Anelise Alves Nunes

Possuo graduação em Medicina pela Universidade Federal de Santa Catarina (2014). Fiz Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade (fev.2015-fev.2017) na Prefeitura Municipal de Florianópolis pela Escola de Saúde Pública de Florianópolis (ESP-FLORIPA). Concluí também a Especialização de Preceptoria em Medicina de Família e Comunidade - Ênfase em Clínica de MFC pela UNASUS e UFCSPA em 2018 e a Especialização em Preceptoria de Residência Médica no SUS pelo Instituto Sírio-Libanês de Ensino e Pesquisa. Atualmente trabalhando com vínculo de estatutária na Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura Municipal de Florianópolis, em ESF. Atuando como preceptora do programa Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade pela Escola de Saúde Pública de Florianópolis (ESP-Floripa) e na Rede Docente-Assistencial como preceptora do estágio curricular em Medicina de Família e Comunidade do curso de Medicina da Universidade Federal de Santa Catarina.

Informações coletadas do Lattes em 30/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Especialização - Residência médica

2015 - 2017

Prefeitura Municipal de Florianópolis
Residência médica em: Medicina de Família e ComunidadeNúmero do registro: . Bolsista do(a): Ministério da Saúde, MS, Brasil. Palavras-chave: Medicina de Família e Comunidade; Saúde Pública; Medicina Geral de Família e Comunidade; Atenção Primária a Saúde.Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.

Especialização em Especialização em Preceptoria de Medicina de Família e Comunidade

2016 - 2018

Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre
Título: O EXERCÍCIO DA PRECEPTORIA: Proposta de intervenção para a melhoria do sistema de Medicina de Família de um Centro de Saúde de Florianópolis
Orientador: Joseane Maria Andrade Mouzinho de Oliveira.
Bolsista do(a): Ministério da Saúde, MS, Brasil.

Especialização em Especialização em Preceptoria de Residência Médica no SUS

2017 - 2017

Hospital Sirio-Libanes
Título: DE RESIDENTE A PRECEPTORA ? REFLEXÕES DE APRENDIZADO E CRESCIMENTO
Orientador: João Paulo Mello da Silveira

Graduação em andamento em Medicina

2008 - Atual

Universidade Federal de Santa Catarina

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2016 - 2016

Álcool e Outras Drogas: da Coerção à Coesão. (Carga horária: 120h). , Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Francês

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Japonês

Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Carmen Leontina Ojeda Ocampo Moré

MORE, C. L. O. O.KRENKEL, S.; KNOBEL, R.. Mulheres em situação de violência e vulnerabilidade social: características sociodemográficas em serviços de Atenção Primária. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Programa de Residencia em Medicina de Familia e Comunidade) - Prefeitura Municipal de Florianópolis.

Douglas Francisco Kovaleski

KOVALESKI, Douglas Francisco. Perfil de demanda de usuários de uma unidade de pronto atendimento, provenientes da área de abrangência de uma UBS do sul do Brasil. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Lúcio José Botelho

BOTELHO, Lúcio José. Perfil da demanda de usuários de uma unidade de pronto atendimento, provenientes da área de abrangência de uma unidade básica de saúde do sul do Brsil. 2014 - Universidade Federal de Santa Catarina.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Carmen Leontina Ojeda Ocampo Moré

Mulheres em situação de violência e vulnerabilidade social: características sociodemográficas em serviços de atenção à saúde; 2017; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Programa de Residencia em Medicina de Familia e Comunidade) - Prefeitura Municipal de Florianópolis; Orientador: Carmen Leontina Ojeda Ocampo More;

Lúcio José Botelho

Perfil da demanda de usuários de uma unidade de pronto atendimento, provenientes da área de abrangência de uma unidade básica do sul do Brasil; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Medicina) - Universidade Federal de Santa Catarina; Orientador: Lúcio José Botelho;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • BORBUREMA, TELMA LIBNA RODRIGUES ; PACHECO, ALICE PINTO ; NUNES, ANELISE ALVES ; MORÉ, CARMEN LEONTINA OJEDA OCAMPO ; KRENKEL, SCHEILA . Violência contra mulher em contexto de vulnerabilidade social na Atenção Primária: registro de violência em prontuários. REVISTA BRASILEIRA DE MEDICINA DA FAMÍLIA E COMUNIDADE , v. 12, p. 1-13, 2017.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

University of Cape Town Lung Instiute ; Knowlege Translation Unit ; Prefeitura Municipal de Florianópolis ; The BMJ ; STRIEBEL, A. ; ZONTA, R. ; SIQUEIRA, E. F. ; ZEPEDA, J. E. S. ; ANDRADE, M. P. ; SILVEIRA, J. P. M. ; CHAVES, I. T. S. ; PEDEBOS, L. A. ; ANDRADES, B. ; MENDES, K. ; PERINI, F. B. ; NUNES, A. A. . Pack Brasil Adulto. 2016.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2016

Vencedora da Categoria Atenção da 5ª edição do Prêmio de Boas Práticas em Saúde de Florianópolis com o trabalho "Saúde de Travestis e Transexuais: Ambulatório de Atendimento Integral na APS", Secretaria Municipal de Saúde de Florianópolis.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2017 - Atual

Prefeitura Municipal de Florianópolis

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Médica de Família e Comunidade, Carga horária: 40

2015 - 2017

Prefeitura Municipal de Florianópolis

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Residente - Medicina de Família e Comunidade, Carga horária: 60

Outras informações:
Atuação como médica residente em medicina de família e comunidade em área de vulnerabilidade social do município de Florianópolis. Durante o programa de residência, desenvolvi com mais 2 colegas residentes um trabalho de atendimento à população de transexuais, transgêneros e travestis do município de Florianópolis, em parceria com a Prefeitura Municipal de Florianópolis e a ONG ADEH. Nesse trabalho focamos a hormonioterapia e a atenção integral à saúde da população TT.

2014 - 2015

Instituto de Saúde e Educação Vida - Biguaçu

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Médica da Estratégia de Saúde da Família, Carga horária: 20

Outras informações:
Atuação como médica da Estratégia de Saúde da Família em área rural e com comunidade indígena.

2011 - 2012

Fundação de Amparo a Pesquisa e Extensão Universitária

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Tutor, Carga horária: 20

Outras informações:
Tutora do Curso à Distância "Prevenção ao Uso Indevido de Drogas - Capacitação para Conselheiros e Lideranças Comunitárias"