Widinei Alves Fernandes

Possui graduação em bacharelado em física pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (1997), mestrado em Geofísica Espacial pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (2001) e doutorado em Geofísica Espacial pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (2005). Tem experiência na área de Geociências, em Eletricidade atmosférica e estudos relacionados a qualidade do ar, atuando principalmente no desenvolvimento de sensores de campo elétrico e para o monitoramento da poluição atmosférica.

Informações coletadas do Lattes em 27/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Geofísica Espacial

2001 - 2005

Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais
Título: Características dos relâmpagos gerados por nuvens de tempestades em ambientes sob a influência das queimadas em Rondônia.
Dra Iara Regina Cardoso de Almeida Pinto. Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. Palavras-chave: queimadas; aerossol; percentual de raios positivos; Intensidade do pico de corrente; Intra-nuvem; PMINT2,5. Grande área: Ciências Exatas e da TerraGrande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geofísica / Especialidade: Geofísica Aplicada. Setores de atividade: Previsão do Tempo e Prospecção Climática.

Mestrado em Geofísica Espacial

1999 - 2001

Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais
Título: Analise dos Efeitos das Queimadas sobre os relâmpagos no sudeste do Brasil para os Periodos de Setembro-Novembro - 1998/99,Ano de Obtenção: 2001
Orientador: Iara Regina Cardoso de Almeida Pinto
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. Palavras-chave: relampagos-positivos; aerossol; queimadas.Grande área: Ciências Exatas e da Terra

Graduação em bacharelado em física

1994 - 1997

Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

1991 - 1992

Eletrônica Digital. (Carga horária: 920h). , SENAI - Departamento Regional do Mato Grosso do Sul, SENAI/DR/MS, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geofísica.

Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Física / Subárea: Física dos Fluídos, Física de Plasmas e Descargas Elétricas/Especialidade: Física de Plasmas e Descargas Elétricas.

Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geofísica/Especialidade: Desenvolvimento de Instrumentação Geofísica.

Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geofísica/Especialidade: Eletricidade Atmosférica.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

GROUND`2004 & 1ST LPE. Analysis of lightning data in Rondonia in 2002.. 2004. (Congresso).

Ground 2002 - International Conference on Grounding and Earthing & 3rd WAE-Brazilian Workshop on Atmospheric Electricity. Influence of Fires on Positive Cloud-to-Ground Lightning in the State of Rondonia and in the Southeast of Brazil. 2002. (Congresso).

6th International Congress of the Brazilian Geophysical Society. 1999. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Antonio Brandão da Silva Neto

OLIVEIRA, A. G.; ARRUDA, C. C. P.; ARRUA, A. E. C.;FERNANDES, W. A.. INCIDÊNCIA DE LEISHMANIOSE VISCERAL HUMANA E SUA RELAÇÃO COM FENÔMENOS CLIMÁTICOS EXTREMOS, TEMPERATURA E PRECIPITAÇÃO EM MATO GROSSO DO SUL, BRASIL, DE 2002 A 2015. 2018. Dissertação (Mestrado em Biologia Animal) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Aluno: Robson Jaques

FRITZEN, C. L.LACERDA, M.FERNANDES, W. A.. Desenvolvimento de uma plataforma para estudo dos eventos extremos e distribuição da precipitação e ocorrência de descargas elétricas na bacia do Rio Paraguai. 2012. Dissertação (Mestrado em Tecnologias Ambientais) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Aluno: Laís Berro Gomes

JESUS, E. F. R.;FERNANDES, W. A.; GONCALVES, J. C.. MODELAGEM DA DISPERSAO ATMOSFERICA DE UMA AREA DE QUEIMADA DE PALHA DE CANA DE AÇUCAR NO MUNICIPIO DE RIO BRILHANTE MS. 2011. Dissertação (Mestrado em Tecnologias Ambientais) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Aluno: João Carlos Carneiro

PIMENTA, A. A.;PINTO JUNIOR, OsmarPINTO, Iara Regina Cardoso de AlmeidaFERNANDES, W. A.. Caracterização das Descargas Atmosféricas na região de Campinas e análise de vulnerabilidade de sistemas localizados na superfície terrestre. 2008. Dissertação (Mestrado em Geofísica Espacial) - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais.

Aluno: Anderson Barreira Sales

LAGO, A. D.; PITO JUNIOR, Osmar;PINTO, Iara Regina Cardoso de Almeida; FERREIRA, N. J.; Marco Antônio da Silva Ferro;FERNANDES, W. A.. Climatologia de Dias de Tempestade nas Principais Cidades da Região Equatorial Brasileira e Projeções para o Futuro. 2014. Tese (Doutorado em geofisica espacial) - instituto nacional de pesquisas espaciais.

Aluno: Vandoir Bourscheidt

MURALIKRISHRA, P.; Saba, Marcelo M. F.;PINTO JUNIOR, OsmarNACCARATO, Kleber Pinheiro; ALVALA, P. C.; CUMMINS, K. L.;FERNANDES, W. A.. Singularidades da distribuição espacial de relâmpagos no Brasil. 2012. Tese (Doutorado em Geofísica Espacial) - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais.

Aluno: Gisele dos Santos Zepka

Dal lago, Alisson; Souza, Jonas R.;PINTO JUNIOR, OsmarPINTO, Iara Regina Cardoso de Almeida; Yamasaki, Y;FERNANDES, W. A.. Previsão de descargas atmosféricas usando o modelo de mesoescala WRF. 2011. Tese (Doutorado em Geofísica Espacial) - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais.

Aluno: Wendell Rondinelli Gomes Farias

Souza, Jonas R.; PITO JUNIOR, Osmar;PINTO, Iara Regina Cardoso de Almeida; Icaro Vitorello;FERNANDES, W. A.; Marco Antônio da Silva Ferro;NACCARATO, Kleber Pinheiro. Estudo da atividade e característica dos raios na Região Metropolitana de São Paulo. 2010. Tese (Doutorado em Geofísica Espacial) - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais.

Aluno: Evandro de Carvalho Ferraz

Souza, Jonas R.; Saba, Marcelo M. F.;PINTO JUNIOR, Osmar; Padilha, Antonio L.; Trivedi, Nalin B.;MIRANDA, Fernando Junio deFERNANDES, W. A.. Medidas de corrente contínua em raios nuvem-solo negativos no Brasil:Primeiras resultados. 2009. Tese (Doutorado em Geofísica Espacial) - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais.

Aluno: Patrícia Eugênio de Souza

PIMENTA, A. A.;PINTO JUNIOR, OsmarPINTO, Iara Regina Cardoso de Almeida; ALARCON, A. L. C. G.;FRANÇA, HelenaFERNANDES, W. A.. Estudo da Razão de Relâmpagos Intranuvem e Relâmpagos nuvem-solo no Sudeste Brasileiro. 2008. Tese (Doutorado em Geofísica Espacial) - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais.

Aluno: Rachel Ifanger Albrecht

Rodriguez, C.A.M.; SILVA DIAS, M. A. F;FERNANDES, W. A.; ARTAXO, P.; MARTINS, J. A.. Eletrificação dos sistemas precipitantes na região amazônica: processos físicos e dinâmicos do desenvolvimento de tempestades. 2008. Tese (Doutorado em Meteorologia) - Universidade de São Paulo.

FERNANDES, W. A.; RIBEIRO, A. V.; SILVA, M. J.. Concurso Público para ingresso na Carreira do Magistério Superior na Classe de Professor Adjunto A, Grande Área / Área: Ciências Exatas e da Terra / Física (216) - CPNA - Campus de Nova Andradina (Nova Andradina/MS). 2017. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Iara Regina Cardoso de Almeida Pinto

Pereira, E.B.;PINTO, I. R. C. A.PINTO JUNIOR, O.; LACERDA, M.; SETZER, A. W.. Estudo dos efeitos das queimadas sobre relâmpagos. 2001. Dissertação (Mestrado em Geofísica Espacial) - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais.

Iara Regina Cardoso de Almeida Pinto

PINTO, I. R. C. A.; PINTO JR, O.; Pereira, E.B.; PIMENTA, A.; WILLIAMS, E.; PIANTINI, A.. Características dos relâmpagos gerados por nuvens de tempestades em ambientes sob a influência das queimadas em Rondônia. 2005. Tese (Doutorado em Geofísica Espacial) - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais.

Alexandre Alvares Pimenta

PIMENTA, A. A.; Pinto Junior O; Saba FMM; Cardoso I R P Jr. Características dos relâmpagos gerados por nuvens de tempestades em ambientes sob a influência das queimadas em Rondônia. 2005. Tese (Doutorado em Geofísica Espacial) - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais.

Enio Bueno Pereira

PEREIRA, E. B.; PINTO, I. R. A.; PINTO JR, Osmar; SETZER, Alberto Weingort; LACERDA, M.. Estudo dos Efeitos das Queimadassobre Relâmpagos. 2001. Dissertação (Mestrado em Geofísica Espacial) - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Jane Rose Leite Larréa Seabra

Estudo da precipitação (estratiforme ou convectiva) e das taxas de precipitação em Mato Grosso do Sul, utilizando dados do sensor Precipitation Radar (PR) a bordo do satélite Tropical Rainfall Measuring Mission (TRMM) para o período de 1998 a 2014; ; Início: 2017; Dissertação (Mestrado em Tecnologias Ambientais) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Marcia Pereira da Mata

Desenvolvimento de um equipamento para medição contínua de Enxofre Reduzido Total para estudos da poluição atmosférica, utilizando células eletroquímica; ; Início: 2015; Tese (Doutorado em Tecnologias Ambientais) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul; (Orientador);

RAFAEL AHARON MARQUES DAVID

Estudo dos eventos com altas concentrações de monóxido de carbono (CO) utilizando o sensor MOPITT a bordo do satélite TERRA; ; Início: 2015; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul; (Orientador);

Thaynara Dedé Andrade

Avaliar a Previsão de condições meteorológicas utilizando o modelo atmosférico WRF; 2017; Dissertação (Mestrado em Tecnologias Ambientais) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Widinei Alves Fernandes;

Gustavo Becker Modesto Silva

Estudo da distribuição espacial e temporal do CO no Estado de Mato Grosso do Sul; 2014; Dissertação (Mestrado em Tecnologias Ambientais) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Widinei Alves Fernandes;

Roberta Lucho Macedo

Qualidade do ar em campo grande: Estudo das emissões por fontes móveis e sua dispersão; 2012; Dissertação (Mestrado em Tecnologias Ambientais) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Widinei Alves Fernandes;

Gustavo becker modesto da silva

Estudo da distribuição espacial e temporal do monoxido de carbono no municipios de Mato Grosso do Sul, através do sensor MOPITT; 2011; Dissertação (Mestrado em Tecnologias Ambientais) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Widinei Alves Fernandes;

Alfrink Haruo Kikuchi Porfírio

Estudo da qualidade do ar no município de Três Lagoas - MS, através do monitoramento com tubos passivos; 2010; Dissertação (Mestrado em Tecnologias Ambientais) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul,; Orientador: Widinei Alves Fernandes;

Érico Augusto Leiva

Climatologia dos aerossóis em Campo Grande -MS a partir de dados radiométricos; 2010; Dissertação (Mestrado em Física) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul,; Orientador: Widinei Alves Fernandes;

Evandro Moimaz Anselmo

Estudo da razão entre o número de relâmpagos intranuvens e nuvem-solo para sistemas convectivos na cidade de Campo Grande - MS; 2009; Dissertação (Mestrado em Física) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Est; Orientador: Widinei Alves Fernandes;

Amaury de Souza

UMA ANÁLISE ESTATÍSTICA COM VISTAS A PREVISIBILIDADE DE INTERNAÇÕES POR DOENÇAS RESPIRATÓRIAS EM FUNÇÃO DE VARIÁVEIS AMBIENTAIS NA CIDADE DE CAMPO GRANDE-MS; 2013; Tese (Doutorado em Tecnologias Ambientais) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul,; Orientador: Widinei Alves Fernandes;

Gabriel Juraski

SISTEMA DE MONITORAMENTO DE MONÓXIDO DE CARBONO E DE PARÂMETROS METEOROLÓGICOS; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul; Orientador: Widinei Alves Fernandes;

LURIAN MACIEL ALVES

UMA ANÁLISE ESPACIAL E TEMPORAL DA CONCENTRAÇÃO DE MONÓXIDO DE CARBONO NA ATMOSFERA DE MATO GROSSO DO SUL UTILIZANDO SENSORES A BORDO DE SATÉLITES; ; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Física) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul; Orientador: Widinei Alves Fernandes;

João Ribeiro Soares Junior

ESTUDO DA DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL E TEMPORAL DOS RELÂMPAGOS TOTAIS EM MATO GROSSO DO SUL, COM BASE NOS DADOS DO SENSOR LIGHTNING IMAGING SENSOR (LIS) A BORDO DO SATÉLITE TROPICAL RAINFALL MEASURING MISSION (TRMM), PARA O PERÍODO DE 1998 A 2007; ; 2009; Iniciação Científica; (Graduando em bacharelado em física) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Widinei Alves Fernandes;

Lílian Maria Assis de Resende

Estudo da precipitação (estratiforme ou convectiva) e dos perfis verticais das taxas de precipitação em Mato Grosso do Sul, utilizando dados do sensor Precipitation Radar (PR) a bordo do satélite Tropical Rainfall Measuring Mission (TRMM) para o período de 1998 a 2008; ; 2009; Iniciação Científica; (Graduando em bacharelado em física) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Widinei Alves Fernandes;

João Ribeiro Soares Junior

ESTUDO DA DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL E TEMPORAL DOS RELÂMPAGOS TOTAIS EM MATO GROSSO DO SUL, COM BASE NOS DADOS DO SENSOR LIGHTNING IMAGING SENSOR (LIS) A BORDO DO SATÉLITE TROPICAL RAINFALL MEASURUNG MISSION (TRMM), PARA O PERÍODO DE 1998 A 2006; ; 2008; Iniciação Científica; (Graduando em bacharelado em física) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Widinei Alves Fernandes;

João Ribeiro Soares Junior

ESTUDO DOS RELÂMPAGOS NO PANTANAL SUL-MATO-GROSSENSE EM COMPARAÇÃO COM OUTROS PÂNTANOS, COM BASE NOS DADOS DOS SENSORES LIGHTNING IMAGING SENSOR (LIS) E RADAR PRECIPITATION (PR), A BORDO DO SATÉLITE TROPICAL RAINFALL MEASURING MISSION (TRMM), PARA PERIODO DE 1998 A 2010; ; 2010; Orientação de outra natureza; (bacharelado em física) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Widinei Alves Fernandes;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Iara Regina Cardoso de Almeida Pinto

Análise dos efeitos das queimadas sobre os relâmpagos no sudeste do Brasil para os períodos de setembro-novembro de 1998 e 1999; ; 2001; 0 f; Dissertação (Mestrado em Geofísica Espacial) - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Iara Regina Cardoso de Almeida Pinto;

Iara Regina Cardoso de Almeida Pinto

Características dos relâmpagos gerados por nuvens de tempestades em ambientes sob a influência das queimadas em Rondônia; 2005; Tese (Doutorado em Geofísica Espacial) - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Iara Regina Cardoso de Almeida Pinto;

Osmar Pinto Junior

Estudo dos efeitos das queimadas sobre os relâmpagos; 2001; 0 f; Dissertação (Mestrado em Geofísica Espacial) - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Osmar Pinto Junior;

Osmar Pinto Junior

Características dos relâmpagos gerados por nuvens de tempestades em ambientes sob a influência das queimadas em Rondônia; 2005; Tese (Doutorado em Geofísica Espacial) - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Osmar Pinto Junior;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • DE SOUZA, AMAURY ; JAN, BULBUL ; NAWAZ, FAISAL ; ZAI, MUHAMAMD AYUB KHAN YOUSUF ; DE OLIVIERA, SOETANIA SANTOS ; PAVAO, HAMILTON G. ; FERNANDES, WIDNEI A. ; IHADDADENE, RAZIKA ; IHADDADENE, NABILA ; OGUNTUNDE, PELUMI E. . DETERMINATION OF THE BEST PROBABILITY DISTRIBUTION OF FIT FOR OZONE CONCENTRATION DATA IN CAMPO GRANDE-MS-BRAZIL. European Chemical Bulletin , v. 8, p. 291-300, 2019.

  • SOUZA, AMAURY DE ; IHADDADENE, R. ; HADDADENE, N. ; OGUNTUNDE, P. ; PAVAO, H. G. ; FERNANDES, W. A. ; OLIVEIRA JUNIO, J. F. ; SOARES, D. G. ; POBOCIKOVA, I. ; ABREU, M. C. ; SANTOS, C. M. . Modeling of the Global Solar Radiation Series as a Function of Probability Distribution. Open Science Journal of Statistics and Application , v. 6, p. 35-42, 2019.

  • AMAURY DE, SOUZA ; FLAVIO, ARISTONE ; WIDINEI A, FERNANDES ; ZACCHEUS, OLAOFE ; MARCEL CARVALHO, ABREU ; JOSÉ FRANCISCO DE OLIVEIRA, JÚNIO ; GUILHERME, CAVAZZANA ; CÍCERO MANOEL DOS, SANTOS . Statistical Behavior of Hospital Admissions for Respiratory Diseases by Probability Distribution Functions. Journal of Infectious Diseases and Epidemiology , v. 5, p. 2-12, 2019.

  • Souza, A ; JAN, B. ; NAWAZ, F. ; ZAI, M. A. K. Y. ; OLIVEIRA, O. S. ; PAVAO, H. G. ; FERNANDES, W. A. ; IHADDADENE, R. ; IHADDADENE, N. ; OGUNTUNDE, P. E. ; SANTOS, D. A. . Temporal variations of SO2 in an urban environment. DISCOVERY , v. 55, p. 328, 2019.

  • SOUZA, A. ; FERNANDES, W. A. . Surface ozone measurements and meteorological influences in the. Acta Scientiarum. Technology (Online) , v. 36, p. 141-146, 2014.

  • DE SOUZA, AMAURY ; GUO, YUMING ; PAVÃO, HAMILTON GERMANO ; FERNANDES, WIDINEI ALVES . Effects of Air Pollution on Disease Respiratory: Structures Lag. Health (Irvine. Print) , v. 06, p. 1333-1339, 2014.

  • SOUZA, AMAURY DE ; RODRIGUES, C. C. B. ; ARISTONES, FLAVIO ; SILVA, GUSTAVO BECKER MODESTO ; FERNANDES, W. A. . Temporal Variation of the Concentration of Carbon Monoxide in the Center West of Brazil. Atmospheric and Climate Science (Print) , v. 04, p. 563-568, 2014.

  • SOUZA, AMAURY DE ; ARISTONES, FLAVIO ; PAVÃO, HAMILTON GERMANO ; FERNANDES, WIDINEI ALVES . Development of a Short-Term Ozone Prediction Tool in Campo Grande-MS-Brazil Area Based on Meteorological Variables. Open Journal of Air Pollution , v. 03, p. 42-51, 2014.

  • SOUZA, A de ; FERNANDES, W. A. ; PAVAO, H. G. ; LASTORIA, G. ; PARANHOS FILHO, A C . Indicadores de internações hospitalares e conforto humano. Revista Biociências (Taubaté) , v. 19, p. 24-34, 2013.

  • SOUZA, AMAURY DE ; SCHUJMANN, ELAINE ; FACHEL, JANDYRA M. G. ; FERNANDES, WIDINEI A. . INDICADORES AMBIENTAIS E DOENÇAS RESPIRATÓRIAS EM CRIANÇAS. Mercator (Fortaleza. Online) , v. 12, p. 101-109, 2013.

  • FERNANDES, W. A. ; SOUZA, A. DE ; ALBREZ, E. DO A. ; GALVÍNCIO, J. D. . Análise de Agrupamento da Precipitação e da Temperatura no Mato Grosso do Sul. Acta Geográfica (UFRR) , v. 6, p. 109-124, 2012.

  • Souza, A ; FERNANDES, W. A. ; PAVAO, H. G. ; LASTORIA, G. ; ALBREZ, E. A. . Potenciais impactos da variabilidade climática sobre a morbidade respiratória em crianças, lactentes e adultos. Jornal Brasileiro de Pneumologia (Online) , v. 38, p. 708, 2012.

  • Souza, A ; FERNANDES, W. A. ; PAVAO, H. G. ; LASTORIA, G. . Doenças respiratórias e risco de incêndio, uma analise espacial. InterfacEHS (Ed. português) , v. 7, p. 46-70, 2012.

  • Souza, A ; PAVAO, H. G. ; LASTORIA, G. ; A.C. Paranhos Filho ; FERNANDES, W. A. ; GABAS, S. G . Qualidade do ar e os transtornos respiratórios agudos em crianças. Revista Brasileira em Promoção da Saúde (UNIFOR. Impresso) , v. 24, p. 95-101, 2011.

  • Souza, A.de ; FERNANDES, W. A. ; Pavão, H.G. ; Lastoria, G. ; Gabas, S.G. ; PARANHOS FILHO, A. C. ; Kofanovski, A.Z. . Indicadores ambientais para a geração de energia eólica em Mato Grosso do Sul.. PCH Notícias & SHP News , v. 51, p. 32-40, 2011.

  • FERNANDES, W. A. ; PINTO JUNIOR, Osmar ; PINTO, Iara Regina Cardoso de Almeida . Eletricidade e poluição no ar: Como as queimadas afetam as nuvens de tempestade e os relâmpagos.. Ciência Hoje , v. 42, p. 18-23, 2008.

  • PINTO JUNIOR, Osmar ; NACCARATO, Kleber Pinheiro ; PINTO, Iara Regina Cardoso de Almeida ; FERNANDES, W. A. ; Pinto Neto O. . Monthly distribution of cloud-to-ground lightning flashes as observed by lightning location systems. Geophysical Research Letters , v. 33, p. L09811, 2006.

  • FERNANDES, W. A. ; PINTO, Iara Regina Cardoso de Almeida ; PINTO JUNIOR, Osmar ; Longo, K. M. ; Freitas, S. R. . . New findings about the influence of smoke from fires on the cloud-to-ground lightning characteristics in the Amazon region. Geophysical Research Letters , v. 33, p. 300-304, 2006.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

FERNANDES, W. A. . Analisar as repercussões do fenômeno 'El Nio-Oscilação Sul' (ENOS) na variabilidade climática e suas consequências sobre o clima de Mato Grosso do Sul. 2017.

FERNANDES, W. A. . Programa PROBRAL I. 2015.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2018 - Atual

    MONITORAMENTO DA QUALIDADE DO AR NA CIDADE DE CAMPO GRANDE ? MS, Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Widinei Alves Fernandes - Coordenador / Clovis Lasta Fritzen - Integrante / Waldeir Moreschi Dias - Integrante / HAMILTON GERMANO PAVAO - Integrante / Thiago Rangel Rodrigues - Integrante.

  • 2018 - Atual

    Análises e Modelagem de Parâmetros Biofísicos que Controlam o Intercâmbio Gasoso Entre a Superfície e a Atmosfera no Pantanal Sul Mato Grossense, Descrição: O estudo de ecossistemas relacionados ao Bioma Pantanal, considerando suas várias fitofisionomias, ainda é pouco estudado no que diz respeito às trocas gasosas entre a superfície e a atmosfera quando comparados com os ecossistemas Amazônicos. Para o melhor conhecimento sobre as trocas líquidas de energia e matéria em ecossistemas naturais e antropizados no estado de Mato Grosso do Sul, o Grupo de Pesquisa em Física Ambiental (GPFA) liderado pelo Prof Dr. Thiago Rangel Rodrigues do INFI-UFMS em parceria com o Grupo de Pesquisa em Física e Meio Ambiente (GPFMA) da UFMT, vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Física Ambiental, concentra suas pesquisas em um sítio experimental no Cerrado e dois no Pantanal, sendo um no Pantanal Norte situado em Mato Grosso e outro situado na Base da UFMS no Pantanal Sul. No entanto, os padrões de troca de energia ainda são mal compreendidos, além de terem elevadas taxas de desmatamento. Particularmente as fitofisionomias do Cerrado e Pantanal diferem significativamente daquelas observadas no resto do Brasil, pois apresentam solos com baixa retenção de umidade e reduzida profundidade efetiva. Contudo, é essa região da Baixada Cuiabana que constitui o entorno do Pantanal Norte do Mato Grosso e que é diretamente responsável por sua dinâmica hidrológica. O Pantanal, que abrange parte do estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, é tida como a maior planície alagável natural do mundo e nos últimos tempos vem sofrendo uma severa mudança no seu ambiente natural. Essas mudanças abrangem principalmente a mudança na cobertura do solo, o que altera drasticamente os padrões das trocas de energia e matéria entre a superfície e a atmosfera, podendo também contribuir com a emissão de gases traços (CO2 e CH4) que ajudam a intensificar o efeito estufa natural. Tendo em vista a importância dessa área de estudos, esta proposta tem como objetivo analisar e modelar os parâmetros biofísicos que controlam o intercâmbio gasoso entre a superfície e a atmosfera por meio de um sistema de correlação de vórtices turbulentos em área de Cerrado e na Porção Norte e Sul do Panatanal localizados respectivamente em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Além do conhecimento científico, promovido por esta proposta, os dados fornecidos pelo projeto serão também utilizados na formação de mestres e doutores... , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Widinei Alves Fernandes - Coordenador / Clovis Lasta Fritzen - Integrante / Thiago Rangel Rodrigues - Integrante / José de Souza Nogueira - Integrante / Leone Francisco Amorim Curado - Integrante / George Louis Vourlitis - Integrante.

  • 2015 - 2017

    EDUCAÇÃO EMPREENDEDORA NA UFMS, Descrição: Essa pesquisa tem como objetivo analisar um modelo de empreendedorismo acadêmico, voltado para a geração de novos produtos e serviços. Para que esse objetivo seja alcançado, se faz necessário identificar os princípios para a construção do aprendizado e do conhecimento que promova o empreendedorismo nas Instituições de Ensino Superior, identificar e descrever as premissas centrais para a promoção do empreendedorismo e avaliar eixos e ações estratégicas para sensibilizar e promover um modelo de empreendedorismo acadêmico.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) . , Integrantes: Widinei Alves Fernandes - Integrante / Sérgio Carvalho de Araújo - Coordenador / Além-mar Bernardes Gonçalves - Integrante / Alexandre Meira de Vasconcelos - Integrante / Andrea Romero Karmouche - Integrante / Camila da Silva Serra - Integrante., Financiador(es): Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Campo Grande - Auxílio financeiro.

  • 2015 - Atual

    Desenvolvimento de um equipamento para medição contínua de Enxofre Reduzido Total (TRS) para estudos da poluição atmosférica utilizando células eletroquímicas, Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Widinei Alves Fernandes - Coordenador / Márcia Pereira da Mata - Integrante.

  • 2013 - 2016

    Estudo da produção e emissão de gases atmosféricos no Pantanal Sul Matogrossense, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Hamilton Germano Pavao em 03/11/2015., Descrição: Esta proposta é um subprojeto do Instituto Nacional de Mudanças Climáticas-INCT, implantado, através do Edital 15/2008 para a criação de Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia, pelo INPE - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, coordenado pelo Dr.Carlos Afonso Nobre. Dentre os 26 subprojetos do INCT, o projeto a ser desenvolvido na UFMS, pretende obter séries históricas dos gases do efeito estufa na região do Pantanal , através do acompanhamento das concentrações destes gases, de modo a verificar os efeitos das mudanças climáticas sobre o seu balanço regional e global. Na região do Pantanal será utilizada a Bases de Estudos do Pantanal (BEP) da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS).. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Widinei Alves Fernandes - Integrante / Hamilton Germano Pavao - Coordenador / MOacir Lacerda - Integrante / Clovis Lasta Fritzen - Integrante / Waldeir Moreschi Dias - Integrante / Plinio Carlos Alvalá - Integrante / Jose Roberto Chagas - Integrante / Willian José Ferreira - Integrante.

  • 2010 - 2012

    Sistema Integrado de Monitoramento de eventos Extremos, Descrição: O Projeto visa o monitoramento das nuvens de tempestades. Para isso está implementando um SLT (sistema de localização de tempestades) e uma rede de Feild Mill (sensores de campo elétrico, para determinar a estrutura das nuvens de tempestade, um sistema de observação direta da atividade em meso-escala composto de microcâmeras instaladas em torre de 50 m de altura, e estruturando um sistema para acesso em tempo real às informações obtidas pelo projeto. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Widinei Alves Fernandes - Integrante / Carlos Augusto Morales Rodriguez - Integrante / MOacir Lacerda - Coordenador / Clovis Lasta Fritzen - Integrante / Evandro Moimaz Alnselmo - Integrante.

  • 2006 - 2008

    Título: Estudo das influências de ilhas de calor e da Poluição das queimadas sobre os relâmpagos totais em Mato Grosso do Sul, utilizando dados combinados de antena lenta e da RINDAT(Rede Integrada Nacional de detecção de descargas atmosféricas), Descrição: Os sensores de detecção de relâmpagos existentes no Brasil detectam somente os relâmpagos nuvem-solo (raios), portanto não se conhece a quantidade total de relâmpagos(nuvem-solo e intra-nuvem) em nenhuma região do país. Porém o conhecimento desta quantidade é importante sobre vários pontos de vista, por exemplo, para calcular a produção global ou regional de NOX, a contribuição dos relâmpagos para o circuito elétrico global, como também a evolução da tempestade, dinâmica, altura dos centros de cargas e processos de separação de cargas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Widinei Alves Fernandes - Coordenador / MOacir Lacerda - Integrante / Clovis Lasta Fritzen - Integrante / Evandro Moimaz Alnselmo - Integrante / João Ribeiro Soares Junior - Integrante., Financiador(es): Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - Cooperação / Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - Auxílio financeiro.

  • 1996 - 2003

    Avaliação das Variações e Mudanças Climáticas em Mato Grosso do Sul, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Widinei Alves Fernandes - Integrante / Amaury de Souza - Coordenador / Hamilton Germano Pavao - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2008 - 2010

    ESTUDO DO DESENVOLVIMENTO DE TEMPESTADES ISOLADAS ATRAVÉS DE MEDIDAS DE RELÂMPAGO TOTAL EM MATO GROSSO DO SUL, UTILIZANDO DADOS COMBINADOS DE ANTENAS LENTAS E DA RINDAT(Rede Integrada Nacional de Descargas Atmosféricas)., Descrição: Os relâmpagos são descargas transientes, com intensa corrente elétrica que se propagam por distâncias da ordem de quilômetros. Existem diversos tipos de relâmpagos, classificados em função do local onde se originam e do local onde terminam, locais com cargas opostas. De todos os tipos de relâmpagos, os intra-nuvem são os mais freqüentes, eles representam cerca de 80% do número total de relâmpagos. Os sensores de detecção de relâmpagos existentes no Brasil detectam somente o relâmpago nuvem-solo, portanto não se conhece a quantidade total de relâmpagos(nuvem-solo e intra-nuvem) em nenhuma região do país. Porém o conhecimento desta quantidade é importante sobre vários pontos de vista, por exemplo, para calcular a produção global ou regional de NOX, a contribuição dos relâmpagos para o circuito elétrico global, como também a evolução da tempestade, dinâmica, altura dos centros de cargas e processos de separação de cargas. Portanto se faz necessário utilizar uma antena capaz de detectar os relâmpagos (intra-nuvens e nuvem-solo), visando conhecer as características regionais da estrutura elétrica, tempo de vida e evolução das nuvens de tempestades.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Widinei Alves Fernandes - Integrante / MOacir Lacerda - Integrante / Clovis Lasta Fritzen - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Est - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2009

    MONITORAMENTO 3D DAS TEMPESTADES NO MATO GROSSO DO SUL:, Descrição: Os recentes avanços tecnológicos na área de eletrônica e computação permitem um contínuo monitoramento das tempestades, inclusive sobre o Brasil. Entretanto, os instrumentos utilizados para a detecção das tempestades são altamente onerosos, tem tecnologia estrangeira e não possibilitam modificações que permitam entender melhor o processo das medidas de descargas atmosféricas bem como o detalhamento completo das tempestades. Dessa maneira, este projeto apresenta uma metodologia para o desenvolvimento e a consequente implementação de um sistema com tecnologia brasileira para a detecção 3D dos raios intra-nuvem e nuvem terra sobre o Estado do Mato Grosso do Sul. Adicionalmente, este projeto propõe a extensão da rede de detecção de descargas atmosféricas a longa distância World-ZEUS sobre o Brasil de forma a garantir uma melhor cobertura e eficiência de detecção. De uma forma geral, este projeto viabilizará uma idenpendência tecnológica estrangeira na construção de sensores, permitirá um maior conhecimento dos processos envolvidos nas tempestades, auxiliará a defesa civil e a previsão do tempo a partir do monitoramento contínuo de tempestades que se formam e se deslocam sobre o território brasileiro, e por fim irá consolidar o desenvolvimento de um centro de excelência na região centro-oeste do Brasil.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Widinei Alves Fernandes - Integrante / Carlos Augusto Morales Rodriguez - Coordenador / MOacir Lacerda - Integrante / Clovis Lasta Fritzen - Integrante / Evandro Moimaz Alnselmo - Integrante / Julio Cesar Paro - Integrante / Waldeir Moreschi Dias - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2006

    Desenvolvimento Tecnológico Industrial-DTI, categoria/nivel 7C, Descrição: Desenvolvimento de uma antena Lenta, para detecção de relâmpagos totais.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Widinei Alves Fernandes - Coordenador / Iara Regina Cardoso de Almeida Pinto - Integrante / Osmar Pinto Junior - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2008 - 2010

    ESTUDO DO DESENVOLVIMENTO DE TEMPESTADES ISOLADAS ATRAVÉS DE MEDIDAS DE RELÂMPAGO TOTAL EM MATO GROSSO DO SUL, UTILIZANDO DADOS COMBINADOS DE ANTENAS LENTAS E DA RINDAT(Rede Integrada Nacional de Descargas Atmosféricas)., Descrição: Os relâmpagos são descargas transientes, com intensa corrente elétrica que se propagam por distâncias da ordem de quilômetros. Existem diversos tipos de relâmpagos, classificados em função do local onde se originam e do local onde terminam, locais com cargas opostas. De todos os tipos de relâmpagos, os intra-nuvem são os mais freqüentes, eles representam cerca de 80% do número total de relâmpagos. Os sensores de detecção de relâmpagos existentes no Brasil detectam somente o relâmpago nuvem-solo, portanto não se conhece a quantidade total de relâmpagos(nuvem-solo e intra-nuvem) em nenhuma região do país. Porém o conhecimento desta quantidade é importante sobre vários pontos de vista, por exemplo, para calcular a produção global ou regional de NOX, a contribuição dos relâmpagos para o circuito elétrico global, como também a evolução da tempestade, dinâmica, altura dos centros de cargas e processos de separação de cargas. Portanto se faz necessário utilizar uma antena capaz de detectar os relâmpagos (intra-nuvens e nuvem-solo), visando conhecer as características regionais da estrutura elétrica, tempo de vida e evolução das nuvens de tempestades.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Widinei Alves Fernandes - Integrante / MOacir Lacerda - Integrante / Clovis Lasta Fritzen - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Est - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2009

    MONITORAMENTO 3D DAS TEMPESTADES NO MATO GROSSO DO SUL:, Descrição: Os recentes avanços tecnológicos na área de eletrônica e computação permitem um contínuo monitoramento das tempestades, inclusive sobre o Brasil. Entretanto, os instrumentos utilizados para a detecção das tempestades são altamente onerosos, tem tecnologia estrangeira e não possibilitam modificações que permitam entender melhor o processo das medidas de descargas atmosféricas bem como o detalhamento completo das tempestades. Dessa maneira, este projeto apresenta uma metodologia para o desenvolvimento e a consequente implementação de um sistema com tecnologia brasileira para a detecção 3D dos raios intra-nuvem e nuvem terra sobre o Estado do Mato Grosso do Sul. Adicionalmente, este projeto propõe a extensão da rede de detecção de descargas atmosféricas a longa distância ?World-ZEUS? sobre o Brasil de forma a garantir uma melhor cobertura e eficiência de detecção. De uma forma geral, este projeto viabilizará uma idenpendência tecnológica estrangeira na construção de sensores, permitirá um maior conhecimento dos processos envolvidos nas tempestades, auxiliará a defesa civil e a previsão do tempo a partir do monitoramento contínuo de tempestades que se formam e se deslocam sobre o território brasileiro, e por fim irá consolidar o desenvolvimento de um centro de excelência na região centro-oeste do Brasil.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Widinei Alves Fernandes - Integrante / Carlos Augusto Morales Rodriguez - Coordenador / MOacir Lacerda - Integrante / Clovis Lasta Fritzen - Integrante / Evandro Moimaz Alnselmo - Integrante / Julio Cesar Paro - Integrante / Waldeir Moreschi Dias - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2006

    Desenvolvimento Tecnológico Industrial-DTI, categoria/nivel 7C, Descrição: Desenvolvimento de uma antena Lenta, para detecção de relâmpagos totais.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Widinei Alves Fernandes - Coordenador / Iara Regina Cardoso de Almeida Pinto - Integrante / Osmar Pinto Junior - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2008 - 2010

    ESTUDO DO DESENVOLVIMENTO DE TEMPESTADES ISOLADAS ATRAVÉS DE MEDIDAS DE RELÂMPAGO TOTAL EM MATO GROSSO DO SUL, UTILIZANDO DADOS COMBINADOS DE ANTENAS LENTAS E DA RINDAT(Rede Integrada Nacional de Descargas Atmosféricas)., Descrição: Os relâmpagos são descargas transientes, com intensa corrente elétrica que se propagam por distâncias da ordem de quilômetros. Existem diversos tipos de relâmpagos, classificados em função do local onde se originam e do local onde terminam, locais com cargas opostas. De todos os tipos de relâmpagos, os intra-nuvem são os mais freqüentes, eles representam cerca de 80% do número total de relâmpagos. Os sensores de detecção de relâmpagos existentes no Brasil detectam somente o relâmpago nuvem-solo, portanto não se conhece a quantidade total de relâmpagos(nuvem-solo e intra-nuvem) em nenhuma região do país. Porém o conhecimento desta quantidade é importante sobre vários pontos de vista, por exemplo, para calcular a produção global ou regional de NOX, a contribuição dos relâmpagos para o circuito elétrico global, como também a evolução da tempestade, dinâmica, altura dos centros de cargas e processos de separação de cargas. Portanto se faz necessário utilizar uma antena capaz de detectar os relâmpagos (intra-nuvens e nuvem-solo), visando conhecer as características regionais da estrutura elétrica, tempo de vida e evolução das nuvens de tempestades.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Widinei Alves Fernandes - Integrante / MOacir Lacerda - Integrante / Clovis Lasta Fritzen - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Est - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2009

    MONITORAMENTO 3D DAS TEMPESTADES NO MATO GROSSO DO SUL:, Descrição: Os recentes avanços tecnológicos na área de eletrônica e computação permitem um contínuo monitoramento das tempestades, inclusive sobre o Brasil. Entretanto, os instrumentos utilizados para a detecção das tempestades são altamente onerosos, tem tecnologia estrangeira e não possibilitam modificações que permitam entender melhor o processo das medidas de descargas atmosféricas bem como o detalhamento completo das tempestades. Dessa maneira, este projeto apresenta uma metodologia para o desenvolvimento e a consequente implementação de um sistema com tecnologia brasileira para a detecção 3D dos raios intra-nuvem e nuvem terra sobre o Estado do Mato Grosso do Sul. Adicionalmente, este projeto propõe a extensão da rede de detecção de descargas atmosféricas a longa distância ?World-ZEUS? sobre o Brasil de forma a garantir uma melhor cobertura e eficiência de detecção. De uma forma geral, este projeto viabilizará uma idenpendência tecnológica estrangeira na construção de sensores, permitirá um maior conhecimento dos processos envolvidos nas tempestades, auxiliará a defesa civil e a previsão do tempo a partir do monitoramento contínuo de tempestades que se formam e se deslocam sobre o território brasileiro, e por fim irá consolidar o desenvolvimento de um centro de excelência na região centro-oeste do Brasil.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Widinei Alves Fernandes - Integrante / Carlos Augusto Morales Rodriguez - Coordenador / MOacir Lacerda - Integrante / Clovis Lasta Fritzen - Integrante / Evandro Moimaz Alnselmo - Integrante / Julio Cesar Paro - Integrante / Waldeir Moreschi Dias - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2006

    Desenvolvimento Tecnológico Industrial-DTI, categoria/nivel 7C, Descrição: Desenvolvimento de uma antena Lenta, para detecção de relâmpagos totais.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Widinei Alves Fernandes - Coordenador / Iara Regina Cardoso de Almeida Pinto - Integrante / Osmar Pinto Junior - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2008 - 2010

    ESTUDO DO DESENVOLVIMENTO DE TEMPESTADES ISOLADAS ATRAVÉS DE MEDIDAS DE RELÂMPAGO TOTAL EM MATO GROSSO DO SUL, UTILIZANDO DADOS COMBINADOS DE ANTENAS LENTAS E DA RINDAT(Rede Integrada Nacional de Descargas Atmosféricas)., Descrição: Os relâmpagos são descargas transientes, com intensa corrente elétrica que se propagam por distâncias da ordem de quilômetros. Existem diversos tipos de relâmpagos, classificados em função do local onde se originam e do local onde terminam, locais com cargas opostas. De todos os tipos de relâmpagos, os intra-nuvem são os mais freqüentes, eles representam cerca de 80% do número total de relâmpagos. Os sensores de detecção de relâmpagos existentes no Brasil detectam somente o relâmpago nuvem-solo, portanto não se conhece a quantidade total de relâmpagos(nuvem-solo e intra-nuvem) em nenhuma região do país. Porém o conhecimento desta quantidade é importante sobre vários pontos de vista, por exemplo, para calcular a produção global ou regional de NOX, a contribuição dos relâmpagos para o circuito elétrico global, como também a evolução da tempestade, dinâmica, altura dos centros de cargas e processos de separação de cargas. Portanto se faz necessário utilizar uma antena capaz de detectar os relâmpagos (intra-nuvens e nuvem-solo), visando conhecer as características regionais da estrutura elétrica, tempo de vida e evolução das nuvens de tempestades.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Widinei Alves Fernandes - Integrante / MOacir Lacerda - Integrante / Clovis Lasta Fritzen - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Est - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2009

    MONITORAMENTO 3D DAS TEMPESTADES NO MATO GROSSO DO SUL:, Descrição: Os recentes avanços tecnológicos na área de eletrônica e computação permitem um contínuo monitoramento das tempestades, inclusive sobre o Brasil. Entretanto, os instrumentos utilizados para a detecção das tempestades são altamente onerosos, tem tecnologia estrangeira e não possibilitam modificações que permitam entender melhor o processo das medidas de descargas atmosféricas bem como o detalhamento completo das tempestades. Dessa maneira, este projeto apresenta uma metodologia para o desenvolvimento e a consequente implementação de um sistema com tecnologia brasileira para a detecção 3D dos raios intra-nuvem e nuvem terra sobre o Estado do Mato Grosso do Sul. Adicionalmente, este projeto propõe a extensão da rede de detecção de descargas atmosféricas a longa distância ?World-ZEUS? sobre o Brasil de forma a garantir uma melhor cobertura e eficiência de detecção. De uma forma geral, este projeto viabilizará uma idenpendência tecnológica estrangeira na construção de sensores, permitirá um maior conhecimento dos processos envolvidos nas tempestades, auxiliará a defesa civil e a previsão do tempo a partir do monitoramento contínuo de tempestades que se formam e se deslocam sobre o território brasileiro, e por fim irá consolidar o desenvolvimento de um centro de excelência na região centro-oeste do Brasil.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Widinei Alves Fernandes - Integrante / Carlos Augusto Morales Rodriguez - Coordenador / MOacir Lacerda - Integrante / Clovis Lasta Fritzen - Integrante / Evandro Moimaz Alnselmo - Integrante / Julio Cesar Paro - Integrante / Waldeir Moreschi Dias - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2006

    Desenvolvimento Tecnológico Industrial-DTI, categoria/nivel 7C, Descrição: Desenvolvimento de uma antena Lenta, para detecção de relâmpagos totais.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Widinei Alves Fernandes - Coordenador / Iara Regina Cardoso de Almeida Pinto - Integrante / Osmar Pinto Junior - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2008 - 2010

    ESTUDO DO DESENVOLVIMENTO DE TEMPESTADES ISOLADAS ATRAVÉS DE MEDIDAS DE RELÂMPAGO TOTAL EM MATO GROSSO DO SUL, UTILIZANDO DADOS COMBINADOS DE ANTENAS LENTAS E DA RINDAT(Rede Integrada Nacional de Descargas Atmosféricas)., Descrição: Os relâmpagos são descargas transientes, com intensa corrente elétrica que se propagam por distâncias da ordem de quilômetros. Existem diversos tipos de relâmpagos, classificados em função do local onde se originam e do local onde terminam, locais com cargas opostas. De todos os tipos de relâmpagos, os intra-nuvem são os mais freqüentes, eles representam cerca de 80% do número total de relâmpagos. Os sensores de detecção de relâmpagos existentes no Brasil detectam somente o relâmpago nuvem-solo, portanto não se conhece a quantidade total de relâmpagos(nuvem-solo e intra-nuvem) em nenhuma região do país. Porém o conhecimento desta quantidade é importante sobre vários pontos de vista, por exemplo, para calcular a produção global ou regional de NOX, a contribuição dos relâmpagos para o circuito elétrico global, como também a evolução da tempestade, dinâmica, altura dos centros de cargas e processos de separação de cargas. Portanto se faz necessário utilizar uma antena capaz de detectar os relâmpagos (intra-nuvens e nuvem-solo), visando conhecer as características regionais da estrutura elétrica, tempo de vida e evolução das nuvens de tempestades.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Widinei Alves Fernandes - Integrante / MOacir Lacerda - Integrante / Clovis Lasta Fritzen - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Est - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2009

    MONITORAMENTO 3D DAS TEMPESTADES NO MATO GROSSO DO SUL:, Descrição: Os recentes avanços tecnológicos na área de eletrônica e computação permitem um contínuo monitoramento das tempestades, inclusive sobre o Brasil. Entretanto, os instrumentos utilizados para a detecção das tempestades são altamente onerosos, tem tecnologia estrangeira e não possibilitam modificações que permitam entender melhor o processo das medidas de descargas atmosféricas bem como o detalhamento completo das tempestades. Dessa maneira, este projeto apresenta uma metodologia para o desenvolvimento e a consequente implementação de um sistema com tecnologia brasileira para a detecção 3D dos raios intra-nuvem e nuvem terra sobre o Estado do Mato Grosso do Sul. Adicionalmente, este projeto propõe a extensão da rede de detecção de descargas atmosféricas a longa distância ?World-ZEUS? sobre o Brasil de forma a garantir uma melhor cobertura e eficiência de detecção. De uma forma geral, este projeto viabilizará uma idenpendência tecnológica estrangeira na construção de sensores, permitirá um maior conhecimento dos processos envolvidos nas tempestades, auxiliará a defesa civil e a previsão do tempo a partir do monitoramento contínuo de tempestades que se formam e se deslocam sobre o território brasileiro, e por fim irá consolidar o desenvolvimento de um centro de excelência na região centro-oeste do Brasil.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Widinei Alves Fernandes - Integrante / Carlos Augusto Morales Rodriguez - Coordenador / MOacir Lacerda - Integrante / Clovis Lasta Fritzen - Integrante / Evandro Moimaz Alnselmo - Integrante / Julio Cesar Paro - Integrante / Waldeir Moreschi Dias - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2006

    Desenvolvimento Tecnológico Industrial-DTI, categoria/nivel 7C, Descrição: Desenvolvimento de uma antena Lenta, para detecção de relâmpagos totais.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Widinei Alves Fernandes - Coordenador / Iara Regina Cardoso de Almeida Pinto - Integrante / Osmar Pinto Junior - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2008 - 2010

    ESTUDO DO DESENVOLVIMENTO DE TEMPESTADES ISOLADAS ATRAVÉS DE MEDIDAS DE RELÂMPAGO TOTAL EM MATO GROSSO DO SUL, UTILIZANDO DADOS COMBINADOS DE ANTENAS LENTAS E DA RINDAT(Rede Integrada Nacional de Descargas Atmosféricas)., Descrição: Os relâmpagos são descargas transientes, com intensa corrente elétrica que se propagam por distâncias da ordem de quilômetros. Existem diversos tipos de relâmpagos, classificados em função do local onde se originam e do local onde terminam, locais com cargas opostas. De todos os tipos de relâmpagos, os intra-nuvem são os mais freqüentes, eles representam cerca de 80% do número total de relâmpagos. Os sensores de detecção de relâmpagos existentes no Brasil detectam somente o relâmpago nuvem-solo, portanto não se conhece a quantidade total de relâmpagos(nuvem-solo e intra-nuvem) em nenhuma região do país. Porém o conhecimento desta quantidade é importante sobre vários pontos de vista, por exemplo, para calcular a produção global ou regional de NOX, a contribuição dos relâmpagos para o circuito elétrico global, como também a evolução da tempestade, dinâmica, altura dos centros de cargas e processos de separação de cargas. Portanto se faz necessário utilizar uma antena capaz de detectar os relâmpagos (intra-nuvens e nuvem-solo), visando conhecer as características regionais da estrutura elétrica, tempo de vida e evolução das nuvens de tempestades.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Widinei Alves Fernandes - Integrante / MOacir Lacerda - Integrante / Clovis Lasta Fritzen - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Est - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2009

    MONITORAMENTO 3D DAS TEMPESTADES NO MATO GROSSO DO SUL:, Descrição: Os recentes avanços tecnológicos na área de eletrônica e computação permitem um contínuo monitoramento das tempestades, inclusive sobre o Brasil. Entretanto, os instrumentos utilizados para a detecção das tempestades são altamente onerosos, tem tecnologia estrangeira e não possibilitam modificações que permitam entender melhor o processo das medidas de descargas atmosféricas bem como o detalhamento completo das tempestades. Dessa maneira, este projeto apresenta uma metodologia para o desenvolvimento e a consequente implementação de um sistema com tecnologia brasileira para a detecção 3D dos raios intra-nuvem e nuvem terra sobre o Estado do Mato Grosso do Sul. Adicionalmente, este projeto propõe a extensão da rede de detecção de descargas atmosféricas a longa distância ?World-ZEUS? sobre o Brasil de forma a garantir uma melhor cobertura e eficiência de detecção. De uma forma geral, este projeto viabilizará uma idenpendência tecnológica estrangeira na construção de sensores, permitirá um maior conhecimento dos processos envolvidos nas tempestades, auxiliará a defesa civil e a previsão do tempo a partir do monitoramento contínuo de tempestades que se formam e se deslocam sobre o território brasileiro, e por fim irá consolidar o desenvolvimento de um centro de excelência na região centro-oeste do Brasil.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Widinei Alves Fernandes - Integrante / Carlos Augusto Morales Rodriguez - Coordenador / MOacir Lacerda - Integrante / Clovis Lasta Fritzen - Integrante / Evandro Moimaz Alnselmo - Integrante / Julio Cesar Paro - Integrante / Waldeir Moreschi Dias - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2006

    Desenvolvimento Tecnológico Industrial-DTI, categoria/nivel 7C, Descrição: Desenvolvimento de uma antena Lenta, para detecção de relâmpagos totais.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Widinei Alves Fernandes - Coordenador / Iara Regina Cardoso de Almeida Pinto - Integrante / Osmar Pinto Junior - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, UFMS - Instituto de Física. , Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Universitário, 79070900 - Campo Grande, MS - Brasil - Caixa-postal: 252, Telefone: (67) 33457035, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2009 - Atual

Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Associado I, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Desenvolvimento Cientifico Regional Fundect/CNPq DCR-III

2006 - 2007

Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: temporario, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

  • 01/2013

    Pesquisa e desenvolvimento , UFMS - Instituto de Física, .,Linhas de pesquisa

  • 01/2008

    Pesquisa e desenvolvimento , Conselho de Pesquisa e Pós-Graduação da UFMS, .,Linhas de pesquisa

  • 02/2007

    Ensino, Matemática, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Fundamentos de Cálculo II

  • 07/2006

    Pesquisa e desenvolvimento , Conselho de Pesquisa e Pós-Graduação da UFMS, .,Linhas de pesquisa

  • 03/2011 - 08/2011

    Ensino, Matemática, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Física II

  • 03/2011 - 07/2011

    Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Estatística

  • 03/2011 - 07/2011

    Ensino, Tecnologias Ambientais, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Características físicas e químicas da atmosfera

  • 01/2011 - 02/2011

    Ensino, Matemática, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Física I

  • 01/2010 - 02/2010

    Direção e administração, Campus Universitário de Corumbá, Departamento de Ciências Exatas., .,Cargo ou função, Chefe de Departamento.

  • 08/2009 - 12/2009

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Campus universitário de Corumbá-CPAN, .,Cargo ou função, presidente da comissão de pesquisa do campus.

  • 07/2009 - 12/2009

    Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Fisica para biologia

  • 07/2009 - 12/2009

    Ensino, Tecnologias Ambientais, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Avaliação e Controle da Poluição Atmosférica (CH 60horas)

  • 02/2009 - 12/2009

    Ensino, Matemática, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Fisica Geral e Experimental I (CH 204H)

  • 07/2009 - 07/2009

    Direção e administração, Campus Universitário de Corumbá, Departamento de Ciências Exatas., .,Cargo ou função, Chefe de Departamento.

  • 02/2009 - 07/2009

    Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Estatística (CH 68 horas)

  • 03/2009 - 03/2009

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Campus Universitário de Corumbá, Departamento de Ciências Exatas., .,Cargo ou função, membro da comissão do SIAI.

  • 02/2007 - 07/2007

    Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Estatística

  • 08/2006 - 12/2006

    Ensino, Física, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Métodos de Física Experimental I

  • 07/2006 - 12/2006

    Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Estatística

2005 - 2006

Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador bolsista, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Bolsista DTI-7C no. 381679/2005-5

Atividades

  • 03/1999

    Pesquisa e desenvolvimento , elat, .,Linhas de pesquisa