construção Civil) - Universidade de Brasília.

Aluno: Liza Maria Souza de Andrade

BLUMENSCHEIN, R. N.FERRARI, M.V.D; BERNARDES, R.S.; MEDEIROS, V.A.S. de. Conexões e padrões espaciais: "os caminhos das águas e o movimento natural das pessoas no espaço urbano como elementos de conexões para integração de saberes e identificação de padrões urbanos mais sustentáveis". 2011. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade de Brasília.

Aluno: Oswaldo Telmo Melgares Lobo

FERRARI, M.V.DBLUMENSCHEIN, R. N.; OLIVEIRA, M. L. C.; BARCELLOS, R. M. G.; FRANCO NETO, G.. Estabelecimento Assistencial de Saúde/EAS - Hospital Seguro Frente a Desastres: elementos arquitetônicos como variáveis de avaliação. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade de Brasília.

Aluno: Katia Broeto

FERRARI, M.V.DBLUMENSCHEIN, R. N.; CALDEIRA-PIRES, A. A.;SPOSTO, R.M.. Modelo tecnológico parametrizado da ACV na construção: uma proposta com base no estudo de caso do BTC solo cimento e estado da arte da ACV na construção. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade de Brasília.

Aluno: Gabriela de Oliveira Volpato

NOLETO, L. G.;FERRARI, M.V.D; LISBOA, F. C.. Estudo de viabilidade de uma micro central hidrelétrica no córrego Pau de Caixeta. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Energia) - Universidade de Brasília.

Aluno: Jair Jorge Medeiros

CAMPOS, J. S. A. S.;FERRARI, M.V.D; NOLETO, L. G.; ECHEVERRY, S. M. V.. Metodologia de zoneamento energético para comunidades isoladas em Alagoas e Sergipe.. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Energia) - Universidade de Brasília.

Aluno: Juliana Campos Cury de Aguiar

NOLETO, L. G.;FERRARI, M.V.D; CORMANE, J. A. A.; LISBOA, F. C.. Método de simulacão computacional para modelagem do desempenho termo-energético de ambientes climatizados - estudo de caso. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Energia) - Universidade de Brasília.

Aluno: Nayanne Ferreira Santiago

SOARES, P. M.;FERRARI, M.V.D; AMORIM, C. N. D.. Certificação LEED: Avaliação de Projeto de Retrofit Aplicado a um monumento em Brasília. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Energia) - Faculdade UnB Gama.

Aluno: Letícia Gonçalves Caldeira

NOLETO, L. G.;FERRARI, M.V.D. Projeto de um centro de carga para uma bancada de turbina. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Energia) - Universidade de Brasília.

Aluno: Filipe de Godoi Saldanha Nunes

FERRARI, M.V.D; CUEVA, E. G. G.; BRASIL, A. C. M.;MILLER, K.B.. Impactos Ambientais das pastilhas de freio na fase de uso. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Automotiva) - Faculdade UnB Gama.

Aluno: Victor Magno Andrade Medeiros

FERRARI, M.V.D; PASSANEZI, P. M. S.;MILLER, K. B.; SOUZA, J.S.A.. Desempenho Ambiental e Social de Bioquerosene da macaúba. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Energia) - Faculdade UnB Gama.

Aluno: Letícia Gonçalves Caldeira

NOLETO, L. G.;FERRARI, M.V.D; VELASCO, L.N.. Projeto de uma unidade consumidora para uma turbina de bancada. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Energia) - Faculdade UnB Gama.

Aluno: Gislaine Barbosa Rocha

NOLETO, L. G.;FERRARI, M.V.D; CORMANE, J. A. A.. Projeto, construção e estudo experimental de uma bancada de teste para turbina kaplan n laboratório de termofluidos da FGA. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Energia) - Faculdade UnB Gama.

Aluno: Tállton Chalaco Lacerda Santos

SOUZA, J.S.A.;FERRARI, M.V.DBRASIL, A. C. M.; CHAIM, R. M.. Estudo de microgeração solar comercial em Santa Maria - DF. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Energia) - Faculdade UnB Gama.

Aluno: Barbara Santana Rios

NOLETO, L. G.;FERRARI, M.V.D. Influência do design de dutos de ar condicionado na eficiência energética. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Energia) - Faculdade UnB Gama.

Aluno: Atila Puppim

NOLETO, L. G.;FERRARI, M.V.D; CUNHA, F. A.. Análise numérica da convecção natural em cavidades tridimensionais. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Energia) - Faculdade UnB Gama.

Aluno: Raquel Lima de Melo

NOLETO, L. G.;FERRARI, M.V.D; CORMANE, J. A. A.. Impactos no atraso de entrada em operação comercial de usinas eólicas. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Energia) - Faculdade UnB Gama.

Aluno: Gislaine Barbosa Rocha

NOLETO, L. G.;FERRARI, M.V.D; CORMANE, J. A. A.. Construção de uma bancada de testes de turbina Kaplan. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Energia) - Faculdade UnB Gama.

Aluno: Tállton Chalaco Lacerda Santos

SOUZA, J.S.A.;FERRARI, M.V.D; CORMANE, J. A. A.. Estudo de microgeração solar comercial em Santa Maria - DF. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Energia) - Faculdade UnB Gama.

Aluno: Letícia Gonçalves Caldeira

NOLETO, L. G.;FERRARI, M.V.D; CORMANE, J. A. A.. Projeto de uma unidade consumidora para uma turbina de bancada. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Energia) - Faculdade UnB Gama.

Aluno: Barbara Santana Rios

NOLETO, L. G.;FERRARI, M.V.D; ABREU, C.. Otimização energética do design de dutos de ar condicionado: um estudo numérico e normativo. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Energia) - Universidade de Brasília.

Aluno: Cláudia Sampaio Rezende

ABREU, C.;FERRARI, M.V.D; NOLETO, L. G.. Avaliação da Eficiência Energética em Edificações Residenciais. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Energia) - Universidade de Brasília.

Aluno: David Allan Pinheiro do Nascimento

ABREU, C.;FERRARI, M.V.D. Auditoria Energética na Indústria. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Energia) - Universidade de Brasília.

Aluno: Mirella da Silva Rodrigues

FERRARI, M.V.D; ABREU, C.; NOLETO, L. G.. Eficiência Energética em residências unifamiliares de alto padrão. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Energia) - Universidade de Brasília.

Aluno: Mariana Moronari Monteiro

FERRARI, M.V.D; ABREU, C.; SOARES, P. M.; NOLETO, L. G.. Sobre o armazenamento hidráulico: um estudo de gestão energética.. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Energia) - Faculdade UnB Gama.

Aluno: Raquel Lima de Melo

NOLETO, L. G.;FERRARI, M.V.D; CORMANE, J. A. A.. Estudo dos impactos causados pelo atraso de entrada em operação comercial de usinas de energia elétrica. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Energia) - Faculdade UnB Gama.

Aluno: Karoline Martins Cabral

ABREU, C.;FERRARI, M.V.D; NOLETO, L. G.; PASSANEZI, P. M. S.. Eficiência Energética em residências unifamiliares de baixa renda. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Energia) - Faculdade UnB Gama.

Aluno: Mariana Moronari Monteiro

NOLETO, L. G.;FERRARI, M.V.D; ABREU, C.. Concepção de modelo teórico sobre armazenamento hidráulico. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Energia) - Faculdade UnB Gama.

Aluno: Jessica Santoro Gonçalves

FERRARI, M.V.D; NOLETO, L. G.; ABREU, C.. Eficiência Energética: etiquetagem de edficações. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Energia) - Universidade de Brasília.

Aluno: Thais Silveira Hagale

FERRARI, M.V.D; ANDRADE, A.V.. Compensação florestal na construção civil: estudo de caso na obra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE/DF). 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade de Brasília.

Aluno: Danilo Toledo Ramos

SPOSTO, R.M.FERRARI, M.V.D; CASTRO, E.K.. Estudo da Utilização de resíduos madeireiros para a queima de blocos cerâmicos no Distrito Federal, Goiás e Roraima. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Civil) - Universidade de Brasília.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Áurea Maria Brandi Nardelli

JUCKSCH, Ivo; NEVES, Júlio César Lima;NARDELLI, A. M. B.JACOVINE, L. A. G; SUITER FILHO, W. Manejo responsavel de agroecossistemas: integração de variáveis ambientais, sociais e econômicas. 2004. Tese (Doutorado em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas)) - Universidade Federal de Viçosa.

Cristine Carole Muggler

JUCKSCH, Ivo; NEVES, Júlio César de Lima;CARDOSO, I. M.MUGGLER, C. C.; JACOVINE, Laércio. Manejo do Solo em Organizações Florestais - Análise e Melhoria da Gestão do Processo. 2004. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em Solos e Nutrição de Plantas) - Universidade Federal de Viçosa.

Laércio Antônio Gonçalves Jacovine

JUCKSCH, Ivo; TOMÉ, M. V. D. F.;JACOVINE, LAÉRCIO ANTÔNIO GONÇALVES.; NEVES, Júlio César Lima; SUITER FILHO, W.;NARDELLI, A. M. B.. Manejo responsável de agroecossistemas: integração de variáveis ambientais, sociais e econômicas. 2004. Tese (Doutorado em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas)) - Universidade Federal de Viçosa.

Júlio César Lima Neves

NEVES, J. C. L.JUCKSCH, Ivo; JACOVINE, Laércio; MUGLER, Cristine Carole. A Certificação e o Manejo Responsável de Agroecosistemas. 2004. Exame de qualificação (Doutorando em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas)) - Universidade Federal de Viçosa.

Irene Maria Cardoso

CARDOSO, Irene Maria; MUGGLER, Cristine Carole;JUCKSCH, Ivo; NEVE, Julio Cesar Lima; JACOVINI, Laercio. Manejo do solo em organizações florestais - análise da gestão do processo e indicadores de desempenho Manejo do solo em organizações florestais - análise da gestão do processo e indicadores de desempenho. 2004. Exame de qualificação (Doutorando em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas)) - Universidade Federal de Viçosa.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Thaís de Oliveira Chaves Fontes

Metodologia para avaliação da responsabilidade sócio ambiental de Pequenas Centrais Hidrelétricas; Início: 2018; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Energia) - Universidade de Brasília; (Orientador);

Talyta Viana Cabral

Responsabilidade Ambiental e Social de Empresas de Geração do Setor Elétrico; Início: 2018; Iniciação científica (Graduando em Engenharia de Energia) - Universidade de Brasília; (Orientador);

Tássia Fonseca Latorraca

O mapeamento da governança do setor de energia elétrica no Brasil para a eficiência energética; 2017; Dissertação (Mestrado em Faculdade de Arquitetura e Urbanismo) - Universidade de Brasília, Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal; Coorientador: Maria Vitoria Duarte Ferrari;

Thaís Oliveira Chaves Fontes

Metodologia para avaliação de responsabilidade socioambiental de Pequenas Centrais Hidrelétricas; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Energia) - Universidade de Brasília; Orientador: Maria Vitoria Duarte Ferrari;

Lunara Alves Fonseca Martins

Desenvolvimento de ferramenta de apoio para o dimensionamento de sistema de geração fotovoltaica para construção sustentável; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Energia) - Universidade de Brasília; Orientador: Maria Vitoria Duarte Ferrari;

Maria Vitória Duarte Ferrari

Desenvolvimento de ferramenta de apoio para o dimensionamento de sistema de geração fotovoltaica para construção sustentável; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Energia) - Universidade de Brasília; Orientador: Maria Vitoria Duarte Ferrari;

Victor Magno Andrade Medeiros

Desempenho Ambiental e Social de Bioquerosene da macaúba; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Energia) - Faculdade UnB Gama; Orientador: Maria Vitoria Duarte Ferrari;

Filipe de Godoi Saldanha Nunes

Impactos Ambientais das pastilhas de freio na fase de uso; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Automotiva) - Faculdade UnB Gama; Orientador: Maria Vitoria Duarte Ferrari;

Mirella da Silva Rodrigues

Eficiência Energética em residências unifamiliares de alto padrão; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Energia) - Universidade de Brasília; Orientador: Maria Vitoria Duarte Ferrari;

Victor Miguel Cunha de Sousa

Avaliação da método de ensino de temas transversais em cursos de Engenharia: gestão ambiental; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Energia) - Universidade de Brasília; Orientador: Maria Vitoria Duarte Ferrari;

Stephanye Siqueira Alves

Análise estatística na avaliação da qualidade da produção técnica dos trabalhos de conclusão de curso de Engenharia de Energia; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Energia) - Universidade de Brasília; Orientador: Maria Vitoria Duarte Ferrari;

Antonio Prado da Silva Júnior

Produção da arquitetura de informação e sítio web voltada para a ampliação do Observatório de resíduos recicláveis; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Software) - Faculdade UnB Gama; Orientador: Maria Vitoria Duarte Ferrari;

Rodrigo Dadamos Lopes da Silva

Desenvolvimento de sítio web e banco de dados, e evolução do Observatório de Resíduos; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Software) - Faculdade UnB Gama; Orientador: Maria Vitoria Duarte Ferrari;

Lays Furtado de Medeiros Souza

Inventário do Ciclo de Vida de Produção de Bioquerosene de Macaúba; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Energia) - Faculdade UnB Gama; Orientador: Maria Vitoria Duarte Ferrari;

Rodrigo Dadamos Lopes da Silva

Pesquisa aplicada no desenvolvimento do sítio web Observatorio de Residuos Reciclaveis do Lacis; 2015; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Energia) - Faculdade UnB Gama; Orientador: Maria Vitoria Duarte Ferrari;

Richard Marto dos Santos

Desenvolvimento da aplicação web para o Observatório de resíduos recicáveis (back end); 2015; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Software) - Faculdade UnB Gama; Orientador: Maria Vitoria Duarte Ferrari;

Igor Ribeiro Barbosa Duarte

Simulação interativa na identificação dos impactos ambientais em empreendimentos de geração de energia; 2015; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Software) - Faculdade UnB Gama, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maria Vitoria Duarte Ferrari;

João Vitor Araujo Moura

Aperfeiçoamento da simulação do ciclo de vida do lítio na cadeia produtiva de celulares como método didático na disciplina Engenharia e Ambiente da Faculdade UnB Gama; 2015; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Software) - Faculdade UnB Gama; Orientador: Maria Vitoria Duarte Ferrari;

Lays Furtado de Medeiros Souza

Impacto de ciclo de vida de produção de bioquerosene de macaúba; 2015; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Energia) - Faculdade UnB Gama; Orientador: Maria Vitoria Duarte Ferrari;

Camila Justino Ferreira do Nascimento

Riscos Ambientais de aproveitamento de carcaças de celulares como matérias primas em outras cadeias produtivas; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Energia) - Faculdade UnB Gama; Orientador: Maria Vitoria Duarte Ferrari;

Camila Carneiro Ferrer Santos

Desebvimento de simulação interativa na identificação dos impactos ambientais em empreendimentos de geração de energia; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Energia) - Faculdade UnB Gama; Orientador: Maria Vitoria Duarte Ferrari;

Gesiel Dos Santos Freitas

Simulação do ciclo de vida do Lítio na cadeia produtiva de celulares; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Energia) - Faculdade UnB Gama, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maria Vitoria Duarte Ferrari;

Gabriela de Oliveira Volpato

Estudo das correlações entre características biométricas dos frutos e produção de óleo de populações naturais da macaúba; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Energia) - Faculdade UnB Gama; Orientador: Maria Vitoria Duarte Ferrari;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

EDISON MIGLIORANZA

Características Biométricas, Germinação, Armazenamento de Sementes e propagação in vitro de jaracatiá; ; 1998; 40 f; Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Estadual de Londrina,; Orientador: Édison Miglioranza;

Laércio Antônio Gonçalves Jacovine

Manejo responsável de agroecossistemas: integração de variáveis ambientais, sociais e conômicas; 2004; 235 f; Tese (Doutorado em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas)) - Universidade Federal de Viçosa,; Coorientador: Laércio Antônio Gonçalves Jacovine;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • BLUMENSCHEIN, R. N. ; MILLER, K. B. ; FERRARI, M.V.D . Inovação e Sustentabilidade na Indústria da Construção: Um Exercício de ensino no PPG/FAU-UnB. RBPG. Revista Brasileira de Pós-Graduação , v. 1, p. 21-24, 2014.

  • BLUMENSCHEIN, R. N. ; FERRARI, M.V.D . LACIS/FAU/CDS/FGA-UnB: Inovação e Sustentabilidade. Sustentabilidade em Debate , v. 2, p. 149-163, 2011.

  • PERSEGONA, M. F. M. ; BLUMENSCHEIN, R. N. ; FERRARI, M.V.D ; MORETTI, E. ; PERSEGONA, A. L. M. ; DIAS, L. F. . GESTIÓN DEL CONOCIMIENTO PARA EL DESARROLLO LOCAL: EL OBSERVATORIO DE LA CADENA DE RESIDUOS RECICLABLES Y RECICLADOS DEL DISTRITO FEDERAL DE BRASIL. Ciencia en su PC , v. 2, p. 58-64, 2010.

  • SPOSTO, R.M. ; FERRARI, M.V.D ; Blumenschein, R.N. . Contribuição para implantação da Gestão Ambiental na produção de blocos cerâmicos. Sistemas Prediais , v. 2, p. 18-24, 2007.

  • SPOSTO, R.M. ; FERRARI, M.V.D ; BLUMENSCHEIN, R. N. . Contribuição para implantação da Gestão Ambiental na produção de blocos cerâmicos. Sistemas Prediais , v. 2, p. 18-24, 2007.

  • NARDELLI, A. M. B. ; FERRARI, M.V.D . avaliação de impacto ambiental no contexto da certificação florestal. Ação Ambiental (UFV) , v. vi, p. 20-22, 2003.

  • NARDELLI, A. M. B. ; FERRARI, M.V.D . Efeito Multiplicador dos efeitos da certificação florestal. Floresta (UFPR) , Curitiba, p. 94-97, 2002.

  • FERRARI, M.V.D ; MIGLIORANZA, E. ; VILHENA, A. H. T. ; FONSECA, E. P. . Composição florística e fitossociológica do Parque Estadual Mata São Francisco. Revista do Instituto Florestal , São Paulo, v. 11, n.1, p. 13-23, 1999.

  • FERRARI, M.V.D ; FONTES, L. E. . Caminhos. Ação Ambiental (UFV) , v. II, p. 27-28, 1999.

  • FERRARI, M.V.D ; MIGLIORANZA, E. ; VILHENA, A. H. T. ; FONSECA, E. P. . Composição florística e fitossociológica do parque estadual mata são francisco. Revista do Instituto Florestal , v. 11, p. 13-23, 1999.

  • BLUMENSCHEIN, R. N. ; FERRARI, M.V.D ; SPOSTO, R. M. . Gestão de Resíduos Sólidos em canteiros de obras. 1. ed. Brasília: SENAI, 2016. 105p .

  • BLUMENSCHEIN, R. N. ; FERRARI, M.V.D ; SPOSTO, R.M. . Gestão de Resíduos Sólidos em canteiros de obras: livro do aluno. 1. ed. Brasília: SENAI, 2016. 108p .

  • FERRARI, M.V.D ; BLUMENSCHEIN, R. N. ; ZANONI, V. A. G. . Guia de Compras Responsáveis. 1. ed. Brasília: Câmara Brasileira da Indústria da Construção, 2015. 150p .

  • MILLER, K. B. ; FERRARI, M.V.D . Impactos de impressos gráficos promocionais no potencial de mudança climática. In: André Luís Marques da Silveira; Carlo Franzato; Júlio van der Linden. (Org.). Caminhos para a sustentabilidade através do design. 1ed.Porto Alegre: UniRitter, 2014, v. único, p. 75-89.

  • FERRARI, M.V.D ; BLUMENSCHEIN, R. N. ; SCARDUA, F. P. ; TOME, F. F. . A Política Brasileira de Resíduos Sólidos: desafios da teoria e da prática. In: Solange Teles da Silva; Sandra Cureau; Márcia Dieguez Leozinger. (Org.). Resíduos. 1aed.São Paulo: Editora Fiuza, 2013, v. 3, p. 13-32.

  • NARDELLI, A. M. B. ; FERRARI, M.V.D . Avaliação de impacto ambiental no contexto da Certificação Florestal. Revista Ação Ambiental, Viçosa MG, p. 20 - 22.

  • FERRARI, M.V.D ; FONTES, L. E. . Caminhos. Revista Ação Ambiental, Viçosa - MG, p. 27 - 28.

  • FERRARI, M.V.D . Fotossíntese e respiração. Rede Ambiente.

  • FERRARI, M.V.D . Equilíbrio e Desequilíbrio. Rede Ambiente.

  • FERRARI, M.V.D . Desenvolvimento sustentável é mito?. Rede Ambiente.

  • FERRARI, M.V.D . Efeito Estufa. Rede Ambiente.

  • FERRARI, M.V.D . A água que sai da torneira, em nossa casa, cai do céu?. Rede Ambiente.

  • FERRARI, M.V.D . Poluição das águas. Rede Ambiente.

  • FERRARI, M.V.D . Educação Ambiental. Rede Ambiente.

  • FERRARI, M.V.D . Erosão. Rede Ambiente.

  • SOUZA, J.S.A. ; FERRARI, M.V.D ; SOUSA, V. M. C. ; SCARDUA, F. P. . O projeto SOS Calouro - Tutoria. In: 10th International Symposium on Project Approaches in Engineering Education (PAEE) and 15th Active Learning in Engineering Education Workshop (ALE), 2018, Brasília. International Symposium on Project Approaches in Engineering Education. Guimarães, Portugal: Department of Production and Systems ?PAEE association;School of Engineering of University of Minho, 2018. v. 8. p. 710-716.

  • FERRARI, M.V.D ; SOUZA, J.S.A. ; SCARDUA, F. P. ; SOUSA, V. M. C. ; SIQUEIRA, S. . Método de Aprendizagem Ativa de Temas Transversais em Engenharia. In: 0th International Symposium on Project Approaches in Engineering Education (PAEE) and 15th Active Learning in Engineering Education Workshop (ALE), 2018, Brasília. International Symposium on Project Approaches in Engineering Education. Guimarães, Portugal: Department of Production and Systems ?PAEE association;School of Engineering of University of Minho, 2018. v. 8. p. 797-805.

  • MORAIS, F. T. ; FERRARI, M.V.D ; VENDITTOZZI, C. ; CAMPOS, J. S. A. S. . O potencial da cadeia de resíduos de embalagens de vidro no Distrito Federal. In: 9 Fórum Internacional de Resíduos Sólidos, 2018, Porto Alegre. Anais do 9 Fórum Internacional de Resíduos Sólidos. Porto Alegre: Instituto Venturi, 2018.

  • FERRARI, M.V.D ; CAMPOS, J. S. A. S. ; SCARDUA, F. P. ; COSTA, U.M.B. ; CLAUDINO, E. S. . Jogo da governança como estratégia de abordagem colaborativa. In: Congresso Brasileiro de Educação em Engenharia (COBENGE 2018), 2018, Salvador. Anais do XLVI Congresso Brasileiro de Educação em Engenharia e 1º Simpósio Internacional de Educação em Engenharia. Salvador: ABENGE, 2018.

  • CAMPOS, J. S. A. S. ; FERRARI, M.V.D ; SCARDUA, F. P. . A PBL como estratégia de ensino de SIG em engenharia. In: XLVI Congresso Brasileiro de educação em Engenharia (COBENGE), 2018, Salvador. XLVI Congresso Brasileiro de educação em Engenharia. Brasília: ABENGE, 2018. v. 1.

  • FERRARI, M.V.D ; CAMPOS, J. S. A. S. ; SCARDUA, F. P. ; CLAUDINO, E. S. ; COSTA, U.M.B. . Jogo da governança como estratégia de aprendizagem colaborativa. In: XLVI Congresso Brasileiro de Educação em Engenharia, 2018, Salvador. Anais do XLVI Congresso Brasileiro de Educação em Engenharia. Brasília: ABENGE, 2018. v. 1.

  • BLUMENSCHEIN, R. N. ; UMAKOSHI, E. ; FERRARI, M.V.D ; BARROS, O. . A praça de protótipos no Parque de Inovação e Sustentabilidade do Ambiente Construído. In: XVII Encontro Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído, 2018, Foz do Iuaçu. Anais do XVII Encontro Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído. Londrina: ANTAC, 2018. v. 1. p. 3863-3690.

  • LATORRACA, T.F. ; BLUMENSCHEIN, R. N. ; FERRARI, M.V.D . A Governança da Eficiência Energética no Brasil. In: VIII Encontro Nacional da Associação Nacional de Pesquisa e Pós Graduação Ambiente e Sociedade (ENANPPAS), 2017, Natal. Anais do VIII Encontro Nacional da Associação Nacional de Pesquisa e Pós Graduação Ambiente e Sociedade (ENANPPAS). Natal: ANPPAS, 2017.

  • FERRARI, M.V.D ; SCARDUA, F. P. ; SOUZA, J. S. A. ; BLUMENSCHEIN, R. N. . Metodologia Ativa no Ensino de Meio Ambiente para Engenharia. In: VIII Encontro Nacional da Associação Nacional de Pesquisa e Pós Graduação Ambiente e Sociedade (ENANPPAS), 2017, Natal. Anais do VIII Encontro Nacional da Associação Nacional de Pesquisa e Pós Graduação Ambiente e Sociedade (ENANPPAS). Natal: ANPPAS.

  • SOUZA, J.S.A. ; FERRARI, M.V.D ; SOUSA, V. M. C. ; SCARDUA, F. P. . O LÚDICO CINEMATOGRÁFICO E NOVAS TÉCNICAS DE APRENDIZAGEM NA ENGENHARIA: ?OS 300?. In: XLV Congresso Brasileiro de Educação em Engenharia, 2017, Joinville. Anais do XLV Congresso Brasileiro de Educação em Engenharia. Joinville: Abenge, 2017.

  • FERRARI, M.V.D ; SCARDUA, F. P. ; SOUZA, J.S.A. ; BLUMENSCHEIN, R. N. . Metodologia Ativa no Ensino de Meio Ambiente para Engenharia. In: VIII Encontro Nacional da ANPPAS, 2017, Natal. Anais do VIII Encontro Nacional da ANPPAS. Natal: ANPPAS, 2017.

  • LATORRACA, T.F. ; Blumenschein, R.N. ; FERRARI, M.V.D . Governança da Eficiência Energética no Brasil. In: VIII Encontro Nacional da ANPPAS, 2017, Natal. Anais do VIII Encontro Nacional da ANPPAS. Natal: ANANPPAS, 2017.

  • FERRARI, M.V.D ; LUZ, M. L. A. ; SOARES, P. M. ; ZANETI, I. C. B. B. ; TAVARES, D. V. . Implantação de Sistema de Gestão Ambiental em Instituições de Ensino Superior ? estudo de caso no Campus Gama da Universidade de Brasília. In: II Encontro Latinoamericano de Universidades Sustentáveis, 2015, Porto Alegre. Anais do II II Encontro Latinoamericano de Universidades Sustentáveis. Porto Alegre: Escola de Administração da UFRGS, 2015.

  • FERRARI, M.V.D ; LUZ, M. L. A. ; ZANETI, I. C. B. B. ; SOARES, P. M. ; TAVARES, D. V. . Desafios à gestão de resíduos em IES pública ? estudo de caso na Universidade de Brasília ? Campus Darcy Ribeiro. In: II Encontro Latinoamericano de Universidades Sustentáveis, 2015, Porto Alegre. Anais do II Encontro Latinoamericano de Universidades Sustentáveis. Porto Alegre: Escola de Administração da UFRGS, 2015.

  • ZANETI, I. C. B. B. ; CRUVINEL, V. R. N. ; FERRARI, M.V.D ; SILVA, G. O. ; SILVA, J. O. T. . A coleta seletiva solidária na UnB: educação e sustentabilidade. In: II Encontro Latinoamericano de Universidades Sustentáveis, 2015, Porto Alegre. Anais do II Encontro Latinoamericano de Universidades Sustentáveis. Porto Alegre: Escola de Administração da UFRGS.

  • NOLETO, L. G. ; FERRARI, M.V.D . APRENDIZAGEM EM SOLUÇÃO DE PROBLEMAS UTILIZANDO UM ACIDENTE EM USINA HIDRELÉTRICA COMO CENÁRIO. In: Congresso Brasileiro de Educação em Engenharia (COBENGE 2014), 2014, Juiz de Fora. Anais do Congresso Brasileiro de Educação em Engenharia. Juiz de Fora: ABENGE, 2014.

  • FERRARI, M.V.D ; NOLETO, L. G. ; MILLER, K. B. . TEMAS TRANSVERSAIS: ENSINO DE GESTÃO AMBIENTAL PARA O CURSO DE ENGENHARIA DE ENERGIA. In: Congresso Brasileiro de Educação em Engenharia (COBENGE 2014), 2014, Juiz de Fora. Anais do Congresso Brasileiro de Educação em Engenharia. Juiz de Fora: ABENGE, 2014. v. único.

  • PASSANEZI, P. M. S. ; PEREIRA, R. B. S. ; FERRARI, M.V.D . O Etanol no Brasil: avaliação da evolução do setor e politicas economicas na década da crise.. In: 9o Congresso Internacional de Bioenergia, 2014, São Paulo. Anais do IX Congresso Internacional de Bioenergia. São Paulo: UNESP, 2014. v. único. p. 291-298.

  • PEREIRA, R. B. S. ; MOTA, L.S. ; PASSANEZI, P. M. S. ; FERRARI, M.V.D . Geração Distribuida no Brasil:estudo sobre a incidência de tributos e seus efeitos no setor eletrico. In: X Congresso Internacional de Bioenergia, 2014, São Paulo. Anais do IX Congresso Internacional de Bioenergia. São Paulo: UNESP, 2014. v. único. p. 243-250.

  • MEDEIROS, V. M. A. ; FERRARI, M.V.D ; PASSANEZI, P. M. S. . Cadeia produtiva da macaúba para aproveitamento energético. In: IX Congresso Internacional de Bioenergia, 2014, São Paulo. Anais do IX Congresso Internacional de Bioenergia. São Paulo: UNESP, 2014.

  • MILLER, K.B. ; BLUMENSCHEIN, R. N. ; CALDEIRA-PIRES, A. A. ; FERRARI, M.V.D . The State of the Art of LCA in the PCCI context in Brazil. In: Vth International Conference on Life Cycle Assessment, CILCA 2013, 2013, Mendoza. Anais Cilca 2013, 2013. v. único. p. 223-233.

  • FERRARI, M.V.D ; MILLER, K. B. ; BLUMENSCHEIN, R. N. . UndeRstandable methOdology Bonding KnOwledge from cRadle-to-cradle for Undergrad Students: UROBORUS. In: Vth International Conference on Life Cycle Assessment, CILCA 2013, 2013, Mendoza. Proceedings of the Vth International Conference on Life Cycle Assessment, CILCA2013., 2013. v. único. p. 158-167.

  • FERRARI, M.V.D ; BRASIL, A. C. M. ; MILLER, K. B. . Método de ensino de gestão ambiental em Engenharia de Energia. In: Congresso Brasileiro de Ensino de Engenharia, 2013, Gramado. Anais do Congresso Brasileiro de Ensino de Engenharia. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2013.

  • FONSECA JUNIOR, J. M. M. ; MILLER, K.B. ; BLUMENSCHEIN, R. N. ; FERRARI, M.V.D . Modelo tecnológico do bloco cerâmico para aplicação da ACV. In: V Encontro de Ciencia e Tecnologia, 2013, Gama DF. Anais V ECT. Gama: Faculdade UnB Gama, 2013. v. 1. p. 20-23.

  • DUARTE, Y. Y. ; MILLER, K.B. ; BLUMENSCHEIN, R. N. ; FERRARI, M.V.D . Modelo Tecnológico de Argamassas de Concreto para aplicação de ACV. In: V Encontro de Ciencia e Tecnologia, 2013, Gama DF. Anais V ECT. Gama: Faculdade UnB Gama, 2013. v. 1. p. 24-28.

  • FURTADO, L. ; MILLER, K.B. ; BLUMENSCHEIN, R. N. ; FERRARI, M.V.D . Modelo Tecnológico do bloco de concreto sob o ponto de vista da ACV. In: V Encontro de Ciencia e Tecnologia, 2013, Gama DF. Anais V ECT. Gama: Faculdade UnB Gama, 2013. v. 1. p. 30-33.

  • MILLER, K. B. ; FERRARI, M.V.D . Quantificação das emissões de CO2-eq em impressos gráficos promocionais: potencial de mudança climática na indústria gráfica. In: Simpósio Brasileiro de Design Sustentável, 2013, Porto Alegre. Anais do Simpósio Brasileiro de Design Sustentável. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2013. p. 535-543.

  • BLUMENSCHEIN, R. N. ; BARROS, E. ; FERRARI, M.V.D . Parque de Inovação e Sustentabilidade do Ambinete Construído - PISAC: um modelo de aceleração de inovações da CPIC.. In: Congresso ABIPTI 2012, 2012, Brasília. Anais do Congresso ABIPTI 2012: Tecnologia para um Brasil Inovador e Competitivo - 7a Edição.. Brasília: ABIPTI, 2012. v. único. p. 293-305.

  • BLUMENSCHEIN, R. N. ; FERRARI, M.V.D . Accelarating Changes in the Construction Industry. In: AEC 2012 - International Conference on Innovation in Architecture, Engineering and Construction, 2012, São Paulo. Proceedings Conference on Innovation in Architecture, Engineering and Construction, 2012., 2012. v. único.

  • BLUMENSCHEIN, R. N. ; PERSEGONA, M. F. M. ; FERRARI, M.V.D . Observatório da Cadeia de Resíduos Recicláveis e Reciclados do Distrito Federal.. In: XXVII Congresso Interamericano de Engenharia Sanitária e Ambiental, XXVII Congresso Interamericano de Engenharia Sanitária e Ambiental., 2010, Castellón de la Plana. Anais do XXVII Congresso Interamericano de Engenharia Sanitária e Ambiental,. Castellón de la Plana: Universitat Jaume, 2010.

  • FERRARI, M.V.D ; Blumenschein, R.N. ; SPOSTO, R.M. ; GOUVEIA, F. . Programa de Responsabilidade Ambiental e Social da Construção ? Fase 1 (Compra Responsável). In: III Encontro Latino Americano sobre Edificações e Comunidades Sustentáveis, 2009, Recife. Anais do III ELECS, 2009.

  • PERSEGONA, M. F. M. ; BLUMENSCHEIN, R. N. ; FERRARI, M.V.D . Gestión del Conocimiento para el Desarrollo Local: El Observatorio de la Cadena de Residuos Reciclables y Reciclados del Distrito Federal del Brasil.. In: IV Congreso Iberoamericano sobre Desarrollo y Ambiente, 2009, Bogotá. Anais do IV Congreso Iberoamericano sobre Desarrollo y Ambiente. Bogotá: Instituto de Estudios Ambientales -IDEA, 2009.

  • NARDELLI, A. M. B. ; FERRARI, M.V.D . Efeito Multiplicador dos Benefícios da Certificação Florestal. In: II congresso Ibero-americano de Pesquisa e Desenvolvimento de produtos Florestais, 2002, Curitiba. II congresso Ibero-americano de Pesquisa e Desenvolvimento de produtos Florestais. Curitiba: Fundação de Pesquisas Florestais do Paraná, 2002. v. Único. p. 97-97.

  • NARDELLI, A. M. B. ; FERRARI, M.V.D . EFEITO MULTIPLICADOR DOS BENEFÍCIOS DA CERTIFICAÇÃO FLORESTAL. In: II Congresso Ibero Americano de Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos Florestais, 2002, Curitiba. Revista Floresta. Curitiba: Fundação de Pesquisas Florestais do Paraná, 2002. v. Ed.Esp. p. 94-98.

  • NARDELLI, A. M. B. ; FERRARI, M.V.D . Certificação Florestal: Implementando a Cadeia de Custódia. In: II congresso Ibero-americano de Pesquisa e Desenvolvimento de produtos Florestais, 2002, Curitiba. II congresso Ibero-americano de Pesquisa e Desenvolvimento de produtos Florestais. Curitiba: Fundação de Pesquisas Florestais do Paraná, 2002. v. Único. p. 104-104.

  • NASCIMENTO, A. A. ; FERRARI, M.V.D ; NARDELLI, A. M. B. ; GRIFFITH, J. J. . Abordagem sistêmica aplicada à compreensão da dinâmica de degradação ambiental ? um estudo de caso. In: IV Simpósio Nacional - Recuperação de Áreas Degradadas, 2000, Blumenau. IV Simpósio Nacional Recuperação de Áreas Degradadas, 2000. v. Único.

  • MILLER, K.B. ; BLUMENSCHEIN, R. N. ; FERRARI, M.V.D . A Sustentabilidade da produção de Areia Reciclada no Distrito Federal.. In: Planejamento Urbano Regional Integrado e Sustentável - Pluris 2012, 2012, Brasília. Anais Pluris 2012. Brasília: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, 2012. v. 1. p. 5-5.

  • FERRARI, M.V.D ; SCARDUA, F.P. ; BLUMENSCHEIN, R. N. . Educação para responsabilidade sócio-ambiental no ensino de engenharias automotiva, eletrônica de energia e software na Faculdade UnB Gama. In: 3º Fórum Internacional de Resíduos Sólidos, 2011, Porto Alegre. Anais do 3º Fórum Internacional de Resíduos Sólidos. Porto Alegre: Instituto Venturi, 2011.

  • FERRARI, M.V.D ; SCARDUA, F.P. ; BLUMENSCHEIN, R. N. . Educação para Responsabilidade Ambiental e Social no Ensino de Engenharias. In: XXXIX Congresso Brasileiro de Educação em Engenharia, 2011, Blumenau. Anais do XXXIX Congresso Brasileiro de Educação em Engenharia. Brasília: Associação Brasileira de Educação em Engenharia, 2011.

  • OLIVEIRA, A.C. ; FERRARI, M.V.D ; NEVES, E. T. ; SOUZA, J. ; SILVA, J. V. M. ; CORDEIRO, K. X. ; SOUZA, R.C. ; RONCOLETA, R.C. . Responsabilidade compartilhada e logística reversa na gestão de resíduos de celulares. In: III Encontro de Ciência e Tecnologia do Gama, 2011, Gama - DF. Anais do III ECT. Brasília: Editora Faculdade De Tecnologia Da Universidade de Brasília, 2011. p. 47-50.

  • MELO, E de S. ; FERRARI, M.V.D ; MARTINS, I.L.L.M. ; LOPES, L.R.C. ; LUIZ, L.C.P. ; LOPES, L.K.C. ; CARVALHO, M. de S.C. ; FERREIRA, N.Y.M. . Diagnóstico Expedito do Sistema de Coleta e Disposição Final de Resíduos Sólidos do Novo Gama - GO. In: III Encontro de Ciência e Tecnologia do Gama, 2011, Gama - DF. http://www.ect-unb.com.br/. Brasília: Editora Faculdade De Tecnologia Da Universidade de Brasília, 2011. p. 59-62.

  • MARTINS, I.L.L.M. ; FERRARI, M.V.D ; CHAVES, D. F. ; FRINHANI, C.L. ; SCARDUA, F.P. . Diagnóstico dos Resíduos de Construção e Demolição da Região Administrativa do Gama Setor Sul- DF. In: III Encontro de Ciência e Tecnologia do Gama, 2011, Gama - DF. Anais do III ECT. Brasília: Editora Faculdade De Tecnologia Da Universidade de Brasília, 2011. p. 55-58.

  • SANTANA, J.P.P.S. ; FERRARI, M.V.D ; PAES, M.H.S. ; FARIA, M.S. ; REVOREDO, P.T.P. ; ARAGÃO, D.W.S. . Gestão dos Resíduos de Construção no Gama -DF. In: III Encontro de Ciência e Tecnologia do Gama, 2011, Gama - DF. Anais do III ECT. Brasília: Editora Faculdade De Tecnologia Da Universidade de Brasília, 2011. p. 63-66.

  • MARQUES, E.F. ; FERRARI, M.V.D ; MARTINS, I.L.L.M. . Empecilhos ao adequado descarte de Medicamentos. In: III Encontro de Ciência e Tecnologia do Gama, 2011, Gama - DF. Anais do III ECT. Brasília: Editora Faculdade De Tecnologia Da Universidade de Brasília, 2011. p. 67-70.

  • FERRARI, M.V.D ; Blumenschein, R.N. . Compra Rsponsável na Indústria da Construção. In: V Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ambiente e Sociedade, 2010, Florianópolis. Anais do V ANPPAS, 2010.

  • PERSEGONA, M.F.M. ; Blumenschein, R.N. ; FERRARI, M.V.D . Gestão do Conhecimento na Gestão dos Resíduos Recicláveis de Brasília: Observatório de Resíduos Recicláveis e Reciclados do Distrito Federal.. In: IV Congreso Iberoamericano sobre Desarrollo y Ambiente, 2009, Bogotá. Anais do IV Congreso Iberoamericano sobre Desarrollo y Ambiente, 2009.

  • PERSEGONA, M.F.M. ; BLUMENSCHEIN, R. N. ; FERRARI, M.V.D ; MORETTI, E. . Observatório de Resíduos Recicláveis e Reciclados do Distrito Federal. In: 1º Congresso Nacional de Economia solidária, resíduos e reciclagem, 2009, São Carlos. Anais do 1º Congresso Nacional de Economia solidária, resíduos e reciclagem. São Carlos: Claraluz, 2009. p. 284-293.

  • Blumenschein, R.N. ; SPOSTO, R.M. ; FERRARI, M.V.D . INNOVATION TOWARDS SUSTAINABLE MANAGEMENT OF CONSTRUCTION WASTE IN BRAZIL. In: ISWA/WRMAS World Congress 2008, 2008, Singapore. ISWA/WRMAS World Congress 2008. Copenhagen: ISWA, 2008.

  • FERRARI, M.V.D ; FONTES, L. E. . Percepção Ambiental ? O Solo como integrador da paisagem. In: XXVIII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2001, Londrina. Anais do XXVIII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo. Viçosa: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2001.

  • FERRARI, M.V.D ; FONTES, L. E. . Percepção Ambiental ? O Solo como integrador da paisagem. In: XXVIII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, Londrina, 2001, Londrina. XXVIII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, Londrina. Viçosa: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2001.

  • LIMA, C. B. ; FERRARI, M.V.D . Levantamento Etnobotânico da Arborização Urbana de Bandeirantes. In: Quinto Congresso e Exposição Internacional sobre Florestas., 1999, Curitiba. Resumos do Quinto Congresso e Exposição Internacional sobre Florestas.. Curitiba: Sociedade Brasileira para a Valorização do Meio Ambiente. v. Único.

  • COSSA, C. A. ; PEDRAS, J. ; FERRARI, M.V.D . Consumo de água em Medicago sativa L. cultivada em vasos, submetida a aplicação de citocinina e três regimes hídricos. In: X Congresso Brasileiro de Agrometeorologia, 1997, Piracicaba. Congresso Brasileiro de Agrometeorologia. Piracicaba: Sociedade Brasileira de Meteorologia, 1997. v. Único. p. 623-625.

  • FERRARI, M.V.D ; VILHENA, A. H. T. . Composicao Floristica do Estrato Arboreo do Parque Estadual Mata Sao Francisco. In: V SIMPOSIO INTERNACIONAL DE ECOSSISTEMAS FLORESTAIS, 1996, Belo Horizonte. Forest'96 Quarto Simpósio Internacional sobre Ecossistemas Flroestais. BELO HORIZONTE-MG: Sociedade Brasileira para Valorização do Meio Ambiente, 1996. v. Único. p. 16-17.

  • FERRARI, M.V.D ; VILHENA, A. H. T. . Levantamento Preliminar de fragmentos florestais - subsídio para conservação florestal e formação de arboreto - estrutura horizontal. In: Forest'96 - Quarto Simpósio Internacional sobre Ecossistemas Florestais, 1996, Belo Horizonte. Forest'96 - Quarto Simpósio Internacional sobre Ecossistemas Florestais. Belo Horizonte: Sociedade Brasileira para a Valorização do Meio Ambiente, 1996. v. Único. p. 11-12.

  • FERRARI, M.V.D ; VILHENA, A. H. T. . Estrutura diamétrica como índice de regeneração de algumas espécies do estrato arbóreo do Parque Estadual Mata São Francisco. In: Forest'96 Quarto Simpósio Internacional sobre Ecossistemas Florestais, 1996, Belo Horizonte. Forest'96 Quarto Simpósio Internacional sobre Ecossistemas Florestais. Belo Horizonte: Sociedade Brasileira para a Valorização do Meio Ambiente, 1996. v. Único. p. 14-15.

  • FERRARI, M.V.D ; CAVALIERI, D. ; COSSA, C. A. ; MIGLIORANZA, E. ; CARVALHO, S. . Micropagação de Jaracatiá. In: Quinto Congresso e Exposição Internacional sobre Florestas, 1999, Curitiba. Resumos do Quinto Congresso e Exposição Internacional sobre Florestas. Curitiba, PR, 15 a 18 de junho de 1999. Curitiba: Sociedade Brasileira para a Valorização do Meio Ambiente, 1999. v. Único.

  • CARVALHO, S. ; TANAKA, P. H. ; COSSA, C. A. ; BARRETO, I. ; FERRARI, M.V.D . Variabilidade Genética em populações de jaracatiá no norte do Paraná. In: Quinto Congresso e Exposição Internacional sobre Florestas, 1999, Curitiba. Resumos do Quinto Congresso e Exposição Internacional sobre Florestas. Curitiba: Sociedade Brasileira para a Valorização do Meio Ambiente, 1999. v. Único.

  • CARVALHO, S. ; COSSA, C. A. ; TANAKA, P. H. ; KLUTHWOSKI, G. A. ; MASUDA, A. S. ; FERRARI, M.V.D . Metodologia para extração de DNA em Jacaratia spinosa (Aubl.) A.DC.. In: 1o Encontro Paranaense de Biotecnologia Aplicada à Agricultura, 1998, Londrina. 1o Encontro Paranaense de Biotecnologia Aplicada à Agricultura. Londrina - PR: EMBRAPA SOJA, IAP, UEL, 1998. v. Único. p. 102-102.

  • FERRARI, M.V.D ; COSSA, C. A. ; MIGLIORANZA, E. ; CARVALHO, S. . Uso de RAPD para determinação da variabilidade em jaracatiá. In: 44o Congresso Nacional de Genética, 1998, Águas de Lindóia. Genetics and Molecular Biology. Águas de Lindóia - SP: Sociedade Brasileira de Genética, 1998. v. 21. p. 199-199.

  • FERRARI, M.V.D ; MIGLIORANZA, E. ; COSSA, C. A. . Germinação de sementes de jaracatiá (Jacaratia spinosa (Aubl.) A. DC sob efeito de GA3 e tempos de imersão.. In: XV Congresso Brasileiro de Fruticultura, 1998, Curitiba. Resumos do Congresso Brasileiro de Fruticultura, 15. Poços de Caldas, 18 a 23 de outubro de 1998. Lavras: UFLA, 1998. Lavras- MG: Sociedade Brasileira de Fisiologia Vegetal, 1998. v. Único. p. 425-425.

  • COSSA, C. A. ; FERRARI, M.V.D ; BARBOSA, E. C. ; MIGLIORANZA, E. . Aspectos da germinação de Jaracatiá. In: VI Congresso de Fisiologia Vegetal, 1997, Belém - PA. Resumos do Congresso Brasileiro de Fisiologia Vegetal, 6. Belém: Sociedade Brasileira de Fisiologia Vegetal, 1997. v. Único. p. 529.

  • FERRARI, M.V.D ; COSSA, C. A. ; BARBOSA, E. C. ; MIGLIORANZA, E. . Correlação entre características biométricas e a produção de látex de frutos de Jacaratia spinosa (Aubl.). In: VI Congresso Brasileiro de Fisiologia Vegetal, 1997, Belém - PA. Resumos do Congresso Brasileiro de Fisiologia Vegetal, 6. Belém - PR: Sociedade Brasileira de Fisiologia Vegetal, 1997. v. único. p. 460-460.

  • FERRARI, M.V.D ; COSSA, C. A. ; BARBOSA, E. C. ; MIGLIORANZA, E. . Germinação de sementes de jaracatiá obtidas de frutos em dois estádios de maturação. In: VI Congresso Brasileiro de Fisiologia Vegetal, 1997, Belém - PA. Resumos do Congresso Brasileiro de Fisiologia Vegetal, 6. Belém - PA: Sociedade Brasileira de Fisiologia Vegetal, 1997. p. 530-530.

  • COSSA, C. A. ; FERRARI, M.V.D ; BARBOSA, E. C. ; MIGLIORANZA, E. . Reguladores Vegetais na germinação de sementes de jaracatiá (Jacaratia spinosa (Aubl). A. DC. - Caricaceae. In: X Congresso Brasileiro de Sementes, 1997, Curitiba. Informativo ABRATES. Curitiba: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes, 1997. v. 7. p. 231-231.

  • COSSA, C. A. ; FERRARI, M.V.D ; BARBOSA, E. C. ; BARP, E. ; MIGLIORANZA, E. . Germinação de sementes de jaracatiá (Jacaratia spinosa (Aubl.) A. DC.) ? Caricaceae, armazenadas em embalagens de polietileno e polipropileno. In: X Congresso Brasileiro de Sementes, 1997, Curitiba. Informativo ABRATES. Curitiba - PR: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes, 1997. v. 7. p. 231-231.

  • FERRARI, M.V.D ; COSSA, C. A. ; BARBOSA, E. C. ; BARP, E. ; MIGLIORANZA, E. . Correlação entre características biométricas e produção de sementes de jaracatiá (Jacaratia spinosa (Aubl.) A. DC.) - Caricaceae. In: X Congresso Brasileiro de Sementes, 1997, Curitiba - PR. Informativo ABRATES. Cutiriba - PR: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes, 1997. v. 7. p. 232-232.

  • FERRARI, M.V.D ; COSSA, C. A. ; LIMA, C. B. . Levantamento da população de Jacaratia spinosa (Aubl.) A.DC. no Parque Estadual Mata São Francisco. In: XIV Congresso Brasileiro de Fruticultura, 1996, Curitiba. Resumos do XIV Congresso Brasileiro de Fruticultura. Londrina: Instituto Agronômico do Paraná, 1996. v. Único. p. 246.

  • FERRARI, M.V.D ; VILHENA, A. H. T. ; WEINBERG, B. . Sos Mata Sao Francisco - Inventario Floristico Preliminar. In: II CONGRESSO BRASILEIRO DE ECOLOGIA, 1994, Londrina. Resumos do II Congresso de Ecologia do Brasil. LONDRINA-PR: Universidade Estadual de Londrina, 1994. v. único. p. 64-64.

  • FERRARI, M.V.D . Educação e Consciência. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • FERRARI, M.V.D ; SCARDUA, F. P. ; SOUZA, J. S. A. ; BLUMENSCHEIN, R. N. . Metodologia Ativa no Ensino de Meio Ambiente para Engenharia. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • LATORRACA, T.F. ; BLUMENSCHEIN, R. N. ; FERRARI, M.V.D . Governança da Eficiência Energética no Brasil. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • FERRARI, M.V.D . Observatório de Resíduos. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FERRARI, M.V.D . Educação e conscientização ambiental: Observatório de Resíduos UnB. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • FERRARI, M.V.D . Educação e Conscientização Ambiental. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FERRARI, M.V.D ; SCARDUA, F. P. ; CAMPOS, J. S. A. S. ; BLUMENSCHEIN, R. N. . Metodologia ativa no ensino de meio ambiente para engenharia. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • LATORRACA, T.F. ; BLUMENSCHEIN, R. N. ; FERRARI, M.V.D . Governança do uso de energia no Distrito Federal: uma contribuição para eficiência energética. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • NOLETO, L. G. ; FERRARI, M.V.D . APRENDIZAGEM EM SOLUÇÃO DE PROBLEMAS UTILIZANDO UM ACIDENTE EM USINA HIDRELÉTRICA COMO CENÁRIO. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SOUZA, J.S.A. ; ELS, R. H. V. ; FERRARI, M.V.D ; RODRIGUES, J. P. . Experiências de interação entre a engenharia e o ensino médio na UnB. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • FERRARI, M.V.D ; NOLETO, L. G. ; MILLER, K. B. . TEMAS TRANSVERSAIS: ENSINO DE GESTÃO AMBIENTAL PARA O CURSO DE ENGENHARIA DE ENERGIA. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • FERRARI, M.V.D ; SCARDUA, F.P. ; BLUMENSCHEIN, R. N. . Educação para responsabilidade sócio-ambiental no Ensino de Engenharias Automotiva, Eletrônica, Energia e Software na Faculdade UnB Gama. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • OLIVEIRA, A.C. ; FERRARI, M.V.D ; NEVES, E. T. ; SOUZA, J. ; SILVA, J. V. M. ; SOUZA, R.C. ; RONCOLETA, R.C. . Responsabilidade Compartilhada e Logística Reversa na gestão de resíduos de celulares. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • MARTINS, I.L.L.M. ; FERRARI, M.V.D ; CHAVES, D. F. ; FRINHANI, C.L. ; SCARDUA, F.P. . Diagnóstico dos Resíduos de Construção e Demolição da Região Administrativa do Gama Setor Sul- DF. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • MELO, E de S. ; FERRARI, M.V.D ; MARTINS, I.L.L.M. ; LOPES, L.R.C. ; LUIZ, L.C.P. ; LOPES, L.K.C. ; CARVALHO, M. de S.C. ; FERREIRA, N.Y.M. . Diagnóstico Expedito do Sistema de Coleta e Disposição Final de Resíduos Sólidos do Novo Gama - GO. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • SANTANA, J.P.P.S. ; FERRARI, M.V.D ; PAES, M.H.S. ; FARIA, M.S. ; REVOREDO, P.T.P. ; ARAGÃO, D.W.S. . Gestão dos Resíduos de Construção no Gama -DF. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • MARQUES, E.F. ; FERRARI, M.V.D ; MARTINS, I.L.L.M. . Empecilhos ao adequado descarte de Medicamentos. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • FERRARI, M.V.D ; BLUMENSCHEIN, R. N. . Compra Rsponsável na Indústria da Construção. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • FERRARI, M.V.D . A Certificação FLorestal e sua contribuição para a Sustentabilidade. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CARVALHO, S. ; FERRARI, M.V.D ; TOME JR, J. B. . Diagnóstico dos recursos hídricos de municípios da região norte do Paraná: estado de conservação e potencial para piscicultura. Brasília: Associação Brasileira de Educação Agrícola Superior, 1996 (Boletim).

  • CARVALHO, S. ; FERRARI, M.V.D ; TOME JR, J. B. . Diagnóstico de associações de piscicultores da Região Norte do Paraná: estado de conservação dos recursos hídricos e desenvolvimento da piscicultura. Brasília: Associação Brasileira de Educação Agrícola Superior, 1996 (Boletim).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

FERRARI, M.V.D ; Blumenschein, R.N. . Programa de Responsabilidade Ambiental e Social da Construção. 2006.

FERRARI, M.V.D . Relatório de Certificação de Manejo Florestal - Produtores Florestais Integrados da Veracell SA - FSC. 2010.

FERRARI, M.V.D . Relatório de Certificação de Manejo Florestal - Produtores Florestais Integrados da Veracell SA - CERFLOR. 2010.

Blumenschein, R.N. ; FERRARI, M.V.D ; PERSEGONA, M.F.M. . Núcleo de Inteligência para o Observatório da Cadeia de Resíduos Recicláveis e Reciclados do Distrito Federal. 2010.

FERRARI, M.V.D ; EINLOFT, R. ; JACOVINE, L. . Relatório de Re-certificação de Manejo Florestal da Celulose Nipo Brasileira - CERFLOR. 2010.

FERRARI, M.V.D ; EINLOFT, R. ; JACOVINE, L. . Relatório Sumário de Certificação do Manejo Florestal - Cenibra SA - FSC. 2010.

FERRARI, M.V.D . Relatório de Certificação de Cadeia de Custódia multi site - Cenibra SA - FSC. 2010.

FERRARI, M.V.D . Relatório de Certificação de Cadeia de Custódia - Cenibra SA - CERFLOR. 2010.

FERRARI, M.V.D . Relatório de Certificação de Cadeia de Custódia - Globoprint envelopes e artes gráficas Lltda. 2010.

FERRARI, M.V.D . Relatório de Certificação de Cadeia de Custódia - Gráfica Rubaiyat Ltda. 2010.

FERRARI, M.V.D . Relatório de Certificação de Cadeia de Custódia multi site - Print Laser Service Ltda.. 2010.

Blumenschein, R.N. ; FERRARI, M.V.D ; PERSEGONA, M.F.M. . Observatório de Resíduos Sólidos Recicláveis do Distrito Federal. 2009.

FERRARI, M.V.D ; EINLOFT, R. ; JACOVINE, L. ; MINETTI, L. . Relatório de Certificação de Manejo Florestal - Fibria MS Celulose Sul Matogrossense Ltda - CERFLOR. 2009.

Blumenschein, R.N. ; FERRARI, M.V.D . Programa de Integração de Atores Sociais para Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos. 2007.

FERRARI, M.V.D ; Blumenschein, R.N. . Programa de Responsabilidade Ambiental e Social da Construção. 2006.

FERRARI, M.V.D ; ROSA, N. ; COSTA JUNIOR, C. ; FERRARI, L. ; DOCA, L. ; MORAIS, R. ; BANDEIRA, S. . Meio Ambiente por inteiro: impactos da produção da carne. 2018.

BLUMENSCHEIN, R. N. ; FERRARI, M.V.D . Diálogos: Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos. 2017.

FERRARI, M.V.D ; Blumenschein, R.N. . Diálogos: Inovação e sustentabilidade do ambiente construído. 2017.

FERRARI, M.V.D . Responsabilidade Ambiental e Social Compra responsável. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

FERRARI, M.V.D . Relatório de Certificação de Manejo Florestall VCP ? MS Celulose Sul Mato-Grossense Ltdal- CERFLOR. 2009. (Relatório).

Blumenschein, R.N. ; SPOSTO, R.M. ; FERRARI, M.V.D ; Peixoto, Paulo ; Reis, L. A. . Construção Sustentável. 2008. .

FERRARI, M.V.D . Relatório de certificação de cadeia de custódia daMD Papéis Ltda. ? Unidade Santista. 2008. (Relatório).

FERRARI, M.V.D . Relatório de certificação de cadeia de custódia da Procarta Serviços de Informática Ltda. 2008. (Relatório).

FERRARI, M.V.D . Relatório de re-Certificação de Manejo Florestall da Tanagro S.A- FSC. 2008. (Relatório).

FERRARI, M.V.D ; Blumenschein, R.N. . Compra responsável: um fator essencial para sustentabilidade organizacional. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

SPOSTO, R.M. ; FERRARI, M.V.D . Elaboração de métodos para implantação de Sistema Integrado de Gestão da Qualidade e Ambiental nas indústrias cerâmicas vermelhas. 2007. (Relatório de pesquisa).

SPOSTO, R.M. ; FERRARI, M.V.D . Estudo sobre a Qualidade e Sustentabilidade na produção de blocos cerâmicos em Goiás e no Distrito Federal. 2007. (Relatório de pesquisa).

FERRARI, M.V.D . Relatório de re-certificação de cadeia de custódia da Floresteca Indústria de Madeira Ltda. 2007. (Relatório).

FERRARI, M.V.D ; NARDELLI, A. M. B. . Cadeia de Custódia de Acordo com os Princípios do FSC. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

FERRARI, M.V.D . Relatório de Certificação de Manejo Florestall Votorantim Celulose e Papel- CERFLOR. 2006. (Relatório).

FERRARI, M.V.D . Relatório de certificação de cadeia de custódia da Schwan Cosmetics do Brasil Ltda. 2006. (Relatório).

FERRARI, M.V.D . Certificação Florestal. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

FERRARI, M.V.D . Relatório de Certificação de Manejo Florestall da Sguario Florestal S.A.- FSC. 2005. (Relatório).

FERRARI, M.V.D . Relatório de certificação de cadeia de custódia das Traders Cenibra Inc, Cenibra Int e Cenibra Trading. 2005. (Relatório).

FERRARI, M.V.D ; NARDELLI, A. M. B. . Relatório de Certificação de Manejo Florestall da CAF Santa Bárbara Ltda- FSC. 2004. (Relatório).

FERRARI, M.V.D . Relatório de Certificação de Manejo Florestall da V&M Florestal Ltda- FSC. 2003. (Relatório).

FERRARI, M.V.D . Relatório de certificação de cadeia de custódia da Tanac S.A. 2003. (Relatório).

FERRARI, M.V.D . Relatório de Certificação de Manejo Florestall da Guavirá Industrial e Agroflorestal Ltda - FSC. 2002. (Relatório).

FERRARI, M.V.D . Educação Ambiental. 2000. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

FERRARI, M.V.D . Metodologias Participativas em Educação Ambiental para professores do Ensno Fundamental. 1999. .

FERRARI, M.V.D . Metodologias participativas em Educação Ambiental para professores do Ensino Fundamental. 1999. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Extensão).

FERRARI, M.V.D . Gestão de Resíduos Sólidos. 2011.

FERRARI, M.V.D . Política Nacional de Resíduos Sólidos. 2011.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2014 - Atual

    Parque de Inovação e Sustentabilidade do Ambiente Construído, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Raquel Naves Blumenschein em 21/04/2014., Descrição: Centro de P&D para o desenvolvimento, teste e disseminação de soluções tecnológicas sustentáveis para processos e produtos do ambiente construído. Trata-se da implantação, na região centro-oeste, de um centro de referência que trabalhará em rede, como cata. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Coordenador / Orivaldo Barros - Integrante / Georgia Grace Bernardes - Integrante.Financiador(es): Ministerio da Ciencia Tecnologia e Inovacao - Cooperação.

  • 2013 - Atual

    Pit 08: Conhecimento para Inovação - Fase 04, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Raquel Naves Blumenschein em 21/04/2014., Descrição: Esse projeto visa dar continuidade ao desenvolvimento do PIT 08: Conhecimento para Inovação na cadeia produtiva da indústria da construção realizando a fase 04 que foca em quatro áreas prioritárias de pesquisa: Parque de Inovação e Sustentabilidade do Ambiente Construído (PISAC); Avaliação de Ciclo de Vida; Gestão de Resíduos de Construção e Demolição; Responsabilidade Ambiental e Social na indústria da Construção e Gestão e Desempenho no Processo de Projeto.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Integrante / Rosa Maria Sposto - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Coordenador / Bruno Capanema - Integrante / Katia Broeto Miller - Integrante.Financiador(es): Câmara Brasileira da Indústria da Construção - Bolsa.

  • 2012 - 2013

    Programa de Inovacao Tecnologia - Projeto 08: Conhecimento para Inovação, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Raquel Naves Blumenschein em 21/04/2014., Descrição: A fase 03 do Projeto 08: Conhecimento para Inovação faz parte do Programa de Inovação Tecnológica (PIT) da Construção da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC). Entre as principais metas do projeto citam-se: Planejamento (parte final) e Implantação (parte 1) do Pisac; Alimentação, manutenção e ampliação do Observatório para o Conhecimento e Inovação da Cadeia Produtiva da Indústria da Construção; Pacto Setorial do Plano Nacional para Produção e Consumo Sustentáveis; Rede Internacional de Cooperação Técnica no âmbito do Pisac. .. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Coordenador / Filipe Ferrari Tomé - Integrante / Orivaldo Barros - Integrante / Vanda Alice Garcia Zanoni - Integrante.Financiador(es): Câmara Brasileira da Indústria da Construção - Bolsa.

  • 2011 - Atual

    Estratégias de Aprendizagem ativa e colaborativa, Descrição: Desenvolvimento de estratégias de ensino e aprendizagem ativa e colaborativa para estudantes dos cursos de Engenharia Aeroespacial, Engenharia Automotiva, Engenharia Eletrônica, Engenharia de Energia e Engenharia de Software. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (8) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador / Luciano Gonçalves Noleto - Integrante / Fernando Paiva Scardua - Integrante / Josiane do Socorro Aguiar de Souza Campos - Integrante., Número de produções C, T & A: 7 / Número de orientações: 3

  • 2010 - 2011

    Banco de dados e informação - Observatório da Cadeia de Resíduos Recicláveis e Reciclados do Distrito Federal, Descrição: O Observatório de Resíduos Sólidos Recicláveis é um ambiente integrador que possibilita o compartilhamento de dados, imagens, artigos técnicos, treinamentos, resultados de projetos, identificação de resíduos depositados irregularmente em tempo real, bolsa de negócios, o ObsR3DF proporciona a oportunidade de analisar a morfologia e a fisiologia da rede de atores sociais da cadeia de resíduos sólidos do Distrito Federal, tornando possíveis análises em cenários integrados, facilitando a tomada de decisões de gestores nos diversos níveis, assim como todas as organizações participantes. As metas do projeto são: -Disponibilizar dados, informações e conhecimento sobre a Cadeia de Resíduos Recicláveis e Reciclados do Distrito Federal; -Criar ferramentas analíticas de dados referentes à Cadeia de Resíduos Recicláveis e Reciclados do Distrito Federal; -Operacionalizar a Célula de Gestão do Conhecimento de Resíduos Recicláveis e Reciclados do Distrito Federal.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

  • 2009 - Atual

    Educação e responsabilidade compartilhada na gestão de resíduos, Descrição: Desenvolvimento de técnicas de ensino aprendizagem, jogos, material didático para a educação ambiental na responsabilidade compartilhada sobre a gestão de resíduos. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (17) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador / Raquel Naves Blumenschein - Integrante / Fernando Paiva Scardua - Integrante / Josiane do Socorro Aguiar de Souza Campos - Integrante., Número de produções C, T & A: 21 / Número de orientações: 3

  • 2008 - 2009

    Observatório de Resíduos Sólidos Recicláveis do Distrito Federal, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (1) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Coordenador / Marcelo Felipe Moreira Persegona - Integrante.

  • 2007 - 2009

    Programa de Responsabilidade Ambiental e Social da Construção (PRAS), Descrição: O PRAS uma ferramenta para a implantação de uma política de compra responsável pelas empresas construtoras, com critérios para selecionar e avaliar fornecedores, contribuindo para que as empresas diminuam passivos associados aos riscos sociais e ambientais, promovendo um posicionamento diferenciado no mercado e maior valor à marca, em consonância com a crescente demanda por produtos sustentáveis. O PRAS é um projeto do LACIS em parceria com o SINDUSCON-DF e a FIBRA-DF financiado pelo SEBRAE e PROCOMPI(CNI).. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador / Raquel Naves Blumenschein - Integrante / Rosa Maria Sposto - Integrante.Financiador(es): Confederação Nacional da Indústria - DF - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2009

    Programa de Integração de Atores Sociais na Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos (PROATOS), Descrição: Este projeto tem como objetivo contribuir para a Gestão Integrada de Resíduos Sólidos Urbanos (GIRSU) no Distrito Federal, fortalecendo o fluxo de comunicação entre os agentes do Governo do DF e associações de coletores de resíduos, comunidade, terceiro setor e escolas, promovendo a geração de trabalho e renda, por meio do adensamento da cadeia de recicláveis no DF.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador.Financiador(es): Fundação Banco do Brasil - Auxílio financeiro.

  • 1998 - 1999

    Caracterização molecular de populações de Jacaratia spinosa (Aubl.) A. DC em fragmentos florestais no norte do Paraná. (Proc. n.0313972) FBPN, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador.Financiador(es): Fundação O Boticário de Proteção à Natureza - Auxílio financeiro.

  • 1997 - 1998

    Jacaratia spinosa (Aubl.) A.DC. - Determinação do teor de papaína, composição do látex, atividade proteolítica, maturidade fisiológica das sementes e métodos de armazenamento, Descrição: Projeto de pesquisa com apoio financeiro da Fundação O Boticário de Proteção à natureza para pequisar sobre o teor de papaína e composição e atividade proteolítica do látex de frutos de Jacaratia spinosa (Jaracatiá), maturidade fisiológica de sementes e métodos de armazenamento. A área de estudo foi o Parque Estadual Mata São Francisco e outros fragmentos florestais na região norte do Paraná.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (3) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador.Financiador(es): Fundação O Boticário de Proteção à Natureza - Auxílio financeiro.

  • 1996 - 1997

    Levantamento Florístico preliminar dos fragmentos florestais no norte do Paraná- subsídio para conservação florestal e formação de arboreto Proc.0196942. FBPN, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador.

  • 1989 - 1993

    Estudo da organogênese a partir do nó cotiledonar de três genótipos de soja (Glicine max), Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador.

  • 1989 - 1992

    Efeitos da quebra de dormência sobre a germinação de sementes de beterraba (Beta vulgaris var. conditiva), Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2012 - 2013

    Observatório Conhecimento para Inovação na Indústria da Construção, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Raquel Naves Blumenschein em 21/04/2014., Descrição: O Observatório está vinculado ao Projeto de Inovação Tecnológica (PIT) 8 - Conhecimento para a Inovação, em parceria com a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), que é a viabilização de capacitação em áreas com lacunas de conhecimento (desenvolvimento de pesquisas, cursos, publicações traduzidas e produzidas no Brasil) que impactam o desenvolvimento de inovações; formação de especialistas, capacitação dos projetistas atuais e equipes de construtoras. O Observatório é uma ferramenta georreferenciada para compartilhamento de dados, informações e conhecimento sobre a rede de pesquisadores da Indústria da Construção e as respectivas produções científicas. O Observatório proporciona visibilidade aos pesquisadores e linhas de trabalho desenvolvidas nas áreas de Arquitetura, Engenharia e afins, criando oportunidades de articulação e integrando informações em um ambiente compartilhado. Sua relevância depende da participação das Instituições de pesquisa, disponibilizando informações sobre os trabalhos desenvolvidos e oportunidades de colaboração, acompanhar a produção técnica e científica sobre a cadeia produtiva da indústria da construção, assim como o estabelecimento de redes de pesquisa e localização dos pesquisadores em mapas geográficos temáticos. O Observatório foi construído em sistema amigável com tecnologia atualizada e de fácil gestão das informações necessárias para que o CBIC possa acompanhar a produção científica e acadêmica sobre temas de seu interesse em ambiente WEB utilizando tecnologia de georreferenciamento em software livre.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari Tomé - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Coordenador / André Luiz Moreira Persegona - Integrante / Katia Broeto Miller - Integrante / Vanda Alice Garcia Zanoni - Integrante / Alessandro Fernandes Praciano - Integrante / Leonn Ferreira Paiva - Integrante / Fernando Vieira Paixão - Integrante / Carla Andréa Ferreira - Integrante / Ana Cecília Schettino - Integrante / Edvaldo Coutinho Luiz - Integrante., Financiador(es): SENAI - Departamento Nacional - Bolsa.

  • 2008 - 2009

    Programa de Integração de Atores Sociais na Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos - Proatos, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Raquel Naves Blumenschein em 21/04/2014., Descrição: O Programa de Integração de Atores Sociais para Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos PROATOS foi elaborado pelo Laboratório do Ambiente Construído, Inclusão e Sustentabilidade - LACIS/FAU/CDS/UnB . O PROATOS tem apoio financeiro da Fundação Banco do Brasil (FBB) e está sendo implantado sob a coordenação do LACIS/FAU/CDS/UnB. O LACIS é um laboratório da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e do Centro de Desenvolvimento Sustentável da UnB, que visa à pesquisa, ensino e extensão em diferentes áreas do conhecimento com o foco na sustentabilidade do ambiente construído, considerando o fortalecimento do sistema de aprendizado de indústrias e outras organizações, a inclusão social e a Educação Ambiental. O objetivo geral do PROATOS é contribuir para a Gestão Integrada de Resíduos Sólidos Urbanos (GIRSU) no Distrito Federal (DF), fortalecendo o fluxo de comunicação entre os agentes do Governo do Distrito Federal e a Centcoop, promovendo a geração de trabalho e renda por meio do adensamento da cadeia de recicláveis no DF. Os objetivos específicos do PROATOS são: - Diagnosticar a situação atual da cadeia de recicláveis do DF, desenhando um cenário onde serão identificados: os agentes, as ações em andamento, as relações atuais, as responsabilidades, a cadeia de custódia e os entraves do processo de comunicação dos agentes do GDF e a CENTCOOP. - Elaborar estratégias de integração, delineando cenários alvos a partir dos cenários elaborados na primeira etapa. - Elaborar sistema de avaliação e monitoramento das ações propostas pelos agentes a partir de seus planos de ação. O PROATOS está sendo desenvolvido e implantado em várias etapas que consistem em diagnóstico com modelagem sistêmica, preparação dos atores envolvidos, elaboração e implantação de planos de ação, além da criação de um sistema de integração, avaliação e monitoramento das ações propostas e implementadas.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari Tomé - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Coordenador / Valesca Fernandes Dias - Integrante.

  • 2008 - 2009

    Observatório de Resíduos Sólidos Reciclados e Recicláveis no DF, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Raquel Naves Blumenschein em 21/04/2014., Descrição: O Observatório de Resíduos Sólidos Recicláveis do Distrito Federal foi desenvolvido para estruturar as informações sobre gestão, integrando-as em um local único, fortalecendo a gestão do conhecimento sobre o tema. Ele permitirá acesso rápido e efetivo ao conhecimento relevante, contribuirá para ganhos econômicos e sociais, por meio da inclusão tecnológica, social e geração de renda, principalmente para usuários como cooperativas e associações de Catadores, que poderão ter acesso rápido e centralizado a informações para seu negócio. O Observatório é um instrumento de gestão do conhecimento da gestão de resíduos recicláveis e reciclados incluindo a coleta de informações, tratamento, armazenamento, formatação em diversos formatos (gráficos, página de internet, mapas geográficos temáticos, relatórios tabulares, relatórios textuais, cruzamento de informações de diversas fontes, etc), disseminação e uso ostensivo do máximo de informação pelo público interessado pelo tema. O Observatório apresenta vantagens como: grande utilidade no foco social, baixo custo de desenvolvimento, liberdade de acrescentar a quantidade de informações que forem julgadas necessárias e realizar o cruzamento dessas informações com suporte fácil e amigável. A utilização do Observatório não exige um treinamento específico, por ter sido desenvolvido para navegador de Internet, o que reduz o tempo de treinamento dos usuários por ser uma tecnologia que a maioria já possui conhecimento de utilização. A tecnologia empregada no desenvolvimento do sistema permite que seja instalado em qualquer tipo de servidor de páginas de HTML, não necessitando a aquisição de licenças de softwares específicos. Seus objetivos incluem: Armazenar dados referentes à cadeia de resíduos recicláveis e reciclados do Distrito Federal, permitindo o acesso a todos os interessados. Proporcionar uma visão ampliada e detalhada do distrito Federal, onde for possível a consolidação de informações governamentais e não governamen. Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Especialização: (1) Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari Tomé - Integrante / Marcelo Felipe Moreira Persegona - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Coordenador.

  • 2008 - 2008

    Programa de Responsabilidade Ambiental e Social da Construção no DF -PRAS - Fase 1 Compra Responsável, Descrição: O PRAS é um projeto do LACIS/FAU/CDS/UnB em parceria com a Comissão do Meio Ambiente do SINDUSCON-DF e a FIBRA subsidiado pelo Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Empresas (PROCOMPI) proposto pelo Sistema CNI, Sebrae, FIBRA e Sebrae-DF e foi concebido para contribuir para a sustentabilidade da cadeia produtiva da indústria da construção (CPIC). Entre seus objetivos busca-se identificar a dimensão da responsabilidade social para o setor da construção e avaliar como as empresas se estruturam para lidar com atividades de responsabilidade ambiental e social (RAS). O primeiro produto é um conjunto de critérios que compõem um padrão para implantação de política de RAS. Este padrão deverá ser validado na realização de um projeto piloto, com a participação de vinte empresas construtoras do DF e por consulta a organizações governamentais, não governamentais e especialistas. A participação das empresas construtoras é indispensável para a consolidação da metodologia proposta, gerando resultados relevantes. Esse processo possibilita o fortalecimento do sistema de aprendizado da CPIC, acelerando mudanças de paradigma, em um mercado onde a responsabilidade social e ambiental tem se tornado fator importante de competitividade. O PRAS está estruturado para ser desenvolvido e implantado em etapas. A primeira etapa - Compra responsável de bens e serviços é uma ferramenta que possibilita a avaliação de fornecedores de produtos e serviços. É um instrumento importante para que as empresas construtoras possam diagnosticar sua conduta ética, de acordo com princípios de responsabilidade ambiental e social na relação com os fornecedores de serviços, matéria-prima, elementos e componentes para o processo construtivo. Essa ferramenta permite, portanto, a implantação de uma política de compra responsável com critérios para selecionar e avaliar fornecedores, contribuindo para que a empresa diminua passivos associados aos riscos sociais e ambiental.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari Tomé - Coordenador / Rosa Maria Sposto - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Integrante., Financiador(es): Confederação Nacional da Indústria - DF - Bolsa.

  • 1995 - 1996

    Diagnóstico dos recursos hídricos de municípios da região norte do Paraná: estado de conservação e potencial para piscicultura. ABEAS., Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari Tomé - Coordenador., Financiador(es): Associação Brasileira de Educação Agrícola Superior - Auxílio financeiro.

  • 1994 - 1995

    Projeto de Desenvolvimento Florestal Integrado. SEAB-PR, Descrição: Projeto realizado para equipar o Centro de Estudos e Pesquisas Ambientais da FFALM. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari Tomé - Coordenador., Financiador(es): Secretaria do Estado de Agricultura e Abastecimento - Auxílio financeiro.

  • 1992 - 1994

    Jardim Botânico. Proc.1352/92. FNMA, Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari Tomé - Coordenador.

  • 1989 - 1994

    Obtenção de explantes de violeta aficana (Saintpaulia ionantha, Wendl) isentos de microorganismos fitopatogênicos ou saprófitos)., Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari Tomé - Coordenador.

  • 2012 - 2013

    Observatório Conhecimento para Inovação na Indústria da Construção, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Raquel Naves Blumenschein em 21/04/2014., Descrição: O Observatório está vinculado ao Projeto de Inovação Tecnológica (PIT) 8 - Conhecimento para a Inovação, em parceria com a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), que é a viabilização de capacitação em áreas com lacunas de conhecimento (desenvolvimento de pesquisas, cursos, publicações traduzidas e produzidas no Brasil) que impactam o desenvolvimento de inovações; formação de especialistas, capacitação dos projetistas atuais e equipes de construtoras. O Observatório é uma ferramenta georreferenciada para compartilhamento de dados, informações e conhecimento sobre a rede de pesquisadores da Indústria da Construção e as respectivas produções científicas. O Observatório proporciona visibilidade aos pesquisadores e linhas de trabalho desenvolvidas nas áreas de Arquitetura, Engenharia e afins, criando oportunidades de articulação e integrando informações em um ambiente compartilhado. Sua relevância depende da participação das Instituições de pesquisa, disponibilizando informações sobre os trabalhos desenvolvidos e oportunidades de colaboração, acompanhar a produção técnica e científica sobre a cadeia produtiva da indústria da construção, assim como o estabelecimento de redes de pesquisa e localização dos pesquisadores em mapas geográficos temáticos. O Observatório foi construído em sistema amigável com tecnologia atualizada e de fácil gestão das informações necessárias para que o CBIC possa acompanhar a produção científica e acadêmica sobre temas de seu interesse em ambiente WEB utilizando tecnologia de georreferenciamento em software livre.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari Tomé - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Coordenador / André Luiz Moreira Persegona - Integrante / Katia Broeto Miller - Integrante / Vanda Alice Garcia Zanoni - Integrante / Alessandro Fernandes Praciano - Integrante / Leonn Ferreira Paiva - Integrante / Fernando Vieira Paixão - Integrante / Carla Andréa Ferreira - Integrante / Ana Cecília Schettino - Integrante / Edvaldo Coutinho Luiz - Integrante., Financiador(es): SENAI - Departamento Nacional - Bolsa.

  • 2008 - 2009

    Programa de Integração de Atores Sociais na Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos - Proatos, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Raquel Naves Blumenschein em 21/04/2014., Descrição: O Programa de Integração de Atores Sociais para Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos PROATOS foi elaborado pelo Laboratório do Ambiente Construído, Inclusão e Sustentabilidade - LACIS/FAU/CDS/UnB . O PROATOS tem apoio financeiro da Fundação Banco do Brasil (FBB) e está sendo implantado sob a coordenação do LACIS/FAU/CDS/UnB. O LACIS é um laboratório da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e do Centro de Desenvolvimento Sustentável da UnB, que visa à pesquisa, ensino e extensão em diferentes áreas do conhecimento com o foco na sustentabilidade do ambiente construído, considerando o fortalecimento do sistema de aprendizado de indústrias e outras organizações, a inclusão social e a Educação Ambiental. O objetivo geral do PROATOS é contribuir para a Gestão Integrada de Resíduos Sólidos Urbanos (GIRSU) no Distrito Federal (DF), fortalecendo o fluxo de comunicação entre os agentes do Governo do Distrito Federal e a Centcoop, promovendo a geração de trabalho e renda por meio do adensamento da cadeia de recicláveis no DF. Os objetivos específicos do PROATOS são: - Diagnosticar a situação atual da cadeia de recicláveis do DF, desenhando um cenário onde serão identificados: os agentes, as ações em andamento, as relações atuais, as responsabilidades, a cadeia de custódia e os entraves do processo de comunicação dos agentes do GDF e a CENTCOOP. - Elaborar estratégias de integração, delineando cenários alvos a partir dos cenários elaborados na primeira etapa. - Elaborar sistema de avaliação e monitoramento das ações propostas pelos agentes a partir de seus planos de ação. O PROATOS está sendo desenvolvido e implantado em várias etapas que consistem em diagnóstico com modelagem sistêmica, preparação dos atores envolvidos, elaboração e implantação de planos de ação, além da criação de um sistema de integração, avaliação e monitoramento das ações propostas e implementadas.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari Tomé - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Coordenador / Valesca Fernandes Dias - Integrante.

  • 2008 - 2009

    Observatório de Resíduos Sólidos Reciclados e Recicláveis no DF, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Raquel Naves Blumenschein em 21/04/2014., Descrição: O Observatório de Resíduos Sólidos Recicláveis do Distrito Federal foi desenvolvido para estruturar as informações sobre gestão, integrando-as em um local único, fortalecendo a gestão do conhecimento sobre o tema. Ele permitirá acesso rápido e efetivo ao conhecimento relevante, contribuirá para ganhos econômicos e sociais, por meio da inclusão tecnológica, social e geração de renda, principalmente para usuários como cooperativas e associações de Catadores, que poderão ter acesso rápido e centralizado a informações para seu negócio. O Observatório é um instrumento de gestão do conhecimento da gestão de resíduos recicláveis e reciclados incluindo a coleta de informações, tratamento, armazenamento, formatação em diversos formatos (gráficos, página de internet, mapas geográficos temáticos, relatórios tabulares, relatórios textuais, cruzamento de informações de diversas fontes, etc), disseminação e uso ostensivo do máximo de informação pelo público interessado pelo tema. O Observatório apresenta vantagens como: grande utilidade no foco social, baixo custo de desenvolvimento, liberdade de acrescentar a quantidade de informações que forem julgadas necessárias e realizar o cruzamento dessas informações com suporte fácil e amigável. A utilização do Observatório não exige um treinamento específico, por ter sido desenvolvido para navegador de Internet, o que reduz o tempo de treinamento dos usuários por ser uma tecnologia que a maioria já possui conhecimento de utilização. A tecnologia empregada no desenvolvimento do sistema permite que seja instalado em qualquer tipo de servidor de páginas de HTML, não necessitando a aquisição de licenças de softwares específicos. Seus objetivos incluem: Armazenar dados referentes à cadeia de resíduos recicláveis e reciclados do Distrito Federal, permitindo o acesso a todos os interessados. Proporcionar uma visão ampliada e detalhada do distrito Federal, onde for possível a consolidação de informações governamentais e não governamen. Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Especialização: (1) Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari Tomé - Integrante / Marcelo Felipe Moreira Persegona - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Coordenador.

  • 2008 - 2008

    Programa de Responsabilidade Ambiental e Social da Construção no DF -PRAS - Fase 1 Compra Responsável, Descrição: O PRAS é um projeto do LACIS/FAU/CDS/UnB em parceria com a Comissão do Meio Ambiente do SINDUSCON-DF e a FIBRA subsidiado pelo Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Empresas (PROCOMPI) proposto pelo Sistema CNI, Sebrae, FIBRA e Sebrae-DF e foi concebido para contribuir para a sustentabilidade da cadeia produtiva da indústria da construção (CPIC). Entre seus objetivos busca-se identificar a dimensão da responsabilidade social para o setor da construção e avaliar como as empresas se estruturam para lidar com atividades de responsabilidade ambiental e social (RAS). O primeiro produto é um conjunto de critérios que compõem um padrão para implantação de política de RAS. Este padrão deverá ser validado na realização de um projeto piloto, com a participação de vinte empresas construtoras do DF e por consulta a organizações governamentais, não governamentais e especialistas. A participação das empresas construtoras é indispensável para a consolidação da metodologia proposta, gerando resultados relevantes. Esse processo possibilita o fortalecimento do sistema de aprendizado da CPIC, acelerando mudanças de paradigma, em um mercado onde a responsabilidade social e ambiental tem se tornado fator importante de competitividade. O PRAS está estruturado para ser desenvolvido e implantado em etapas. A primeira etapa - Compra responsável de bens e serviços é uma ferramenta que possibilita a avaliação de fornecedores de produtos e serviços. É um instrumento importante para que as empresas construtoras possam diagnosticar sua conduta ética, de acordo com princípios de responsabilidade ambiental e social na relação com os fornecedores de serviços, matéria-prima, elementos e componentes para o processo construtivo. Essa ferramenta permite, portanto, a implantação de uma política de compra responsável com critérios para selecionar e avaliar fornecedores, contribuindo para que a empresa diminua passivos associados aos riscos sociais e ambiental.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari Tomé - Coordenador / Rosa Maria Sposto - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Integrante., Financiador(es): Confederação Nacional da Indústria - DF - Bolsa.

  • 1995 - 1996

    Diagnóstico dos recursos hídricos de municípios da região norte do Paraná: estado de conservação e potencial para piscicultura. ABEAS., Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari Tomé - Coordenador., Financiador(es): Associação Brasileira de Educação Agrícola Superior - Auxílio financeiro.

  • 1994 - 1995

    Projeto de Desenvolvimento Florestal Integrado. SEAB-PR, Descrição: Projeto realizado para equipar o Centro de Estudos e Pesquisas Ambientais da FFALM. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari Tomé - Coordenador., Financiador(es): Secretaria do Estado de Agricultura e Abastecimento - Auxílio financeiro.

  • 1992 - 1994

    Jardim Botânico. Proc.1352/92. FNMA, Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari Tomé - Coordenador.

  • 1989 - 1994

    Obtenção de explantes de violeta aficana (Saintpaulia ionantha, Wendl) isentos de microorganismos fitopatogênicos ou saprófitos)., Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari Tomé - Coordenador.

  • 2012 - 2013

    Observatório Conhecimento para Inovação na Indústria da Construção, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Raquel Naves Blumenschein em 21/04/2014., Descrição: O Observatório está vinculado ao Projeto de Inovação Tecnológica (PIT) 8 - Conhecimento para a Inovação, em parceria com a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), que é a viabilização de capacitação em áreas com lacunas de conhecimento (desenvolvimento de pesquisas, cursos, publicações traduzidas e produzidas no Brasil) que impactam o desenvolvimento de inovações; formação de especialistas, capacitação dos projetistas atuais e equipes de construtoras. O Observatório é uma ferramenta georreferenciada para compartilhamento de dados, informações e conhecimento sobre a rede de pesquisadores da Indústria da Construção e as respectivas produções científicas. O Observatório proporciona visibilidade aos pesquisadores e linhas de trabalho desenvolvidas nas áreas de Arquitetura, Engenharia e afins, criando oportunidades de articulação e integrando informações em um ambiente compartilhado. Sua relevância depende da participação das Instituições de pesquisa, disponibilizando informações sobre os trabalhos desenvolvidos e oportunidades de colaboração, acompanhar a produção técnica e científica sobre a cadeia produtiva da indústria da construção, assim como o estabelecimento de redes de pesquisa e localização dos pesquisadores em mapas geográficos temáticos. O Observatório foi construído em sistema amigável com tecnologia atualizada e de fácil gestão das informações necessárias para que o CBIC possa acompanhar a produção científica e acadêmica sobre temas de seu interesse em ambiente WEB utilizando tecnologia de georreferenciamento em software livre.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari Tomé - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Coordenador / André Luiz Moreira Persegona - Integrante / Katia Broeto Miller - Integrante / Vanda Alice Garcia Zanoni - Integrante / Alessandro Fernandes Praciano - Integrante / Leonn Ferreira Paiva - Integrante / Fernando Vieira Paixão - Integrante / Carla Andréa Ferreira - Integrante / Ana Cecília Schettino - Integrante / Edvaldo Coutinho Luiz - Integrante., Financiador(es): SENAI - Departamento Nacional - Bolsa.

  • 2008 - 2009

    Programa de Integração de Atores Sociais na Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos - Proatos, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Raquel Naves Blumenschein em 21/04/2014., Descrição: O Programa de Integração de Atores Sociais para Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos PROATOS foi elaborado pelo Laboratório do Ambiente Construído, Inclusão e Sustentabilidade - LACIS/FAU/CDS/UnB . O PROATOS tem apoio financeiro da Fundação Banco do Brasil (FBB) e está sendo implantado sob a coordenação do LACIS/FAU/CDS/UnB. O LACIS é um laboratório da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e do Centro de Desenvolvimento Sustentável da UnB, que visa à pesquisa, ensino e extensão em diferentes áreas do conhecimento com o foco na sustentabilidade do ambiente construído, considerando o fortalecimento do sistema de aprendizado de indústrias e outras organizações, a inclusão social e a Educação Ambiental. O objetivo geral do PROATOS é contribuir para a Gestão Integrada de Resíduos Sólidos Urbanos (GIRSU) no Distrito Federal (DF), fortalecendo o fluxo de comunicação entre os agentes do Governo do Distrito Federal e a Centcoop, promovendo a geração de trabalho e renda por meio do adensamento da cadeia de recicláveis no DF. Os objetivos específicos do PROATOS são: - Diagnosticar a situação atual da cadeia de recicláveis do DF, desenhando um cenário onde serão identificados: os agentes, as ações em andamento, as relações atuais, as responsabilidades, a cadeia de custódia e os entraves do processo de comunicação dos agentes do GDF e a CENTCOOP. - Elaborar estratégias de integração, delineando cenários alvos a partir dos cenários elaborados na primeira etapa. - Elaborar sistema de avaliação e monitoramento das ações propostas pelos agentes a partir de seus planos de ação. O PROATOS está sendo desenvolvido e implantado em várias etapas que consistem em diagnóstico com modelagem sistêmica, preparação dos atores envolvidos, elaboração e implantação de planos de ação, além da criação de um sistema de integração, avaliação e monitoramento das ações propostas e implementadas.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari Tomé - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Coordenador / Valesca Fernandes Dias - Integrante.

  • 2008 - 2009

    Observatório de Resíduos Sólidos Reciclados e Recicláveis no DF, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Raquel Naves Blumenschein em 21/04/2014., Descrição: O Observatório de Resíduos Sólidos Recicláveis do Distrito Federal foi desenvolvido para estruturar as informações sobre gestão, integrando-as em um local único, fortalecendo a gestão do conhecimento sobre o tema. Ele permitirá acesso rápido e efetivo ao conhecimento relevante, contribuirá para ganhos econômicos e sociais, por meio da inclusão tecnológica, social e geração de renda, principalmente para usuários como cooperativas e associações de Catadores, que poderão ter acesso rápido e centralizado a informações para seu negócio. O Observatório é um instrumento de gestão do conhecimento da gestão de resíduos recicláveis e reciclados incluindo a coleta de informações, tratamento, armazenamento, formatação em diversos formatos (gráficos, página de internet, mapas geográficos temáticos, relatórios tabulares, relatórios textuais, cruzamento de informações de diversas fontes, etc), disseminação e uso ostensivo do máximo de informação pelo público interessado pelo tema. O Observatório apresenta vantagens como: grande utilidade no foco social, baixo custo de desenvolvimento, liberdade de acrescentar a quantidade de informações que forem julgadas necessárias e realizar o cruzamento dessas informações com suporte fácil e amigável. A utilização do Observatório não exige um treinamento específico, por ter sido desenvolvido para navegador de Internet, o que reduz o tempo de treinamento dos usuários por ser uma tecnologia que a maioria já possui conhecimento de utilização. A tecnologia empregada no desenvolvimento do sistema permite que seja instalado em qualquer tipo de servidor de páginas de HTML, não necessitando a aquisição de licenças de softwares específicos. Seus objetivos incluem: Armazenar dados referentes à cadeia de resíduos recicláveis e reciclados do Distrito Federal, permitindo o acesso a todos os interessados. Proporcionar uma visão ampliada e detalhada do distrito Federal, onde for possível a consolidação de informações governamentais e não governamen. Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Especialização: (1) Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari Tomé - Integrante / Marcelo Felipe Moreira Persegona - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Coordenador.

  • 2008 - 2008

    Programa de Responsabilidade Ambiental e Social da Construção no DF -PRAS - Fase 1 Compra Responsável, Descrição: O PRAS é um projeto do LACIS/FAU/CDS/UnB em parceria com a Comissão do Meio Ambiente do SINDUSCON-DF e a FIBRA subsidiado pelo Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Empresas (PROCOMPI) proposto pelo Sistema CNI, Sebrae, FIBRA e Sebrae-DF e foi concebido para contribuir para a sustentabilidade da cadeia produtiva da indústria da construção (CPIC). Entre seus objetivos busca-se identificar a dimensão da responsabilidade social para o setor da construção e avaliar como as empresas se estruturam para lidar com atividades de responsabilidade ambiental e social (RAS). O primeiro produto é um conjunto de critérios que compõem um padrão para implantação de política de RAS. Este padrão deverá ser validado na realização de um projeto piloto, com a participação de vinte empresas construtoras do DF e por consulta a organizações governamentais, não governamentais e especialistas. A participação das empresas construtoras é indispensável para a consolidação da metodologia proposta, gerando resultados relevantes. Esse processo possibilita o fortalecimento do sistema de aprendizado da CPIC, acelerando mudanças de paradigma, em um mercado onde a responsabilidade social e ambiental tem se tornado fator importante de competitividade. O PRAS está estruturado para ser desenvolvido e implantado em etapas. A primeira etapa - Compra responsável de bens e serviços é uma ferramenta que possibilita a avaliação de fornecedores de produtos e serviços. É um instrumento importante para que as empresas construtoras possam diagnosticar sua conduta ética, de acordo com princípios de responsabilidade ambiental e social na relação com os fornecedores de serviços, matéria-prima, elementos e componentes para o processo construtivo. Essa ferramenta permite, portanto, a implantação de uma política de compra responsável com critérios para selecionar e avaliar fornecedores, contribuindo para que a empresa diminua passivos associados aos riscos sociais e ambiental.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari Tomé - Coordenador / Rosa Maria Sposto - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Integrante., Financiador(es): Confederação Nacional da Indústria - DF - Bolsa.

  • 1995 - 1996

    Diagnóstico dos recursos hídricos de municípios da região norte do Paraná: estado de conservação e potencial para piscicultura. ABEAS., Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari Tomé - Coordenador., Financiador(es): Associação Brasileira de Educação Agrícola Superior - Auxílio financeiro.

  • 1994 - 1995

    Projeto de Desenvolvimento Florestal Integrado. SEAB-PR, Descrição: Projeto realizado para equipar o Centro de Estudos e Pesquisas Ambientais da FFALM. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari Tomé - Coordenador., Financiador(es): Secretaria do Estado de Agricultura e Abastecimento - Auxílio financeiro.

  • 1992 - 1994

    Jardim Botânico. Proc.1352/92. FNMA, Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari Tomé - Coordenador.

  • 1989 - 1994

    Obtenção de explantes de violeta aficana (Saintpaulia ionantha, Wendl) isentos de microorganismos fitopatogênicos ou saprófitos)., Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari Tomé - Coordenador.

  • 2012 - 2013

    Observatório Conhecimento para Inovação na Indústria da Construção, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Raquel Naves Blumenschein em 21/04/2014., Descrição: O Observatório está vinculado ao Projeto de Inovação Tecnológica (PIT) 8 - Conhecimento para a Inovação, em parceria com a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), que é a viabilização de capacitação em áreas com lacunas de conhecimento (desenvolvimento de pesquisas, cursos, publicações traduzidas e produzidas no Brasil) que impactam o desenvolvimento de inovações; formação de especialistas, capacitação dos projetistas atuais e equipes de construtoras. O Observatório é uma ferramenta georreferenciada para compartilhamento de dados, informações e conhecimento sobre a rede de pesquisadores da Indústria da Construção e as respectivas produções científicas. O Observatório proporciona visibilidade aos pesquisadores e linhas de trabalho desenvolvidas nas áreas de Arquitetura, Engenharia e afins, criando oportunidades de articulação e integrando informações em um ambiente compartilhado. Sua relevância depende da participação das Instituições de pesquisa, disponibilizando informações sobre os trabalhos desenvolvidos e oportunidades de colaboração, acompanhar a produção técnica e científica sobre a cadeia produtiva da indústria da construção, assim como o estabelecimento de redes de pesquisa e localização dos pesquisadores em mapas geográficos temáticos. O Observatório foi construído em sistema amigável com tecnologia atualizada e de fácil gestão das informações necessárias para que o CBIC possa acompanhar a produção científica e acadêmica sobre temas de seu interesse em ambiente WEB utilizando tecnologia de georreferenciamento em software livre.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Coordenador / André Luiz Moreira Persegona - Integrante / Katia Broeto Miller - Integrante / Vanda Alice Garcia Zanoni - Integrante / Alessandro Fernandes Praciano - Integrante / Leonn Ferreira Paiva - Integrante / Fernando Vieira Paixão - Integrante / Carla Andréa Ferreira - Integrante / Ana Cecília Schettino - Integrante / Edvaldo Coutinho Luiz - Integrante., Financiador(es): SENAI - Departamento Nacional - Bolsa.

  • 2008 - 2009

    Programa de Integração de Atores Sociais na Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos - Proatos, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Raquel Naves Blumenschein em 21/04/2014., Descrição: O Programa de Integração de Atores Sociais para Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos PROATOS foi elaborado pelo Laboratório do Ambiente Construído, Inclusão e Sustentabilidade - LACIS/FAU/CDS/UnB . O PROATOS tem apoio financeiro da Fundação Banco do Brasil (FBB) e está sendo implantado sob a coordenação do LACIS/FAU/CDS/UnB. O LACIS é um laboratório da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e do Centro de Desenvolvimento Sustentável da UnB, que visa à pesquisa, ensino e extensão em diferentes áreas do conhecimento com o foco na sustentabilidade do ambiente construído, considerando o fortalecimento do sistema de aprendizado de indústrias e outras organizações, a inclusão social e a Educação Ambiental. O objetivo geral do PROATOS é contribuir para a Gestão Integrada de Resíduos Sólidos Urbanos (GIRSU) no Distrito Federal (DF), fortalecendo o fluxo de comunicação entre os agentes do Governo do Distrito Federal e a Centcoop, promovendo a geração de trabalho e renda por meio do adensamento da cadeia de recicláveis no DF. Os objetivos específicos do PROATOS são: - Diagnosticar a situação atual da cadeia de recicláveis do DF, desenhando um cenário onde serão identificados: os agentes, as ações em andamento, as relações atuais, as responsabilidades, a cadeia de custódia e os entraves do processo de comunicação dos agentes do GDF e a CENTCOOP. - Elaborar estratégias de integração, delineando cenários alvos a partir dos cenários elaborados na primeira etapa. - Elaborar sistema de avaliação e monitoramento das ações propostas pelos agentes a partir de seus planos de ação. O PROATOS está sendo desenvolvido e implantado em várias etapas que consistem em diagnóstico com modelagem sistêmica, preparação dos atores envolvidos, elaboração e implantação de planos de ação, além da criação de um sistema de integração, avaliação e monitoramento das ações propostas e implementadas.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Coordenador / Valesca Fernandes Dias - Integrante.

  • 2008 - 2009

    Observatório de Resíduos Sólidos Reciclados e Recicláveis no DF, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Raquel Naves Blumenschein em 21/04/2014., Descrição: O Observatório de Resíduos Sólidos Recicláveis do Distrito Federal foi desenvolvido para estruturar as informações sobre gestão, integrando-as em um local único, fortalecendo a gestão do conhecimento sobre o tema. Ele permitirá acesso rápido e efetivo ao conhecimento relevante, contribuirá para ganhos econômicos e sociais, por meio da inclusão tecnológica, social e geração de renda, principalmente para usuários como cooperativas e associações de Catadores, que poderão ter acesso rápido e centralizado a informações para seu negócio. O Observatório é um instrumento de gestão do conhecimento da gestão de resíduos recicláveis e reciclados incluindo a coleta de informações, tratamento, armazenamento, formatação em diversos formatos (gráficos, página de internet, mapas geográficos temáticos, relatórios tabulares, relatórios textuais, cruzamento de informações de diversas fontes, etc), disseminação e uso ostensivo do máximo de informação pelo público interessado pelo tema. O Observatório apresenta vantagens como: grande utilidade no foco social, baixo custo de desenvolvimento, liberdade de acrescentar a quantidade de informações que forem julgadas necessárias e realizar o cruzamento dessas informações com suporte fácil e amigável. A utilização do Observatório não exige um treinamento específico, por ter sido desenvolvido para navegador de Internet, o que reduz o tempo de treinamento dos usuários por ser uma tecnologia que a maioria já possui conhecimento de utilização. A tecnologia empregada no desenvolvimento do sistema permite que seja instalado em qualquer tipo de servidor de páginas de HTML, não necessitando a aquisição de licenças de softwares específicos. Seus objetivos incluem: Armazenar dados referentes à cadeia de resíduos recicláveis e reciclados do Distrito Federal, permitindo o acesso a todos os interessados. Proporcionar uma visão ampliada e detalhada do distrito Federal, onde for possível a consolidação de informações governamentais e não governamen. Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Especialização: (1) Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Integrante / Marcelo Felipe Moreira Persegona - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Coordenador.

  • 2008 - 2008

    Programa de Responsabilidade Ambiental e Social da Construção no DF -PRAS - Fase 1 Compra Responsável, Descrição: O PRAS é um projeto do LACIS/FAU/CDS/UnB em parceria com a Comissão do Meio Ambiente do SINDUSCON-DF e a FIBRA subsidiado pelo Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Empresas (PROCOMPI) proposto pelo Sistema CNI, Sebrae, FIBRA e Sebrae-DF e foi concebido para contribuir para a sustentabilidade da cadeia produtiva da indústria da construção (CPIC). Entre seus objetivos busca-se identificar a dimensão da responsabilidade social para o setor da construção e avaliar como as empresas se estruturam para lidar com atividades de responsabilidade ambiental e social (RAS). O primeiro produto é um conjunto de critérios que compõem um padrão para implantação de política de RAS. Este padrão deverá ser validado na realização de um projeto piloto, com a participação de vinte empresas construtoras do DF e por consulta a organizações governamentais, não governamentais e especialistas. A participação das empresas construtoras é indispensável para a consolidação da metodologia proposta, gerando resultados relevantes. Esse processo possibilita o fortalecimento do sistema de aprendizado da CPIC, acelerando mudanças de paradigma, em um mercado onde a responsabilidade social e ambiental tem se tornado fator importante de competitividade. O PRAS está estruturado para ser desenvolvido e implantado em etapas. A primeira etapa - Compra responsável de bens e serviços é uma ferramenta que possibilita a avaliação de fornecedores de produtos e serviços. É um instrumento importante para que as empresas construtoras possam diagnosticar sua conduta ética, de acordo com princípios de responsabilidade ambiental e social na relação com os fornecedores de serviços, matéria-prima, elementos e componentes para o processo construtivo. Essa ferramenta permite, portanto, a implantação de uma política de compra responsável com critérios para selecionar e avaliar fornecedores, contribuindo para que a empresa diminua passivos associados aos riscos sociais e ambiental.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador / Rosa Maria Sposto - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Integrante., Financiador(es): Confederação Nacional da Indústria - DF - Bolsa.

  • 1995 - 1996

    Diagnóstico dos recursos hídricos de municípios da região norte do Paraná: estado de conservação e potencial para piscicultura. ABEAS., Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador., Financiador(es): Associação Brasileira de Educação Agrícola Superior - Auxílio financeiro.

  • 1994 - 1995

    Projeto de Desenvolvimento Florestal Integrado. SEAB-PR, Descrição: Projeto realizado para equipar o Centro de Estudos e Pesquisas Ambientais da FFALM. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador., Financiador(es): Secretaria do Estado de Agricultura e Abastecimento - Auxílio financeiro.

  • 1992 - 1994

    Jardim Botânico. Proc.1352/92. FNMA, Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador.

  • 1989 - 1994

    Obtenção de explantes de violeta aficana (Saintpaulia ionantha, Wendl) isentos de microorganismos fitopatogênicos ou saprófitos)., Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador.

  • 2012 - 2013

    Observatório Conhecimento para Inovação na Indústria da Construção, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Raquel Naves Blumenschein em 21/04/2014., Descrição: O Observatório está vinculado ao Projeto de Inovação Tecnológica (PIT) 8 - Conhecimento para a Inovação, em parceria com a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), que é a viabilização de capacitação em áreas com lacunas de conhecimento (desenvolvimento de pesquisas, cursos, publicações traduzidas e produzidas no Brasil) que impactam o desenvolvimento de inovações; formação de especialistas, capacitação dos projetistas atuais e equipes de construtoras. O Observatório é uma ferramenta georreferenciada para compartilhamento de dados, informações e conhecimento sobre a rede de pesquisadores da Indústria da Construção e as respectivas produções científicas. O Observatório proporciona visibilidade aos pesquisadores e linhas de trabalho desenvolvidas nas áreas de Arquitetura, Engenharia e afins, criando oportunidades de articulação e integrando informações em um ambiente compartilhado. Sua relevância depende da participação das Instituições de pesquisa, disponibilizando informações sobre os trabalhos desenvolvidos e oportunidades de colaboração, acompanhar a produção técnica e científica sobre a cadeia produtiva da indústria da construção, assim como o estabelecimento de redes de pesquisa e localização dos pesquisadores em mapas geográficos temáticos. O Observatório foi construído em sistema amigável com tecnologia atualizada e de fácil gestão das informações necessárias para que o CBIC possa acompanhar a produção científica e acadêmica sobre temas de seu interesse em ambiente WEB utilizando tecnologia de georreferenciamento em software livre.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Coordenador / André Luiz Moreira Persegona - Integrante / Katia Broeto Miller - Integrante / Vanda Alice Garcia Zanoni - Integrante / Alessandro Fernandes Praciano - Integrante / Leonn Ferreira Paiva - Integrante / Fernando Vieira Paixão - Integrante / Carla Andréa Ferreira - Integrante / Ana Cecília Schettino - Integrante / Edvaldo Coutinho Luiz - Integrante., Financiador(es): SENAI - Departamento Nacional - Bolsa.

  • 2008 - 2009

    Observatório de Resíduos Sólidos Reciclados e Recicláveis no DF, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Raquel Naves Blumenschein em 21/04/2014., Descrição: O Observatório de Resíduos Sólidos Recicláveis do Distrito Federal foi desenvolvido para estruturar as informações sobre gestão, integrando-as em um local único, fortalecendo a gestão do conhecimento sobre o tema. Ele permitirá acesso rápido e efetivo ao conhecimento relevante, contribuirá para ganhos econômicos e sociais, por meio da inclusão tecnológica, social e geração de renda, principalmente para usuários como cooperativas e associações de Catadores, que poderão ter acesso rápido e centralizado a informações para seu negócio. O Observatório é um instrumento de gestão do conhecimento da gestão de resíduos recicláveis e reciclados incluindo a coleta de informações, tratamento, armazenamento, formatação em diversos formatos (gráficos, página de internet, mapas geográficos temáticos, relatórios tabulares, relatórios textuais, cruzamento de informações de diversas fontes, etc), disseminação e uso ostensivo do máximo de informação pelo público interessado pelo tema. O Observatório apresenta vantagens como: grande utilidade no foco social, baixo custo de desenvolvimento, liberdade de acrescentar a quantidade de informações que forem julgadas necessárias e realizar o cruzamento dessas informações com suporte fácil e amigável. A utilização do Observatório não exige um treinamento específico, por ter sido desenvolvido para navegador de Internet, o que reduz o tempo de treinamento dos usuários por ser uma tecnologia que a maioria já possui conhecimento de utilização. A tecnologia empregada no desenvolvimento do sistema permite que seja instalado em qualquer tipo de servidor de páginas de HTML, não necessitando a aquisição de licenças de softwares específicos. Seus objetivos incluem: Armazenar dados referentes à cadeia de resíduos recicláveis e reciclados do Distrito Federal, permitindo o acesso a todos os interessados. Proporcionar uma visão ampliada e detalhada do distrito Federal, onde for possível a consolidação de informações governamentais e não governamen. Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Especialização: (1) Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Integrante / Marcelo Felipe Moreira Persegona - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Coordenador.

  • 2008 - 2009

    Programa de Integração de Atores Sociais na Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos - Proatos, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Raquel Naves Blumenschein em 21/04/2014., Descrição: O Programa de Integração de Atores Sociais para Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos PROATOS foi elaborado pelo Laboratório do Ambiente Construído, Inclusão e Sustentabilidade - LACIS/FAU/CDS/UnB . O PROATOS tem apoio financeiro da Fundação Banco do Brasil (FBB) e está sendo implantado sob a coordenação do LACIS/FAU/CDS/UnB. O LACIS é um laboratório da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e do Centro de Desenvolvimento Sustentável da UnB, que visa à pesquisa, ensino e extensão em diferentes áreas do conhecimento com o foco na sustentabilidade do ambiente construído, considerando o fortalecimento do sistema de aprendizado de indústrias e outras organizações, a inclusão social e a Educação Ambiental. O objetivo geral do PROATOS é contribuir para a Gestão Integrada de Resíduos Sólidos Urbanos (GIRSU) no Distrito Federal (DF), fortalecendo o fluxo de comunicação entre os agentes do Governo do Distrito Federal e a Centcoop, promovendo a geração de trabalho e renda por meio do adensamento da cadeia de recicláveis no DF. Os objetivos específicos do PROATOS são: - Diagnosticar a situação atual da cadeia de recicláveis do DF, desenhando um cenário onde serão identificados: os agentes, as ações em andamento, as relações atuais, as responsabilidades, a cadeia de custódia e os entraves do processo de comunicação dos agentes do GDF e a CENTCOOP. - Elaborar estratégias de integração, delineando cenários alvos a partir dos cenários elaborados na primeira etapa. - Elaborar sistema de avaliação e monitoramento das ações propostas pelos agentes a partir de seus planos de ação. O PROATOS está sendo desenvolvido e implantado em várias etapas que consistem em diagnóstico com modelagem sistêmica, preparação dos atores envolvidos, elaboração e implantação de planos de ação, além da criação de um sistema de integração, avaliação e monitoramento das ações propostas e implementadas.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Coordenador / Valesca Fernandes Dias - Integrante.

  • 2008 - 2008

    Programa de Responsabilidade Ambiental e Social da Construção no DF -PRAS - Fase 1 Compra Responsável, Descrição: O PRAS é um projeto do LACIS/FAU/CDS/UnB em parceria com a Comissão do Meio Ambiente do SINDUSCON-DF e a FIBRA subsidiado pelo Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Empresas (PROCOMPI) proposto pelo Sistema CNI, Sebrae, FIBRA e Sebrae-DF e foi concebido para contribuir para a sustentabilidade da cadeia produtiva da indústria da construção (CPIC). Entre seus objetivos busca-se identificar a dimensão da responsabilidade social para o setor da construção e avaliar como as empresas se estruturam para lidar com atividades de responsabilidade ambiental e social (RAS). O primeiro produto é um conjunto de critérios que compõem um padrão para implantação de política de RAS. Este padrão deverá ser validado na realização de um projeto piloto, com a participação de vinte empresas construtoras do DF e por consulta a organizações governamentais, não governamentais e especialistas. A participação das empresas construtoras é indispensável para a consolidação da metodologia proposta, gerando resultados relevantes. Esse processo possibilita o fortalecimento do sistema de aprendizado da CPIC, acelerando mudanças de paradigma, em um mercado onde a responsabilidade social e ambiental tem se tornado fator importante de competitividade. O PRAS está estruturado para ser desenvolvido e implantado em etapas. A primeira etapa - Compra responsável de bens e serviços é uma ferramenta que possibilita a avaliação de fornecedores de produtos e serviços. É um instrumento importante para que as empresas construtoras possam diagnosticar sua conduta ética, de acordo com princípios de responsabilidade ambiental e social na relação com os fornecedores de serviços, matéria-prima, elementos e componentes para o processo construtivo. Essa ferramenta permite, portanto, a implantação de uma política de compra responsável com critérios para selecionar e avaliar fornecedores, contribuindo para que a empresa diminua passivos associados aos riscos sociais e ambiental.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador / Rosa Maria Sposto - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Integrante., Financiador(es): Confederação Nacional da Indústria - DF - Bolsa.

  • 1995 - 1996

    Diagnóstico dos recursos hídricos de municípios da região norte do Paraná: estado de conservação e potencial para piscicultura. ABEAS., Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador., Financiador(es): Associação Brasileira de Educação Agrícola Superior - Auxílio financeiro.

  • 1994 - 1995

    Projeto de Desenvolvimento Florestal Integrado. SEAB-PR, Descrição: Projeto realizado para equipar o Centro de Estudos e Pesquisas Ambientais da FFALM. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador., Financiador(es): Secretaria do Estado de Agricultura e Abastecimento - Auxílio financeiro.

  • 1992 - 1994

    Jardim Botânico. Proc.1352/92. FNMA, Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador.

  • 1989 - 1994

    Obtenção de explantes de violeta aficana (Saintpaulia ionantha, Wendl) isentos de microorganismos fitopatogênicos ou saprófitos)., Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador.

  • 2012 - 2013

    Observatório Conhecimento para Inovação na Indústria da Construção, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Raquel Naves Blumenschein em 21/04/2014., Descrição: O Observatório está vinculado ao Projeto de Inovação Tecnológica (PIT) 8 - Conhecimento para a Inovação, em parceria com a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), que é a viabilização de capacitação em áreas com lacunas de conhecimento (desenvolvimento de pesquisas, cursos, publicações traduzidas e produzidas no Brasil) que impactam o desenvolvimento de inovações; formação de especialistas, capacitação dos projetistas atuais e equipes de construtoras. O Observatório é uma ferramenta georreferenciada para compartilhamento de dados, informações e conhecimento sobre a rede de pesquisadores da Indústria da Construção e as respectivas produções científicas. O Observatório proporciona visibilidade aos pesquisadores e linhas de trabalho desenvolvidas nas áreas de Arquitetura, Engenharia e afins, criando oportunidades de articulação e integrando informações em um ambiente compartilhado. Sua relevância depende da participação das Instituições de pesquisa, disponibilizando informações sobre os trabalhos desenvolvidos e oportunidades de colaboração, acompanhar a produção técnica e científica sobre a cadeia produtiva da indústria da construção, assim como o estabelecimento de redes de pesquisa e localização dos pesquisadores em mapas geográficos temáticos. O Observatório foi construído em sistema amigável com tecnologia atualizada e de fácil gestão das informações necessárias para que o CBIC possa acompanhar a produção científica e acadêmica sobre temas de seu interesse em ambiente WEB utilizando tecnologia de georreferenciamento em software livre.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Coordenador / André Luiz Moreira Persegona - Integrante / Katia Broeto Miller - Integrante / Vanda Alice Garcia Zanoni - Integrante / Alessandro Fernandes Praciano - Integrante / Leonn Ferreira Paiva - Integrante / Fernando Vieira Paixão - Integrante / Carla Andréa Ferreira - Integrante / Ana Cecília Schettino - Integrante / Edvaldo Coutinho Luiz - Integrante., Financiador(es): SENAI - Departamento Nacional - Bolsa.

  • 2008 - 2009

    Observatório de Resíduos Sólidos Reciclados e Recicláveis no DF, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Raquel Naves Blumenschein em 21/04/2014., Descrição: O Observatório de Resíduos Sólidos Recicláveis do Distrito Federal foi desenvolvido para estruturar as informações sobre gestão, integrando-as em um local único, fortalecendo a gestão do conhecimento sobre o tema. Ele permitirá acesso rápido e efetivo ao conhecimento relevante, contribuirá para ganhos econômicos e sociais, por meio da inclusão tecnológica, social e geração de renda, principalmente para usuários como cooperativas e associações de Catadores, que poderão ter acesso rápido e centralizado a informações para seu negócio. O Observatório é um instrumento de gestão do conhecimento da gestão de resíduos recicláveis e reciclados incluindo a coleta de informações, tratamento, armazenamento, formatação em diversos formatos (gráficos, página de internet, mapas geográficos temáticos, relatórios tabulares, relatórios textuais, cruzamento de informações de diversas fontes, etc), disseminação e uso ostensivo do máximo de informação pelo público interessado pelo tema. O Observatório apresenta vantagens como: grande utilidade no foco social, baixo custo de desenvolvimento, liberdade de acrescentar a quantidade de informações que forem julgadas necessárias e realizar o cruzamento dessas informações com suporte fácil e amigável. A utilização do Observatório não exige um treinamento específico, por ter sido desenvolvido para navegador de Internet, o que reduz o tempo de treinamento dos usuários por ser uma tecnologia que a maioria já possui conhecimento de utilização. A tecnologia empregada no desenvolvimento do sistema permite que seja instalado em qualquer tipo de servidor de páginas de HTML, não necessitando a aquisição de licenças de softwares específicos. Seus objetivos incluem: Armazenar dados referentes à cadeia de resíduos recicláveis e reciclados do Distrito Federal, permitindo o acesso a todos os interessados. Proporcionar uma visão ampliada e detalhada do distrito Federal, onde for possível a consolidação de informações governamentais e não governamen. Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Especialização: (1) Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Integrante / Marcelo Felipe Moreira Persegona - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Coordenador.

  • 2008 - 2009

    Programa de Integração de Atores Sociais na Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos - Proatos, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Raquel Naves Blumenschein em 21/04/2014., Descrição: O Programa de Integração de Atores Sociais para Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos PROATOS foi elaborado pelo Laboratório do Ambiente Construído, Inclusão e Sustentabilidade - LACIS/FAU/CDS/UnB . O PROATOS tem apoio financeiro da Fundação Banco do Brasil (FBB) e está sendo implantado sob a coordenação do LACIS/FAU/CDS/UnB. O LACIS é um laboratório da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e do Centro de Desenvolvimento Sustentável da UnB, que visa à pesquisa, ensino e extensão em diferentes áreas do conhecimento com o foco na sustentabilidade do ambiente construído, considerando o fortalecimento do sistema de aprendizado de indústrias e outras organizações, a inclusão social e a Educação Ambiental. O objetivo geral do PROATOS é contribuir para a Gestão Integrada de Resíduos Sólidos Urbanos (GIRSU) no Distrito Federal (DF), fortalecendo o fluxo de comunicação entre os agentes do Governo do Distrito Federal e a Centcoop, promovendo a geração de trabalho e renda por meio do adensamento da cadeia de recicláveis no DF. Os objetivos específicos do PROATOS são: - Diagnosticar a situação atual da cadeia de recicláveis do DF, desenhando um cenário onde serão identificados: os agentes, as ações em andamento, as relações atuais, as responsabilidades, a cadeia de custódia e os entraves do processo de comunicação dos agentes do GDF e a CENTCOOP. - Elaborar estratégias de integração, delineando cenários alvos a partir dos cenários elaborados na primeira etapa. - Elaborar sistema de avaliação e monitoramento das ações propostas pelos agentes a partir de seus planos de ação. O PROATOS está sendo desenvolvido e implantado em várias etapas que consistem em diagnóstico com modelagem sistêmica, preparação dos atores envolvidos, elaboração e implantação de planos de ação, além da criação de um sistema de integração, avaliação e monitoramento das ações propostas e implementadas.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Coordenador / Valesca Fernandes Dias - Integrante.

  • 2008 - 2008

    Programa de Responsabilidade Ambiental e Social da Construção no DF -PRAS - Fase 1 Compra Responsável, Descrição: O PRAS é um projeto do LACIS/FAU/CDS/UnB em parceria com a Comissão do Meio Ambiente do SINDUSCON-DF e a FIBRA subsidiado pelo Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Empresas (PROCOMPI) proposto pelo Sistema CNI, Sebrae, FIBRA e Sebrae-DF e foi concebido para contribuir para a sustentabilidade da cadeia produtiva da indústria da construção (CPIC). Entre seus objetivos busca-se identificar a dimensão da responsabilidade social para o setor da construção e avaliar como as empresas se estruturam para lidar com atividades de responsabilidade ambiental e social (RAS). O primeiro produto é um conjunto de critérios que compõem um padrão para implantação de política de RAS. Este padrão deverá ser validado na realização de um projeto piloto, com a participação de vinte empresas construtoras do DF e por consulta a organizações governamentais, não governamentais e especialistas. A participação das empresas construtoras é indispensável para a consolidação da metodologia proposta, gerando resultados relevantes. Esse processo possibilita o fortalecimento do sistema de aprendizado da CPIC, acelerando mudanças de paradigma, em um mercado onde a responsabilidade social e ambiental tem se tornado fator importante de competitividade. O PRAS está estruturado para ser desenvolvido e implantado em etapas. A primeira etapa - Compra responsável de bens e serviços é uma ferramenta que possibilita a avaliação de fornecedores de produtos e serviços. É um instrumento importante para que as empresas construtoras possam diagnosticar sua conduta ética, de acordo com princípios de responsabilidade ambiental e social na relação com os fornecedores de serviços, matéria-prima, elementos e componentes para o processo construtivo. Essa ferramenta permite, portanto, a implantação de uma política de compra responsável com critérios para selecionar e avaliar fornecedores, contribuindo para que a empresa diminua passivos associados aos riscos sociais e ambiental.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador / Rosa Maria Sposto - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Integrante., Financiador(es): Confederação Nacional da Indústria - DF - Bolsa.

  • 1995 - 1996

    Diagnóstico dos recursos hídricos de municípios da região norte do Paraná: estado de conservação e potencial para piscicultura. ABEAS., Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador., Financiador(es): Associação Brasileira de Educação Agrícola Superior - Auxílio financeiro.

  • 1994 - 1995

    Projeto de Desenvolvimento Florestal Integrado. SEAB-PR, Descrição: Projeto realizado para equipar o Centro de Estudos e Pesquisas Ambientais da FFALM. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador., Financiador(es): Secretaria do Estado de Agricultura e Abastecimento - Auxílio financeiro.

  • 1992 - 1994

    Jardim Botânico. Proc.1352/92. FNMA, Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador.

  • 1989 - 1994

    Obtenção de explantes de violeta aficana (Saintpaulia ionantha, Wendl) isentos de microorganismos fitopatogênicos ou saprófitos)., Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador.

  • 2012 - 2013

    Observatório Conhecimento para Inovação na Indústria da Construção, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Raquel Naves Blumenschein em 21/04/2014., Descrição: O Observatório está vinculado ao Projeto de Inovação Tecnológica (PIT) 8 - Conhecimento para a Inovação, em parceria com a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), que é a viabilização de capacitação em áreas com lacunas de conhecimento (desenvolvimento de pesquisas, cursos, publicações traduzidas e produzidas no Brasil) que impactam o desenvolvimento de inovações; formação de especialistas, capacitação dos projetistas atuais e equipes de construtoras. O Observatório é uma ferramenta georreferenciada para compartilhamento de dados, informações e conhecimento sobre a rede de pesquisadores da Indústria da Construção e as respectivas produções científicas. O Observatório proporciona visibilidade aos pesquisadores e linhas de trabalho desenvolvidas nas áreas de Arquitetura, Engenharia e afins, criando oportunidades de articulação e integrando informações em um ambiente compartilhado. Sua relevância depende da participação das Instituições de pesquisa, disponibilizando informações sobre os trabalhos desenvolvidos e oportunidades de colaboração, acompanhar a produção técnica e científica sobre a cadeia produtiva da indústria da construção, assim como o estabelecimento de redes de pesquisa e localização dos pesquisadores em mapas geográficos temáticos. O Observatório foi construído em sistema amigável com tecnologia atualizada e de fácil gestão das informações necessárias para que o CBIC possa acompanhar a produção científica e acadêmica sobre temas de seu interesse em ambiente WEB utilizando tecnologia de georreferenciamento em software livre.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Coordenador / André Luiz Moreira Persegona - Integrante / Katia Broeto Miller - Integrante / Vanda Alice Garcia Zanoni - Integrante / Alessandro Fernandes Praciano - Integrante / Leonn Ferreira Paiva - Integrante / Fernando Vieira Paixão - Integrante / Carla Andréa Ferreira - Integrante / Ana Cecília Schettino - Integrante / Edvaldo Coutinho Luiz - Integrante., Financiador(es): SENAI - Departamento Nacional - Bolsa.

  • 2008 - 2009

    Observatório de Resíduos Sólidos Reciclados e Recicláveis no DF, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Raquel Naves Blumenschein em 21/04/2014., Descrição: O Observatório de Resíduos Sólidos Recicláveis do Distrito Federal foi desenvolvido para estruturar as informações sobre gestão, integrando-as em um local único, fortalecendo a gestão do conhecimento sobre o tema. Ele permitirá acesso rápido e efetivo ao conhecimento relevante, contribuirá para ganhos econômicos e sociais, por meio da inclusão tecnológica, social e geração de renda, principalmente para usuários como cooperativas e associações de Catadores, que poderão ter acesso rápido e centralizado a informações para seu negócio. O Observatório é um instrumento de gestão do conhecimento da gestão de resíduos recicláveis e reciclados incluindo a coleta de informações, tratamento, armazenamento, formatação em diversos formatos (gráficos, página de internet, mapas geográficos temáticos, relatórios tabulares, relatórios textuais, cruzamento de informações de diversas fontes, etc), disseminação e uso ostensivo do máximo de informação pelo público interessado pelo tema. O Observatório apresenta vantagens como: grande utilidade no foco social, baixo custo de desenvolvimento, liberdade de acrescentar a quantidade de informações que forem julgadas necessárias e realizar o cruzamento dessas informações com suporte fácil e amigável. A utilização do Observatório não exige um treinamento específico, por ter sido desenvolvido para navegador de Internet, o que reduz o tempo de treinamento dos usuários por ser uma tecnologia que a maioria já possui conhecimento de utilização. A tecnologia empregada no desenvolvimento do sistema permite que seja instalado em qualquer tipo de servidor de páginas de HTML, não necessitando a aquisição de licenças de softwares específicos. Seus objetivos incluem: Armazenar dados referentes à cadeia de resíduos recicláveis e reciclados do Distrito Federal, permitindo o acesso a todos os interessados. Proporcionar uma visão ampliada e detalhada do distrito Federal, onde for possível a consolidação de informações governamentais e não governamen. Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Especialização: (1) Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Integrante / Marcelo Felipe Moreira Persegona - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Coordenador.

  • 2008 - 2009

    Programa de Integração de Atores Sociais na Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos - Proatos, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Raquel Naves Blumenschein em 21/04/2014., Descrição: O Programa de Integração de Atores Sociais para Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos PROATOS foi elaborado pelo Laboratório do Ambiente Construído, Inclusão e Sustentabilidade - LACIS/FAU/CDS/UnB . O PROATOS tem apoio financeiro da Fundação Banco do Brasil (FBB) e está sendo implantado sob a coordenação do LACIS/FAU/CDS/UnB. O LACIS é um laboratório da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e do Centro de Desenvolvimento Sustentável da UnB, que visa à pesquisa, ensino e extensão em diferentes áreas do conhecimento com o foco na sustentabilidade do ambiente construído, considerando o fortalecimento do sistema de aprendizado de indústrias e outras organizações, a inclusão social e a Educação Ambiental. O objetivo geral do PROATOS é contribuir para a Gestão Integrada de Resíduos Sólidos Urbanos (GIRSU) no Distrito Federal (DF), fortalecendo o fluxo de comunicação entre os agentes do Governo do Distrito Federal e a Centcoop, promovendo a geração de trabalho e renda por meio do adensamento da cadeia de recicláveis no DF. Os objetivos específicos do PROATOS são: - Diagnosticar a situação atual da cadeia de recicláveis do DF, desenhando um cenário onde serão identificados: os agentes, as ações em andamento, as relações atuais, as responsabilidades, a cadeia de custódia e os entraves do processo de comunicação dos agentes do GDF e a CENTCOOP. - Elaborar estratégias de integração, delineando cenários alvos a partir dos cenários elaborados na primeira etapa. - Elaborar sistema de avaliação e monitoramento das ações propostas pelos agentes a partir de seus planos de ação. O PROATOS está sendo desenvolvido e implantado em várias etapas que consistem em diagnóstico com modelagem sistêmica, preparação dos atores envolvidos, elaboração e implantação de planos de ação, além da criação de um sistema de integração, avaliação e monitoramento das ações propostas e implementadas.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Coordenador / Valesca Fernandes Dias - Integrante.

  • 2008 - 2008

    Programa de Responsabilidade Ambiental e Social da Construção no DF -PRAS - Fase 1 Compra Responsável, Descrição: O PRAS é um projeto do LACIS/FAU/CDS/UnB em parceria com a Comissão do Meio Ambiente do SINDUSCON-DF e a FIBRA subsidiado pelo Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Empresas (PROCOMPI) proposto pelo Sistema CNI, Sebrae, FIBRA e Sebrae-DF e foi concebido para contribuir para a sustentabilidade da cadeia produtiva da indústria da construção (CPIC). Entre seus objetivos busca-se identificar a dimensão da responsabilidade social para o setor da construção e avaliar como as empresas se estruturam para lidar com atividades de responsabilidade ambiental e social (RAS). O primeiro produto é um conjunto de critérios que compõem um padrão para implantação de política de RAS. Este padrão deverá ser validado na realização de um projeto piloto, com a participação de vinte empresas construtoras do DF e por consulta a organizações governamentais, não governamentais e especialistas. A participação das empresas construtoras é indispensável para a consolidação da metodologia proposta, gerando resultados relevantes. Esse processo possibilita o fortalecimento do sistema de aprendizado da CPIC, acelerando mudanças de paradigma, em um mercado onde a responsabilidade social e ambiental tem se tornado fator importante de competitividade. O PRAS está estruturado para ser desenvolvido e implantado em etapas. A primeira etapa - Compra responsável de bens e serviços é uma ferramenta que possibilita a avaliação de fornecedores de produtos e serviços. É um instrumento importante para que as empresas construtoras possam diagnosticar sua conduta ética, de acordo com princípios de responsabilidade ambiental e social na relação com os fornecedores de serviços, matéria-prima, elementos e componentes para o processo construtivo. Essa ferramenta permite, portanto, a implantação de uma política de compra responsável com critérios para selecionar e avaliar fornecedores, contribuindo para que a empresa diminua passivos associados aos riscos sociais e ambiental.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador / Rosa Maria Sposto - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Integrante., Financiador(es): Confederação Nacional da Indústria - DF - Bolsa.

  • 1995 - 1996

    Diagnóstico dos recursos hídricos de municípios da região norte do Paraná: estado de conservação e potencial para piscicultura. ABEAS., Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador., Financiador(es): Associação Brasileira de Educação Agrícola Superior - Auxílio financeiro.

  • 1994 - 1995

    Projeto de Desenvolvimento Florestal Integrado. SEAB-PR, Descrição: Projeto realizado para equipar o Centro de Estudos e Pesquisas Ambientais da FFALM. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador., Financiador(es): Secretaria do Estado de Agricultura e Abastecimento - Auxílio financeiro.

  • 1992 - 1994

    Jardim Botânico. Proc.1352/92. FNMA, Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador.

  • 1989 - 1994

    Obtenção de explantes de violeta aficana (Saintpaulia ionantha, Wendl) isentos de microorganismos fitopatogênicos ou saprófitos)., Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador.

  • 2012 - 2013

    Observatório Conhecimento para Inovação na Indústria da Construção, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Raquel Naves Blumenschein em 21/04/2014., Descrição: O Observatório está vinculado ao Projeto de Inovação Tecnológica (PIT) 8 - Conhecimento para a Inovação, em parceria com a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), que é a viabilização de capacitação em áreas com lacunas de conhecimento (desenvolvimento de pesquisas, cursos, publicações traduzidas e produzidas no Brasil) que impactam o desenvolvimento de inovações; formação de especialistas, capacitação dos projetistas atuais e equipes de construtoras. O Observatório é uma ferramenta georreferenciada para compartilhamento de dados, informações e conhecimento sobre a rede de pesquisadores da Indústria da Construção e as respectivas produções científicas. O Observatório proporciona visibilidade aos pesquisadores e linhas de trabalho desenvolvidas nas áreas de Arquitetura, Engenharia e afins, criando oportunidades de articulação e integrando informações em um ambiente compartilhado. Sua relevância depende da participação das Instituições de pesquisa, disponibilizando informações sobre os trabalhos desenvolvidos e oportunidades de colaboração, acompanhar a produção técnica e científica sobre a cadeia produtiva da indústria da construção, assim como o estabelecimento de redes de pesquisa e localização dos pesquisadores em mapas geográficos temáticos. O Observatório foi construído em sistema amigável com tecnologia atualizada e de fácil gestão das informações necessárias para que o CBIC possa acompanhar a produção científica e acadêmica sobre temas de seu interesse em ambiente WEB utilizando tecnologia de georreferenciamento em software livre.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Coordenador / André Luiz Moreira Persegona - Integrante / Katia Broeto Miller - Integrante / Vanda Alice Garcia Zanoni - Integrante / Alessandro Fernandes Praciano - Integrante / Leonn Ferreira Paiva - Integrante / Fernando Vieira Paixão - Integrante / Carla Andréa Ferreira - Integrante / Ana Cecília Schettino - Integrante / Edvaldo Coutinho Luiz - Integrante., Financiador(es): SENAI - Departamento Nacional - Bolsa.

  • 2008 - 2009

    Observatório de Resíduos Sólidos Reciclados e Recicláveis no DF, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Raquel Naves Blumenschein em 21/04/2014., Descrição: O Observatório de Resíduos Sólidos Recicláveis do Distrito Federal foi desenvolvido para estruturar as informações sobre gestão, integrando-as em um local único, fortalecendo a gestão do conhecimento sobre o tema. Ele permitirá acesso rápido e efetivo ao conhecimento relevante, contribuirá para ganhos econômicos e sociais, por meio da inclusão tecnológica, social e geração de renda, principalmente para usuários como cooperativas e associações de Catadores, que poderão ter acesso rápido e centralizado a informações para seu negócio. O Observatório é um instrumento de gestão do conhecimento da gestão de resíduos recicláveis e reciclados incluindo a coleta de informações, tratamento, armazenamento, formatação em diversos formatos (gráficos, página de internet, mapas geográficos temáticos, relatórios tabulares, relatórios textuais, cruzamento de informações de diversas fontes, etc), disseminação e uso ostensivo do máximo de informação pelo público interessado pelo tema. O Observatório apresenta vantagens como: grande utilidade no foco social, baixo custo de desenvolvimento, liberdade de acrescentar a quantidade de informações que forem julgadas necessárias e realizar o cruzamento dessas informações com suporte fácil e amigável. A utilização do Observatório não exige um treinamento específico, por ter sido desenvolvido para navegador de Internet, o que reduz o tempo de treinamento dos usuários por ser uma tecnologia que a maioria já possui conhecimento de utilização. A tecnologia empregada no desenvolvimento do sistema permite que seja instalado em qualquer tipo de servidor de páginas de HTML, não necessitando a aquisição de licenças de softwares específicos. Seus objetivos incluem: Armazenar dados referentes à cadeia de resíduos recicláveis e reciclados do Distrito Federal, permitindo o acesso a todos os interessados. Proporcionar uma visão ampliada e detalhada do distrito Federal, onde for possível a consolidação de informações governamentais e não governamen. Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Especialização: (1) Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Integrante / Marcelo Felipe Moreira Persegona - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Coordenador.

  • 2008 - 2009

    Programa de Integração de Atores Sociais na Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos - Proatos, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Raquel Naves Blumenschein em 21/04/2014., Descrição: O Programa de Integração de Atores Sociais para Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos PROATOS foi elaborado pelo Laboratório do Ambiente Construído, Inclusão e Sustentabilidade - LACIS/FAU/CDS/UnB . O PROATOS tem apoio financeiro da Fundação Banco do Brasil (FBB) e está sendo implantado sob a coordenação do LACIS/FAU/CDS/UnB. O LACIS é um laboratório da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e do Centro de Desenvolvimento Sustentável da UnB, que visa à pesquisa, ensino e extensão em diferentes áreas do conhecimento com o foco na sustentabilidade do ambiente construído, considerando o fortalecimento do sistema de aprendizado de indústrias e outras organizações, a inclusão social e a Educação Ambiental. O objetivo geral do PROATOS é contribuir para a Gestão Integrada de Resíduos Sólidos Urbanos (GIRSU) no Distrito Federal (DF), fortalecendo o fluxo de comunicação entre os agentes do Governo do Distrito Federal e a Centcoop, promovendo a geração de trabalho e renda por meio do adensamento da cadeia de recicláveis no DF. Os objetivos específicos do PROATOS são: - Diagnosticar a situação atual da cadeia de recicláveis do DF, desenhando um cenário onde serão identificados: os agentes, as ações em andamento, as relações atuais, as responsabilidades, a cadeia de custódia e os entraves do processo de comunicação dos agentes do GDF e a CENTCOOP. - Elaborar estratégias de integração, delineando cenários alvos a partir dos cenários elaborados na primeira etapa. - Elaborar sistema de avaliação e monitoramento das ações propostas pelos agentes a partir de seus planos de ação. O PROATOS está sendo desenvolvido e implantado em várias etapas que consistem em diagnóstico com modelagem sistêmica, preparação dos atores envolvidos, elaboração e implantação de planos de ação, além da criação de um sistema de integração, avaliação e monitoramento das ações propostas e implementadas.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Coordenador / Valesca Fernandes Dias - Integrante.

  • 2008 - 2008

    Programa de Responsabilidade Ambiental e Social da Construção no DF -PRAS - Fase 1 Compra Responsável, Descrição: O PRAS é um projeto do LACIS/FAU/CDS/UnB em parceria com a Comissão do Meio Ambiente do SINDUSCON-DF e a FIBRA subsidiado pelo Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Empresas (PROCOMPI) proposto pelo Sistema CNI, Sebrae, FIBRA e Sebrae-DF e foi concebido para contribuir para a sustentabilidade da cadeia produtiva da indústria da construção (CPIC). Entre seus objetivos busca-se identificar a dimensão da responsabilidade social para o setor da construção e avaliar como as empresas se estruturam para lidar com atividades de responsabilidade ambiental e social (RAS). O primeiro produto é um conjunto de critérios que compõem um padrão para implantação de política de RAS. Este padrão deverá ser validado na realização de um projeto piloto, com a participação de vinte empresas construtoras do DF e por consulta a organizações governamentais, não governamentais e especialistas. A participação das empresas construtoras é indispensável para a consolidação da metodologia proposta, gerando resultados relevantes. Esse processo possibilita o fortalecimento do sistema de aprendizado da CPIC, acelerando mudanças de paradigma, em um mercado onde a responsabilidade social e ambiental tem se tornado fator importante de competitividade. O PRAS está estruturado para ser desenvolvido e implantado em etapas. A primeira etapa - Compra responsável de bens e serviços é uma ferramenta que possibilita a avaliação de fornecedores de produtos e serviços. É um instrumento importante para que as empresas construtoras possam diagnosticar sua conduta ética, de acordo com princípios de responsabilidade ambiental e social na relação com os fornecedores de serviços, matéria-prima, elementos e componentes para o processo construtivo. Essa ferramenta permite, portanto, a implantação de uma política de compra responsável com critérios para selecionar e avaliar fornecedores, contribuindo para que a empresa diminua passivos associados aos riscos sociais e ambiental.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador / Rosa Maria Sposto - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Integrante., Financiador(es): Confederação Nacional da Indústria - DF - Bolsa.

  • 1995 - 1996

    Diagnóstico dos recursos hídricos de municípios da região norte do Paraná: estado de conservação e potencial para piscicultura. ABEAS., Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador., Financiador(es): Associação Brasileira de Educação Agrícola Superior - Auxílio financeiro.

  • 1994 - 1995

    Projeto de Desenvolvimento Florestal Integrado. SEAB-PR, Descrição: Projeto realizado para equipar o Centro de Estudos e Pesquisas Ambientais da FFALM. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador., Financiador(es): Secretaria do Estado de Agricultura e Abastecimento - Auxílio financeiro.

  • 1992 - 1994

    Jardim Botânico. Proc.1352/92. FNMA, Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador.

  • 1989 - 1994

    Obtenção de explantes de violeta aficana (Saintpaulia ionantha, Wendl) isentos de microorganismos fitopatogênicos ou saprófitos)., Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador.

  • 2012 - 2013

    Observatório Conhecimento para Inovação na Indústria da Construção, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Raquel Naves Blumenschein em 21/04/2014., Descrição: O Observatório está vinculado ao Projeto de Inovação Tecnológica (PIT) 8 - Conhecimento para a Inovação, em parceria com a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), que é a viabilização de capacitação em áreas com lacunas de conhecimento (desenvolvimento de pesquisas, cursos, publicações traduzidas e produzidas no Brasil) que impactam o desenvolvimento de inovações; formação de especialistas, capacitação dos projetistas atuais e equipes de construtoras. O Observatório é uma ferramenta georreferenciada para compartilhamento de dados, informações e conhecimento sobre a rede de pesquisadores da Indústria da Construção e as respectivas produções científicas. O Observatório proporciona visibilidade aos pesquisadores e linhas de trabalho desenvolvidas nas áreas de Arquitetura, Engenharia e afins, criando oportunidades de articulação e integrando informações em um ambiente compartilhado. Sua relevância depende da participação das Instituições de pesquisa, disponibilizando informações sobre os trabalhos desenvolvidos e oportunidades de colaboração, acompanhar a produção técnica e científica sobre a cadeia produtiva da indústria da construção, assim como o estabelecimento de redes de pesquisa e localização dos pesquisadores em mapas geográficos temáticos. O Observatório foi construído em sistema amigável com tecnologia atualizada e de fácil gestão das informações necessárias para que o CBIC possa acompanhar a produção científica e acadêmica sobre temas de seu interesse em ambiente WEB utilizando tecnologia de georreferenciamento em software livre.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Coordenador / André Luiz Moreira Persegona - Integrante / Katia Broeto Miller - Integrante / Vanda Alice Garcia Zanoni - Integrante / Alessandro Fernandes Praciano - Integrante / Leonn Ferreira Paiva - Integrante / Fernando Vieira Paixão - Integrante / Carla Andréa Ferreira - Integrante / Ana Cecília Schettino - Integrante / Edvaldo Coutinho Luiz - Integrante., Financiador(es): SENAI - Departamento Nacional - Bolsa.

  • 2008 - 2009

    Programa de Integração de Atores Sociais na Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos - Proatos, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Raquel Naves Blumenschein em 21/04/2014., Descrição: O Programa de Integração de Atores Sociais para Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos PROATOS foi elaborado pelo Laboratório do Ambiente Construído, Inclusão e Sustentabilidade - LACIS/FAU/CDS/UnB . O PROATOS tem apoio financeiro da Fundação Banco do Brasil (FBB) e está sendo implantado sob a coordenação do LACIS/FAU/CDS/UnB. O LACIS é um laboratório da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e do Centro de Desenvolvimento Sustentável da UnB, que visa à pesquisa, ensino e extensão em diferentes áreas do conhecimento com o foco na sustentabilidade do ambiente construído, considerando o fortalecimento do sistema de aprendizado de indústrias e outras organizações, a inclusão social e a Educação Ambiental. O objetivo geral do PROATOS é contribuir para a Gestão Integrada de Resíduos Sólidos Urbanos (GIRSU) no Distrito Federal (DF), fortalecendo o fluxo de comunicação entre os agentes do Governo do Distrito Federal e a Centcoop, promovendo a geração de trabalho e renda por meio do adensamento da cadeia de recicláveis no DF. Os objetivos específicos do PROATOS são: - Diagnosticar a situação atual da cadeia de recicláveis do DF, desenhando um cenário onde serão identificados: os agentes, as ações em andamento, as relações atuais, as responsabilidades, a cadeia de custódia e os entraves do processo de comunicação dos agentes do GDF e a CENTCOOP. - Elaborar estratégias de integração, delineando cenários alvos a partir dos cenários elaborados na primeira etapa. - Elaborar sistema de avaliação e monitoramento das ações propostas pelos agentes a partir de seus planos de ação. O PROATOS está sendo desenvolvido e implantado em várias etapas que consistem em diagnóstico com modelagem sistêmica, preparação dos atores envolvidos, elaboração e implantação de planos de ação, além da criação de um sistema de integração, avaliação e monitoramento das ações propostas e implementadas.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Coordenador / Valesca Fernandes Dias - Integrante.

  • 2008 - 2009

    Observatório de Resíduos Sólidos Reciclados e Recicláveis no DF, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Raquel Naves Blumenschein em 21/04/2014., Descrição: O Observatório de Resíduos Sólidos Recicláveis do Distrito Federal foi desenvolvido para estruturar as informações sobre gestão, integrando-as em um local único, fortalecendo a gestão do conhecimento sobre o tema. Ele permitirá acesso rápido e efetivo ao conhecimento relevante, contribuirá para ganhos econômicos e sociais, por meio da inclusão tecnológica, social e geração de renda, principalmente para usuários como cooperativas e associações de Catadores, que poderão ter acesso rápido e centralizado a informações para seu negócio. O Observatório é um instrumento de gestão do conhecimento da gestão de resíduos recicláveis e reciclados incluindo a coleta de informações, tratamento, armazenamento, formatação em diversos formatos (gráficos, página de internet, mapas geográficos temáticos, relatórios tabulares, relatórios textuais, cruzamento de informações de diversas fontes, etc), disseminação e uso ostensivo do máximo de informação pelo público interessado pelo tema. O Observatório apresenta vantagens como: grande utilidade no foco social, baixo custo de desenvolvimento, liberdade de acrescentar a quantidade de informações que forem julgadas necessárias e realizar o cruzamento dessas informações com suporte fácil e amigável. A utilização do Observatório não exige um treinamento específico, por ter sido desenvolvido para navegador de Internet, o que reduz o tempo de treinamento dos usuários por ser uma tecnologia que a maioria já possui conhecimento de utilização. A tecnologia empregada no desenvolvimento do sistema permite que seja instalado em qualquer tipo de servidor de páginas de HTML, não necessitando a aquisição de licenças de softwares específicos. Seus objetivos incluem: Armazenar dados referentes à cadeia de resíduos recicláveis e reciclados do Distrito Federal, permitindo o acesso a todos os interessados. Proporcionar uma visão ampliada e detalhada do distrito Federal, onde for possível a consolidação de informações governamentais e não governamen. Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Especialização: (1) Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Integrante / Marcelo Felipe Moreira Persegona - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Coordenador.

  • 2008 - 2008

    Programa de Responsabilidade Ambiental e Social da Construção no DF -PRAS - Fase 1 Compra Responsável, Descrição: O PRAS é um projeto do LACIS/FAU/CDS/UnB em parceria com a Comissão do Meio Ambiente do SINDUSCON-DF e a FIBRA subsidiado pelo Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Empresas (PROCOMPI) proposto pelo Sistema CNI, Sebrae, FIBRA e Sebrae-DF e foi concebido para contribuir para a sustentabilidade da cadeia produtiva da indústria da construção (CPIC). Entre seus objetivos busca-se identificar a dimensão da responsabilidade social para o setor da construção e avaliar como as empresas se estruturam para lidar com atividades de responsabilidade ambiental e social (RAS). O primeiro produto é um conjunto de critérios que compõem um padrão para implantação de política de RAS. Este padrão deverá ser validado na realização de um projeto piloto, com a participação de vinte empresas construtoras do DF e por consulta a organizações governamentais, não governamentais e especialistas. A participação das empresas construtoras é indispensável para a consolidação da metodologia proposta, gerando resultados relevantes. Esse processo possibilita o fortalecimento do sistema de aprendizado da CPIC, acelerando mudanças de paradigma, em um mercado onde a responsabilidade social e ambiental tem se tornado fator importante de competitividade. O PRAS está estruturado para ser desenvolvido e implantado em etapas. A primeira etapa - Compra responsável de bens e serviços é uma ferramenta que possibilita a avaliação de fornecedores de produtos e serviços. É um instrumento importante para que as empresas construtoras possam diagnosticar sua conduta ética, de acordo com princípios de responsabilidade ambiental e social na relação com os fornecedores de serviços, matéria-prima, elementos e componentes para o processo construtivo. Essa ferramenta permite, portanto, a implantação de uma política de compra responsável com critérios para selecionar e avaliar fornecedores, contribuindo para que a empresa diminua passivos associados aos riscos sociais e ambiental.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador / Rosa Maria Sposto - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Integrante., Financiador(es): Confederação Nacional da Indústria - DF - Bolsa.

  • 1995 - 1996

    Diagnóstico dos recursos hídricos de municípios da região norte do Paraná: estado de conservação e potencial para piscicultura. ABEAS., Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador., Financiador(es): Associação Brasileira de Educação Agrícola Superior - Auxílio financeiro.

  • 1994 - 1995

    Projeto de Desenvolvimento Florestal Integrado. SEAB-PR, Descrição: Projeto realizado para equipar o Centro de Estudos e Pesquisas Ambientais da FFALM. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador., Financiador(es): Secretaria do Estado de Agricultura e Abastecimento - Auxílio financeiro.

  • 1992 - 1994

    Jardim Botânico. Proc.1352/92. FNMA, Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador.

  • 1989 - 1994

    Obtenção de explantes de violeta aficana (Saintpaulia ionantha, Wendl) isentos de microorganismos fitopatogênicos ou saprófitos)., Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador.

  • 2012 - 2013

    Observatório Conhecimento para Inovação na Indústria da Construção, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Raquel Naves Blumenschein em 21/04/2014., Descrição: O Observatório está vinculado ao Projeto de Inovação Tecnológica (PIT) 8 - Conhecimento para a Inovação, em parceria com a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), que é a viabilização de capacitação em áreas com lacunas de conhecimento (desenvolvimento de pesquisas, cursos, publicações traduzidas e produzidas no Brasil) que impactam o desenvolvimento de inovações; formação de especialistas, capacitação dos projetistas atuais e equipes de construtoras. O Observatório é uma ferramenta georreferenciada para compartilhamento de dados, informações e conhecimento sobre a rede de pesquisadores da Indústria da Construção e as respectivas produções científicas. O Observatório proporciona visibilidade aos pesquisadores e linhas de trabalho desenvolvidas nas áreas de Arquitetura, Engenharia e afins, criando oportunidades de articulação e integrando informações em um ambiente compartilhado. Sua relevância depende da participação das Instituições de pesquisa, disponibilizando informações sobre os trabalhos desenvolvidos e oportunidades de colaboração, acompanhar a produção técnica e científica sobre a cadeia produtiva da indústria da construção, assim como o estabelecimento de redes de pesquisa e localização dos pesquisadores em mapas geográficos temáticos. O Observatório foi construído em sistema amigável com tecnologia atualizada e de fácil gestão das informações necessárias para que o CBIC possa acompanhar a produção científica e acadêmica sobre temas de seu interesse em ambiente WEB utilizando tecnologia de georreferenciamento em software livre.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Coordenador / André Luiz Moreira Persegona - Integrante / Katia Broeto Miller - Integrante / Vanda Alice Garcia Zanoni - Integrante / Alessandro Fernandes Praciano - Integrante / Leonn Ferreira Paiva - Integrante / Fernando Vieira Paixão - Integrante / Carla Andréa Ferreira - Integrante / Ana Cecília Schettino - Integrante / Edvaldo Coutinho Luiz - Integrante.Financiador(es): SENAI - Departamento Nacional - Bolsa.

  • 2008 - 2009

    Observatório de Resíduos Sólidos Reciclados e Recicláveis no DF, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Raquel Naves Blumenschein em 21/04/2014., Descrição: O Observatório de Resíduos Sólidos Recicláveis do Distrito Federal foi desenvolvido para estruturar as informações sobre gestão, integrando-as em um local único, fortalecendo a gestão do conhecimento sobre o tema. Ele permitirá acesso rápido e efetivo ao conhecimento relevante, contribuirá para ganhos econômicos e sociais, por meio da inclusão tecnológica, social e geração de renda, principalmente para usuários como cooperativas e associações de Catadores, que poderão ter acesso rápido e centralizado a informações para seu negócio. O Observatório é um instrumento de gestão do conhecimento da gestão de resíduos recicláveis e reciclados incluindo a coleta de informações, tratamento, armazenamento, formatação em diversos formatos (gráficos, página de internet, mapas geográficos temáticos, relatórios tabulares, relatórios textuais, cruzamento de informações de diversas fontes, etc), disseminação e uso ostensivo do máximo de informação pelo público interessado pelo tema. O Observatório apresenta vantagens como: grande utilidade no foco social, baixo custo de desenvolvimento, liberdade de acrescentar a quantidade de informações que forem julgadas necessárias e realizar o cruzamento dessas informações com suporte fácil e amigável. A utilização do Observatório não exige um treinamento específico, por ter sido desenvolvido para navegador de Internet, o que reduz o tempo de treinamento dos usuários por ser uma tecnologia que a maioria já possui conhecimento de utilização. A tecnologia empregada no desenvolvimento do sistema permite que seja instalado em qualquer tipo de servidor de páginas de HTML, não necessitando a aquisição de licenças de softwares específicos. Seus objetivos incluem: Armazenar dados referentes à cadeia de resíduos recicláveis e reciclados do Distrito Federal, permitindo o acesso a todos os interessados. Proporcionar uma visão ampliada e detalhada do distrito Federal, onde for possível a consolidação de informações governamentais e não governamen. Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Especialização: (1) Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Integrante / Marcelo Felipe Moreira Persegona - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Coordenador.

  • 2008 - 2009

    Programa de Integração de Atores Sociais na Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos - Proatos, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Raquel Naves Blumenschein em 21/04/2014., Descrição: O Programa de Integração de Atores Sociais para Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos PROATOS foi elaborado pelo Laboratório do Ambiente Construído, Inclusão e Sustentabilidade - LACIS/FAU/CDS/UnB . O PROATOS tem apoio financeiro da Fundação Banco do Brasil (FBB) e está sendo implantado sob a coordenação do LACIS/FAU/CDS/UnB. O LACIS é um laboratório da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e do Centro de Desenvolvimento Sustentável da UnB, que visa à pesquisa, ensino e extensão em diferentes áreas do conhecimento com o foco na sustentabilidade do ambiente construído, considerando o fortalecimento do sistema de aprendizado de indústrias e outras organizações, a inclusão social e a Educação Ambiental. O objetivo geral do PROATOS é contribuir para a Gestão Integrada de Resíduos Sólidos Urbanos (GIRSU) no Distrito Federal (DF), fortalecendo o fluxo de comunicação entre os agentes do Governo do Distrito Federal e a Centcoop, promovendo a geração de trabalho e renda por meio do adensamento da cadeia de recicláveis no DF. Os objetivos específicos do PROATOS são: - Diagnosticar a situação atual da cadeia de recicláveis do DF, desenhando um cenário onde serão identificados: os agentes, as ações em andamento, as relações atuais, as responsabilidades, a cadeia de custódia e os entraves do processo de comunicação dos agentes do GDF e a CENTCOOP. - Elaborar estratégias de integração, delineando cenários alvos a partir dos cenários elaborados na primeira etapa. - Elaborar sistema de avaliação e monitoramento das ações propostas pelos agentes a partir de seus planos de ação. O PROATOS está sendo desenvolvido e implantado em várias etapas que consistem em diagnóstico com modelagem sistêmica, preparação dos atores envolvidos, elaboração e implantação de planos de ação, além da criação de um sistema de integração, avaliação e monitoramento das ações propostas e implementadas.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.

  • 2008 - 2008

    Programa de Responsabilidade Ambiental e Social da Construção no DF -PRAS - Fase 1 Compra Responsável, Descrição: O PRAS é um projeto do LACIS/FAU/CDS/UnB em parceria com a Comissão do Meio Ambiente do SINDUSCON-DF e a FIBRA subsidiado pelo Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Empresas (PROCOMPI) proposto pelo Sistema CNI, Sebrae, FIBRA e Sebrae-DF e foi concebido para contribuir para a sustentabilidade da cadeia produtiva da indústria da construção (CPIC). Entre seus objetivos busca-se identificar a dimensão da responsabilidade social para o setor da construção e avaliar como as empresas se estruturam para lidar com atividades de responsabilidade ambiental e social (RAS). O primeiro produto é um conjunto de critérios que compõem um padrão para implantação de política de RAS. Este padrão deverá ser validado na realização de um projeto piloto, com a participação de vinte empresas construtoras do DF e por consulta a organizações governamentais, não governamentais e especialistas. A participação das empresas construtoras é indispensável para a consolidação da metodologia proposta, gerando resultados relevantes. Esse processo possibilita o fortalecimento do sistema de aprendizado da CPIC, acelerando mudanças de paradigma, em um mercado onde a responsabilidade social e ambiental tem se tornado fator importante de competitividade. O PRAS está estruturado para ser desenvolvido e implantado em etapas. A primeira etapa - Compra responsável de bens e serviços é uma ferramenta que possibilita a avaliação de fornecedores de produtos e serviços. É um instrumento importante para que as empresas construtoras possam diagnosticar sua conduta ética, de acordo com princípios de responsabilidade ambiental e social na relação com os fornecedores de serviços, matéria-prima, elementos e componentes para o processo construtivo. Essa ferramenta permite, portanto, a implantação de uma política de compra responsável com critérios para selecionar e avaliar fornecedores, contribuindo para que a empresa diminua passivos associados aos riscos sociais e ambiental.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador / Rosa Maria Sposto - Integrante / Raquel Naves Blumenschein - Integrante.Financiador(es): Confederação Nacional da Indústria - DF - Bolsa.

  • 1995 - 1996

    Diagnóstico dos recursos hídricos de municípios da região norte do Paraná: estado de conservação e potencial para piscicultura. ABEAS., Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador.Financiador(es): Associação Brasileira de Educação Agrícola Superior - Auxílio financeiro.

  • 1994 - 1995

    Projeto de Desenvolvimento Florestal Integrado. SEAB-PR, Descrição: Projeto realizado para equipar o Centro de Estudos e Pesquisas Ambientais da FFALM. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.

  • 1992 - 1994

    Jardim Botânico. Proc.1352/92. FNMA, Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador.

  • 1989 - 1994

    Obtenção de explantes de violeta aficana (Saintpaulia ionantha, Wendl) isentos de microorganismos fitopatogênicos ou saprófitos)., Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Maria Vitoria Duarte Ferrari - Coordenador.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade de Brasília, Faculdade UnB Gama - FGA. , Área Especial de Indústria Projeção A - UNB, Setor Leste (Gama), 72444240 - Brasília, DF - Brasil, Telefone: (61) 31078901, Fax: (61) 33071009, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2010 - Atual

    Universidade de Brasília, UnB

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora Associada I, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Atividades

    • 07/2010

      Pesquisa e desenvolvimento , Campus Gama, .,Linhas de pesquisa

  • 2005 - Atual

    Faculdade de Arquitetura e Urbanismo - Universidade de Brasília

    Vínculo: Não se aplica, Enquadramento Funcional: Pesquisadora, Carga horária: 40

    Outras informações:
    assessoria da coordenação geral, desenvolvendo projetos de pesquisa aplicada, orientando estagiários de graduação e pós-graduação e co-orientando alunos de pós-graduação

    Atividades

    • 05/2005

      Pesquisa e desenvolvimento , Laboratório do Ambiente Construído Inclusão e Sustentabilidade (LACIS), .,Linhas de pesquisa

  • 2005 - 2007

    Centro da Qualidade Segurança e Produtividade para Brasil e América Latina

    Vínculo: Prestação de Serviços, Enquadramento Funcional: Consultora e Instrutora Credenciada

    Atividades

    • 07/2005

      Serviços técnicos especializados , Divisão de Consultoria e Auditoria, .,Serviço realizado, Treinamento, consultoria e assessoria em projetos específicos.

  • 1988 - 1999

    Fundação Faculdade de Agronomia Luiz Meneghel

    Vínculo: Funcionário Público, Enquadramento Funcional: PROFESSOR ADJUNTO, Carga horária: 40

    Atividades

    • 01/1998 - 12/1999

      Direção e administração, Departamento de Ciências Biológicas e Tecnológia, .,Cargo ou função, Chefe de Departamento.

    • 07/1988 - 01/1999

      Ensino, Ecologia Geral, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, ECOLOGIA GERAL

    • 01/1997 - 12/1998

      Ensino, Especialização em Biologia Vegetal, Nível: Especialização,Disciplinas ministradas, Ecologia Vegetal

    • 01/1996 - 01/1998

      Direção e administração, Departamento de Ciências Biológicas e Tecnológia, .,Cargo ou função, Sub-Chefe de Departamento.

    • 01/1992 - 01/1996

      Direção e administração, Departamento de Ciências Biológicas e Tecnológia, .,Cargo ou função, Secretária do Departamento.

    • 01/1991 - 12/1995

      Ensino,,Disciplinas ministradas, Biologia A

    • 02/1993 - 03/1993

      Extensão universitária , Departamento de Ciências Biológicas e Tecnológia, .,Atividade de extensão realizada, Diagnóstico da situação da arborização urbana e curso teórico/prático sobre poda no contexto da arborização urbana para Prefeitura Municipal de Palmital, SP.

    • 08/1992 - 09/1992

      Extensão universitária , Departamento de Ciências Biológicas e Tecnológia, .,Atividade de extensão realizada, Curso de Ecologia Geral para alunos de graduação da Fundação Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras de Cornélio Procópio, PR.

    • 10/1990 - 10/1990

      Extensão universitária , Departamento de Ciências Biológicas e Tecnológia, .,Atividade de extensão realizada, Coordenação do Curso de Piscicultura da XII Semana de Integração Agronômica de Bandeirantes, FFALM, Bandeirantes, PR.

    • 10/1990 - 10/1990

      Extensão universitária , Departamento de Ciências Biológicas e Tecnológia, .,Atividade de extensão realizada, Coordenação do Curso de Ecologia da XI Semana de Integração Agronômica de Bandeirantes, FFALM, Bandeirantes.

  • 2000 - 2010

    SGS ICS Certificadora LTDA.

    Vínculo: Prestação de Serviços, Enquadramento Funcional: Auditora Líder e Treinadora QualiforSGS

    Outras informações:
    Dez anos de experiência em certificação florestal pelo Forest Stewardship Council (FSC), atualmente Auditora Líder do programa SGS Qualifor e CERFLOR, prestando serviços para a SGS ICS Certificadora Ltda. em projetos de manejo florestal de plantações (Eucalyptus spp, Tectona grandis and Pinus spp) e floresta natural (Mata Atlântica e Amazônia). Atuação também como Consultora e facilitadora em oficinas para discutir padrões do FSC para produtos florestais não madeireiros (Castanha do Brasil) e Manejo Florestal de Baixo impacto e pequena intensidade na Amazônia em Macapá, Porto Velho e Manaus. Participação em projeto de avaliação de Florestas de Alto valor de Conservação (ProForest/FSC Brasil) - Identification of HCVs at 2 pilot sites in Brazil, recommendations for management planning com metodologias participativas em comunidades certificadas no Amapá e Acre e oficinas com especialistas.

    Atividades

    • 12/2000

      Serviços técnicos especializados , Sistemas e Serviços de Certificação, .,Serviço realizado, Auditorias de certificação florestal e cadeia de custódia de acordo com normas do FSC e CERFLOR, treinamento e consultoria de organizações em certificação florestal.