Cassia Bagolin da Silva

Possui graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Federal de Santa Maria-UFSM (2009). Realizou mestrado na área de Clínica Médica pelo Programa de Pós-Graduação em Medicina Veterinária da Universidade Federal de Santa Maria (PPGMV-UFSM), doutorado na área de Patologia e Patologia Clínica Veterinária pelo PPGMV-UFSM (2015) e pós-doutorado em Patologia Clínica e Clínica de Ruminantes, tendo atuado como colaboradora na disciplina de Patologia Clínica Veterinária durante o período. Durante a pós-graduação realizou pesquisas relacionadas à doenças causadas por hemoparasitas, vírus e bactérias, com ênfase em estresse oxidativo, tratamentos alternativos e enzimas do sistema colinérgico. Atuou como docente na Universidade de Caxias do Sul na disciplina de Doenças Parasitárias; e na Universidade de Cruz Alta (UNICRUZ) nas disciplinas de Embriologia, Bioquímica II (Veterinária), Fisiologia II e Bioética e Bem-estar animal. Tem experiência na área de Medicina Veterinária, com ênfase em Hematologia, Bioquímica Clínica, Hemoparasitas, Sistema Colinérgico e Metabolismo Oxidativo. Atualmente é Oficial Veterinário Temporário do Exército Brasileiro, atuando com clínica e reprodução de grandes animais na Coudelaria de Rincão/ São Borja-RS.

Informações coletadas do Lattes em 14/04/2022

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Medicina Veterinária

2011 - 2015

Universidade Federal de Santa Maria
Título: INFECÇÃO EXPERIMENTAL POR Herpesvírus bovino tipo 5 EM COELHOS: EFEITOS NOS SISTEMAS COLINÉRGICO, PURINÉRGICO E GLUTAMATÉRGICO; PERFIL OXIDATIVO E CITOCINAS PRÓ E ANTI-INFLAMATÓRIAS
Sonia Terezinha dos Anjos Lopes. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: AChE; BChE; Estresse Oxidativo; Ectoenzimas; BoHV-5.Grande área: Ciências AgráriasGrande Área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Medicina Veterinária Preventiva / Especialidade: Doenças Infecciosas de Animais. Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Estresse Oxidativo.

Mestrado em Medicina Veterinária

2010 - 2011

Universidade Federal de Santa Maria
Título: INFLUÊNCIA DA INFECÇÃO POR Trypanosoma evansi NO METABOLISMO DE FERRO EM RATOS EXPERIMENTALMENTE INFECTADOS,Ano de Obtenção: 2011
Sonia Terezinha dos Anjos Lopes.Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Trypanosoma evansi; ratos; anemia; ferro.Grande área: Ciências AgráriasGrande Área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Patologia Animal / Especialidade: Patologia Clínica Animal. Setores de atividade: Pesquisa e desenvolvimento científico.

Graduação em Medicina Veterinária

2005 - 2010

Universidade Federal de Santa Maria
Orientador: Sonia Terezinha dos Anjos Lopes

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Pós-doutorado

2018 - 2020

Pós-Doutorado. , Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil. , Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.

2017 - 2018

Pós-Doutorado. , Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil. , Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

2015 - 2016

Pós-Doutorado. , Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil. , Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2015 - 2015

Estratégias de Ensinagem no Ensino Superior. (Carga horária: 16h). , Universidade de Caxias do Sul, UCS, Brasil.

2009 - 2009

Extensão universitária em Medicina Veterinária. (Carga horária: 456h). , LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS VETERINÁRIA - HVU/UFSM, LACVET-HVU/UFSM, Brasil.

2006 - 2009

Extensão universitária em Medicina Veterinária. (Carga horária: 686h). , LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS VETERINÁRIA - HVU/UFSM, LACVET-HVU/UFSM, Brasil.

2008 - 2008

I CURSO TEÓRICO- PRÁTICO DE EXAMES LABORATORIAIS. (Carga horária: 120h). , Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.

2008 - 2008

Estágio extracurricular. (Carga horária: 44h). , Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, MAPA/DF, Brasil.

2007 - 2008

Extensão universitária em Medicina Veterinária como Monitora Bolsista. (Carga horária: 500h). , Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.

2006 - 2006

Curso de Inseminação Artificial em Bovinos. (Carga horária: 40h). , Fundação Bradesco, FUND. BRADESCO, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Clínica e Reprodução de Equinos.

Grande área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Patologia Clínica Animal.

Grande área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Bioquímica Clínica.

Grande área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Metabolismo Oxidativo.

Grande área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Enzimologia.

Grande área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Doenças Parasitárias de Animais.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

WOLKMER, P. ; SILVA, C. B. ; PAIM, F.C. ; FRANÇA, RAQUELI T. ; LOPES, S. T. A. ; ANDRADE, C. M. . III Simpósio Internacional de Patologia Clínica Veterinária. 2012. (Congresso).

WEBER, N. ; BARBOZA, C. S. ; SILVA, C. B. ; ROVANI, M.T. ; SCHMIDT, C. ; Tochetto, Camila . Campanha de Vacinação Anti-Rábica Canina e Felina. 2008. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

XXIV CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PARASITOLOGIA (SBP) e XXIII CONGRESO LATINOAMERICANO DE PARASITOLOGÍA. Trombocitopenia em cães com rangeliose: detecção de anticorpos ligados à superfície plaquetária e avaliação da trombopoiese. 2015. (Congresso).

29ª Jornada Acadêmica Integrada.PEROXIDAÇÃO LIPÍDICA EM CORTÉX CEREBRAL DE COELHOS EXPERIMENTALMENTE INFECTADOS PELO BoHV-5. 2014. (Seminário).

29ª Jornada Acadêmica Integrada.ATIVIDADE DAS ECTONUCLEOTIDASES EM SINAPTOSSOMAS DE COELHOS EXPERIMENTALMENTE INFECTADOS POR HERPESVÍRUS BOVINO TIPO 5. 2014. (Seminário).

Ciclo de Palestras em Pequenos Animais - "Avaliação dos Exames Laboratoriais".Hemograma: Interpretação Clínico Laboratorial. 2014. (Simpósio).

I Simpósio de Patologia Clínica Veterinária LACVet/UFRGS. 2014. (Simpósio).

III Simpósio Internacional de Patologia Clínica Veterinária. 2012. (Simpósio).

I Simpósio de Cultura Celular. 2012. (Simpósio).

1ª Mostra Integrada de Profissões, Tecnologias, Cultura e Serviços. Medicina Veterinária - Patologia Clínica Veterinária. 2011. (Feira).

26ª Jornada Acadêmica Integrada.TRYPANOSOMA EVANSI: METABOLISMO DO FERRO E SUA RELAÇÃO COM ANEMIA. 2011. (Seminário).

II Simpósio Regional de Atualização em Terapia Regenerativa com Células Tronco SITERCEL. 2011. (Simpósio).

25ª Jornada Acadêmica Integrada.Acetilcolinesterase e butirilcolinesterase como marcadores inflamatórios na infecção experimental por Leptospira icterohaemorrhagiae em ratos. 2010. (Seminário).

I Congresso de Iniciação Científica e Pós-Graduação. Mastocitoma e mastocitemia em um cão. 2010. (Congresso).

24ª Jornada Acadêmica Integrada.Mastocitemia em um cão. 2009. (Seminário).

35ª Conbravet - Congresso Brasileiro de Medicina Veterinária. Atividade da acetilcolinesterase no cérebro e cerebelo de ratos wistar inoculados com Trypanosoma evansi. 2008. (Congresso).

IV Seminário de Controle de Qualidade na Indústria de Alimentos. 2008. (Seminário).

XV Congresso Brasileiro de Parasitologia Veterinária e II Seminário de Parasitologia Veterinária dos Países do Mercosul. Efeito da infecção experimental por Trypanosoma evansi na atividade da colinesterase sanguínea de ratos wistar. 2008. (Congresso).

22ª Jornada Acadêmica Integrada.Posse Responsável de Animais Domésticos: Conscientização nas Escolas Públicas de Ensino Fundamental de Santa Maria, RS.. 2007. (Outra).

I Simpósio Regional de Atualização em terapia Regenerativa com Células-Tronco. 2007. (Simpósio).

39ª Expofeira Agropecuária de Santa Maria. Admissão Veterinária. 2006. (Feira).

12ª Semana Acadêmica da Medicina Veterinária. 2005. (Seminário).

Campanha de Vacinação Anti-rábica Canina e Felina.Vacinação Anti-rábica Canina e Felina. 2005. (Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Ana Martiele Engelmann

ANDRADE, C. M.;Cássia B. da Silva; FRANCA, R. T.. Efeito da amicacina na pseudotrombocitopenia em felinos. 2019. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Daniele Rodrigues

ANDRADE, C. M.; DOYLE, R. L.; ROSA, L. D.;Silva, Cássia Bagolin. Detecção de theileria equi por reação em cadeia da polimerase em amostras de sangue de equinos do Rio Grande do Sul. 2018. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Luana Pereira Magni

ANDRADE, C. M.; PILLAT, M.M.;Cássia B. da Silva. EFEITO DA HESPERIDINA NO DÉFICIT COGNITIVO E SOBRE O SISTEMA COLINÉRGICO DE RATOS SUBMETIDOS A UM MODELO DE DEMÊNCIA ESPORÁDICA DO TIPO ALZHEIMER. 2017. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Bioquímica Toxicológica)) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Felipe Lamberti Pivoto

LEAL, M. L. R.; CEZAR, A. S.;Cássia B. da Silva; VOGEL, F. S. F.; CADORE, G. C.. Métodos de controle anti-helmíntico na pecuária de corte - Impactos econômicos e consequências. 2019. Tese (Doutorado em Programa de Pós-graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Guilherme Lopes Dornelles

ANDRADE, C. M.; Bueno, A.; SCHETINGER, MARIA ROSA C.; FRANCA, R. T.; SPANEVELLO, R. M.;Cássia B. da Silva; PINTO FILHO, S. T. L.. Efeito do ácido elágico na inflamação sistêmica e na neuroinflamação induzidas por lipopolissacarídeos. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: camila Lopes de Souza

ANDRADE, C. M.;SILVA, C. B.; DOYLE, R. L.; PALMA, H. E.. Avaliação da trombocitopenia de 269 caninos atendidos no HVU - UFSM. 2013. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Programa de Residência em Saúde-Med. Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Camila Benaduce Emanuelli Mello

SILVA, C. B.; Krause, Alexandre; ANTONIAZZI, A.. Estágio Curricular Supervisionado em Medicina Veterinária. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aluno: Guilherme Lopes Dornelles

FRANÇA, R.T.;SILVA, C. B.; Krause, Alexandre. Estágio Curricular Supervisionado em Medicina Veterinária. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Renan Marcel Kruger

AMARAL, A. S.;KRÜGER, R. M.; MAZZANTI, C. M. A.. Estágio Supervisionado em Medicina Veterinária. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria.

Sônia Terezinha dos Anjos Lopes

LOPES, S.T.A.Krause, A.; SAITO, M. E.. Influência da Infecção por Trypanosoma evansi no metabolismo do ferro em ratos experimentalmente infectados. 2011. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria.

Sônia Terezinha dos Anjos Lopes

VOGEL, Fernanda Silveira FloresGUTIERRES, JESSIÉ M.Leal, M.L.R.; PILLAT, M. M.; WOLKER, Patricia;Lopes, Sonia Terezinha dos Anjos. Infecção experimental por Herpesvírus Bovino tipo 5 em coelhos: Efeitos do Sistema purinérgico e perfil oxidativo. 2015. Tese (Doutorado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria.

Sônia Terezinha dos Anjos Lopes

LOPES, S.T.A.SILVA, A. S.; FLORES, E. F.; GUTIERRES, J. M.; WOLKER, Patricia. INFECÇÃO EXPERIMENTAL POR Herpesvírus bovino tipo 5 EM COELHOS: EFEITOS NOS SISTEMAS COLINÉRGICO E PURINÉRGICO. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria.

Gustavo Roberto Thomé

SILVA, C. B.; VOGEL, F. F.;Sonia T.A. Lopes; LEAL, M. L. R.; Wolkmer, P.;Silva, A. S. daThome, G. R.. Infecção experimental por Herpes Vírus Bovino tipo 5 em coelhos: efeitos no sistema purinérgico e perfil oxidativo. 2015. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria.

Micheli Mainardi Pillat

Pillat, Micheli M.; LOPES, S. T. A.. Infecção Experimental por Herpesvírus bovino tipo 5 em Coelhos: Efeitos no Sistema Purinérgico e Perfil Oxidativo. 2015. Tese (Doutorado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria.

Alexandre Krause

LOPES, S. T. A.KRAUSE, A.; Saito, M.E.. Influência da Infecção por Trypanosoma Evansi no Metabolismo de Ferro em Ratos Experimentalmente Infectados. 2011. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria.

Aleksandro Schafer da Silva

Lopes, Sonia T. A.SILVA, ALEKSANDRO S. DAWolkmer, Patricia; FLORES, E. F.; GUTIERRES, J. M.. Infecção experimental por Herpesvirus bovino tipo 5 em coelhos: efeitos no sistema colinérgico e purinérgico. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria.

Jessié Martins gutierres

GUTIERRES, J; LOPES, S. T.; WOLKMER, P.; PILLATI, M.. INFECÇÃO EXPERIMENTAL POR Herpesvírus bovino tipo 5 EM COELHOS: EFEITOS NOS SISTEMAS COLINÉRGICO, PURINÉRGICO E GLUTAMATÉRGICO; PERFIL OXIDATIVO E CITOCINAS PRÓ E ANTI-INFLAMATÓRIAS. 2015. Tese (Doutorado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria.

Jessié Martins gutierres

LOPES, S. T.;GUTIERRES, J; WOLKMER, P.;MAZZANTI, CINTHIA M.. INFECÇÃO EXPERIMENTAL POR Herpesvírus bovino tipo 5 EM COELHOS: EFEITOS NOS SISTEMAS COLINÉRGICO E PURINÉRGICO. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria.

Patrícia Wolkmer

WOLKMER, Patricia. INFECÇÃO EXPERIMENTAL POR Herpesvírus bovino tipo 5 EM COELHOS: EFEITOS NO SISTEMA PURINÉRGICO E PERFIL OXIDATIVO. 2015. Tese (Doutorado em Programa de Pós Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria.

Patrícia Wolkmer

LOPES, Sonia Terezinha dos AnjosDA SILVA, A. S.; FLORES, E. F.; GUTIERRES, J. M.;WOLKMER, Patricia. Comissão Examinadora do Exame de Qualificação de Doutorado. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria.

Cinthia Melazzo de Andrade

Lopes, Sonia Terezinha dos Anjos; Alekssandro; FLORES, E. F.;GUTIERRES, JESSIÉ M.Wolkmer, PatriciaMAZZANTI, C. M. A.. Infecção experimental por herpesvirus bovino tipo 5 em coelhos: efeitos nos sistemas colinergico e purinérgico. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria.

Cinthia Melazzo de Andrade

AMARAL, A. S.;MAZZANTI, C. M. A.. Estágio Supervisionado em Medicina Veterinária. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Daniele Rodrigues

SAÚDE NO AMBIENTE VETERINÁRIO: ANÁLISE DE ACIDENTES E RISCOS OCUPACIONAIS NO HOSPITAL VETERINÁRIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA; ; Início: 2019; Tese (Doutorado em Programa de Pós-graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria; (Coorientador);

Camila Benaduce Emanuelli Mello

CORRELAÇÃO DIAGNÓSTICA ENTRE A CITOLOGIA ASPIRATIVA POR AGULHA FINA E A HISTOPATOLOGIA DE LESÕES CUTÂNEAS E SUBCUTÂNEAS NEOPLÁSICAS E NÃO NEOPLÁSICAS DE CÃES; 2020; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria,; Coorientador: Cássia Bagolin da Silva;

Leticia dos Santos Petry

Detecção de micoplasmas hemotrópicos em felinos na cidade de Santa Maria; 2016; Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria,; Coorientador: Cássia Bagolin da Silva;

Guilherme Lopes Dornelles

Efeito do ácido elágico na inflamação sistêmica e na neuroinflamação induzidas por lipopolissacarídeos; 2020; Tese (Doutorado em Programa de Pós-graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria,; Coorientador: Cássia Bagolin da Silva;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Sônia Terezinha dos Anjos Lopes

Influência da infecção por Trypanosoma evansi no metabolismo do ferro em ratos experimentalmente infectados; ; 2011; Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Sonia Terezinha dos Anjos Lopes;

Sônia Terezinha dos Anjos Lopes

INFECÇÃO EXPERIMENTAL POR Herpesvírus bovino tipo 5 EM COELHOS: EFEITOS NOS SISTEMAS COLINÉRGICO E PURINÉRGICO; 2015; Tese (Doutorado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Sonia Terezinha dos Anjos Lopes;

Sônia Terezinha dos Anjos Lopes

2015; Universidade Federal de Santa Maria, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Sonia Terezinha dos Anjos Lopes;

Sônia Terezinha dos Anjos Lopes

Perfil bioquímico sérico, eletroforese e metabolismo oxidativo de frangos suplementados com óleos essenciais em diferentes concentrações na ração, comparados com frangos tratados com promotores de crescimento a base de antibiótico; 2007; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul; Orientador: Sonia Terezinha dos Anjos Lopes;

Marta Lizandra do Rego Leal

2018; UniversidadeFederal de Santa Maria,; Marta Lizandra do Rêgo Leal;

Cinthia Melazzo de Andrade

2017; Universidade Federal de Santa Maria, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Cinthia Melazzo de Andrade;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • SANTOS, MICHELE DOS ; SCHNEIDER, MARLA ; RODRIGUES, CLÁUDIA MEDEIROS ; SILVA, ALINE DE JESUS DA ; GREGOLIN, LUANA CAROLINA BACHMANN ; BLAGITZ, MAIARA GARCIA ; LIBERA, ALICE MARIA MELVILLE PAIVA DELLA ; ENGELMANN, ANA MARTIELE ; SILVA, CÁSSIA BAGOLIN DA ; ALBA, DAVI FERNANDO ; PEREIRA, WANDERSON ADRIANO BISCOLA ; LEAL, MARTA LIZANDRA DO RÊGO . Influence of lambing on the metabolic profile, neutrophil function and IgG levels in Lacaune sheep. Revista Agraria Academica , v. 4, p. 55-68, 2021.

  • DE OLIVEIRA, AUGUSTO ; ENGELMANN, ANA MARTIELE ; JAGUEZESKI, ANTONISE MARIELY ; DA SILVA, CÁSSIA BAGOLIN ; BARBOSA, NATHÁLIA VIANA ; DE ANDRADE, CINTHIA MELAZZO . Retrospective study of the aetiopathological diagnosis of pleural or peritoneal effusion exams of dogs and cats. COMPARATIVE CLINICAL PATHOLOGY (PRINT) , v. 30, p. 811-820, 2021.

  • DORNELLES, GUILHERME LOPES ; DE OLIVEIRA, JULIANA SORRAILA ; DE ALMEIDA, ERIN JOHN RIEGER ; MELLO, CAMILA BENADUCE EMANUELLI ; E RODRIGUES, BERNARDO RODRIGUES ; DA SILVA, CÁSSIA BAGOLIN ; PETRY, LETÍCIA DOS SANTOS ; PILLAT, MICHELI MAINARDI ; PALMA, TAÍS VIDAL ; DE ANDRADE, CINTHIA MELAZZO . Ellagic Acid Inhibits Neuroinflammation and Cognitive Impairment Induced by Lipopolysaccharides. NEUROCHEMICAL RESEARCH , v. 45, p. 2456-2473, 2020.

  • ENGELMANN, A. M. ; ROTH, F. G. ; MAZARO, R. D. ; MAYER, D. T. O. ; MELLO, C. B. E. ; SILVA, C. B. ; FIGHERA, R. ; ANDRADE, C. M. . Osteosarcoma in a Dachshund: cytological and histopathological aspects. COMPARATIVE CLINICAL PATHOLOGY (PRINT) , v. 29, p. 755-759, 2020.

  • Wolkmer, Patrícia ; PEREIRA, A. B. ; SILVA, CÁSSIA B. ; PAIM, F.C. ; PALMA, HELOISA E. ; Bueno, A. ; EMANUELLI, M. P. ; SIQUEIRA, L. C. ; MONTEIRO, S. G. ; DE ANDRADE, CINTHIA MELAZZO . Curcumin pre-treatment modulate the activities of adenine nucleotide and nucleoside degradation enzymes in lymphocyte of rats infected with Trypanosoma evansi. PARASITOLOGY INTERNATIONAL , v. 73, p. 101948, 2019.

  • SCHAFER, ANDRESSA S. ; BALDISSERA, MATHEUS D. ; BAGOLIN DA SILVA, CÁSSIA ; SORRAILA DE OLIVEIRA, JULIANA ; IGOR MAGALHÃES DE MATOS, ANTÔNIO FRANCISCO ; DORNELLES, GUILHERME LOPES ; GRANDO, THIRSSA HELENA ; GRESSLER, LUCAS TREVISAN ; STEFANELLO, SIMONE ; SANTI, EDUARDA ; MINHO, ALESSANDRO PELEGRINE ; RODRIGUES, DANIELE ; SOUZA, CARINE F. ; LEAL, MARTA L.R. ; Monteiro, Silvia G. ; Lopes, Sonia T.A. ; ANDRADE, CINTHIA M. . Copper oxide and closantel prevent alterations in hepatic energetic metabolism and reduce inflammation in Haemonchus contortus infection.. EXPERIMENTAL PARASITOLOGY , v. 204, p. 107726, 2019.

  • FRANÇA, RAQUELI TERESINHA ; PILLAT, MICHELI MAINARDI ; DA SILVA, CÁSSIA BAGOLIN ; SCHAFER, ANDRESSA SALVADORI ; DORNELLES, GUILHERME LOPES ; COSTA, MÁRCIO MACHADO ; CHAVES, RAFAEL OLIVEIRA ; DE ANDRADE MELAZZO, CINTHIA ; ERHARDT, MAGNÓLIA MARTINS ; ANTOZIAZZI, ALFREDO QUITES ; ULRICH, HENNING ; DA SILVA, ALEKSANDRO SCHAFER ; LOPES, SONIA TEREZINHA DOS ANJOS . Surface immunoglobulins of erythrocytes and platelets in dogs naturally infected by Rangelia vitalii. MICROBIAL PATHOGENESIS , v. 121, p. 245-251, 2018.

  • RUCHEL, J. B. ; BRAUN, J. S. ; ADEFEGHA, S. A. ; GUEDES, A. ; ABDALLA, F. H. ; OLIVEIRA, J. S. ; TRELLES, K. ; SIGNOR, C. ; LOPES, S. T. A. ; SILVA, C. B. ; CASTILHOS, L. G. ; RUBIN, M. A. ; LEAL, D. B. R. . Guarana (Paullinia cupana) ameliorates memory impairment and modulates acetylcholinesterase activity in Poloxamer-407-induced hyperlipidemia in rat brain. Physiology & Behavior , v. 168, p. 11-19, 2017.

  • DORNELLES, GUILHERME LOPES ; BUENO, ANDRESSA ; DE OLIVEIRA, JULIANA SORRAILA ; DA SILVA, ALEKSANDRO SCHAFER ; FRANÇA, RAQUELI TERESINHA ; DA SILVA, CÁSSIA BAGOLIN ; MACHADO, MÁRCIA SILVEIRA NETTO ; PETRY, LETÍCIA DO SANTOS ; ABDALLA, FÁTIMA HUSEIN ; LHAMAS, CIBELE LIMA ; DE ANDRADE, CINTHIA MELAZZO . Biochemical and oxidative stress markers in the liver and kidneys of rats submitted to different protocols of anabolic steroids. Molecular and Cellular Biochemistry , v. 425, p. 181-189, 2017.

  • SOBROZA, ÂNDERSON O. ; PILLAT, MICHELI M. ; DORNELES, GUILHERME L. ; MACHADO, MÁRCIA S.N. ; SILVA, CÁSSIA B. ; PETRY, LETÍCIA ; SCHAFER, ANDRESSA ; FRANÇA, RAQUELI T. ; DE ANDRADE, CINTHIA M. ; ANTONIAZZI, ALFREDO Q. ; TONIN, ALEXANDRE A. ; Lopes, Sonia T.A. . Anti-erythrocyte IgG in hamsters with acute experimental infection by Leptospira interrogans serovar Canicola. MICROBIAL PATHOGENESIS , v. 110, p. 450-456, 2017.

  • CASTRO, VERONICA S.P. ; da Silva, Aleksandro S. ; COSTA, M. M. ; Paim, Francine C. ; Alves, Sydney H. ; Lopes, Sonia T.A. ; SILVA, C. B. ; Wolkmer, Patrícia ; CASTRO, JORGE LUIZ C. ; CECCO, BIANCA S. ; Duarte, Marta M.M.F. ; Schetinger, Maria Rosa C. ; GRAÇA, DOMINGUITA L. ; ANDRADE, CINTHIA M. . Cholinergic enzymes and inflammatory markers in rats infected by Sporothrix schenckii. Microbial Pathogenesis , v. 97, p. 94-102, 2016.

  • DA SILVA, C B ; PAIM, F. C. ; WOLKMER, P. ; ABDALLA, F. H. ; CARVALHO, F. B. ; PALMA, H. E. ; MELLO, C. B. E. ; FLORES, E. F. ; ANDRADE, C. M. ; LOPES, S.T.A. . NTPDase and 5-nucleotidase activities in synaptosomes of rabbits experimentally infected with BoHV-5. Journal of Neurovirology , v. 21, p. 518-524, 2015.

  • Oliveira, C.S. ; CAMILLO, G. ; CADORE, G. C. ; Cássia Bagolin da Silva ; LOPES, S. T. A. ; SANGIONI, L.A. ; VOGEL, F. S. F. . Detecção de anticorpos anti-Toxoplasma gondii em felinos domésticos. Revista do Instituto Adolfo Lutz , v. 73, p. 131-133, 2015.

  • RUCHEL, J. B. ; REZER, J. F. P. ; THORSTENBERG, M. L. ; DOS SANTOS, C. B. ; CABRAL, F. L. ; LOPES, S. T. A. ; DA SILVA, C. B. ; MACHADO, A. K. ; DA CRUZ, I. B. M. ; SCHETINGER, M. R. C. ; GONÇALVES, J. F. ; LEAL, D. B. R. . Hypercholesterolemia and Ecto-enzymes of Purinergic System: Effects of Paullinia cupana. PTR. Phytotherapy Research , v. 30, p. 49-57, 2015.

  • LAUTERT, CLAUDIA ; FERREIRO, LAERTE ; Wolkmer, Patrícia ; PAIM, FRANCINE C ; DA SILVA, CÁSSIA B ; JAQUES, JEANDRE AS ; LOPES, SÔNIA TA ; SANTURIO, JANIO M . Individual in vitro effects of ochratoxin A, deoxynivalenol and zearalenone on oxidative stress and acetylcholinesterase in lymphocytes of broiler chickens. SpringerPlus , v. 3, p. 506, 2014.

  • GRESSLER, L. T. ; OLIVEIRA, C. B. ; CORADINI, K. ; ROSA, L. DALLA ; GRANDO, T. H. ; BALDISSERA, M. D. ; ZIMMERMANN, C. E. ; DA SILVA, A. S. ; ALMEIDA, T. C. ; HERMES, C. L. ; WOLKMER, P. ; SILVA, C. B. ; MOREIRA, K. L. S. ; BECK, R. C. R. ; MORESCO, R. N. ; DA VEIGA, M. L. ; STEFANI, L. M. ; MONTEIRO, S. G. . Trypanocidal activity of free and nanoencapsulated curcumin on Trypanosoma evansi. Parasitology (London. Print) , v. 142, p. 439-448, 2014.

  • BASSO, PAULA CRISTINA ; RAISER, ALCEU GASPAR ; BRUN, MAURÍCIO VELOSO ; MAZZANTI, CÍNTHIA MELAZZO ; COSTA, MÁRCIO MACHADO ; Wolkmer, Patrícia ; DUTRA, LUCIANA HERMES ; MÜLLER, DANIEL CURVELLO DE MENDONÇA ; Silva, Cássia Bagolin . Biomarcadores inflamatórios e indicadores de estresse oxidativo em cadelas submetidas à ovariossalpingohisterectomia convencional, por NOTES híbrida e NOTES total. Ciência Rural (UFSM. Impresso) , v. 44, p. 884-890, 2014.

  • Silva, Cássia Bagolin ; WOLKMER, P. ; PAIM, F. C. ; DA SILVA, A. S. ; SIQUEIRA, L. C. ; SOUZA, C. L. ; FRANCA, R. T. ; DORNELLES, G. L. ; DUARTE, M. M. ; MONTEIRO, S. G. ; MAZZANTI, C. M. ; LOPES, S. T. A. . Iron metabolism and its relationship to anemia and immune system in Trypanosoma evansi infected rats. Experimental Parasitology , v. 133, p. 357-364, 2013.

  • Wolkmer, Patrícia ; Cássia B. da Silva ; PAIM, F.C. ; DUARTE, M. M. M. F. ; Castro, Verônica S. P. ; PALMA, H. E. ; FRANCA, R. T. ; FELIN, D.V. ; SIQUEIRA, L. C. ; LOPES, S. T. A. ; SCHETINGER, M. R. ; MONTEIRO, S.G. ; MAZZANTI, C. M. . Pre-treatment with curcumin modulates acetylcholinesterase activity and proinflammatory cytokines in rats infected with Trypanosoma evansi. Parasitology International (Print) , v. 62, p. 144-149, 2013.

  • Wolkmer, Patrícia ; Paim, Francine C. ; da Silva, Cássia B. ; GAI, BIBIANA M. ; CARVALHO, FABIANO B. ; DA SOUZA, ANA CRISTINA G. ; DA ROSA, MICHELLE M. ; Da Silva, Aleksandro S. ; PEREIRA, PAULA R. ; Lopes, Sonia T. A. ; NOGUEIRA, CRISTINA W. ; RUBIN, MARIBEL A. ; Monteiro, Silvia G. ; Mazzanti, Cinthia M. . Trypanosoma evansi infection impairs memory, increases anxiety behaviour and alters neurochemical parameters in rats. Parasitology (London. Print) , v. 140, p. 1432-1441, 2013.

  • Paim, Francine C. ; Da Silva, Aleksandro S. ; PAIM, CARLOS BRENO V. ; FRANÇA, RAQUELI T. ; Costa, Márcio M. ; Duarte, Marta M.M.F. ; da Silva, Cássia B. ; Mazzanti, Cinthia M.A. ; Monteiro, Silvia G. ; Lopes, Sonia T.A. . Serum proteinogram, acute phase proteins and immunoglobulins in dogs experimentally infected with Rangelia vitalii. Veterinary Parasitology (Print) , v. 192, p. 137-142, 2013.

  • Wolkmer, Patrícia ; Silva, Cássia Bagolin ; SCHMIDT, CANDICE ; MESKO, MARCIA ; TRAESEL, CAROLINA KIST ; SILVA, ALEKSANDRO SCHAEFER ; CECCO, BIANCA S. ; FLORES, ÉRICO M. M. ; MONTEIRO, SÍLVIA GONZALEZ ; Mazzanti, Cinthia M. ; ANJOS LOPES, SONIA TEREZINHA . Trypanosoma evansi infection on levels of copper, iron, and zinc in the plasma of rats. Comparative Clinical Pathology (Internet) , v. 22, p. 263-269, 2013.

  • Wolkmer, Patrícia ; da Silva, Cássia B. ; Paim, Francine C. ; Da Silva, Aleksandro S. ; TAVARES, KAIO C.S. ; LAZZAROTTO, CÍCERA R. ; PALMA, HELOISA E. ; Thomé, Gustavo R. ; MILETTI, LUIZ C. ; SCHETINGER, MARIA ROSA C. ; Lopes, Sonia T.A. ; Mazzanti, Cinthia M. . Biochemistry detection of acetylcholinesterase activity in Trypanosoma evansi and possible functional correlations. Experimental Parasitology , v. 132, p. 546-549, 2012.

  • TRAESEL, C.K. ; WOLKMER, P. ; SCHMIDT, C. ; SILVA, C. B. ; PAIM, F.C. ; ROSA, A.P. ; ALVES, S.H. ; SANTURIO, J.M. ; LOPES, S.T.A. . Serum biochemical profile and performance of broiler chickens fed diets containing essential oils and pepper. Comparative Clinical Pathology (Internet) , v. 20, p. 453-460, 2011.

  • DA SILVA, A.S. ; WOLKMER, P. ; Tochetto, Camila ; Faccio, Luciana ; Silva, Cássia Bagolin ; Otto, Matheus A. ; Zanette, Régis A. ; TONIN, A.A. ; LOPES, S.T.A. ; MONTEIRO, S.G. . Thrombocytopenia and increased clotting time in rats acutely infected by Trypanosoma evansi. Comparative Clinical Pathology (Print) , v. 20, p. 151-154, 2011.

  • Paim, Francine C. ; Duarte, Marta M.M.F. ; Costa, MÃrcio M. ; Da Silva, Aleksandro S. ; Wolkmer, PatrÃ&shy ; Silva, CÃssia B. ; Paim, Carlos B.V. ; FranÃa, Raqueli T. ; Mazzanti, Cinthia M.A. ; Monteiro, Silvia G. ; Krause, Alexandre ; Lopes, Sonia T.A. . Cytokines in rats experimentally infected with Trypanosoma evansi. Experimental Parasitology , v. 128, p. 365-370, 2011.

  • Paim, Francine C. ; Da Silva, Aleksandro S. ; Wolkmer, Patrícia ; Costa, Márcio M. ; da Silva, Cássia B. ; Paim, Carlos B.V. ; Oliveira, Mauro S. ; Silva, Luiz F.A. ; Mello, Carlos F. ; Monteiro, Silvia G. ; Mazzanti, Cinthia M.A. ; Lopes, Sonia T.A. . Trypanosoma evansi: Concentration of 3-nitrotyrosine in the brain of infected rats. Experimental Parasitology , v. 129, p. 27-30, 2011.

  • FRANÇA, RAQUELI T. ; Da Silva, Aleksandro S. ; Wolkmer, Patrícia ; OLIVEIRA, VITOR A. ; PEREIRA, MARIA E. ; LEAL, MARTA L. R. ; SILVA, CÁSSIA B. ; NUNES, MATHEUS A. G. ; DRESSLER, VALDERI L. ; Mazzanti, Cinthia M. ; Monteiro, Silvia G. ; Lopes, Sonia T. A. . Delta-aminolevulinate dehydratase activity in red blood cells of rats infected with Trypanosoma evansi. Parasitology (London. Print) , v. 138, p. 1272-1277, 2011.

  • SILVA, C. B. ; PAGNOCELLI, M. ; FRANÇA, R.T. ; MARTINS, D. B. ; KRAUSE, A. ; MAZZANTI, C.M.A. ; LOPES, S.T.A. . Mastocitoma e mastocitemia em um cão. MEDVEP. Revista Científica de Medicina Veterinária. Pequenos Animais e Animais de Estimação , v. 9, p. 293-298, 2011.

  • DA SILVA, A.S. ; PIMENTEL, V. ; FIORENZA, A. ; FRANÇA, R.T. ; TONIN, A.A. ; JAQUES, J. ; LEAL, C. ; SILVA, C. B. ; MORSCH, V. ; SCHETINGER, M. R. ; LOPES, S.T.A. ; MONTEIRO, S.G. . Activity of cholinesterases and adenosine deaminase in blood and serum of rats experimentally infected with Trypanosoma cruzi. Annals of Tropical Medicine and Parasitology , v. 105, p. 385-391, 2011.

  • SILVA, C. B. ; WOLKMER, P. ; Da Silva, A. S. ; Paim, F. C. ; Tonin, A. A. ; Castro, V. S. P. ; Felin, D. V. ; Schmatz, R. ; Goncalves, J. F. ; Badke, M. R. T. ; Morsch, V. M. ; Mazzanti, C. M. ; Lopes, S. T. A. . Cholinesterases as markers of inflammatory process in rats infected with Leptospira interrogans sorovar icterohaemorrhagiae. Journal of Medical Microbiology , v. 61, p. 278-284, 2011.

  • Kipper, M. ; DA SILVA, A.S. ; Oliveira, C.B. ; Andretta, I. ; PAIM, F.C. ; da Silva, C.B. ; Leon, R. ; Corrêa, K. ; Stainki, D.R. ; LOPES, S.T.A. ; MONTEIRO, S.G. . Relationship between splenic sequestration and thrombocytopenia in Trypanosoma evansi infection in rats. Research in Veterinary Science , v. 91, p. 240-242, 2011.

  • Castro, Verônica S. P. ; Da Silva, Aleksandro S. ; Pimentel, Victor C. ; Castro, Jorge L. C. ; Wolkmer, Patrícia ; Costa, Márcio M. ; Lopes, Sonia T. A. ; da Silva, Cássia B. ; Mazzanti, Cinthia M. ; Thomé, Gustavo R. ; Oliveira, Daniele C. ; Schetinger, Maria R. C. ; Alves, Sydney H. . Adenosine Deaminase Activity in Serum and Lymphocytes of Rats Infected with Sporothrix schenckii. Mycopathologia (Dordrecht. Online) , v. 29, p. 630-635, 2011.

  • Cássia B. da Silva . Diabetes em animais de estimação. Amigo Bicho.

  • Cássia B. da Silva ; LOPES, S. T. A. ; VIELMO, G. . Peroxidação lipídica em córtex cerebral de coelhos experimentalmente infectados pelo BoHV-5. In: Jornada Acadêmica Integrada, 2014, Santa Maria. Anais da 29ª JAI, 2014.

  • Cássia B. da Silva ; LOPES, S. T. A. ; MINUZZI, C. E. . ATIVIDADE DAS ECTONUCLEOTIDASES EM SINAPTOSSOMAS DE COELHOS EXPERIMENTALMENTE INFECTADOS POR HERPESVÍRUS BOVINO TIPO 5. In: Jornada Acadêmica Integrada, 2014, Santa Maria. Anais da 29ª JAI, 2014.

  • CARVALHO, F. B. ; WOLKMER, P. ; SILVA, C. B. ; PAIM, F.C. ; CARDOSO, A. ; ABDALLA, F. H. ; PALMA, H. E. ; LOPES, S. T. A. ; ANDRADE, C. M. ; SCHETINGER, M. R. . Pre-treatment with curcumin modulates the response of ectonucleotidases in rats infected with Trypanosoma evansi. In: 4th Brazilian Purine Club Meeting, 2013, Canela. 4th Brazilian Purine Club Meeting - Perspectives of Purinergic Signaling: From Structures to Functions and Translational Research, 2013.

  • CECCO, B.S. ; MAZZANTI, C. M. ; WOLKMER, P. ; SILVA, C. B. ; MONTEIRO, S.G. ; DA ROSA, MICHELLE M. . INFECÇÃO POR TRYPANOSOMA EVANSI CAUSA ANSIEDADE, DÉFICIT DE MEMÓRIA E ALTERAÇÕES NO SISTEMA COLINÉRGICO EM RATOS INFECTADOS EXPERIMENTALMENTE. In: 26ª Jornada Acadêmica Integrada, 2011, Santa Maria. 26ª Jornada Acadêmica Integrada - Anais 2011, 2011.

  • MELLO, C. B. E. ; SILVA, C. B. ; LOPES, S.T.A. ; WOLKMER, P. ; PAIM, F.C. ; MONTEIRO, S.G. . TRYPANOSOMA EVANSI: METABOLISMO DO FERRO E SUA RELAÇÃO COM ANEMIA. In: 26ª Jornada Acadêmica Integrada, 2011, Santa Maria. 26ª Jornada Acadêmica Integrada - Anais 2011, 2011.

  • SILVA, C. B. ; PAGNOCELLI, M. ; FRANÇA, R.T. ; BROLO, D. M. ; LOPES, S.T.A. ; MAZZANTI, C.M.A. . Mastocitoma e mastocitemia em um cão. In: I Congresso de Iniciação Científica e Pós-Graduação, 2010, Florianópolis. Anais I CICPG, 2010.

  • WOLKMER, P. ; SILVA, C. B. ; FRANCISCATO, C. ; DA SILVA, A.S. ; TRAESEL, C.K. ; PAGNOCELLI, M. ; PEREIRA, M. E. ; MONTEIRO, S.G. ; LOPES, S.T.A. . EFEITO DA INFECÇÃO EXPERIMENTAL POR TRYPANOSOMA EVANSI NA ATIVIDADE DA COLINESTERASE SANGUÍNEA DE RATOS WISTAR. In: XV Congresso Brasileiro de Parasitologia Veterinária e II Seminário de Parasitologia Veterinária dos Países do Mercosul, 2008, Curitiba. Anais, Palestras e Resumos, 2008.

  • SILVA, C. B. ; WOLKMER, P. ; TRAESEL, C.K. ; FRANCISCATO, C. ; SCHMIDT, C. ; CARGNELUTTI, J.F. ; PAIM, F.C. ; PAGNOCELLI, M. ; LOPES, S.T.A. . Atividade da acetilcolinesterase no cérebro e cerebelo de ratos wistar inoculados com Trypanossoma evansi. In: 35a Congresso Brasilero de Medicina Veterinária, I Encontro de Saúde Pública Veterinária do Conesul, 17o Congresso Estadual de Medicina Veterinária, 3o Congresso Estadual da Anclivepa, 5o Congresso de Médicos Veterinários do Conesul, 11a Expovet, 2008, Gramado. Anais do 35 Congresso Brasilero de Medicina Veterinária, 2008.

  • PAIM, F.C. ; TRAESEL, C.K. ; SCHMIDT, C. ; SILVA, C. B. ; WOLKMER, P. ; MACHADO, M.C. ; LOPES, S.T.A. . Bioquímica sérica de frangos de corte suplementados com óleos essenciais na ração. In: 35o Congresso Brasileiro de Medicina Veterinária, 1o Encontro de Saúde Pública Veterinária do Conesul, 17o Congresso Estadual de Medicina Veterinária, 3o Congresso Estadual da Anclivepa, 5o Congresso de Médicos Veterinários do Conesul, 11o Expovet, 2008, Gramado. Anais do 35 Congresso Brasileiro de Medicina Veterinária, 2008.

  • SCHMIDT, C. ; WOLKMER, P. ; DA SILVA, A.S. ; FRANCISCATO, C. ; TRAESEL, C.K. ; DORNELLES, T.E.A. ; PAIM, F.C. ; PAGNOCELLI, M. ; SILVA, C. B. ; LOPES, S.T.A. . Atividade da butirilcolinesterase na infecção aguda por Trypanosoma evansi em ratos wistar. In: 35 Congresso Brasileiro de Medicina Veterinária - CONBRAVET, 2008, Gramado. Anais do 35 Congresso Brasileiro de Medicina Veterinária - CONBRAVET, 2008.

  • CASTRO, F. O. ; ANDRADE, CINTHIA M. ; ENGELMANN, ANA MARTIELE ; SILVA, CÁSSIA BAGOLIN DA ; MELLO, C. B. E. . Citologia aspirativa por agulha fina: elevada acurácia no diagnóstico de tumores cutâneos e subcutâneos em cães. In: 34ª Jornada Acadêmica Integrada, 2019, Santa Maria. Anais 34ª JAI, 2019. v. 34.

  • RODRIGUES, H. B. ; LOPES, S. T. A. ; SILVA, CÁSSIA BAGOLIN DA ; FRANCA, R. T. ; DORNELLES, G.L. . PERCENTUAL DE PLAQUETAS RETICULADAS E DETECÇÃO DE ANTICORPOS IGM E IGG LIGADOS À SUPERFÍCIE DE PLAQUETAS EM CÃES COM RANGELIOSE. In: 31ª Jornada Acadêmica Integrada, 2016, Santa Maria. Anais 31ª JAI, 2016. v. 31.

  • MORTARI, M. R. ; LOPES, S. T. A. ; DORNELLES, G. L. ; FRANCA, R. T. ; SILVA, CÁSSIA BAGOLIN DA . ANTICORPOS IgM E IgG NA SUPERFÍCIE DE ERITRRÓCITOS E RESPOSTA A ANEMIA EM CÃES NATURALMENTE INFECTADOS POR RANGELIA VITALLI. In: 31ª Jornada Acadêmica Integrada, 2016, Santa Maria. Anais 31ª JAI, 2016. v. 31.

  • SILVA, C. B. ; FRANÇA, R.T. ; SCHAFER, A. S. ; PILLAT, M.M. ; DORNELLES, G.L. ; ULRICH, A. H. ; LOPES, S.T.A. . TROMBOCITOPENIA EM CÃES COM RANGELIOSE: DETECÇÃO DE ANTICORPOS LIGADOS À SUPERFÍCIE PLAQUETÁRIA E AVALIAÇÃO DA TROMBOPOIESE. In: XXIV Congresso da Sociedade Brasileira de Parasitologia (XXIV CBP) e do XXIII Congresso Latinoamericano de Parasitologia ? CLP/FLAP, 2015, Salvador. Anais do XXIV Congresso da Sociedade Brasileira de Parasitologia (XXIV CBP) e do XXIII Congresso Latinoamericano de Parasitologia ? CLP/FLAP, Salvador, Bahia, Brasil. - 2015., 2015. v. 24. p. 1-1128.

  • SCHAFER, A. S. ; FRANÇA, R.T. ; SILVA, C. B. ; PILLAT, M. M. ; DORNELLES, G.L. ; ULRICH, A. H. ; LOPES, S.T.A. . DETECÇÃO DE IGM E IGG NA SUPERFÍCIE ERITROCITÁRIA E AVALIAÇÃO DA RESPOSTA À ANEMIA NA INFECÇÃO POR RANGELIA VITALII. In: XXIV Congresso da Sociedade Brasileira de Parasitologia (XXIV CBP) e do XXIII Congresso Latinoamericano de Parasitologia ? CLP/FLAP, 2015, Salvador. Anais do XXIV Congresso da Sociedade Brasileira de Parasitologia (XXIV CBP) e do XXIII Congresso Latinoamericano de Parasitologia ? CLP/FLAP, 2015. v. 24. p. 1-1128.

  • GRESSLER, L. T. ; Oliveira, C.B. ; CORADINI, K. ; ROSA, L. DALLA ; GRANDO, T. H. ; BALDISSERA, M. D. ; ZIMMERMANN, C. E. ; Da Silva, A. S. ; ALMEIDA, T. C. ; HERMES, C. L. ; Wolkmer, Patrícia ; SILVA, CÁSSIA B. ; MOREIRA, K. L. S. ; BECK, R. C. R. ; MORESCO, R. N. ; DA VEIGA, M. L. ; STEFANI, L. M. ; Monteiro, Silvia G. . ATIVIDADE TRIPANOCIDA DA CURCUMINA LIVRE E NANOENCAPSULADA SOBRE TRYPANOSOMA EVANSI. In: XVIII Congresso Brasileiro de Parasitologia Veterinária, 2014, Gramado - RS. XVIII Congresso Brasileiro de Parasitologia Veterinária - Anais 2014, 2014.

  • OLIVEIRA, C. B. ; CAMILLO, G. ; CADORE, G. C. ; Cássia B. da Silva ; ANJOS LOPES, SONIA TEREZINHA ; SANGIONI, L.A. ; VOGEL, F. S. F. ; BITENCOURT, M. M. . DETECÇÃO DE ANTICORPOS ANTI-TOXOPLASMA GONDII EM FELINOS DOMÉSTICOS. In: XVIII Congresso Brasileiro de Parasitologia Veterinária, 2014, Gramado - RS. XVIII Congresso Brasileiro de Parasitologia Veterinária - Anais 2014, 2014.

  • GIORDANI, L. ; SILVA, C. B. ; LOPES, S.T.A. ; PAGNOCELLI, M. ; FRANÇA, R.T. ; COSTA, M.M. . Coagulação intravascular disseminada em um cão. In: 25ª Jornada Acadêmica Integrada da UFSM, 2010, Santa Maria. Anais da 25ª Jornada Acadêmica Integrada da UFSM, 2010.

  • ZIMPEL, C.K. ; SILVA, C. B. ; LOPES, S.T.A. ; DORNELLES, G.L. ; OKAMOTO, A.P. ; Mello, C. B. E. . Pleuropneumonia equina. In: 25ª Jornada Acadêmica Integrada da UFSM, 2010, Santa Maria. 25ª Jornada Acadêmica Integrada da UFSM, 2010.

  • FELIN, D.V. ; MAZZANTI, C.M.A. ; LOPES, S.T.A. ; SILVA, C. B. ; ROSOLEN, D. ; WOLKMER, P. . Acetilcolinesterase e butirilcolinesterase como marcadores inflamatórios na infecção experimental por Leptospira icterohaemorrhagiae em ratos.. In: 25ª Jornada Acadêmica Integrada da UFSM, 2010, Santa Maria. 25ª Jornada Acadêmica Integrada da UFSM, 2010.

  • PAIM, F.C. ; LOPES, S. T. A. ; LANCINI, A. R. ; SILVA, C. B. ; MAZZANTI, C. M. . Anemia hemolítica imunomediada idiopática em um cão. In: 24ª Jornada Acadêmica Integrada, 2009. 24ª Jornada Acadêmica Integrada - Anais 2009, 2009.

  • SILVA, V. C. ; MAZZANTI, C.M.A. ; SILVA, C. B. ; RODRIGUES, D. ; DORNELLES, G.L. ; COSTA, M.M. . Derrames cavitários: efusões mais frequentes e melhores critérios para avaliação. In: 24ª Jornada Acadêmica Integrada, 2009. 24ª Jornada Acadêmica Integrada - Anais 2009, 2009.

  • SILVA, C. B. ; MARTINS, D. B. ; FELIN, D.V. ; PAGNOCELLI, M. ; FRANÇA, R.T. ; LOPES, S.T.A. . Mastocitemia em um cão. In: 24ª Jornada Acadêmica Integrada, 2009. 24ª Jornada Acadêmica Integrada - Anais 2009, 2009.

  • PAIM, F.C. ; WOLKMER, P. ; VARGAS, D.L.B ; SILVA, C. B. ; SCHMIDT, C. ; DORNELLES, T.E.A. ; LOPES, S.T.A. . RESULTADOS HEMATOLOGICOS E BIOQUIMICOS DE UM POTRO INFECTADO COM BABESIA EQUI. In: XV Congresso Brasileiro de Parasitologia Veterinária, 2008, Curitiba. Anais do XV Congresso Brasileiro de Parasitologia Veterinária CR-ROOM, 2008.

  • DA SILVA, A.S. ; WOLKMER, P. ; Zanette, Régis A. ; Faccio, Luciana ; SILVA, C. B. ; LOPES, S.T.A. ; MONTEIRO, S.G. . MEGACARIOCITOS E TEMPO DE COAGULAÇÃO EM RATOS INFECTADOS EXPERIMENTALMENTE POR TRYPANOSOMA EVANSI. In: XV Congresso Brasileiro de Parasitologia Veterinaria, 2008, Curitiba. Anais do XV Congresso Brasileiro de Parasitologia Veterinaria, CD-ROOM, 2008.

  • SILVA, C. B. ; CARGNELUTTI, J.F. ; FLORES, E. F. . POSSE RESPONSÁVEL DE ANIMAIS DOMÉSTICOS: CONSCIENTIZAÇÃO NAS ESCOLAS PÚBLICAS DE ENSINO FUNDAMENTAL DE SANTA MARIA, RS.. In: 22ª Jornada Acadêmica Integrada, 2007, Santa Maria. 22ª Jornada Acadêmica Integrada, 2007.

  • CARGNELUTTI, J.F. ; TRAESEL, CAROLINA KIST ; WOLKMER, P. ; SCHMIDT, C. ; SILVA, C. B. ; PAIM, F.C. ; COSTA, M.M. ; SANTURIO, J.M. ; LOPES, S. T. A. . Perfil bioquímico sérico de frangos suplementados com óleos essenciais em diferentes concentrações na ração, em comparação a promotores de crescimento à base de antibióticos. In: 34ª CONBRAVET - Congresso Brasileiro de Veterinária, 2007, Santos. 35ª CONBRAVET - Congresso Brasileiro de Veterinária - Anais, 2007.

  • Silva, Cássia Bagolin ; FRANCA, R. T. ; SCHAFER, A. S. ; PILLAT, M. M. ; DORNELLES, G. L. ; ULRICH, A. H. ; LOPES, S. T. A. . Trombocitopenia em cães com rangeliose: detecção de anticorpos ligados à superfície plaquetária e avaliação da trombopoiese. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SILVA, C. B. . Ciclo de Palestras em Pequenos Animais - Avaliação dos Exames Laboratoriais. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • SILVA, C. B. ; PAGNOCELLI, M. ; MARTINS, D. B. ; LOPES, S. T. A. ; MAZZANTI, C. M. . Mastocitoma e mastocitemia em um cão. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SILVA, C. B. ; MARTINS, D. B. ; FELIN, D.V. ; PAGNOCELLI, M. ; FRANCA, R. T. ; LOPES, S. T. A. . Mastocitemia em um cão. 2009. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • SILVA, C. B. ; WOLKMER, P. ; FRANCISCATO, C. ; TRAESEL, C.K. ; DA SILVA, A.S. ; SCHMIDT, C. ; CARGNELUTTI, J.F. ; PAIM, F.C. ; PAGNOCELLI, M. ; LOPES, S.T.A. . Atividade da acetilcolinesterase no cérebro e cerebelo de ratos wistar inoculados com Trypanosoma evansi.. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • WOLKMER, P. ; SILVA, C. B. ; FRANCISCATO, C. ; DA SILVA, A.S. ; TRAESEL, C.K. ; PAGNOCELLI, M. ; PEREIRA, M. E. ; MONTEIRO, S.G. ; LOPES, S.T.A. . Efeito da infecção experimental por Trypanosoma evansi na atividade da colinesterase sanguínea de ratos wistar. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SILVA, C. B. ; CARGNELUTTI, J.F. ; FLORES, E. F. . Posse responsável de animais domésticos: Conscientização nas escolas públicas de ensino fundamental de Santa Maria, RS.. 2007. (Apresentação de Trabalho/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2019 - Atual

    Saúde no ambiente veterinário: Análise de acidentes e riscos ocupacionais no Hospital Veterinário da Universidade Federal de Santa Maria, Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Cássia Bagolin da Silva - Integrante / Cinthia Melazzo de Andrade - Coordenador / daniele rodrigues - Integrante.

  • 2018 - Atual

    EFEITO DO ÁCIDO ELÁGICO NA INFLAMAÇÃO SISTÊMICA E NA NEUROINFLAMAÇÃO INDUZIDAS POR LIPOPOLISSACARÍDEOS, Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Cássia Bagolin da Silva - Integrante / Guilherme L Dornelles - Integrante / Cinthia Melazzo de Andrade - Coordenador.

  • 2015 - 2019

    ANTICORPOS ANTI-ERITRÓCITOS, ANTI-PLAQUETAS, PRESENÇA DE MICROPARTÍCULAS CELULARES E PERFIL OXIDATIVO DE LESÃO EM HAMSTERS INFECTADOS EXPERIMENTALMENTE POR Leptospira interrogans, SOROVAR Canicola, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Sonia Terezinha dos Anjos Lopes em 17/01/2016., Descrição: Leptospira interrogans (L.interrogans) é uma bactéria causadora de enfermidade grave em diversas espécies. Dentre os sinais clínicos da Leptospirose estão anemia e distúrbios hemolíticos e hemorrágicos. A anemia pode ser hemolítica imunomediada ou apresentar outras características dependendo da espécie. A trombocitopenia, quando causada por agente infeccioso, pode ser decorrente de diferentes combinações, como supressão na produção de plaquetas, alteração na distribuição, aumento do consumo, destruição imunomediada e não imunomediada. Entretanto, os mecanismos que levam a essas alterações na leptospirose permanecem desconhecidos. A detecção de anticorpos ligados à superfície de eritrócitos e plaquetas pode ser útil na avaliação de pacientes com suspeita de anemia hemolítica imune e trombocitopenia imunomediada, indicando desregulação imunológica. As plaquetas ativadas também podem ser avaliadas, pois se elevam na circulação em doenças inflamatórias e na anemia hemolítica imunomediada, indicando aumento de tendências pró-trombóticas. A avaliação da resposta da medula óssea à anemia é bem descrita, e muito utilizada para terapêutica, acompanhamento e prognóstico. A contagem de reticulócitos realizada pela citometria de fluxo é o método que apresenta maior acurácia. Porém, em relação à regeneração em casos de trombocitopenia, a avaliação usualmente limita-se à colheita de medula óssea. A avaliação da resposta periférica para trombocitopenia é feita através da contagem de plaquetas reticuladas. Micropartículas celulares (MPs) contêm um subconjunto do proteoma de sua célula-mãe, e sua pronta disponibilidade em fluidos biológicos tem levantado grande interesse em seu estudo, sendo utilizadas como marcadores de dano celular. Apesar de suas funções ainda serem pouco conhecidas, há cada vez mais evidências de que as MPs estão envolvidas em um amplo espectro de atividades biológicas, tais como a hemostasia, trombose, inflamação, transferência de proteínas de superfície e angiogênese. Neste contexto, objetiva-se avaliar os mecanismos patológicos da anemia trombocitopenia e vasculopatias em hamsters infectados experimentalmente com L. interrogans, sorovar Canícola. Para isso, serão utilizados 36 animais divididos em 4 grupos a serem avaliados no sexto dia após a infecção experimental (C6, C6T, I6, I6T), e mais 4 grupos que serão avaliados no décimo segundo dia após a infecção experimental (C12, C12T, I12, I12T).Os animais dos grupos C6T, I6T, C12T I12T serão previamente tratados com quelante (deferoxamina 20mg/kg), nos dias -6, -4 e -2. O hemograma completo, a contagem de reticulócitos, detecção de anticorpos ligados à superfície de eritrócitos serão avaliados no sangue total com o emprego de reagentes e anticorpos específicos para sua detecção. Para avaliação das plaquetas reticuladas, plaquetas ativadas, presença de anticorpos ligados à superfície das plaquetas as análises serão realizadas no plasma rico em plaquetas (PRP). Micropartículas serão mensuradas no plasma pobre em plaquetas (PPP) com o auxilio de microesferas para correta detecção.Serão realizadas dosagem de ferro sérico, Status Oxidante (TOS) e Capacidade Antioxidante (TAC), perfil oxidativo e estudos Imunocitoquímicos de lesão visceral, Dosagem de PDF e TTPA,. Espera-se com este trabalho esclarecer se há o envolvimento de anticorpos na anemia e trombocitopenia nos cães infectados, bem como sua resposta regenerativa. Além disso, buscamos investigar o envolvimento de micropartículas na patogenia da doença e testar o efeito antioxidante do quelante utilizado.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Cássia Bagolin da Silva - Integrante / SONIA TEREZINHA DOS ANJOS LOPES - Coordenador / GUILHERME LOPES DORNELLES - Integrante / Cinthia Melazzo de Andrade - Integrante / ANDERSON OLIVEIRA SOBROZA - Integrante / Micheli Mainardi Pillat - Integrante / LETÍCIA DOS SANTOS PETRY - Integrante.

  • 2015 - 2017

    DETERMINAÇÃO DE ANTICORPOS ANTI-ERITRÓCITOS, ANTI-PLAQUETAS E PRESENÇA DE MICROPARTÍCULAS CELULARES EM CÃES NATURALMENTE INFECTADOS POR Rangelia vitalii, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Sonia Terezinha dos Anjos Lopes em 17/01/2016., Descrição: Rangelia vitalii (R. vitalii) é um protozoário do filo Apicomplexa, classe Aconoidasida, ordem Piroplasmida e família Babesiidae. A rangeliose até o momento só foi descrita em canídeos domésticos e selvagens. Os sinais clínicos apresentados pelo animal comumente estão relacionados à anemia e trombocitopenia severa. A anemia geralmente é hemolítica imunomediada extravascular. A trombocitopenia quando causada por agente infeccioso pode ser decorrente de diferentes combinações, como supressão na produção de plaquetas, alteração na distribuição, aumento do consumo, destruição imunomediada e não imunomediada. Entretanto, os mecanismos que levam a essas alterações na rangeliose permanecem desconhecidos. A detecção de anticorpos ligados à superfície de eritrócitos e plaquetas pode ser útil na avaliação de pacientes com suspeita de anemia hemolítica imune e trombocitopenia imunomediada, indicando desregulação imunológica. As plaquetas ativadas também podem ser avaliadas, pois se elevam na circulação em doenças inflamatórias e na anemia hemolítica imunomediada, indicando aumento de tendências pró-trombóticas. Micropartículas celulares (MPs) contêm um subconjunto do proteoma de sua célula-mãe, e sua pronta disponibilidade em fluidos biológicos tem levantado grande interesse em seu estudo, sendo utilizadas como marcadores de dano celular. Apesar de suas funções ainda serem pouco conhecidas, há cada vez mais evidências de que as MPs estão envolvidas em um amplo espectro de atividades biológicas, tais como a hemostasia, trombose, inflamação, transferência de proteínas de superfície e angiogênese. Neste contexto, objetiva-se avaliar os mecanismos patológicos da anemia e trombocitopenia em cães infectados naturalmente por R. vitalii. Para isso, serão utilizadas dez amostras sanguíneas de cães naturalmente infectados com R. vitaliiencaminhadas aoLaboratório de Análises Clinicas Veterinária (LacVet) para avaliação hematológica , e dez amostras de cães hígidosatendidos no Hospital Veterinário Universitário da UFSM (HVU/UFSM) para avaliação rotineira de procedimentos eletivos, como castração. Uma alíquota daamostra (0,5L), será encaminhada para realização da reação em cadeia da polimerase (PCR)para confirmação doR. vitalii. As amostras de sangue contendo anticoagulante ácido etilenodiamino tetra-acético (2 mL) e citrato de sódio (4 mL) serão encaminhadas ao laboratório para análises hematológicas, o restante da amostra será utilizada para as análises descritas nesse projeto. O hemograma completo, a detecção de anticorpos ligados à superfície de eritrócitos serão avaliados no sangue total com o emprego de reagentes e anticorpos específicos para sua detecção. Para avaliação das plaquetas ativadas e presença de anticorpos ligados à superfície das plaquetas as análises serão realizadas no plasma rico em plaquetas (PRP). Micropartículas serão mensuradas no plasma pobre em plaquetas (PPP) com o auxílio de microesferas para correta detecção. Espera-se com este trabalho estabelecer o envolvimento de anticorpos na anemia e trombocitopenia nos cães naturalmente infectados por R. vitalii. Além disso, busca-se investigar o envolvimento de micropartículas na patogenia da doença.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Cássia Bagolin da Silva - Integrante / SONIA TEREZINHA DOS ANJOS LOPES - Coordenador / GUILHERME LOPES DORNELLES - Integrante / Raqueli T França - Integrante / Cinthia Melazzo de Andrade - Integrante / Andressa Salvadori Schafer - Integrante.

  • 2013 - 2016

    EFEITO DA INFECÇÃO EXPERIMENTAL POR HERPESVIRUS BOVINO TIPO 5 SOBRE AS ENZIMAS DE MEMBRANA Na+, K+-ATPase, ChAT E RECEPTORES COLINÉRGICOS NICOTÍNICOS E MUSCARÍNICOS, Descrição: O herpesvírus bovino tipo 5 (BoHV-5) é associado à infecções neurológicas acompanhadas de meningoencefalite, acometendo principalmente bovinos jovens. Os herpesvírus têm sido alvo de constantes estudos que visam elucidar os mecanismos envolvidos no estabelecimento da infecção. Entretanto, ainda existem muitas dúvidas acerca das estratégias utilizadas por esses agentes para estabelecer infecção e desencadear os sinais clínicos. A infecção pelo BoHV-5 é geralmente associada à doença neurológica letal e, sabe-se que a enzima Na+, K+-ATPase está presente em alta concentração nas membranas celulares do cérebro sendo sua atividade crucial para a função cerebral, ainda, alterações nesta enzima contribuem para o desenvolvimento de convulsões e poderiam disparar a morte celular programada. Acredita-se que mecanismos relacionados às modificações moleculares a nível da membrana neuronal, como alterações nas enzimas Na+, K+-ATPase, ChAT e receptores colinérgicos, poderiam contribuir para o desenvolvimento dos sinais neurológicos observados durante a infecção pelo BoHV-5, assim como para a disseminação viral. Neste contexto, objetiva-se avaliar se infecção experimental pelo BoHV-5 em coelhos é capaz de promover alterações na atividade das enzimas Na+, K+-ATPase, ChAT e na densidade de receptores nicotínicos 7 e muscarínicos M1, que contribuiriam para o mecanismo neuropatogênico desenvolvido pelos animais infectados. Para isso serão utilizados 30 coelhos, distribuídos em quatro grupos, sendo dois grupos controles não infectados (C7 e C12; n=6) e dois grupos testes (T7 e T12, n=9) inoculados com BoHV-5 SV-507/99. Amostras de sangue e estruturas cerebrais serão coletadas no dia sete (Grupo C7 e T7) e no dia doze pós-inoculação (Grupos C12 e T12). A partir de frações encefálicas coletadas serão preparados sinaptossomas para ensaio da atividade da Na+, K+-ATPase, homogenatos para determinação da densidade de receptores colinérgicos e cortes histológicos para densidade da ChAT. Espera-se com este trabalho esclarecer o papel destas enzimas e receptores na etiologia das desordens neurológicas observadas na meningoencefalite herpética.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Cássia Bagolin da Silva - Coordenador / SONIA TEREZINHA DOS ANJOS LOPES - Integrante / FRANCINE CHIMELO PAIM - Integrante / Eduardo Furtado Flores - Integrante.

  • 2013 - 2015

    INFLUÊNCIA DA INFECÇÃO POR Leptospira interrogans - SOROVAR Icterohaemorrhagiae - NO METABOLISMO DE FERRO EM HAMSTERS EXPERIMENTALMENTE INFECTADOS, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Sonia Terezinha dos Anjos Lopes em 17/01/2016., Descrição: A bactéria Leptospira interrogans é o agente etiológico da doença conhecida como Leptospirose, doença de ampla distribuição geográfica comumente observada infectando diversas espécies de animais domésticos e humanos. A anemia é uma característica comum e talvez a mais importante nas infecções por L. interrogans, porém, os mecanismos pelos quais ela se origina ainda não foram completamente elucidados. Considerando-se que deficiência de ferro pode desempenhar um papel crucial na anemia causada pela Leptospirose, devido ao seu envolvimento nos processos hematopoiéticos, o objetivo deste estudo será avaliar os possíveis efeitos da infecção experimental por L. interrogans, sorovar Icterohaemorrhagiae, sobre disponibilidade do ferro utilizando como modelo experimental Hamsters. Para isso serão utilizados 32 hamsters machos, distribuídos em quatro grupos, sendo dois Grupos Controle (C5 e C30) composto de seis animais não inoculados em cada grupo e dois Grupos Teste (T5 e T30) com 10 animais, inoculados com L. interrogans (Icterohaemorrhagiae) em cada grupo. Amostras de sangue serão coletadas no quinto dia pós-inoculação (Grupo C5 e T5) e trinta dias pós-inoculação (Grupos C30 e T30). A disponibilidade de ferro será determinada em soro, utilizando-se kits comerciais de ferro cromazurol e ferrozine, ferritina, transferrina e capacidade de ligação do ferro. A medula óssea também será avaliada quanto à presença de ferro, através da reação de Pearls. Estas avaliações poderão demonstrar se a infecção por Leptospiras causa alterações na disponibilidade sanguínea do ferro e de suas formas de armazenagem e carreamento e, ainda, estocagem em nível de medula óssea. Os resultados obtidos com este trabalho poderão auxiliar no esclarecimento da patogênese da anemia em animais infectados por L. interrogans.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (4) . , Integrantes: Cássia Bagolin da Silva - Integrante / SONIA TEREZINHA DOS ANJOS LOPES - Coordenador / GUILHERME LOPES DORNELLES - Integrante / RAQUELI TERESINHA FRANÇA - Integrante / ALEXANDRE ALBERTO TONIN - Integrante / Marta L. R. Leal - Integrante / Cinthia Melazzo de Andrade - Integrante / ANDERSON OLIVEIRA SOBROZA - Integrante.

  • 2013 - 2015

    INFECÇÃO EXPERIMENTAL POR Toxoplasma gondii: AVALIAÇÃO DE PARÂMETROS DO SISTEMA COLINÉRGICO E PURINÉRGICO EM AMOSTRAS DE SANGUE E ENCÉFALO, E DO EFEITO TERAPÊUTICO DE UM PROTOCOLO BASEADO NA UTILIZAÇÃO DE UM ANÁLOGO DE ADENOSINA, Descrição: Toxoplasma gondii, um coccídeo intracelular obrigatório, infecta naturalmente o homem, animais selvagens e domésticos, tendo os membros da família Felidae como seus hospedeiros definitivos. A infecção por este protozoário resulta em uma resposta imunológica, alterações funcionais, bioquímicas e estruturais, especialmente no sistema nervoso central (SNC). Neste sentido, o sucesso no processo de infecção pelo T. gondii está baseado em um delicado equilíbrio entre a resposta imune do hospedeiro, o qual tenta eliminar o parasito, e as estratégias de evasão do sistema imune provocada pelo próprio parasito. Em caso de danos teciduais, estes poderiam promover alterações nas enzimas dos sistemas purinérgico e colinérgico, importantes componentes da via de modulação, tanto na neurotransmissão, na regulação do sistema imune e da resposta inflamatória. Os nucleotídeos adenosina (ATP, ADP e AMP) e o nucleosídeo adenosina (ADO) sinalizam importantes vias para o funcionamento dos sistemas vascular, imune e nervoso e estão sujeitos à hidrólise pelas ectonucleotidases, um grupo de famílias enzimáticas (incluído entre as enzimas a E-NTPDase), e a adenosina deaminase (E-ADA). As enzimas acetilcolinesterase (AChE), e butirilcolinesterase (BChE) são principais componentes do sistema colinérgico, desempenham um papel essencial na regulação de funções vitais como movimento, aprendizagem e memória, além de modular a resposta inflamatória. Ainda não diretamente relacionado a possíveis alterações no sistema purinérgico e colinérgico na toxoplasmose, mas extremamente importante na progressão da doença, estão os modelos terapêuticos utilizados na tentativa de tratamento desta enfermidade. Estes se constituem pontos cruciais, pois esta apresentarem algumas limitações, uma vez que os medicamentos utilizados apresentam uma baixa eficiência e podem causar graves efeitos colaterais. Baseado nestas informações, este projeto tem por objetivo avaliar, em modelos de infecção experimental, os padrões de atividades das enzimas E-NTPDase e E-ADA, AChE e BChE, quantificar as purinas e testar um novo modelo terapêutico. Para tanto, este projeto se encontra dividido em três subprojetos, com os seguintes objetivos gerais: No primeiro, serão utilizados como modelo experimental ratos Wistar, infectados com a cepa RH de T. gondii, para que sejam avaliadas as atividades da E-NTPDase e E-ADA (ambas nos linfócitos), AChE (no sangue total e linfócitos) e BChE (no soro); no segundo subprojeto, camundongos serão infectados com as cepas RH e Me 49, para que se possa avaliar os níveis das purinas e a atividade da E-ADA no tecido cerebral; e no terceiro subprojeto, a cepa VEG servirá como inóculo de infecção para camundongos, avaliando-se a influência de um protocolo utilizando um análogo da adenosina sobre os níveis cerebrais das purinas. Testes complementares serão realizados em cada um destes subprojetos, na tentativa de garantir, principalmente, o êxito da infecção experimental, servindo de elementos na discussão dos resultados obtidos. Espera-se com este projeto averiguar o papel dos sistemas purinérgico e do colinérgico, bem como a resposta ao protocolo proposto nos modelos de toxoplasmose experimental a serem desenvolvidos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (3) . , Integrantes: Cássia Bagolin da Silva - Integrante / ALEXANDRE ALBERTO TONIN - Integrante / Raqueli T França - Integrante / Sonia T A Lopes - Coordenador.

  • 2013 - 2015

    INFECÇÃO EXPERIMENTAL POR Herpesvírus bovino tipo 5 EM COELHOS: EFEITOS NOS SISTEMAS COLINÉRGICO E PURINÉRGICO, PERFIL OXIDATIVO E CITOCINAS PRÓ E ANTI-INFLAMATÓRIAS, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Sonia Terezinha dos Anjos Lopes em 16/07/2013., Descrição: O herpesvírus bovino tipo 5 (BoHV-5) é associado à infecções neurológicas acompanhadas de meningoencefalite, acometendo principalmente bovinos jovens. A doença neurológica desenvolvida pelos animais é consequência da replicação e invasão viral progressiva no encéfalo, este vírus também é capaz de estabelecer e reativar infecção latente em seus hospedeiros. A variação de virulência depende de fatores virais e também do hospedeiro, especialmente idade e condição imunológica. Considerando que a infecção pelo BoHV-5 é capaz de promover danos em sistemas biológicos ativando a resposta imunológica e mediadores inflamatórios e seja capaz de promover uma condição de estresse oxidativo no hospedeiro; além de alterar importantes enzimas do sistema purinérgico e colinérgico, objetiva-se avaliar se alterações neuroquímicas e enzimáticas cerebrais e periféricas contribuem no mecanismo patológico desenvolvido pelos animais infectados com BoHV-5. Para isso serão utilizados 33 coelhos, distribuídos em seis grupos, sendo 3 grupos controles (C5, C30 e C40) composto de cinco animais não inoculados em cada grupo e 3 grupos testes (T5, T30 e T40) com seis animais, inoculados com BoHV-5 SV-507/99, em cada grupo. Amostras de sangue e estruturas cerebrais serão coletadas no quinto dia pós-inoculação (Grupo C5 e T5) e trinta dias pós-inoculação (Grupos C30 e T30). Aos animais restantes serão administradas cinco doses de dexametasona e aos 40 dias pós-inoculação serão coletadas amostras de sangue e estruturas cerebrais. A atividade das enzimas AChE, BChE, ADA, NTPDase, 5'-nucleotidase e o dano oxidativo serão avaliadas nas estruturas cerebrais. A atividade das enzimas AChE e catalase no sangue, BChE, dano oxidativo, enzimas antioxidantes e interleucinas no soro e ADA, NTPDase e 5'-nucleotidase nos linfócitos também serão avaliadas. Espera-se com este trabalho esclarecer o papel destes sistemas na reativação do vírus latente e na etiologia das desordens neurológicas.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Cássia Bagolin da Silva - Integrante / SONIA TEREZINHA DOS ANJOS LOPES - Coordenador / CAROLINA KIST TRAESEL - Integrante / PATRICIA WOLKMER - Integrante / Mazzanti, Cinthia M.A. - Integrante.

  • 2012 - 2014

    Resposta imune em cães experimentalmente infectados com Rangelia vitalii., Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Sonia Terezinha dos Anjos Lopes em 21/03/2013., Descrição: Rangelia vitalii é um protozoário transmitido por carrapatos que afeta principalmente cães jovens das áreas rurais e periurbanas no sul do Brasil. É o agente etiológico da doença conhecida popularmente como "peste do sangue" ou "nambiuvú". A infecção por R. vitalii causa anemia, icterícia, febre, esplenomegalia, linfadenopatia, hemorragia no trato gastrointestinal e sangramento persistente pelas bordas e face externa das orelhas, narinas e cavidade oral. O diagnóstico é baseado no histórico clínico, sinais clínicos, resposta favorável a terapia, observação do parasito no esfregaço sanguíneo e diagnóstico molecular. Nesse estudo objetivamos investigar a resposta imune na rangeliose, através da determinação sérica de citocinas, óxido nítrico, perfil eletroforético, proteínas de fase aguda e imunoglobulinas de cães experimentalmente infectados por Rangelia vitalii. Serão utilizados 11 cães distribuídos em dois grupos: grupo A (controle) composto por animais saudáveis (n=5) e um grupo B composto por animais inoculados com R. vitalii (n=6). Serão realizadas diariamente a avaliação clínica e parasitemia através de esfregaço de sangue periférico da ponta de orelha. Ainda, será coletado sangue pela veia jugular nos dias 0, 7, 14, 28 e 35 pós-inoculação (dpi) para a quantificação da parasitemia pela técnica PCR-real time. Nestes mesmos momentos serão realizados o perfil das citocinas séricas (GM-CSF, IFN-?, IL-10, IL-15, IL-18, IL-2, IL-6, IL-7, IL-8, IP-10, KC-like, MCP-1, TNF-?), dosagem de produtos de oxidação do óxido nítrico (NO) - nitrito (NO2-) e nitrato (NO3-), perfil eletroforético, dosagem de proteínas de fase aguda (proteína C-reativa e alfa 1 glicoproteína ácida) e imunoglobulinas (IgM, IgG, IgA e IgE). Espera-se com esse estudo determinar quais mecanismos estão envolvidos na resposta imune em cães experimentalmente infectados por Rangelia vitalii durante a fase aguda da doença. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Cássia Bagolin da Silva - Integrante / SONIA TEREZINHA DOS ANJOS LOPES - Coordenador / PATRICIA WOLKMER - Integrante / FRANCINE CHIMELO PAIM - Integrante / Mazzanti, Cinthia M.A. - Integrante.

  • 2010 - 2013

    Avaliação comportamental, neuroquímica e enzimática em ratos infectados experimentalmente com Trypanosoma evansi, Descrição: O Trypanosoma evansi é um protozoário de ampla distribuição geográfica que leva a anemia e no estágio final da doença são descritos sinais clínicos de distúrbio neurológico. Recentemente foi demonstrado que a infecção causa inibição da atividade da enzima acetilcolinesterase. Essa enzima regulatória controla a transmissão de impulsos nervosos através de sinapse colinérgica pela hidrólise do neurotransmissor excitatório acetilcolina. No entanto pouco se sabe sobre o efeito da infecção por T. evansi nas atividades neuroquímicas dos hospedeiros. Alterações em outros importantes neurotransmissores como dopamina e serotonina podem estar contribuindo no mecanismo patológico desenvolvidos pelos animais infectados. Assim, o propósito deste estudo será determinar as concentrações destes neurotransmissores (dopamina e serotonina) e metabólitos cerebrais como ácido homovanílico (HVA), ácido 5-hidroxiindolacético (5-HIAA) correlacionando com as possíveis alterações comportamentais desenvolvidas em animais na infecção aguda e crônica por T. evansi. Para isso serão utilizados 60 ratos, machos da linhagem Wistar, distribuídos em 4 grupos homogêneos, sendo Grupos Controle Agudo (n=5), animais não-inoculados, Grupos Teste Agudo (n=20) mantidos por 6 dias após a inoculação com T. evansi e após tratados, Grupos Controle Crônico (n=5), animais não-inoculados e três Grupos Teste Cronico (n=30) mantidos por 24 dias após a inoculação com T. evansi e após tratados. Avaliação do comportamento e coleta de material será realizado nos dias 0, 3, 6 e 18 na infecção aguda e 0, 6, 12, 18 24 e 36 na infecção crônica. Para avaliar o desenvolvimento da doença serão realizadas contagem de tripanossomos em câmara de Neubauer e hemograma. A concentração de dopamina, serotonina, ácido 3,4-diidroxifenilacético, ácido 5- hidroxiindolacético e atividade da acetilcolinesterase, serão determinadas em diferentes regiões do encéfalo. Os resultados deste estudo poderão demonstrar se a tripanosomose causa altera. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Cássia Bagolin da Silva - Integrante / SONIA TEREZINHA DOS ANJOS LOPES - Integrante / PATRICIA WOLKMER - Coordenador / ALEKSANDRO SCHAFER DA SILVA - Integrante / SILVIA GONZALEZ MONTEIRO - Integrante / GUILHERME LOPES DORNELLES - Integrante / CINTHIA MELAZZO DE ANDRADE MAZZANTI - Integrante / CRISTINA KRAEMER ZIMPEL - Integrante / BIANCA SANTANA DE CECCO - Integrante / JULIANO FERREIRA - Integrante / GUSTAVO ROBERTO THOME - Integrante.

  • 2010 - 2011

    INFLUÊNCIA DA INFECÇÃO POR Trypanosoma evansi NO METABOLISMO DE FERRO EM RATOS EXPERIMENTALMENTE INFECTADOS, Descrição: O Trypanosoma evansi é o agente etiológico da doença conhecida como Mal das Cadeiras ou Surra em equinos. Apresenta ampla distribuição geográfica e é comumente observado parasitando diversas espécies de animais domésticos e silvestres. A anemia é uma característica comum e talvez a mais importante nas infecções por T. evansi, porém, os mecanismos pelos quais ela se origina ainda não foram completamente elucidados. Considerando-se que deficiência de ferro pode desempenhar um papel crucial na anemia causada pela tripanossomose, devido ao seu envolvimento nos processos hematopoiéticos, o objetivo deste estudo será avaliar os possíveis efeitos da infecção experimental por Trypanosoma evansi sobre disponibilidade do ferro em ratos Wistar. Para isso serão utilizados 32 ratos, machos da linhagem Wistar, distribuídos em quatro grupos, sendo dois Grupos Controle (C5 e C30) composto de seis animais não inoculados em cada grupo e dois Grupos Teste (T5 e T30) com 10 animais, inoculados com T. evansi, em cada grupo. Amostras de sangue serão coletadas no quinto dia pós-inoculação (Grupo C5 e T5) e trinta dias pós-inoculação (Grupos C30 e T30). A disponibilidade de ferro será determinada em soro, utilizando-se kits comerciais de ferro cromazurol e ferrozine, ferritina, transferrina e capacidade de ligação do ferro. A medula óssea também será avaliada, quanto à presença de ferro, através da reação de Pearls. Estas avaliações poderão demonstrar se as tripanosomoses causam alterações na disponibilidade sanguínea do ferro e de suas formas de armazenagem e carreamento e, ainda, estocagem em nível de medula óssea. Os resultados obtidos com este trabalho poderão auxiliar no esclarecimento da patogenêse da anemia em animais infectados por T. evansi.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Cássia Bagolin da Silva - Coordenador / SONIA TEREZINHA DOS ANJOS LOPES - Integrante / PATRICIA WOLKMER - Integrante / FRANCINE CHIMELO PAIM - Integrante / ALEKSANDRO SCHAFER DA SILVA - Integrante / SILVIA GONZALEZ MONTEIRO - Integrante / GUILHERME LOPES DORNELLES - Integrante / CINTHIA MELAZZO DE ANDRADE MAZZANTI - Integrante / RAQUELI TERESINHA FRANÇA - Integrante / VERONICA SOUZA PAIVA CASTRO - Integrante / CAMILA LOPES DE SOUZA - Integrante.

  • 2010 - 2011

    ATIVIDADE DAS COLINESTERASES COMO MARCADORES INFLAMATÓRIOS NA INFECÇÃO EXPERIMENTAL POR Leptospira interrogans sorovar icterohaemorrhagiae EM RATOS WISTAR, Descrição: A leptospirose é uma zoonose bacteriana prevalente em todo o mundo. É causada por espiroquetas da espécie Leptospira interrogans, que apresentam mais de 212 sorovares, agrupados em 23 sorogrupos. Este agente pode afetar animais domésticos, selvagens e humanos, representando, portanto, um importante problema de saúde pública. A leptospirose pode evoluir com o aparecimento de febre, icterícia, hemorragia pulmonar, manifestações nervosas centrais, induzir aborto e causar uveíte ou cegueira. Pode apresentar-se tanto na forma aguda ou crônica, sendo que esta última pode levar à morte. O agravante reside no fato de que animais podem ser portadores, mas não apresentar os sinais clínicos aparentes. As colinesterases são enzimas presentes em tecidos colinérgicos e não colinérgicos assim como no sangue e outros fluídos corporais. São divididas em duas classes de acordo com suas propriedades catalíticas e especificidade aos substratos, sensibilidade a inibidores e distribuição tecidual: acetilcolinesterase (AChE) e a butirilcolinesterase (BChE). A acetilcolinesterase e a butirilcolinesterase são enzimas que catalisam a hidrólise do neurotransmissor acetilcolina (ACh), um processo fundamental na regulação do sistema colinérgico. Estas enzimas desempenham funções relacionadas a transmissão de impulsos nervosos, nas sinapses colinérgicas, na hematopoiese, marcador inflamatório, produção e coordenação dos movimentos e memória. Devido à leptospirose ser uma doença de grande importância na saúde pública e também causar grandes perdas na pecuária, há carência nos estudos relacionados a padrões de bioquímica enzimática, estresse oxidativo e de patologia clínica envolvendo os sorovares mais prevalentes no Brasil. Assim, o objetivo deste estudo será avaliar se a infecção por Leptospira interrogans sorovar icterohaemorrhagiae altera a atividade das colinesterases em ratos Wistar adultos. Para isso serão utilizados 60 ratos, macho, da linhagem Wistar, distribuídos em 6 grupos, sendo 3 gru. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Cássia Bagolin da Silva - Coordenador / SONIA TEREZINHA DOS ANJOS LOPES - Integrante / PATRICIA WOLKMER - Integrante / FRANCINE CHIMELO PAIM - Integrante / ALEKSANDRO SCHAFER DA SILVA - Integrante / SILVIA GONZALEZ MONTEIRO - Integrante / CINTHIA MELAZZO DE ANDRADE MAZZANTI - Integrante / DIANDRA VISENTINI FELIN - Integrante / MANOEL RENATO TELES BADKE - Integrante / ALEXANDRE ALBERTO TONIN - Integrante.

  • 2010 - 2011

    AVALIAÇÃO DO PERFIL OXIDATIVO E ATIVIDADE DAS COLINESTERASES EM RATOS INFECTADOS EXPERIMENTALMENTE COM Sporothrix Schenckii, Descrição: A esporotricose é uma micose subcutânea subaguda ou crônica causada pelo fungo dimórfico S. schenckii. Acomete o homem e várias espécies de animais, sendo o felino doméstico o principal transmissor, principalmente na região sudeste do Brasil. A manifestação da doença no gato é comumente visualizada por lesões ucero-crostosas e presença de processo inflamatório piogranulomatoso. Inúmeros trabalhos demonstram a epidemiologia, sintomatologia clínica e terapêutica desta doença, mas pouco se sabe sobre os mecanismos inflamatórios desencadeados por esta enfermidade. Desse modo, o objetivo deste trabalho será avaliar o perfil oxidativo através de ensaios enzimáticos CATALASE E SOD. Avaliar a peroxidação lipídica através substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBARS) e avaliar as atividades das colinesterases, moduladores da inflamação de baixo grau, dosando a acetilcolinesterase nas hemácias e linfócitos e a butirilcolinesterase no soro. Será realizado o perfil bioquímico e a avaliação hematológica dos animais. Objetiva-se, com este experimento, obter resultados capazes de comprovar a eficácia de novos métodos de diagnóstico laboratoriais para auxiliar na identificação de focos de inflamação, fornecendo assim base para novos estudos, envolvendo o tratamento e prognóstico de animais e humanos com esporotricose. Serão utilizados 60 ratos Wistar, machos, divididos em 3 grupos: Grupo controle (GC), Grupo infectado intrapritoneal (GIP) e Grupo infectado no coxim plantar esquerdo (GCPE). A Cepa utilizada para a preparação do inoculo será fornecida pelo laboratório de micologia da universidade de Santa Maria (LAPEMI). As coletas serão realizadas em três tempos, referentes ao período de infecção: 15, 30 e 40 dias após a inoculação. Por ser esta enfermidade uma zoonose emergente em nosso País, os resultados encontrados neste estudo possibilitarão conhecer melhor os mecanismos inflamatórios através de marcadores bioquímicos auxiliando novas pesquisas, com a finalidade de melho. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Cássia Bagolin da Silva - Integrante / SONIA TEREZINHA DOS ANJOS LOPES - Integrante / PATRICIA WOLKMER - Integrante / FRANCINE CHIMELO PAIM - Integrante / ALEKSANDRO SCHAFER DA SILVA - Integrante / MÁRCIO MACHADO COSTA - Integrante / CINTHIA MELAZZO DE ANDRADE MAZZANTI - Integrante / BIANCA SANTANA DE CECCO - Integrante / VERONICA SOUZA PAIVA CASTRO - Coordenador / SYDNEY HARTZ ALVES - Integrante / DANIELE CARVALHO DE OLIVEIRA - Integrante / ANA PAULA OKAMOTO - Integrante / DIANDRA VISENTINI FELIN - Integrante.

  • 2009 - 2010

    CONCENTRAÇÃO DE 3-NITROTIROSINA NO ENCÉFALO DE RATOS INFECTADOS EXPERIMENTALMENTE POR Trypanosoma evansi, Descrição: A tripanossomose é uma enfermidade que ocorre em diferentes espécies e tem ampla distribuição mundial. No Brasil, o Pantanal Mato-grossense é considerado área endêmica para a enfermidade, acarretando prejuízos econômicos nesta região. Os principais sinais clínicos manifestados pelos animais infectados por Trypanosoma evansi incluem: febre intermitente, anemia, emagrecimento progressivo, letargia, fraqueza muscular e uma vez que o protozoário invadir o sistema nervoso central (SNC) pode ocorrer incoordenação e paralisia dos membros pélvicos. Em ratos os sinais clínicos se assemelham aos manifestados em equinos, sobretudo quanto à sintomatologia nervosa. O óxido nítrico (NO) é uma espécie reativa de nitrogênio, sintetizada pela enzima óxido nítrico sintase (NOS) a partir do aminoácido L- arginina. Em infecções por protozoários que causem severa depressão do sistema imune ocorre à produção de óxido nítrico induzido. O fator de necrose tumoral alfa (TNF?) e o interferon gama (INF-y) são as citocinas reguladoras desta síntese. O NO é considerado um neurotransmissor capaz de penetrar no citoplasma celular diretamente, sem necessidade de receptores de membrana, levando a respostas rápidas e precisas. Além disso, estudos descrevem os diferentes tipos de isoformas da NOS atuando em sinergismo, sendo importantes nas funções fisiológicas e envolvidos em várias patologias do SNC. Estudos determinando a concentração de 3-nitrotirosina mostraram ser eficazes na determinação indireta de NO. A dosagem da 3-nitrotirosina reflete a exposição ao ONOO- (peroxinitrito), proveniente da reação do NO e O2. Diante disso, o objetivo deste estudo é verificar a atividade encefálica da 3-nitrotirosina na infecção por Trypanosoma evansi em ratos, com o propósito de descobrir se a manifestação dos sinais neurológicos da doença está correlacionada com a indução da produção de NO.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Cássia Bagolin da Silva - Integrante / SONIA TEREZINHA DOS ANJOS LOPES - Integrante / PATRICIA WOLKMER - Integrante / FRANCINE CHIMELO PAIM - Coordenador / ALEKSANDRO SCHAFER DA SILVA - Integrante / MÁRCIO MACHADO COSTA - Integrante / SILVIA GONZALEZ MONTEIRO - Integrante / CARLOS FERNANDO DE MELLO - Integrante / CINTHIA MELAZZO DE ANDRADE MAZZANTI - Integrante / MAURO SCHNEIDER OLIVEIRA - Integrante / RAQUELI TERESINHA FRANÇA - Integrante.

  • 2008 - 2012

    MUDANÇAS NAS CONCENTRAÇÕES SÉRICAS DAS PROTEÍNAS DE FASE AGUDA EM COELHOS INFECTADOS EXPERIMENTALMENTE PELO Trypanosoma evansi, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Sonia Terezinha dos Anjos Lopes em 16/07/2013., Descrição: A tripanossomose é uma enfermidade que afeta diversas espécies e tem distribuição cosmopolita. No Brasil, a doença é denominada "mal das cadeiras", devido à sintomatologia apresentada pelos animais acometidos, sendo a região do pantanal mato-grossense endêmica para a enfermidade. Em humanos, não haviam relatos de infecção pelo T. evansi até 2004, quando foi publicado o primeiro caso de tripanosomose causada por este agente. Além disso, foi demonstrado, em 2006, que 22,7% da população do vilarejo de Seoni eram positivos para o teste de aglutinação para T. evansi. A enfermidade, em coelhos, é caracterizada pelos mesmos sinais clínicos presentes em outras espécies. No entanto, essa espécie apresenta resistência ao parasito, através da produção de anticorpos IgG e IgM. As proteínas de fase aguda são proteínas liberadas pelo fígado, a partir de um estímulo causado por uma inflamação ou infecção aguda. As concentrações dessas proteínas na circulação relacionam-se com a severidade das desordens e a com a extensão dos danos teciduais em animais enfermos. Dessa forma, a quantificação dessas proteínas pode fornecer informações de diagnóstico e prognóstico. Assim, não há estudos demonstrando de que forma essas proteínas estão relacionadas com a resposta inata e específica contra o Trypanosoma evansi, bem como quais proteínas estarão envolvidas nessa resposta. Desse modo, o objetivo deste trabalho será avaliar as concentrações séricas das proteínas de fase aguda de coelhos infectados pelo T. evansi. Através deste estudo, espera-se conhecer a resposta das proteínas de fase aguda frente à infecção causada pelo Trypanosoma evansi, bem como a relação entre essas proteínas e seu o auxílio na resposta adquirida e, consequentemente, na resistência dos animais. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Cássia Bagolin da Silva - Integrante / SONIA TEREZINHA DOS ANJOS LOPES - Coordenador / PATRICIA WOLKMER - Integrante / ALEKSANDRO SCHAFER DA SILVA - Integrante / SAMUEL ZENI DA ROSA - Integrante / SILVIA GONZALEZ MONTEIRO - Integrante / GUILHERME LOPES DORNELLES - Integrante / Costa, Márcio M. - Integrante.

  • 2008 - 2010

    Variação das citocinas pró-inflamatórias na infecção aguda e crônica por Trypanosoma evansi em ratos, Descrição: O Trypanosoma evansi é um protozoário de ampla distribuição mundial. Em equinos ocasiona uma doença conhecida no Brasil como "mal das cadeiras", devido à paralisia de membros pélvicos resultando em incoordenação motora. A região do pantanal mato-grossense é considerada área endêmica desta enfermidade, ocasionando prejuízos econômicos ao setor pecuário que depende deste animal para seu manejo. Nas tripanossomoses ocorre severa imunossupressão, entretanto os fatores envolvidos nesta resposta imunológica ainda não estão completamente elucidados. O INF-? é responsável pela ativação dos macrófagos e aumenta sua capacidade de destruir microorganismos ingeridos. São os macrófagos ativados que induzem a liberação de IL-1, IL-6 e TNF-?. Pesquisas sobre os aspectos imunológicos da infecção pelo T. evansi ainda são limitadas. Na literatura compilada não foi encontrado trabalhos de IL-1 e IL-6 nesta infecção. Portanto, objetiva-se determinar os níveis de IL-1, IL-6, TNF-? e INF-? na fase aguda e crônica da infecção por T. evansi em ratos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Cássia Bagolin da Silva - Integrante / SONIA TEREZINHA DOS ANJOS LOPES - Integrante / CARLOS BRENO VIANA PAIM - Integrante / PATRICIA WOLKMER - Integrante / FRANCINE CHIMELO PAIM - Coordenador / ALEKSANDRO SCHAFER DA SILVA - Integrante / MÁRCIO MACHADO COSTA - Integrante / SILVIA GONZALEZ MONTEIRO - Integrante / GUILHERME LOPES DORNELLES - Integrante / CINTHIA MELAZZO DE ANDRADE MAZZANTI - Integrante / RAQUELI TERESINHA FRANÇA - Integrante / MARTA MARIA MEDEIROS FRESCURA DUARTE - Integrante / CRISTINA KRAEMER ZIMPEL - Integrante / BIANCA SANTANA DE CECCO - Integrante.

  • 2007 - 2008

    Bioquímica sérica, eletroforese, metabolismo oxidativo dos neutrófilos e peroxidação lipídica de frangos de corte suplementados com óleos essenciais em diferentes concentrações na ração, Descrição: Devido às exigências atuais do mercado externo por alimentos naturais, de qualidade e custo acessível, busca-se a substituição do uso de promotores de crescimento à base de antibióticos por agentes efetivos de origem natural na produção de frangos. Como alternativa, tem-se os óleos essenciais extraídos de plantas como orégano, tomilho e canela, que possuem atividade antimicrobiana significativa. Estes extratos vegetais também têm a propriedade de aumentar a produção de enzimas pancreáticas, a digestibilidade, a absorção de nutrientes, a imunidade e a estabilidade oxidativa da carne e gordura, além de inibir a síntese de colesterol. Com o objetivo de avaliar o perfil bioquímico sérico, eletroforese, metabolismo oxidativo dos neutrófilos e peroxidação lipídica de frangos suplementados com óleos essenciais em diferentes concentrações na ração, comparados com frangos tratados com promotores de crescimento à base de antibiótico, este trabalho será desenvolvido. Serão utilizados 910 frangos de corte, machos, da linhagem Cobb, que receberão alimentação e água "ad libitum". Os animais serão divididos em 5 grupos, formados por 182 animais, separados em 7 repetições de 26 aves. O primeiro grupo (T1) constituirá o grupo controle; o grupo 2 (T2) será constituído por aves que receberão ração suplementada com promotores de crescimento à base de antibiótico (Lincomicina); o grupo 3 (T3), o grupo 4 (T4) e o último grupo (T5) serão constituídos por aves que receberão ração suplementada com óleos essenciais de orégano, tomilho e canela na concentração de 50g/T (50ppm), 100g/T (100ppm) e 150g/T (150ppm), respectivamente. Os animais serão abatidos aos 42 dias de idade, insensibilizados por corrente elétrica. Serão colhidas amostras de sangue de 14 animais por grupo, sendo 2 de cada repetição, por punção cardíaca, armazenadas em frascos com e sem heparina para posterior processamento no Laboratório de Análises Clínicas Veterinárias (LACVet) da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Cássia Bagolin da Silva - Integrante / SONIA TEREZINHA DOS ANJOS LOPES - Integrante / CAROLINA KIST TRAESEL - Coordenador / PATRICIA WOLKMER - Integrante / JULIANE VARGAS CARVALHO BERNARDES - Integrante / JULIANA FELIPETTO CARGNELUTTI - Integrante / FRANCINE CHIMELO PAIM - Integrante / CANDICE SCHMIDT - Integrante / ALEXANDRE PIRES ROSA - Integrante / JANIO MORAIS SANTURIO - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2021

Comenda da Ordem Guarnição Coração do Rio Grande, Comando Regional de Polícia Ostensiva Central (CRPO-C).

2015

Aprovada no processo de seleção para Colaboradores Docentes na área de Parasitologia Veterinária, UNICRUZ - Universidade de Cruz Alta.

2010

Aprovado (a) no Teste de Suficiência em Língua Estrangeira (INGLÊS), Departamento de Letras Estrangeiras Modernas, Universidade Federal de Santa Maria.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Coudelaria de Rincão - Exército Brasileiro. , RS-176 - 1º Distrito, Zona Rural, 97670000 - São Borja, RS - Brasil, Telefone: (55) 996271517

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2020 - Atual

Coudelaria de Rincão - Exército Brasileiro

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Oficial Temporário

2018 - 2019

Universidade Federal de Santa Maria

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pós-doutoranda, Regime: Dedicação exclusiva.

2015 - 2018

Universidade Federal de Santa Maria

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pós-doutoranda, Carga horária: 40

2011 - 2015

Universidade Federal de Santa Maria

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Doutoranda, Regime: Dedicação exclusiva.

2010 - 2011

Universidade Federal de Santa Maria

Vínculo: Bolsista Capes nível Mestrado, Enquadramento Funcional: Mestranda, Regime: Dedicação exclusiva.

2007 - 2008

Universidade Federal de Santa Maria

Vínculo: Monitora Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitoria, Carga horária: 8

Outras informações:
Monitoria na disciplina CPA 1308 ? Patologia Clínica Veterinária, Bolsista no período do primeiro semestre letivo de 2007 ao segundo semestre letivo de 2008.

2006 - 2006

Universidade Federal de Santa Maria

Vínculo: Admissão Veterinária, Enquadramento Funcional: Admissão Veterinária, Carga horária: 60

Atividades

  • 03/2011

    Pesquisa e desenvolvimento, Programa de Pós-Graduação em Medicina Veterinária.,Linhas de pesquisa

  • 03/2010

    Pesquisa e desenvolvimento, Programa de Pós-Graduação em Medicina Veterinária.,Linhas de pesquisa

  • 03/2010

    Pesquisa e desenvolvimento, Programa de Pós-Graduação em Medicina Veterinária.,Linhas de pesquisa

2017 - 2018

Universidade de Cruz Alta

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Docente, Carga horária: 22

Outras informações:
Disciplinas ministradas: Embriologia, Bioquímica Clínica, Fisiologia II, Bioética e Bem-estar Animal

2015 - 2016

Universidade de Caxias do Sul

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Docente, Carga horária: 20

Outras informações:
Disciplinas de Doenças Parasitárias dos Animais de Produção e Doenças Parasitárias de Cães e Gatos.

2009 - 2009

LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS VETERINÁRIA - HVU/UFSM

Vínculo: Estágio Curricular, Enquadramento Funcional: Estagiária Curricular, Carga horária: 8, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Estágio Curricular Supervisionado no Laboratório de Análises Clínicas do Hospital Veterinário, sob orientação da Profª Dra. Sonia Terezinha dos Anjos Lopes.

2006 - 2009

LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS VETERINÁRIA - HVU/UFSM

Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estágio Extracurricular, Carga horária: 20

Outras informações:
Estágio extracurricular realizado no Departamento de Clínica de Pequenos Animais, Laboratório de Análises Clínicas do Hospital Veterinário Universitário da Universidade Federal de Santa Maria, durante o período de 18 de outubro de 2006 a 03 de abril de 2009, totalizando 686 horas, sob orientação da Profª Dra. Sonia Terezinha dos Anjos Lopes.

2007 - 2008

LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS VETERINÁRIA - HVU/UFSM

Vínculo: Iniciação Científica, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 4

Outras informações:
Perfil bioquímico sérico, eletroforese e metabolismo oxidativo de frangos suplementados com óleos essenciais em diferentes concentrações na ração, comparados com frangos tratados com promotores de crescimento a base de antibiótico. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul. Orientador: Sonia Terezinha dos Anjos Lopes.

2008 - 2008

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estagio Extracurricular, Carga horária: 44

Outras informações:
Estágio extracurricular realizado no Serviço de Inspeção Federal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento ? SIF 104, junto à empresa Sadia S.A., na cidade de Chapecó - SC,sob a supervisão do Médico Veterinário André Luiz Bagolin Palmeira.